Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco bate o Santos na Colina e desencanta após seis partidas

Equipe faz 3 a 1 no Peixe com gols de Fágner, Felipe e Eder Luis

Depois de seis partidas sem saber o gosto da vitória, o Vasco fez 3 a 1 no Santos, nesta terça-feira, em São Januário, e voltou da dar alegria aos seus torcedores. Com o resultado, a equipe da Colina chega a 33 pontos no Campeonato Brasileiro e está em 12º lugar. Os gols foram marcados por Fágner, Felipe e Eder Luis. Danilo descontou para os paulistas.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

A equipe do Peixe não esteve em uma noite inspirada, assim como Neymar, que pouco conseguiu criar. O time santista permanece com 38, na sexta posição.

Vasco se encontra e abre vantagem no placar

A partida na Colina começou morna, com as duas equipes se estudando demais. O Vasco bem que tentou dar velocidade ao jogo, mas foi o Santos quem colocou a bola no chão e, atacando pelas laterais do campo, foi mais perigoso no início. A felicidade dos cruzmaltinos era o insucesso de Neymar, que, vigiado de perto, pouco conseguia criar no ataque santista. Quando o atacante levou uma bolada, a torcida foi a loucura.

A primeira boa chance do Peixe aconteceu aos dez minutos. Danilo avançou pela direita e cruzou na medida para Marcel, que, em boas condições de finalizar, tentou um voleio e furou. Ainda desencontrado em campo, principalmente por causa dos desfalques, o Vasco tinha apenas uma boa arma: os avanços pela direita de Fágner, Zé Roberto e Eder Luis. E foi desta forma que a equipe carioca marcou seu primeiro gol na partida.

Aos 30 minutos, Eder Luis foi lançado, deixou Alex Sandro para trás e tocou para trás na direção de Fágner, que mandou de primeira e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Rafael: 1 a 0 e muita vibração da torcida vascaína nas arquibancadas de São Januário. Não demorou para o Gigante da Colina armar outro contra-ataque rápido e sair de cara para o gol novamente. Aos 34 minutos, Felipe deu ótimo passe para Rafael Coelho, que invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Rafael. Coube ao camisa 6, que até então estava apagado na partida, fazer a cobrança.

Felipe bateu no canto esquerdo de Rafael, que defendeu e a bola bateu na trave. No rebote, o próprio meia, de perna direita, finalizou a colocou o 2 a 0 no placar. Foi o primeiro dele no retorno ao clube. Na comemoração, ele foi abraçar o preparador físico Jorge Sotter.

Na saída para o intervalo, Edu Dracena lamentou o Santos ter tido domínio territorial e não ter conseguido criar chances claras de gol.

– O time está jogando bem, tocando a bola. Estamos tendo a posse de bola, mas criamos pouco. Temos que corrigir isso.

Santos diminui, mas Vasco fecha o caixão no último minuto

Na volta para o segundo tempo, o jogo ganhou mais emoção a partir do momento que o Peixe partiu para cima para tentar diminuir o prejuízo. E conseguiu fazer seu primeiro gol logo no início, ajudado por uma falha individual de Titi. O zagueiro bobeou na frente de Arouca, que roubou a bola e serviu Danilo que, na saída de Fernando Prass, tocou para o fundo da rede: 2 a 1.

Vendo o crescimento do Santos na partida, o técnico Paulo César Gusmão modificou a equipe para tentar equilibrar as ações. Fellipe Bastos, Rafael Coelho e Felipe saíram para as entradas de Romulo, Jonathan e Allan. Mas as alterações não impediram que a equipe recuasse. A aposta do Vasco era os contra-ataques, principalmente na velocidade de Eder Luis.

Mas a missão cruzmaltina ficou mais difícil a partir dos 31 minutos, quando Jumar fez falta em Neymar e levou o segundo cartão amarelo. Com isso, o Santos se lançou de vez a ataque, já que Roberto Brum deu lugar a Tiago Luis. A melhor chance foi já perto do fim da partida, aos 43 minutos, com Neymar. O atacante tentou encobrir o goleiro Fernando Prass, mas chutou por cima do gol.

Mas ainda tinha tempo para emoções fortes. Aos 47, Danilo mandou uma bomba de longe e Fernando Prass voou para fazer uma grande defesa. O golpe final do Vasco veio aos 49, quando Eder Luis fez fila, entrou na área e tocou na saída do goleiro Rafael: 3 a 1. Fim de jogo e comemoração na Colina, que não recebeu um grande público.

Na próxima sexta-feira, às 21h (de Brasília), o Vasco recebe o Goiás em São Januário. O Santos, no sábado, às 16h, faz o clássico com o Palmeiras na Vila Belmiro.

VASCO 3 X 1 SANTOS
Fernando Prass, Fágner, Titi, Cesinha e Max; Jumar Fellipe Bastos (Romulo), Felipe (Allan) e Zé Roberto; Eder Luis e Rafael Coelho (Jonathan). Rafael, Danilo, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Roberto Brum, Arouca e Marquinhos (Alan Patrick); Zezinho (Pará), Marcel e Neymar
Técnico: PC Gusmão Técnico: Marcelo Martelotte
Gols: Fágner, aos 30, e Felipe, as 35 minutos do primeiro tempo. Danilo, aos dez, e Eder Luis aos 49 da segunda etapa.
Cartões amarelos: Fellipe Bastos, Rafael Coelho, Jumar, Romulo (VAS); Arouca, Rafael, Pará, Alex Sandro, Durval (SAN).
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro. Data: 28/09/2010. Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF). Auxiliares: Marrubson Freitas (DF) e Guilherme Camilo (MG).
Público: 2.819 pagantes
Renda: R$ 62.720,00

setembro 28, 2010 Posted by | Santos, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Deivid impede derrota para o Goiás no fim, mas crise não deixa o Fla

Jean faz contra no começo do segundo tempo, e os dois times seguem na luta contra o rebaixamento para a Série B

Os torcedores do Flamengo saíram do Serra Dourada na noite desta terça-feira fazendo festa, dizendo que o Goiás vai para a Segunda Divisão. Mas, o placar de 1 a 1 indica que os dois times seguem muito ameaçados pelo rebaixamento. A comemoração dos rubro-negros explica-se pelo fato de Deivid ter empatado a partida aos 45 minutos do segundo tempo. Jean havia marcado contra, a favor dos donos da casa.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O gol do atacante fez com que o Fla passasse o Avaí na tabela, indo a 29 pontos, na 15ª colocação – o time de Florianópolis enfrenta o líder Fluminense nesta quarta. O Goiás está em situação mais delicada, com 25 pontos, na 18ª posição.

