Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Mesmo com um a mais, Palmeiras fica no empate com o Santo André


Equipes empataram em 0 a 0. Ramalhão teve um jogador expulso ainda no primeiro tempo

Neste sábado de Carnaval, o Palmeiras apenas empatou em 0 a 0 com o Santo André e deixou a pequena torcida que prestigiou o jogo no Pacaembu cabisbaixa. Sem grandes emoções e com um jogador a mais – Gilberto foi expulso ainda no primeiro tempo após receber o segundo cartão amarelo-, o Verdão não chegou nem perto da vitória.

O Ramalhão, por sua vez, teve apenas uma chance real de gol. No fim do jogo, aos 45 do segundo tempo, Deola fez a única defesa da partida em chute de Richely.

Com o empate, o Palmeiras chegou aos 22 pontos e caiu para a quarta colocação. O Santo André se manteve na penúltima posição, com sete pontos.

Na próxima quarta-feira, o Verdão encara o Noroeste, às 19h30, no interior. E o Ramalhão recebe, no mesmo dia, o Americana, às 17h.

O Jogo

O Palmeiras começou buscando a alegria da torcida no sábado de carnaval. Logo no primeiro minuto, Marcos Assunção, que não está bem no quesito falta nesta temporada, assustou o Santo André. O meia bateu por cima do gol, com muito perigo para Neneca.

Em ritmo de carnaval, Adriano Michael Jackson, um dançarino nato, colocou a defesa do Santo André para dançar. Pela esquerda, o atacante passou por três marcadores e tocou para trás. Patrik, livre, conseguiu o arremate, mas Victor Hugo se jogou na frente da bola e impediu o gol do Palmeiras, que perdeu a chance de abrir o placar aos 19 minutos.

Na sequência, Miguel recuperou a bola e cruzou para o Michael Jackson. O dançarino tentou de carrinho, mas não alcançou e a bola saiu pela linha de fundo.

Com nota alta no quesito a harmonia, o Verdão dominava o jogo pelo meio. O time do técnico Felipão não deixou o Santo André jogar. O Ramalhão, por outro lado, só estava em com nota dez no quesito cartões amarelos. Foram quatro em menos de 25 minutos. Um deles, por sinal, se transformou no vermelho de Gilberto.

Mesmo com um a mais em campo, o Palmeiras não conseguiu aproveitar no primeiro tempo. O clube da capital abusava dos cruzamentos para a área, que ficavam, na maioria das vezes, nas mãos do goleiro Neneca. E o Santo André pouco criou. A única oportunidades chegou apenas aos 30 minutos, em um chute sem direção de Borebi.

O Palmeiras seguia tentando de longe. Aos 41, Marcos Assunção tentou mais uma, mas, novamente, Neneca conseguiu segurar o chute do capitão do Verdão.

No intervalo do jogo, os dois treinadores tentaram mudar a cara do jogo. Que mesmo em um sábado carnavalesco, estava deixando a pequena torcida que comparecia ao Pacaembu triste. Felipão colocou Luan e Vinícius, nos lugares de Gabriel Silva e Miguel. Já no Santo André, Edilson deu lugar a Mika.

E o segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro. Com chutes de fora da área de Marcos Assunção, que continuava assustando o goleiro Neneca. Mas a melhor oportunidade veio com Adriano Michael Jackson. Após saída errada de bola do goleiro do Santo André, Márcio Araújo recuperou e deixou com o atacante, que deixou o zagueiro no chão e bateu por cima do gol.

A resposta do Ramalhão só veio aos 19. Desta vez foi Richely que mandou para fora, sem assustar o goleiro Deola. Para não deixar o Santo André crescer no jogo, Felipão fez a última mudança aos 23 do segundo tempo. João Victor, volante, entrou no lugar do lateral Cicinho.

Para piorar a situação do Santo André, Allan, que era um dos mais criativos do time, sentiu dores e saiu de campo. Foi a vez de Altair entrar. E o Palmeiras continuou dando trabalho. Após jogada de João Vitor, Márcio Araújo ajeitou para Marcos Assunção, que, novamente, bateu forte. Bem posicionado, Neneca conseguiu outra defesa.

Quem quase saiu da partida com a vitória foi o Santo André. Após chutão de Neneca, Richely ganhou da defesa, invadiu a área e bateu forte. Mas Deola salvou o Verdão e deixou a pequena torcida que tava um pouco mais contente para a sequência do carnaval.

E a emoção ficou guardada para o fim da partida. Danilo recebeu, em posição irregular, cruzamento e cabeceou para o gol. Mas o árbitro pegou o impedimento e anulou o gol.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 0 X 0 SANTO ANDRÉ

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 5/3/2011 – 18h40 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Auxiliares: Mario Nogueira da Cruz e Carlos Augusto Nogueira Junior

Renda/público: R$ 198.700,00 / 6.370 pagantes
Cartões amarelos: Gabriel Silva, Patrik (PAL); Victor Hugo, Magno, Gilberto (SAN)
Cartões vermelhos: Gilberto, 24’/1ºT (SAN)

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (João Victor, 23’/2ºT), Danilo, Thiago Heleno e Gabriel Silva (Luan, Intervalo); Márcio Araújo, Marcos Assunção, Tinga e Patrik; Miguel (Vinícius, Intervalo) e Adriano Michael Jackson. Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTO ANDRÉ: Neneca, Anderson, Márcio Godri e Vitor Hugo; Iran, Magno, Allan (Altair, 27’/2ºT) , Edilson (Mika, Intervalo) e Gilberto; Borebi (Igor, 40’/2ºT) e Rychely. Técnico: Sandro Gaúcho.

março 5, 2011 - Posted by | Palmeiras | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s