Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Obina revela: se ajudar o Galo, vai torcer até para o Cruzeiro vencer

Para atacante, vale tudo para escapar da zona de rebaixamento – inclusive esquecer que o Vitória, adversário cruzeirense, é seu time do coração

Na opinião do atacante atleticano Obina, vale tudo na luta contra o rebaixamento nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Até torcer para o maior rival. O Atlético-MG enfrenta o Santos, neste sábado, às 19h30m (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, enquanto o Cruzeiro vai a Salvador enfrentar o Vitória, às 17h, no Barradão. O time baiano, assim como o Galo, é candidato ao rebaixamento.

Para Obina, a rivalidade regional deve ficar de lado neste momento. E o mais importante para o Galo é vencer os jogos e torcer contra os adversários na luta contra a degola.

– Se o Cruzeiro for nos ajudar, eu sou mais Cruzeiro. Eu quero que o Cruzeiro vença e que a gente consiga vencer o nosso jogo e sair desta situação. É isso que importa. Se fizermos o nosso, vamos secar quem está na nossa frente pra gente poder passar.

Obina, torcedor declarado do Vitória, deixa de lado até seu time de coração nesta hora. Para ele, o importante é o Galo escapar da degola.

– Sou torcedor do Vitória, sempre torci para o Vitória. Independentemente de tudo, sou profissional e só estou pensando no Atlético. Um jornal da Bahia até fez uma matéria comigo depois do clássico contra o Cruzeiro. Fiz os três gols, saímos da zona de rebaixamento e mandamos o Vitória para o nosso lugar. Falaram que eu estava sendo visto como traíra lá, mas não quero nem saber, quero tirar o Atlético desta situação, custe o que custar, eu vou lutar por isso, independentemente se o Vitória vai pra zona de rebaixamento ou não.

Jogo difícil

O atacante Obina espera uma partida complicada neste sábado. Segundo o artilheiro do Galo no Brasileirão, o time não pode pensar em um resultado diferente da vitória, mesmo com um adversário tão qualificado pela frente.

– O Santos tem um elenco muito forte. Quando a gente jogou lá, estavam sem a zaga titular e nos venceram. Nós temos que respeitar o time deles, que tem uma qualidade muito grande. O mais importante é a gente tentar fazer um grande jogo e lutar o máximo para vencer o jogo e sair desta situação.

Obina já fez dez gols neste Brasileirão, mas passou em branco nos dois últimos jogos, contra Botafogo e Guarani. Para o atacante, o pequeno jejum é natural.

– Faz parte. O futebol é desta maneira. Atacantes têm que ter os momentos de glória, como foi no jogo contra o Cruzeiro. Então a gente tem que estar sempre concentrado. As oportunidades estão aparecendo, eu sempre falo isso. Espero que no próximo jogo eu possa aproveitar e ajudar a equipe.

novembro 6, 2010 - Posted by | Atlético-MG | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s