Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Rodrigo veste vermelho, mira Mundial e nega que seja ruim de vestiário

Zagueiro dispensado pelo Grêmio sob alegação de mau comportamento tem um mês e meio para disputar vaga no time do Mundial

Rodrigo teve reduzida a temporada de vestir azul. Sob a alegação de mau comportamento, foi dispensado pelo Grêmio em agosto. Dois meses depois, trocou de cor. “O vermelho cai bem”, disse o zagueiro de 30 anos, apresentado nesta sexta-feira como reforço do Inter. Ele fica no clube colorado por empréstimo até o fim do ano, com possibilidade de renovação do vínculo.

Na apresentação, o atleta deu explicações. Não muitas, mas deu. Acima de tudo, ele negou que seja ruim de vestiário.

– Tive uma conversa com o Roth e com o Fernando Carvalho na casa do Carvalho. Falei tudo que aconteceu no Grêmio. Colocaram um rótulo de que sou ruim de vestiário, sou isso e aquilo. Isso não cabe a mim. Coloquei o que aconteceu. O Roth trabalhou lá. Sabe como é. No dia a dia, vou provar. Vocês nunca ouviram falar que perdi hora, que cheguei
atrasado, que perdi o treino. Nunca me viram em noite. Não sei de onde tiraram isso. O Fernando Carvalho não iria me contratar sem o aval de profissionais com quem trabalhei. Nunca tive qualquer tipo de problema. Não é isso que vai manchar minha carreira – disse Rodrigo.

No Grêmio, o que se fala é que Rodrigo não aceitou tomar suco em uma refeição. Segundo a versão, ele queria refrigerante. Diante da negativa da nutricionista, teria arremessado um copo nela. Nesta sexta, ele não quis entrar em detalhes sobre a polêmica.

– A respeito de tudo que aconteceu comigo no Grêmio, não quero falar. Peço a compreensão de vocês. Se falo, posso me envolver em algo dentro de campo ou fora. Fica uma situação chata. Não quero estragar o espetáculo do fim de semana. Nesta semana, não vou falar disso. Vai ter uma semana inteira, e fico à disposição para conversar sobre tudo que aconteceu nesse momento no Grêmio. Só um lado falou. Mais para a
frente, vamos ouvir o outro lado – comentou Rodrigo.

O jogador será preparado para o Mundial. Entre treinamentos com o elenco principal e jogos com o time B, Rodrigo tentará garantir uma vaga entre os titulares nos Emirados Árabes.

– Eu só tenho isso na cabeça. Tenho meu trabalho com os preparadores do Inter e tenho certeza de que vou trabalhar aí. Tenho alguns jogos pela equipe B, para pegar um pouco de ritmo de jogo. Para essa competição, uma competição curta, vai jogar quem estiver em alto nível. É o jeito do Roth. Quero estar em alto nível para quando chegar minha hora.

outubro 22, 2010 - Posted by | Internacional | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s