Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Mais confortável no Fla, Renato não se acomoda: ‘Não posso relaxar’

Meia lembra que o time ainda precisa se afastar da zona de rebaixamento e quer a vitória sobre o Corinthians

É como se a camisa rubro-negra ficasse mais confortável. A falta de fôlego não é mais um problema, e até os gols decidiram reaparecer (fez três no Brasileirão – o último sobre o Vasco, no empate por 1 a 1, domingo passado). Renato está mais à vontade no Flamengo. Na realidade sempre esteve, por conta do sucesso na passagem anterior, entre 2005 e 2007. O problema foi a readaptação ao futebol brasileiro. Depois de três anos nos Emirados Árabes, o jogador voltou à Gávea no início de agosto e, diante da necessidade, estreou uma semana depois. Sentiu a falta de ritmo, perdeu mobilidade, teve de treinar separado dos colegas e ouviu duras críticas dos torcedores. Aos poucos, tudo isso ficou para trás.

– Me sinto à vontade desde a minha chegada. O problema é que quando você acostuma o torcedor com um tipo de coisa e não faz, a cobrança vem. Na primeira passagem, sempre fazia gols. No começo desta segunda passagem, não vinha fazendo. As cobranças chegam e temos de aceitar. A torcida quer ver o jogador fazendo gol, acertando passes. Mas sempre há alguma falha dentro de campo. Procuro melhorar sempre, nunca desistir. Sei da minha capacidade e tudo vem acontecendo naturalmente, junto com o grupo. Tenho muita coisa para melhorar também. Não posso me acomodar com isso – disse.

Renato está ainda melhor com a chegada de Vanderlei Luxemburgo. Com o treinador, foram duas vitórias e dois empates. Oito pontos ganhos em 12 disputados. A posição na tabela é que ainda o incomoda: 13º lugar. O time tem 38 pontos, apenas quatro à frente do Vitória, que abre a zona de rebaixamento.

– A cobrança veio, mas também veio o respeito que o torcedor tem comigo. Nas ruas, sempre me apoiaram. Sempre acreditei nisso, na minha família, nas pessoas que querem meu bem. Alguns jogadores conversaram comigo. Estou focado e não posso relaxar. Temos sete jogos, muita coisa vai acontecer – frisou.

A proximidade do Z-4 aumenta a responsabilidade por uma vitória no próximo jogo. Nesta quarta-feira, o Rubro-Negro enfrenta o Corinthians, no Engenhão, às 22h.

– Temos de olhar a tabela, os confrontos e nossos adversários também. Mas primeiro temos de fazer a nossa parte para nos afastarmos da zona de perigo. Os adversários que estão atrás venceram. A última rodada foi muito ruim para nós por isso. O objetivo é sempre somar pontos na competição, temos um jogo difícil pela frente e precisamos subir. O Corinthians vive um momento bom, passou por uma crise, mas venceu um clássico (contra o Palmeiras), e está motivado. Sabemos da nossa qualidade e temos um comandante que está nos ajudando – comentou.

outubro 25, 2010 - Posted by | Flamengo | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s