45 minutos só de erros

O Flamengo precisava da vitória. Ok. Mas a escalação de Silas não passou tal necessidade. O treinador tirou Diogo, que teve boa movimentação nos últimos jogos, e apostou em um meio-campo povoado por volantes. Maldonado, Correa e Willians. Isso admitindo que Kleberson e Renato são meias. No ataque, Deivid isolado. A intenção era liberar Léo Moura e Juan.

Jorginho manteve o 4-4-2 que derrubou o São Paulo no Morumbi por 3 a 0, apostando em um ataque que combina a velocidade de Felipe com o oportunismo de Rafael Moura.

A situação semelhante na tabela motivou as duas torcidas. O estádio não estava lotado, mas recebeu bom público apesar do temporal que castigou Goiânia antes e durante boa parte do jogo. Os torcedores do time mandante provocaram os que nasceram no estado, mas escolheram forasteiros para torcer: “Ah, eu sou goiano”.

Apesar do excesso de volantes, o Flamengo começou com mais posse de bola e só não abriu o placar porque Kleberson chutou para fora após ótimo passe de Maldonado, aos seis minutos. Isso até a zaga começar a se enrolar na saída de bola. Jean escorregou, David Braz tentou o chute e o lance sobrou para Jonílson bater próximo ao canto esquerdo em seguida.

O Goiás perdeu Rafael Toloi, machucado, antes dos 20 minutos e permaneceu desorientado, sem ameaçar os adversários. O Flamengo, com suas limitações habituais no meio, agrediu pelo lado direito com Léo Moura e Willians, mas sem conseguir também alguma chance clara de gol. O primeiro tempo não foi bom. Tanto que antes do intervalo os rubro-negros já pediam a entrada de Petkovic.

Jean faz contra, e goianos comemoram

Satisfeitos com o ‘bom futebol’ de suas equipes, Jorginho e Silas não fizeram qualquer mudança. E, dois minutos após do reinício de jogo, gol do Goiás: Carlos Alberto cruzou da direita, Jena se antecipou a Marcelo Lomba e, de canhota, fez contra. Ao lado, Léo Moura levou as mãos à cabeça. Festa verde no encharcado gramado.

Pouco depois, aos 12, Rafael Moura foi expulxo por agredido Maldonado com um soco. O mais incrível é que o jogador do Goiás estava tentando uma jogada no ataque. Como Jorginho já havia feito as três substituições – entraram também Douglas no lugar de Junior, e Rithelly, no de Carlos Alberto – os donos da casa ficaram ‘órfãos’ na frente.

Enquanto isso, o treinador rubro-negro tirou Maldonado e colocou o atacante Diogo, mudando sua estratégia. Nas arquibancadas, um coro nada gentil e impublicável para Silas. Palmas, só quando ele chamou Petkovic para entrar no jogo. Só que o gringo entrou no lugar de Renato, que saiu muito irritado e deu um soco na cobertura do banco de reservas antes de se sentar. E Silas ouviu uma nova ‘homenagem’: ‘burro, burro’.

Aos trancos e barrancos, lá foi o Flamengo em busca do empate. O Goiás, encolheu-se ainda mais, com seus defensores dando um bico atrás do outro para qualquer lado, menos em direção ao gol, como fizera Jean.

Até metade do segundo tempo, o Fla já tinha feito 19 jogadas de linha de fundo, contra quatro do Enmeraldino, só que os cruzamentos acertavam tudo, menos a bola na cabeça de quem estava dentro da área. Talvez reparando nisso, Silas resolveu mandar Val Baiano a campo e tirou Willians, apostando que o atacante faria pelo menos seu primeiro gol com a camisa rubro-negra. Aos 29, Léo Moura fez boa jogada, cruzou, mas Deivid se enrolou todo, caiu e perdeu a bola, arrancando risadas na torcida verde.

Aos 33, Douglas perdeu uma chance clara de ampliar para o Goiás. Ele chegou a driblar Lomba na entrada da área, mas chutou por cima do travessão. Detalhe: quem estava na marcação ao contra-ataque era Petkovic, que entrou com muita disposição, mas ainda sem a inspiração que levou o Fla ao título em 2009.

O jogo se aproximava do fim, e Renato, ainda mais nervoso, ficava aos berros tentando dar instruções aos companheiros. Aos 45, Léo Moura tentou colocar a bola no ângulo, mas Harlei foi lá. Logo depois, Deivid impediu a derrota ao acertar um chute de fora da área à direita do goleiro esmeraldino. O atacante correu em direção à torcida fazendo o gesto típico de quem diz que tem raça, batendo no braça. Os rubro-negros passaram então a vibrar e empurrar o time em busca da vitória. Só que tiveram que se contentar com um ponto mesmo.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Botafogo, sábado, às 18h30m, no Engenhão. Na sexta, o Goiás encara o Vasco, em São Januário, às 21h.

