Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Cruzeiro vence o Goiás e agora faz minifinal contra o Flu no domingo

Raposa vence por 1 a 0 e fica a um ponto do Tricolor, líder do Brasileirão. Esmeraldino segue em situação delicada na luta contra o rebaixamento

Mudança no G-3 do Campeonato Brasileiro. Na vice-liderança, sai o Corinthians, entra o Cruzeiro. A vitória da Raposa por 1 a 0 sobre o Goiás, no Serra Dourada, na noite desta quinta-feira, colocou ainda mais fogo na disputa pelo título da competição. E também manteve o time Esmeraldino, penúltimo colocado, em situação difícil na briga para evitar o rebaixamento.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O futebol não foi dos melhores, de nenhuma das partes. Tanto que o gol do Cruzeiro foi marcado por um jogador do Goiás, tamanha falta de pontaria dos atacantes celestes. Jonílson testou contra o próprio patrimônio.

O Goiás mostrou porque é um dos sérios candidatos ao rebaixamento. Inoperante no ataque, o time goiano pecou muito na marcação e mostrou enorme falta de criatividade. Para piorar, após o apito final, torcedores do time da casa brigaram entre si nas arquibancadas.

Nervosismo e pouca inspiração

O Cruzeiro entrou em campo sabendo que uma vitória o colocaria na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, a um ponto do líder Fluminense. O Goiás não tinha outro pensamento que não fosse a vitória para escapar das últimas colocações.

O técnico Jorginho escalou o Goiás no esquema 3-6-1, demonstrando preocupação com o meio-campo celeste formado pelo trio de volantes ‘modernos’ Fabrício, Henrique e Marquinhos Paraná, e pelo bom meia argentino Montillo.

Os dois times entraram em campo com desfalques de última hora. O atacante esmeraldino Felipe foi vetado ainda nos vestiários por conta de uma contusão muscular. Já o zagueiro celeste Cláudio Caçapa sentiu dores de uma pancada sofrida na perna esquerda e também foi vetado.

As duas equipes começaram a partida pressionadas pelos resultados da rodada. Por conta disso, poucas jogadas de perigo agitaram o primeiro tempo. Numa delas, o atacante cruzeirense Robert invadiu a grande área sozinho, tentou driblar o goleiro Harlei, mas o camisa 1 esmeraldino salvou os donos da casa, aos 39 minutos.

Mas aos 42, veio a melhor chance da primeira etapa. Thiago Ribeiro quase abriu o placar ao mandar uma bomba no travessão, após cobrança de escanteio de Montillo.

Gol contra e vice-liderança

O técnico Cuca parece que utilizou o intervalo para dar um choque nos jogadores. A equipe foi para cima com mais qualidade. Logo aos 4 minutos, Montillo arrancou grito da torcida cruzeirense ao chutar uma bola rente a trave.

Se o ataque do Cruzeiro era ineficiente, o Goiás deu uma grande ajuda. Montillo fez boa jogada, cruzou da direita e o volante Jonílson, de peixinho, marcou um golaço de cabeça. Só que foi contra. O gol deixou a Raposa na vice-liderança.

Com a desvantagem no placar, o técnico Jorginho resolveu abrir o time do Goiás com Wellington Saci e Camacho nas vagas de Júnior e Marcelo Costa, respectivamente. Com isso, o Cruzeiro passou a jogar nos contra-ataques.

Aos 22 minutos, Thiago Ribeiro perdeu a chance de matar o jogo. Ernando bobeou e perdeu a bola para o atacante, que chutou por cima, de frente para o gol. A noite não era mesmo dos atacantes cruzeirenses. Aos 34 minutos, foi a vez de Robert desperdiçar chance incrível ao chutar para fora, livre, na pequena área.

Nos dez minutos finais, os donos da casa esboçaram uma reação mas sem sucesso. O time goiano deixou o campo xingado pela própria torcida. Os torcedores ainda armaram uma confusão e saíram no tapa entre si. Já os cruzeirenses foram para os vestiários saudados pelos torcedores celstes, que fizeram a festa no Serra Dourada.

GOIÁS 0 X 1 CRUZEIRO
Harlei; Valmir Lucas, Ernando e Marcão; Wendel (Otacílio Neto), Wellington Monteiro, Carlos Alberto, Jonílson, Marcelo Costa (Wellington Saci) e Júnior (Camacho); Rafael Moura. Fábio; Rômulo, Léo, Edcarlos e Pablo; Paraná, Henrique, Fabrício (Fabinho) e Montillo; Robert (Everton) e Thiago Ribeiro (Jonathan).
Técnico: Jorginho Técnico: Cuca
Gols: Jonílson (contra) aos 10 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Ernando, Marcão, Otacílio Neto e Rafael Moura (Goiás); Léo (Cruzeiro)
Local: Serra Dourada, Goiânia. Data: 07/10/2010 Árbitro: Marcelo de Lima Henrique Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises e Ediney Guerreiro Mascarenhas Público: 6.170 pagantes Renda: R$ 124.525,00

 

 

 

outubro 8, 2010 - Posted by | Cruzeiro, Goiás |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s