Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Neymar brilha, e Santos decreta o rebaixamento do Goiás à Série B


Esmeraldino foi goleado em casa e vai disputar a segundona em 2011.Craque santista acabou com jogo, com três gols. Peixe dá fim a jejum

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

 

O Goiás é o segundo clube rebaixado para a Série B do Brasileirão em 2010. Após o Grêmio Prudente, o Esmeraldino caiu neste domingo, após ser goleado pelo Santos, por 4 a 1, em mais uma noite brilhante de Neymar, autor de três gols. Com o triunfo, o Peixe quebra uma sequência de seis jogos sem vitórias. O time verde fica com 32 pontos, na penultima posição. Mesmo que vença seus dois últimos jogos, somará insuficientes 38 pontos, que não bastam sequer para a equipe alcançar o Vitória, 17º colocado. Já o Peixe, com 55 pontos, está em sétimo.
O jogo foi marcado ainda por um atraso de 37 minutos. Uma forte pancada de chuva em Goiânia derrubou aenergia elétrica do estádio.
Goias ameaça, mas para
O Goiás entrou em campo sem seus dois principais atacantes, Rafael Moura e Felipe, poupados para o jogo de quarta-feira, contra o Palmeiras, pelas semifinais da Copa Sul-Americana, Deu a impressão que o técnico Artur Neto já pressentia que o rebaixamento era só uma questão de tempo. Mas mesmo com um ataque reserva, o time esmeraldino tratou de tentar abrir o placar logo no início, cercando o Santos.
Aos sete minutos, Otacílio Neto arriscou um chute de fora e obrigou Rafael a espalmar. O tiro, rasteiro, entraria no cantinho esquerdo do goleiro santista. O Peixe, disperso e desatento, não conseguia sair jogando. Os três volantes, Adriano, Arouca e Rodriguinho não conseguiam iniciar as jogadas, isolando o meia Marquinhos e os atacantes Neymar e Zé Eduardo. Assim, não demorou para o Esmeraldino abrir o placar. Aos 11 minutos, Douglas cobrou escanteio da direita. Hernando ganhou de Edu Dracena e cabeceou firme, para o chão, sem chances para Rafael.

Só depois de levar o gol é que o Santos resolveu começar a jogar. Para isso, adiantou sua marcação, com seus volantes, sobretudo Rodriguinho e Arouca, iniciando a marcação além do meio de campo. O Peixe passou a ter a bola a seus pés. Neymar, como sempre, era o jogador mais insinuante da equipe praiana. Sempre em velocidade, costurando a marcação, só sendo parado com faltas. Aos 19, ele iniciou a jogada pela direita e passou para Danilo, que se livrou de Wellington Saci com um corte seco, e chutou cruzado, rasteiro, sem chances para Harley.

O gol abateu demais o Goiás, que aí passou a jogar como time rebaixado: apático, errando passes, chamando o Santos, que quase ampliou aos 22, numa jogada de zagueiros. Durval apareceu livre pela esquerda e cruzou rasteiro para Edu Dracena. O capitão chegou de carrinho e completou para o gol, mas a bola bateu na trave.
Segundo tempo de Neymar
O Goiás parecia já conformado com o rebaixamento. Não foi para cima de jeito nenhum. Não houve jogadas desesperadas ou discussões típicas de time desesperado. Apatia, apenas. O Santos, por sua vez, tem Neymar. Após um primeiro razoável, com algumas boas arrancadas, o craque desequilibrou no segundo tempo. Fez três gols e acabou com o adversário já combalido.
O primeiro, de pênalti que ele mesmo sofreu, aos 30 minutos. Invadiu a área, levou um rapa de Rafael Toloi e caiu. Na primeira cobrança, ele tentou ser malandro. Antes de o juiz apitar, foi andando para a bola como se quissesse dar uma última ajeitada. Em vez disso, chutou para o gol. A jogada foi anulada, o Menino da Vila levou amarelo e teve de repetir a cobrança. Aí, sim. Uma batida limpa, rasteira, no canto direito de Harley.
Entregue, o Goias apenas assistia Neymar desfilar. Aos 34, ele recebeu bola que veio da direita, ajeitou e apenas colocou no canto direito. Aos 37, uma pintura para fechar o placar e decretar a queda do Esmeraldino. Neymar recebeu pela direita, e, com um leve toque, encobriu Harley.

GOIÁS 1 X 4 SANTOS
Harlei, Rafael Toloi, Valmir Lucas e Ernando; Douglas, Amaral, Carlos
Alberto (Rithiely), Marcelo Costa (Bernardo) e Wellington Saci; Otacílio Neto e Wendell Lira (Everton Santos) Rafael, Danilo (Maranhão), Edu Dracena, Durval e Pará; Adriano, Rodriguinho, Arouca (Roberto Brum) e Marquinhos (Felipe Anderson); Neymar e Zé Eduardo.
Técnico: Artur Neto Técnico (interino): Marcelo Martelotte
Gols: Hernando, aos 11, e Danilo, aos 19 minutos do primeiro tempo; Neymar, aos 30, 34, 37 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Wellington Saci, Valmir Lucas, Otacílio Neto (Goiás), Rodriguinho, Neymar (Santos)
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). Data: 21/11/2010. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ). Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés (Fifa/RJ) e Rodrigo Pereira Joia (RJ)

novembro 21, 2010 - Posted by | Goiás, Santos | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s