Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Botafogo aposta confiança no futuro diante do Vitória

Há nove jogos sem triunfar, Alvinegro mantém foco para reagir

Não adianta tentar fugir do tema. Para o Botafogo, só o triunfo interessa após nove partidas sem ganhar no Brasileiro. Com uma derrota e oito empates seguidos, o Alvinegro tenta dar fim na escrita neste sábado, contra o Vitória, às 18h30, no Engenhão. Apenas a um ponto atrás do Atlético-PR, hoje último classificado para a próxima Libertadores, o Glorioso quer deixar a fase de tropeços no passado e arrancar, como na campanha que próprio clube lançou.

Em oitavo lugar, o Bota aposta na força da torcida e criou a corrente Arrancada Final, que contra com o apoio de ídolos e até uma música de incentivo. Por outro lado, uma organizada foi ao treino desta sexta-feira para cobrar resultados. A tranquilidade depende dos três pontos, diante de um rival desesperado para fugir do rebaixamento, atualmente na 15ª posição.

CHEGA DE SOFRER!

Diante de uma incrível sequência de empates, a segunda maior da história dos Brasileiros (apenas o Internacional, em 1972, teve nove igualdades) o técnico Joel Santana trabalhou o corpo e a mente dos jogadores ao longo da última semana. Com a volta do G4 confirmada pela Conmebol, o clube voltou a respirar os ares a competição continental. O sonho está cada vez mais vivo, mas a tarefa não é fácil.

Diferentemente do time que atuou no empate em 1 a 1 com o Fluminense, Antônio Carlos vai ficar fora por até três semanas por lesão na coxa direita. Danny Morais treinou entre os titulares e deve assumir a vaga. No banco, Caio recebeu o terceiro amarelo e também desfalca. Por fim, Alessandro machucou o tornozelo esquerdo na atividade desta sexta, mas deve ir para campo. Dificuldades? Nada abala a confiança de Joel Santana.

– Estou pensando até em G3. G4 é o troco. Temos que pensar no certo, já que o G4 pode dimiunir se um brasileiro ganhar a Sul-Americana. Jogando bem, a torcida vai junto. Se não, o público segue a mesma linha. Com os dois lados trabalhando em parceria, certamente vamos vencer – disse.

LEÃO SEM MEDO

O triunfo contra o Grêmio Prudente, rodada passada, foi o primeiro passo do Vitória na luta contra o rebaixamento. O próximo desafio, porém, não será contra uma equipe que também luta contra a degola. Pelo contrário. O Botafogo, adversário deste sábado, é uma das equipes que sonham alto na temporada. Pela classificação de momento das equipes, o volante Bida desabafa:

– Precisamos deste resultado muito mais do que eles. Espero que a equipe possa fazer uma boa partida sábado, para que possamos ficar longe da zona de vez.

Para este duelo, o técnico Antônio Lopes não poderá contar com o atacante Schwenck, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e com o lateral-esquerdo Egídio, que está com uma lesão no púbis. O primeiro será substituído por Júnior, enquanto o segundo abre vaga para o meio Rafael Cruz, que será improvisado.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO X VITÓRIA

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 23/10/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Javel Silveira (RS)

BOTAFOGO: Jefferson, Leandro Guerreiro, Danny Morais e Márcio Rosário; Alessandro, Marcelo Mattos, Somália, Lucio Flavio e Marcelo Cordeiro; Jobson e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

VITÓRIA: Viáfara, Nino Paraíba, Wallace, Anderson Martins e Rafael Cruz; Vanderson, Uelliton, Bida e Ramon; Adailton e Júnior. Técnico: Antônio Lopes.

outubro 22, 2010 Posted by | Botafogo, Vitória | , | Deixe um comentário

Prass participa de noite de autógrafos para comemorar marca de 100 jogos

Evento será realizado nesta segunda-feira, em uma loja de materiais esportivos de um shopping, no Rio de Janeiro

O goleiro Fernando Prass vai participar de uma noite de autógrafos, nesta segunda-feira, para comemorar a marca de 100 jogos com a camisa do Vasco, atingida no último domingo, contra o Atlético-GO. A partir das 19h, o jogador estará na loja “Paquetá” do Norte Shopping.

Logo após completar o centésimo jogo com a cruz de malta ao peito, o arqueiro ganhou uma camisa comemorativa ao feito. O uniforme está à venda nas lojas de todo o país. O produto custa R$ 189,90.

Na última terça-feira, o goleiro assinou a renovação de seu contrato com o Vasco por mais três temporadas. Na ocasião, falou sobre sua identificação com o clube e o carinho que tem pelos torcedores.

outubro 22, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Tite não vê fim do sonho com tropeço no dérbi, mas admite: ‘É jogo-chave’

Treinador reconhece que revés deixará o Corinthians mais distante da taça, porém, lembra que resultados dos rivais podem manter equipe na disputa

Tite não esconde a preocupação em fazer o Corinthians reagir imediatamente no Campeonato Brasileiro. São sete jogos sem vitória, desempenho que derrubou o Timão da liderança para a terceira colocação, ameaçado até de ficar fora da zona de classificação para a Libertadores. Ciente da responsabilidade, o novo comandante alvinegro reconhece que um tropeço contra o Palmeiras, neste domingo, às 16h, no Pacaembu, poderá complicar ainda mais a situação.

– É um jogo-chave. A vitória remete a uma projeção de busca de título. A derrota retira essa possibilidade e vamos brigar por uma situação mais difícil, a Libertadores. Com o empate, vamos observar o que acontece nos outros jogos – afirmou.

Com a péssima série de resultados, o Corinthians aparece com 50 pontos, quatro abaixo do líder Cruzeiro. A diferença é pequena para ser tirada em oito rodadas restantes, mas o problema começa a se agravar com a aproximação de outros adversários. O Palmeiras, por exemplo, está em décimo, apenas seis pontos atrás do Alvinegro.

Assim que chegou ao Corinthians, Tite projetou a conquista do título com aproveitamento de 65% a 68% dos pontos. Isso obriga o Timão a vencer todos os jogos até o encerramento do Brasileirão. Para o comandante, uma derrota no clássico deste final de semana não acaba com as chances, contudo, faz a equipe passar a depender de tropeços dos rivais.

– (A chance) não é zero, mas baixa em termos percentuais. Nos últimos quatro ou cinco anos, o título girou entre 65% e 68%. O Cruzeiro tem agora 60%. Vamos projetar a cada jogo, a medida que você não tem uma vitória e os outros resultados ampliam a distância – completou.

outubro 22, 2010 Posted by | Corinthians | , | Deixe um comentário

Felipão reduz cobrança em clássico e admite foco na Sul-Americana

Acostumado a discursos inflamados e vibração às vésperas de jogos importantes, técnico do Palmeiras só quer isso na competição internacional

Em sua primeira passagem pelo Palmeiras, entre 1997 e 2000, o técnico Luiz Felipe Scolari cansou de disputar batalhas épicas contra o maior rival Corinthians. Principalmente nos duelos da Taça Libertadores, em 99 e 2000, nos quais o Verdão levou vantagem. As vésperas de clássicos tinham provocações, gritos de ordem do treinador no vestiário e até jogadas ríspidas dentro de campo.

Dez anos depois, Felipão retornou com um panorama bem diferente do Dérbi. Neste domingo, às 16h, no Pacaembu, os adversários históricos se enfrentam em condições diferentes – e que não geram polêmica. O Timão é o terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, enquanto o Verdão está no meio da tabela com 44, e mais preocupado com a Copa Sul-Americana. O técnico garante que sua vibração de lá para cá não diminuiu, mas admite que não vê mais tanta tensão no clássico.

– Vibrar eu vibro, mas tenho de ser realista com as situações que o time vive. Não posso passar para a torcida o que não é correto. Sei que temos dificuldades de grupo, mais do que há dez anos atrás. Não está vivendo um clima… O time está longe de ser primeiro ou de uma classificação. O Corinthians está lá em cima e nós no meio do bolo. Não adianta levantar uma confusão que não vai mudar nada – destacou Felipão.

O Palmeiras pensa mesmo é no Atlético-MG, adversário das quartas-de-final da Sul-Americana. O primeiro duelo é na próxima quarta-feira, em Sete Lagoas. Felipão avisa que o foco é esse: vencer a competição internacional e se garantir na Taça Libertadores sem precisar buscar o G-4 do Brasileirão. Nesse jogo sim, voltará à tradicional postura inflamada.

– Na terça, meu contato com os jogadores será diferente de amanhã (sábado). É mata-mata. Aí são palavras mais fortes, para o jogador saber o que está acontecendo. Agora nesse jogo, pelo que está acontecendo, estou deixando o pessoal mais tranquilo, sem muita cobrança da minha parte – disse.

Para o duelo de domingo, o técnico ainda tem dúvidas para escalar o time, mais precisamente nas laterais. Sem Vitor, machucado, e Gabriel Silva, suspenso, Felipão estuda opções. Patrik e Luis Felipe brigam por vaga na direita. Márcio Araújo, outra opção para o setor, precisa esperar o clube resolver uma dúvida com a CBF – se ele está ou não suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O dilema será esclarecido até este sábado.

outubro 22, 2010 Posted by | Palmeiras | | Deixe um comentário

Luxa reconhece frio na barriga, mas também ri: ‘Dá aquela piscadinha’

Técnico do Flamengo lembra da grande rivalidade com o time da Colina e diz que ‘seca’ o adversário nas horas vagas

Para todo torcedor do Flamengo, enfrentar o Vasco é uma emoção diferente. Com Vanderlei Luxemburgo não é diferente. Neste domingo, o técnico fará seu primeiro duelo com o rival após seu retorno e reconhece que existe um sabor especial. Ele, que, entre outros, já comandou a Seleção Brasileira e o Real Madrid, confessa que os momentos antes da partida reservam um pouco de frio na barriga e uma certa apreensão.

Luxa lembrou que do outro lado estará o presidente Roberto Dinamite, quem enfrentou na época de jogador.

– Claro que este clássico mexe, dá um frio na barriga, aquela piscadinha (risos). Quem não sentir, está morto. A rivalidade é muito grande. Ainda tem o Roberto (Dinamite) como presidente do Vasco. Começamos juntos nos juniores, e o Zico também.

Como bom flamenguista, Luxemburgo contou que nas horas vagas dá uma “secada” no time da Colina.

– Como torcedor, sempre vou querer ganhar do Vasco e vou torcer contra. Sou Flamengo. Mas sou profissional e deixo isso de lado quando estou trabalhando.

O técnico confirmou que a equipe titular será: Marcelo Lomba; Léo Moura, David Braz, Welinton e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson e Renato; Devid e Diego Maurício. O clássico será neste domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão. O Flamengo está em 13º lugar com 37 pontos, e o Vasco, com 41, está em 11º.

outubro 22, 2010 Posted by | Flamengo | , | Deixe um comentário

Fernandão está pronto para assumir o lugar de Dagoberto no domingo

Camisa 15 será titular se atacante não puder mesmo jogar em Fortaleza

Dagoberto foi afastado do time por ter tomado um medicamento para dor de cabeça, com substância proibida pela Agência Internacional Antidoping, e não deve enfrentar o Ceará neste domingo, no Castelão, pelo Brasileiro. Com isso, Fernandão foi testado como titular do São Paulo ao lado de Ricardo Oliveira. O atacante, que não começa jogando há um mês  por conta da recuperação de um edema na panturrilha esquerda, está pronto para a missão de substituir Dagoberto.

– Tive essa lesão na panturrilha e fiquei três semanas fora. Mas já estou treinando há praticamente duas semanas com o grupo. Estou me sentindo bem e sem problema nenhum. Fisicamente estou cada dia melhor. Estou preparado para esta possibilidade de jogar – garantiu o camisa 15 ao site oficial do clube.

O técnico Paulo César Carpegiani disse que ainda não vê Fernandão no ápice da forma física, e acredita que o jogador precisará ser substituído ao longo da partida. O atacante espera provar que está bem e não se preocupa no dia a dia se está como reserva ou titular. O que ele deseja mesmo é poder ajudar o São Paulo de alguma forma, seja em jogos ou treinos.

– Jogando ou não, eu sou um cara que estou com o grupo e fico muito feliz com as nossas vitórias. Temos de pensar desta maneira. Procuro buscar a minha chance e ajudar da melhor maneira possível. Estou cada dia mais feliz. E o importante é mostrar a cada dia que você está querendo ajudar de todas as maneiras – acrescentou.

outubro 22, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Rodrigo veste vermelho, mira Mundial e nega que seja ruim de vestiário

Zagueiro dispensado pelo Grêmio sob alegação de mau comportamento tem um mês e meio para disputar vaga no time do Mundial

Rodrigo teve reduzida a temporada de vestir azul. Sob a alegação de mau comportamento, foi dispensado pelo Grêmio em agosto. Dois meses depois, trocou de cor. “O vermelho cai bem”, disse o zagueiro de 30 anos, apresentado nesta sexta-feira como reforço do Inter. Ele fica no clube colorado por empréstimo até o fim do ano, com possibilidade de renovação do vínculo.

Na apresentação, o atleta deu explicações. Não muitas, mas deu. Acima de tudo, ele negou que seja ruim de vestiário.

– Tive uma conversa com o Roth e com o Fernando Carvalho na casa do Carvalho. Falei tudo que aconteceu no Grêmio. Colocaram um rótulo de que sou ruim de vestiário, sou isso e aquilo. Isso não cabe a mim. Coloquei o que aconteceu. O Roth trabalhou lá. Sabe como é. No dia a dia, vou provar. Vocês nunca ouviram falar que perdi hora, que cheguei
atrasado, que perdi o treino. Nunca me viram em noite. Não sei de onde tiraram isso. O Fernando Carvalho não iria me contratar sem o aval de profissionais com quem trabalhei. Nunca tive qualquer tipo de problema. Não é isso que vai manchar minha carreira – disse Rodrigo.

No Grêmio, o que se fala é que Rodrigo não aceitou tomar suco em uma refeição. Segundo a versão, ele queria refrigerante. Diante da negativa da nutricionista, teria arremessado um copo nela. Nesta sexta, ele não quis entrar em detalhes sobre a polêmica.

– A respeito de tudo que aconteceu comigo no Grêmio, não quero falar. Peço a compreensão de vocês. Se falo, posso me envolver em algo dentro de campo ou fora. Fica uma situação chata. Não quero estragar o espetáculo do fim de semana. Nesta semana, não vou falar disso. Vai ter uma semana inteira, e fico à disposição para conversar sobre tudo que aconteceu nesse momento no Grêmio. Só um lado falou. Mais para a
frente, vamos ouvir o outro lado – comentou Rodrigo.

O jogador será preparado para o Mundial. Entre treinamentos com o elenco principal e jogos com o time B, Rodrigo tentará garantir uma vaga entre os titulares nos Emirados Árabes.

– Eu só tenho isso na cabeça. Tenho meu trabalho com os preparadores do Inter e tenho certeza de que vou trabalhar aí. Tenho alguns jogos pela equipe B, para pegar um pouco de ritmo de jogo. Para essa competição, uma competição curta, vai jogar quem estiver em alto nível. É o jeito do Roth. Quero estar em alto nível para quando chegar minha hora.

outubro 22, 2010 Posted by | Internacional | , | Deixe um comentário

Rivalidade histórica não impede elogios colorados a Renato Gaúcho

Profissionais do Inter destacam trabalho realizado pelo treinador no Grêmio. ‘É esperto’, diz D’Alessandro

