Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Dorival Júnior aprova Jobson no Galo e quer um time mais veloz em 2011

Treinador calcula precisar de seis ou sete jogadores para fechar o elenco

Dorival Júnior quer um Atlético-MG mais veloz em 2011. E um dos ‘motores’ do time pode ser o atacante Jobson, um dos nomes badalados como possível contratação do clube. O treinador não confirma o interesse do Galo, mas admite gostar do jogador, apesar dos problemas extra-campo.

– Muito aproveitável. Eu acho que é um jogador com uma capacidade de definição como poucos no país. O que eu também quero saber é se ele quer. Se ele quiser, nós estaremos ali para ajudá-lo. Espero que se concretize uma contratação como esta. Porque é um jogador que pode vir a ser brilhante pela capacidade que possui.

Sem querer falar em nomes ou posições mais carentes, Dorival deu a indicação de uma carência do grupo atual: atletas velozes. Para 2011, essa é uma das características observadas nas contratações.

– Eu prefiro não falar em posições, em setores. Eu preciso que nós modifiquemos um pouco o padrão. Se esses jogadores que chegarão vão jogar é outra coisa. Teoricamente falando, nós precisamos ganhar em velocidade em alguns setores.

Em entrevista ao programa “Arena Sportv’ desta segunda-feira, Dorival Júnior contou como planeja o próximo ano e fez um balanço da temporada difícil que o Galo passou. Ele comparou as dificuldades enfrentadas pelo Atlético-MG em 2010 com o momento ruim que vive, atualmente, a Inter de Milão. O time com Luxemburgo no comando não conseguiu se encontrar mesmo com grandes contratações como Diego Souza e Réver. Já o time italiano, comandado agora pelo espanhol Rafa Benitez, não repete as campanhas dos últimos anos, quando o clube venceu quase tudo que disputou.

– Foi um problema parecido com o que está passando com a Inter (de Milão) hoje. Será que são jogadores de menor expressão que antes? Não, são iguais ou mais qualificados. Só que o encaixe não acontece da noite para o dia. Todo treinador que forma ou reforma uma equipe tem um problema muito grande. É o problema que teve o Vanderlei. Ele saiu do título mineiro e tentou uma reformulação para o Brasileiro. Talvez não tenha encontrado o ideal. Nós precisamos de uma mudança em cima de uma estrutura adquirida. Eu quero manter 70% da equipe, mas que as seis ou sete contratações que vão acontecer tenham uma característica um pouco diferente.

dezembro 13, 2010 - Posted by | Atlético-MG |

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s