GOIÁS 1 X 1 FLAMENGO
Harley; Wendell, Marcão, Rafael Toloi (Lucas) e Junior (Douglas), Jonilson, Ernando, Amaral e Carlos Alberto (Rithelly); Rafael Moura e Felipe. Marcelo Lomba; Léo Moura, David Braz, Jean e Juan; Maldonado (Diogo), Willians (Val Baiano), Kleberson, Correa e Renato (Petkovic); Deivid.
Técnico: Jorginho Técnico: Silas
Gol: Jean (contra), aos dois, Deivid, aos 45 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Maldonado, Juan (Flamengo), Marcão, Junior (Goiás). Cartão vermelho: Rafael Moura (Goiás)
Estádio: Serra Dourada. Data: 28/09/2010. Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP). Assistentes: Vicente Neto (SP) e Marcelo Van Gasse (SP)..
Público: 13.898 pagantes
Renda: R$ 378.070,00

setembro 28, 2010 Posted by | Flamengo, Goiás | , | Deixe um comentário

Interino, Palaia dissolve a diretoria do Palmeiras

Dirigente quer instaurar uma auditoria para tratar do futebol e da Arena

Presidente interino do Palmeiras com o afastamento de Luiz Gonzaga Belluzo, internado por conta de um problema cardíaco, Salvador Hugo Palaia já começou seu trabalho com uma decisão polêmica. Na noite desta segunda-feira, durante reunião do Conselho de Orientação Fiscal (COF), o dirigente decidiu dissolver a atual diretoria de futebol. Assim, o vice, Gilberto Cipullo, e os diretores Savério Orlandi e Genaro Marino, não estão mais em seus cargos.

O novo mandatário palmeirense agora vai contratar uma auditoria para cuidar do futebol e dos assuntos relativos à Arena Palestra Itália. A alegação é de que as coisas não estavam dando certo em ambos os casos.

Os dirigentes afastados não se mostraram contentes com a situação. Cipullo e Genaro estavam na reunião e ficaram profundamente chateados. Já Savério não pôde participar, pois está internado no hospital para fazer uma cirurgia de hérnia de disco. Eles se sentiram traídos por Palaia, já que o dirigente fez parte do grupo da situação nas últimas eleições. Até mesmo alguns oposicionistas, como o ex-presidente e conselheiro vitalício, Mustafá Contursi, estranharam o caso.

Palaia e Cipullo nunca se deram bem no Palmeiras. No fim de 2006, quando o primeiro era diretor de futebol, Cipullo se uniu a Afonso Della Monica para tentar mudar o comando do futebol.

Enquanto isso, Belluzzo deve ficar afastado por pelo menos 40 dias. Internado no Hospital Sírio-Libanês por conta de problemas cardíacos, ele vai terá de colocar duas pontes de safena e duas de mamária. A data da cirurgia ainda está indefinida.

Vale lembrar que Palaia deve se candidatar à presidência do clube na eleição marcada para janeiro de 2011.

setembro 28, 2010 Posted by | Palmeiras | , | Deixe um comentário

Site da Fifa destaca goleiro do Internacional

Matéria comenta a possibilidade de o Colorado ser campeão brasileiro e do Mundial no mesmo ano

LANCEPRESS!

Não é só no cenário nacional que o Internacional anda com a bola cheia. Os feitos do time de Celso Roth, que venceu o Corinthians por 3 a 2 no domingo passado em uma partida espetacular, vem despertando a atenção no mundo todo. O site da Fifa destacou a bela campanha do Colorado na temporada atual e ainda elogiou o grande momento do goleiro Renan.

A matéria analisa as possibilidades de o Inter se sagrar campeão brasileiro e da Libertadores no mesmo ano. Apesar de não ser uma tarefa nada simples, levando-se em conta que o Colorado não conquista o Brasileirão desde 1979, Renan acredita que sua equipe tem totais condições para levantar mais dois canecos em 2010.

– Tínhamos perdido o contato com os líderes, mas, com os últimos resultados, nossas chances aumentaram. Queremos o título para que possamos ir para o Mundial de Clubes da Fifa como campeões nacionais e detentores da Libertadores. Seria um grande cartão de visita e algo que nunca foi feito antes – lembrou.

O goleiro, inclusive, foi muito elogiado na matéria do site da Fifa, lembrando que ele conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Pequim, pela Seleção sub-23. Segundo o site, o goleiro pode figurar na Seleção que irá disputar a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Focado no momento do Inter, Renan sonha disputar a principal competição do futebol mundial.

– Tenho que continuar trabalhando duro e ficar focado em ganhar títulos como o Brasileirão e o Mundial de Clubes. Um dia a minha chance vai chegar – confia o goleiro.

setembro 28, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Botafogo lamenta por pontos perdidos nos últimos minutos

No Engenhão, foram 11 empates sendo três cedidos nos minutos finais

LANCEPRESS!

O Botafogo é o único time que não perdeu jogando em casa. Entretanto, já são 11 empates no Engenhão e alguns com o resultado cedido no último minuto. Foi assim contra o Corinthians, contra o Grêmio e agora contra o Atlético-PR. O técnico alvinegro, Joel Santana, pede mais tranquilidade à sua equipe.

– Isso é principalmente por termos alguns problemas de desfalques. Estamos sempre atrás do resultado. Está faltando um pouco de tranquilidade nestes minutos finais. Dentro de casa e diante de nossa torcida não podemos cometer erros. Este resultado me chateou demais. Tive uns cinco minutos de conversa com o grupo e vi que também estavam abatidos pelo resultado – lamentou o treinador.

O Glorioso terá agora pela frente, o vice-líder da competição, Corinthians, no Pacaembu.

– Agora é só pensar no Corinthians, que será mais um adversário dificílimo – finalizou Joel Santana.

setembro 28, 2010 Posted by | Botafogo | | Deixe um comentário

Corinthians em busca dos cem gols no ano

Com os principais artilheiros em campo, Timão busca a marca

O Corinthians segue em busca do título brasileiro no ano em que completou 100 anos de fundação. Na quarta-feira, contra o Botafogo, a equipe de Adilson Batista pode comemorar outra marca centenária: o centésimo gol nesta temporada.

Até o momento, em 56 partidas, o Timão balançou redes dos adversários 99 vezes. Nada menos do que 21 jogadores corintianos fizeram gols, incluindo aqueles que já deixaram o Parque São Jorge, como Marcelo Mattos, Edno e Morais – outros quatro saíram dos pés dos adversários, o popular gol contra.

Bruno César e Elias, com 11 gols; Jorge Henrique e Iarley, com dez; Dentinho, com nove; e Ronaldo, com oito bolas na rede, são os principais artilheiros na temporada (veja quadro abaixo).

Entre eles, peculiaridades. Enquanto Elias e JH tiveram uma certa regularidade em 2010, BC e Iarley se destacaram no Nacional e, de maneira fulminante, chegaram ao topo. Já Dentinho e R9, que se lesionaram e ficam mais fora do que dentro de campo, estão caindo…

– Nossa equipe tem um dos melhores ataques do Brasileirão. E não é por acaso. Estamos agredindo nossos adversários dentro e fora de casa – lembrou Adilson Batista.

Entre as vítimas, o Santos foi a mais vazada em 2010. Foram oito gols em três partidas, sendo um no Paulistão e sete no Brasileirão (quatro no primeiro turno e três no segundo, na última quarta-feira).

O Corinthians tem o segundo melhor ataque do Brasileirão, com 45 gols (dois a menos que o Fluminense). Como mandante no BR-10, é o clube que mais balançou redes (27 gols). Fora do Pacaembu, é o 3º melhor ataque, com 18 marcados.

Contra o Botafogo, Jorge Henrique vai fazer seu centésimo jogo com a camisa do Corinthians. E contra sua ex-equipe.

– Chegar a essa marca é sinônimo identificação com o clube e com a torcida, seja em qualquer equipe, mas ter esse sabor no Corinthians é mais do que especial. Tenho muito a agradecer por vestir essa camisa e receber o carinho da torcida corintiana – afirmou Jorge Henrique, que saiu de campo vitorioso 55 vezes (26 empates e 18 derrotas).

Fonte: lancenet

setembro 28, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Maldonado: ‘Falta um algo a mais’

De volta ao time titular, Maldonado pede esforço extra contra o Goiás

LANCEPRESS!

A última partida de Maldonado como titular do Flamengo foi em 5 de junho deste ano, contra o Goiás, no Maracanã. Após passar muito tempo fora, fosse por recuperação de lesão e por opção técnica, o volante volta à equipe titular nesta terça-feira, às 21h10, com transmissão em tempo real do LANCENET!, contra o mesmo Goiás, no Serra Dourada, com uma certeza sobre a fase rubro-negra: falta dar algo a mais.

O que seria este algo a mais, o volante chileno não soube precisar. Entretanto, a torcida rubro-negra também questiona o porquê de o time campeão brasileiro em 2009 se transformar em uma equipe sem vibração e com poucas vitórias. Afinal, muitos jogadores campeões, sendo titulares, por sinal, ainda estão lá, como Léo Moura, David, Ronaldo Angelim, Juan, Willians, Petkovic e o próprio Maldonado, que esbanja franqueza ao analisar o momento.

– O time está correndo, lutando, porém, às vezes acontece um resultado ruim. É hora de ter tranquilidade e de também ter um algo mais, de jogar mais. Precisamos ter essa cobrança conosco – ressaltou o volante chileno.

Aos 30 anos e convocado novamente para a seleção do Chile, o volante deseja acrescentar a dose de experiência necessária a uma equipe que parece lutar contra si mesma durante o Brasileiro. Atualmente, o Flamengo amarga a 16ª colocação na tabela e a situação pode se complicar ainda mais em caso de um revés diante do Goiás, rival direto na briga para se afastar da zona de rebaixamento.

A busca pelos motivos da má fase é constante na Gávea. Mau condicionamento físico de alguns jogadores, contratações erradas ou tardias, ambiente conturbado após o caso Bruno e, também, a falta de vibração do time em campo. Tudo já foi indicado como um possível motivo, mas nem os jogadores entendem os motivos para queda de produção.

– No momento em que estamos, precisamos muito conversar um com o outro para acertar as coisas ali dentro do campo e emplacar vitórias – receitou Maldonado.

setembro 28, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Julio Cesar lamenta constantes mudanças de estádio

Fluminense enfrentará o Avaí, nesta quarta, em Volta Redonda

LANCEPRESS!

Com o fechamento do Maracanã, o Fluminense passou a mandar seus jogos no Engenhão. Depois de atuações ruins, a equipe se acostumou com a nova a casa e voltou a jogar bem. Porém, agora terá que mudar de local novamente.

Para a partida desta quarta-feira, diante do Avaí, o Fluminense terá que jogar em Volta Redonda. Fato lamentado pelo lateral-esquerdo Julio Cesar, apesar de ter elogiado o campo da Cidade do Aço.

– Essas mudanças de estádio são ruins porque o jogador perde o território. E a torcida desanima. Volta Redonda fica a duas horas do Rio, apesar de o estádio ser maravilhoso. Mas o momento tricolor favorece e é um campo que conhecemos. Jogamos muitos jogos do Estadual lá – lamentou.

Julio Cesar também garantiu que a partir de agora, cada jogo será visto como uma decisão e o Fluminense está pronto para a pressão.

– Já virou ditado entre os jogadores: todo o jogo é uma decisão. Paramos de errar, como em outros jogos. Temos de parar de pensar no Corinthians e pensar mais na gente. Estamos focados na vitória e prontos para a pressão, já que somos líderes novamente – completou.

setembro 28, 2010 Posted by | Fluminense | | Deixe um comentário

Inspirado por Ganso, Moisés quer brilhar no Santos

Atacante diz que tem vontade de ser um grande jogador como Paulo Henrique

LANCEPRESS!

O Santos já pode se considerar uma pequena filial de jogadores do Estado do Pará. Depois de Giovanni, ídolo da torcida que já deixou o clube, vieram o polivalente Pará, o meia e mais famoso atleta do time nascido naquela região, Paulo Henrique, além da jovem promessa da base, Tiago Alves. E o mais novo integrante dos paraenses do Peixe é o atacante Moisés.

Aos 21 anos, o atleta acertou contrato de empréstimo até 31 de julho de 2011 (o vínculo já consta no Boletim Informativo Diário da CBF desde segunda-feira) e deu sua primeira entrevista como jogador do Alvinegro, ao site oficial do Santos. Nela, falou da vontade que tinha de atuar pelo time da Baixada, além de sua relação com Ganso.

– Eu, meu empresário (Ricardo Felicíssimo) e minha esposa optamos pelo Santos, principalmente a minha esposa, que é santista. Eu também tinha vontade de jogar um dia no Santos e de ser um grande jogador como o Paulo Henrique Ganso, que também veio lá do Pará. Até mesmo o próprio Pará e vários outros jogadores da base são de Belém, então acho que não vai ser diferente comigo – desejou.

Fazendo um trabalho de fortalecimento muscular, Moisés conta que foi bem recebido por todos no clube e que Ganso foi a primeira pessoa com quem ele conversou.

– Me deu toda força e apoio, disse que esse é o momento, que aqui é outra vida. É um grande clube de Série A e dá para mostrar bastante futebol para um dia chegar à Seleção – revelou o atleta, que espera poder estrear em breve pelo Peixe.

Moisés, que foi indicado ao Santos por Júlio Chagas de Lima, o Papito, irmão de Ganso, foi adquirido por um grupo de investidores, representado pelo argentino Gustavo Arribas (sócio do iraniano Kia Joorabchian), por R$ 600 mil, e repassado por empréstimo ao Peixe. Seus direitos ficaram divididos entre os investidores (80%) e o Paysandu (20%).

Apesar de já treinar no CT Rei Pelé, a data de apresentação do novo reforço do Peixe, que foi revelação e artilheiro do Campeonato Paraense, com 13 gols, ainda não está definida.

FICHA TÉCNICA

Nome: Moisés Ferreira Gomes
Natural: Belém, Pará
Altura: 1,75m
Peso: 65kg
Nascimento: 15/5/1989
Clubes: Paysandu

setembro 28, 2010 Posted by | Santos | , | Deixe um comentário

Para Zé Roberto, Vasco tem deixado a desejar, mas vitórias voltarão

Apoiador diz que quando o time vencer tudo volta a melhorar

LANCEPRESS!

O Vasco enfrenta o Santos nesta terça-feira, as 21h, em São Januário, para tentar afastar a má fase do time no Campeonato Brasileiro. Com seis jogos sem vencer, o Cruzmaltino vê a zona de rebaixamento se aproximar. O Apoiador Zé Roberto reconhece que a equipe tem deixado a desejar nos últimos jogos, mas garante que com uma vitória dentro de casa as coisas voltaram a melhorar.

– Estamos deixando a desejar nos jogos e não tem mais como a gente perder pontos. Principalmente dentro de casa nós temos de voltar a vencer. Agora nós estamos em uma situação complicada na tabela e temos de olhar para trás. A cada jogo temos de tentar melhorar aquilo que vem faltando, render mais, nos concentrar mais e procurar vencer, não tem outro jeito. Quando a gente voltar a vencer tudo vai melhorar – disse.

Com um calendário cheio de jogos, o Vasco, assim como todos os outros times que disputam a competição, não tem muito tempo para treinar. Por isso, a solução que o time encontrou para tentar voltar a vencer é conversar bastante fora de campo. Segundo Zé Roberto, os jogadores tem a liberdade de expor suas opiniões, mas quem dá a palavra final é mesmo o treinador PC Gusmão.

– A gente procura sempre conversar até porque não temos muito tempo para treinar. Então, muitas vezes, para ajeita alguma coisa tem de ser na base da conversa. É claro que a gente expõe nossas opiniões, até para ajudar, mas quem decide é o treinador. Ele que é o comandante, ele que decide, escala e vê o que é melhor para a equipe. Mas dentro daquilo que ele coloca dentro de campo a gente procura fazer o melhor. Infelizmente isso não esta sendo o bastante para nós obtermos as vitórias. Tenho certeza que a partir do próximo jogo as coisas voltarão a dar certo. Estamos em um momento muito ruim. Temos que falar o menos possível e jogar o máximo – afirmou.

setembro 28, 2010 Posted by | Vasco da Gama | , , | Deixe um comentário

PC Gusmão sobre Felipe: ‘Veio para solucionar. Mas bem, né?’

Para o treinador vascaíno, apoiador pode resolver uma partida se estiver em sua melhor forma

LANCEPRESS!

Mais uma vez, o técnico Paulo César Gusmão deixou um mistério no ar e preferiu não adiantar a escalação do Vasco. Sem poder contar com Rafael Carioca e Dedé, suspensos, além de Nilton, Ramon e Carlos Alberto, lesionados, o comandante deve, porém, manter a mesma estrutura das últimas partidas, mas com Felipe no meio e Fellipe Bastos mais recuado ao lado de Jumar.

– É o momento de mostrar a força do elenco. Vamos procurar escalar o time da melhor maneira possível. Eu monto minha equipe e meu banco de acordo com o que eles produzem no treinamento. Nome não importa. Dessa forma, crio uma competição interna para que eles busquem sempre melhorar – destacou PC.

Perguntado sobre as declarações de Felipe, publicadas com exclusividade na edição do LANCE! de segunda-feira, o treinador vascaíno preferiu não polemizar.

– Não tomei conhecimento (das declarações) e acho estranho, pois ele podia conversar comigo. O Felipe realmente veio para solucionar. Mas bem, né? Ele bem, resolve – afirmou PC Gusmão.

Em entrevista ao L!, comentando sobre seu momento no clube, Felipe disse respeitar a opção de PC em colocá-lo no banco nos últimos jogos, mas que esperava voltar logo ao time, pois não retornou do exterior para ser reserva.

setembro 28, 2010 Posted by | Vasco da Gama | , | Deixe um comentário

Marlos ou Dagoberto? Única dúvida de Baresi no São Paulo

Treinador testou as duas variações, mas ainda não definiu quem joga

LANCEPRESS!

Com a primeira 1h15 do treino da manhã desta terça-feira fechada, Sérgio Baresi fez a última atividade do São Paulo antes da partida contra o Grêmio, nesta quarta-feira, no Olímpico. O treinador faz mistério e ainda tem dúvidas sobre quem escalar. Questionado sobre a permanência de Carleto na lateral esquerda, com Richarlyson, que volta de suspensão, no meio de campo o treinador respondeu:

– Testei esta formação e uma outra também, mas não tenho definido ainda. Vou pensar um pouco hoje (terça-feira) para amanhã (quarta-feira) decidir a melhor.

– Não vou mudar a forma de jogar. Este último jogo (Goiás) foi atípico. Vamos jogar com dois ou três atacantes, mesmo atuando fora de casa. Talvez vamos corrigir o posicionamento com uma linha com Lucas e Marlos – finalizou o comandante.

Ricardo Oliveira está confirmado. Ao seu lado, Dagoberto ou Marlos são as opções. Lucas pode variar entre o meio de campo e o ataque.

Desta maneira, Sérgio Baresi deve escalar o time com: Rogério Ceni, Rodrigo Souto, Alex Silva e Miranda; Jean, Casemiro, Richarlyson, Lucas e Carleto; Dagoberto (Marlos) e Ricardo Oliveira.

– Testamos uma formação também com o Cleber Santana, mas mais no fim do treino. Foi outra que me agradou e até amanhã (quarta-feira) devemos definir o homem, que pode ser o Cleber Santana, Dagoberto, Marlos, então depende do que vou decidir – completou Baresi.

A opção pelo camisa 8, apesar de testada, é mais remota, já que, com ele, Carleto voltaria para o banco de reservas. A tendência é a de que Marlos ou Dagoberto disputem a última vaga.

setembro 28, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Richarlyson cobra sabedoria dos atacantes são-paulinos

Para volante, jogadores de frente precisam ajudar mais a defesa, sexta mais vazada do Brasileirão

LANCEPRESS!

Sexta pior defesa do Campeonato Brasileiro com 34 gols sofridos, o São Paulo tem encontrado dificuldades para se acertar no setor. Para Richarlyson, jogador mais antigo no clube depois de Rogério Ceni, o problema começa no ataque, que precisa ajudar.

– Foi uma proposta de trabalho, em que se mudou o jeito de jogar. Foi tirado o 3-5-2, que era marca do São Paulo. Com isso, a defesa fica mais frágil, mas o ataque melhora. Por este lado, talvez a defesa tenha ficado mais vulnerável, mas o ataquem melhorou. É uma troca de tática e formação, em que a defesa ficou desprotegida. Para que isso mude, nossos atacantes têm de ter um pouco mais de sabedoria, paciência e entendimento tático para ajudarem em termos defensivos. Só assim o equilíbrio voltará – declarou o camisa 20 na manhã desta terça-feira.

Questionado novamente sobre o tema, para saber qual seria a solução do problema, o volante foi incisiviso em sua opinião.

– Temos de fazer como fizemos contra o Palmeiras. Jogamos com uma equipe forte, com praticamente cinco volantes, e que marcaria muito. Mesmo assim, tivemos uma ligação entre defesa e ataque – analisou o jogador.

– Quando a parte defensiva fica mais vulnerável, eles (atacantes) têm de voltar. Eles não têm de ser defensores. Quem vem jogar contra nós, fica só um na frente e outros nove voltam atrás da bola. Então, temos de fazer isso também. O inter fez isso no Morumbi. Esse entendimento falta a alguns jogadores ofensivos do nosso time. Essa obediência falta a alguns jogadores ofensivos para nos ajudarem. Temos de defender e atacar em bloco. Um passinho a mais para defender, poque depois vamos ajudar a definir o posicionamento ideal na frente – finalizou Richarlyson.

Na frente, o São Paulo hoje é o sétimo melhor ataque do Nacional. O problema tem sido a vulnerabilidade atrás. Contra Corinthians, Inter e Goiás, por exemplo, foram três gols em cada uma das partidas e derrota em todas elas.

Com Fernandão fora, Ricardo Oliveira está confirmado na frente. Marlos e Dagoberto disputam uma vaga ao lado do camisa 99. Lucas, mais recuado ou no ataque, também tem vaga assegurada.

setembro 28, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Se vencer o Grêmio, Sampa terá melhor desempenho fora de casa

Com Baresi, time pode ser melhor forasteiro do que mandante

Nos próximos quatro jogos, todos serão longe do Morumbi. O são-paulino pensou que nunca comemoraria tal fato, mas, em 2010, tem motivos para isso. Após levar 3 a 0 do Goiás em seus domínios no último sábado, talvez seja melhor mesmo que o Sampa dê um tempo da sua casa. E os números jogam a favor.

Se derrotar o Grêmio nesta quarta-feira, com Sérgio Baresi no comando, o aproveitamento como visitante será de 55%, contra 52% como mandante. Basta, então, uma vitória para que o Tricolor passe a ser melhor forasteiro. Mas o treinador quer mais. Para se aproximar do G3 (dez pontos do Cruzeiro), ele mira 100% nesses duelos:

– Precisamos ganhar quatro partidas consecutivas para nos aproximarmos. Depois, contra os concorrentes diretos, são jogos de seis pontos. Você ganha três e o adversário perde. Essa é a somatória. Acredito que passa por esses números.

Pensando em embalar no Brasileirão, o que ainda não aconteceu, Baresi vai mudar a postura do time em campo. Antes mais agressivo, hoje o Tricolor vai entrar em campo mais ponderado, sem agredir tanto o rival no Olímpico.

– Temos de corrigir alguns erros, que também aconteceram nas vitórias. Talvez seja o momento de recuarmos a marcação, sem ficar atrás, para que o adversário rife mais a bola – analisou o treinador.

Richarlyson, que volta ao time, também segue a mesma linha de pensamento de Baresi. O camisa 20 vai até mais além e quer marcação de quase todos os jogadores:

– Quem vem jogar contra nós, fica só um na frente e outros nove voltam atrás da bola. Então, temos de fazer isso também. O Inter fez isso conosco no Morumbi.

setembro 28, 2010 Posted by | Grêmio, São Paulo | , | Deixe um comentário

Grêmio terá dois desfalques contra o São Paulo

Gabriel e Fábio Santos receberam o terceiro amarelo na partida com o Atlético-MG e estão suspensos

LANCEPRESS!

O Grêmio terá dois desfalques certos contra o São Paulo, quarta-feira, no Olímpico: os laterais Gabriel e Fábio Santos, que receberam o terceiro cartão amarelo na partida contra o Atlético-MG.

Outra ausência possível, embora improvável: a do zagueiro Vilson, que será julgado nesta terça-feira pelo STJD pela expulsão do jogo em que o Grêmio venceu o Corinthians no Pacaembu. Ele recebeu cartão vermelho depois de o árbitro marcar um pênalti inexistente sobre Bruno César. A tendência é que seja absolvido. Mas, se isso não acontecer, Paulão será o substituto.

O técnico Renato Gaúcho já anunciou que Gabriel e Fábio Santos serão substituídos pelos reservas imediatos, Edilson e Lúcio.

O volante Fernando também cumprirá suspensão contra o Tricolor paulista. Mas ele não é titular. Como Souzoa ainda se recupera de lesão no tornozelo direito, o meia Roberson deverá continuar na equipe.

A escalação provável: Victor; Edilson, Vilson, Rafael Marques e Lúcio; Fábio Rochemback, Adilson, Roberson e Douglas; Jonas e André Lima.

setembro 28, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Wellington emprestado ao Atlético-GO

Zagueiro assinou contrato até o final de 2010

LANCEPRESS!

Foi confirmado na manhã desta terça-feira, o empréstimo do zagueiro Wellington ao Atlético-GO. O atleta, que chegou a um acordo salarial com a equipe goianiense, assinou contrato até 31 de dezembro de 2010.

Wellington, que retornou de um empréstimo ao Botafogo em julho deste ano, foi revelado nas categorias de base da Raposa e disputou sua primeira partida como profissional em 2007. No total foram três jogos com a camisa celeste.

Após seu retorno o jogador não teve lugar no time principal, devido a forte concorrência no setor defensivo. O técnico Cuca conta atualmente com os zagueiros Gil, Léo, Edcarlos, Caçapa e Leonardo Silva, atualmente afastado por lesão.

FICHA DO ZAGUEIRO:

Nome completo: Wellington Oliveira dos Reis
Posição: Zagueiro
Data Nascimento: 09/01/1989
Naturalidade: Cuiabá-MT
Altura: 1.88 m
Peso: 82 kg
Jogos: 3
Gols: 1
Carreira: Cruzeiro (04/2002 a 12/2008); Botafogo (2009-2010); Cruzeiro (de 07 a 09/2010)
Estréia no Cruzeiro: Cruzeiro 2 x 0 Atlético-MG, em 06/05/2007, pela final do Campeonato Mineiro, no Mineirão
Títulos: Copa São Paulo de Futebol Júnior 2007, Campeonato Brasileiro Júnior 2007; Campeonato Mineiro 2008; Campeonato Carioca 2010

setembro 28, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Com a mão quebrada, Leandro é mais um desfalque para pegar o Ceará

Lateral se junta a Diego Tardelli, também lesionado, e Serginho, suspenso

O lateral-esquerdo Leandro está fora da partida desta quarta-feira, contra o Ceará, no Castelão, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador passou por exames nesta terça-feira, em Fortaleza, que confirmaram uma fratura na mão direita, sofrida no último jogo do Galo, diante do Grêmio, em Sete Lagoas. Os médicos do clube não quiseram adiantar o tempo de recuperação, mas o jogador deverá ficar no estaleiro por várias rodadas.

Leandro viajou com o grupo e fez o exame de raio-X na própria capital cearense. O jogador teve a mão imobilizada com gesso e é desfalque certo. Os médicos já suspeitavam da lesão, tanto que Dorival Júnior já havia incluído na delegação mais dois laterais: Eron e Fernandinho. O primeiro deverá ser mais uma novidade no time desta quarta-feira, que já não contará com Diego Tardelli, também contundido, e com Serginho, suspenso.

setembro 28, 2010 Posted by | Atlético-MG | , | Deixe um comentário

Exame de imagem confirma estiramento na coxa de Diego Tardelli

Dorival Júnior não poderá contar com o jogador nas próximas rodadas

O atacante Diego Tardelli passou por exames de imagem na segunda-feira, e a notícia com a divulgação do resultado nesta terça não foi boa para a torcida atleticana. Foi confirmado um estiramento muscular na coxa direita e, com isso, o jogador desfalcará a equipe nas rodadas seguintes. Se já estava fora da próxima partida, diante do Ceará, nesta quinta-feira, no Castelão, Tardelli também não deverá reunir condições de jogo para enfrentar o Atlético-GO e o Corinthians, próximos adversários respectivamente.

Diego Tardelli deixou a partida contra o Grêmio, ainda no primeiro tempo, reclamando de dores musculares. Autor do único gol atleticano, ele viu do banco de reservas a equipe sofrer a 16ª derrota na competição. O departamento médico do clube não informou a previsão para o retorno do jogador. O atacante já teve lesão semelhante neste Brasileirão, mas na coxa esquerda. Na oportunidade, ele precisou de 20 dias para voltar ao time.

setembro 28, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário

Vasco recebe Santos em jogo de focos completamente diferentes

Cruzmaltino quer vitória para distanciar-se do rebaixamento e Santos busca encostar nos líderes e ainda sonhar com título

LANCEPRESS!

O Vasco recebe o Santos, nesta terça-feria, às 21h, em São Januário com o único foco de se afastar da zona de rebaixamento. Com 30 pontos, apenas quatro a mais que a degola, o time cruzmaltino busca os três pontos para afastar o pesadelo da Segundona. Já o Santos, com 38, quer a vitória para ainda sonhar com o título.

A equipe de Paulo César Gusmão vai para esta partida totalmente desfigurado. Com cinco desfalques no time titular – Ramon, Carlos Alberto e Nilton, lesionados, e Dedé e Rafael Carioca, suspensos – o treinador terá de montar um verdadeiro quebra-cabeça. O mais provável é que o esquema com três volantes seja deixado de lado e o time vá com Jumar, Fellipe Bastos, Felipe e Zé Roberto no meio de campo.

– É o momento de mostrar a força do elenco. vamos procurar escalar o time da melhor maneira possível – disse o comandante, que fez questão de convocar a torcida a São Januário:

– Peço a torcida que lote São Januário e jogue ao nosso lado. O Vasco fica muito mais forte quando jogamos em conjunto.

Depois de vencer e convencer contra o Cruzeiro no último sábado, o Santos irá até São Januário enfrentar o Vasco da Gama querendo embalar no Brasileirão e colar nos líderes. Após dias conturbados na Vila Belmiro, o clima parece ter melhorado e o sonho de chegar à Tríplice Coroa na temporada segue vivo no Peixe.

O técnico Marcelo Martelotte, mesmo com a vitória sobre os mineiros na última rodada, deverá promover mais mudanças na equipe. O treinador promoverá a entrada de Alex Sandro no lugar de Léo, poupado. Na direita, Pará perdeu a posição. Danilo agradou e vai seguir como titular. Roberto Brum é outro que caiu nas graças do novo treinador na partida contra a Raposa e continuará formando o meio-campo com Arouca e Marquinhos.

Já no ataque, com a suspensão de Zé Eduardo, o comandante improvisará o meia Zezinho na frente, junto com Neymar e Marcel.

– Minha ideia é usar o Zezinho como um atacante, fazendo funcionar o mesmo sistema que fizemos contra o Cruzeiro. Ele fazia isso no Juventude, mas no Santos foi pouco aproveitado dessa maneira – disse o treinador.

Caso aconteça alguma penalidade a favor dos santistas na partida, Neymar seguirá sem bater. O comandante santista crê que a Joia ainda não se acostumou com o fim das paradinhas e deverá treinar mais para voltar ao posto de batedor oficial. Atualmente o Santos se encontra na sexta posição com 38 pontos e um jogo a menos que as demais equipes.

FICHA TÉCNICA
VASCO X SANTOS

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/9/2010 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares:Marrubson Melo Freitas (DF) e Guilherme Dias Camilo (MG)

setembro 28, 2010 Posted by | Santos, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Goiás e Fla duelam no desespero

Clubes se enfrentam para fugir da parte de baixo da tabela

LANCEPRESS!

Um confronto direto para fugir das últimas colocações do Campeonato Brasileiro. É inevitável enxergar dessa forma o duelo entre Goiás e Flamengo nesta terça-feira, às 21h10, no Serra Dourada, pela 26ª rodada da competição. Vindo de uma grande vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo, no Morumbi, o Esmeraldino quer provar que respira novos e ares e que pode deixar a zona da degola em breve. Já o Rubro-Negro chega de uma derrota vergonhosa em casa, por 3 a 1, para o Palmeiras, e tenta reencontrar as vitórias.

Segundo do auxiliar técnico Aílton, braço direito de Jorginho no Goiás, a partida é a mais importante para o clube até o momento na competição. A opinião parece ser compartilhada por outros integrantes do grupo.

– Será um jogo importante. Eles vêm mal na tabela, mas é uma equipe que merece muito respeito. É o último campeão brasileiro. Vai ser um jogo acirrado, de total respeito ao adversário, porque é uma equipe que tem grandes jogadores e traz muito perigo – explicou Rafael Moura, autor de dois gols contra o São Paulo, no último sábado.

Jorginho preferiu não revelar o time que entra em campo. O treinador, contudo, pode contar com a volta de Valmir Lucas e tem o desfalque do volante Wellington Monteiro.

No Flamengo, Silas confirmou a entrada de Maldonado no lugar de Toró, que está com um estiramento na parte posterior da coxa direita. Assim, a única dúvida fica quanto à defesa. Após ser liberado para resolver problemas pessoais no fim de semana, Ronaldo Angelim voltou ser relacionado e pode ser a novidade.

– O time está correndo, lutando, porém, às vezes, acontece um resultado ruim. É hora de ter tranquiladade e de ter também um algo a mais, de jogar mais. Temos que ter essa cobrança com nós mesmos – comentou Maldonado, cuja última partida como titular foi justamente contra o Goiás, na derrota por 2 a 1 no Maracanã, antes da pausa para a Copa do Mundo.

GOIÁS X FLAMENGO

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 28/9/10 – 21h10 (Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (SP – Fifa)
Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

GOIÁS: Harlei, Ernando, Rafael Toloi e Marcão; Wendel Santos, Amaral, Romerito, Carlos Alberto e Júnior; Rafael Moura e Felipe. Técnico Jorginho.

FLAMENGO: Marcelo Lomba, Léo Moura, Jean (Ronaldo Angelim), David e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson e Renato; Diogo e Deivid. Técnico: Silas.

setembro 28, 2010 Posted by | Flamengo, Goiás | | Deixe um comentário