Renato Gaúcho jamais treinaria o Inter. E o Inter jamais aceitaria ter Portaluppi vestido de vermelho. O técnico e maior ídolo da história do Grêmio anda diplomático nos últimos tempos, obedecendo a uma exigência de seu novo cargo, mas ele sempre fez questão de provocar os colorados. Já como treinador, ia ao Beira-Rio vestido de azul para comandar clubes como Vasco e Fluminense. É quase uma rivalidade particular dentro da eterna dualidade do Gre-Nal. Mas nada disso impede que os profissionais do Inter valorizem o trabalho feito pelo rival no Olímpico.

Sobram elogios para o treinador adversário no Beira-Rio. Os colorados reconhecem que Renato mudou o time do Grêmio.

– É um momento super bom, que eles ainda não tinham vivido no campeonato. Um treinador muda time. Ele fez um bom trabalho – disse Rafael Sobis.

Andrés D’Alessandro foi outro a falar muito bem do técnico adversário. Na opinião do argentino, a percepção tática de Renato Gaúcho melhorou o Grêmio.

– No Grêmio, chegou um treinador novo, que conhece o clube, tem experiência, é esperto. Ele sabe o que falar e quando falar. Ele conhece o clube, conhece os jogadores, e ajeitou o time. Ajeitou o sistema defensivo e o meio-campo, para que Jonas e Douglas não tenham responsabilidade de marcação. Eles não têm essa responsabilidade. O Grêmio tem uma saída de contra-ataque muito rápido. Eles conhecem o Inter, e nós os conhecemos. Sabemos os pontos fortes deles. Vamos tentar neutralizar os jogadores importantes para não tomar gols. Eles trabalham bem a bola parada. É um time que o Renato conseguiu ajeitar bem – comentou D’Alessandro.

Até Celso Roth, sempre discreto nos comentários sobre os rivais (sejam positivos ou negativos), disse que é visível o crescimento do Grêmio com Renato Gaúcho. No domingo, às 18h30m, os eternos rivais estarão frente a frente no Olímpico.

outubro 22, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

República argentina é combustível do líder Cruzeiro antes do clássico

Felizes na Toca da Raposa, Montillo, Farías e Prediger não escondem a ansiedade às vésperas do primeiro jogo contra o arquirrival Atlético-MG

Eles chegaram e conquistaram a torcida cruzeirense. Rapidamente, Montillo e Farías caíram nas graças dos celestes, principalmente por contribuírem de forma decisiva para a liderança do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. É raro encontrar quem acreditasse – após a saída do técnico Adilson Batista – que o time mineiro brigaria pelo título nacional. Porém, com a contratação dos argentinos (o Cruzeiro ainda tem o volante Prediger), o time comandado por Cuca se recuperou de um início inconsistente e tem brilhado no período pós-Copa do Mundo.

Destaque do Universidad de Chile na Taça Libetadores, Montillo se tornou o grande maestro da equipe. Com garra, vibração, luta e muita categoria, o argentino se encaixou com uma luva no meio-campo do Cruzeiro. O jogador tem encantado torcedores, companheiros e até mesmo os adversários. O craque disse estar muito feliz em Belo Horizonte.

– É muito bom saber que as pessoas gostam de você. Fomos muito bem recebidos aqui no Cruzeiro, e tenho certeza de que Sebastián (Prediger) e El Tecla (Ernesto Farías) também estão muito contentes por estarem aqui.

O atacante Farías é um objetivo antigo da diretoria celeste. O jogador estava no Porto, de Portugal, e já havia despertado o interesse do clube mineiro. Porém, a dificuldade de se chegar a um acordo financeiro complicou a transação. Farías quase foi contratado em uma negociação envolvendo atacante Kleber, atualmente no Palmeiras. Desde que acertou com o Cruzeiro, o centroavante ainda não se tornou titular absoluto, embora sempre tenha agradado ao torcedor com o bom futebol e a presença na área adversária.

Já Prediger é o menos festejado de todos. O jogador foi contratado sem a recomendação de Cuca, que afirmou que não conhecia o futebol do atleta. Porém, após os treinamentos na Toca da Raposa II, o treinador admitiu utilizá-lo na equipe e já o relacionou para diversas partidas.

Primeiro clássico

Neste domingo, às 18h30m (de Brasília), os argentinos terão a chance de – pela primeira vez – enfrentar o Atlético-MG, no maior clássico do futebol de Minas Gerais. Acostumado a partidas de grande expressão, Farías afirmou que, neste caso, o importante é sair com os três pontos. O espetáculo em campo muitas vezes fica em segundo plano.

– Por sorte, pude jogar Boca e River Plate, Estudiantes e Gimnasia (clássicos argentinos) e Porto e Benfica (clássico português). Se for atuar contra o Atlético-MG, seguramente será uma partida muito bonita. Não importa como vem uma equipe ou a outra. Às vezes, não se joga uma boa partida, o importante é ganhar. Jogar bem é melhor, mas clássico tem que ganhar.

Líder do Brasileirão, com 54 pontos, o Cruzeiro precisa vencer o arquirrival para se manter na ponta. Caso empate a partida, e o segundo colocado Fluminense vença seu confronto, a equipe mineira perderá o primeiro lugar. O Atlético-MG, por sua vez, está na zona de rebaixamento, em 17º lugar, com 31 pontos.

outubro 22, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Perfil de Ganso trava a negociação de projeto oferecido pelo Santos

Representantes do jogador não aceitam a proposta feita pelo clube para explorar imagem e acreditam que ele tem potencial para lucrar mais sozinho

A diretoria do Santos e o empresário do meia  Paulo Henrique Ganso não entraram em um acordo para acertar um projeto semelhante ao feito com Neymar no clube, na exploração dos direitos de imagem do atleta. A parte financeira foi o principal motivo para a divergência, e a diferença no perfil dos dois jogadores foi o empecilho para a proposta não ser aceita. Os representantes de Ganso acreditam que o jogador pode ganhar mais se continuar explorando a sua imagem sozinho, sem dividir os lucros com o Peixe.

– Não era interessante para o Ganso o projeto oferecido pelo Santos. Temos o direito de não aceitar uma proposta. Isso é normal. O Ganso já teve media training, aula de línguas e não nos interessamos por esse projeto – afirmou Thiago Ferro, diretor do grupo DIS, que coordena a carreira do jogador.

Ocorre um ruído jurídico travando o processo. O DIS entende que existem dois direitos de imagem: um coletivo, aquele que o o clube detém 100% e pode explorar a imagem do jogador (vendendo camisas, usando fotos em campanhas…), e outro individual, que é 100% do atleta e que ele fatura integralmente em campanhas publicitárias sem a marca Santos (como os que Ganso tem com empresas como Gillette, Nike, Seara…). Nos contratos que Ganso tem com essas marcas, por exemplo, o nome “Santos” nem é citado. Só que do lado santista, a diretoria entende que é uma coisa só. Traduzindo: o que Ganso recebe numa propaganda deveria ir para os cofres da Vila Belmiro, o que não ocorre.

Uma das ideias seria o Santos adquirir 30% dos direitos individuais do meia, mas o clube nega pois entende que já tem esse direito. No projeto, o meia receberia do Peixe cerca de R$ 275 mil, entre salário e direitos de imagem, mais do que o dobro do seu salário atual de R$ 130 mil. Mas os representantes do jogador acham que ele pode lucrar mais do que isso. A postura fora de campo e a maturidade do atleta de 21 anos dão a Ganso um perfil comercial vantajoso.

A diretoria santista, porém, entende que o projeto seria bom também para o atleta e ficou surpresa com a negativa. Apesar disso reconhece que a diferença de perfil entre Neymar e Ganso existe, por isso a proposta foi adequada para cada jogador.

– O jogador seria o grande beneficiado com tudo. No meu entendimento, essa decisão das pessoas que trabalham como ele só o prejudica. Estamos pensando no futuro dele, e o projeto seria lucrativo para ele. O projeto foi o mesmo apresentado ao Neymar, apenas com pequenas diferenças porque o perfil do Ganso á diferente – explicou Pedro Luiz Nunes Conceição, diretor de futebol do Peixe.

A exploração da imagem de Ganso gera um desacordo entre as duas partes. A diretoria do clube alvinegro diz que possui os direitos e deveria lucrar com qualquer ação publicitária envolvendo o jogador. No entanto, Thiago Ferro não concorda. Para ele, o Santos tem direito apenas sobre a exploração de imagem coletiva, em casos que Ganso aparece junto com outros jogadores do time, por exemplo. Os direitos individuais são 100% do atleta, segundo explica Ferro.

Nesta sexta-feira, o Santos e a assessoria de Ganso divulgaram comunicados oficiais dando suas versões sobre esse impasse. O Peixe diz que, ‘segundo documento, 100% dos direitos de imagem do atleta pertencem ao clube’. Já o lado do jogador admite que o Santos ‘tem direito ao uso coletivo para qualquer promoção comercial ligada às atividades do clube’. Mas rebate e deixa claro que ‘o atleta possui a propriedade de 100% dos direitos de sua imagem no que se refere a campanhas promocionais realizadas exclusivamente por ele e que não tenham relação com a imagem do Santos.’

Apesar das diferenças de pensamento, ambas as partes garantem que nada afeta a relação e o compromisso do jogador como clube. O contrato de Ganso com o Santos vai até fevereiro de 2015, e a multa rescisória está fixada no valor de 50 milhões de euros (R$ 118 milhões).

– O contrato dele com o clube segue inalterado, isso é importante deixar claro. Nada mudou – disse Thiago Ferro.

outubro 22, 2010 Posted by | Santos | | Deixe um comentário

Em fase final de tratamento, Deco tem chances de enfrentar o Grêmio

Luso-brasileiro realizará exame para medir equilíbrio muscular neste sábado e será entregue a preparação física a partir de segunda-feira

Se escalar o quadrado mágico ainda é praticamente uma utopia para Muricy Ramalho, o treinador do Fluminense ao menos deve poder contar com sua dupla de armadores já na partida contra o Grêmio, na próxima quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Engenhão, pela 32ª rodada do Brasileirão. Vetado para a partida contra o Atlético-PR, neste domingo, em Curitiba, Deco fará um exame isocinético (para medir o equilíbrio muscular e a potência), neste sábado e, se tudo der certo, será liberado para a preparação física na próxima segunda-feira.

Fora da equipe desde a partida contra o Cruzeiro, há duas semanas, por conta de um estiramento na coxa direita, o luso-brasileiro está na fase final do trabalho de fisioterapia e já realizou até mesmo algumas atividades no campo. Com a provável liberação para recondicionar a parte física, a perspectiva é de que treine com o preparador Ronaldo Torres na segunda e na terça-feira, ficando à disposição de Muricy Ramalho para a atividade de quarta.

Deco já desfalcou o Fluminense na partida contra o Botafogo, na última rodada, por conta do problema e não encara o Furacão, domingo, às 16h (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba.

Com 53 pontos, o Tricolor carioca é o segundo colocado do Brasileirão, atrás do Cruzeiro, que tem 54.

 

outubro 22, 2010 Posted by | Fluminense | , | Deixe um comentário

Alessandro se machuca no rachão, mas avisa: ‘Foi um susto’

Lateral sofre pancada no tornozelo em treino desta sexta-feira, mas garante que enfrentará o Vitória neste sábado

O Botafogo ganhou uma preocupação de última hora para o jogo contra o Vitória. Em lance acidental no rachão disputado na manhã desta sexta-feira, em General Severiano, Alessandro deixou o campo sentindo muitas dores no tornozelo esquerdo, fruto de um choque com o atacante Alex.

Aparentando sentir muitas dores, Alessandro precisou sair do gramado amparado pelo médico do Botafogo. Ele seguiu diretamente para o departamento médico, onde foi avaliado. Mais tarde, entrou na sala de imprensa do CT alvinegro avisando que estará em campo neste sábado.

– Foi um susto. Naquela hora senti uma dor insuportável e ficou difícil caminhar. Mas logo comecei o tratamento com gelo e melhorou. Já joguei sentindo dores piores. Vou fazer tratamento intensivo para estar em campo, mas antes vou tomar um banho de sal grosso – brincou.

Poucos minutos depois do lance envolvendo Alessandro, o próprio Alex foi motivo de preocupação, após machucar a mão no alambrado do campo de treinamento. Joel Santana não escondeu o incômodo com a situação.

– Hoje foi um dia danado. Vou tentar saber da real situação e, se o Alessandro for dúvida, vou mandar vir alguém do time sub-23 para completar o grupo de 18 jogadores – afirmou o treinador.

O time alvinegro tem outros quatro desfalques importantes na reta final do Campeonato Brasileiro por motivos médicos. Maicosuel, Fábio Ferreira e Herrera não disputam mais a competição. Antônio Carlos está afastado por três semanas.

outubro 22, 2010 Posted by | Botafogo | , | Deixe um comentário

Leandro pode ser uma das novidades do Galo no clássico com o Cruzeiro

Lateral, que ainda treina com a mão direita fraturada, pode ser escalado domingo,em Uberlândia. Se confirmado, usará proteção especial no local

O gesso na mão direita indica que a fratura ainda não está calcificada. Nada que impeça o lateral-esquerdo Leandro de jogar o clássico com o Cruzeiro no próximo domingo, às 18h30m (de Brasília), no Parque do Sabiá. Ele treinou a semana inteira e, caso seja confirmado entre os titulares, deverá ganhar uma proteção especial no local.

O técnico Dorival Júnior ainda não divulgou o time que começa jogando. Mas, como Eron (que vinha atuando) não foi nem relacionado para a viagem a Uberlândia, nesta sexta, é bem provável que o departamento médico do Atlético-MG esteja abastecendo a bagagem com o material usado para substituir o gesso e deixar Leandro preparado.

– Não sinto mais dor. Conversei com os médicos e eles sabem como está a lesão. Estão estudando a melhor maneira de tirar o gesso para que eu fique à disposição do técnico. O que mais me incomoda, na verdade, é ficar longe do time.

Se escalado, Leandro terá a mão direita imobilizada. Os médicos do clube deverão usar um material específico, mais maleável, que não ofereça riscos de machucar o adversário, em caso de choque. E que, também, não atrapalhe a recuperação do lateral.

Leandro, que já atuou pelo Cruzeiro (estava na equipe que conquistou a Tríplice Coroa, em 2003), conhece bem a rivalidade e a importância do clássico. No jogo do primeiro turno, ele começou no banco e entrou no decorrer da partida, em lugar de Ricardinho. Lembra que, naquela ocasião, o Atlético-MG ‘deu bobeira’, algo impensável para o jogo do próximo domingo devido às pretensões do time no campeonato.

– Para mudar essa situação em que estamos, a única solução que temos é vencer. A equipe vem numa crescente. Fomos nós mesmos que nos colocamos nessa situação e somos nós quem podemos tirar. E vamos. Independentemente de o Cruzeiro estar na frente. No primeiro jogo demos bobeira e, agora, estamos com mais cautela e tranquilidade. Há bastante tempo a equipe adversária vem vencendo, mas vai ser um jogo de superação para o Galo. Não tem favorito. Os dois times tem jogadores de qualidade. Eles também estão estudando nossa equipe pois sabem que se derem vacilo, poderemos sair com vitória.

Outra novidade

Além de Leandro, outra novidade no time que enfrenta o Cruzeiro é Diego Tardelli. O atacante ficou afastado do time por três semanas, se recuperando de um estiramento muscular. Ele voltará a formar dupla de ataque com Obina.

outubro 22, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário