Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Com direito a gol no fim, Coritiba bate o Duque e está de volta à Série A

Time paranaense abre 2 a 0, leva o empate aos 41 do segundo tempo, mas consegue o gol do acesso três minutos depois

Acabou o tormento. Há quase um ano, o Coritiba passou pela mais triste cena de sua história. O quebra-quebra realizado por um grupo de torcedores após a queda para a Série B arranhou a imagem do clube e fez com que o ano de 2010 fosse marcado por muita pressão e cobrança. A punição de dez jogos sem poder atuar no Couto Pereira fez a equipe alviverde disputar boa parte da Série B fora de Curitiba (Joinville recebeu o clube). Mas a punição terminou. A punição ao Couto e a punição de disputar a Série B. Nesta terça-feira, o Coxa bateu o Duque de Caxias, em São Januário, por 3 a 2 e está matematicamente garantido na elite do futebol nacional no ano que vem. Com 67 pontos, o time paranaense não pode mais ser alcançado pela Portug

A partida teve contornos dramáticos. O Coritiba abriu 2 a 0 no primeiro tempo e sofreu o empate aos 41 do segundo. Com o resultado, o time ainda não garantiria a vaga. Mas, quando faltava um minuto para o fim, Tcheco fez uma linda jogada e entregou para Marcos Aurélio, que fez o gol da vitória. Léo Gago e e Enrico fizeram os outros. Somália e Frontini descontaram para a equipe da casa.

Além do acesso do Coritiba, a partida ficou marcada pela torcida. Quer dizer, pela ausência dela. Apenas 513 pessoas compareceram a São Januário. Para coroar a sua campanha, o Coritiba pode até ser campeão na próxima rodada. O time alviverde, líder do torneio, encara o Figueirense, segundo, com quatro pontos a menos. Se vencer e o Bahia não derrotar a Portuguesa, o Coxa leva o caneco com duas rodadas de antecedência.

Para o Duque de Caxias, o ano de 2010 acabou. O time segue com 49 pontos e não tem mais chance de conquistar uma das quatro vagas para a Série A. Como não corre risco de rebaixamento, deve lutar para terminar a competição na melhor posição possível.

”Jogadores da casa” abrem caminho da vitória

Antes da partida, os jogadores do Coritiba admitiram que a ansiedade para conquistar o acesso era grande. Mas não teve nem tempo para ficarem nervosos. Primeiro minuto de jogo e o Coxa teve uma falta a seu favor. Mesmo de muito longe, Léo Gago encheu o pé. Lopes não conseguiu segurar, a bola ainda bateu nas suas costas e entrou. O volante, que pertence ao Vasco, falou antes do jogo que conhecia os atalhos de São Januário. O chute provou isso.

Mas o Coxa não tem apenas um jogador que conhece bem São Januário. O meia Enrico também tem vínculo com o Vasco. E já que seu colega fez um gol, ele quis imitar. Aos 20, Marcos Aurélio chutou cruzado, Lopes defendeu, a bola sobrou para Leonardo, que mandou a bomba. Lopes, mais uma vez, espalmou. Enrico ficou com o rebote e acertou a trave. Mas a bola voltou para ele que dessa vez acertou as redes. 2 a 0 Coritiba.

Antes disso, cada time acertou uma bola na trave. Primeiro, Lenilson assustou Edson Bastos. Depois, foi a vez de Marcos Aurélio acertar o poste do gol do Duque de Caxias.

Depois de abrir dois gols, o Coritiba passou a tocar mais a bola e tentar subir ao ataque apenas na boa. Mas falhou na marcação pela esquerda, e Somália recebeu cruzamento no meio da área. De cabeça, o atacante diminuiu, aos 32. E foi só. O primeiro tempo terminou com os dois times trocando passes sem muito objetivo.

Duque volta na pressão

O Duque de Caxias voltou para o segundo tempo disposto a conseguir pelo menos o empate. Na pressão, encurralou o Coritiba. Mas faltava categoria. O time errava passes e chutes demais e pouco ameaçava Edson Bastos. Na melhor chance, aos 12, Somália ficou na cara do gol na pequena área. Mas o atacante caiu e pediu pênalti. O árbitro Sandro Meira Ricci nada marcou.

Depois de 20 minutos de pressão, finalmente o Duque conseguiu acertar um chute perigoso. Leandro Chaves arriscou de longe, mas Edson Bastos fez bonita defesa e evitou o empate. O Coritiba parecia assustado e não conseguia segurar a bola nem um minuto no ataque. Com isso, mesmo com toda a falta de técnica do Duque, não foi de espantar que o time fluminense chegasse ao empate.

Aos 41, Paulo Rodrigues cruzou na área, e Frontini desviou de cabeça, sem chance para Edson Bastos. O gol quase colocou por terra o acesso do Coritiba. Quase. Mesmo sem jogar bem, o Coxa conseguiu o gol salvador aos 43. Tcheco fez fila na defesa e tocou para Marcos Aurélio, que recebeu na área na mesma linha da zaga e mandou para o fundo do gol encobrindo o goleiro. O atacante, que já havia marcado na final do paranaense, mostrou mais uma vez que tem estrela.

”Time de primeira”, gritaram os torcedores do Coxa ao fim da partida. O Coritiba está de volta à elite do futebol nacional.

novembro 9, 2010 Posted by | Coritiba | , | Deixe um comentário

Felipe diz que time está em débito com a torcida e planeja 2011 melhor

Meia afirma que sente falta de mais ‘adrenalina’ nesta reta final de Brasileiro, já que o Vasco não tem mais grandes aspirações na competição

O ano de 2010 já está no fim e a escassez de títulos do Vasco continua. Acostumado a conquistar muitas (e importantes) taças com a camisa cruzmaltina, o meia Felipe está incomodado com a situação. O jogador, que retornou ao clube que o revelou neste Brasileiro, considera que o time está em débito com a torcida. Ele lamentou que nesta reta final de temporada a equipe não esteja brigando por mais nada.

O camisa 6 espera que 2011 seja diferente e que ele volte a dar volta olímpica.

– Nós estamos em débito com a torcida. O Vasco vive de títulos, é um clube que está sempre nas finais. Esperamos dar mais alegrias aos torcedores, porque eles merecem. Eu gostaria de estar neste fim de ano com muito mais adrenalina, disputando em cima. Estar na situação que nós estamos incomoda bastante. Espero que no próximo ano tenhamos mais sorte.

Apesar de a cabeça já estar um pouco no próximo ano, Felipe disse que a ordem na equipe é dar o máximo nos jogos finais, um empenho igual ao do clássico com o Fluminense, na última rodada. Apesar da derrota por 1 a 0, os jogadores foram elogiados pela garra. O meia disse que o time ainda não está de férias e acredita que o duelo com o São Paulo, domingo, às 19h30m (de Brasília), em São Januário, será bastante complicado.

– Temos que honrar a camisa do Vasco, buscar a melhor posição possível. Time está de parabéns pelo que jogou no clássico. Faltou um pouco de sorte, mas faz parte. Se jogarmos da mesma maneira, com garra, disposição, temos para ir bem contra o São Paulo. Eles vêm de uma derrota e entrará motivado porque briga pela Libertadores. Não podemos nos considerar de férias ainda. Matematicamente não estamos garantidos ainda.

O Vasco é o 11º colocado do Brasileiro com 45 pontos.

novembro 9, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Carpegiani fala em dois reforços para 2011 e quer seguir com Richarlyson

Treinador diz que base do ano que vem já está montada e deixa claro que o time vai brigar pelos títulos de todas as competições que vai disputar

Embora garanta foca total da equipe nas últimas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro, o técnico Paulo César Carpegiani já está de olho na temporada 2011. O treinador já teve conversas preliminares com a diretoria e deixou claro: o time leva vantagem por já ter sua base montada. O que precisa é reforçá com o que o técnico chamou de “escolhas especiais”

– A diretoria já está consciente do que é necessário fazer para o ano que vem. O time precisa de uma ou duas contratações. É pouco, mas tem de ser especial, escolhido a dedo. O resto eu vou enxertar com a meninada da base. Não nos fixamos sobre nomes ainda, mas já sabemos das necessidades que temos na posição. Especificamente precisamos de um lateral-direito. Quando você tira o Jean da lateral, o time sente. O Ilsinho não joga na posição há muito tempo e é preciso fazer uma readaptação, o que só poderá ser feito no ano que vem. Além disso, preciso mexer um pouco no elenco, que possui muitos atletas com as mesmas características – avisou o treinador.

Carpegiani deixou claro que gostaria da permanência de Richarlyson para a próxima temporada. O contrato do polivalente se encerra no dia 31 de dezembro e Fluminense, Botafogo e Palmeiras já procuraram o empresário do jogador, Júlio Fressato, para demonstrar interesse.

– Eu conversei com a diretoria e com o atleta e coloquei o meu pensamento. Uma coisa é eu querer que ele fique, outra é acertar a renovação de contrato. Mas ele é um atleta importante – lembrou.

O treinador não esconde o otimismo para a próxima temporada.

– Com a sequência de jogos, esse time vai render muito mais. Independente de estar ou não na Libertadores, é preciso pensar em jogadores excelentes. Tenho certeza de que vamos brigar por todos os títulos que iremos disputar – concluiu Carpegiani.

novembro 9, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Adilson conversa com Dorival Jr e espera boa convivência com Neymar

Novo treinador santista foi apresentado nesta terça-feira, na Vila
Belmiro. Antes de assumir, buscou informações com seu antecessor

Antes de ser apresentado oficialmente pelo Santos, nesta terça-feira, na Vila Belmiro, o técnico Adilson Batista conversou com o colega Dorival Júnior. Buscou informações sobre o elenco, sobretudo sobre Neymar. O garoto foi pivô da crise que interrompeu a trajetória de Dorival no Peixe. O camisa 11 xingou o ex-chefe durante jogo contra o Atlético-GO, dia 15 de setembro. Foi punido pela diretoria, mas o atual técnico do Atlético-MG considerou a punição branda, se
desentendeu com a direção e foi demitido.

Apesar de tudo isso, deu boas referências ao seu sucessor (depois de Dorival, o time vem sendo dirigido interinamente por Marcelo Martelotte). Adilson garante que não terá nenhum problema de trabalhar com a estrela alvinegra. Pelo contrário, aposta no amadurecimento de
Neymar que, pelo menos até agora, parece ter se emendado.

– Conversei com o Dorival ontem (segunda-feira), vou conversar também com o Marcelo. Vou reunir o máximo de informações. Sobre o Neymar, é um jovem talentoso, de muito potencial. Sobre o que aconteceu (polêmica), já disse que não queria julgar algo sem ter participado.
Agora, já vemos um atleta centrado, pensando nos seus objetivos, em Seleção Brasileira, em vencer no Santos. Vai ser uma convivência saudável e tranquila – afirmou o treinador, durante sua apresentação.

Adilson ouviu dos dirigentes a promessa de montagem de um time forte para a disputa da Taça Libertadores. No entanto, ele garante que nomes ainda não foram discutidos.

– Não há nada de lista. Vamos avaliar e qualificar o elenco, visando sempre o crescimento. Temos de tratar desse assunto com calma, discutindo tudo internamente. Envolve questões financeiras, que deixou com a diretoria – disse o treinador, que assinou com o Peixe até
dezembro de 2011.

Sem prioridade

O novo comandante alvinegro admite a importância da Taça Libertadores, mas afirma que não haverá uma priorização de competições. Ele diz que a intenção é conquistar os três campeonatos do ano (Paulista, Libertadores e Brasileirão), se possível, sempre com força máxima.

– Temos interesse em chegar nos três campeonatos. O Santos é o atual campeão paulista e, certamente, vamos querer manter dessa forma. Para a minha carreira o título de São Paulo seria muito importante.

Só em dezembro

Mesmo apresentado nesta terça-feira, Adilson Batista não vai trabalhar diretamente no comando do time neste final de Brasileirão. Marcelo Martelotte comandará a equipe nas quatro últimas rodadas do Brasileirão.

– Vou dar tranquilidade e liberdade ao Marcelo. Ele vem fazendo um excelente trabalho. E é questão de coerência e de justiça.

Adilson se apresentará aos jogadores nesta quarta-feira, mas só vai trabalhar mais diretamente com eles na pré-temporada, que deverá começar no dia 3 de janeiro.

novembro 9, 2010 Posted by | Santos | | Deixe um comentário

Valdivia treina, é relacionado, e deve ser a novidade contra o Atlético-MG

Apesar do mistério, médico do Palmeiras confirma que o chileno treinou e se sentiu bem para a partida decisiva, nesta quarta, pela Sul-Americana

O meia Valdivia deve ser a novidade do Palmeiras para o confronto decisivo diante do Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Pacaembu, pela Copa Sul-Americana. Em atividade fechada para a imprensa, nesta terça-feira à tarde, o chileno esteve em campo com o elenco. Ele treinou normalmente e mostrou que não sente mais as dores na coxa esquerda decorrentes de uma fibrose, que o tirou de ação nas últimas duas semanas. O meia está na lista de 20 relacionados para o confronto que vale vaga nas semifinais da competição internacional.

– O Valdivia treinou e está liberado, não vai precisar passar por teste no vestiário. A diferença é que agora ele teve mais tempo para se recuperar – disse o médico Rubens Sampaio, garantindo a presença do chileno na partida.

No entanto, a escalação ou não de Valdivia depende do técnico Luiz Felipe Scolari, que deve confirmar apenas momentos antes da partida. O jogador não atua desde o confronto de ida das quartas-de-final da Sul-Americana. Na ocasião, ele deixou o campo com menos de 10 minutos de partida. Em tom de mistério, o atacante Kleber tentou despistar ao ser perguntado se o companheiro seria utilizado na decisão, e chegou a dizer que o chileno sequer tinha treinado.

– A gente não sabe também não. Ele não treinou, só estava ali no campo vendo o treino. Não participou, só ficou ali batendo bola com o pessoal. A gente não sabe se ele vai jogar, não – despistou o Gladiador.

Outras novidades na relação são o zagueiro Maurício Ramos e o lateral-direito Vitor, ambos recuperados de lesão. Eles voltaram a atuar no duelo contra o Guarani, no qual Felipão escalou um time quase inteiro reserva. Com boa movimentação, eles devem estar em campo no Pacaembu. Dessa forma, o Palmeiras terá elenco completo à disposição.

O primeiro jogo terminou em empate por 1 a 1. Igualdade sem gols dá a classificação ao Palmeiras, enquanto novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Empate por dois ou mais gols favorece o Galo.

Confira abaixo a lista de relacionados:

Goleiros: Deola e Bruno
Laterais: Vitor e Gabriel Silva
Zagueiros: Danilo, Maurício Ramos, Fabrício e Leandro Amaro
Volantes: Edinho, Márcio Araújo, Marcos Assunção, Rivaldo e Pierre
Meias: Valdivia, Lincoln e Tinga
Atacantes: Ewerthon, Kleber, Luan e Dinei

novembro 9, 2010 Posted by | Palmeiras | , , | Deixe um comentário

Alecsandro volta ao time. Roth diz que usará titulares na reta final

Fora da luta pelo título, Inter manterá equipe principal na competição, segundo o treinador

Estar fora da luta pelo título nacional não fará o Inter preservar titulares na reta final do Brasileirão, garante o técnico Celso Roth. Ele diz que será mantido o planejamento de usar a competição para preparar a equipe para o Mundial. Só ficarão fora das quatro partidas restantes, segundo o treinador, os jogadores que tiverem algum desconforto.

– Não tenha dúvida de que vamos seguir nosso planejamento. Se o jogador estiver muito abaixo, será dado um tempo para ele se recuperar. Acredito que não será o caso. Se alguém manifestar algum desconforto, vamos repensar o uso dele na próxima partida, no próximo final de semana. Não temos a intenção de tirar ninguém, e sim de usar todo mundo, dentro do que vamos achar necessário para o jogo, visando ao que queremos – disse o treinador.

O clube, por outro lado, não forçará a barra com ninguém.

– A intenção é colocar sempre o melhor que eu tiver. Se eu tiver sempre os jogadores, colocarei. Se tiver algum desvio, não o farei. A intenção é colocar todo mundo para jogar.

Alecsandro volta ao time no domingo, contra o Avaí, no Beira-Rio, apesar do gol marcado por Leandro Damião na última rodada.

– O Damião teve boa atuação, mas o Alecsandro deve voltar – afirmou Roth.

novembro 9, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Jonas lembra eliminação para o Santos: ‘Mudou muita coisa’

Atacante do Grêmio acredita que a equipe chega mais confiante à Vila Belmiro

À época, Grêmio e Santos compartilhavam a imagem de melhores equipes do futebol brasileiro. Foi em maio, quando protagonizaram uma espetacular semifinal de Copa do Brasil: no Olímpico, vitória gremista por 4 a 3; na Vila Belmiro a réplica alvinegra, com o triunfo de 3 a 1 responsável pela classificação à final – o Santos conquistaria o título contra o Vitória.

Remanescente daquele confronto, o atacante Jonas não vê relevância em comparar ambos baseando-se nos jogos do primeiro semestre. O artilheiro do Brasileirão ressalta que as duas equipes mudaram muito desde então.

– Mudou e mudou muita coisa. Saiu técnico lá, aqui também. Saíram jogadores, outros chegaram. Mas o padrão de jogo das duas equipes é o mesmo ainda. Os dois jogam para frente, para buscar a vitória. Isso também é mérito do Renato aqui. Fizemos grandes jogos neste ano, e agora não será diferente.

Dorival Júnior treinava o Santos, escalando Paulo Henrique Ganso, André, Robinho e Wesley no time titular. Entre eles, apenas Ganso permanece no clube, recuperando-se de cirurgia. Os demais, incluindo o técnico, deixaram a Vila Belmiro.

No Grêmio, Silas também não é mais o técnico. Foram embora os jogadores William e Hugo. E estão lesionados outros integrantes da semifinal da Copa do Brasil: Willian Magrão e Borges.

Neymar, assim como Jonas no Grêmio, permanece no Santos. Mas está suspenso, e não enfrenta o Grêmio. Uma vantagem comemorada pelo atacante gremista:

– Não sei se facilita, mas é uma preocupação a menos. A gente sabe da qualidade do Neymar, então a ausência dele é muito boa para a gente. Mas os jogadores que entrarem vão tentar dar conta do recado. Com certeza a gente fica feliz de ele estar fora, porque está vivendo uma grande fase.

Jonas acredita ainda que o Grêmio chega mais concentrado, porque ainda disputa vaga na Taça Libertadores – competição para a qual o Santos está classificado exatamente pelo título da Copa do Brasil.

– O Santos tem poucas chances de título, então pelo que a gente quer no campeonato chegamos mais confiantes. A gente colocou um padrão de jogo desde a chegada do Renato que deu certo. Com certeza o Grêmio está melhor que naquele momento.

novembro 9, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Perto da volta, Deco avisa: ‘Ninguém sofre mais com lesões que o jogador’

Luso-brasileiro reforçará o Fluminense diante do Goiás, assim como Fred. Emerson tem chance de voltar ao time também

A semana é de boas notícias no Fluminense. Líder do Campeonato Brasileiro, com 61 pontos, o time contará com os retornos de Fred, recuperado de lesão na panturrilha esquerda, e Deco, livre das dores na coxa direita. Outro que pode voltar no domingo, contra o Goiás, pela 35ª rodada, no Engenhão, é o atacante Emerson, ainda em fase transição da fisioterapia para a preparação física. Se ficar livre das dores no tornozelo esquerdo, ele tem chance de atuar, mas seu caso requer mais cuidado.

Nesta segunda-feira, todos jogadores participaram de uma pesada atividade física na areia da praia do Leme. Deco e Fred trabalharam com o restante do elenco com corridas com elástico e cones. Já o Sheik fez uma atividade à parte. Após o treino, o luso-brasileiro desabafou sobre o período fora do time – não joga desde o dia 10 de outubro, pela 29ª rodada, na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro.

– Quem mais sofre com as lesões são os jogadores. Vivo mal, sou menos feliz quando não jogo e ficou mais mal humorado porque não posso fazer o que gosto. Ninguém fica mais triste e sofre mais com a lesões que os jogadores. Óbvio que a torcida sofre, até porque deseja ver o time completo, mas quem mais sofre são os jogadores – disse Deco, que brincou sobre a atividade na praia:

– Aqui é um pouco mais pesado, mais difícil, mas esse grupo é bom, gosta de trabalhar.

Washington segue tratamento no ombro

Pouco antes do fim da atividade na praia, o atacante Washington colocou uma bolsa de gelo no ombro direito e foi em direção ao ônibus da delegação tricolor. O jogador tem uma lesão e sente dores no local. Ele, inclusive, jogou no sacrifício no último domingo, no clássico contra o Vasco. Ainda assim, o camisa 99 parou para tirar fotos com os fãs e atendeu pedidos de autógrafo. Mas o camisa 99 não deve ser problema para a partida do próximo domingo.

novembro 9, 2010 Posted by | Fluminense | , | Deixe um comentário

Para Maldonado, Fla foi mais determinado no ano passado

Jogador lamenta que o time tenha demorado a evoluir na temporada

Na 34ª rodada do Brasileirão do ano passado, o Flamengo ocupava a terceira posição na tabela, com 57 pontos. Um ano depois, o cenário é desconfortável. O time é o 13º, com 40 pontos, quatro à frente da zona de rebaixamento. A ameaça é real. Pode até não ser gigante, mas serve de alerta. Quem fez parte da equipe que conquistou o título nacional estranha a mudança e tenta entender. É o caso do volante Maldonado. Para ele, o grupo de 2009 foi mais determinado.

– No ano passado estávamos numa outra situação, mas o grupo estava com vontade, determinado. Este ano tivemos bons jogos, outros ruins, perdemos muitos pontos em casa. Atrapalhou muito a falta de uma sequência de vitórias. O nosso ano foi muito complicado, conturbado. Faltou muita coisa. A situação é totalmente diferente. É quase o mesmo grupo do ano passado. Não é possível olhar para o lado e saber que as coisas não têm acontecido como deveriam. O grupo é forte, tem bons jogadores. A prioridade era a Libertadores, mas saímos. Faltou encarar a competição (Brasileiro) mais cedo e saber que poderíamos disputar o título. Não conseguimos.

Sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo disputou até agora sete partidas. Foram duas vitórias, quatro empates e uma derrota. O chileno diz que o grupo tenta se manter tranquilo e quer que o torcedor também acredite no time.

– Acho que estamos nos recuperando num momento em que não temos muito o que fazer. O time está mudando novamente, ideias diferentes, o Vanderlei chegando. Não passa pela nossa cabeça o rebaixamento. Sabemos que em algum momento as coisas vão melhorar, dar certo. Em quatro jogos podemos definir o nosso ano. Podemos ganhar dois jogos e ficar numa situação muito boa, mas queremos mesmo é somar pontos em todas as partidas que temos. Quem mais sofre é o torcedor, mas acreditamos muito no nosso grupo, temos total tranquilidade. Sabemos que temos condições de somar pontos.

Nesta terça-feira, os jogadores voltaram ao trabalho no Ninho do Urubu. Os atletas que enfrentaram o Atlético-PR, domingo passado, fizeram um treino regenerativo. Os demais realizaram uma atividade física. Nesta quarta, os rubro-negros vão se preparar em período integral. Pela manhã, às 10h. À tarde, às 16h30m.

O Flamengo enfrenta o Atlético-MG, sábado que vem, em Sete Lagoas, às 19h30m (de Brasília).

novembro 9, 2010 Posted by | Flamengo | Deixe um comentário

Para matar saudade da torcida de BH, Cuca marca treino aberto na Toca I

Atividade será nesta quinta, às 16h. Cerca de 2 mil torcedores são esperados e entrada será permitida mediante doação de um quilo de alimento não perecível

O técnico Cuca divulgou, nesta terça-feira, uma ideia que teve, aprovada pela diretoria do clube, de realizar um treinamento aberto para a torcida celeste, em Belo Horizonte, nesta semana que antecede ao duelo decisivo contra o Corinthians, que será disputado no sábado, às 19h30m (de Brasília), no Pacaembu.

De acordo com o treinador, o objetivo de realizar esta atividade é permitir que os torcedores da capital tenham contato com a equipe às vésperas de uma verdadeira final de campeonato, já que Belo Horizonte não conta com Mineirão e Independência para receber jogos.

O treino aberto será nesta quinta-feira, às 16h, na Toca da Raposa I. O antigo centro de treinamento dos profissionais do Cruzeiro foi escolhido por contar com uma arquibancada com capacidade para até 2 mil torcedores. E quem quiser acompanhar a atividade terá de doar um quilo de alimento não perecível, que posteriormente será doado para uma instituição de caridade.

Questionado sobre o fato de a ideia poder parecer oba-oba, Cuca foi enfático.

– Não é oba-oba. Estamos distantes do nosso torcedor de Belo Horizonte. Queremos dar a oportunidade para que o torcedor leve a família e passe confiança e apoio aos nossos jogadores. Fui eu quem pediu à diretoria. É lógico que não sou eu quem vai criar oba-oba num momento como esse.

Taça Brasil de 1966

Nesta quarta-feira, o diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, vai até a CBF participar de uma reunião com mandatários da entidade e de outros clubes como Santos, Bahia, Palmeiras, Botafogo e Fluminense. O encontro tem como intenção unificar os títulos de competições semelhantes ao Campeonato Brasileiro entre os anos 50 e 60. O Cruzeiro espera ter reconhecido o título da Taça Brasil de 1966.

novembro 9, 2010 Posted by | Cruzeiro | , | Deixe um comentário

STJD pune Corinthians e Palmeiras e tira jogos dos times do Pacaembu

Clubes são considerados responsáveis por incidentes causados por torcedores em clássico. Alvinegro não poderá enfrentar o Vasco no estádio

Vice-líder do Brasileiro, o Corinthians tem um grande problema para a reta final da competição. Em julgamento nesta terça-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o time paulista perdeu um mando de campo devido aos incidentes ocorridos após o encerramento do clássico diante do Palmeiras, do qual era mandante no Pacaembu, no dia 24. O Alviverde foi punido com a perda de mando em dois jogos. Os clubes ainda foram multados em R$ 10 mil. Mas têm direito a apresentar recurso.

Com a decisão do STJD, Corinthians não poderá enfrentar o Vasco no Pacaembu, pela penúltima rodada do Nacional, no dia 28. E o Palmeiras também não poderá realizar no estádio as partidas contra Atlético-MG (dia 21)  e Fluminense (28).

Se a determinação não for modificada, as partidas terão que ser realizadas a 100km da capital paulista. São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Araraquara seriam opções no território paulista. A Arena Barueri, local programado para o duelo entre Palmeiras e Fluminense, também não poderia ser utilizada por estar localizada em distância menor que a prevista.

A maioria dos auditores do STJD considerou que o Corinthians também foi responsável pelos incidentes ocorridos depois do clássico paulista. Eles consideraram que o clube, por ser mandante da partida, teria que garantir a segurança no estádio. Na ocasião, torcedores do Palmeiras atiraram objetos sobre jornalistas e aficionados do Corinthians. Uma ralo de ferro foi arrancado e lançado do tobogã, setor destinado à torcida palmeirense. E atingiu o carro de uma emissora de televisão. Ninguém ficou ferido no episódio.

Clubes prometem recorrer

O presidente do Corinthians, Andrés Sanches, criticou a decisão e afirmou que já houve venda de ingressos para a partida contra o Vasco.

– É um absurdo. Nosso departamento jurídico vai tomar todas as medidas cabíveis. E já temos 9.300 ingressos vendidos para os sócios-torcedores – garantiu, por meio da assessoria de imprensa do clube.

O advogado do Alvinegro, João Zanforlin, mostrou irritação com a decisão do STJD, afirmando que o time foi punido por atitudes violentas cometidas por torcedores adversários.

– É uma decisão absurda. O tribunal achou que o Corinthians era responsável pela grade de ferro, que o Corinthians tinha que chumbá-la. Só dando risada. Foi o torcedor do Palmeiras que arrancou a barra – afirmou.

Zanforlin disse que vai apresentar um recurso na próxima quinta-feira. E afirmou confiar que o Tribunal dará uma resposta no mesmo dia.

O diretor de futebol do Palmeiras, Wlademir Pescarmona, considerou a pena “inadmissível” e prometeu que o clube também vai recorrer.

– Ainda estamos analisando com o nosso departamento jurídico qual é a melhor forma de fazer a defesa. Acho essa punição inadmissível. O Palmeiras não era o mandante daquele jogo e não pode se responsabilizar por isso. O que aconteceu foi devido a xingamentos e problemas com a torcida.

novembro 9, 2010 Posted by | Corinthians, Palmeiras, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Jobson fora do Botafogo? Somente por R$ 14 milhões

Presidente afirma que Alvinegro não tem a intenção de negociar o jogador, mesmo após novo episódio polêmico

A nova polêmica envolvendo Jobson não encontrou reflexo no Botafogo. Denunciado numa delegacia de Florianópolis, na noite do último domingo, porque teria mostrado a genitália aos torcedores que o provocavam do lado de fora do ônibus onde estava a delegação, o atacante não é visto como um problema. Tanto é que a diretoria garante não pensar em negociá-lo.

Por mais que se saiba que internamente há alguns integrantes da diretoria que questionem a necessidade de manter no grupo um jogador que a qualquer momento pode causar problemas, prevalece a visão de que Jobson é um talento do qual o Botafogo não pode abrir mão. Dessa forma, o presidente Maurício Assumpção garante que o atacante seguirá no elenco.

– A diretoria não tem a menor intenção de neogociar ou se livrar do Jobson. Assim como no ano passado, ele tem nos ajudado muito. É uma aposta nossa e não há motivo para nos desfazermos dele. A única chance de ele sair é se alguém pagar o valor correspondente à multa rescisória, que é alta – afirmou Assumpção por telefone ao GLOBOESPORTE.COM, sem querer falar em valores.

Atualmente o Botafogo ainda paga ao Brasiliense de forma parcelada o valor correspondente a 60% dos direitos econômicos de Jobson. Serão cinco parcelas sendo quitadas até maio do ano que vem, por um contrato até junho de 2015. Para clubes brasileiros, a multa rescisória é de € 6 milhões (equivalente a R$ 14 milhões). No caso de clubes estrangeiros, o valor, considerado simbólico, é de € 20 milhões (quase R$ 47 milhões).

Maurício Assumpção destaca, ainda, que o desejo de manter Jobson não tem a ver com assistencialismo, devido à sua suspensão de seis meses por uso de drogas. Para o presidente, o jogador é indispensável para um elenco que deseja se manter forte, visando aos seus objetivos na próxima temporada.

– Tecnicamente ele é um baita jogador, que será fundamental se o Botafogo disputar a Libertadores. Não nos preocupamos com o que é dito sobre ele, pois tenho certeza de que há pessoas interessadas em desvalorizá-lo plantando notícias por aí. Só que não vamos cair nessas histórias – disse o presidente alvinegro.

De acordo com algumas pessoas presentes ao ônibus do Botafogo, Jobson teria respondido às provocações vindas do lado de fora, quando a equipe deixava o Estádio da Ressacada, mas não teria mostrado a genitália. Alguns torcedores do Avaí teriam mostrado farinha, lembrando o episódio envolvendo seu consumo de cocaína.

novembro 9, 2010 Posted by | Botafogo | | Deixe um comentário

Ricardo Bueno pode ser uma das novidades do Galo contra o Palmeiras

Atacante treinou dois dias seguidos entre os que devem começar a partida de volta das quartas de final da Sul-Americana, mas ainda não está confirmado

Uma das novidades do Atlético-MG na partida de amanhã com o atacante Ricardo Bueno. Nos dois treinos realizados, até agora, entre os jogadores que devem começar diante do Palmeiras, na partida de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, ele esteve em campo em ambas oportunidades. A expectativa é grande, já que não está tendo muitas oportunidades.

A última vez em que atuou como titular foi justamente contra o Palmeiras, na partida de ida, realizada em Sete Lagoas – empate por 1 a 1. De lá para cá, Bueno foi utilizado mais duas vezes (Botafogo e Santos), sempre entrando no decorrrer da partida.

– Cobranças em clube grande como o Atlético vão sempre existir. Tenho que encarar essa oportunidade como motivação a mais para mostrar meu trabalho.

O fato de o técnico Dorival Júnior listar 22 jogadores é aprova que o grupo atleticano está unido em busca dos mesmos objetivos: se classificar à próxima fase da Copa Sul-Americana e afastar, de vez, o fantasma do rebaixamento. Mas também pode significar que, apesar de ter treinado uma formação, outra pode começar jogando. Pelo menos foi assim na primeira partida com o Palmeiras, quando houve surpresa. O atacante Obina, que nem relacionado estava, acabou viajando para Sete Lagoas, entrou no decorrer do jogo e, ainda, marcou o único gol atleticano.

– Independentemente de quem jogar, o importante é que nosso grupo está unido e vai viajar junto. Na partida com o Santa Fe, na Colômbia, só fomos 14. Agora é praticamente todo o grupo viajando. Quem entrar, vai dar o máximo para o Galo vencer. Quem ficar de fora, vai dar forças para quem estiver em campo.

novembro 9, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário