Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Neymar brinca com seu sucesso com as fãs: ‘Acho que é meu mel’

Jogador mais assediado do Santos, atacante reconhece que a fama é mais difícil do que ele esperava: ‘Não pode fazer nada’

Após envolver-se com confusões e virar motivo de piada na internet, Neymar segue trabalhando para assegurar uma imagem melhor e mostra que não perdeu seu jeito irreverente de ser. Em entrevista à revista “Contigo!”, o atacante do Santos mostrou-se consciente das consequências de suas ações, comentou o assédio que sofre pela imprensa e pelos fãs – em especial pelas garotas – além de ter assegurado que não liga para as cobranças com relação ao seu futebol.

– Acho que é meu mel que deixa as meninas assim (risos). Estou brincando, não sei o que é, não. Hoje, quando eu conheço uma menina, sempre tenho um pé atrás. Mas aí vamos nos conhecendo para ver no que dá. Já namorei três vezes. Só que nesse momento estou sossegado, solteiro. Mas não posso dar bola para qualquer uma, não, tenho que me fazer de difícil – disse o atleta de 18 anos, admitindo estar carente.

Reconhecido em todos os lugares, o garoto formado nas categorias de base santistas admitiu que a fama tem sido mais dura do que ele esperava.

– Aqui em Santos, não consigo sair. Acaba virando um tumulto. Na última vez que fui ao cinema, eu e o André (ex-atacante do Santos, vendido para o Dínamo de Kiev, da Ucrânia), tínhamos de atravessar toda a praça de alimentação. Fomos correndo e a multidão se formando atrás de nós. No fim, deu tudo certo. Eu achava que quem era famoso podia fazer tudo o que quisesse, mas é bem o contrário. Não pode fazer nada. É minha vida, é o preço que eu pago para ter retorno lá na frente – afirmou.

Neymar mostrou-se bastante consciente de sua influência, especialmente com os mais jovens.

– Fora de campo preciso tomar cuidado com tudo. Somos chamados de Meninos da Vila e tem muita gente de olho, que se espelha em nós. Precisamos dar o exemplo – disse o atacante, tentando mostrar maturidade.

– Eu jogo meu futebol. Se dizem que é bonito, para mim tanto faz. Não ligo para a cobrança. Fico bravo quando eu erro, claro. Esses tempos em que perdi muitos pênaltis, fiquei boladão. Mas não posso parar de jogar por isso. Não posso me abater. Sei me cuidar e sei levar essas cobranças numa boa – garantiu.

Fonte: globoesporte.com

setembro 29, 2010 - Posted by | Santos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s