Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Felipão reduz cobrança em clássico e admite foco na Sul-Americana

Acostumado a discursos inflamados e vibração às vésperas de jogos importantes, técnico do Palmeiras só quer isso na competição internacional

Em sua primeira passagem pelo Palmeiras, entre 1997 e 2000, o técnico Luiz Felipe Scolari cansou de disputar batalhas épicas contra o maior rival Corinthians. Principalmente nos duelos da Taça Libertadores, em 99 e 2000, nos quais o Verdão levou vantagem. As vésperas de clássicos tinham provocações, gritos de ordem do treinador no vestiário e até jogadas ríspidas dentro de campo.

Dez anos depois, Felipão retornou com um panorama bem diferente do Dérbi. Neste domingo, às 16h, no Pacaembu, os adversários históricos se enfrentam em condições diferentes – e que não geram polêmica. O Timão é o terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, enquanto o Verdão está no meio da tabela com 44, e mais preocupado com a Copa Sul-Americana. O técnico garante que sua vibração de lá para cá não diminuiu, mas admite que não vê mais tanta tensão no clássico.

– Vibrar eu vibro, mas tenho de ser realista com as situações que o time vive. Não posso passar para a torcida o que não é correto. Sei que temos dificuldades de grupo, mais do que há dez anos atrás. Não está vivendo um clima… O time está longe de ser primeiro ou de uma classificação. O Corinthians está lá em cima e nós no meio do bolo. Não adianta levantar uma confusão que não vai mudar nada – destacou Felipão.

O Palmeiras pensa mesmo é no Atlético-MG, adversário das quartas-de-final da Sul-Americana. O primeiro duelo é na próxima quarta-feira, em Sete Lagoas. Felipão avisa que o foco é esse: vencer a competição internacional e se garantir na Taça Libertadores sem precisar buscar o G-4 do Brasileirão. Nesse jogo sim, voltará à tradicional postura inflamada.

– Na terça, meu contato com os jogadores será diferente de amanhã (sábado). É mata-mata. Aí são palavras mais fortes, para o jogador saber o que está acontecendo. Agora nesse jogo, pelo que está acontecendo, estou deixando o pessoal mais tranquilo, sem muita cobrança da minha parte – disse.

Para o duelo de domingo, o técnico ainda tem dúvidas para escalar o time, mais precisamente nas laterais. Sem Vitor, machucado, e Gabriel Silva, suspenso, Felipão estuda opções. Patrik e Luis Felipe brigam por vaga na direita. Márcio Araújo, outra opção para o setor, precisa esperar o clube resolver uma dúvida com a CBF – se ele está ou não suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O dilema será esclarecido até este sábado.

outubro 22, 2010 - Posted by | Palmeiras |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s