Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco cura a ‘ressaca’ e vence o Duque de Caxias em São Januário


Depois de perder para o Macaé na última rodada, time retoma clima de paz com a torcida, que vibra: ‘Uh, vai para cima, é o Trem Bala da Colina’

A Quarta-Feira de Cinzas serviu para o Vasco curar a ressaca deixada pela derrota por 3 a 1 na sexta, contra o Macaé. A equipe fez 4 a 2 sobre o Duque de Caxias, em São Januário, e retomou o clima de paz com sua torcida. Apesar do time ter sofrido dois gols após abrir uma vantagem de três na etapa inicial, os vascaínos ficaram satisfeitos com o desempenho da equipe e gritaram “Uh, vai para cima, é o Trem Bala da Colina”. Os gols foram marcados por Felipe, Anderson Martins, Bernardo e Dedé. Somália e Ari descontaram para o visitante.
Com o resultado, o Vasco somou seus primeiros três pontos na Taça Rio e está em terceiro lugar no Grupo A. Já a equipe da Baixada Fluminense segue com um ponto, na penúltima posição do Grupo B. O próximo compromisso vascaíno será no domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda, contra o Madureira. No mesmo horário, o Duque encara o Voltaço no Los Larios (Xerém).
saiba mais
Confira a classificação completa da Taça Rio
A vitória contra o Duque de Caxias marcou a estreia no Vasco do atacante Leandro, que entrou na segunda etapa na vaga de Eder Luis.
Vasco abre três de vantagem na primeira etapa
A promoção de ingressos feita pela diretoria vascaína para a partida desta quarta teve um bom resultado. Quase dez mil pessoas foram a São Januário. Em campo, o time iniciou o jogo no ritmo dos torcedores, que não se intimidaram com chuva insistente na Colina e gritaram forte na arquibancada. Aguerrido e veloz, o Vasco foi para cima desde o apito inicial. As peças novas do time, Elton e Bernardo, aparentavam bom entrosamento com o restante da equipe. Não demorou para a superioridade cruzmaltina em campo fazer efeito. Aos nove minutos, após boa jogada de Fagner, Felipe levou a melhor na dividida contra os marcadores dentro da área e, de perna direita, chutou no cantinho para colocar o 1 a 0 no placar.
Felipe comemora o primeiro gol do Vasco na vitória sobre o Duque de Caxias (Foto: FOTOCOM.NET)
Pelas pontas, o Vasco seguia perigoso, principalmente nos contra-ataques puxados por Eder Luis. Elton, em seu primeiro jogo como titular após o retorno ao clube, esteve perto de marcar. Em uma delas, Eder levou até a linha de fundo e rolou para o centroavante, que, de perna direita, pegou de primeira. A bola foi na rede pelo lado de fora após desvio na defesa. O Duque de Caxias pouco ameaçava. Geovane Maranhão, ex-Vasco, era quem mais incomodava.
O Gigante da Colina seguiu incisivo e ampliou aos 36 minutos. Bernardo cruzou da esquerda, Anderson Martins se antecipou ao marcador e, de costas, desviou de cabeça para o fundo do gol. Na comemoração, o zagueiro cruzou todo o campo e foi vibrar com o técnico Ricardo Gomes e os reservas. O que já estava bom, ficou ainda melhor antes mesmo do intervalo.
Aos 44 minutos, Bernardo foi derrubado dentro da área e o árbitro assinalou a penalidade. Na cobrança, o próprio Bernardo mostrou personalidade e cobrou com força para fazer 3 a 0. Os jogadores vascaínos foram para o vestiário ao som de “Uh, vai pra cima, é o Trem Bala da Colina”.
Duque reage, mas Dedé confirma vitória vascaína
O Vasco começou a segunda etapa com uma jogada de Caíque, que entrara no lugar de Bernardo, que quase resultou no quarto gol. Mas quem marcou foi o Duque de Caxias. Aos cinco minutos, após bola levantada na área, Somália subiu na segunda trave e desviou para o gol: 3 a 1. Os donos da casa, no entanto, não se abalaram. Dedé, no lance seguinte, de cabeça, colocou a bola na rede. O zagueiro, entretanto, estava em impedimento, e o lance foi anulado.
As coisas começaram a ficar mais nebulosas para o Vasco a partir da expulsão de Anderson Martins, aos 23 minutos, depois de receber o segundo cartão amarelo. Pouco depois, o Duque de Caxias conseguiu marcar o segundo e deixou os cruzmaltinos preocupados. Ari, que pertence ao Vasco, recebeu bom passe e venceu Fernando Prass: 3 a 2.
Coube ao jogador que é exaltado pela torcida como “o melhor zagueiro do Brasil” devolver a tranquilidade para os vascaínos. Aos 33, Felipe foi derrubado na entrada da área. Na cobrança, Dedé cobrou no cantinho direito do goleiro Fernando e marcou: 4 a 2. Até o apito final do árbitro, o Duque de Caxias tentou fazer pressão para tentar encostar novamente, mas o Vasco conseguiu segurar a pressão e saiu de campo com os três pontos. E novamente em paz com a torcida.
VASCO 4 X 2 DUQUE DE CAXIAS
Fernando Prass; Fagner, Dedé, Anderson Martins e Márcio Careca; Eduardo Costa, Romulo, Felipe e Bernardo (Caíque); Eder Luis (Leandro) e Elton (Cesinha). Fernando; Ari, Fábio Braz, Marlon e Hamilton; Antônio, Lenon (Felipe Canavan), Juninho e Edson Di (Gilcimar); Geovane Maranhão (John) e Somália.
Técnico: Ricardo Gomes. Técnico: Waldemar Lemos.
Gols: Felipe, aos nove, Anderson Martins, aos 36, e Bernardo, aos 44 minutos do primeiro tempo;
Cartões amarelos: Elton, Anderson Martins, Felipe, Fagner (Vasco); Lenon, Fernando, Marlon, Ari, Hamilton (Duque de Caxias). Cartão vermelho: Anderson Martins (Vasco)
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro. Data: 09/03/2011. Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães. Auxiliares: Wedel de Paiva Gouveia e Sérgio Waldman. Público: 8.008 pagantes (9.582 presentes). Renda: R$ 70.775,00

março 10, 2011 - Posted by | Vasco da Gama |

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s