Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

De olho no Tolima, Corinthians só tropeça

Timão ficou apenas no 1 a 1 com o Noroeste no Pacaembu, no último teste antes da fase preliminar da Libertadores

Sem brilho e pensando no Tolima e na Libertadores, Corinthians não saiu do 1 a 1 com o Noroeste no estádio do Pacaembu, na tarde deste domingo, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Os gols foram marcados por Dentinho, pelo Corinthians, e Thiago Marin, pelo lado do Noroeste.

Notícias do Timão no celular! Fique por dentro primeiro

O “co-irmão” do interior, que foi fundado no mesmo dia que o Corinthians, viu nos contra-ataques seu principal trunfo e arrancou seu terceiro empate na competição, o segundo fora de casa.

O Timão empatou pela segunda vez seguida e chegou à 5 pontos.

Foi o último jogo antes da estreia do Corinthians na Libertadores, quando enfrenta o Deportes Tolima na próxima quarta-feira, em partida válida pela fase preliminar da competição.

Veja na TV LANCE!

Os gols do empate entre Corinthians e Noroeste

Tite lamenta empate com Noroeste

Tite comenta sobre possível egoísmo entre os jogadores

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, o Noroeste recebe o Bragantino no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, enquanto a partida entre Corinthians e Mogi Mirim, originalmente válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista, está prevista para o dia 17 de fevereiro.

O JOGO

A Fiel Torcida, que compareceu em bom número no Pacaembu – foram mais de 15 mil torcedores -, sabia que o jogo deste domingo contra o Noroeste não era mais importante do que a partida da próxima quarta-feira contra o Deportes Tolima.

Dessa forma, o Corinthians jogou “para o gasto” na primeira etapa. O suficiente para sair de campo com um gol. Mas, antes, o time de Tite teve de superar a retranca do Noroeste, com seus 11 jogadores atrás da linha do meio-campo.

A única forma de chegar com perigo era contando com erros individuais do time de Bauru. Foi assim aos 9, quando Bruno César aproveitou bobeada de Gleidson e serviu Jorge Henrique, que cabeceou sozinho para defesa do goleiro André Luís.

Onze minutos mais tarde, mais um erro da equipe de Bauru poderia ter custado o gol: Vandinho foi ajudar a defesa e recuou fraco para o goleiro. Jorge Henrique interceptou o lance e, livre, chutou em cima de André Luís.

O Corinthians tocava a bola, mas não penetrava na zaga adversária – tampouco finalizava bem.

Sem inspiração, o Alvinegro teve de recorrer a outros artifícios. Se os erros individuais não desmoronavam a muralha alvirrubra, Roberto Carlos percebeu que poderia fazer de seus chutes uma boa arma a favor do Corinthians

Aos 29, um arremate desviado do lateral-esquerdo colocou Dentinho na cara do gol, mas o número 11 não aproveitou. Quatro minutos mais tarde, falta para o Timão: Roberto Carlos cobrou e exigiu de André Luís defesa no reflexo. No rebote, Ronaldo, desajeitado, chutou para fora.

Quando nem uma alternativa nem outra dava sinais de sucesso, Bruno César apareceu no jogo para infernizar a zaga do Norusca aos 41. Letal, ele achou Dentinho na área, que chutou e contou com desvio antes de ver a bola entrar. 1 a 0 Corinthians.

Ao time de Bauru, só restava o contra-ataque, que funcionou apenas aos 14 da primeira etapa, com Ricardinho cara a cara com Julio Cesar. Ainda tímido, o Norusca não conseguia encaixar bons lances nos primeiros 45 minutos.

Apesar do gol, o Corinthians terminava o primeiro tempo sem convencer o torcedor.

NORUSCA ENTRA NO JOGO

Acomodado, o time da casa não se remediou contra o perigo que se esboçava: o contra-ataque do Norusca, que se aperfeiçoou no segundo tempo.

Com o relógio apontando 11 minutos do segundo tempo, Roberto Carlos matou de canela no meio-campo e ofereceu campo livre para o Norusca contra-golpear. Vandinho dominou e não serviu Zé Carlos, impedido, e sim Thiago Marin, que subia pela esquerda. Livre, o armador do time de vermelho só teve o trabalho de escolher o canto. 1 a 1 no Pacaembu

Bola pra frente! Aos 15 e aos 20, o ressentido Roberto Carlos tentou a redenção com chutes fortes em cobrança de falta. No primeiro lance, bola para fora. No segundo, o canhão do camisa 6 deu rebote na pequena área, mas o zagueiro Matheus, depois de se enrolar com Leandro Castán e Ronaldo, conseguiu afastar.

Mas a tarde não era mesmo de Roberto Carlos. Ele falhou mais uma vez aos 26 e Vandinho quase encobriu Julio Cesar depois da bola desviar na zaga corintiana.

Com a saída de Ronaldo para dar lugar à Edno, o Corinthians agora dispunha de um jogador forte e bom no alto, mas que não tinha a capacidade do Fenômeno de decidir um jogo difícil.

A todo momento em que o Corinthians atacava, aos trancos e barrancos, o Noroeste chegava no contra-golpe com muito perigo, utilizando-se principalmente de Vandinho como enganche.

Sem nenhuma peça criativa, o Timão pressionava à todo custo, mas não conseguia desempatar o jogo. Roberto Carlos, depois de péssimo segundo tempo, deu lugar à Marcelo Oliveira, mas o Corinthians pouco mudou.

Sobrou ainda tempo para expulsão de Marcio Gabriel, do Noroeste, por reclamação.

Sem forças, o Timão, no desespero, viu Edno botar fogo na torcida ao soltar uma bomba aos 43, que Andre Luís defendeu em dois tempos.

Com o fim de partida, à torcida do Corinthians só restou esperar pelo jogo de quarta-feira, quando o Timão começa a campanha na Copa Libertadores.

JOGO:

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 1 X 1 NOROESTE

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/1/2011 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Alberto Poletto Masseira
Renda/público: R$ 461.632,00 / 15.443 pagantes
Cartões amarelos: Francis, Da Silva, Andre Luis e Julio Cesar (NOR)
Cartões vermelhos: Marcio Gabriel, 41’/2ºT (NOR)
GOLS: Dentinho, 41’/1ºT (1-0); Thiago Marin 15’/2ºT (1-1)

CORINTHIANS: Julio Cesar, Moacir (Paulinho, 8’/2ºT), Chicão, Leandro Castán e Roberto Carlos (Marcelo Oliveira, 22’/2ºT);
Ralf, Jucilei e Bruno César; Dentinho, Ronaldo (Edno, 28’/2ºT) e Jorge Henrique. Técnico: Tite.

NOROESTE: André Luís, Marcio Gabriel, Matheus, Da Silva e Gleidson;
Francis (Francis, intervalo), Marcelinho, Ricardinho e Thiago Marin (Dodo, 22’/2ºT); Vandinho e Zé Carlos (Aleílson, 33’/2ºT). Técnico: Luciano Dias.

janeiro 23, 2011 - Posted by | Corinthians | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s