Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Goiás vence Independiente e se aproxima de título inédito

Após o rebaixamento, Esmeraldino pode salvar o ano com o título da Sul-Americana. Jogo na Argentina acontece no dia 8

“Nada melhor que uma Sul-Americana para curar a ressaca de um Brasileiro”. A faixa com essa frase pôde ser vista nesta quarta-feira, no Serra Dourada, onde o Goiás venceu o Independiente por 2 a 0 pelo primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. Foi a noite perfeita para a torcida esmeraldina esquecer o rebaixamento no Brasileirão e sonhar com o primeiro título internacional.

VEJA MAIS:
– FOTOS: Confira a galeria com as melhores imagens do jogo
– Goiás já sabe como superar pressão na Argentina
– Rafael Moura: “Precisamos entrar como se estivesse 0 a 0”

Vale lembrar que na final a regra do gol fora de casa para de valer, ou seja, o que vai contar é o saldo de gols ao fim das duas partidas. Assim, o time goiano abre boa vantagem para o duelo na Argentina que está marcado para o próximo dia 8.

Sabendo que a Sul-Americana pode salvar o ano, o Goiás pressionou e não deu espaços para o Independiente. Com muita velocidade, o time da casa, de tanto insistir, abriu o placar logo aos 14 minutos. Carlos Alberto, na disputa com o rival, iria isolar a bola na arquibancada, mas a bola espirrou, sobrando para Rafael Moura, dentro da área, abrir o placar.

A resposta argentina veio dois minutos depois. Cabrera arriscou chute perigoso pela direita, obrigando o goleiro Harlei a fazer linda defesa, espalmando para dentro da área. Na sobra, a defesa goiana afastou para escanteio. Essa foi a primeira e única chance de gol do time argentino.

Aproveitando mais uma bola espirrada, Otacílio Neto ampliou para o Goiás. Depois de arrancar com muita velocidade, Marcelo Costa tocou para Douglas pelo lado direito. O jovem tentou tocar para dentro, mas Mareque tocou na bola e, na sobra, sozinho e sem goleiro, Otacílio Neto fez o seu.

Apesar da vantagem, o Esmeraldino mostrou-se muito ansioso, dando chutões para a frente, se livrando da bola muito rapidamente. E a postura não mudou na volta do intervalo. A sorte, porém, estava do lado dos mandantes. Para tranquilizar os torcedores do Goiás, Silvera aplicou uma cotovelada em Toloi, que deixou o campo com o lábio sangrando, e recebeu o cartão vermelho.

A tranquilidade goiana só não foi maior, pois, mesmo com um homem a mais, o time do técnico Artur Neto não conseguiu retomar o controle total do duelo. Tanto que o Independiente, principalmente com bolas na área, tentou chegar várias vezes, apesar de nenhuma delas ter levado muito perigo a Harlei.

O resultado deixa o Goiás perto da taça. E preocupa Grêmio e Botafogo, equipes que se enfrentam domingo, na última rodada do Brasileirão, lutando pela quarta colocação e a última vaga na Libertadores-2011. Agora, é o Goiás contra o Independiente, os gremistas e os botafoguenses.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 2 X 0 INDEPENDIENTE (ARG)

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data/Hora: 1/12/2010 às 22h (horário de Brasília)
Árbitro: Carlos Torres (PAR)
Auxiliares: Nicolás Yegros (PAR) Rodney Aquino (PAR)
Cartões amarelos: Velázquez, Galeano (IND); Otacílio Neto, Carlos Alberto (GOI)
Cartões vermelhos: Silvera 12’/2T
Renda/Público: R$ 912.940,00 – 35.500 pagantes

GOLS: Rafael Moura 14’/1T (1-0); Otacílio Neto 21’/1T (2-0)

GOIÁS: Harlei, Rafael Toloi, Ernando e Marcão; Douglas, Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa (Felipe, 42’/2T)e Wellington Saci; Rafael Moura e Otacílio Neto (Éverton Santos, 24’/2T). Técnico: Artur Neto.

INDEPENDIENTE (ARG): Navarro, Velázquez, Tuzzio, Galeano; Cabrera (Matheu, 34’/2T), Battión, Fredes (Maxi Velázquez, 42’/2T), Mareque e Godoy (Pato Rodriguez, intervalo); Parra e Andrés Silvera. Técnico: Antonio Mohamed.

dezembro 1, 2010 Posted by | Goiás | | Deixe um comentário

Goiás e Independiente (ARG) iniciam a decisão da Sul-Americana

Equipe brasileira quer salvar a temporada. Já a argentina voltar a ser campeã após jejum de oito anos

Chegou a hora de escrever a história. Esse é um dos pedidos dos torcedores do Goiás para a final da Copa Sul-Americana, que começa a ser decidida nesta quarta-feira, as 22h, no estádio Serra Dourada, contra o Independente (ARG). A expectativa é grande entrejogadores, comissão técnica e diretoria, mas nada de entrar na empolgação promovida pelos torcedores.

O técnico Artur Neto já deu o tom da partida: vai ser um duelo bastante complicado, onde a equipe alviverde vai precisar bastante de equilíbrio e organização. O treinador acredita que, principalmente por ser uma decisão, o lado psicológico vai influenciar bastante, mas garante que a equipe não vai fugir das características que tem mostrado na competição continental: muita luta e garra até o fim dos 180 minutos.

RÁDIO L! Goiás na expectativa para fazer história na Sul-Americana

– Tenho certeza que será um decisão duríssima e muito disputada entre as duas equipes. Todos sabem da dificuldade, mas chegamos até aqui com muita luta e vai continuar sendo assim até o fim. Nosso objetivo é muito grande, o clube nunca chegou nesse patamar e pode ser nosso primeiro título. Temos que ter um equilíbrio muito grande, acho que tudo é possível – afirmou o treinador.

Artur Neto já definiu o time que entra em campo nesta quarta-feira. Com a confirmação de Otacílio Neto no ataque, o time será o mesmo que derrotou o Palmeiras na última quarta-feira, no Pacaembu, e assim, Felipe mais uma vez fica como opção. O volante Amaral, que pode deixar o Goiás no fim do ano (o Santos tem interesse), quer presença total da torcida nesta quarta-feira. Com pouco mais de 40 mil ingressos colocados a venda, a expectativa é de 35 mil esmeraldinos empurrem o time contra os “Rojos”.

– Esperamos que a torcida nos apoie. É um titulo inédito para o clube, para nós jogadores, e o apoio da torcida é muito importante para nos empurrar. Temos que ser melhores dentro de casa e conseguir uma boavantagem para decidir fora. Essa conquista pode amenizar bastante o ano ruim que tivemos – explicou o volante.

Torcida do Goiás apoia o time em último treino na Serrinha

Independiente quer voltar a ser campeão

Heptacampeão da Libertadores da América, bicampeão Mundial e dono de 14 títulos argentinos. Esse é o rival do Goiás na final da Sul-Americana. Apesar do passado vitorioso, a equipe argentina busca voltar a ser o centro das atenções na América do Sul. O último título conquistado foi o campeonato argentino de 2002. Já com relação a títulos internacionais, o jejum é maior: a última conquista foi a Supercopa de 1995, quando derrotou o Flamengo.

A única dúvida do técnico Antonio Mohamed para a partida em Goiânia é no meio de campo. Mohamed ainda não decidiu se irá reforçar a marcação do setor optando pela entrada do volante Godoy ou se arma a sua equipe com três atacantes, o que abriria espaço para as entradas de Gómez ou Rodríguez.

Até chegar à final da Sul-Americana, o Independiente eliminou: Argentinos Juniors (ARG), Defensor Sporting (URU), Deportes Tolima (COL) e LDU Quito (EQU).

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS X INDEPENDIENTE (ARG)

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data/Hora: 1/12/2010 às 22h (horário de Brasília)
Árbitro: Carlos Torres (PAR)
Auxiliares: Nicolás Yegros (PAR) Rodney Aquino (PAR)

GOIÁS: Harlei, Rafael Toloi, Ernando e Marcão; Douglas, Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa e Wellington Saci; Rafael Moura e Otacílio Neto. Técnico: Artur Neto.

INDEPENDIENTE (ARG): Navarro; Velázquez, Tuzzio, Galeano; Cabrera, Battión, Fredes, Mareque e Godoy; Parra e Andrés Silvera. Técnico: Antonio Mohamed.

dezembro 1, 2010 Posted by | Goiás | | Deixe um comentário