Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Goiás x Atlético-GO clássico com contornos de decisão

Duelo tem equipes em situações iguais e táticas diferentes

LANCEPRESS!

O jogo não é uma decisão, mas tem um caráter de suma importância para Goiás e Atlético-GO, clássico que acontece no estádio Serra Dourada nesta quarta-feira, às 19h30.

Com as duas equipes na zona de rebaixamento (Goiás é 18° e Atlético 19°), o confronto de seis pontos pode mostrar quem continua vivo para fugir da Série B e quem se afunda de vez na competição.

Os dois lados não adotam essa teoria. Tanto o técnico René Simões quanto Jorginho acreditam que ainda têm muitas partidas pela frente, 45 pontos a serem disputados e que não se pode fazer um prognóstico. Ainda assim, o resultado pode interferir na sequência de ambos na competição, pois o Esmeraldino tenta manter uma série invicta e o Atlético espera volta a vencer após dois jogos. E os dois lados adotam táticas diferentes.

Mistério e pedido de apoio no Goiás:

Pelo lado esmeraldino, a tática do mistério mais uma vez foi utilizada. O técnico Jorginho fechou a primeira parte do treinamento, na tarde desta terça-feira, para montar o melhor esquema, assim como na véspera da partida contra o Corinthians, quando o treinador optou por três zagueiros. Só que dessa vez, o treinador não deve surpreender muito na formação.

Com o esquema 3-5-2, o time criou uma identidade e não perde há quatro jogos. Por isso, mudar antes de um clássico estadual não passa pela cabeça do treinador. Se não muda o esquema, o técnico mexe nas peças. Marcão e Júnior voltam ao time após cumprir suspensão automática contra o Bahia, assim como Jonílson, liberado pelo departamento médico. A dúvida fica para quem sai na defesa: Valmir Lucas e Rafael Tolói estão prestigiados e pode sobrar para Ernando. Na esquerda, Douglas perde a posição.

No ataque, é certo a permanência de Felipe e Rafael Moura. Este último acredita na reação esmeraldina na competição e convoca a torcida para vencer o duelo pacífico nas arquibancadas contra a rubro-negra. Para o He-Man, o momento que o time vive na competição é suficiente para o torcedor acreditar e apoiar o Goiás no clássico.

– Tomara que eles lotem o Serra Dourada, pois com o apoio do torcedor e com a nossa determinação em campo, o Goiás vai continuar nessa crescente no campeonato. Não pode ter uma cadeira vazia, porque aí sim cada vez mais nos vamos lutar dentro de campo – afirmou Rafael Moura.

Força e rapidez no contra-ataque no Atlético-GO:

É hora de explorar a velocidade. É o que pensa o técnico René Simões. O treinador realizou três alterações em relação ao time que perdeu para o Atlético-PR no último sábado e deu ênfase às jogadas de contra-ataque no treinamento realizado na manhã desta terça-feira.

Na defesa, o experiente Jairo dará lugar a Daniel Marques, que volta ao time titular após sequer ser relacionado para o último confronto. No meio, Agenor ganha a posição que Ramalho, que rompeu o tendão de Aquiles do pé esquerdo e só volta em 2011. Na frente, Juninho cede o lugar para Marcão, que volta após lesão, já que Diogo Galvão não pode enfrentar o Goiás, por estar emprestado ao Dragão pelo Esmeraldino.

Quem permanece na equipe é o meia Diguinho, que saiu com apenas 20 minutos do 1° tempo na última partida e mostrou claros sinais de insatisfação. O jogador teve uma conversa em separado com o técnico René Simões na última segunda-feira e o treinador o manteve para o confronto, com um posicionamento mais ofensivo e com o dever de dar velocidade ao setor esquerdo de ataque. O meia acredita que vai dar a volta por cima no clássico.

– Saí chateado sim, qualquer jogador sairia, porque quem não sair chateado no primeiro tempo, vai procurar outra profissão então. Tem que levantar a cabeça, se quiser jogar a culpa para cima de mim pode jogar, fui o culpado pela derrota e tenho certeza de que vou ser o culpado pela vitória no clássico. Não o culpado, mas sim o jogador que vai chamar a responsabilidade e tenho certeza de que meu dia vai ser totalmente diferente – afirmou o camisa 77.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS X ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/Hora: 22/9/2010 às 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (Fifa-SP)
Auxiliares: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e João Patrício de Araújo (GO)

GOIÁS: Harlei, Valmir Lucas, Rafael Tolói e Marcão; Wendel Santos, Wellington Monteiro, Romerito, Bernardo e Júnior; Felipe e Rafael Moura. Técnico: Jorginho.

ATLÉTICO-GO:Márcio, Victor Ferraz, Daniel Marques, Gilson e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Robston, Diguinho e Elias; Marcão. Técnico: René Simões.

setembro 22, 2010 - Posted by | Goiás | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s