Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em jogo de seis gols, Santos tropeça no lanterna

Peixe empatou com o São Caetano por 3 a 3 e perdeu o 100% de aproveitamento no Paulistão

A zebra passeou nesta quarta-feira na Arena Barueri. Pela primeira vez nessa temporada, o Santos, até então com 100% de aproveitamento na temporada, não jogou bem e apenas empatou com o São Caetano, lanterna do Campeonato Paulista, por 3 a 3.

Os gols do Peixe foram marcados por Keirrison e Elano que, assim como na última partida (vitória por 4 a 2 sobre o Grêmio Prudente, fora de casa), anotou duas vezes. Artur e Vandinho fizeram para a equipe visitante.

Diferentemente dos outros jogos desse Paulistão, o Santos enfrentou dificuldades para impor o seu jogo e apresentou diversos problemas em seu setor defensivo.

Já do lado do Azulão, nem o torcedor mais otimista poderia imaginar que a equipe aprontaria uma surpresa dessas para cima do líder do campeonato. O time, que até então não havia marcado gols, fez logo três e quebrou a sequência de vitórias do Peixe.

Com o resultado, o Alvinegro perde os 100% de aproveitamento na competição. Para o São Caetano a situação continua preocupante. A equipe marcou seu primeiro ponto no torneio, mas segue na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada o Santos tem pela frente o clássico contra o São Paulo, domingo, às 17hs, na Arena Barueri. Já a equipe do ABC visita a Ponte Preta, sábado, às 19h30.

O jogo

O Santos foi a campo com o mesmo time que bateu o Grêmio-PP no domingo. Já o treinador interino do São Caetano, Marcio Griggio, promoveu algumas mudanças na equipe que perdeu para o Ituano, na última rodada. Griggio trocou três peças do setor ofensivo, que ainda não havia marcado gols na temporada. Deixaram o time os meias Erandir e Fernandes e o atacante Kleber, dando seus lugares a Augusto Recife, Souza e Luciano Mandí.

Como era de se esperar, o Peixe começou a partida indo para cima, mais uma vez, aproveitando as descidas em velocidade de Maikon Leite.

E foi pelos pés do camisa 11 que o Santos construiu o seu primeiro gol. Logo aos cinco minutos de partida, o atacante fez linda tabela com Jonathan, que foi derrubado na entrada da área. O árbitro Guilherme Ceretta de Lima marcou falta, mas ao ser alertado pelo auxiliar que o lance havia sido dentro da área, voltou atrás e anotou o pênalti. Na cobrança Elano bateu no cantinho e abriu o placar.

O gol fez com que a equipe diminuísse o ritmo e o Azulão começou a gostar da partida. Aos 17 minutos, equipe do ABC quase empatou. Artur fez uma linda jogada pelo lado direito e cruzou para Aílton. O meia, livre na pequena área, tentou de peixinho e, por muito pouco, não alcançou a bola.

Após o susto, o Peixe respondeu na mesma altura. Keirrison fez um belo lançamento para Maikon Leite, que cara a cara com Luiz, tentou dribrá-lo, mas acabou perdendo a bola para o goleiro.

O Santos que se via em campo era muito diferente daquele que venceu os três primeiros jogos desse Paulistão. A equipe errou muitos passes e era acuada em seu campo pelo adversário.

O castigo veio ainda no primeiro tempo. Aos 38 minutos, após cobrança de escanteio, a zaga alvinegra deixou Artur cabecear sozinho e o zagueiro, contando com uma ajuda do goleiro Rafael, empatou para o São Caetano.

Empolgado pelo gol, o Azulão foi em busca da virada, que veio sete minutos depois, com Vandinho. O atacante aproveitou bola cruzada na área e, livre, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Pela primeira vez na temporada, o Santos ficou atrás no placar em uma partida, justamente contra o lanterna da competição. Mas o time da Vila não demorou à passar na frente do marcador.

Logo aos três minutos do segundo tempo, Keirrison mostrou o faro pelo gol dos tempos de Coritiba e Palmeiras e empatou a partida. O camisa 9 recebeu na intermediária, encarou a marcação e deu um leve toque de bico, no cantinho do goleiro Luiz.

O gol acordou a torcida do Peixe, que passou a empurrar a equipe em busca do terceiro. E a virada não demorou a sair. Aos sete minutos, Elano aproveitou o vacilo do zagueiro Artur dentro da área, roubou a bola e, quase sem ângulo, bateu com efeito, no ângulo de Luiz.

Apesar do gol, Elano deu um susto na torcida santista. Aos 13 minutos o meia chutou o chão, sem querer, e sentiu uma lesão no tornozelo direito, tendo que ser substituído.

A pressão do Santos porém, não durou muito tempo. Após o gol, a equipe voltou a apresentar falhas no setor defensivo e o São Caetano passou a pressionar novamente. Aos 33, após grande lançamento de Fernandes, Vandinho recebeu nas costas da zaga santista e não teve dificuldades para empatar a partida novamente.

Na base do desespero, o Santos se lançou ao ataque, deixando o jogo completamente aberto. A equipe criou algumas chances claras de marcar o quarto gol, mas pecou pela falta de pontaria.

Aos 35 minutos Keirrison foi lançado na direita, invadiu a área e chutou forte, para grande defesa de Luiz.Quatro minutos depois, Moisés, que entrou no lugar de Róbson, deixou Léo na cara do gol, mas o lateral bateu no meio do gol, facilitando a vida de Luiz, que defendeu com os pés.

O São Caetano, por sua vez, tentava surpreender nos contra-ataques, mas o empate persistiu no placar até o fim.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 3 X 3 SÃO CAETANO

Estádio: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data/hora: 26/1/2011, às 19h30
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Carlos Alberto Funari (SP)
Público e Renda: 6.675 pagantes / R$153.350, 00
Cartões Amarelos: Artur (SCA); Rodrigo Possebon (SAN)
Gols: Elano, 7’/1ºT (1-0); Artur, 38’/2ºT (1-1); Vandinho, 45’/1º (1-2); Keirrison, 2’/2ºT (2-2); Elano, 7’/2ºT (3-2); Vandinho, 32’/2ºT (3-3)

SANTOS: Rafael; Jonathan (Rodrigo Possebon, Intervalo), Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Pará, Elano (Rodriguinho, 13’/2ºT) e Róbson (Moisés, 26’/2ºT); Maikon Leite e Keirrison. Técnico: Adilson Batista

SÃO CAETANO: Luiz; Artur, Marcelo Batatais, Anderson Marques e Bruno (Eduardo, 29’/2ºT); Ricardo Conceição, Augusto Recife, Souza (Kleber, 20’/2ºT), Luciano Mandí (Fernandes, 8’/2ºT); Vandinho e Aílton. Técnico: Márcio Griggio

janeiro 26, 2011 - Posted by | Santos, São Caetano | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s