Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Prass assina renovação com o Vasco

Goleiro, que acertou por mais três anos com o Gigante, já fala em ficar até
mais tempo que o período do novo contrato

Fernando Prass assinou nesta terça-feira a sua renovação de contrato com o Vasco. O novo vínculo do atleta vai agora até o fim de 2013. O contrato já estava acertado há algum tempo, mas ainda não havia sido assinado. O goleiro se mostrou tão feliz que falou até em ficar ainda mais tempo.

– Dentro da normalidade, um goleiro pode jogar até os 40 anos. Por mim, posso até ficar mais três e mais três – brincou.

O novo contrato será encaminhado para a CBF apenas na semana que vem. A medida é para evitar que o goleiro tenha problemas na inscrição para o jogo contra o Flamengo, uma vez que os tramites burocráticos demoram de três a quatro dias.

Dedé e Rômulo com tudo certo

Assim como fez com Fernando Prass, o Vasco já acertou tudo com o zagueiro Dedé e o volante Rômulo. Os dois irão assinar contratos longos com o clube. Segundo o diretor de futebol, Rodrigo Caetano, em breve a assinatura de contrato dos dois será anunciado.

outubro 19, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Carpegiani: ‘Vamos esquecer o G-4’

Treinador não quer grupo pensando na quarta vaga para a Libertadores, pois ela poderá ser perdida se um time brasileiro ganhar a Sul-Americana

Na última segunda-feira, a Conmebol devolveu uma vaga na Libertadores ao Brasil, permitindo assim que o G-3 do Brasileirão voltasse a ser G-4. No entanto, se um brasileiro for campeão da Copa Sul-Americana, o G-4 desaparece novamente. Para Paulo César Carpegiani, técnico do São Paulo, nada mudou. Ele não vai considerar a alteração, mesmo que ela signifique que o Tricolor está atualmente a dois pontos do time que está na zona da competição continental.

– É o famoso condicional da palavra ‘se’. Não gosto disso. No meu entendimento isso tira o estímulo, os times relaxam um pouco achando que agora há mais uma vaga. O ‘se’ não nos serve. Não quero que o São Paulo esteja nesta condição. Vamos esquecer o G-4, que chega em uma hora ruim, e focar nas nossas metas, que serão reveladas na hora certa – explicou o treinador.

Carpegiani aproveitou a terça-feira para levar o elenco profissional para treinar em Cotia, no Centro de Treinamento destinado à base tricolor. Os jogadores trabalharam em um dos 11 campos e depois almoçaram no refeitório do local. No fim, foram cercados pelos jovens das categorias inferiores para pedidos de fotos e autógrafos. O comandante acenou com a possibilidade de comandar mais treinos no grande complexo esportivo.

– Treinar aqui não vai representar aproximação, e sim obrigação, pois o CT de Cotia faz parte do São Paulo, é tudo uma coisa só. Quero interligar os trabalhos de Cotia com os do profissional. Afinal, os jogadores nascem aqui.

outubro 19, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Muricy ‘paz e amor’ tem saudade de São Paulo, mas não quer deixar o Rio

Técnico do Fluminense visita cidade onde a família mora, mas garante estar ambientado no Rio de Janeiro. Para ele, título com o Flu teria sabor especial

O Muricy Ramalho ríspido, turrão e mal humorado deu lugar a uma versão “paz e amor” desde que ele rumou para o Rio de Janeiro, para treinar o Fluminense. Volta e meia, porém, o técnico retorna a São Paulo para matar saudades da cidade em que mais viveu e conquistou taças. A família está na capital paulista, o que favorece as visitas ao local. A última foi nesta segunda-feira, para participar do programa “Bem, Amigos”, do canal SporTV.

Mais magro, mais sorridente e muito mais tranquilo, ele diz sentir saudades do lugar onde conquistou três títulos brasileiros no comando do São Paulo. No entanto, não quer mais largar o Rio de Janeiro, que o transformou fisicamente e psicologicamente.

– Estou mais magro mesmo (risos). O pessoal do Rio gosta bastante de se cuidar, tem muito desse aspecto saudável. E lá tem casa de sucos espalhadas por todo lugar, então sempre paro, tomo algo natural, está muito bom por lá – afirmou Muricy.

No comando do vice-líder do Campeonato Brasileiro, o técnico tem a chance de conquistar seu quarto título brasileiro na carreira. Se a taça com o Flu vier, ele garante que terá um sabor ainda melhor do que o tri com o São Paulo. Afinal, ele tem se sentido em casa na capital fluminense: praia nas folgas, caminhadas para manter a saúde em dia e relação amistosa com a imprensa local.

– A pressão é bem menor no Rio. Claro que existe a cobrança por resultados e tudo, mas a pilha em São Paulo é muito maior. Por isso acaba provocando alguns problemas. Com o Fluminense, seria ainda mais especial ganhar o título brasileiro, eles querem muito, eu também quero – admitiu Muricy.

A família, no entanto, segue em São Paulo, o que “força” Muricy a passar muito pela cidade. Os laços afetivos e familiares ele não nega: fazem a saudade apertar de vez em quando.

– Saudade sempre tenho, claro, mas minha família preferiu ficar aqui. Lá também estou bem, apartamento perto da praia, sempre desço para caminhar quando posso, mas sem a família não é a mesma coisa, claro – completou o sorridente técnico.

outubro 19, 2010 Posted by | Fluminense, São Paulo | , | Deixe um comentário

Elogios a Luxa viram críticas diretas a Silas: ‘Precisávamos de comando’

Willians avisa que grupo já está fechado com técnico, que ‘sabe o que é certo e o que é errado’. Deivid reafirma sintonia da antiga parceria

Unanimidade imediata entre os jogadores do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo colhe elogios a cada dia. Depois de três partidas sem derrota, sendo duas com vitória (sobre Atlético-GO e Inter), o grupo indica que a união que faltou com Rogério Lourenço e, sobretudo, Silas, agora, sobra com o novo técnico. Segundo Willians, parte da culpa pela falta de resultados rubro-negros nos meses anteriores tinha a ver com a falta de pulso.

– Estávamos precisando de mais comando. Já sentimos muita diferença. O grupo está fechado com ele (Luxemburgo), que é muito experiente e sabe o que é certo e errado de se fazer. Se continuarmos este trabalho, vamos chegar mais longe – crê o volante, de volta à equipe neste domingo, diante do Vasco, no Engenhão, após suspensão.

A clara referência ao antecessor, em contrapartida, já não é evidenciada nas declarações de Deivid, que prefere exaltar a sintonia com o atual chefe do Flamengo.

– Vanderlei me conhece bem de outros clubes. E nada melhor do que ter papos com ele com muita franqueza. É uma pessoa que conhece muito o futebol. A maneira de ele trabalhar tem facilitado. Nós falamos a mesma lingua. Se já tivemos sucesso, não há razão para não repetir – decretou o atacante, que pede que Luxa continue cobrando.

– Temos de entender o jeito dele. É preciso tirar proveito das mensagens que ele tenta passar. É aquela história: enquanto ele pega no pé, fico feliz. Se deixar de lado, é porque desistiu do jogador.

Com mais contato com os jogadores, Luxemburgo dá treinos didáticos, usa a conversa ao pé do ouvido com alguns atletas como artimanha e exige que toda ação passe por seu crivo.

outubro 19, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Rosário revela que se tornou zagueiro tardio nas mãos de Abel

Jogador do Botafogo lembra que técnico brasileiro o tirou da lateral esquerda nos Emirados Árabes

O porte físico e a força não deixam dúvidas de que Márcio Rosário nasceu para ser um zagueiro-zagueiro. Mas apenas há relativamente pouco tempo ele passou a atuar na posição em que recentemente se firmou no Botafogo. Até chegar aos Emirados Árabes o jogador era lateral-esquerdo. A mudança aconteceu pelas mãos de Abel Braga, seu técnico no Al-Jazira, clube que defendeu por dois anos e meio, até chegar a General Severiano.

– Desde os 15 anos jogava na lateral, até que o Abel pediu que eu jogasse improvisado como zagueiro. Gostei e não quero mais sair. As pessoas brincam comigo, dizendo que não existe lateral de dois metros. Eu tinha que ser zagueiro mesmo – brincou o jogador de 26 anos, que mede 1,87m e pesa 88 quilos.

Contratado pelo Botafogo na metade do ano, Márcio Rosário admite que demorou a recuperar a forma física, após dois anos e meio treinando às 21h e em apenas um período nos Emirados Árabes. Com a lesão de Fábio Ferreira, o zagueiro ganhou espaço e se diz totalmente adaptado ao novo clube.

– Lá não há treino em dois períodos e, assim, demorou um pouco para que conseguir me adaptar. Mas o ambiente que encontrei no Botafogo me possibilitou recuperar a melhor forma e poder ajudar a equipe – disse.

outubro 19, 2010 Posted by | Botafogo | | Deixe um comentário

Ganso elogia Martelotte, mas crê em chegada de treinador experiente

Recuperando-se de lesão, meia vê o Santos forte na briga pelo título brasileiro sob o comando do interino, mas acredita em mudança para 2011

Paulo Henrique Ganso não está podendo ajudar o Peixe dentro de campo, mas fora das quatro linhas continua tendo participação ativa no dia-a-dia do time. Apesar de ter apenas 21 anos, o jovem meia demonstra maturidade, não foge de perguntas e expressa sua opinião sobre as definições e mesmo polêmicas no clube. Em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM nesta segunda-feira, Ganso manifestou o seu apoio ao trabalho do técnico interino Marcelo Martelotte.

– O Marcelo está fazendo um ótimo trabalho. Ele já estava trabalhando no clube com o Dorival (Júnior) desde o início do ano, então ele conhece bem o grupo. Ele deu continuidade ao que vinha sendo feito e colocou os garotos para jogar – analisou o meia, afastado há quase dois meses depois de sofrer uma lesão no joelho esquerdo.

Na última semana, Ganso já havia dito que gostaria mesmo é que Dorival Júnior retornasse à Vila Belmiro. No entanto, sabe que isso não acontecerá depois de ser demitido por causa da polêmica com Neymar. E apesar de elogiar o trabalho de Martelotte, o camisa dez acredita que um treinador mais experiente, provavelmente Abel Braga, será contratado para dirigir a equipe na Libertadores de 2011.

– Acho que virá alguém mais experiente, a diretoria já falou isso e é o que deve acontecer. Mas, nunca se sabe, vamos esperar até o final do ano pra ver o que vai acontecer – afirmou.

Quarto colocado na tabela, seis pontos atrás do líder Cruzeiro, faltando oito rodadas para o final do Brasileirão, o Santos está na briga direto pelo título. Para Ganso, o time tem boas condições de conquistar a taça pelo que vem apresentando nos último jogos. Apesar da derrota para o São Paulo, por 4 a 3, no último domingo, o meia mostrou-se confiante com o desempenho alvinegro.

– Sem dúvida nenhuma, o Santos tem todas as possibilidades de ser campeão este ano. Os times que estão na frente estão perdendo, e a diferença agora é só de seis pontos para o primeiro colocado. Infelizmente, o Santos também vacilou e perdeu no final de semana, mas ainda temos boas chances – disse o camisa dez.

outubro 19, 2010 Posted by | Santos | , | Deixe um comentário

A um dia de decisão, Assunção ganha atenção especial de Scolari

Volante artilheiro treina batidas de faltas acompanhado de perto por treinador. Contra o Universitario de Sucre, ele é a arma palmeirense

Depois do último ensaio com portões fechados para o confronto com o Universitario de Sucre, pelo segundo encontro das oitavas de final da Copa Sul-Americana, o que se viu na Academia de Futebol foi um grupo de palmeirenses para um lado e o técnico Luiz Felipe Scolari para o outro. A separação após o treino desta terça-feira foi proposital – o jogo é na quarta, às 22h, na Arena Barueri. O comandante queria acompanhar de perto as batidas de faltas de Marcos Assunção, o volante artilheiro do Alviverde.

Pacientemente, Scolari manobrava a barreira de um lado para o outro. E contava os passos para medir a distância entre o obstáculo e a bola. Diferentemente das partidas, quando cumpre todo um ritual antes da batida, Assunção se posicionava e disparava. De 20 cobranças acompanhadas pelo GLOBOESPORTE.COM, o volante palmeirense acertou 15, para sofrimento do goleiro Rafael Alemão. Outras quatro foram para fora, e uma acertou a trave.

A atenção dedica por Scolari tem razão. O Palmeiras conquistou a vantagem de poder empatar na decisão com o Universitario de Sucre graças a um tiro certeiro de Assunção. Na partida disputada na última quinta-feira, na Bolívia, o volante acertou um belo chute de falta e decretou o 1 a 0.

– Eu confio muito em mim. Trabalho e me dedico todos os dias para ser o melhor na minha posição, para ser o melhor no que eu faço. Quando fui para o Grêmio Prudente, no início do ano, eu dizia aos companheiros que ficaria lá só durante os três meses do Campeonato Paulista. Eu sabia que poderia ser importante para um clube grande novamente – disse Marcos Assunção na última segunda-feira, durante entrevista coletiva.

Desde que chegou ao Palmeiras, logo depois do Campeonato Paulista, Assunção já marcou oito gols pelo clube. Sete foram em cobranças de faltas – cinco pelo Brasileiro e dois pela Sul-Americana.

– As cobranças de faltas são uma vantagem que nós temos, mas também podemos decidir as partidas de outras formas. Estamos criando bastante oportunidades durante os jogos e, com os jogadores de talento que temos, não podemos depender só das faltas – analisou.

Em todo caso, Felipão prefere ficar atento ao seu artilheiro improvisado. E não se incomoda nem de ficar na barreira para ajudar seu atleta a ficar com a pontaria mais afinada.

outubro 19, 2010 Posted by | Palmeiras | , | Deixe um comentário

Tite chega a São Paulo para assumir o Timão: ‘É algo muito especial’

Treinador fará sua estreia domingo, no clássico com o Palmeiras

Tite está no Brasil para assumir o Corinthians. O treinador gaúcho desembarcou no aeroporto de Guarulhos, nesta terça-feira, às 17h25m, depois de se desligar do Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, clube que assumiu no início de setembro para a disputa do Mundial Interclubes.

– O Mundial era uma coisa importantíssima para mim, mas a volta para o Corinthians pesou bastante. É algo muito especial, independentemente do Mundial. O Corinthians está acima dos meus objetivo pessoais – declarou o treinador em sua chegada no aeroporto internacional de São Paulo.

O treinador, que dirigiu o Timão de maio de 2004 a fevereiro de 2005, retorna ao Parque São Jorge para novamente tentar tirar o clube de uma crise. São sete partidas sem vitória, desempenho que derrubou o Alvinegro da liderança para a terceira colocação do Campeonato Brasileiro e fez a diretoria demitir Adilson Batista.

– Tive todo o reconhecimento do trabalho feito naquela época. Por uma posição, não classificamos para a Libertadores e pegamos a equipe na zona do rebaixamento. Foi um marco importante na minha carreira – acrescentou o novo técnico alvinegro.

Tite será apresentado oficialmente na quarta-feira, às 15h, no CT Joaquim Grava, e iniciará os treinamentos com o elenco. A estreia dele está marcada para o próximo domingo, contra o arquirrival Palmeiras, às 16h, no Pacaembu.

– Quando deixei o país, o melhor futebol apresentando, o mais consistente, no meu entender, era do Corinthians. Temos que retomar o bom papel que, em algum momento, se perdeu. Temos condições – finalizou o comandante Tite.

outubro 19, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Efeito Gre-Nal: Roth decide fechar três treinamentos no Inter

Atividades de quarta, quinta e sexta serão realizadas sem a presença de imprensa e torcida no Beira-Rio

Tem coisas que só acontecem em semana de Gre-Nal. O técnico Celso Roth, que vem trabalhando sistematicamente com portões abertos desde que assumiu o Inter, resolveu mudar de postura antes do duelo com o Grêmio. O clube informou nesta terça-feira que três treinamentos não terão a presença da imprensa e da torcida. As atividades de quarta, quinta e sexta-feira serão com portões fechados.

Serão justamente os treinos que definirão a escalação colorada para o Gre-Nal. Em tese, Roth poderá montar o Inter com todos os titulares. A reapresentação aconteceu nesta terça-feira, com atividades mais leves. O outro treino aberto, no sábado, não deve ter trabalho tático.

No Grêmio, Renato Gaúcho avisou que não pretende trabalhar em sigilo. Os treinos devem ocorrer com portões abertos.

outubro 19, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Renato lamenta escassez de atletas folclóricos, mas evita provocações

Em semana Gre-Nal, técnico do Grêmio muda discurso que o caracterizou

Gosto do Inter porque sobre eles ganhei dois apartamentos – disse há muito tempo um folclórico Renato Gaúcho,personagem que não se repetirá nesta semana. Às vésperas do primeiro Gre-Nal como técnico, ele evita declarações polêmicas.

Renato, um frasista nato, costumava provocar adversários quando ainda jogava. Desta maneira promovia o futebol comoespetáculo. Para encher estádios. Agora, como técnico, adota outro comportamento:

– Eu falava algumas coisas para ver estádio lotado. Gostava, mesmo se fosse no Beira-Rio. Eram 40, 50 mil pessoas me sacaneando, aí eu fazia um gol e sacaneava eles. Mas agora não tem mais isso, não entro mais em campo.

A justificativa é simples: o jogador pode entrar em campo e endossar seu discurso. Cumprir aquilo que prometeu. Sempre, ele faz questão de ressaltar, com respeito.

– No momento em que você não menospreza, não humilha o adversário, acho que esse tipo de entrevista é válida.

Aposentado das entrevistas folclóricas, Renato lamenta a escassez de sucessores em um estilo no qual inclui também Romário e Edmundo.

– Hoje em dia infelizmente não tem mais isso. Eu admiro jogadores assim. Mas hoje em dia, até pelas assessorias de imprensa, não tem mais isso. Nada contra as assessorias, mas às vezes o jogador quer falar algo, e não deixam. Isso mostra que o jogador tem personalidade, que ele pode fazer a diferença, que ele se garante em campo. Por isso que o Romário faz falta, o Edmundo faz falta, porque são jogadores que levam um número de pessoas muito maior ao clássico.

Sem este perfil polemista, Renato lembra que as declarações não seriam necessárias hoje. As campanhas, segundo ele, falam tudo o que é necessário para promover o clássico.

– Vocês podem ter certeza que não vai ter espaço para um mosquito aqui no Olímpico domingo. Os dois times estão com boas campanhas, isso é suficiente. Há pouco o Inter foi campeão da Libertadores, estamos próximos na pontuação, bem no campeonato. Se a torcida do Inter não vier, a do Grêmio vai lotar o seu espaço.

Dos tempos de jogador, quando concedia entrevistas que arrastavam torcedores às bilheterias – correligionários entusiasmados com o ídolo, ou adversários sedentos pela desforra – Renato guarda especial memória de um Gre-Nal disputado em 1984, após a conquista do Mundial Interclubes:

– Foi o Gre-Nal amistoso depois que voltamos do Mundial. Na época a imprensa disse que o Grêmio havia pintado o mundo de azul, e o Mauro Galvão disse que não, que o Rio Grande do Sul era vermelho porque eles tinham conquistado o Gauchão. Aí eu disse para o presidente: ‘marca um Gre-Nal então’. Foi em janeiro de 1984, vencemos por 4 a 2, e eu disse que o mundo todo era azul, sim.

outubro 19, 2010 Posted by | Grêmio | , | Deixe um comentário

Wellington Paulista vira dúvida para pegar o Atlético-MG, em Uberlândia

Durante entrevista coletiva, Cuca afirma que jogador sentiu dores no joelho
e na coxa direita no último lance da derrota para o Grêmio, em Porto Alegre

O técnico Cuca revelou uma possível baixa do Cruzeiro para o clássico contra o arquirrival Atlético-MG, no próximo domingo, às 18h30m (de Brasília), em Uberlândia. Na entrevista coletiva desta terça, o treinador disse que o atacante sofreu uma entorse no joelho direito e em seguida sentiu uma dor muscular na coxa da mesma perna, no último lance da derrota por 2 a 1 para o Grêmio.

O treinador ainda vai aguardar a recuperação do zagueiro Cláudio Caçapa, que não participou do treinamento para se tratar das dores no joelho direito. Ele já desfalcou o Cruzeiro na última rodada.

– O Wellington Paulista me preocupa, e o Caçapa também. Os dois são nossos titulares, e vou esperar até o fim da semana para definir a equipe – declarou Cuca.

A expectativa é que o zagueiro volte aos treinamentos nesta quarta, no período da tarde. Já o atacante será examinado também nesta quarta-feira para saber a gravidade da lesão.

Wellington Paulista já havia desfalcado o Cruzeiro por seis rodadas por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda. Ao voltar ao time, marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, resultado que colocou a Raposa pela primeira vez na liderança do Brasileirão. Ele também foi o autor do gol da Raposa no triunfo sobre o Galo no primeiro turno, na Arena do Jacaré.

outubro 19, 2010 Posted by | Cruzeiro | , | Deixe um comentário

Diego Tardelli treina normalmente e exibe a nova chuteira cor-de-rosa

Artilheiro do Galo deve ser a grande novidade no clássico de domingo

A grande notícia para a torcida atleticana foi a participação do atacante Diego Tardelli no treino da tarde desta terça-feira, na Cidade do Galo. Após trabalhar em separado pela manhã, o artilheiro participou da movimentação com bola durante a tarde.

Se retornar à equipe, o goleador do Brasileirão 2009 não chamará atenção apenas pelo futebol. Durante os treinamentos na Cidade do Galo, o artilheiro exibiu uma chuteira cor-de-rosa, que ganhou bastante destaque.

Lateral esquerda

Exames realizados nesta terça-feira não identificaram lesão na coxa esquerda do lateral-esquerdo Eron. O jogador continua sentindo dores e entregue ao departamento médico, mas poderá ser liberado para o clássico deste domingo. A recuperação e a contenção das dores é que dirão se a lateral será um problema para o técnico Dorival Júnior.

Caso Eron não se recupere, a lateral esquerda se tornará uma dor de cabeça para o Atlético-MG. Os outros dois atletas da posição não estão à disposição neste momento. Fernandinho levou o terceiro cartão amarelo contra o Avaí e cumprirá suspensão automática. Já Leandro, desfalque desde a partida contra o Ceará, ainda está com gesso no braço direito e não tem liberação confirmada.

outubro 19, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário