Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Galo e Santos empatam em jogo marcado por reencontro e falta de luz

Neymar (2), Tardelli e Obina fizeram os gols do jogo cujo resultado não foi bom para ninguém. Dorival Júnior deixou campo xingado pela torcida: ‘burro’

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Atlético-MG e Santos fizeram um jogo muito equilibrado e marcado pelo reencontro de Dorival Júnior e Neymar e por duas quedas de luz, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). O empate por 2 a 2, gols de Diego Tardelli e Obina para o Galo, e Neymar para o Peixe, não foi bom para nenhum dos dois times.

O Galo está com 36 pontos e dorme na 16ª colocação da tabela. Fora, portanto, da zona de rebaixamento. O Santos caiu para o 6º lugar (15 pontos) e mantém remotas chances de ser campeão brasileiro.

Muita velocidade, pouca luz

O jogo começou sob forte chuva na Arena do Jacaré. Tão forte que, com apenas quatro minutos de bola rolando, a energia do estádio acabou. Depois de nove minutos de luzes apagadas, a partida recomeçou.

Mesmo com o gramado pesado, o jogo era bom. A necessidade da vitória levou o Galo ao campo de ataque com toda a força, o que proporcionou ao Santos muitos espaços para os contragolpes.

Foi num lance assim que Neymar abriu o placar. Aos 17 minutos, o atacante avançou com a bola dominada e experimentou de fora da área. A bola entrou no cantinho direito do goleiro Renan Ribeiro.

Se com o jogo empatado o Galo já era ofensivo, quando ficou atrás no placar passou a atacar ainda mais. E, pela persistência, foi premiado com o empate. Pará errou na saída de bola e Serginho ganhou a jogada. O volante acertou um cruzamento perfeito, na cabeça de Diego Tardelli, que, aos 33 minutos, mandou para o fundo das redes.

O jogo seguiu bem disputado e veloz. A luz acabou mais uma vez. Foram mais cinco minutos de escuridão. O segundo reinício da partida foi dado e o primeiro tempo ficou, mesmo, no empate por 1 a 1.

Empate persistente

O desenho tático do início do segundo tempo foi semelhante ao do primeiro. O Galo era mais incisivo no ataque e o Peixe era perigoso nos contragolpes.

Diego Tardelli e Obina se movimentavam muito, abrindo espaços para as penetrações de Renan Oliveira e Diego Souza. No lado do Santos, Neymar era quem mais levava perigo à defesa do Galo, com suas arrancadas, dribles e chutes.

A maior presença ofensiva do Atlético-MG fez com que o time virasse o jogo. Aos 14 minutos, Diego Souza começou a jogada, a bola sobrou para Renan Oliveira, que bateu para o gol. O goleiro Rafael deu rebote nos pés de Obina, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol.

O Santos não se abateu com a virada do Galo. Partiu pra cima e conseguiu o empate, sete minutos depois. Após bola cruzada na área, Durval cabeceou. Renan Ribeiro saiu mal do gol e a bola sobrou limpa para Neymar deixar tudo igual na Arena do Jacaré, mais uma vez.

Depois do empate santista, o jogo perdeu em qualidade técnica, mas ganhou em dramaticidade. Os dois times seguiram buscando o gol da vitória, mas o placar teimou em ficar no 2 a 2, que, no final das contas, não foi bom para ninguém.

Na próxima rodada, o Atlético-MG recebe o Flamengo, na Arena do Jacaré, sábado, às 19h30m (de Brasília), enquanto o Santos encara o Grêmio, na Vila Belmiro, no mesmo dia e na mesma hora.

ATLÉTICO-MG 1 X 1 SANTOS
Renan Ribeiro; Rafael Cruz, Werley, Réver e Leandro; Zé Luís (Alê), Serginho, Renan Oliveira e Diego Souza (Nikão); Diego Tardelli e Obina Rafael; Maranhão, Bruno Aguiar, Durval e Pará; Adriano, Possebon (Marcel), Rodriguinho e Marquinhos (Alan Patrick); Zé Eduardo e Neymar
Técnico: Dorival Júnior Técnico: Marcelo Martelotte
Estádio: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). Data: 06/011/2010.Horário: 19h30m (de Brasília). Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF).Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e César Augusto de Oliveira Vaz (DF).
Público: 16.771 pagantes. Renda: R$ 82.060,00. Cartões amarelos: Serginho, Nikão (Atlético-MG), Adriano, Neymar (Santos).
Gols: Neymar (Santos), aos 17 minutos, e Diego Tardelli (Atlético-MG), aos 33 minutos do primeiro tempo; Obina (Atlético-MG), aos 14 minutos, e Neymar, aos 22 minutos do segundo tempo

novembro 6, 2010 Posted by | Atlético-MG, Santos | | Deixe um comentário

Grêmio não desiste da Libertadores e goleia o Ceará sem piedade

Com grandes atuações de Douglas e Fábio Rochemback, Grêmio faz 5 a 1

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Apesar da concorrência acirrada, o Grêmio não desiste de chegar à Taça Libertadores em 2011. O pensamento é quase obsessão entre os tricolores. Uma inspiração que transmite ao time a ânsia de vencer impiedosamente.

Nesta noite de sábado, no Estádio Olímpico, o Grêmio transformou esta vontade em goleada, vencendo o Ceará por 5 a 1. A partida abriu a 34ª rodada do Brasileirão 2010, e levou a equipe gaúcha provisoriamente à 5ª colocação, com 53 pontos. O Ceará permanece com 44, no 12º lugar.

Noite de Maestro
Sobram personagens na atuação gremista contra o Ceará. De início, Victor candidatou-se a protagonista. Com duas grandes defesas o goleiro da Seleção Brasileira bloqueou conclusões de Heleno e Magno Alves. Mas aquela anunciada força ofensiva do Ceará praticamente resumiu-se, em todo o jogo, aos dois lances.

Passado o desencontro tricolor, Douglas reivindicou a regência da orquestra gremista. E o ‘Maestro’ harmonizou o meio-campo. Aos 23, cobrando falta, fez assistência para gol de André Lima. Cinco minutos depois, Douglas convocou Jonas a participar da sinfonia. Em passe sutil, concedeu ao artilheiro do Brasileirão a oportunidade de marcar seu 21º gol.

Desconcertado, o Ceará – que até então ostentava a melhor defesa do campeonato – perdeu Heleno, expulso após cometer falta. Na cobrança, aos 34, Fábio Rochemback marcou o terceiro dos gaúchos. Não fossem marcações equivocadas de impedimentos, e o Grêmio teria feito mais ainda antes do intervalo.

Melhor ataque
Douglas transformou o Olímpico em um teatro, oferecendo ao público uma apresentação erudita. Passes de trivela, combinações de primeira, movimentação e primorosa visão na hora do passe preciso. Além do talento, o Maestro contou ainda com a sorte.

No segundo tempo, com 11 minutos, cobrou falta e assistiu à trapalhada de Michel Alves, que aceitou o chute responsável pelo gol do camisa 10. Mas os demais integrantes da orquestra gremista também foram solistas.

André Lima, por exemplo, acertou todas as notas na área adversária. Aos 16 afinou seu instrumento de trabalho: o pé direito. Recebeu de Jonas, venceu o goleiro, e chegou a seu oitavo gol nos últimos 11 jogos: 5 a 0.

Com André Lima – duas vezes – Jonas, Fábio Rochemback e Douglas, o Grêmio ultrapassou o Corinthians em número de gols marcados. Tem agora o melhor ataque da competição, com 59, contra 58 dos paulistas, que ainda jogam na rodada, contra o São Paulo.

Pela honra
Gols em profusão fizeram o Grêmio jogar com uma naturalidade rara. Renato Gaúcho se deu ao luxo de fazer trocas mais ofensivas – o lateral Gabriel deu lugar ao atacante Júnior Viçosa, e o volante Adilson foi substituído por Souza ainda no primeiro tempo. Não bastava o 5 a 0. O Grêmio queria mais.

O Ceará, apesar da definitiva derrota, não se resignou. Paulão, aplaudido a cada dividida contundente, impediu avanços dos visitantes. Mas no final o atacante Magno Alves conseguiu se beneficiar de espaço entre os zagueiros gremistas e marcou o gol de honra do Ceará, derradeiro do placar da partida.

Próximos jogos
O Ceará abre a 35ª rodada do Brasileirão 2010 na próxima quarta-feira, recebendo às 21h50m o Botafogo no Estádio Castelão. Sábado, dia 13 de novembro, o Grêmio visita o Santos na Vila Belmiro, às 19h30m.

3 

GRÊMIO 5 X 1 CEARÁ
Victor; Gabriel (Júnior Viçosa), Paulão, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adilson (Souza), Lúcio (Gilson) e Douglas; Jonas e André Lima. Michel Alves; Boiadeiro, Fabrício, Diego Sacoman e Eusébio; Heleno, Michel, João Marcos e Geraldo (Reina); Magno Alves e Washington (Anderson).
Técnico: Renato Gaúcho. Técnico: Dimas Filgueiras.
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Dia: 06/11/2010.Árbitro: Celio Amorim, auxiliado por Luis Alberto Kallenberger e Fernando Lopes (trio catarinense).
Gols: André Lima (Grêmio), aos 23m; Jonas (Grêmio), aos 28m; e Fábio Rochemback (Grêmio), aos 34m, no primeiro tempo. Douglas (Grêmio), aos 11m; André Lima (Grêmio), aos 16m, e Magno Alves (Ceará), aos 31m, no segundo tempo.
Cartões amarelos: Adilson e Lúcio (Grêmio); Washington, Geraldo, Heleno e João Marcos (Ceará). Cartão vermelho: Heleno (Ceará).
Público: 20.789 torcedores. Renda: R$ 356.349,00

novembro 6, 2010 Posted by | Ceará, Grêmio | | Deixe um comentário

Atlético-GO cede empate a um Inter sem brilho e segue perto do Z-4

Time goiano abre 2 a 0, mas recua na etapa final e permite que o Colorado busque a igualdade. Vitória faria Dragão abrir três pontos para zona perigosa

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Atlético-GO e Internacional se enfrentaram neste sábado, no Serra Dourada, e empataram por 2 a 2. O jogo, válido pela 34ª rodada do Brasileirão, teve outras semelhanças além do placar. Cada time foi melhor num tempo de jogo e teve também um pênalti discutível marcado a seu favor. No fim das contas, um ponto para cada um. Juninho e Elias marcaram para os donos da casa, com Leandro Damião e Giuliano anotando para os colorados.

O resultado, apesar de igual, foi muito pior para o Atlético, que perdeu a chance de abrir três pontos de vantagem para a zona de rebaixamento. O time rubro-negro tem agora 37 pontos, apenas um acima do Z-4. O Inter, nitidamente já pensando no Mundial de Clubes, chegou a 51 pontos e caiu para o sétimo lugar, com remotíssimas chances de título.

O técnico Celso Roth deu início ao rodízio de goleiros e lançou Abbondanzieri no gol colorado. Renan, titular nos últimos jogos, nem sequer viajou a Goiânia. No ataque, Rafael Sobis e Leandro Damião formaram a dupla, municiados por Giuliano e Andrezinho na criação do meio de campo.

No Atlético, Renê Simões teve alguns desfalques, porém contou com os principais jogadores da equipe: Juninho e Elias foram titulares e corresponderam. Na frente, Josiel ocupou o lugar habitualmente de Marcão no onze principal rubro-negro.

Jogo começa equilibrado, mas lambança muda o tom

O primeiro tempo começou equilibrado. Logo de cara, o Atlético teve uma chance com Juninho, que perdeu na cara de Abbondanzieri. O Inter até que mostrou animação, principalmente com Andrezinho pelo lado esquerdo.

Aos 11, entretanto, uma lambança do setor defensivo colorado deu de presente um gol ao Dragão. Bolívar atrasou uma bola para Abbondanzieri, que devolveu a bola ao capitão na lateral do campo. Bolívar foi devolver então a bola para dentro da área e deu passe preciso para Juninho que, com o gol vazio, empurrou para  a rede.

O gol fez mal ao Inter, que passou a ter muita dificuldade para atacar. Mesmo sem ser muito perigoso, o Atlético cresceu e passou a ter leve domínio. Em cruzamentos na área, o time goiano tirou o sono de Abbondanzieri.

Aos 22, em lance estranho, o Dragão ampliou. Após cobrança de escanteio pela direita, Leandro Damião empurrou Welton Felipe na área. A jogada, discutível, foi interpretado como pênalti pelo árbitro Sandro Meira Ricci. Elias bateu no meio do gol e fez 2 a 0.

O jogo seguiu arrastado até o intervalo, com o Inter tentando alguma coisa vez por outra, mas com pouca inspiração. Melhor, o Atlético abusou dos lançamentos a Josiel, que cansou de entrar em impedimento.

Atlético recua e permite reação colorada

Na etapa final, o técnico Renê Simões foi obrigado a trocar o lateral-direito Victor Ferraz por Chiquinho, jogador que habitualmente atua pelo lado esquerdo. O Dragão voltou  com postura mais retraída, procurando explorar os contra-ataques.

O Inter, por sua vez, mostrou um pouco mais de ímpeto e diminuiu aos 9 minutos. Nei cruzou da direita e Leandro Damião subiu com estilo para testar para a rede.

O gol do rival gerou reação imediata no Atlético. Renê Simões sacou o inoperante Josiel para lançar o também atacante Marcão, na tentativa de tentar tirar o time da defesa. Celso Roth respondeu de imediato e sacou o também sumido Sobis para dar chance a Ilan no ataque.

O Inter seguiu levemente melhor, embora o Atlético já mostrasse alguma melhora ofensiva. Aos 20, Renê Simões fez sua última substituição lançando Anaílson na vaga de Elias, sempre na tentativa de melhorar o setor de criação.

Mais na base da raça do que na técnica, o Inter buscou o ataque e acabou por empatar aos 26. Após bola levantada na área, Welton Felipe empurrou Leandro Damião e a arbitragem marcou pênalti. Curiosamente, o lance envolveu os mesmos dois atletas do primeiro pênalti do jogo e foi tão discutível quanto. Ao menos, Sandro Meira Ricci utilizou critérios iguais. Giuliano bateu bem e deixou tudo igual.

Logo após o empate, Celso Roth sacou Giuliano e lançou Edu, em clara tentativa de dar mais gás ao setor de criação. O Atlético acordou do sono em que se encontrava e as duas equipes alternaram alguns ataques até o apito final, mas o placar seguiu 2 a 2.

Ficha técnica:

ATLÉTICO-GO 2 X 2 INTERNACIONAL
Márcio; Victor Ferraz (Chiquinho), Welton Felipe, Daniel Marques e Renatinho; Agenor, Rômulo, Robston e Elias (Anaílson); Juninho e Josiel (Marcão). Pato Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Wilson Matias, Glaydson, Andrezinho e Giuliano (Edu); Rafael Sobis (Ilan) e Leandro Damião (Marquinhos).
Técnico: Renê Simões. Técnico: Celso Roth.
Gols: Juninho, aos 11, e Elias, aos 22 do primeiro tempo; Leandro Damião, aos 9, e Giuliano, aos 26 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Welton Felipe, Daniel Marques, Agenor (AGO), Leandro Damião, Andrezinho e Kleber (INT).
Estádio: Serra Dourada, em Goiânia. Data: 06/11/2010. Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF). Assistentes: João Antônio Sousa Paulo Neto (DF) e Luciano Benevides de Sousa (DF).

novembro 6, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Atlético-GO encara o Inter no Serra Dourada

Time goiano está a apenas um ponto da zona do rebaixamento, e precisa vencer para se manter longe do descenso

O Atlético está pronto para o primeiro dos dois jogos que fará em sequencia no Serra Dourada. Neste sábado, o Dragão mede forças com o Internacional, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico René Simões comandou treino tático nesta sexta-feira e definiu os substitutos dos três jogadores suspensos e com novidades.

Os desfalques são Adriano, Pituca e Thiago Feltri, que tomaram o terceiro cartão amarelo contra o Botafogo. No meio, Rômulo será o titular na marcação ao lado de Agenor. Na esquerda, a primeira novidade: o meia Renatinho será improvisado no setor e com isso, Elias ganha a vaga de titular no ataque.

Na lateral direita, quem volta é Victor Ferraz, fora do time há sete jogos. O jogador acredita que está pronto para servir o Atlético e voltar a velha forma, sendo peça importante na fuga do rebaixamento para a Série B.

– Tive uma boa sequencia de jogos no início, depois alternei bons e maus momentos, até que fiquei fora contra o Atlético-MG quando estava doente e o Adriano entrou bem e se manteve. Agora espero ajudar, estamos fora da zona do rebaixamento e isso é motivo de alegria, mas o importante é estarmos fora dela no dia 5 de dezembro – lembrou o jogador.

A outra novidade na equipe é no ataque. Marcão, prestigiado pela torcida e autor de gols importantes nas últimas partidas, será sacado da equipe e quem ganha mais uma chance no time titular é Josiel. O jogador esta recuperado de dores musculares e volta ao time, fazendo dupla com Juninho.

Inter vai com desfalques

Depois de empatar contra o Fluminense, as chances de título do Internacional escassearam. Ainda que Fernando Carvalho e Celso Roth se prendam na matemática e digam que ainda há chances, jogadores como Rafael Sobis e Kleber já falaram que o título está distante.  O Brasileiro, então, passa a ser espécie de pré-temporada colorada.

Contra o Atlético-GO, serão quatro testes. Três, forçados pelas suspensões de Alecsandro, D’alessandro e Guiñazu. Seus substitutos serão Leandro Damião, Andrezinho e Glaydson. Além de jogarem, pegarão ritmo para chegar 100% fisicamente no Mundial Interclubes.

A outra surpresa ficou por conta de escolha do técnico Celso Roth por fazer rodízio no gol colorado. Renan nem viajou para Goiânia, e Pato será o titular. Na partida seguinte, contra o Avaí, Lauro jogará.

Roth disse que o momento do Internacional, esperando pelo Mundial em dezembro e em situação confortável no Brasileiro, dá essa opção. O técnico também disse que a medida é para dar ritmo para seus goleiros.

– Estou satisfeito com o Renan, apesar de uma sequência um pouco irregular. Não é uma situação normal, mas controlável. Estamos criando essa situação até para os outros poderem trabalhar. O momento nosso, de plenitude, nos permite fazer esses testes.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO x INTERNACIONAL

ESTÁDIO: Serra Dourada, Goiânia (GO)
DATA E HORA: Sábado, 6 de novembro de 2010, às 19h30
ÁRBITRO: Sandro Meira Ricci (DF)
AUXILIARES: João Antonio Sousa Paulo Neto e Luciano Benevides de Sousa (DF)

ATLÉTICO-GO: Márcio, Victor Ferraz, Daniel Marques, Welton Felipe e Renatinho; Agenor, Rômulo, Róbston e Elias; Juninho e Josiel
TÉCNICO: René Simões

INTERNACIONAL: Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Wilson Mathias, Glaydson, Giuliano e Andrezinho; Rafael Sobis e Leandro Damião.
TÉCNICO: Celso Roth

novembro 6, 2010 Posted by | Internacional | , | Deixe um comentário

Santos x Galo marca reencontro de Neymar e Dorival

Time cearense, que não perde a sete partidas, quer trazer de Porto Alegre pelo menos um ponto

Em ótima fase nesta reta final de Campeonato Brasileiro, o time do Ceará quer manter o bom desempenho do técnico Dimas Filgueiras e chegar à oitava partida sem derrotas. Por isso, para encarar o Grêmio, neste sábado, às 19h30min (horário de Brasília), no estádio Olímpico, em Porto Alegre, os cearenses confiam em seu sistema defensivo.

Melhor defesa do Brasileirão, com apenas 30 gols sofridos, a equipe cearense segue com sua formação intacta. A dupla de zaga com Fabrício e Diego Sacoman e os três volantes no meio: Michel, João Marcos e Heleno são o ponto forte do grupo.

O quinteto, no entanto, terá uma parada indigesta pela frente, o time de Renato Gaúcho possui o terceiro melhor ataque da competição, são 54 gols anotados. A tática para segurar a força tricolor é bem simples para o treinador do Vozão.

– Esse nosso bom momento no Campeonato se deve ao nosso grupo e ao nosso poder de marcação. Primeiro temos de marcar, depois a gente sai para o jogo – declarou o comandante alvinegro.

A expectativa também no Ceará é para a quebra do incômodo tabu de quatro meses sem vencer fora de casa. Apesar de nos últimos três jogos ter empatado com Palmeiras, Corinthians e Atlético-GO, a última vitória alvinegra aconteceu no dia 6 de junho, no Mineirão, ante o Atlético-MG, por 1 a 0.

Para o duelo contra o Grêmio, Dimas confirmou que a equipe será a mesma que empatou com o Flamengo por 2 a 2, no meio de semana, no Castelão. O atacante Washington permanece como titular na vaga de Marcelo Nicácio, que vai ficar como opção no banco de reservas.

O Tricolor Gaúcho vem de vitória contra o Goiás, fora de casa, e espera vencer para entrar com mais força na vaga pela Libertadores. Depois de derrota para Flu e empate no Gre-Nal, o Grêmio havia ficado um pouco mais longe da briga.

A equipe será a mesma que enfrentou e ganhou do time goiano. Souza volta de suspensão, mas ficará no banco de reservas. O zagueiro improvisado como volante Vilson segue lesionado, e faz tratamento para se recuperar de lesão na coxa. O restante estará a disposição do técnico Renato.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X CEARÁ

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 6 de novembro, às 19h30min (horário de Brasília)
Árbitro: Célio Amorim (SC)
Assistentes: Luis Alberto Kallemberger (SC) e Fernando Lopes (SC)

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Lúcio; Fábio Rochemback, Adilson, Lúcio e Douglas; Jonas e André Lima. Técnico: Renato Gaúcho.

CEARÁ: Michel Alves; Boiadeiro, Diego Sacoman, Fabrício e Vicente; Michel, João Marcos, Heleno e Geraldo; Washington e Magno Alves. Técnico: Dimas Filgueiras.


novembro 6, 2010 Posted by | Atlético-MG, Santos | , | Deixe um comentário

Ceará aposta na defesa para segurar o Grêmio

Time cearense, que não perde a sete partidas, quer trazer de Porto Alegre pelo menos um ponto

Em ótima fase nesta reta final de Campeonato Brasileiro, o time do Ceará quer manter o bom desempenho do técnico Dimas Filgueiras e chegar à oitava partida sem derrotas. Por isso, para encarar o Grêmio, neste sábado, às 19h30min (horário de Brasília), no estádio Olímpico, em Porto Alegre, os cearenses confiam em seu sistema defensivo.

Melhor defesa do Brasileirão, com apenas 30 gols sofridos, a equipe cearense segue com sua formação intacta. A dupla de zaga com Fabrício e Diego Sacoman e os três volantes no meio: Michel, João Marcos e Heleno são o ponto forte do grupo.

O quinteto, no entanto, terá uma parada indigesta pela frente, o time de Renato Gaúcho possui o terceiro melhor ataque da competição, são 54 gols anotados. A tática para segurar a força tricolor é bem simples para o treinador do Vozão.

– Esse nosso bom momento no Campeonato se deve ao nosso grupo e ao nosso poder de marcação. Primeiro temos de marcar, depois a gente sai para o jogo – declarou o comandante alvinegro.

A expectativa também no Ceará é para a quebra do incômodo tabu de quatro meses sem vencer fora de casa. Apesar de nos últimos três jogos ter empatado com Palmeiras, Corinthians e Atlético-GO, a última vitória alvinegra aconteceu no dia 6 de junho, no Mineirão, ante o Atlético-MG, por 1 a 0.

Para o duelo contra o Grêmio, Dimas confirmou que a equipe será a mesma que empatou com o Flamengo por 2 a 2, no meio de semana, no Castelão. O atacante Washington permanece como titular na vaga de Marcelo Nicácio, que vai ficar como opção no banco de reservas.

O Tricolor Gaúcho vem de vitória contra o Goiás, fora de casa, e espera vencer para entrar com mais força na vaga pela Libertadores. Depois de derrota para Flu e empate no Gre-Nal, o Grêmio havia ficado um pouco mais longe da briga.

A equipe será a mesma que enfrentou e ganhou do time goiano. Souza volta de suspensão, mas ficará no banco de reservas. O zagueiro improvisado como volante Vilson segue lesionado, e faz tratamento para se recuperar de lesão na coxa. O restante estará a disposição do técnico Renato.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X CEARÁ

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 6 de novembro, às 19h30min (horário de Brasília)
Árbitro: Célio Amorim (SC)
Assistentes: Luis Alberto Kallemberger (SC) e Fernando Lopes (SC)

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Lúcio; Fábio Rochemback, Adilson, Lúcio e Douglas; Jonas e André Lima. Técnico: Renato Gaúcho.

CEARÁ: Michel Alves; Boiadeiro, Diego Sacoman, Fabrício e Vicente; Michel, João Marcos, Heleno e Geraldo; Washington e Magno Alves. Técnico: Dimas Filgueiras.

novembro 6, 2010 Posted by | Ceará, Grêmio | , | Deixe um comentário

Vasco tenta encerrar sina de empates e vencer seu primeiro clássico carioca

Nos cinco duelos com cariocas que já fez até agora, o time da Colina terminou em igualdade todas as vezes

O duelo com o Fluminense, neste domingo, às 19h30m (de Brasília), no Engenhão, será a última chance do Vasco vencer um clássico neste Campeonato Brasileiro. Mas, se ainda não bateu um rival, também não perdeu. Nos cinco confrontos contra cariocas nesta competição, time da Colina empatou todos (1 a 1 e 2 a 2 com o Botafogo, 0 a 0 e 1 a 1 com o Flamengo e 2 a 2 com o Fluminense). Aliás, todos os clássicos realizados até agora no estádio João Havelange terminaram em igualdade.

De acordo com Felipe, no que depender da vontade dos jogadores vascaínos esta escrita será mudada neste domingo. Ele lembrou que o fato de o Tricolor ser o líder do Brasileiro aumentar ainda mais a motivação da equipe cruzmaltina.

– Vencer este clássico seria muito importante para todos nós. Esperamos sair vencedores neste domingo, contra o Fluminense. Os torcedores nos pedem para vencer o clássico, ainda mais com o adversário sendo o primeiro colocado – disse o meia.

Além de dar uma complicada na vida do rival, Felipe acredita que uma vitória seria importante para o Vasco tentar ficar uma colocação mais “honrosa” na competição. Ele ainda não se convenceu que os 45 pontos que o time somou até agora asseguram a permanência na elite em 2010.

– Ainda não estou seguro que nos livramos do rebaixamento não. Acho que ainda precisamos somar alguns pontos para ficarmos mais tranquilos e em uma posição mais honrosa. Vamos fazer por onde nos próximos jogos.

Felipe disse que, apesar de algumas melhorias, o Engenhão ainda não é ideal para a realização dos clássicos cariocas. Ele, entretanto, pediu que os companheiros ultrapassem todos os obstáculos para que a equipe consiga um bom resultado.

– Bom seria o Maracanã, mas sabemos que não existe essa possibilidade. O Engenhão melhorou, mas não é palco ideal. O gramado não é dos melhores, até por causa da quantidade de jogos. Mas temos que esquecer tudo e ir em busca da vitória.

novembro 6, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Jean se incomoda com jejum contra rival: ‘Passou da hora de vencermos’

Jogador quer encerrar escrita de quase quatro anos sem vencer o Timão

Neste domingo, além de buscar a vitória para seguir na briga por uma vaga na Libertadores, o São Paulo vai também tentar acabar com uma escrita negativa: não vence o Corinthians há três anos e dez meses ou dez jogos. Desde fevereiro de 2007, o Timão acumula seis vitórias. Houve quatro empates. Jean admite: se o Tricolor terminar a temporada sem bater o rival vai ficar incomodado.

– Seria chato ficar mais um ano sem vencer, terminar o ano com derrota contra o Corinthians, ainda mais por ser um clássico tão importante. Vamos fazer de tudo para manter o objetivo da Libertadores, mas com certeza seria chato terminar de forma negativa. Já passou da hora de vencermos, quando há um tabu ficamos um pouco incomodados sim – explicou o volante, que tem se destacado na lateral direita.

Além de tentar vencer o Timão, o São Paulo também tem que ficar de olho em Ronaldo, que está confirmado para o clássico. Jean elogia o Fenômeno e admite que a presença dele causa maior atenção de todos.

– Não há uma preocupação especial com ele na marcação. Claro que é um jogador que não pode ficar sozinho, marca onde estiver, só de estar ali é um peso grande para o adversário, mas quem estiver na zona dele vai ficar atento – acrescentou o jogador.

novembro 6, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Em paz, Dorival e Neymar torcem um pelo outro… mas não neste sábado

Após briga e demissão do técnico, então no Peixe, os dois dizem ter superado problema e trocam elogios às vésperas do Atlético-MG x Santos

A 34ª rodada do Campeonato Brasileiro provavelmente começará não com um apito, mas com um abraço. Tudo  porque o jogo entre Atlético-MG e Santos reunirá Dorival Júnior e Neymar. O que poderia ser um encontro de desafetos será, na verdade, uma  reconciliação. Após ser demitido do Peixe por se desentender com Neymar e cobrar uma punição maior ao jogador, Dorival garante que não há qualquer mágoa e que torce pelo ex-pupilo. O craque segue a mesma linha do seu antigo comandante.

O carinho, porém, acabará tão logo a partida tenha início – o confronto em Sete Lagoas (MG) começará às 19h30m (de Brasília). Pelo menos é o que diz Neymar.

– Pelo que eu conheço do Dorival, por este tempo que tive com ele, acho que ele vai me tratar com o maior carinho. Ele sabe que o que aconteceu não foi por maldade. Vai ser um reencontro normal, como de dois amigos que não se veem há algum tempo. Vou tratá-lo com muito carinho, vou dar um grande abraço e, quando a bola rolar, vou ter que defender o meu lado.

Dorival foi pelo mesmo caminho e não economizou elogios ao atacante.

– Não tenho nada contra o Neymar. Ele sabe disso. Da mesma forma, eu já senti o mesmo pelas suas entrevistas. Torço para que ele se recupere totalmente e volte a ser aquele jogador brilhante. Eu não tenho dúvidas que ele será, com o passar dos anos – disse Dorival, que luta para salvar o Atlético-MG do rebaixamento.

Dorival e Neymar trabalharam  juntos no Santos que encantou o Brasil no primeiro semestre. Sob o comando de Dorival, Neymar brilhou e ajudou o alvinegro praiano a conquistar o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil. Para se ter ideia do poderio ofensivo e da qualidade técnica do Santos, o time aplicou goleadas históricas, como os 10 a 0 sobre o Naviraiense, do Mato Grosso do Sul, e os 8 a 1 sobre o Guarani, pela Copa do Brasil, além dos 9 a 1 sobre o Ituano, pelo Campeonato Paulista.

Com a fartura de troféus e vaga garantida na Taça Libertadores de 2011, tudo caminhava às mil maravilhas. Até que, durante o jogo contra o Atlético-GO, no dia 15 de setembro, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Dorival Júnior ordenou que o atacante Marcel cobrasse um pênalti a favor do Santos. Neymar, o antigo cobrador oficial, se revoltou com a decisão e começou a gritar palavrões, ofendendo Dorival e o capitão do time, Edu Dracena. A crise culminou com a demissão do treinador, que foi para o Atlético-MG substituir Vanderlei Luxemburgo.

Passados quase dois meses da confusão, Dorival Júnior e Neymar já fizeram as pazes pela televisão, inclusive trocando mensagens pelo Fantástico (veja o vídeo). Esta, porém, será a primeira vez que os dois se encontram cara a cara. E pelos discursos de ambos, tudo deve correr na mais perfeita harmonia.

– Eu fico contente em revê-lo. É um garoto que tenho muito carinho. Só guardo coisas boas do Neymar, não tem porque polemizar em cima deste assunto. Já passou, já está mais do que resolvido, e eu não tenho problema nenhum com ele – diz Dorival.

O treinador aproveitou para elogiar muito o futebol do ex-pupilo e também para pedir atenção especial aos defensores do Atlético-MG, na partida deste sábado.

– Não tem como marcar o Neymar em um dia inspirado. Essa é a verdade. A capacidade técnica, a velocidade e a explosão que ele tem são coisas que, aliadas, fazem dele o atleta capacitado que é. É muito complicado, é muito difícil. Não tem como, não tem uma receita para se marcar um jogador que tem todos os recursos, desde que esteja em um grande dia. O Neymar tem esse perfil, é um jogador diferenciado. É um garoto que ainda promete muito, que ainda vai evoluir muito, mas que já, com pouca idade, chama a atenção pelo improviso, por tudo aquilo que possui, em razão dessa condição que lhe é peculiar, é nata. É complicado marcar um jogador assim.

Porém, por mais que Dorival e Neymar tenham dado sinais de paz, quando a bola rolar, a promessa é de um jogo muito disputado entre Atlético-MG e Santos. Neymar afirmou que torce pelo sucesso de Dorival Júnior, mas apenas depois do jogo contra o Santos.

– Eu não tenho visto nenhum jogo do Atlético-MG. Eu torço para que o Dorival se dê bem por lá, mas não neste sábado.

novembro 6, 2010 Posted by | Santos | , | Deixe um comentário

Derrota em Curitiba faz palmeirenses jogarem a toalha no Brasileirão

Jogadores admitem que o foco total agora é tentar a vaga na Libertadores via Copa Sul-Americana, já que a situação está difícil no torneio nacional

Os palmeirenses nunca esconderam que a preferência era buscar a classificação para a Taça Libertadores de 2011 com o título da Copa Sul-Americana. No entanto, os constantes tropeços das equipes da parte de cima da tabela do Brasileirão fizeram Verdão acreditar que poderia brigar pelo G-4. Mas as esperanças alviverdes acabaram depois da derrota para o Atlético-PR, por 1 a 0, nesta quinta-feira, em Curitiba. Os jogadores jogaram a toalha.

– Nosso foco total agora é a Sul-Americana. Sabemos que ficou difícil no Brasileiro, mas mesmo assim temos que pensar em fazer um bom jogo contra o Guarani no domingo – disse o volante Marcos Assunção, nesta sexta-feira, durante o desembarque da delegação no aeroporto de Congonhas.

Enquanto o Palmeiras perdeu na 33ª rodada, os concorrentes diretos Botafogo, São Paulo, Grêmio e o próprio Furacão venceram. Com isso, a distância do Verdão para o G-4 aumentou para sete pontos faltando cinco rodadas para o final da competição.

O time do técnico Luiz Felipe Scolari volta a campo no domingo, diante do Guarani, na Arena Barueri. Nesta partida, o treinador deve poupar alguns atletas visando o confronto com o Atlético-MG, na próxima quarta-feira, no Pacaembu, pela Sul-Americana.

– Vamos ter que entrar em campo no Brasileirão de qualquer maneira, mas vai depender da condição física de cada um para ser escalado. O Felipão e o departamento de fisiologia decidirão se vão poupar. Mas não escondemos que o foco é mesmo quarta-feira. É o jogo da nossa vida – afirmou o goleiro Deola.

novembro 6, 2010 Posted by | Palmeiras | | Deixe um comentário

Inter tenta dar clima de Gre-Nal ao show de Paul McCartney

Clube pede que colorados vão ao show de domingo, no Beira-Rio, vestidos com a camisa do Inter

O Inter divulgou à imprensa nesta sexta-feira uma convocação para que os colorados marquem presença no show de Paul McCartney, domingo, no Beira-Rio, vestidos com a camisa do time. A mensagem sugere aos torcedores que transformem a apresentação do ex-Beatle em um “mar vermelho”.

– Vamos mostrar o mar vermelho ao piloto do submarino amarelo – diz o texto.

Segundo o Inter, 35 mil sócios colorados compraram ingressos para o show. Os associados ao clube (e também os assinantes dos jornais do Grupo RBS) tiveram preferência de compra das entradas. Cada sócio podia comprar seis bilhetes. Muitos adquiriram ingressos para amigos e familiares, o que faz com que boa parte desse lote não seja para colorados.

Desde que ocorreu a confirmação da apresentação no Beira-Rio, o Inter falou com orgulho do evento. Mas o departamento de futebol viu problemas na presença de um palco gigante atrás de um dos gols do estádio em mais de uma semana de treinos e em dois jogos. O zagueiro Bolívar, capitão do time, disse que diminuiu a visibilidade do gol. Celso Roth mandou colocar um pano preto no local e afirmou que a estrutura, com operários trabalhando durante o treino, mudava a “normalidade” do trabalho no clube.

O gramado já está coberto por tapumes. Segundo a diretoria, o prejuízo ao campo será mínimo. O Inter voltará a jogar ali no outro domingo, uma semana após a histórica apresentação do ex-Beatle.

novembro 6, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Rafael Marques confia em confrontos diretos para chegar à Libertadores

Zagueiro do Grêmio acredita em disputas abertas com Botafogo e Atlético-PR

Com 50 pontos o Grêmio é hoje o 9º colocado do Brasileirão 2010. Está empatado com outros quatro clubes – entre eles o Atlético-PR – e a quatro pontos do Botafogo, que fecha o G-4.

Ambos ainda serão adversários do Grêmio, fato saudado pelo zagueiro Rafael Marques.

– Tudo está muito embolado. O Grêmio tem que pensar que são cinco decisões, precisamos seguir jogo a jogo fazendo os resultados. Temos confrontos diretos com o Botafogo e o Atlético-PR – disse.

Rafael Marques lembra que, há pouco, o Grêmio estava na zona do rebaixamento. A recuperação serve de estímulo para seguir acreditando na classificação à Taça Libertadores 2011.

– Há 65 dias a gente vivia dificuldades, éramos questionados. Sabíamos que tínhamos condições de reverter isso. Com as vitórias tivemos confiança para sair e conquistar bons resultados fora de casa, aumentamos nosso aproveitamento em casa. Quero muito essa vaga na Libertadores, vamos fazer de tudo.

Na 36ª rodada o Grêmio recebe o Atlético-PR, em 21 de novembro. No dia 05 de dezembro, rodada final do Brasileirão, é a vez do Botafogo visitar os tricolores no Olímpico.

novembro 6, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Muricy: ‘Eu gosto desse desafio e essa é a minha escola’

Na reta final do Campeonato Brasileiro, técnico do Flu lembra de momentos ruins em outras equipes para valorizar o trabalho nas Laranjeiras

Acostumado com títulos e muitos desafios na carreira, o técnico Muricy Ramalho se vê diante de mais um em sua trajetória profissional. Na liderança do Campeonato Brasileiro com o Fluminense, ele reconhece que a tarefa de conquistar mais uma vez a competição não será fácil, mas garante que esse fator competitivo é que move sua vida. Conhecido pelas frases de impacto, o comandante tricolor lembrou de momentos complicados em outros clubes para exaltar sua forma de agir no trabalho.

– Já tive trabalhos duros com times que não ganhavam título há muito tempo, com pouca estrutura, salários atrasados e sem comida. Eu gosto desse desafio e essa é a minha escola, de enfrentar desafios difíceis. Aqui no Fluminense a cada partida perdemos um jogador importante.

O momento do Vasco, que não briga pelo título e nem corre o risco de rebaixamento, não faz com que Muricy considere o Fluminense favorito para vencer o clássico de domingo.

– Clássico não tem momento. Todo mundo quer jogar e ganhar. É um clássico e todo mundo vai dar seu máximo. Ganhamos só um (2 a 1 contra o Flamengo), mas também não perdemos nenhum (empatou quatro). É um jogo decisivo. Encaramos dessa forma.

Depois de ver o Fluminense brigando para não ser rebaixado em edições anteriores (2008 e 2009), o treinador comemora o fato de levar o clube para o ponto mais alto da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

– O Fluminense lutava na parte de baixo da tabela e agora está na parte de cima. Claro que tem muita coisa para arrumar, mas está no caminho certo, brigando por uma posição melhor.

O Fluminense enfrenta o Vasco, no próximo domingo, às 19h30m, no estádio do Engenhão.

novembro 6, 2010 Posted by | Fluminense | | Deixe um comentário

Luxa enche a bola de Welinton e Angelim: ‘Eles se completam’

Técnico diz que soma da juventude com a experiência tem dado certo na zaga rubro-negra

Contra o Ceará, a defesa do Flamengo foi o melhor ataque. No empate por 2 a 2, os zagueiros Welinton e Ronaldo Angelim viraram armas ofensivas e ajudaram o Rubro-Negro a conquistar um ponto em Fortaleza (assista ao vídeo ao lado). Jogadas trabalhadas nos treinos, segundo Vanderlei Luxemburgo. O técnico, aliás, se mostra satisfeito com o desempenho da dupla de zaga.

– Desde que cheguei aqui, coloquei o Welinton para jogar e gostei. Já tinha visto jogar, é jovem (21 anos), criado no Flamengo, tem potencial, mas precisa melhorar bastante. O Angelim já fez gol de título. Gol de cabeça não é novidade para ele. Se posiciona bem, tempo de bola bom. Quando resolvi colocar o Angelim contra o Corinthians foi por causa do Ronaldo, por conta da experiência dele (tem 34 anos). Eles se completam. Welinton vai aprender muita coisa ao lado do Angelim – disse.

A dupla será mantida na partida deste domingo, contra o Atlético-PR, pela 34ª rodada do Brasileirão. Luxemburgo só pretende divulgar a escalação da equipe momentos antes do confronto. A principal dúvida está no ataque, chamado 3D. Diogo, Diego Maurício e Deivid não foram bem contra Corinthians e Ceará. Val Baiano corre por fora.

– Eu gostei muito do que a equipe fez contra o Ceará, teve domínio. Sentiu bem a proposta do adversário. Pela situação que estamos vivendo, o resultado não foi o que gostaríamos. Mas o trabalho é muito bom, a sequência é muito boa – destacou.

Sob o comando de Luxa, o Rubro-Negro disputou seis partidas. Foram duas vitórias e quatro empates. O time tem 40 pontos e é o 13º colocado. O Furacão está em oitavo, com 50, e briga por uma vaga no G-4. A partida será no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 19h30m (de Brasília).

novembro 6, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Fielzão terá R$ 400 milhões do BNDES

Clube pede pressa nas licenças e trâmites burocráticos para concluir obras em meados de 2013

Em comunicado oficial, enviado nesta sexta-feira para o Comitê Organizador Paulista da Copa 2014, o Corinthians firmou a intenção de construir um estádio em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, com capacidade para 65 mil pessoas. É o número mínimo exigido pela Fifa para ser sede da abertura oficial do Mundial.

O texto, assinado pelo presidente Andrés Sanchez, prevê a conclusão das obras em dezembro de 2013. Mas faz uma ressalva: podendo ser antecipada para abril ou maio para abrigar jogos da Copa das Confederações, disputada entre junho e julho, caso o clube ganhe tempo com as licenças necessárias e o trâmite burocrático que passa pelas secretarias de Obras, Planejamento e Desenvolvimento Urbano, entre outros.

O complexo da arena do Corinthians, de acordo com o documento enviado, prevê gastos de R$ 600 milhões, sendo R$ 400 milhões do BNDES. O orçamento inicial, que seria bancado pela Construtora Odebrecht, era de R$ 300 milhões para capacidade de 48.234 mil pessoas.

O próximo passo do clube é enviar o projeto do estádio para a Fifa, que deve exigir algumas mudanças.

novembro 6, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

No Timão, Tite testa Dentinho como titular em treino tático neste sábado

Treinador deve escalar o atacante desde o início no clássico deste domingo, às 17h, contra o São Paulo, no estádio do Morumbi

Só o rachão foi aberto para a imprensa no Corinthians no treinamento da manhã deste sábado. Na hora do treino tático, os jornalistas tiveram de ficar na sala de entrevistas. Mas mesmo de longe foi possível ver que Dentinho participou da atividade como titular, indicando que ele pode começar o clássico com o São Paulo.

A principal dúvida de Tite para o jogo deste domingo, às 17h, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro é justamente no ataque. O treinador, durante coletiva na última sexta-feira, avisou que ainda não tinha definido se escalaria Iarley ou Dentinho ao lado do atacante Ronaldo.

– Eu ainda tenho tempo para pensar – falou o treinador alvinegro.

O fato é que Iarley está com a imagem desgastada com a torcida por conta de seguidos erros no jogo com o Avaí. Xodó da torcida, Dentinho retornou à ativa diante dos catarinenses e entrou no segundo tempo, na vaga de Iarley.

Se confirmada a escalação do jovem atacante, o Corinthians vai a campo com: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César; Dentinho e Ronaldo.

novembro 6, 2010 Posted by | Corinthians | , | Deixe um comentário

Leonardo Silva projeta volta ao Cruzeiro com cautela

Zagueiro não sabe confirmar se poderá retornar ao time ainda este ano

Há quase cinco meses fora do time, o zagueiro Leonardo Silva ainda se recupera da cirurgia realizada no joelho direito, em junho. O retorno do jogador nos cinco jogos restantes do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro ainda não está confirmado.

Clinicamente, Léo está totalmente reabilitado. O trabalho de transição para o campo, porém, ainda não foi concluído e provoca a incerteza quanto ao seu aproveitamento por Cuca.

– Estamos fazendo há quase um mês o fortalecimento muscular e readaptação de movimento. Não sei dizer ao certo se volto este ano. A recuperação está dentro do cronograma

Sem Caçapa, que também operou o joelho direito, o técnico Cuca conta somente com Edcarlos, Gil e Léo para a zaga. A despeito das três únicas opções, Léo diz que a Raposa conta com boa força no setor:

– Mesmo com os três zagueiros, estamos muito bem servidos. O time está tendo uma boa postura defensiva.

Capitão do time até se lesionar, Leonardo Silva lamenta estar fora do time, mas diz reforça a torcida para que o Cruzeiro possa ser campeão brasileiro deste ano.

– O início do trabalho com Cuca foi muito bom. Sinto-me dentro dessa situação. Fico feliz por poder participar de um grupo forte e de ter contribuído – disse o cruzeirense.

RENOVAÇÃO EM PAUTA

O contrato do zagueiro Leonardo Silva vencerá no fim desta temporada e, por ora, ainda não houve uma definição sobre a permanência ou não do jogador na Toca da Raposa 2.

O empresário do cruzeirense, Augusto Castro, garante que a prioridade será do clube.

– O contrato termina no fim do ano e a preferência sempre é do Cruzeiro. Temos uma ótima relação com o clube e o jogador está muito feliz – disse o agente em entrevista ao LANCE!.

As primeiras conversas aconteceram há cerca de um mês. A despeito da preferência da Raposa, outros clubes já manifestaram interesse pelo jogador.

– Já tivemos uma primeira conversa e ainda teremos outra em breve. Há sondagens de outros clubes – explicou o empresário.

novembro 6, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Cuca pede e Cruzeiro muda jogos para a Arena do Jacaré

Diretoria aceita pedido de Cuca e partidas contra Vasco e Palmeiras acontecerão em Sete Lagoas

A diretoria do Cruzeiro estudou o pedido do técnico Cuca e, nesta sexta-feira, confirmou a decisão de realizar os dois últimos jogos do time em casa no Campeonato Brasileiro em Sete Lagoas.

A Raposa enfrentará Vasco e Palmeiras na Arena do Jacaré, onde o time já realizou sete partidas na competição.

Após a derrota para o São Paulo na quarta-feira, Cuca não ficou satisfeito de a torcida do São Paulo ter sido maior no Parque do Sabiá em função da proximidade de Uberlândia com o estado paulista e solicitou a mudança.

Em comunicado publicado no site oficial do clube, os dirigentes agradecem as autoridades da cidade do Triângulo Mineiro pela viabilidade de realização dos jogos e ao torcedor cruzeirense na região.

O clube ainda lembra que o time voltará a jogar na cidade caso confirme a vaga para a Libertadores de 2011.

Leia abaixo o que diz o Cruzeiro sobre a alteração do local dos jogos finais em Minas Gerais no Brasileirão:

“A decisão foi tomada em conjunto por diretoria e comissão técnica, levando em consideração aspectos técnicos e anseios de nossa enorme torcida residente em Belo Horizonte e cidades da região metropolitana.

Com o retorno a Sete Lagoas esperamos, nos jogos diante de Vasco e Palmeiras, ter a presença maciça de torcedores que ficaram impossibilitados de acompanhar de perto nosso time nas últimas semanas.

O Cruzeiro Esporte Clube aproveita ainda esta oportunidade para agradecer o carinho da população de Uberlândia, que tão bem acolheu nossos profissionais nos compromissos diante de Corinthians, Flamengo, Internacional, Fluminense, Atlético-MG e São Paulo.

Às autoridades da cidade (secretários municipais, vereadores, representantes do Procon, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros) e em especial ao prefeito Odelmo Leão, fica a nossa gratidão pelos esforços que fizeram para que o Melhor Clube Brasileiro do Século XX pudesse jogar no belo estádio Parque do Sabiá partidas decisivas no Campeonato Brasileiro 2010.

Na próxima temporada, esperamos voltar a Uberlândia em jogos de outras importantes competições, como a Copa Libertadores, caso o clube garanta a classificação.

Cruzeiro Esporte Clube”

novembro 6, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Joel: ‘Cada jogo é um degrau’

Treinador adota cautela para confronto com o Avaí

Na briga pelo título brasileiro, o treinador do Botafogo Joel Santana adotou a cautela em seu discurso. Para ele, os cinco últimos jogos são de grande importência, mas um de cada vez.

– O Botafogo precisa pensar que cada jogo é um degrau. Seis pontos nesses dois jogos fora de casa (Avaí e Ceará) nos deixariam em uma condição excelente, porque depois jogamos na nossa casa. Temos que focar nesta partida. A rodada é difícil e quem vencer ficará mais perto dos objetivos – comentou.

novembro 6, 2010 Posted by | Botafogo | | Deixe um comentário

Sem querer voltar ao Atlético-PR, Antônio Carlos quer seguir no Bota

Zagueiro revela que terá reunião com diretoria do Furacão e afirma que sucesso do Alvinegro no Brasileiro pode facilitar permanência

Por mais que esteja envolvido na luta do Botafogo pelo título nacional e por uma vaga na Libertadores, Antônio Carlos não deixa de pensar no futuro. Emprestado pelo Atlético-PR até 31 de dezembro, o zagueiro ainda não sabe qual será seu destino na próxima temporada, mas acredita que o sucesso do Alvinegro no Brasileirão poderá ser determinante para sua possível permanência em 2011.

– Nunca escondi que não tenho vontade de voltar ao Atlético, mas são eles que vão decidir. Todos sabem que quero ficar no Botafogo, mas a gente só pode cobrar quando consegue os objetivos.

Antônio Carlos também revelou já ter agendado um encontro com os dirigentes do Atlético-PR durante o período de férias. Seu contrato com o clube rubro-negro vai até 2012.

– Não sei para aonde vou. Tenho que voltar a Curitiba para uma reunião no dia 15 de dezembro para saber se vão me emprestar ou me vender. Meu pensamento é fazer minha parte, terminar o ano bem e depois pensar no futuro.

novembro 6, 2010 Posted by | Atlético-PR, Botafogo | , | Deixe um comentário

Ainda dúvida, Marcelo Cordeiro viaja com time: ‘O importante é estar junto’

Machucado, lateral segue para Florianópolis sem saber se enfrenta o Avaí, mas lembra que o momento é de união

No início da noite desta sexta-feira o Botafogo embarcou com algumas dúvidas para Florianópolis, onde neste domingo enfrenta o Avaí. Com lesões musculares, Marcelo Cordeiro, Márcio Rosário e Somália seguiram com o grupo. Mas se existe dúvida em relação à condição física dos três, há também a certeza de que o momento é de união. Por isso, vale o sacrifício.

– Acho complicado jogar no domingo, mas vamos ver. Nessa hora, o importante é estar junto – disse Marcelo Cordeiro ao embarcar no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.

O lateral-esquerdo sofreu uma contratura na coxa esquerda na partida contra o Vitória, dia 23 de outubro. Márcio Rosário sentiu dor no adutor da coxa esquerda, e Somália reclama de incômodo na parte posterior da coxa direita desde o jogo contra o Atlético-GO, na última quarta-feira. O prognóstico do departamento médico não é otimista em relação aos três, mas Joel Santana fez questão de incluí-los no grupo, que tem 23 atletas no total.

Caso não possam enfrentar o Avaí, Marcelo Cordeiro, Márcio Rosário e Somália serão reavaliados e poderão seguir com a delegação para Fortaleza, local do jogo contra o Ceará, na próxima quarta-feira.

novembro 6, 2010 Posted by | Botafogo | , | Deixe um comentário

Réver diz que Galo está preparado para uma guerra contra o Santos

Zagueiro pede atenção especial com o jovem atacante santista Neymar

Atlético-MG e Santos se enfrentam neste sábado, às 19h30m (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Enquanto o Galo luta para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Santos, já garantido na Taça Libertadores como campeão da Copa do Brasil, ainda sonha com o título. O zagueiro Réver, um dos principais jogadores do Atlético-MG neste Brasileirão, espera um jogo muito difícil neste sábado.

– A gente está preparado para uma guerra diante de uma grande equipe, que vive um momento bom. Acho que uma das melhores equipes do futebol brasileiro é o Santos. Temos que respeitar a equipe deles e entrar preparados.

Réver disse que o Galo não pode mais cometer erros, sob pena de ser rebaixado ao término do campeonato.

– Acho que a gente já errou muito neste campeonato. Então é jogo de erro zero. Não só diante do Santos, mas nestes cinco jogos, temos que errar o mínimo possível, para não chegarmos ao final do ano chateados com o descenso.

O zagueiro do Galo e da Seleção Brasileira pediu atenção especial ao jovem Neymar, mesmo sabendo que ele não é o único bom jogador da equipe da Vila Belmiro.

– O Neymar é um excelente jogador, vem desequilibrando. Mas a gente também não pode pensar só no Neymar e se esquecer dos outros jogadores, porque a equipe do Santos tem muita qualidade e jogadores que também podem desequilibrar.

Depois do jogo deste sábado, o Galo ainda enfrentará Flamengo e Goiás, em casa, e Palmeiras e São Paulo, fora.

novembro 6, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário

Obina revela: se ajudar o Galo, vai torcer até para o Cruzeiro vencer

Para atacante, vale tudo para escapar da zona de rebaixamento – inclusive esquecer que o Vitória, adversário cruzeirense, é seu time do coração

Na opinião do atacante atleticano Obina, vale tudo na luta contra o rebaixamento nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Até torcer para o maior rival. O Atlético-MG enfrenta o Santos, neste sábado, às 19h30m (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, enquanto o Cruzeiro vai a Salvador enfrentar o Vitória, às 17h, no Barradão. O time baiano, assim como o Galo, é candidato ao rebaixamento.

Para Obina, a rivalidade regional deve ficar de lado neste momento. E o mais importante para o Galo é vencer os jogos e torcer contra os adversários na luta contra a degola.

– Se o Cruzeiro for nos ajudar, eu sou mais Cruzeiro. Eu quero que o Cruzeiro vença e que a gente consiga vencer o nosso jogo e sair desta situação. É isso que importa. Se fizermos o nosso, vamos secar quem está na nossa frente pra gente poder passar.

Obina, torcedor declarado do Vitória, deixa de lado até seu time de coração nesta hora. Para ele, o importante é o Galo escapar da degola.

– Sou torcedor do Vitória, sempre torci para o Vitória. Independentemente de tudo, sou profissional e só estou pensando no Atlético. Um jornal da Bahia até fez uma matéria comigo depois do clássico contra o Cruzeiro. Fiz os três gols, saímos da zona de rebaixamento e mandamos o Vitória para o nosso lugar. Falaram que eu estava sendo visto como traíra lá, mas não quero nem saber, quero tirar o Atlético desta situação, custe o que custar, eu vou lutar por isso, independentemente se o Vitória vai pra zona de rebaixamento ou não.

Jogo difícil

O atacante Obina espera uma partida complicada neste sábado. Segundo o artilheiro do Galo no Brasileirão, o time não pode pensar em um resultado diferente da vitória, mesmo com um adversário tão qualificado pela frente.

– O Santos tem um elenco muito forte. Quando a gente jogou lá, estavam sem a zaga titular e nos venceram. Nós temos que respeitar o time deles, que tem uma qualidade muito grande. O mais importante é a gente tentar fazer um grande jogo e lutar o máximo para vencer o jogo e sair desta situação.

Obina já fez dez gols neste Brasileirão, mas passou em branco nos dois últimos jogos, contra Botafogo e Guarani. Para o atacante, o pequeno jejum é natural.

– Faz parte. O futebol é desta maneira. Atacantes têm que ter os momentos de glória, como foi no jogo contra o Cruzeiro. Então a gente tem que estar sempre concentrado. As oportunidades estão aparecendo, eu sempre falo isso. Espero que no próximo jogo eu possa aproveitar e ajudar a equipe.

novembro 6, 2010 Posted by | Atlético-MG | , | Deixe um comentário

Kalil responde à ameaça de processo na justiça comum

Pelas declarações após a partida contra o Botafogo, o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, será processado pela ANAF. Em seu twitter, o presidente do Atlético-MG já respondeu às ameaças.

A Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) vai processar o presidente do Atlético-MG por ter dito, após a derrota atleticana para o Botafogo, por 2 a 0, que o árbitro Evandro Rogério Roman era “profissional” e “mal intencionado”. Por causa dessas declarações, a ANAF divulgou nota informando que, com autorização de Roman, vai “reunir as provas amplamente divulgadas por toda a imprensa esportiva brasileira, e distribuir uma ação contra o citado dirigente”.

Na nota, a ANAF lembra que “a velocidade de reparo de um dano moral em uma ação judicial, muitas vezes, não é tão rápida nem talvez tão divulgada como uma ofensa ou acusação proferida após uma partida, em uma entrevista coletiva perante toda a imprensa esportiva brasileira. Mas esta é a única ferramenta das pessoas que trabalham de forma honesta, defenderem-se de atos que acarretam tantos prejuízos em suas vidas”, destaca o documento.

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, não perdeu tempo e já respondeu, por meio do seu twitter, a ameaça de ser processado na justiça comum. Kalil postou o link (veja) de um vídeo no YouTube do jogo entre Londrina e Engenheiro Beltrão, pelo Campeonato Paranaense, que teve Ramon como árbitro. “O que vocês acham desse vídeo? E eu é que vou ser processado?”, escreveu Kalil.

Por causa dessas declarações, Alexandre Kalil também deve ser denunciado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Roman relatou na súmula do jogo que, após o término da partida, quando estava entrando no vestiário, o trio de arbitragem foi abordado por Kalil, que disse: ‘você é mal intencionado, você não vai mais apitar jogo do Atlético’, repetindo estas frases por duas vezes.

novembro 6, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário