Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco enfrenta o Vitória para quebrar tabu na Bahia

Time cruz-maltino nunca venceu Vitória no Barradão. Time baiano busca triunfo para sair da degola

O Vasco enfrenta o Vitória, neste sábado, às 16h, a fim de quebrar um tabu: nuca ter vencido no Barradão. Enquanto o time de São Januário não tem muitas pretensões neste Brasileiro, a equipe baiana busca o triunfo para sair da zona de rebaixamento.

Para esta partida, o técnico Paulo César Gusmão ainda tem dúvida quanto à escalação e Fellipe Bastos e Nunes brigam por uma vaga na equipe. Com Fellipe Bastos no time titular, o ataque será formado por Zé Roberto e Eder Luis. Mas o técnico pode optar ainda pelo centroavante Nunes, que faria dupla com Eder Luis. Assim, Zé Roberto seria recuado para o meio de campo e jogaria ao lado de Felipe. O treinador não descartou também a utilização do volante Rômulo. 

– O time não vai fugir muito do que todos já conhecem. Temos o Nunes ou o Fellipe Bastos, além do Rômulo, que também voltou bem – disse.

Além do Vitória, o Vasco terá um outro adversário difícil: o calor. Como a região Nordeste não aderi ao horário de verão, o jogo será às 15h. Para o lateral Fagner, esse será mais um fator complicador na partida deste sábado.

– Vamos ter um jogo complicado, porque o sol deve estar muito forte no horário da partida e também pelo fato de o adversário estar brigando contra o rebaixamento. Todos estes fatores tornam o jogo muito complicado e temos que ter atenção durante todo o jogo – comentou.

O técnico Antônio Lopes ainda não definiu o time do Vitória que encara o Vasco. O que pôde ser visto durante a semana de treinos foi que Egídio voltou a ser usado na lateral esquerda, o que, porém, não o garante como titular. Rafael Cruz, dono da posição nos dois últimos jogos, pode se manter com a camisa 6.

No ataque, os torcedores do Leão baiano puderam ver uma mudança nos treinamentos. Lopes testou Henrique no lugar de Adailton, mas o segundo deve seguir entre os 11. O atacante Kleber Pereira, com cansaço muscular, ficou no departamento médico, foi submetido a exame de imagem, mas o mesmo nada apontou. No entanto, o jogador não deve ficar nem na reserva.
Lutando contra o rebaixamento, Lopes admitiu que encarar o Vasco, agora, não era o ideal. E o delegado, profissional que colecionou títulos pelo clube cruzmaltino durante a carreira, explicou o motivo.

– O Vasco vem bem no campeonato e tem jogadores de categoria do meio para a frente. Preferiria que não fosse o Vasco – disse.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA x VASCO

Estádio: Barradão, Salvador (BA)
Data/hora: 30/10/2010 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP-Fifa)
Auxiliares: Herman Brumel Vani (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

VITÓRIA: Viáfara, Jonas, Wallace, Anderson Martins e Egídio; Neto Coruja, Uelliton, Ramon e Elkeson; Adaílton e Júnior. Técnico Antônio Lopes.

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Cesinha, Jadson e Diogo; Rafael Carioca, Jumar, Fellipe Bastos (Nunes) e Felipe; Ze Roberto e Eder Luis. Técnico: PC Gusmão

 

outubro 29, 2010 Posted by | Vasco da Gama, Vitória | , | Deixe um comentário

Verdão e Goiás tentam voltar as atenções ao Brasileirão

Com a cabeça na Sul-Americana, equipes se enfrentam no campeonato nacional neste sábado

O Palmeiras tenta deixar a partida de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana de lado neste fim de semana. Pelo Campeonato Brasileiro, o Verdão encara o desesperado Goiás neste sábado, às 18h30, na Arena Barueri. O Esmeraldino, também classificado na competição internacional, está na zona de rebaixamento e também busca voltar o foco para o nacional.

Para conseguir voltar a “levar o Brasileirão a sério”, o técnico luiz Felipe Scolari terá alguns importantes desfalques. Um deles é o volante Marcos Assunção, que suspenso, ficará fora da equipe após uma sequência de 12 jogos no time titular e cinco gols marcados nesta série.

O outro é o Mago Valdivia, que após sofrer alguns jogos com uma fibrose na coxa esquerda, finalmente irá parar de atuar e dar um tempo para se recuperar. O chileno só deve voltar á equipe do Verdão no dia 10 de novembro, em partida válida pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Para a vaga de Assunção, Pierre deve entrar. Já no lugar do Mago, Rivaldo e Lincoln são os principais candidatos à escolha de Felipão. O restante do time permanece o que vem atuando nos jogos do Brasileirão e da Sul-Americana.

Cinco vitórias em sete jogos. Esse é o pensamento fixo no Goiás, que já quer começar a colocar isso em prática na partida deste sábado contra o Palmeiras. Para o time esmeraldino, que luta para sair da zona de rebaixamento a todo custo, qualquer resultado que não seja a vitória na Arena Barueri é considerado ruim. Derrota é termo jamais mencionado pelos lados do alviverde goiano.

– Agora precisamos focar no Brasileiro e tentar conseguir cinco vitórias, que só assim a gente consegue sair dessa situação. Não podemos nem pensar em empate nessa partida, precisamos sim de uma vitória. A gente precisa tentar de todas as maneiras conseguir um bom resultado – declarou o volante Amaral, que já viveu situação semelhante no clube em 2007 e ajudou o time a se salvar na última rodada.

Amaral é um dos jogadores intocáveis do técnico Jorginho e do Goiás nesta Série A. Ele é o jogador que mais entrou em campo com a camisa esmeraldina, somando 26 jogos dos 31 disputados. O volante está confirmado para a partida, mas o time ganhou um desfalque de último hora. O zagueiro Marcão, ex-Palmeiras, sentiu uma lesão na região da costela, desde o jogo contra o Avaí no último domingo, e está vetado. Valmir Lucas fica com a vaga.

Outra mudança que pode acontecer é a saída do camisa 10 da equipe esmeraldina, o meia Bernardo, que foi um dos mais vaiados na última partida pela Copa Sul-Americana, e pode perder espaço para Carlos Alberto, a quem Jorginho considera um meia, e não volante. Mesmo se ficar fora dos onze iniciais, Bernardo espera poder ajudar a equipe de alguma maneira e aponta: o time não pode mais errar.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS X GOIÁS

Estádio: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data/hora: 29/10/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitros: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e João L. Coelho de Albuquerque (RJ)

PALMEIRAS: Deola, Márcio Araújo, Danilo, Fabrício e Gabriel Silva; Edinho, Pierre, Tinga e Lincoln (Rivaldo); Luan e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOIÁS: Harlei, Valmir Lucas, Rafael Tolói e Ernando; Douglas, Amaral, Wellington Monteiro, Bernardo e Wellington Saci; Rafael Moura e Felipe. Técnico: Jorginho.

outubro 29, 2010 Posted by | Goiás, Palmeiras | , | Deixe um comentário

Grêmio Prudente desafia Cruzeiro no Prudentão

Duelo coloca pior mandante contra o melhor visitante frente a frente. É briga contra o rebaixamento e briga pelo título

Ninguém somou menos pontos em casa neste Brasileirão do que o Grêmio Prudente. Nenhumaequipe conseguiu maior pontuação fora de casa do que o Cruzeiro. E as duas equipes se enfrentam neste sábado, às 18h30, no Prudentão.

Aspirante ao título, o Cruzeiro precisa do triunfo na rodada para não ficar atrás dos concorrentes Fluminense e Corinthians, que já confirmaram o seu triunfo durante a semana.

– Faltam sete jogos, é muito pouco. A gente conseguiu fazer uma escalada muito grande no campeonato, chegamos até a liderança. Agora é focar nesse jogo. É um de cada vez, faltam sete e a gente tem que encarar cada um como uma final – avalia o atacante Thiago Ribeiro.

Para voltar a vencer após duas partidas, o técnico Cuca promoveu alterações em todos os setores. Na zaga, Edcarlos foi sacado para a entrada de Léo. As duas laterais tem desfalques. Jonathan, por fadiga muscular, e Diego Renan, por suspensão. Rômulo e Marquinhos Paraná são os substitutos.

No meio de campo, Gilberto faz dupla de armação com o argentino Montillo. Enquanto no ataque, a camisa 9 agora é de Robert, que ganhou a vaga de Ernesto Farías.

O Grêmio Prudente recebe o Cruzeiro com muitos desfalques. Além de se preocupar com a luta contra o rebaixamento, o técnico Fábio Giuntini terá que quebrar a cabeça para montar sua equipe para a partida.

No total, a equipe do interior paulista tem cinco desfalques para o jogo. Os zagueiros Leoardo e Flávio Boaventura foram expulsos na última rodada e estão fora do jogo contra a Raposa. Além deles, o goleiro Giovanni e o atacante Wesley estão suspensos por terem levado o terceiro cartão amarelo na vitória por 3 a 2 sobre o Santos. O atacante Wanderley, que ainda mantém vínculo com o time mineiro, não poderá jogar por motivos contratuais e completa a lista de desfalques.

Se forem contados os machucados, que estão longe dos campos há algumas rodadas, o número de desfalques sobe para nove, afinal o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira, o volante Rodrigo Mancha, e os atacantes Hugo e Rafael Martins permanecem no Departamento Médico.

– Precisamos estar preparados para este tipo de situação. Eu encaro isso (as ausências) com muita naturalidade. Sempre falo que uma coisa que não me tira o sono são as suspensões, porque confio demais no grupo. Tem jogadores que estão entrando e dando conta do recado sem deixar cair o nível de qualidade – afirmou Fábio Giuntini.

Mesmo assim, a equipe está animada após bater o Santos na Vila Belmiro e acredita que pode surpreender novamente no Brasileirão.

– Está sendo uma semana mais agradável e não aquela semana pesada, chata, triste. Ainda não conseguimos nada, mas sem dúvida uma vitória melhora tudo e até o nosso rendimento nos trabalhos é diferente – afirmou o zagueiro Diego Giaretta, que cumpriu suspensão na última rodada.

Quem também volta ao time para amenizar tantos desfalques é o zagueiro Anderson Luís, que também estava suspenso. Para o lugar do goleiro Giovanni, Sidney será o titular. A única dúvida é em relação ao ataque. Willian está garantido em uma das vagas, a outra deve entre Gilmar e Rhayner.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO PRUDENTE X CRUZEIRO

Local: Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Data/hora: 29/10/2010, às 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Raimundo Teixeira (BA) e Raimundo Carneiro de Oliveira (BA)

CRUZEIRO: Fábio, Rômulo, Léo, Caçapa e Marquinhos Paraná; Fabrício, Henrique, Gilberto e Montillo; Thiago Ribeiro e Robert. Técnico: Cuca
GRÊMIO-PP: Sidney; João Vitor, Diego Giaretta, Anderson Luis e Cleydson; Anderson Pedra, Roberto, Sasha e Adriano Pimenta; Willian e Gilmar (Rhayner). Técnico: Fábio Giuntini.

outubro 29, 2010 Posted by | Cruzeiro, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Atlético-MG e Botafogo lutam por suas metas e inspirações

Galo vai de Obina, enquanto Glorioso quer premiar Garrincha

Obina ou Garrincha? O curioso confronto de duas gerações resume de onde Atlético-MG e Botafogo vão buscar ainda mais energia para o duelo deste sábado, às 18h30, na Arena do Jacaré, em Minas Gerais. Com 34 pontos, o Galo mostra evolução no Brasileiro, mas terá um empolgado adversário pela frente. O Glorioso vem de triunfo contra o Vitória e tem 48 pontos.

VIVA O 27!

O Atlético-MG entra em campo para se afastar cada vez mais da zona do rebaixamento e até encostar no grupo que garante vaga para a Copa Sul-Americana de 2011. Depois de duas vitórias seguidas pela competição nacional contra Avaí e Cruzeiro, a equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior tenta chegar à inédita série de três triunfos consecutivos. Se conquistar os três pontos, o time mineiro pode até terminar a rodada na 14ª colocação e deixar a encrenca para os concorrentes da parte inferior da tabela.

Dois titulares não poderão enfrentar o Glorioso. O zagueiro Werley e o volante Zé Luis receberam o terceiro cartão amarelo no jogo anterior e cumprem suspensão neste sábado. Os substitutos já foram definidos pelo comandante atleticano. Lima entra na zaga e Alê fica com a vaga no meio de campo. Nos outros setores a base será mantida.

A esperança de gols está novamente depositada em Obina. O atacante atravessa grande fase, anotou seis gols nas últimas quatro partidas. Além do camisa 27, Diego Tardelli também está confirmado na linha de frente. Os dois costumam se dar bem quando enfrentam o Botafogo e a torcida, que vai lotar o estádio, espera que desta vez não seja diferente.

VIVA O 7!

Integrante do G4 para a próxima Libertadores, o Botafogo espera dar uma vitória de presente ao ídolo Garrincha contra o Atlético-MG. Se estivesse vivo, a Alegria do Povo teria feito 77 anos na última quinta-feira e o número do eterno camisa 7 pode inspirar o time. Ainda faltam sete jogos até o fim do Brasileiro e se vencer todos, o Alvinegro pode novamente ser o clube o clube hegemônico no Brasil.

A missão é complicada, porém Marcelo Mattos ainda acredita no título. Invicto com a camisa do Bota, o volante deseja aplicar a magia de Garrincha na matemática e fazer com que o Glorioso fique na ponta da tabela, mesmo pouco acreditado.

– As pessoas olham e às vezes acham que o Bota não tem mais chances de ser campeão. Mas se ganharmos todos os próximos jogos, vai dar. O torcedor quer o título e nossa missão é não desistir. Estamos cada vez mais focados na conquista, mesmo cientes de que teremos um compromisso muito difícil pela frente, em Minas – avaliou.

Para o jogo em Minas, Marcelo Cordeiro foi vetado por conta de uma contratura na coxa esquerda. Assim Somália deve ficar na ala esquerda e a vaga de volante pode sobrar para Fahel ou Tulio Souza.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG X BOTAFOGO

Estádio: Arena do Jacaré, Sete Lagoas (MG)
Data/hora: 30/10/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Gilson Bento Coutinho (PR)

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro, Rafael Cruz, Réver, Lima e Leandro; Alê, Serginho, Renan Oliveira e Diego Souza; Diego Tardelli e Obina. Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO: Jefferson, Danny Morais, Leandro Guerreiro e Márcio Rosário; Alessandro, Marcelo Mattos, Fahel (Tulio Souza), Lucio Flavio e Somália; Jobson e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

outubro 29, 2010 Posted by | Atlético-MG, Botafogo | , | Deixe um comentário

Avaí e Guarani duelam contra o rebaixamento em Floripa

O técnico do Alviverde, Vagner Mancini, e o departamento de marketing catarinense são as outras atrações do jogo de sábado

Vagner Mancini completa 100 jogos como treinador de Série A neste sábado, quando o Guarani encara o Avaí, às 18h30, na Ressacada, em Florianópolis.

Mas, apoiado pela campanha #ReageLeão, criada no Twitter, os catarinenses prometem estragar a festa do comandante do Bugre em um jogo decisivo, pois ostimes lutam contra o rebaixamento: o Avaí é o penúltimo (30 pontos) e se perder ficará mais longe da salvação; o Bugre, com 35, vai ver o grupo da degola se aproximar dele em caso de insucesso.

A mobilização da torcida avaiana para evitar o rebaixamento do time chegou ao departamento de marketing do clube que criou uma camisa para a campanha. A mesma começa a ser vendida no sábado para que seja usada no duelo da noite.

– A camisa serve para unirmos forças para ajudar o Avaí a se manter na Série A, além de seguir bem na Sul-Americana – disse Sidney Speckart, diretor de marketing, que espera um ótimo público pois o ingresso será mais barato: varia de R$ 10 a R$ 20. Crianças pagam R$ 5.

Em campo, o técnico Vagner Benazzi não poderá contar com o atacante Roberto, que, mesmo sendo poupado da partida contra o Goiás, pela Sul-Americana no meio de semana, sofreu um estiramento na coxa e deve ficar afastado dos gramados por cerca de duas semanas.

Por outro lado, o lateral-direito Patric e o volante Marcinho Guerreiro, ambos com problemas no tornozelo, devem voltar a ser aproveitados. Os dois estão realizando um trabalho de recuperação e vão ser melhor avaliados no dia do jogo. Patric é quem tem mais chances de jogar.

Guarani

O atacante Mazola foi vetado pelo departamento médico e vai desfalcar o Guarani. Além dele, o técnico Vagner Mancini tem outros três desfalques: os meias Baiano e Preto, suspensos, e Fabão, que segue se recuperando de cirurgia no rosto.

O treinador tem apenas uma dúvida no meio de campo para escalar a equipe titular. O zagueiro Rodrigão e o lateral-esquerdo Fabiano, lesionados, continuam fora. Em contrapartida, o volante Paulo Roberto se recuperou de leve entorse no tornozelo esquerdo e treinou normalmente.

As boas notícias ficam por conta do zagueiro Aislan e do volante Paulo Roberto, que foram poupados dos primeiros treinos da semana. Ambos estão confirmados entre os titulares.

Sem Baiano, Preto e Mazola, Mancini deve atuar com cinco no meio de campo. Maycon e Vitor Júnior estão garantidos. A dúvida está na última vaga. O volante Rodrigo César e o lateral Márcio Careca, que atuaria imporvisado, disputam a vaga. Se o último for escolhido, Moreno ganha vaga na lateral.

Com 35 pontos e lutando para não entrar na zona de rebaixamento, o Bugre precisa dois três pontos. Dos últimos 18 disputados o Alviverde campineiro conquistou apenas 2. Mesmo assim, o Mancini se mantém confiante.

– Estamos fora da zona de rebaixamento e é bom que se diga isso. Ainda podemos alcançar o objetivo que foi traçado no início da competição, que é uma vaga na Sul-Americana – afirmou o técnico.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ X GUARANI

Estádio: Ressacada, em Florianópolis (SC).
Data/hora: 30/10/2010, 18:30 (de Brasília).
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS).
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Ricardo de Almeida (RJ).

AVAÍ: Renan, Emerson Nunes, Cleyton e Emerson; Patric, Rudnei (Diogo Orlando), Pará, Caio e Eltinho (Válber); Vandinho e Robinho.
Técnico: Vagner Benazzi.

GUARANI: Emerson, Rodrigo Heffner, Aislan, Ailson e Moreno; Renan, Paulo Roberto, Maycon, Vitor Junior e Marcio Careca (Rodrigo Cesar); Reinaldo.
Técnico: Vagner Mancini.

outubro 29, 2010 Posted by | Avaí, Guarani | , | Deixe um comentário

Santos e Inter se enfrentam por ‘último gás’ no BR-10

Empatados com 48 pontos, times fazem novo confronto decisivo para se aproximar da liderança

Santos e Internacional se enfrentam mais uma vez, em menos de um mês, para uma nova decisão. Dessa vez, para definir as pretensões das equipes no Brasileirão.

Ambos estão a nove pontos do líder Fluminense e, a sete rodadas do fim do campeonato, uma vitória torna-se crucial para seguir na luta pelo titulo.

Caso perca, o Santos, que ainda busca um acerto com um treinador para 2011, pode, praticamente, começar o planejamento para a Libertadores. O Inter, por sua vez, deve se dedicar somente ao Mundial, ainda no fim deste ano.

No Peixe, após a surpreendente derrota para o Grêmio Prudente na última rodada, de virada, em plena Vila Belmiro, o técnico Marcelo Martelotte optou por retornar ao esquema 4-4-2.

Nessa formação, o Santos havia vencido três de suas últimas quatro partidas e perdeu, justamente, na mudança para o 4-3-3.

– Pretendo começar com o time que iniciou o treinamento. Foi como melhor nos adaptamos e voltaremos a jogar assim, a equipe fica mais equilibrada e fortalecida – disse.

Com isso, Pará, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, retorna à lateral, enquanto Danilo passará para o meio de campo. No ataque, Zé Eduardo e Neymar, com Keirrison, autor de um gol no último jogo, no banco.

– Esse jogo é decisivo para as duas equipes, quem vencer vai ter condições de disputar o título e quem perder fica em situação mais difícil. Não esperávamos estar nessa situação, mas é um momento em que os erros não podem acontecer – explicou Martelotte.

Pelo Internacional, o técnico Celso Roth tem um desfalque do seu time considerado titular: Tinga. O volante sofre com uma lesão na coxa direita, e está sendo preservado para o Mundial Interclubes. A previsão dos médicos colorados é de que o jogador volte apenas nas últimas três rodadas do Brasileirão.

O restante dos jogadores que conquistaram a Libertadores estará em campo, mas haverá uma diferença: Roth terá Sóbis como titular. Com o atacante, o esquema de jogo colorado se modifica e o 4-4-2 básico, com dois volantes, dois meias e dois atacantes será utilizado. Roth, no entando, não confirmou como sua equipe vai jogar, e garante que Sóbis terá que marcar, além de finalizar.

A maior preocupação do Inter, no entanto, está do outro lado. Se envolve em polêmicas, é talentoso e decidiu o primeiro jogo entre Santos e Inter, dia 13 de outubro, e se chama Neymar. Dois integrantes do sistema ofensivo colorado ressaltaram o talento do menino: o volante Wilson Mathias e o lateral Nei.

Mathias revelou que o Inter não deve ter marcação especial em cima de Neymar, mas deu a receita do que fazer para pará-lo.

– Precisamos marcar em cima. Se der espaço, ele decide o jogo. Por onde ele estiver, teremos que estar atentos.

O lateral direito Nei, inclusive, deve ter posicionamento diferente na partida deste sábado, tudo para conter o garoto.

– Se não for o melhor, é um dos melhores do Brasil. A defesa toda tem que estar bem posicionada. A primeira opção do Neymar é o drible, se você tem um outro marcador atrás, facilita. Neste jogo devo ficar mais preso, porque ele joga aberto pelo meu setor.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X SANTOS

Estádio: Beira Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 30/10/2010 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Marco Antonio Martins (SC)

SANTOS: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Roberto Brum, Danilo e Alan Patrick; Neymar e Zé Eduardo

Técnico: Marcelo Martelotte

INTERNACIONAL: Renan; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Wilson Mathias, Guiñazu, D’Alessandro e Giuliano; Rafael Sóbis e Alecsandro.

outubro 29, 2010 Posted by | Internacional, Santos | | Deixe um comentário