Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Eder Luis já manifestou desejo de ficar no Vasco

Atacante se diz identificado com o clube e destaca vontade de estar próximo da família

Surpreso com a rápida adaptação que teve ao clube, Eder Luis já manifestou vontade de ficar e confia que o Vasco vai achar uma forma de tornar isso possível. Além de ter se identificado com o clube, ele destaca que o desejo de ficar mais perto da família também pesa.

– Morando no Rio consigo visitar meus familiares em Minas. Fico mais perto de amigos também. Isso é claro que pesa. Minha esposa e meus filhos também gostam daqui. Também gostavam de lá, mas aqui émelhor – destacou o atacante.

Mesmo sem saber onde jogará após o meio do ano que vem, ele confia que sua temporada pelo Vasco pode ser ainda mais promissora.

– Foi uma temporada muito boa, mas quero sempre melhorar – disse.

dezembro 17, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Fiorentina quer Miranda, mas Tricolor ainda pensa na renovação do contrato

Se quiser lucrar, São Paulo terá de vender o zagueiro no começo do ano, mas diretor de futebol vai fazer nova proposta em janeiro para que atleta fique 

Depois do Atlético de Madri (ESP), agora é a vez da Fiorentina (ITA) mostrar interesse no zagueiro Miranda, do São Paulo. Segundo o jornal Gazzetta dello Sport, o camisa 5 do Tricolor é um dos alvos para a janela de transferências de janeiro. O time de Florença não faz boa campanha no Campeonato Italiano, ocupa a 13ª colocação na tabela e, por isso, irá às compras no começo do próximo ano. Vale lembrar que o contrato do defensor termina em junho de 2011 e, se quiser lucrar algo, o Tricolor terá denegociar o atleta agora. O clube, no entanto, quer renovar o vínculo do atleta.
O ex-atacante Luizão, que cuida da carreira do defensor são-paulino, disse na noite da última quinta-feira que não existe nenhuma novidade em relação ao futuro do jogador. Miranda recusou a proposta de renovação feita pelo São Paulo e saiu de férias em seguida. Somente em janeiro, quando o elenco se reapresentar é que uma nova negociação acontecerá.
– Outro dia falaram que o Miranda tinha acertado com o Atlético de Madri. Como sou eu que cuido da carreiradele, esqueceram de me mandar o papel para assinar – ironizou Luizão.
O problema é que a pedida de Miranda assustou o São Paulo. O jogador, além de receber um aumento salarial, quer mais 10% dos seus direitos (hoje ele possui 20%, contra 20% do Sochaux-FRA, seu ex-clube e 60% do São Paulo) e ainda deseja um vínculo de quatro temporadas, mas com uma cláusula que o libera em caso de proposta do Exterior. Nessas condições, dificilmente o vínculo do atleta será renovado.
Do lado são-paulino, nenhuma oferta foi confirmada.
– O Miranda tem contrato com o São Paulo até o meio do ano e, se algum clube quiser contratá-lo agora, basta depositar a multa rescisória, que é de US$ 20 milhões (R$ 34 milhões). A cada dia, o Miranda é negociado com um clube, mas posso garantir que o São Paulo, até agora, não foi procurado. E tem mais: a nossa intenção é que ele continue conosco por muito tempo. Vamos buscar o entendimento – afirmou o diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM.

dezembro 17, 2010 Posted by | São Paulo | , | Deixe um comentário

Kleber aprova busca por Ronaldinho Gaúcho, mas procura não se iludir

Atacante nega também qualquer conversa com Cruzeiro, comenta atrasos financeiros e alerta: “Não adianta trazer Ronaldinho e não pagar os outros”

No dia em que ajudou o Palmeiras a lançar dois bonecos seus, um caricato e outro lúdico, vestido de Gladiador, Kleber falou também sobre outros assuntos ligados ao clube. O atacante aproveitou a entrevista para esclarecer que a visita a Belo Horizonte, na última quinta-feira, não teve nenhuma relação com um possível interesse do Cruzeiro. Ele também se mostrou animado, mas realista sobre o interesse do time paulista em Ronaldinho Gaúcho e ainda comentou os atrasos de direitos de imagens no elenco alviverde, lembrando que o clube precisa quitar as dívidas antes de trazer mais jogadores de alto custo. Confira os principais trechos da entrevista coletiva do atacante.
Possíveis reforços de peso no Verdão e ‘conselhofinanceiro’
“Não só Ronaldinho, mas Adriano. Ficamos felizes que tem possibilidade. Mas não podemos nos iludir muito. Claro que temos expectativa, mas é contida. Por enquanto, não chegou ninguém e pensamos nos que estão aqui. Não sei até q ponto está situação de Ronaldinho, Adriano, se é possível, se não é. Eu não me iludo. Mas não adianta trazer esses jogadores e ficar devendo para outros. O Ronaldinho não vai resolver nada sozinho, nem o Adriano, nem o Kleber, nem o Valdivia”.
Atrasos de direitos de imagem
“O Palmeiras sabe que tem de pagar dois meses de atraso. Todos sabem. Outros clubes estão em atraso. Em 2008, quando saí, o Palmeiras também me devia e me pagou tudo depois. Sabemos das dificuldades dos clubes, mas tenho certeza de que tudo será acertado”.

Chances de sair, suposto interesse do Cruzeiro e outras propostas
“Nunca passou pela minha cabeça sair. Não pretendo sair, não tenho intenção. Já deixei isso bem claro. Tenho contrato de quatro anos. Se o Palmeiras quiser me vender, for bom para o clube, tudo bem. Mas não é minha intenção. Estive em Belo Horizonte para visitar a família, não conversei com ninguém. Para mim não chegou qualquer proposta. Só se veio para o Palmeiras. Procuro não me envolver. Só fico sabendo quando as coisas estão mais encaminhadas, estão para se resolver. Não falo com Pepe (empresário) sobre isso. Quando tiver algo encaminhado, aí procuro saber”.

dezembro 17, 2010 Posted by | Palmeiras | , | Deixe um comentário

A tristeza de Tinga: ‘Pior ano da minha carreira’

Abalo pela derrota no Mundial faz meia encerrar o ano com sentimento de derrota, apesar da conquista da Libertadores

Tinga carrega uma filosofia de vida: nas grandes vitórias, procura olhar para o derrotado, pensar como ele se sente, imaginar como seria se estivesse do outro lado. Ele parece valorizar a derrota como ensinamento. E é por isso que não consegue assimilar o golpe da queda nas semifinais do Mundial de Clubes – porque é forte demais para ele. Levar 2 a 0 do Mazembe deixou o jogador claramente abalado. Três dias depois da partida, a dor ainda estava desenhada no rosto dele.
É uma derrota dupla para Tinga: como jogador e como torcedor. É por isso que ele chega a considerar 2010, por mais paradoxal que seja, o pior ano de sua carreira. Ter vencido a Libertadores não ameniza o baque da perda do Mundial.
– Era um sonho muito grande desse grupo vencer o Mundial. É difícil de explicar. Nenhuma explicação é grande como o sentimento que temos no quarto, ao ir dormir. Para mim, o ano termina de forma péssima. Como pode, num ano em que ganhei a Libertadores, tudo terminar de forma tão ruim? É isso que está acontecendo. Por incrível que pareça, em um ano em que ganhei a Libertadores, tenho o sentimento de que foi o pior ano da minha carreira.
Agora, resta a disputa do terceiro lugar. Tinga tenta juntar forças para o duelo com o Seongnam, da Coreia do Sul, neste sábado.
– Mesmo não conseguindo o objetivo principal, temos um compromisso com a gente mesmo, com nosso torcedor, de vencer. É nosso compromisso com um clube muito grande.
A dor de Tinga é proporcional à esperança que ele tinha de ser campeão mundial. O jogador estava muito confiante. Ausente em 2006, ele pretendia tapar a lacuna que tinha na carreira. Pelo menos em 2010, não foi possível.

dezembro 17, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

André Lima aproxima-se de acerto; situação de Borges está indefinida

Conversas com os dois centroavantes do Grêmio estão em andamento

Dois centroavantes brilharam no Grêmio em 2010. No primeiro semestre, Borges fez parceria afinada com Jonas; e no final da temporada, com a lesão do outrora titular, André Lima reuniu-se ao artilheiro do Brasileirão para formar nova dupla de sucesso no ataque.
E os dois nomes estão em pauta no Estádio Olímpico. Dono dos próprios direitos, André Lima negocia a renovação, e faltam poucos detalhes contratuais para que o acerto seja anunciado pelo clube. Ele fica no Grêmio por mais três anos.
– Até o final do ano se define a renovação. A negociação encaminha-se para este sentido (três anos de contrato), será uma das cláusulas. Mas quem vai anunciar o acerto é o Grêmio, na hora apropriada – disse o empresário Eduardo Uram, que representa o jogador.
No caso de Borges, há desencontro de informações. No Rio de Janeiro a ida do centroavante para o Vasco é dada como praticamente certa. Mas o Grêmio nega, versão reiterada com veemência pelo empresário Márcio Rivellino.
– Não tem nada de Borges no Vasco. Ele teve um bate-papo com a diretoria do Grêmio, conversamos com o Cícero (Cícero Souza, gerente-executivo de futebol do clube), e o Borges reiterou que pretende ficar no Grêmio. Não tem negociação – garantiu. Borges tem contrato com o Grêmio até o final de 2011.

dezembro 17, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Flu e Araújo: namoro antigo, enfim, se aproxima de um final feliz

Após negociação frustrada em maio, Tricolor volta a conversar em sigilo com atacante do Al Gharafa e acerto deve ser confirmado em breve

Com oito meses de atraso, Araújo, enfim, deve ser anunciado como jogador do Fluminense na próxima semana. Sonho antigo do Tricolor e do patrocinador, o atacante negociou com o clube em sigilo nas últimas semanas e entre as duas partes tudo já está acertado para que um contrato de dois anos seja assinado. A liberação do Al Gharafa, do Qatar, clube atual do jogador, também já está bem encaminhada e deve ser assinada após os 10 dias de folga de fim de ano.
Aos 33 anos, Araújo chega a Recife neste sábado para passar o Natal com a família. Seu contrato no Oriente Médio se encerra em maio de 2011 e como já deixou claro que não renovará para retornar ao Brasil, a tendência é que seja liberado para antecipar o acerto. Outro ponto favorável foi a permanência no Al Gharafa mesmo após ter as negociações bastante adiantadas com o Tricolor em maio.
Representante do atacante, seu sogro José Alberto confirmou o acerto.
– Está quase tudo certo para que Araújo já seja jogador do Fluminense. Dessa vez não devemos ter problemas com a liberação. As conversas estão bem adiantadas.
Revelado pelo Goiás, Araújo passou também por Cruzeiro e pelo futebol japonês antes de chegar ao Al Gharafa, clube que defende desde 2007. Atualmente, o Fluminense conta com cinco atacantes em seu elenco: Fred, Emerson, Rodriguinho, Washington e o jovem Matheus Carvalho.

dezembro 17, 2010 Posted by | Fluminense | , , | Deixe um comentário

Fla oficializa a contratação de Felipe

Goleiro assina por uma temporada. Contrato terá cláusula que prevê rescisão em caso de problemas disciplinares

A diretoria do Flamengo oficializou a contratação de Felipe, ex-Corinthians, na tarde desta sexta-feira. O goleiro, de 26 anos, que estava no Braga, de Portugual, é o primeiro reforço rubro-negro para a próxima temporada. O jogador terá um salário elevado, de padrão europeu, e vai assinar por um ano. O clube tem a opção de compra dos direitos federativos de Felipe tanto no meio quanto no fim de 2011 (ele pertence a um grupo de empresários e 25% são do Bragantino).
Há também uma cláusula que prevê rescisão de contrato em caso de problemas disciplinares. Uma exigência da presidente Patricia Amorim a partir do caso do goleiro Bruno. A mandatária telefonou para o presidente do Corinthians, Andrés Sanches, para se informar sobre o atleta. Não ouviu boas referências do dirigente do Timão, já que ele e Felipe tiveram alguns desentendimentos. O técnico Vanderlei Luxemburgo apostou no reforço.

– Me sinto lisonjeado em saber que ele bancou tudo dessa forma. Nos falamos pela manhã e ele contou que já tinha até tentado me levar para outros dois clubes. Então estou muito feliz, espero aprender bastante com ele e honrar ao máximo a camisa do Flamengo. Todo mundo sabe que eu sou um cara de grupo, que me esforço bastante e vou querer fazer de tudo para agradar a torcida do Flamengo. Já recebi um monte de mensagem no Twitter, ganhei mais de três mil seguidores em um dia e espero retribuir tudo isso em campo. Chego para ajudar, para trabalhar e dar meu máximo para conquistar títulos – disse o goleiro, em entrevista ao site oficial do clube.
Torcedor do Fla, Felipe se emocionou muito ao dar a notícia para a família, nesta quinta. Um tio chegou a chorar ao ser avisado. Por telefone, contou que todos comemoraram a decisão.
– Fico muito feliz. Todos lá em casa são rubro-negros e também ficaram felizes. Espero ter o mesmo sucesso que tive no Corinthians – disse, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM.
A proximidade de Vanderlei Luxemburgo com Bruno Paiva, um dos empresários do goleiro, ajudou no acordo. Bruno é filho do ex-jogador e técnico Mário Sérgio, amigo de Luxa.
É um goleiro em quem nós apostamos bastante, que tem muito talento, e que torcemos para que repita o sucesso do Corinthians aqui no Flamengo”
Vanderlei Luxemburgo, técnico
– Foi uma contratação pensada, indicada por mim, e estudada por toda a comissão técnica. Dentro das opções de mercado, caiu muito bem. É um goleiro em quem nós apostamos bastante, que tem muito talento, e que torcemos para que repita o sucesso do Corinthians aqui no Flamengo – explicou o treinador, em entrevista ao site oficial do clube.

Felipe vai passar férias com a esposa em Vigo, na Espanha. Ele deve chegar ao Brasil no próximo dia 29 e vai passar o Ano Novo em Salvador com a família. Ele se apresenta ao Flamengo no dia 3 de janeiro, data da volta dos jogadores ao trabalho.

A trajetória do novo goleiro do Fla

Felipe comemora com a camisa do Braga
(Foto: AP)
Felipe começou a carreira nas categorias de base do Vitória e tornou-se profissional em 2002. Em 2005, teve uma rápida passagem pelo São Caetano, mas saiu no ano seguinte após uma discussão com o então dirigente Paulo Carneiro, que viria a ser demitido algum tempo depois. Felipe acusou Carneiro de tê-lo insultado com declarações racistas. Contratado pelo Bragantino, disputou a Série B pela Portuguesa. Por conta de uma lesão na metade da disputa, retornou à equipe de Bragança Paulista no fim daquela temporada.

Felipe despontou em 2007, quando chegou às semifinais do Paulistão e foi um dos destaques da equipe. Contratado pelo Corinthians no mesmo ano, sofreu com o rebaixamento do Timão para a Série B, mas saiu fortalecido. Na temporada seguinte, foi um dos destaques na campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil e no título de Série B.

Em 2009, conquistou dois títulos com o Corinthians: o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil. Nesta temporada, durante a pausa para a Copa do Mundo, pediu para ser colocado à venda. Isso causou sério desconforto no clube e um desentendimento entre ele e o presidente Andrés Sanches. O atleta passou a treinar afastado do restante do time. Em agosto, teve o contrato rescindido e se transferiu para o Braga.
Neste ano, o goleiro brasileiro se viu envolvido em uma polêmica em Portugal ao ser acusado de agressão por sua namorada. Na ocasião, Letícia Carlos revelou também que Felipe não gostava de jogar na “Terrinha” e teria muita vontade de retornar ao Brasil, apesar de ser titular do Braga.

dezembro 17, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Empresário de Marcinho aguarda ‘ok’ de sheik para viajar atrás de liberação

Giuseppe Dioguardi deve viajar ainda em 2010 para o Qatar e negociar a saída do meia, que logo em seguida pode assinar com o Corinthians

Um telefonema do sheik dono do Qatar Sports Club. É o que o empresário do meia Marcinho, Giuseppe Dioguardi, espera para ir até o país asiático negociar a liberação do jogador para o Corinthians. A diretoria do Timão já acertou as bases salariais com o atleta e também está no aguardo do aval do sheik.
– A declaração do Andrés Sanches (de que quer o jogador) deixa o Marcinho feliz. Se der tudo certo na viagem, pretendo voltar com a liberação para que ele possa se apresentar em janeiro ao Corinthians – declarou o empresário do meia, Giuseppe Dioguardi, em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta sexta-feira.
Marcinho tem contrato com o Qatar Sports Club até maio de 2011. Só que o jogador está disposto a voltar ao Brasil para ficar mais perto de sua família. Sebastião Lazaroni, técnico da equipe asiática, diz não saber da provável saída.
– Não tenho essa informação. Tudo é possível no mercado do futebol, mas ele tem contrato até 30 de maio. Tem tido um bom desempenho aqui – disse Lazaroni.
Até agora, o Corinthians anunciou apenas um reforço para 2011. Foi o zagueiro Wallace, do Vitória. Outros nomes estão no gatilho, como Marcinho, do Qatar Sports Club, Adriano, do Roma… Até o fim do ano o Timão promete novidades.

dezembro 17, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Márcio Azevedo deve se apresentar na segunda-feira para fazer exames

Diretoria do Botafogo, porém, prefere manter a cautela quanto à negociação

O lateral-esquerdo Márcio Azevedo deve ser mesmo o primeiro reforço do Botafogo. O jogador, que passa férias na Paraíba, deve chegar ao Rio de Janeiro na próxima segunda-feira para realizar exames médicos e acertar os últimos detalhes para ser anunciado como reforço para a temporada 2011.
Sempre cautelosa, a diretoria do Botafogo prefere não confirmar o desfecho, mas admite que o negócio evoluiu.
– Isso foi ele (Márcio Azevedo) que falou (que se apresentaria na segunda-feira para fazer exames). A negociação está avançada, mas ainda não está fechado – disse o vice de futebol do Botafogo, André Silva.
Já acertado com o Botafogo, o lateral esperava apenas a negociação com o Atlético-PR, clube que detém 50% dos seus direitos. Azevedo chega para o lugar de Marcelo Cordeiro, titular da lateral esquerda durante esta temporada. A diretoria alvinegra optou por não renovar o empréstimo de Cordeiro e ele deixou o clube.
Ficha:
Nome completo Márcio Gonzaga Azevedo
Nascimento: 02/05/1986
Naturalidade:Guarabira (PB)
Altura: 1,72m
Peso: 75kg
Clubes: Jagauarense-SP, Juventude-RS, Fortaleza-CE, Atlético-PR
Títulos: Campeonato Cearense (2008) e Campeonato Paranaense (2009)

dezembro 17, 2010 Posted by | Botafogo | | Deixe um comentário

Em pouco mais de uma hora, Kalil anuncia Richarlyson e Magno Alves

Volante vai realizar exames nesta terça; atacante diz que torcida pesou na decisão. É o quarto reforço anunciado pelo Twitter nesta semana

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, anunciou nesta sexta-feira pelo Twitter dois reforços em pouco mais de uma hora. Após surpreender e postar a contratação do volante Richarlyson, que jogou as últimas cinco temporadas no São Paulo, o dirigente alvinegro confirmou o acerto com o atacante Magno Alves, que atuou no Brasileirão desteano pelo Ceará.
O anúncio da contratação do ex-são-paulino causou surpresa pelo fato de que, há menos de um mês, o dirigente atleticano chegou a ser enfático em negar um possível acerto com o jogador, que por outro lado, estava negociando com o Fluminense. O Atlético adquiriu 50% dos direitos federativos do jogador de 27 anos, que chega a Belo Horizonte na próxima terça-feira para fazer os exames médicos.
Já o atacante Magno Alves, de 34 anos, fica no Galo até o fim de 2011, e deve brigar por uma posição com Diego Tardelli e Obina. Já em Belo Horizonte, onde realizou exames no clube, o jogador não escondeu os motivos que pesaram em sua decisão, já que após ter realizado um bom Campeonato Brasileiro, recebeu propostas de vários clubes.
– A torcida. É o que a gente sabe dessa torcida, que está sempre com o grupo e principalmente quando se trata de um grande treinador (Dorival Júnior). Nós vimos nessa reta final essa virada, permaneceu (na Série A), até ganhou uma vaga para a Sul-Americana. (O Atlético tem) um grupo forte, querem fazer ainda mais forte para 2011 e eu espero contribuir para isso. Estou feliz e espero fazer como fiz por onde passei e representar bem o Atlético.
Magno diz que a temporada no Nordeste foi boa, e comemora o fato de ter sido o artilheiro do time na competição, ao marcar nove gols.
– Foi uma temporada boa, nem esperava tanto assim, devido ao fato de ter ficado sete anos e meio fora do Brasil. Retornar ao futebol brasileiro, não em uma grande equipe, e mesmo assim ser artilheiro da equipe, é muito bom. Enfim, só tenho a agradecer a Deus e agora é pensar já nesse finalzinho (de ano), porque 2010 ainda não acabou.
Antes de anunciar Richarlyson e Magno Alves, o presidente Kalil já tinha usado o Twitter para comunicar nesta mesma semana as contratações do volante Toró, na quinta-feira, e a do lateral-direito Patric, na quarta.
Ficha de Richarlyson:
Nome completo: Richarlyson Barbosa Felisbino
Data de nascimento: 27 de dezembro de 1982 (27anos)
Peso: 1,76m
Altura: 72kg
Clubes: Santo André, Fortaleza, Salzburg (Áustria) e São Paulo
Títulos: Mundial de Clubes da Fifa (2006) e tricampeão brasileiro (2006, 2007 e 2008), todos pelo São Paulo.
Ficha de Magno Alves:
Nome completo: Magno Alves de Araújo
Data de nascimento: 13 de janeiro de 1976 (34 anos)
Altura: 1,76m
Títulos: Campeonato Brasileiro da Série C (1999) e Campeonato Carioca (2002) pelo Fluminense
Clubes: Ratrans, Valinhos, Independente-SP, Araçatuba, Criciúma, Fluminense, Jeonbuk (Coréia do Sul), Oita Trinita (Japão), Gamba Osaka (Japão), Al-Ittihad (Arábia Saudita), Umm Salla (Qatar) e Ceará

dezembro 17, 2010 Posted by | Atlético-MG | , | Deixe um comentário

Internacional perde e dá adeus ao Mundial

Africanos do Mazembe vencem e garantem vaga histórica na final

O Internacional deu adeus ao sonho do bi Mundial ao perder para o Mazembe (RDC) por 2 a 0 nesta terça-feira pelas semifinais do Mundial de Clubes da Fifa. Kabangu, Kaluyituka e o goleiro Kidiaba, em brilhante atuação, foram os responsáveis peo feito histórico. Esta será a primeira vez que uma equipe africana disputará a final da competição.

Conscientes de que não contam com arsenal capaz de atacar um forte adversário como o Internacional, os guerreiros africanos do Mazembe resolveram montar uma impenetrável fortaleza para segurar as ofensivas dos brasileiros. A tática do “general” N’Diaye funcionou perfeitamente. O Inter dominou as ações mas não conseguia invadir a área adversária e pouco finalizou.

Aos 18 minutos D’Alessandro cobrou falta na área, Índio cabeceou sem ângulo, a bola passou pelo goleiro mas ninguém apareceu para empurrar a bola para o gol. Somente aos 36, a equipe colorada voltou a assustar. Tinga deu passe maestral para Alecsandro. O atacante fez o drible para se livrar da marcação mas teve o chute interceptado por Kimwaki.

Vendo a apatia dos atacantes, o volante Wilson Mathias subiu ao ataque e quase marcou um diferente. Em uma “quase bicicleta”, o jogador mandou a bola por cima do gol.

Na volta do intervalo, o Internacional voltou mais audacioso, sem deixar o adversário respirar. Contudo, aos sete minutos, um ataque inesperado derrubou o exército colorado. Kabumgu dominou com categoria na entrada da área e chutou colocado no ângulo. Um golaço!

Após o tiro certeiro do rival, o time brasileiro acordou e aumentou a força de sua artilharia. Em dia inspirado, o goleiro Kidiaba evitou o empate em diversas chances claras de gol. Sobis, Alecsandro, D’Alesandro… todos tentaram e esbarraram na trincheira inimiga.

O técnico Celso Roth teve que tomar providências: tirou Alecsandro e colocou Leandro Damião. Logo em seguida, Tinga, essencial na distribuição do jogo e nas assistências, saiu para dar lugar a Giuliano, que teve o mapa da mina do empate nos pés aos 24 minutos mas parou na “artilharia anti-área” – a assustadora competência do goleiro africano.

Moralmente abalados, os colorados levaram um golpe devastador aos 40 minutos. Kaluyituka não teve medo de entrar nas linhas inimigas e acertou um míssil potente no gol de Renan.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL  0 X 2 MAZEMBE
Local: Mohammad Bin Zayed Stadium, em Abu Dhabi (EAU)
Data/Hora: 14/12/2010 às 14h (horário de Brasília)
Árbitro: Bjorn Kluipers(HOL)
Auxiliares: Sander Von Roekel (HOL) e Berry Simons (HOL)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Índio(INT); Nkulukuta e Kasusula (MAZ).
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Kabangu, 7’/2ºT (0-1); Kaluyituka, 40’/2ºT (0-2).

INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Wilson Mathias, Guiñazu, Tinga(Giuliano, 18’/2ºT) e D’Alessandro; Rafael Sobis(Oscar, 27’/2ºT) e Alecsandro(Leandro Damião, 17’/2ºT). Técnico: Celso Roth.

MAZEMBE: Kidiaba, Nkulukuta, Kimwaki, Ekanga e Kasusula; Mihayo, Bedi, Kasongo e Kaluyituka; Singuluma e Kabamgu(Kanda, 39’/2ºT). Técnico: Lmine N’Diaye.

dezembro 14, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Vasco confirma os seus primeiros reforços: Marcel e Anderson Martins

Atacante, ex-Santos, chega para tentar suprir a carência de um centroavante. Zagueiro acerta para jogar ao lado de Dedé

A diretoria do Vasco apresentará nesta segunda-feira os seus primeiros reforço para a temporada 2011: o atacante Marcel, ex-Santos, e o zagueiro Anderson Martins, que veio do Vitória. Com isso, o elenco cruzmaltino vai se formando para o próximo ano. Com uma base já montada, os dirigentes já avisaram que não farão muitas contratações.

Marcel e Anderson Martins novos reforços do VascoMarcel e Anderson Martins, novos reforços do Vasco (Foto: Divulgação / Site Oficial do Vasco da Gama)

Marcel chega para tentar suprir a principal carência do time neste ano, a presença de um centroavante. Ele começou a carreira no Coritiba e, após fazer 32 gols em 2003, chegou à Seleção Brasileira de base. Com a camisa do Brasil, disputou o Pré-Olímpico de 2004. Teve experiências na Coréia do Sul e Portugal. Pelo Grêmio, foi vice-campeão do Nacional em 2008.

Anderson Martins, que se destacou no rebaixado Vitória, joga pelo lado esquerdo e é a aposta para fazer dupla com Dedé.

Fichas técnicas:

Nome: Marcel Augusto Ortolan
Natural de: Mirassol (SP)
Nascimento: 12/11/1981
Altura: 1,87m
Peso: 91Kg
Clubes: Coritiba (2000-2003), Suwon – Coréia do Sul (04), Acadêmica – POR (2005), Benfica – POR (2006), Braga – POR (2006), São Paulo (2007), Grêmio (2007), Cruzeiro (2008), Grêmio (2008) e Vissel Kobe (2009)
Títulos:
Campeonato Paranaense 2003 (Coritiba), Campeonato Sul-Coreano 2004 (Suwon), Campeonato Brasileiro 2007 (São Paulo); Campeonato Paulista 2010 (Santos); Copa do Brasil 2010 (Santos).

Nome: Anderson Vieira Martins
Data de Nascimento: 21/08/1987
Naturalidade: Fortaleza (CE)
Peso: 80 kg
Altura: 1.84 m
Posição: Zagueiro

dezembro 13, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Artilheiro do time em 2010, Dagoberto celebra seu melhor ano pelo Tricolor

Atacante quase foi vendido para o futebol da Ucrânia, ficou e renasceu após a chegada de Carpegiani. Ele termina o ano comemorando a gravidez da mulher

A temporada 2010 foi repleta de altos e baixos para Dagoberto. Expulso na partida de estreia equipe na temporada, contra a Portuguesa, o jogador recuperou seu espaço no primeiro semestre mas, após a eliminação da equipe na Taça Libertadores da América, caiu em desgraça. A diretoria tentou a todo custo negociá-lo, chegou a aceitar uma proposta de quatro milhões de euros (R$ 8,4 milhões) do Metalist (UCR), mas o jogador brecou a negociação. Com a chegada de Paulo César Carpegiani, ele voltou a se destacar e terminou o ano em alta.

Os números mostram a evolução do camisa 25. Ele foi o artilheiro da equipe na temporada, com 15 gols, e o segundo maior assistente, com nove passes para gols. Ele ficou atrás apenas de Jorge Wagner, mais uma vez o campeão neste item, com dez assistências.

– Foi meu melhor ano aqui no São Paulo sim. Os números mostram isso. Traçamos objetivos de conquistar títulos e passamos perto. Mas o futebol é assim, nem sempre alcançamos nossas metas. Individualmente foi muito bom. Ficou um aprendizado muito grande de tudo que passamos neste ano – afirmou o jogador, em entrevista ao site oficial do clube do Morumbi.

O camisa 25 fez questão de agradecer o apoio do torcedor que, em muitas ocasiões, deixou claro o apoio ao jogador que, na época em que o time foi comandado por Sérgio Baresi, ficou apenas como opção no banco de reservas.

– Quero agradecer ao torcedor pelas atitudes que eles tiveram comigo. Eles sabem o quanto eu sou grato por esta valorização. Fiquei muito feliz, de coração mesmo. A torcida são-paulina sempre ficará no meu coração – ressaltou o atacante que, já disputou 184 partidas pela equipe do Morumbi e marcou 39 gols.

O jogador promete aproveitar as férias para descansar e entrar com tudo na próxima temporada. Ele ficou sabendo no final do ano que a mulher, Thaysa, está grávida novamente. E o camisa 25, que é pai de Thayná, torce para que agora venha um menino.

– Está vindo mais um herdeiro por aí. Minha esposa (Thaysa) está grávida de três meses. A vontade é de que seja um menininho. Mas o que Deus colocar nas nossas vidas vai ter muita saúde. Tenho uma família abençoada e seu muito feliz – concluiu.

dezembro 13, 2010 Posted by | São Paulo | , | Deixe um comentário

Santos obtém liberação de russos e está perto de anunciar Charles

Volante revelado pelo Cruzeiro será emprestado à equipe da Vila Belmiro. Aos 25 anos, ele estava atuando no Lokomotiv, da Rússia

O Santos deverá anunciar nas próximas horas a contratação do volante Charles, ex-Cruzeiro, atualmente no Lokomotiv, da Rússia. O jogador, de 25 anos, trabalhou com o técnico alvinegro, Adilson Batista, na Raposa, em 2008. Ele tem 75% dos seus direitos econômicos vinculados ao clube russo. O restante ainda é da equipe mineira.

O Peixe já conseguiu a liberação com os russos e agora depende dos resultados dos exames médicos do jogador para assinar o contrato. Charles será emprestado à equipe da Vila Belmiro.

O diretor de futebol alvinegro, Pedro Luis Nunes Conceição, confirma que a negociação está em andamento, mas diz que ainda não é possível fazer o anúncio.

– Faltam detalhes a serem acertados. Só vamos dizer que o jogador está contratado quando tudo estiver assinado.

Charles ainda precisa se recuperar de um problema no joelho esquerdo. Ele sofreu um choque durante jogo do campeonato russo. Ele teve de ser operado e está em tratamento em Belo Horizonte.

O Santos já havia tentando Willians, do Flamengo, e Lucas, do Liverpool. Chegou-se a cogitar a troca do atacante Maikon Leite pelo volante Pierre, com o Palmeiras. Charles, um nome que não havia sido sequer especulado, atropela por fora e deverá ser o camisa 5 do Peixe na Taça Libertadores.

dezembro 13, 2010 Posted by | Santos | | Deixe um comentário

Tranquilito, Cabezón: calma de D’Ale é prioridade no Inter

Contra time violento, meia argentino já começa a preparar os nervos,
e Celso Roth pede paciência a ele

D’Alessandro levará uma pancada. Levará duas. Levará três. E terá que engolir a raiva. Pelo que apresentou na vitória de 1 a 0 sobre o Pachuca, o Mazembe não vai ter constrangimento em soltar o sarrafo no Inter. O maior alvo, muito provavelmente, será Andrés D’Alessandro, justamente o menos paciente dos atletas vermelhos. Manter a cabeça do Cabezón no lugar é prioridade nos gaúchos para a estreia no Mundial de Clubes, nesta terça-feira, às 14h (de Brasília).

O próprio jogador sabe que precisará se controlar. Contra o Pachuca, o Mazembe fez 23 faltas e teve um jogador expulso. Bateu além da conta.

– Sempre falo que estou preparado, mas já tivemos uma conversa importante sobre isso. Sei que não posso reagir. Tenho que ficar tranquilo. Estou preparado. Já estou pensando que vai ser um jogo duro, com muitas chegadas. Já estou pensando que vou ter pouco espaço, porque o time do Mazembe corre muito e marca bem. Estou preparado, tranquilo – disse o camisa 10.

O técnico Celso Roth também pede calma a seu comandado. A impaciência de El Cabezón precisa ser controlada, na visão do técnico vermelho. E ele acredita que assim será.

– O D’Alessandro não é mais menino. Às vezes, ele é impetuoso, tem algumas dificuldades para lidar com faltas. Mas ele tem mundo, tem universo. Ele sabe o que esperar do jogo. O Mazembe teve qualidade para marcar o Pachuca, e marcar especialmente o Manso, que tem qualidade. O D’Alessandro não pode entrar nessa provocação – afirmou Roth.

O Mazembe não se considera um time violento. A promessa dos africanos é de fazer um jogo normal contra o Inter, sem excessos.

– Tentamos evitar ser duros. Estamos aqui para jogar futebol da melhor maneira possível – afirmou Lamine N’Diaye, técnico do Mazembe.

dezembro 13, 2010 Posted by | Internacional | , | Deixe um comentário

Diretoria tricolor não fará loucuras por André Lima, Fábio Santos e Lúcio

Empresários dos respectivos jogadores querem maior valorização pela renovação, porém orçamento para 2011 terá de ser respeitado

As primeiras propostas de renovação oferecidas pelo Grêmio para André Lima, Fábio Santos e Lúcio não agradaram aos empresários dos jogadores, que exigem mais valorização. A direção quer a permanência dos três, que também projetam ficar no Olímpico, mas o vice de futebol, Antônio Vicente Martins, avisa que não fará loucuras.

– Devemos ter alguma resposta na semana que vem. Podemos ter alguma dificuldade, porque vamos obedecer ao orçamento e, se algum desses jogadores entender que deve ter uma valorização muito acima das estabelecidas, poderemos ter dificuldades. Assim, teremos que ir ao mercado procurar alternativas.

Quem faz as tratativas com os empresários é o diretor executivo, Cícero Souza. Vicente Martins destaca que as dificuldades iniciais são normais de qualquer renovação.

– Eles têm conversado com o Cícero, mas é normal, é um processo de renovação, a gente sabe como funciona. O interesse o Grêmio é que permaneçam, e eles também querem ficar. Mas há uma diferença entre nossas possibilidades e as necessidades dos jogadores. Eles podem merecer, mas temos limites orçamentários.

Já em janeiro, o Grêmio entra na disputa da pré-Libertadores. Passando pelo Liverpool, do Uruguai, entra para a fase de grupos. O vice de futebol também se utiliza da visibilidade que a Libertadores dá a um jogador. Apesar de seguir o orçamento, sobre o qual Vicente Martins não divulga valores, o dirigente não descarta investir alto em alguma grande contratação, caso ela apareça.

– O atleta vai ter uma visibilidade diferente disputando a Libertadores. Nós traçamos um orçamento e vamos obedecer. Um exemplo: o orçamento do Grêmio é, vamos supor, R$ 3 milhões, mas surge uma oportunidade de contratar um Messi, por mais R$ 300, R$ 400 mil. Evidente que o Grêmio vai contratar. O que nós temos que ter bem claro é que o orçamento tem que ser obedecido. Não vou contratar 15 jogadores por R$ 400 mil porque não tem como pagar.

dezembro 13, 2010 Posted by | Grêmio | , | Deixe um comentário

Empresário de Wagner diz que Lokomotiv só aceita vender o meia

Flamengo, São Paulo e Atlético-MG estão interessados no jogador

Achar um camisa 10, um articulador, é a missão de muitos dirigentes brasileiros para a próxima temporada. O nome de Wagner, ex-Cruzeiro, aparece na lista de grandes clubes, como Flamengo, São Paulo e Atlético-MG. Entretanto, não se trata de uma opção de negócio fácil e muito menos barata. Segundo o empresário do meio-campista, Tadic, o Lokomotiv Moscou, da Rússia, não aceita emprestá-lo. O jogador ainda tem quatro dos cinco anos de contrato a cumprir.

Wagner vai completar 26 anos no mês que vem. Ele deixou a Toca da Raposa em agosto do ano passado e foi negociado por cerca de € 6 milhões (cerca de R$ 13,6 milhões na cotação atual).

– Existem três ou quatro clubes interessados no Wagner. Se for algo bom para ele e para a família, pode voltar. Tenho umas conversas previstas, mas não há como fazer empréstimo. O Lokomotiv só aceita vender. Já temos um acordo com o clube e os interessados sabem o valor necessário para negociarmos. Neste caso temos um pouco de dificuldade, mas pode acontecer. Se não ocorrer, ele está feliz por lá e vai continuar. Na próxima semana teremos uma definição – disse.

No Cruzeiro, Wagner formou com Henrique, Marquinhos Paraná e Ramires o meio de campo titular na campanha do vice-campeonato da Lilbertadores – o time de Adilson Batista foi derrotado pelo Estudiantes naquela decisão. Neste ano, o Lokomotiv terminou em quinto lugar no Campeonato Russo. Wagner disputou 14 jogos, sete deles como titular.

dezembro 13, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Ronaldo é liberado do primeiro dia de trabalho do Timão no ano que vem

Grupo se reapresenta no dia 3 de janeiro e viaja à noite para Itu. Fenômeno só começa a treinar no dia 4

Ronaldo terá um dia a menos de trabalho em relação aos demais jogadores do Corinthians na pré-temporada do ano que vem. A volta das  férias do time está marcada para o dia 3 de janeiro, quando o grupo fará exames clínicos pela manhã e viajará à noite para a pré-temporada em Itu. O camisa 9, no entanto, só se apresenta no dia seguinte, diretamente na cidade em que o time ficará concentrado por sete dias. Segundo o site oficial do clube, Ronaldo foi liberado do primeiro dia por “compromissos pessoais”.

Depois da primeira semana em Itu, o Corinthians voltará a São Paulo para complementar a preparação no CT Joaquim Grava. A estreia no Campeonato Paulista será contra a Portuguesa, no Pacaembu, no dia 16 de janeiro.

 

dezembro 13, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Loco Abreu passa a ser nome forte no Cruzeiro para a temporada 2011

Atacante poderia não seguir no Botafogo e interessa ao clube mineiro

O diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, informa que o clube está conversando ‘com mais de dois’ atacantes para reforçar o time para a temporada 2011. A pequena lista pode ganhar um novo nome a partir desta segunda-feira: o de Loco Abreu, que disputou o Brasileirão pelo Botafogo. O jogador, no entanto, tem contrato com o clube carioca até o fim de 2011, mas poderá vestir uma nova camisa no ano que vem.

No início da tarde, o dirigente foi informado que o atacante Loco Abreu poderia não permanecer no Botafogo.

– É um nome que nem havíamos pensado, pois não imaginávamos que ele sairia do Botafogo. É um bom jogador, mas temos que saber as reais condições dele.

Dimas Fonseca não quis informar quem são os atacantes pretendidos pelo Cruzeiro. Revelou, apenas que Eliandro, que disputou o Campeonato Brasileiro pelo Sport, deverá ser reintegrado ao elenco. E também Sebá, atacante das categorias de base e que está disputando o Brasileiro Sub-20.

dezembro 13, 2010 Posted by | Botafogo, Cruzeiro | | Deixe um comentário

Dorival Júnior aprova Jobson no Galo e quer um time mais veloz em 2011

Treinador calcula precisar de seis ou sete jogadores para fechar o elenco

Dorival Júnior quer um Atlético-MG mais veloz em 2011. E um dos ‘motores’ do time pode ser o atacante Jobson, um dos nomes badalados como possível contratação do clube. O treinador não confirma o interesse do Galo, mas admite gostar do jogador, apesar dos problemas extra-campo.

– Muito aproveitável. Eu acho que é um jogador com uma capacidade de definição como poucos no país. O que eu também quero saber é se ele quer. Se ele quiser, nós estaremos ali para ajudá-lo. Espero que se concretize uma contratação como esta. Porque é um jogador que pode vir a ser brilhante pela capacidade que possui.

Sem querer falar em nomes ou posições mais carentes, Dorival deu a indicação de uma carência do grupo atual: atletas velozes. Para 2011, essa é uma das características observadas nas contratações.

– Eu prefiro não falar em posições, em setores. Eu preciso que nós modifiquemos um pouco o padrão. Se esses jogadores que chegarão vão jogar é outra coisa. Teoricamente falando, nós precisamos ganhar em velocidade em alguns setores.

Em entrevista ao programa “Arena Sportv’ desta segunda-feira, Dorival Júnior contou como planeja o próximo ano e fez um balanço da temporada difícil que o Galo passou. Ele comparou as dificuldades enfrentadas pelo Atlético-MG em 2010 com o momento ruim que vive, atualmente, a Inter de Milão. O time com Luxemburgo no comando não conseguiu se encontrar mesmo com grandes contratações como Diego Souza e Réver. Já o time italiano, comandado agora pelo espanhol Rafa Benitez, não repete as campanhas dos últimos anos, quando o clube venceu quase tudo que disputou.

– Foi um problema parecido com o que está passando com a Inter (de Milão) hoje. Será que são jogadores de menor expressão que antes? Não, são iguais ou mais qualificados. Só que o encaixe não acontece da noite para o dia. Todo treinador que forma ou reforma uma equipe tem um problema muito grande. É o problema que teve o Vanderlei. Ele saiu do título mineiro e tentou uma reformulação para o Brasileiro. Talvez não tenha encontrado o ideal. Nós precisamos de uma mudança em cima de uma estrutura adquirida. Eu quero manter 70% da equipe, mas que as seis ou sete contratações que vão acontecer tenham uma característica um pouco diferente.

dezembro 13, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário

Acabou! O Fluminense é bicampeão brasileiro

Em partida nervosa, Fluminense vence o Guarani por 1 a 0 e após 26 anos volta a ser campeão do Brasil

Fim de uma longa espera de 26 anos! Mesmo rebaixado, o Guarani jogou com seriedade e profissionalismo. Mesmo assim, a superioridade técnica do Fluminense pôde ser vista em campo. Emerson foi o herói, com um gols aos 17 minutos do segundo tempo, e desafogou o grito da torcida tricolor. Resultado: Fluminense 1×0 Guarani. O Brasil tem um novo campeão. E Muricy Ramalho foi tetra: três vezes com o São Paulo e uma com o Fluminense agora.

Quando Carlos Eugênio Simon apitou o início da partida, a torcida tricolor já vibrava com o possível título. Visivelmente nervoso, o time do Fluminense viu o Guarani avançando nos primeiros minutos. Aos 5 minutos, Valencia rolou para Emerson sozinho, o Sheik não conseguiu o domínio e culpou o gramado. O Fluminense foi se soltando e criando boas chances. O Guarani, despreocupado, brigava pela bola.

O Fluminense seguiu melhor em campo, mas investidas de Apodi pela direita assustavam a equipe tricolor. Com mais posse de bola, o Guarani valorizava o jogo e via o nervosismo dos tricolores aumentar cada vez mais. Os jogadores do Guarani discutiam entre si e parecia que era o Bugre que lutava pelo título.

Emerson e Conca fizeram grande tabela, o Sheik recebeu dentro da área e chutou em cima de Aílson. No rebote, Fabiano e Aílson trombaram e a zaga bugrina afastou de qualquer maniera. Na sequência, Mariano cruzou para Fred que cabecou para defesa segura de Emerson. Em um escanteio, o Bugre quase abre o marcador. Após cabeçada de Aílson, Reinaldo dominou, mas foi interceptado por Ricardo Berna. O Fluminense tentou, mas nada de gol.

As duas equipes voltaram sem mudanças. Logo no primeiro minuto, o Fluminense quase marcou com Emerson. Na sequência, Carlinhos agrediu Paulinho, mas Simon não viu. Aos 12 minutos, Julio Cesar, mal em campo, sentiu cãibras e teve que deixar o gramado. Precisando do gol, Muricy chamou Washington e partiu para o time com três atacantes.

Aos 16 minutos, finalmente o gol do Fluminense chegou ao gol e a torcida explodiu! Carlinhos cruzou da esquerda, Washington desviou e Emerson mandou para o fundo do gol. Delírio no Engenhão. Com o gol sofrido, o Guarani partiu para o ataque. Márcio Careca deixou o gramado para a entrada de Geovane.

Querendo defender a equipe, Muricy sacou o goleador Fred e colocou Fernando Bob em seu lugar, mantendo Washington e Emerson no ataque. O Fluminense voltou a errar passes bobos e viu o Guarani tentar criar alguma boa jogada. Mesmo na frente no marcador, a ansiedade foi tomando conta da equipe do Fluminense. A torcida, ainda tímida, ensaiava alguns gritos. Emerson sentiu a perna e deixou a equipe para a entrada de Rodriguinho.

O tempo foi passando e torcida do Fluminense foi se soltando. O Guarani parou de atacar e viu o Fluminense dominar a partida. Algumas boas chances foram criadas, mas o segundo gol não tinha necessidade de acontecer. Após 26 anos, o Fluminense volta a levantar o título Brasileiro. Emoção por todo o Engenhão e por todo o Rio de Janeiro. Os tricolores podem soltar o grito, porque em 2010, o Brasil é verde, branco e grená! Parabéns, Fluminense! Parabéns, torcida tricolor!

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 0 GUARANI

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 5/12/2010 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Altermir Hausmann (RS) e Roberto Braatz (PR)
Renda e público: R$ 2.859.450,00 / 35.527 pagantes / 40.995 presentes
Cartões amarelos: Paulinho, Fabiano, Aílson e Maycon (GUA); Emerson, Mariano e Gum (FLU)
Cartões vermelhos: –
Gols: Emerson 17’/2ºT (1-0)

FLUMINENSE: Ricardo Berna, Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Valencia, Diguinho, Julio Cesar (Washington 12’/2ºT) e Conca; Emerson (Rodriguinho 32’/2ºT) e Fred (Fernando Bob 23’/2ºT) – Técnico: Muricy Ramalho.

GUARANI: Emerson, Guilherme Mattis (Pablo 24’/2ºT), Aislan e Ailson; Apodi, Maycon, Paulinho, Ronaldo, Márcio Careca (Geovane 21’/2ºT) e Fabiano; Reinaldo (Douglas 28’/2ºT) – Técnico: Vagner Mancini.

dezembro 5, 2010 Posted by | Fluminense, Guarani | | Deixe um comentário

Cruzeiro vence, mas não leva o título brasileiro

Raposa precisava vencer e torcer contra Fluminense e Corinthians, mas a equipe carioca venceu e foi campeã

O Cruzeiro fez a sua parte e venceu, de virada, o Palmeiras por 2 a 1, neste domingo, na Arena do Jacaré, mas não alcançou o seu objetivo: o títulobrasileiro, uma vez que o Fluminense venceu o Guarani, no Engenhão e ficou com o título.

Com o resultado, o Cruzeiro terminou o Brasileirão na segunda posição com 69 pontos e com isso se garantiu na Libertadores sem a necessidade de disputar a fase classificatória da competição.

O jogo:

O confronto entre os ex-Palestras Itália foi movimentado nos primeiros minutos. O Cruzeiro apostava no toque de bola para envolver o time de reservas e juniores do Palmeiras, que tinha dificuldade para chegar ao gol de Fábio. A falta de entrosamento dos comandados de Felipão era grande e nítida. Como o Cruzeiro precisava de gols, além de torcer contra Fluminense e Corinthians, a Raposa fez o que precisava: pressionou o Palmeiras desde o início da partida.

A blitz cruzeirense começou aos 12 minutos. Após sucessivas oportunidades de gol, o volante Henrique recebeu de Diego Renan e finalizou para a defesa de Bruno, que por pouco não alcançou a bola. Já aos 22, após escanteio cobrado pelo argentino Montillo, o zagueiro Léo cabeceou com perigo. A superioridade do Cruzeiro era tanta que a equipe mineira já havia finalizado cinco vezes contra apenas uma dos jovens palmeirenses.

Se o Cruzeiro tinha o toque refinado e as constantes descidas em velocidade de Roger e Montillo, o Palmeiras tinha a vontade de jogadores querendo mostrar serviço para Felipão. Aos 29 minutos, veio a “prova” da disposição palmeirense. Rivaldo cruzou pela esquerda e o jovem atacante Vinícius, de 17 anos, só não marcou pois Gil fez o corte. Já aos 34, o atacante Dinei arriscou finalização da entrada da área e assustou o goleiro Fábio.

Melhor em campo, o Cruzeiro não desistiu de sua missão. Aos 45 minutos, após bela jogada de Thiago Ribeiro, novamente o volante Henrique surgiu na pequena área do Palmeiras e cabeceou. Bem posicionado, Bruno fez grande defesa e frustrou a torcida do Cruzeiro.

Segundo tempo:

O Cruzeiro voltou com o experiente Gilberto atuando na lateral esquerda. Cuca optou por tirar o laterl-direito Rômulo e com isso Diego Renan passou a atuar no setor. O cartão de visitas da Raposa veio logo aos quatro minutos. Montillo cobrou falta e novamente Bruno fez milagre.O camisa 1 do Palmeiras foi de encontro à bola e fez grande defesa.

Palmeiras complica o Cruzeiro

Se bastava um gol para o Cruzeiro ser campeão – Fluminense e Corinthians apenas empatavam com Guarani e Goiás, respectivamente – os comandados de Cuca teriam de fazer dois. Aos oito minutos, Vitor fez boa jogada pela direita passou por Gil e encontrou Rivaldo, na pequena área e sem marcação, que só cabeceou. Palmeiras 1 a 0 na Arena do Jacaré.

Raposa volta a sonhar com o título

O drama cruzeirense durou apenas dez minutos. O Cruzeiro superou o nervosismo e coube a Henrique, sempre presente no ataque, fazer o gol de empate. Após jogada de Diego Renan, que atuava como lateral-direito, o camisa 8 recebeu e finalizou sem defesa para Bruno, que desta vez nada pôde fazer. Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras.

O Fluminense abriu o placar sobre o Guarani e com isso o Cruzeiro passou a precisa de mais um gol, além de ficar na torcida pela equipe paulista. A pressão da Raposa era total. O Palmeiras se preocupava apenas em conter o ímpeto cruzeirense, que buscou o gol, mas a disposição palmeirense em evitá-lo era grande.

Na parte final da partida prevaleceu a vontade do Cruzeiro. O atacante Wallyson, que entrara na segunda etapa, arriscou finalização de fora da área e venceu o goleiro Bruno. Wilton Pereira Sampaio apitou pela última vez e o Cruzeiro passou a ficar na torcida por um gol do Guarani, que acabou não vindo. Apesar de não conquistar o título, o Cruzeiro ao menos não terá que disputar a pré-Libertadores.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 2 X 1 PALMEIRAS

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data e Hora: 5/12/2010 às 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: João Antônio Sousa Paulo Neto e Kléber Lúcio Gil (ambos SC)
Renda/Público: 941.145,00 / 16. 191 pagantes.

Cartões amarelos: Diego Renan (CRU); Patrick e Leandro Amaro (PAL)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Rivaldo, aos 8’2T(0-1); Henrique, aos 18’2T(1-1) e Wallyson, aos 46’2T(2-1).

CRUZEIRO: Fábio; Rômulo(Gilberto, intervalo), Léo, Gil, Diego Renan; Marquinhos Paraná, Henrique, Roger(Farías, aos 15’2T), Montillo; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista(Wallyson, aos 22’2T). Técnico: Cuca.

PALMEIRAS: Bruno, Fabrício, Gualberto, Leandro Amaralo; Vitor, Fernando(Jean, aos 21’2T), Bruno Turco(Luiz Felipe, aos 29’2T), Patrick e Rivaldo; Vinícius(Lenny, aos 37’2T) e Dinei. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

dezembro 5, 2010 Posted by | Cruzeiro, Palmeiras | , | Deixe um comentário

Corinthians frustra torcida e empata com o Goiás

Com empate em 1 a 1 no Serra Dourada, Timão termina o Brasileirão apenas na terceira colocação 

Faltou unha para o torcedor corintiano roer neste domingo. Após uma semana de aflição e esperança, o Corinthians terminou a última rodada da pior maneira possível. O empate em 1 a 1 com a equipe reserva do Goiás colocou a equipe paulista na terceira colocação no Brasileirão. Com as vitórias de Fluminense (campeão) e Cruzeiro (vice), Ronaldo, Roberto Carlos & Cia. vão participar da primeira fase da Copa Libertadores de 2011 – enfrentará uma equipe colombiana para tentar uma vaga na fase de grupo. Nem o mais pessimista esperava tamanha frustração…

O jogo

A ansiedade marcou o início do primeiro tempo do Corinthians. A tentação de entrar em campo e resolver logo a partida tomou conta da equipe. Quando a bola rolou no Serra Dourada, o Fluminense, que enfrentava o Guarani no Engenhão, ainda posava para a foto do título…

Logo aos 6 minutos, Roberto Carlos levou perigo ao goleiro Fábio, com uma pancada da entrada da área. Mas o Goiás também não deixou por menos. Em seguida, Felipe Amorim, com chute rasteiro, também assustou Julio Cesar.

Aos 19 minutos, balde de água fria nos corintianos. Após falha de Julio Cesar, que afastou errado a bola, Felipe Amorim aproveitou e chutou de fora da área. Julio correu para tentar salvar o gol, mas não conseguiu. Goiás na frente no Serra Dourada. Se não bastasse a pressão fora das quatro linhas, o gol esmeraldino complicou ainda mais o Timão e o nervosismo tomou conta dos jogadores, que passaram a errar muitos passes.

Após alguns tentativas frustradas, o torcedor corintiano voltou a sorrir aos 29 minutos. A envolvente tabela entre Bruno César e Elias caiu do céu para Dentinho, que recebeu a bola na entrada da pequena área e tocou para o fundo da rede. Empate!

E o Corinthians teve a oportunidade de virar o placar ainda na etapa inicial. Bruno César lançou Elias em velocidade. A torcida levantou na expectativa da comemoração. O gol parecia certo, mas o camisa 7 errou o chute e a bola saiu lentamente pela linha de fundo.

No intervalo do jogo, Tite pediu tranquilidade ao time. O conselho pareceu ter dado certo, apesar da boa partida realizada pela equipe reserva do Goiás. Aos 6 minutos, Jucilei, de cabeça, por pouco não fez o gol da virada.

Aos 8 minutos, o Corinthians apostou no “tudo ou nada”. Ralf deixou o campo para entrada de Jorge Henrique. O camisa 23 entrou com fôlego extra. Mas quem voltou a levar perigo oi a equipe goiana. Camalho, de fora da área, arriscou chute e assustou Julio Cesar.

Dos 20 minutos até os 30, o Corinthians sufucou ao máximo o Goiás. Jorge Henrique, Dentinho e até mesmo Ronaldo, discreto no jogo, arriscaram. Mas sem sucesso. Com a pressão corintiana, o Goiás aproveitou o espaço e tentou bons contra-ataques. A defesa corintiana trabalhou bastante para evitar o pior.

Aos 31 minutos, toque de Ronaldo para Alessandro. O lateral invadiu a área, mas foi travado pelo zagueiro. No minuto seguinte foi a vez de Dentinho tentar. De bicileta, o camisa 31 por pouco não fez um golaço.

Mas o Goiás não estava morto em campo. Rithelly, aos 34 minutos, quase calou os quase 30 mil torcedores do Corinthians no Serra Dourada. Aos 39, enfim, Ronaldo apareceu. Após bela jogada individual, o Fenômeno chutou forte e acertou a trave. Mas se limitou a essa jogada.

A ansiedade do começo da partida transformou-se em aflição nos minutos finais. Apesar da pressão, o Corinthians pecou nas finalizações e nas jogadas individuais. Aos 43 minutos, após belo toque de Jucilei, Dentinho desperdiçou a chance de virar o placar e garantir a vitória. Aos 47 minutos, o último suspiro corintiano. De falta, Roberto Carlos por pouco não fez o gol. Seguro, Fábio salvou o Esmeraldino.

No centenário do Corinthians, a classificação para a Copa Libertadores de 2011 tornou-se o único presente a ser comemorado. No rebaixado Goiás, a expectativa volta a ficar em cima da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, a equipe enfrenta o Independiente (ARG). Na partida de ida, vitória dos goianos por 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data-Hora: 5/12/2010 – 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Marcelo Barison (RS) e Julio Santos (RS)
Renda e público: R$ 755.200.00 / 28.917 pagantes
Cartões amarelos: Matheus e Rithelly (GOI)
Cartões vermelho: –
Gols: Felipe Amorim 19’/1ºT (1-0), Dentinho 29’/1ºT (1-1),

GOIÁS: Fábio, Wendel Santos, Matheus, Valmir Lucas e Jadílson; Jonílson, Lenon, Camacho (Assuério 37’/2ºT) e Felipe Amorim; Éverton Santos e Wendell Lira (Rithelly 32’/2ºT). Técnico: Arthur Neto.

CORINTHIANS: Julio Cesar, Alessandro, Chicão (Leandro Castán 37’/1ºT), William e Roberto Carlos; Ralf (Jorge Henrique 8’/2ºT), Jucilei, Elias e Bruno César (Danilo 24’/2ºT); Dentinho e Ronaldo. – Técnico: Tite.

Faltou unha para o torcedor corintiano roer neste domingo. Após uma semana de aflição e esperança, o Corinthians terminou a última rodada da pior maneira possível. O empate em 1 a 1 com a equipe reserva do Goiás deixou o Corinthians na terceira colocação.

A ansiedade marcou o início do primeiro tempo do Corinthians. A tentação de entrar em campo e

resolver logo a partida tomou conta da equipe. Quando a bola rolou no Serra Dourada, o Fluminense

ainda estava posando para a foto do título…

Logo aos 6 minutos, Roberto Carlos levou perigo ao goleiro Fábio, com forte chute forte na entrada

da área. Mas o Goiás também não deixou por menos. Em seguida, Felipe Amorim também assustou Julio

Cesar com chute rasteiro.

Aos 19 minutos, balde de água fria nos corintianos. Após falha de Julio Cesar, que afastou errado a

bola, Felipe Amorim aproveitou e chutou forte de fora da área. Julio correu para tentar salvou o

gol, mas não conseguiu. Goiás na frente no Serra Dourada.

O gol esmeraldino pressinou ainda mais o Timão e o nervosismo tomou conta da equipe, que passou a

errar muitos passes.

Após alguns tentativas frustradas, o torcedor corintiano voltou a sorrir aos 29 minutos. A

envolvente tabela entre Bruno César e Elias caiu do céu para Dentinho, que recebeu a bola na entrada

da pequena área e tocou para o fundo da rede. Empate!

E o Corinthians teve a oportunidade de virar o placar ainda na etapa inicial. Bruno César lançou

Elias em velocidade. A torcida levantou na expectativa da comemoração. O gol parecia certo, mas o

camisa 7 errou o chute e a bola saiu lentamente pela linha de fundo.

No intervalo do jogo, Tite pediu tranquilidade ao time. O conselho parece ter dado certo, apesar da

boa partida realizada pela equipe reserva do Goiás. Aos 6 minutos, Jucilei, de cabeça, por pouco não

fez o gol da virada.

Aos 8 minutos, o Corinthians apostou no “tudo ou nada”. Ralf deixou o campo para entrada de Jorge

Henrique. O camisa 23 entrou com fôlego extra. Mas quem voltou a pressionar foi a equipe goiana.

Camalho, de fora da área, arriscou chute e assustou Julio Cesar.

Dos 20 minutos até os 30, o Corinthians sufucou ao máximo o Goiás. Jorge Henrique, Dentinho e até

mesmo Ronaldo, discreto no jogo, arriscaram. Mas sem sucesso. Com a pressão corintiana, o Goiás

aproveitou o espaço e tentou bons contra-ataques. A defesa corintiana trabalhou bastante para evitar

o pior.

Aos 31 minutos, toque de Ronaldo para Alessandro. O lateral invadiu a área, mas foi travado pelo

zagueiro. Aos 31 minutos, foi a vez de Dentinho tentar. De bicileta, o camisa 31 por pouco não fez

um golaço.

Mas o Goiás não estava morto em campo. Rithelly, aos 34 minutos, por pouco não frustrou ainda mais

os corintianos. Aos 39, enfim, Ronaldo apareceu. Após bela jogada individual, o Fenômeno chutou

forte e acertou a trave.

A ansiedade do começo da partida transformou-se em aflição nos minutos finais. Apesar da pressão, o Corinthians pecou nas finalizações e nas jogadas individuais. Aos 43 minutos, após belo toque de Jucilei, Dentinho desperdiçou a chance de virar o placar e garantir a vitória.

Aos 47 minutos, o último suspiro corintiano. De falta, Roberto Carlos por pouco não fez o gol. E o nervosismo do Corinthians só aumentava.

No centenário do Corinthians, a classificação para a Copa Libertadores de 2011 é o único presente a ser comemorado. No Goiás, a expectativa volta a ficar 100% em cima da Copa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data-Hora: 5/12/2010 – 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Marcelo Barison (RS) e Julio Santos (RS)
Renda e público: R$ 755.200.00 / 28.917 pagantes
Cartões amarelos: Matheus (GOI)
Cartões vermelho:
Gols: Felipe Amorim 19’/1ºT (1-0), Dentinho 29’/1ºT (1-1),

GOIÁS: Fábio, Wendel Santos, Matheus, Valmir Lucas e Jadílson; Jonílson, Lenon, Camacho (Assuério

37’/2ºT) e Felipe Amorim; Éverton Santos e Wendell Lira (Rithelly 32’/2ºT). Técnico: Arthur Neto.

CORINTHIANS: Julio Cesar, Alessandro, Chicão (Leandro Castán 37’/1ºT), William e Roberto Carlos;

Ralf (Jorge Henrique 8’/2ºT), Jucilei, Elias e Bruno César (Danilo 24’/2ºT); Dentinho e Ronaldo. –

Técnico: Tite.

dezembro 5, 2010 Posted by | Corinthians, Goiás | | Deixe um comentário

Vasco bate Ceará e garante vaga na Sul-americana

Em jogo sonolento, Dedé e Bruno Paulo garantem vitória do time de São Januário, que, agora, projeta 2011

O Vasco recebeu o Ceará na tarde deste domingo, em São Januário, e, um jogo sonolento, venceu por 2 a 0, com gols de Dedé e Bruno Paulo. Com a vitória, o timecruzmaltino garantiu vaga na Sul-americana do ano que vem.

Gol para afastar o sono

Os poucos torcedores presentes a São Januário mostravam refletiram no gramado. A animação da arquibancada era quase a mesma dos jogadores, ou seja, quase nenhuma. O primeiro tempo foi marcado pelo ritmo lento das equipes, que, sem criatividade, não conseguiram mostrar um bom futebol e as oportunidades de gol foram escassas. Tanto Vasco quanto Ceará apostavam nos avanços pelas alas e em consequentes bolas alçadas na área.

Aos 22 minutos, Marcelo Nicácio perdeu grande chance de abrir o placar. O jogador foi lançado em profundidade e saiu na cara do goleiro Fernando Prass, que saiu com qualidade e conseguiu fazer a defesa. Já no lado cruzmaltino, Allan tentava jogadas rápidas, principalmente pela ala direita.

E foi após uma jogada assim que o Vasco conseguiu um escanteio e, após cobrança de Fagner, Dedé subiu sem marcação e cabeceou com estilo para fazer 1 a 0, aos 32 minutos. Dois minutos depois, Eder Luis recebeu próxima à linha de fundo e tocou para trás, mas Allan chutou por cima.

Sem poder de reação, o Ceará voltou a assustar aos 46 minutos, quando Boiadeiro roubou a bola de Ramon e, ao tentar cruzar, mandou a bola diretamente para o gol, assustando Fernando Prass.

Mal o segundo havia começado e a torcida do Vasco comemorou novamente. Logo aos dois minutos, novamente depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou nos pés de Bruno Paulo que, com o goleiro Michel Alves fora, teve o trabalho de bater e ampliar a vantagem cruzmaltina.

Gol relâmpago e vitória

Mal o segundo tempo havia começado e a torcida do Vasco comemorou novamente. Logo aos dois minutos, novamente depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou nos pés de Bruno Paulo que, com o goleiro Michel Alves fora, teve o trabalho de bater e ampliar a vantagem cruzmaltina.

Com o placar favorável, o Vasco partiu para cima atrás do terceiro gol e começou a pressionar o Ceará, que se defendia do jeito que dava. Os comandados de PC Gusmão apostavam, principalmente, na velocidade dos jogadores como Bruno Paulo, Ramon, Fagner e Eder Luis.

A situação do Ceará ficou ainda pior aos 28 minutos, quando Heleno deu um carrinho por trás de Ramon e recebeu o cartão vermelho. Com um a mais em campo, o Vasco passou a trocar passes com mais tranqulidade e a criar boas jogadas ofensivas. Mas, desperdiçou as chances que teve, as vezes por esbarrar em boas defesas de Michel Alves e as vezes por falta de pontaria de seus jogadores.

Fim de jogo e vitória vascaína por 2 a 0. O resultado garantiu a equipe de São Januário na Sul-americana de 2011. Já o Ceará, que já tinha a vaga para a competição internacional assegurada, restou apenas lamentar a derrota.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 X 0 CEARÁ

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 5/12/2010 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (S)P – Fifa)
Auxiliares: Marcia B. Lopes Caetano (RO – Fifa) e Luiz Alberto Kallenberger (SC)

Renda/público: R$ 75.525,00/ 2.989 pagantes
Cartões amarelos: Jumar, Allan (VAS); Erivelton, Nicácio, Boiadeiro(CEA)
Cartões vermelhos: Heleno, 28’/2ºT (CEA);
GOLS: Dedé, 32’/1ºT (1-0); Bruno Paulo, 2’/2ºT (2-0)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Douglas e Ramon; Jumar, Rômulo, Allan e Caíque, Bruno Paulo (Jonathan – 25’/2ºT) e Eder Luis – técnico: PC Gusmão

CEARÁ: Michel Alves; Boiadeiro, Fabrício, Erivelton, Michel; Eusébio, Heleno, Júnior Cearense (Camilo – Intervalo) e Reina (luizinho – 20’/2ºT); Magno Alves e Marcelo Nicácio (Kempes – 17’/2ºT) – Técnico: Dimas Filgueiras

dezembro 5, 2010 Posted by | Ceará, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Flamengo empata com o Santos e torce contra o Goiás

Debaixo de muita chuva, Santos e Flamengo não saíram do zero, neste domingo, na Vila Belmiro

Cheio de reservas e debaixo de muita chuva, o Flamengo arrancou um suado empate sem gols com o Santos, neste domingo, na Vila Belmiro, e, graças à derrota do Avaí, assegurou a última vaga à Copa Sul-Americana. Esta, no entanto, só virá se o Goiás não vencer o torneio na quarta-feira. Caso isso aconteça, quem irá à competição será o Grêmio, quarto colocado.

Já o Peixe, que apenas cumpriu tabela, encerra a competição na 8ª colocação, com 56 pontos. O jogo também marcou a despedida do técnico Marcelo Matelotte, que passará a vaga a Adílson Batista na próxima temporada, na qual o Santos tem como principal objetivo a conquista da Libertadores pela terceira vez em sua história.

Já no Flamengo, a 14ª posição, com 44 pontos, foi até lucro pelo que o time apresentou, principalmente nas últimas rodadas. Para 2011, o time poderá ter o alento da disputa da Sul-Americana no segundo semestre, que garante ao campeão uma vaga à Libertadores do ano seguinte.

Festa por Elano e Fla melhor em campo

Para a torcida do Santos, a boa notícia chegou antes mesmo de a bola rolar. Contratado no início desta semana, o meia Elano, campeão brasileiro em 2002 e 2004 pelo Peixe, foi oficialmente apresentado. O Curinga da Vila foi comprado junto ao Galatasaray, da Turquia, por €2,9 milhões (cerca de R$ 6,5 milhões) e ficará no clube até 2013.

Em campo, o duelo parecia mais uma preliminar para 2011. Apenas cumprindo tabela, o técnico Marcelo Martelotte resolveu fazer vários testes. Do time titular que atuou a maior parte do Brasileiro, apenas Neymar e o goleiro Rafael estiveram em campo.

No Flamengo, o roteiro foi o mesmo. Embora o Rubro-Negro ainda brigasse por uma vaga na Sul-Americana, o técnico Vanderlei Luxemburgo também colocou caras novas em campo. No ataque, duas promessas da base: Diego Maurício e Guilherme Negueba.

E os dois, se não brilharam, pelo menos proporcionaram boas chances de gol. Aos 11 minutos, Drogbinha recebeu cruzamento certeiro de Léo Moura, mas o goleiro santista evitou o gol de cabeça do camisa 49.

O lateral-direito rubro-negro, aliás, foi quem melhor apareceu na primeira etapa. Posicionado quase como um apoiador, era dos pés dele que saíam as jogadas mais perigosas.

Aos 17, o camisa 2 desarmou Alex Sandro na saída de bola, passou para Drogbinha, que chutou cruzado. Guilherme Negueba ainda se esticou, mas não conseguiu concluir para a rede.

No Santos, o que se viu foi um time contando o tempo para a chegada das férias. Neymar foi o único que se salvou do lado alvinegro. O camisa 11 por pouco não fez para o time da casa já no fim do primeiro tempo. Ele recebeu na área, bateu fortemente, mas Paulo Victor, que fazia sua estreia em jogos oficiais, salvou a equipe carioca.

Muita chuva e pouco futebol

A chuva que deu as caras ainda na primeira etapa deixou o gramado da Vila encharcado na volta do intervalo. Com isso, o futebol, que andava sumido desde o início, tornou-se quase impraticável.

No duelo dos chutões, o Rubro-Negro continuou mais incisivo. Welinton, aproveitando cobrança de escanteio, assustou o goleiro Rafael. Aos 23, Negueba fez bela jogada, fintou o goleiro e só não marcou porque a defesa santista tirou em cima da linha.

De resto, muita pegada no meio de campo e uma infinidade de passes errados devido ao péssimo estado do gramado.

Luxemburgo, então, fez duas alterações de uma só vez. Tirou Drogbinha e Negueba para as entradas de Petkovic e Val Baiano, pensando talvez em explorar mais as jogadas aéreas – única alternativa de ataque naquelas condições.

Mas quem quase tirou o zero do placar foi o Peixe, com Neymar, depois de jogada individual de Zé Eduardo.

O Fla só respondeu aos 38. Pet tentou lance individual pela esquerda, mas acabou chutando por cima. No último minuto, Val Baiano chegou a balançar a rede, mas o árbitro anulou o lance marcando impedimento.

Por fim, um resultado amargo e sem graça, que acabou fazendo justiça ao interesse com que as duas equipes entraram em campo.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 0 FLAMENGO

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/Hora: 5/12/2010, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR-Fifa)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e José Amilton Pontarolo (PR)

Público e renda: 9.086 pagantes/R$ 107.345,00

Cartões Amarelos: Rodriguinho (Santos); Juan (FLA)

SANTOS: Rafael, Maranhão, Bruno Rodrigo (Bruno Aguiar, 37′ do 2ºT), Vinicius e Alex Sandro; Rodrigo Possebon, Rodriguinho, Danilo (Breitner, aos 40′ do 2ºT)e Felipe Anderson (Moisés, aos 24′ 2T); Neymar e Zé Eduardo. Técnico: Marcelo Martelotte

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Welinton, David e Juan; Maldonado (Willians, intervalo), Fernando, Fierro e Renato; Diego Maurício (Petkovic, aos 25′ 2ºT) e Guilherme Negueba (Val Baiano, aos 25′, 2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

dezembro 5, 2010 Posted by | Flamengo, Santos | | Deixe um comentário