Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Árbitro relata na súmula que foi xingado por Felipão

José Henrique de Carvalho expulsou o treinador no primeiro tempo

A presença de Luiz Felipe Scolari à beira do campo no clássico contra o São Paulo não durou mais do que 27 minutos. O treinador foi expulso de campo por José Henrique de Carvalho . Na súmula do jogo, o árbitro alegou que foi xingado pelo comandante do Palmeiras.

No relato sobre o ocorrido, José Henrique de Carvalho escreveu o seguinte: “Aos 23 minutos do 1º tempo, fui informado pelo assistente nº 1, Sr. Emerson Augusto de Carvalho, que o Sr. Felipe Scolari , treinador do Palmeiras, preferiu-me as seguintes palavras: ‘Árbitro de m***, não consegue colocar a barreira no lugar’. De imediato o expulsei”.

O árbitro ainda completou escrevendo que Felipão já havia sido advertido pelo assistente e que demorou cerca de quatro minutos para deixar o campo após ser expulso.

José Henrique de Carvalho também relatou o incidente envolvendo o zagueiro Renato Silva, do São Paulo. A polícia informou o árbitro que o jogador fez gestos obscenos para a torcida do Palmeiras enquanto fazia o aquecimento.

setembro 20, 2010 Posted by | Palmeiras | | Deixe um comentário

Ewerthon vai operar joelho e deve ficar fora até o final do Brasileirão

Atacante se machucou diante do São Paulo e vai desfalcar o Verdão

O atacante Ewerthon deve desfalcar o Palmeiras até o final desta temporada, após se contundir durante a derrota para o São Paulo, no domingo. Em exame de ressonância magnética, realizado nesta segunda-feira, foi constatado que o jogador sofreu um trauma na cartilagem do joelho esquerdo e terá que ser operado.

A cirurgia será realizada até o final desta semana. Ainda não há uma previsão certa para o retorno do atacante, mas o departamento médico do Verdão reconhece que isso deve demorar um pouco.

– Existe uma chance de o Ewerthon voltar a jogar neste ano, mas vamos aguardar a cirurgia para depois dar uma definição sobre quando ele poderá voltar a jogar – explicou o médico Otávio Vilhena, ao site oficial do clube.

Em 34 jogos pelo Palmeiras em 2010, Ewerthon marcou nove gols.

Por outro lado, o técnico Luiz Felipe Scolari poderá ganhar dois reforços para a partida contra o Grêmio Prudente, nesta quarta-feira, fora de casa. O volante Rivaldo e o meia Lincoln, ambos recuperados de lesão muscular na coxa, treinaram normalmente nesta segunda-feira na Academia da Barra Funda.

setembro 20, 2010 Posted by | Palmeiras | | Deixe um comentário

D’Alessandro completa cem jogos pelo Inter: ‘Parece incrível’

Meia argentino chegou ao Colorado em 2008 e já conquistou três títulos

Quando D’Alessandro se apresentou no Beira-Rio no segundo semestre de 2008, a expectativa era enorme em relação ao futebol do meia. Em menos de dois anos de clube, os elogios prévios se confirmaram, e D’Alessandro chegou ao seu jogo de número cem pelo Inter (segundo números do site oficial do clube) em grande fase.

Campeão gaúcho (2009), da Sul-Americana (2008) e da Libertadores (2010), D’Alessandro é titular absoluto do time de Celso Roth, além da referência técnica do vitorioso 4-2-3-1 do treinador.

— Parece incrível, não? Nem no River Plate, meu clube na Argentina, atuei tantas vezes. Lá, foram 98 partidas. Estou feliz e muito orgulhoso de chegar a esse número com a camisa vermelha — disse o meia, que tem como uma de suas marcas pessoais o drible apelidado de La Boba.

Na sua centésima partida, D’Ale enfrentou o time do Vasco. Mesmo bem marcado, foi o protagonista da melhor chance do Inter no primeiro tempo. Na etapa final, mostrou versatilidade ao mudar de função e se tornar um ponta pela esquerda. Nesse setor, ele suplantou a marcação e colocou Edu sozinho em frente ao goleiro para fazer o gol da vitória.

Ao final da partida, o argentino reconheceu a dificuldade imposta pelo adversário em pleno Beira-Rio.

— Foi um jogo duríssimo, de muita marcação por parte do Vasco. Não se pode tirar o Mundial de Clubes da cabeça, é a competição mais importante. Mas queremos também o Brasileiro. Vamos avançando, sem ansiedade, jogo após jogo — afirmou D’Ale, que também já se especializou em marcar gols em Gre-Nais: já foram três comemorações contra o rival do Colorado.

Sua estreia, em 2008, também foi num Gre-Nal. Válido pela Sul-Americana, o jogo terminou empatado em 1 a 1.

Para coroar a boa fase, D’Alessandro foi convocado para a seleção da Argentina no último amistoso, diante da Espanha. Mesmo atuando poucos minutos, ele aplicou o famoso drible “La Boba” e participou do último gol da goleada de 4 a 1 sobre a Fúria, já nos acréscimos.

setembro 20, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Jonas prega humildade, mas quer lugar na Seleção Brasileira

Com 11 gols, atacante é artilheiro isolado do Brasileirão

LANCEPRESS!

Humildade e ambição. Destacado para a entrevista coletiva desta segunda-feira, no Olímpico, o atacante Jonas transitou entre esses dois sentimentos com naturalidade. Pregou realismo e pés no chão, no que se refere à situação do Grêmio na tabela do Brasileiro, e avisou que sonha alto na carreira.

– Os torcedores voltaram a falar em Libertadores depois da nossa vitória sobre o Avaí. Vamos com calma. Fiamos olhando lá na frente e esquecemos de cuidar do agora. Olha o que aconteceu na semana passada, por desconcentração perdemos para o Palmeiras em casa – lembrou Jonas, que se tornou artilheiro do Brasileiro, com 11 gols, depois dos dois que marcou no Avaí. E seguiu nesse tom:

– Não podemos vender ilusão para o torcedor. Se queremos coisa melhor, temos de fazer como o São Paulo em 2008. Virou o turno com doze pontos atrás do Grêmio e se tornou campeão. Mas por quê? Porque pensou jogo a jogo, passo a passo. Estamos pensando no Flamengo, uma dureza que vamos enfrentar quarta-feira aqui no Olímpico – disse.

Nessa partida, o Grêmio não contará com Fábio Rochemback, suspenso.

Depois, com a autoridade de melhor do time e líder dos artilheiros, Jonas fez uma confissão:

– Quero crescer na profissão. Meus sonhos são chegar à Seleção Brasileira e conseguir um bom contrato no futebol europeu, não necessariamente nessa ordem.

setembro 20, 2010 Posted by | Grêmio | , | Deixe um comentário

Arena do Grêmio: festa tem até provocação colorada

No feriado da Revolução Farroupilha, clube tem dia especial no início das obras de seu novo estádio

De Leon, o capitão da conquista da Libertadores e do Mundial de 1983, desceu de um helicóptero carregando um pedaço arrancado do gramado do Olímpico para ser colocada sobre o terreno onde será erguida a Arena Tricolor.

Foi o momento mais emocionante da festa realizada nesta segunda-feira para o lançamento da obra do novo estádio do Grêmio, um sonho a se tornar realidade em dezembro de 2012. De Leon foi modesto.

– Coube a mim representar os jogadores que fizeram a grandeza desse clube ao longo da história – disse o uruguaio, lembrando que não foram os estádios que fizeram o Tricolor forte, mas o espírito dos gremistas.

– Isso aqui parece uma missa campal pra construção de um novo templo, e nós somos os fieis – disse um dos mais de 10 mil enlouquecidos gremistas que foram ao bairro Humaitá, na zona norte de Porto Alegre, no quente feriado da Revolução Farroupilha.

Não faltou a provocação dos colorados – dessa vez grosseira. Quando uma carreata ia partir do bairro Azenha para o Humaitá, um aviãozinho sobrevoou o Olímpico com os dizeres “Chiqueiro de aluguel”.

Já no Humaitá, a propaganda política de centenas de candidatos disputava a atenção do povão, que não parava de chegar. No local da festa, vídeos num telão e hinos, tudo comandado por DJs. No ambiente à sombra, figurões da política, dirigentes e muitos discursos.

O presidente Duda Kroeff recebeu a leiva de grama de De Leon e colocou-a no chão. Ao lado, enterrou a “Cápsula do Tempo”, com mensagens de gremistas a serem abertas na inauguração. Às 17h25, o botão da primeira estaca da Arena foi acionada, quando então o hino do Tricolor tocou mais forte e balões subiram. Nesse momento, os torcedores passaram a ver, com toda a nitidez, o novo templo pronto.

Fonte;lancenet

setembro 20, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Cruzeiro prepara DVD com erros de árbitro

Raposa não aprovou atuação de Héber Roberto Lopes na partida contra o Botafogo

LANCEPRESS!

Após enviar uma reclamação formal por escrito à Comissão Nacional de Arbitragem, os dirigentes do Cruzeiro pretendem agora enviar um DVD com imagens de erros cometidos pelo árbitro paranaense Héber Roberto Lopes contra a equipe mineira.

Em entrevista exclusiva ao LANCENET!, o gerente de futebol do Cruzeiro, Valdir Barbosa, diz que a CNA já intercedeu favoravelmente ao clube, agora cabe à CBF julgar o caso.

– O presidente da CNA, Irineu Jacob Kloeckner, já intercedeu em favor do Cruzeiro. O clube está preparando um dvd com imagens dos erros cometidos por ele (Héber Roberto Lopes), que prejudicaram nossa equipe. O DVD será enviado à Comissão de Árbitros da CBF – disse Valdir.

O Cruzeiro não gostou nada da arbitragem de Héber Roberto Lopes no empate do último sábado com o Botafogo, por 2 a 2, no Engenhão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por isso, a diretoria prometeu protestar para evitar que os erros se repitam.

setembro 20, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Fabrício não é dúvida para a partida de quarta.

Jogador sentiu um mal-estar na partida contra o Botafogo

LANCEPRESS!

O volante Fabrício, que foi substituído por Fabinho, ainda no primeiro tempo da partida disputada no último sábado, contra o Botafogo, passa bem e não desfalca o Cruzeiro para a próxima partida.

O jogador pediu para sair, alegando um mal-estar, mas já apresentou melhora e passa bem. O jogador retornou para Belo Horizonte, domingo pela manhã e se concentra com o restante do grupo, hoje, às 22h.

O Cruzeiro enfrenta o Ceará, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, às 19h30 de quarta-feira.

setembro 20, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Montillo escreve seu nome na História do Cruzeiro

Argentino foi o primeiro meia celeste a marcar duas vezes em um mesmo jogo neste ano

LANCEPRESS!

O meio-campista Walter Montillo, autor de dois gols no empate do último sábado, contra o Botafogo, no Engenhão, conseguiu um feito inédito em 2010: ele foi o único meia da equipe celeste a balançar a rede por duas vezes em uma mesma partida.

Jogador fundamental no elenco de Cuca, o argentino caiu de vez nas graças da china azul. Uma das revelações do Campeonato Brasileiro, com ótimos desempenhos, Montillo demonstra, a cada jogo, sua grande habilidade e o entrosamento com o grupo.

– O esforço de todos os jogadores é muito grande, e tem que seguir assim. Creio que vamos por um bom caminho. O time segue sem perder desde que começou o returno, e temos que seguir somando três pontos em outros jogos, para que os líderes não escapem – declarou o argentino.

O primeiro gol de Montillo contra o Botafogo saiu em cobrança de pênalti, aos 11 minutos do segundo tempo. No segundo tento, aos 25, o jogador arrancou do meio de campo, avançou pela área e bateu rasteiro no canto direito do goleiro botafoguense, em uma linda jogada.

Apesar de sua excelente fase e das ótimas atuações que tem tido, Montillo é modesto, dando sempre os méritos ao grupo, e não a ele individualmente.

– Não penso em ser o melhor de todos. Se o Cruzeiro jogou bem, é porque o grupo é forte, e todos os jogadores estão bem – elogiou.

Antes do argentino, o último meia a marcar por duas vezes em uma mesma partida havia sido Gilberto – atualmente fora por lesão –, na vitória por 3 a 2, contra o Internacional, no Beira-Rio, pela 23ª rodada do Brasileirão, em 2009.

Na ocasião, o Cruzeiro, que ocupava a 13ª colocação no Campeonato, iniciava uma recuperação heroica. A vitória de virada contra a equipe gaúcha deu novas esperanças aos mineiros, que, embalados, acabaram a competição na quarta colocação, garantindo, assim, uma vaga na Copa Libertadores de 2010.

Jogador passou por San Lorendo (ARG) e Universidad de Chile (CHI)

Montillo iniciou a carreira no San Lorenzo, da Argentina, em 2002, chegando a disputar o Mundial Sub-20 pela seleção do país, em 2003. No entanto, o jogador apareceu para a América quando jogava pela Universidad de Chile, após marcar um golaço contra o Flamengo, nas quartas de final da Libertadores deste ano. Na ocasião, o argentino avançou pela área e deu um toquinho magistral por cima do goleiro Bruno, eliminando a equipe carioca da competição.

A partir daí, o meia passou a ser desejado por várias equipes brasileiras, como Flamengo e Palmeiras, mas o Cruzeiro acabou sendo o destino do jogador, que tem potencial para se tornar ídolo da equipe celeste, assim como seu compatriota, Juan Pablo Sorín.

setembro 20, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Sem Réver, zaga do Galo sofre com bolas aéreas

Porém, Luxa minimiza erros e lamenta mais uma derrota no Brasileirão

LANCEPRESS!

Sem poder contar com Réver, machucado, o técnico Vanderlei Luxemburgo treinou com três zagueiros, mas entrou em campo com apenas dois – Campos e Werley foram os escolhidos. Porém, o desempenho do sistema defensivo voltou a complicar o Atlético-MG.

Em dois gols após cobranças de escanteios, o Galo foi derrotado pelo Atlético-PR.

– Falamos no intervalo da bola parada e acabamos levando dois gols nessa jogada. Precisamos ter atenção – disse Ricardinho.

O técnico Vanderlei Luxemburgo também lamentou a situação dos gols do adversário na noite deste domingo.

– A única certeza de que a bola parada podia decidir. É duro sair daqui com dois gols. O time foi guerreiro – disse o treinador em discurso bem diferente do que foi visto em campo.

No segundo tempo, o técnico tirou os dois atacantes para colocar dois meias. Após o confronto, ele explicou as mudanças.

– Obina pediu para sair. O Neto também. Pelas circunstâncias, já que temos muitos jogadores lesionados, seria muito difícil o resultado. Acho que a equipe esteve bem e poderíamos sair com um resultado melhor – explicou Luxemburgo.

setembro 20, 2010 Posted by | Atlético-MG | , | Deixe um comentário

Tardelli diz que se equivocou, mas que não se arrepende de declarações

Atacante reclamou da atuação da zaga do time após a derrota para o Vitória

Diego Tardelli deu declarações polêmicas após a derrota por 3 a 2 para o Vitória, nesse domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. O atacante disse que faltou vontade a alguns jogadores durante a partida. Tardelli afirmou também que “se mata lá na frente, toma porrada e, quando é para colocar o pé lá atrás, em uma dividida mais forte, o time leva o gol”.

Nesta segunda-feira, o atacante disse que se equivocou no que disse, mesmo sem se arrepender das duras palavras.

– Foi um momento complicado. Acabou o jogo e eu saí chateado, triste. Acho que me equivoquei em algumas palavras que falei, mas não me arrependo. Faltou sim, um pouquinho mais de alguns jogadores, não preciso citar nomes. Naquele momento a gente precisava da vitória, a gente não poderia tirar o pé e não poderia faltar vontade naqueles 15 minutos finais, quando estava 2 a 2. Eu tinha certeza que a gente ia virar o jogo, ia sair numa tarde feliz e ia pro próximo jogo mais tranquilo. Não fui só eu que desabafei. Não adiantava passar as coisas só pra vocês (imprensa). Da minha maneira, as coisas tinham que ser resolvidas no vestiário, depois do jogo. Ontem (domingo) quando a gente chegou aqui no CT houve uma reunião entre os jogadores e acabei pedindo desculpas. Se alguém entendeu de uma forma diferente, foi um equívoco meu ter falado de forma aberta, mas é um fato que, graças a Deus, está resolvido. Hoje tivemos um ambiente tranquilo.

O artilheiro do Galo na temporada disse que não citou nomes porque não quer procurar culpados pela má fase do time.

– Nosso objetivo não é achar o culpado. Em nenhum momento eu citei nome de jogadores. Em nenhum momento foi dada a letra entregando outro jogador, procurando o culpado. Quando perde, perde todo mundo. Um jogador não foi bem naquela partida, poderia ter ido melhor. Talvez o ataque poderia ter feito gols. O futebol é assim. Acho que não houve cobrança, as coisas vão ficar assim, nada vai acontecer. Uma hora a cobrança tem que vir, tem que olhar na cara do jogador e falar.

Tardelli comentou também a bronca que o técnico Vanderlei Luxemburgo deu no grupo de jogadores após a derrota em Sete Lagoas.

– Não só o Vanderlei, mas nós jogadores temos vontade de falar um monte de coisas. O Vanderlei é o treinador e a pessoa com mais experiência aqui, e era o único que poderia falar naquele momento. Acho que serviu de lição o que ele disse. Espero que tenha entrado na cabeça de cada jogador. Isso está virando rotina, porque a hora que perde vem as cobranças do treinador e da torcida. Isso é normal. Uma hora vai mudar.

O próximo adversário do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro é o vice-líder Fluminense, quinta-feira, às 21h, no Engenhão. Diego Tardelli espera um vacilo do time carioca para surpreender e tentar a vitória no Rio de Janeiro.

– É difícil estar aqui depois de uma derrota e tentar explicar o que foi feito de errado. É procurar esquecer a derrota de ontem e saber que ainda a gente tem chance de sair desta situação. Os resultados de ontem nos ajudaram um pouco, em relação ao Avaí, que é o adversário que está mais próximo da gente. E agora a gente vai pegar um time que está completo, que vive um momento bom e está brigando pelo título. Talvez eles possam achar que a gente está morto e a gente possa surpreendê-los no Rio, na quinta-feira.

setembro 20, 2010 Posted by | Atlético-MG | , | Deixe um comentário