Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

São Paulo vence o Atlético-PR e está de volta na briga pelo G4

Ex-técnico do time paranaense, Carpegiani muda a equipe no intervalo e consegue boa vitória na Arena Barueri. O Jason está de volta?

No reecontro de Carpegiani com o Atlético-PR, o treinador provou que ainda não esqueceu os segredos da equipe que dirigiu por 22 rodadas no Brasileiro. Com gols de Ricardo Oliveira e Miranda, o São Paulo derrotou o Atlético-PR, por 2 a 1, na Arena Barueri, e voltou à briga por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Com os três pontos, o Tricolor alcançou o adversário na tabela – com 47 pontos conquistados -, e ficou somente um atrás do Botafogo, primeiro time no G4.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Na próxima quarta-feira, o time paulista vai a Minas Gerais, onde enfrenta o Cruzeiro em mais um confronto direto pela vaga na Libertadores. Já o Atlético-PR recebe o Palmeiras, quinta-feira, na Arena da Baixada.

Primeiro tempo movimentado em Barueri

Os poucos torcedores que decidiram acompanhar a partida da Arena Barueri assistiram a um primeiro tempo movimentado e com boas chances de gol criadas pelas duas equipes. Mesmo com os muitos desfalques enfrentados pelo técnico Sérgio Soares, o Atlético-PR tomou a inciativa e, logo aos dois minutos de jogo, em gol anulado de Bruno Mineiro, balançou as redes do capitão Rogério Ceni.

O susto acordou o São Paulo, e aos 10 minutos a partida já estava equilibrada. Segurando mais a bola no campo de ataque, o Tricolor abriria o placar dois minutos depois.

Em linda jogada de Ricardo Oliveira, o atacante livrou-se de dois defensores, invadiu a área e chutou forte, sem chances para Neto. O jovem goleiro, recém-convocado por Mano Menezes, ainda viu a bola tocar no travessão antes de morrer no fundo das redes.

Ao invés de incentivar o Atlético a buscar o empate, o gol animou ainda mais o time paulistano. Com a vantagem no placar, o São Paulo passou a se arriscar ainda mais, com rápidas trocas de bola entre Fernandão, Carlinhos, Dagoberto e Ricardo Olivera. Por outro lado, passou a expor mais sua defesa.

E justamente numa saída errada de bola de Casemiro, o Atlético chegou ao empate. Depois do erro do volante, Guerrón recebeu pelo lado direito, invadiu a área e, na velocidade, chutou cruzado, certeiro. Dessa vez, validado pelo juíz.

Carpegiani muda e decide

Com a entrada de Marlos no lugar de Casemiro no intervalo, o técnico Paulo César Carpegiani mostrava porque a diretoria Tricolor acertou quando decidiu por sua contratação. Com maior qualidade na saída de bola, o São Paulo começou a segunda etapa sufocando o Atlético em seu campo de defesa.

Logo aos 5 minutos, em falta cobrada por Dagoberto, o zagueiro Miranda subiu livre e cabeçeou para devolver a vantagem Tricolor. Foi o primeiro gol do zagueiro no Campeonato Brasileiro.

O domínio são-paulino após o gol – já que ainda chegava com perigo nos chutes de Ricardo Oliveira -, não assustou o Atlético-PR. Mesmo pressionado, e vendo Marlos movimentar melhor a bola no meio-campo do São Paulo, o time paranaense ainda assustava nos rápidos contra-ataques.

Aos 21 minutos, Chico driblou Alex Silva e arriscou, já desequilibrado. E foi aí que brilhou a estrela do capitão Tricolor pela 700ª vez na carreira. Esticando-se todo, Rogério Ceni tocou a bola com a ponta dos dedos, mandando para escanteio.

Assim como queria Ricardo Oliveira na saída para o intervalo, o São Paulo passou a jogar com mais inteligência. E aos 35 minutos, o próprio atacante quase matou a partida. Depois de cruzamento de Fernandão, cabeçeou livre na pequena área, para grande defesa do goleiro Neto.

Já nos acréscimos do segundo tempo, Ilsinho ainda desperdiçou grande chance. Sozinho na grande área, perdeu o ângulo do chute e bateu para fora. Não havia mais tempo para reação, e o São Paulo permanece na briga. Será que o Jason voltou?

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Estádio: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data/hora: 28/10/2010 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Marcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Julio Cesar Santos (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Renda/público: R$ 169.296,59 / 16.480 pagantes

Cartões amarelos: Richarlyson, Carlinhos (SPO); Rafael Santos, Deivid, Guerrón (APR)
Cartões vermelhos: Nenhum

GOLS: Ricardo Oliveira, 12’/1ºT (1-0); Guerrón, 25’/1ºT (1-1); Miranda, 5′ /2ºT (2-1)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Casemiro (Marlos, Intervalo), Rodrigo Souto, Carlinhos e Fernandão; Dagoberto (Ilsinho, 36’/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Paulo César Carpegiani.

ATLÉTICO-PR: Neto; Deivid (Marcelo, 31’/2ºT), Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Chico, Vitor, Claiton (Edgar, 19’/2ºT) e Netinho; Guerrón (Nieto, 32’/2ºT) e Bruno Mineiro. Técnico: Sérgio Soares.

outubro 28, 2010 - Posted by | Atlético-PR, São Paulo |

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s