Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

STJD pune Corinthians e Palmeiras e tira jogos dos times do Pacaembu

Clubes são considerados responsáveis por incidentes causados por torcedores em clássico. Alvinegro não poderá enfrentar o Vasco no estádio

Vice-líder do Brasileiro, o Corinthians tem um grande problema para a reta final da competição. Em julgamento nesta terça-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o time paulista perdeu um mando de campo devido aos incidentes ocorridos após o encerramento do clássico diante do Palmeiras, do qual era mandante no Pacaembu, no dia 24. O Alviverde foi punido com a perda de mando em dois jogos. Os clubes ainda foram multados em R$ 10 mil. Mas têm direito a apresentar recurso.

Com a decisão do STJD, Corinthians não poderá enfrentar o Vasco no Pacaembu, pela penúltima rodada do Nacional, no dia 28. E o Palmeiras também não poderá realizar no estádio as partidas contra Atlético-MG (dia 21)  e Fluminense (28).

Se a determinação não for modificada, as partidas terão que ser realizadas a 100km da capital paulista. São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Araraquara seriam opções no território paulista. A Arena Barueri, local programado para o duelo entre Palmeiras e Fluminense, também não poderia ser utilizada por estar localizada em distância menor que a prevista.

A maioria dos auditores do STJD considerou que o Corinthians também foi responsável pelos incidentes ocorridos depois do clássico paulista. Eles consideraram que o clube, por ser mandante da partida, teria que garantir a segurança no estádio. Na ocasião, torcedores do Palmeiras atiraram objetos sobre jornalistas e aficionados do Corinthians. Uma ralo de ferro foi arrancado e lançado do tobogã, setor destinado à torcida palmeirense. E atingiu o carro de uma emissora de televisão. Ninguém ficou ferido no episódio.

Clubes prometem recorrer

O presidente do Corinthians, Andrés Sanches, criticou a decisão e afirmou que já houve venda de ingressos para a partida contra o Vasco.

– É um absurdo. Nosso departamento jurídico vai tomar todas as medidas cabíveis. E já temos 9.300 ingressos vendidos para os sócios-torcedores – garantiu, por meio da assessoria de imprensa do clube.

O advogado do Alvinegro, João Zanforlin, mostrou irritação com a decisão do STJD, afirmando que o time foi punido por atitudes violentas cometidas por torcedores adversários.

– É uma decisão absurda. O tribunal achou que o Corinthians era responsável pela grade de ferro, que o Corinthians tinha que chumbá-la. Só dando risada. Foi o torcedor do Palmeiras que arrancou a barra – afirmou.

Zanforlin disse que vai apresentar um recurso na próxima quinta-feira. E afirmou confiar que o Tribunal dará uma resposta no mesmo dia.

O diretor de futebol do Palmeiras, Wlademir Pescarmona, considerou a pena “inadmissível” e prometeu que o clube também vai recorrer.

– Ainda estamos analisando com o nosso departamento jurídico qual é a melhor forma de fazer a defesa. Acho essa punição inadmissível. O Palmeiras não era o mandante daquele jogo e não pode se responsabilizar por isso. O que aconteceu foi devido a xingamentos e problemas com a torcida.

novembro 9, 2010 - Posted by | Corinthians, Palmeiras, Vasco da Gama |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s