Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco e Cruzeiro travam duelo particular por uma vaga no G4

Cariocas jogam com o Esquadrão Classe A em campo. Fabrício e Thiago Ribeiro retornam à Raposa

Vasco e Cruzeiro se enfrentam neste sábado, às 18h30, em São Januário, mirando uma vaga no G4. O time de São Januário ainda não perdeu no pós-Copa, mas vem de uma atuação ruim contra o São Paulo. Já o time mineiro venceu o vice-líder Corinthians e quer entrar de vez na briga pela ponta da tabela.

A equipe carioca vai a campo com novidades para esta partida. Com a suspensão do volante Rômulo, devido ao terceiro cartão amarelo, o técnico Paulo César Gusmão, criticado pela postura defensiva no último jogo, escalou o lateral-direiro Irrazábal improvisado na esquerda e colocou novamente Felipe no meio de campo, que jogará ao lado de Carlos Alberto. Assim, a equipe ficará mais ofensiva.

Porém, o comandante cruzmaltino avisou que o Esquadrão Classe A terá a obrigação de marcar e não quer um time sobrecarregad no setor defensivo.

– Todos vão marcar, é importante a participação geral. Eu deixei claro para eles que vão jogar juntos, mas têm a responsabilidade de marcar para não sobrecarregar seus companheiros. Mas vão dar uma liberdade grande para a criação por que jogadores de qualidade – disse

O Cruzeiro vem animado para o confronto contra o Vasco. Após a vitória no meio de semana sobre o Corinthians em Uberlândia, a Raposa chegou aos 24 pontos e entrou na zona de classificação para a Libertadores do ano que vem.

A equipe celeste realizou o último treino na manhã desta sexta-feira em General Severiano, no Rio de Janeiro. O técnico Cuca, no entanto, ganhou um problema de última hora. O lateral-direito Jonathan amanheceu com febre e dor de garganta e virou dúvida para o duelo. Caso não se recupere, Rômulo e Diego Renan, que seria improvisado no setor, são os possíveis substitutos.

Por outro lado, o comandante celeste tem os retornos do volante Fabrício e o atacante Thiago Ribeiro, que cumpriram suspensão na rodada do meio de semana.

– Cada jogo é uma decisão. Amanhã contra o Vasco não será diferente. Precisamos jogar de forma decisiva para sair de campo com a vitória – declarou o treinador, que repetirá o esquema 3-5-2.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X CRUZEIRO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/8/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP – Fifa) e Vicente Romano Neto (SP)

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Fernando e Irrazábal; Rafael
Carioca, Nilton, Felipe e Carlos Alberto; Zé Roberto e Éder Luís.
Técnico: Paulo César Gusmão

CRUZEIRO: Fábio; Claudio Caçapa, Gil e Edcarlos; Jonathan (Rômulo ou
Diego Renan), Fabrício, Henrique, Montillo e Everton; Thiago Riberito e
Wellington Paulista.
Técnico: Cuca

agosto 27, 2010 Posted by | Cruzeiro, Vasco da Gama | , | Deixe um comentário

Sem Paulo Henrique Ganso, Santos pega Goiás no Pacaembu

Equipe da Vila Belmiro atuará pela primeira vez sem o meia, que se machucou e não jogará mais este ano

Embalado pela terceira vitória consecutiva, o Santos recebe o Goiás neste sábado, às 18h30, no Pacaembu, lanterna do Brasileirão. Abalado pela lesão de Paulo Henrique Ganso, o time joga para tentar manter o sonho da Tríplice Coroa.

Sem poder contar com Edu Dracena e Alex Sandro, suspensos, o técnico deve optar por Bruno Aguiar e Léo. As dúvidas são no ataque, para o parceiro de Neymar, e no meio de campo.

– Ainda não defini se entro com três atacantes, com Zé Eduardo, Keirrison e Neymar ou com mais um meia, Zezinho, que ajudaria o Marquinhos na marcação – explicou o técnico Dorival Júnior.

Alan Patrick, que teve mais uma investida do Shakhtar Donetsk (UCR) rejeitada pela diretoria, também foi elogiado pelo técnico, que ainda exige um pouco de amadurecimento do meia.

– Vejo muitas condições, qualidades, só precisa ter um desenvolvimento maior. Ele sabe, já falei que essa é a exigênci para que possa disputar essa condição. Tenho muita confiança nele – explicou.

Para o confronto, porém, o time volta ao Pacaembu, onde perdeu as suas últimas quatro partidas: Santo André, Corinthians, Palmeiras e Avaí, sendo duas como mandante.

– O histórico recente não é positivo, gosto muito da Vila, não abro mão, mas entendo que tenhamos que fazer um jogo fora. Se nós conseguimos uma vitória no Olímpico, não há motivo para preocupação – explicou.

Depois de terminar a rodada como lanterna da Série A e ter o técnico Emerson Leão demitido do cargo, o Goiás tenta reunir os pedaços para encarar o Santos. O time esmeraldino ainda não venceu no Brasileirão após a Copa do Mundo (já são 10 partidas) e já acumula três derrotas seguidas.

Sem Leão, o time ainda está indefinido. A única certeza é que o lateral Wendel Santos e o volante Wellington Monteiro desfalcam a equipe após tomar o terceiro cartão amarelo contra o Fluminense, na quarta-feira. Leão chegou a dizer, no pronunciamento de despedida pela manhã, que o time seria diferente daquele dos últimos jogos, com uma linha de quatro zagueiros e a saída de Bernardo da equipe.

O ex-treinador havia montado o time com o quarteto Valmir Lucas, Rafael Tolói, Ernando e Marcão na defesa. Outras mudanças seriam a entrada de Rithely no meio, e a presença do veterano Júnior na meia-esquerda, com a saída de Bernardo. Na frente, Everton Santos e Rafael Moura seriam mantidos, mas resta saber se Fernando Leão, que deve comandar a equipe neste sábado, irá manter a formação.

O meia Júnior diz que neste momento complicado o time tem que mostrar superação e acreditar em um bom resultado contra o time paulista. O experiente jogador diz que a equipe luta bastante, como na partida de quarta-feira, mas o time acaba pecando em algumas situações. Mesmo assim, o jogador acredita que só depende do elenco.

– Tudo vem de bons resultados, e isso a gente não tá conseguindo, e agora ficamos sem nosso comandante. Agora é buscar forças pra sair disso, conversei com o Romerito, acho que a três anos o Santos não ganha do Goiás e por isso precisamos ter força. Eles jogam o futebol mais bonito do Brasil, são jovens com grande potencia, mas temos que tentar de tudo – afirmou Júnior.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS X GOIÁS

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 28/8/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Junior (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Fabio Pereira (TO)

SANTOS: Rafael; Pará, Bruno Aguiar, Durval e Léo; Arouca, Rodriguinho, Zezinho e Marquinhos; Neymar e Zé Eduardo. Técnico: Dorival Junior.

GOIÁS: Harlei, Valmir Lucas, Rafael Tolói, Ernando e Marcão; Jonilson, Amaral, Rithely e Junior; Rafael Moura e Everton Santos. Técnico: Wladmir Araújo.

agosto 27, 2010 Posted by | Goiás, Santos | , , | Deixe um comentário

Com problemas, Ceará recebe Prudente para voltar ao G4

Já o clube paulista quer se afastar ainda mais da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro

Sétimo colocado no Brasileiro, com 24 pontos, o Ceará recebe o Grêmio Prudente neste sábado, às 18h30, no Castelão, em Fortaleza, buscando voltar ao G4. No entanto, o adversário promete complicar, já que também tem uma motivação especial: fugir da zona de rebaixamento.

O Vozão, que soma o mesmo número de pontos do Santos, quarto colocado, tem problemas, e o mais complicado deles está na lateral direita: Oziel recebeu terceiro cartão amarelo na derrota para o Botafogo e é desfalque certo.

Os outros jogadores da posição que compunham o elenco (Arlindo Maracanã, Andrezinho, Diogo e Marcos Pimentel) foram afastados e treinam separadamente. Com isso, o técnico Mário Sérgio será obrigado a improvisar novamente, e o escolhido deve ser o volante João Marcos.

Outro desfalque é o do atacante Misael, que sofreu entorse no joelho direito e dificilmente deve jogar, o que aumenta as chances de o veterano Magno Alves ter nova oportunidade durante a partida. De novidade entre os relacionados, há o jovem zagueiro Pablo, das categorias de base.

Do outro lado, o Grêmio Prudente entra na rodada disposto a deixar de vez a zona de risco. O time tem a mesma pontuação do Grêmio gaúcho, mas fica na frente pelos critérios de desempate.

O meia Adriano Pimenta lamenta o mau momento que o time passa no campeonato, mas espera surpreender o Ceará, que está nas primeiras posições. A ordem é repetir o bom futebol jogado na vitória sobre o Goiás, no Serra Dourada.

– Sabemos que temos um plantel bom para sair desta situação. É claro que, cada um tem no seu consciente que pode dar um pouco mais, isso que é o mais importante. Colocando em prática o que treinamos temos condições de vencer, assim como fizemos com o Goiás.

CEARÁ x GRÊMIO PRUDENTE
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data/Hora: 28/8/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Francisco Pereira de Lima Junior (PI)

CEARÁ: Diego, Fabrício, Anderson e Diego Sacoman; João Marcos, Michel, Careca, Heleno e Camilo; Washington e Wellington Amorim. Técnico: Mário Sérgio.

GRÊMIO PRUDENTE: Giovanni, Paulo César, Anderson Luis, Flávio e Marcelo Oliveira; Rodrigo Mancha, João Vitor, Carlos Eduardo (Adriano Pimenta) e Deyvid Sacconi; Robson (Rafael Martins) e Wesley. Técnico: Antonio Carlos.

agosto 27, 2010 Posted by | Ceará, Grêmio Prudente | , , | Deixe um comentário

Animação em alta no duelo entre Internacional e Botafogo

Pensamento por grandes objetivos move partida no Beira-Rio

Em lua de mel com a torcida após o título da Libertadores, o Internacional terá neste sábado um adversário que está empolgado para estragar a festa colorada e continuar com a busca pela própria no Brasileiro. Há oito partidas invicto e com cinco vitórias consecutivas, o Botafogo luta pelo três pontos no Beira-Rio, a partir das 18h30, para se manter no G4 e se aproximar ainda mais dos líderes.

Dono da quinta posição, com 24 pontos, o Inter já está garantido na próxima Copa Libertadores e por isso só pensa na conquista do Brasileirão. Por sua vez, o Glorioso, em terceiro e com 27 pontos, vê o grupo de classificação para a competição continental como um dos objetivos na temporada e não quer ficar para trás em confronto com transmissão em tempo real pelo LANCENET!.

LEGÍTIMO COLORADO

A espera durou pouco mais de uma semana, mas o “verdadeiro” Internacional volta a atuar diante de seu público. Um “falso”, composto por dez reservas, empatou com o Atlético-GO sábado passado, no Beira-Rio. O legítimo, com força máxima, reapareceu em grande estilo quarta-feira na Ressacada, na vitória de 1 a 0 sobre o Avaí. Só que na verdade, o Inter já perdeu dois titulares depois da Libertadores. O volante Sandro está se apresentando ao Tottenham; o jogo de Florianópolis marcou a despedida do meia Taison, vendido ao Metalist, da Ucrânia.

Outros três titulares importantes também desfalcarão a equipe contra o Fogão: o volante Guiñazú, ainda se recuperando de torção no tornozelo, o centroavante Alecsandro, com lesão muscular na perna direita, e o meia Giuliano, que superou dores musculares mas será preservado.

O técnico colorado deu sinais de que, com a saída de Taison, ele pode mudar o esquema tático: em vez de três meias e um atacante, usaria dois meias (Tinga e D’Alessandro) e dois atacantes (Alecsandro e Rafael Sobis). Assim, Leandro Damião será titular até a volta de Alecsandro. Foi o que aconteceu no coletivo da tarde desta sexta-feira. Só que Rafael Sobis fez a função de Taison, aberto na esquerda e recuando quando o time perdia a bola.

ALVINEGRO SEM MEDO

Embalado pela boa fase, o Botafogo terá que conviver com alguns problemas na escalação. Emprestados pelo Internacional ao Alvinegro, o titular Marcelo Cordeiro e o reserva Danny Morais não poderão entrar em campo por cláusula no contrato. Sem contar no elenco com opções para a lateral esquerda, Joel Santana escalou o zagueiro Edson improvisado no setor durante jogo-treino entre reservas e juniores, na última quinta-feira, no Engenhão.

É provável que o atleta receba uma chance como titular, assim como Fahel, que deve entrar no lugar de Marcelo Mattos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Entre os melhores ataques da competição, o Alvinegro vai continuar em busca do gol mesmo fora de casa, é o que garante Joel Santana. Com todas as alternativas de ataque prontas para atuar, o caminho rumo à vitória já está desenhado.

– Não adianta ir até Porto Alegre para ficar só na defesa. Considero o Internacional como melhor time do Brasil, até pela conquista de Libertadores. Só que não adianta ficar lá atrás, pois essa é a receita da derrota. Eles vão entrar com os titulares e isso é bom para nós, já que irão querer atacar. Desejamos um duelo aberto, em busca do gol – disse.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X BOTAFOGO

Estádio: Beira-Rio, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/8/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Ênio Ferreira de Carvalho (DF) e César Augusto de Oliveira (DF)

INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Indio e Kleber; Derley, Glaydson, Tinga e D’Alessandro; Leandro Damião e Rafael Sobis. Técnico: Celso Roth.

BOTAFOGO: Jefferson, Leandro Guerreiro, Antônio Carlos e Fábio Ferreira; Alessandro, Fahel, Somália, Maicosuel e Edson; Jobson e Herrera. Técnico: Joel Santana.

agosto 27, 2010 Posted by | Botafogo, Internacional | , | Deixe um comentário

Capitão desabafa sobre suspensão: ‘Só o que peço é bom senso’

Após ser punido por duas partidas e não enfrentar o São Paulo, Carlos Alberto volta neste sábado com ‘energia acumulada’

Na última terça-feira, uma decisão do STJD de punir o meia Carlos Alberto por duas partidas tirou o capitão vascaíno do duelo com o São Paulo. O jogador havia sido expulso no jogo contra o Vitória depois de ter aplaudido ironicamente o árbitro. Nesta sexta, o camisa 19 respondeu sobre se ele se sente perseguido pelo tribunal. Sem entrar em polêmica, o atleta tentou colocar uma pedra sobre o assunto, mas pediu que os responsáveis tenham mais bom senso.

Carlos Alberto afirmou que se esforça para tentar mudar sua imagem dentro de campo e não ter que passar por problemas desta natureza no futuro.

– Prefiro não falar do tribunal. Não tenho a pretensão de mudar o pensamento de ninguém. Temos que virar a página e continuar a história. Passou. Vocês (jornalistas) estão vendo a minha alegria de poder voltar a jogar. Não pode ser ditadura. Falando educadamente, de uma forma tranquila, tem que ser aceito. Peço um pouco mais de bom senso. Tenho me esforçado para que as coisas aconteçam bem dentro do campo. É só isso que eu peço (bom senso) – disse o capitão.

Na partida contra o Cruzeiro, neste sábado, às 18h30m (de Brasília), em São Januário, o camisa 19 estará novamente no ataque vascaíno. E ele avisou que está com motivação dobrada após ter viajado para São Paulo e ter sido impedido de entrar em campo.

– Estou muito motivado para jogar. Vou gastar toda a energia acumulada.

agosto 27, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

PC confirma Felipe no meio e projeta sucesso do seu quarteto ofensivo

Técnico acredita que as estrelas estão prontas para ser solução do time

A pedido do próprio jogador, o técnico Paulo César Gusmão desistiu de escalar Felipe na lateral esquerda, assim como fez nas últimas duas rodadas. A partir do jogo deste sábado, às 18h30m (de Brasília), contra o Cruzeiro, o camisa 6 irá atuar novamente no meio de campo. Aos 32 anos e ainda sem o ritmo ideal, o jogador confessou que não estava conseguindo acompanhar o ritmo das partidas.

PC encarou a atitude como natural, e lembrou que o atleta havia se colocado à disposição para ajudar, independentemente de posição.

– Temos sempre este tipo de reunião. O Felipe disse que estava tendo dificuldades na lateral. Então, eu disse que não teria problema nenhum em escalar ele no meio. Ele tinha se colocado à disposição, mas, já que está tendo dificuldades, nada mais justo do que colocar ele no meio novamente – contou o treinador.

Desta forma, o Vasco terá seu quarteto ofensivo, formado por Carlos Alberto, Éder Luis, Zé Roberto e Felipe, desde o início da partida. PC Gusmão espera que todos tenham bom desempenho e sejam a solução para o time, mas pediu empenho na hora de ajudar na marcação.

Espero que possam ter a produção que todos desejam. Estão prontos para fazer aquilo pelo qual foram contratados: serem solução. Para isso vieram para o Vasco. Vão jogar juntos, mas têm responsabilidade de recomposição, de marcar.

Com o retorno de Carlos Alberto, que cumpriu suspensão contra o São Paulo, o ataque vascaíno muda a característica, já que o capitão segura mais a bola na frente. Este, segundo o treinador, foi um dos problemas enfrentados pelo Vasco no Morumbi.

– A entrada do Carlos Alberto muda, porque ele tem característica de finalizar, segurar a bola e servir os companheiros. Sabíamos que o último jogo seria difícil por causa do momento do São Paulo. Pela tradição, não pode estar onde está. Os jogadores entraram pressionados e fizeram uma blitz. Mas faz parte do jogo.

O Gigante da Colina está em nono lugar no Campeonato Brasileiro com 22 pontos.

agosto 27, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Baresi projeta Fernandão no ataque e explica Cleber Santana na reserva

Camisa 8 estava mal contra o Corinthians e por isso nem voltou contra o Vasco. Treinador elogia Fernandinho e Marlos, deixando dúvida no ar

Após o treino com 11 jogadores na linha, Sérgio Baresi deu pistas do que pretende colocar em campo pelo São Paulo contra o Fluminense neste domingo, a partir das 18h30m, no Maracanã, pelo Brasileiro. O treinador já confirmou que se Ricardo Oliveira não se recuperar da tendinite no joelho esquerdo, Fernandão será o substituto. E mostrou o que muda na equipe com a entrada do camisa 15.

– Embora estejamos esperando a confirmação ou não do Ricardo, que será reavaliado amanhã (sábado), assim como o Dagoberto, se o Ricardo não jogar será o Fernandão. Ele é um jogador mais de área, bom nas bolas paradas e tem característica de sair um pouquinho mais da área para ajudar na armação – justificou o interino.

Baresi explicou o motivo de ter mantido Fernandão em campo na derrota para o Corinthians por 3 a 0, mas ter deixado o mesmo no banco de início contra o Vasco, no empate por 0 a 0, na última quarta. O mesmo aconteceu com Cleber Santana, que não foi aproveitado contra o time carioca.

– No jogo contra o Corinthians foi uma opção manter a dupla em campo. Estava nítido que o Cleber estava mal, mas resolvi deixar os dois. O Fernandão, em uma bola parada, pode ajudar ofensivamente e defensivamente. Esperávamos que o Cleber nos desse alguma luz, o que não aconteceu. A saída deles não foi pedido da diretoria. Foi uma escolha minha pelos jogadores no momento – admitiu o técnico.

Além da provável mudança no ataque por causa do problema de Oliveira, Baresi pode fazer outra alteração no setor. Fernandinho pode dar lugar a Marlos, que foi o homem a mais no treino técnico desta sexta. O treinador elogiou os dois jogadores.

– O Marlos é um atleta que tem potencial enorme, muita qualidade técnica, é difícil de ser marcado. Converso com ele que vai decolar quando o último passe dele encaixar. O Fernandinho faz dez jogadas pelo lado esquerdo e ganha quatro no fundo, mas se melhorar ainda mais pode conseguir o gol – analisou o comandante, sem dizer quem será o dono da vaga.

agosto 27, 2010 Posted by | São Paulo | | Deixe um comentário

Vacinado e louco pela vitória, São Paulo descarta retranca domingo

Xandão diz que time aprendeu a lição contra o Inter em Porto Alegre, pela Libertadores, quando jogou fechado e perdeu por 1 a 0 com futebol ruim

Com apenas uma vitória na tabela desde a volta do Brasileirão pós-Copa do Mundo e três pontos acima da zona de rebaixamento, o São Paulo sabe que precisa vencer o Fluminense neste domingo, a partir das 18h30m, no Maracanã, para respirar e afastar a crise. O problema é segurar o time carioca, líder do campeonato, com 36 pontos e 28 gols marcados. Como segurar o melhor ataque do Brasileiro e ainda furar a defesa do Tricolor carioca? Os são-paulinos acreditam que a maneira mais eficiente é não se trancar. Principalmente porque recordam que a estratégia de se plantar atrás não deu certo no primeiro jogo das semifinais da Libertadores, contra o Internacional, em Porto Alegre. Na ocasião, o visitante só se defendeu e acabou perdendo por 1 a 0.

– O São Paulo não deve ir trancado contra o Fluminense, sabemos da força ofensiva do adversário e já tivemos essa experiência de jogar atrás contra o Internacional. Não foi nada bom. Não é esse o caminho. Temos que buscar o gol a todo o momento, não somos um time para jogar retrancado, precisamos buscar o gol e tentar os três pontos, não importa quem será o rival – justificou Xandão, que fará dupla de zaga com Miranda.

Baresi reforçou as palavras do zagueiro, garantindo que o time não vai adotar postura ofensiva só porque vai atuar fora de casa e contra o líder. O treinador lembrou que o Tricolor Paulista precisa da vitória para ter tranquilidade na sequência do trabalho.

– Jogar contra o Fluminense é complicado em qualquer lugar. Quando você vai jogar fora de casa tem de atuar em cima do adversário da mesma maneira. Posicionei o time com duas variações no treino. Os números são favoráveis ao anfitrião, mas vamos em busca da vitória e não vamos abrir mão disso – acrescentou o interino.

agosto 27, 2010 Posted by | São Paulo | , | Deixe um comentário

Dorival tem dúvidas para escalar a equipe que enfrenta o Goiás

Dois ou três atacantes? Treinador só vai definir a escalação da equipe momentos antes da partida, no Pacaembu

O técnico Dorival Júnior, do Santos, ainda não decidiu qual será a escalação da equipe para o confronto contra o Goiás, neste sábado, às 18h30m (horário de Brasília), no Pacaembu, pela 17ª rodada do Brasileirão. Ele ainda não sabe se escala dois ou três atacantes. Além disso, não escolheu entre Keirrison e Zé Eduardo se por acaso optar pela formação mais ofensiva.

O treinador explica que poderá optar por uma formação mais conservadora, com quatro jogadores no meio de campo – Arouca, Rodriguinho, Zezinho e Marquinhos – e dois atacantes Neymar e Keirrison (ou Zé Eduardo). Outra opção é se mandar para o ataque, com três jogadores no meio (Arouca, Rodriguinho e Marquinhos) e três na frente (Neymar, Keirrison e Zé Eduardo). Seja qual for a escolha, o certo é que Marcel volta para o banco de reservas.

– Eu ainda tenho essa dúvida e vou esperar até amanhã (sábado) para decidir – explicou o treinador.

agosto 27, 2010 Posted by | Goiás | | Deixe um comentário

Lesão de Ganso é igual à de três anos atrás, só que no outro joelho

Médico conta em coletiva como foi a reação do jogador do Santos ao resultado do exame: ‘Doutor, o senhor está com a mesma cara de 2007’

O meia Paulo Henrique Ganso, do Santos, já está em São Paulo para realizar exames pré-operatórios. Ele passará a noite na capital e, neste sábado, às 6h, será internado no hospital Albert Einstein, onde passará por uma cirurgia para reconstruir o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e reparar o menisco lateral, lesionados na última quarta-feira, durante confronto contra o Grêmio, em Porto Alegre. O jogador terá alta domingo ou segunda-feira, dependendo de como for a cirurgia.

A cirurgia será comandada pelo ortopedista José Ricardo Pécora, chefe do setor de cirurgia de joelho do Hospital das Clínicas, e acompanhada pelos médicos santistas Maurício Zenaide e Rodrigo Zogaib. Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé, Zogaib falou sobre como está o astral do jogador. Ele conta que acompanhou a primeira cirurgia a que Ganso foi submetido, em 2007, quando tinha 17 anos. Na ocasião, ele também rompeu o ligamento cruzado anterior, com lesão associada no menisco lateral. Só que no joelho direito.

– Foi exatamente a mesma lesão. Tanto que depois do exame, ontem (quinta-feira), quando eu fui dar a notícia do resultado do exame, ele me falou: ‘Doutor, o senhor está com a mesma cara de 2007’. Aí eu respondi que a cara era a mesma, porque a notícia era a mesma. Mas o importante é que ele é uma pessoa bastante madura e está bem psicologicamente.

Zogaib explicou alguns detalhes da cirurgia. Dois pedaços de um tendão da coxa serão retirados e trançados, formando a estrutura que irá substituir ligamento rompido. O procedimento é feito por intermédio de uma câmera, evitando uma incisão muito grande no joelho.

– São feitos dois furos mínimos no joelho, um para a entrada do instrumento e outro para a câmera – explicou o médico santista. O procedimento dura cerca de uma hora e meia.

No dia seguinte a alta, Ganso já começa o processo de fisioterapia. Ele precisará usar muletas por duas semanas. Depois desse período, é retirada uma das muletas (do lado do joelho operado, o esquerdo). Ele fica mais uma semana com o amparo para o lado direito. Depois de três semanas, começa a caminhar sem auxílio.

De acordo com Zogaib e com o fisioterapeuta santista Avelino Buongermino, o protocolo de recuperação será respeitado e não existe a hipótese de se apressar o retorno do jogador. Ganso só voltará a jogar futebol em fevereiro de 2011.

– Os seis meses são estipulados não por achismo. Esse tendão (da coxa) que vira um ligamento precisa de seis meses para ter sua vascularização completa, para estar totalmente integrado à estrutura do joelho –  explicou Zogaib.

agosto 27, 2010 Posted by | Santos | , | Deixe um comentário

Trabalho com bola no sábado definirá presença de Kleber no Palmeiras

Departamento médico do clube aguarda último treino antes de partida com o Atlético-MG para confirmar Gladiador em Ipatinga

Ainda se recuperando de uma microlesão na parte anterior da coxa direita, o atacante Kleber tem a sua presença no jogo deste domingo, contra o Atlético-MG, em Ipatinga, sob suspense. O departamento médico do clube quer aguardar o treino da manhã deste sábado,  quando o atleta trabalhará com bola, para confirmar ou vetar a sua volta ao time.

Kleber se machucou na partida com o Guarani, no último domingo. O atleta sentiu a lesão ainda no primeiro tempo, mas na segunda etapa não suportou as dores e precisou ser substituído. Na tarde desta sexta-feira, o atacante treinou a parte física junto com os jogadores que não participaram da partida com o Atlético-GO. Durante a atividade de tiros curtos, era visível que o Gladiador não conseguia acompanhar o ritmo dos demais companheiros. Depois de alguns arranques, ele fez uma corrida leve, sozinho, em torno dos gramados da Academia de Futebol.

Se a presença de Kleber ainda não é garantida, o técnico Luiz Felipe Scolari já confirmou que Marcos Assunção e Márcio Araújo, suspensos na partida com o Atlético-GO, retornam ao time titular no confronto com os mineiros.

agosto 27, 2010 Posted by | Palmeiras | | Deixe um comentário

Mesmo fora de jogo, Assunção se diz envergonhado por derrota

Volante palmeirense compartilha de sentimento de Luiz Felipe Scolari depois de revés para o Atlético-GO, no Pacaembu

O volante Marcos Assunção não esteve na partida da última quinta-feira, quando o Palmeiras foi derrotado por 3 a 0 para o Atlético-GO, no Pacaembu. No entanto, o experiente atleta de 34 anos, que estava suspenso da disputa, compartilhou do mesmo sentimento do técnico Luiz Felipe Scolari. Mesmo fora de campo, Assunção se disse envergonhado com o desempenho da equipe diante do então lanterna do Campeonato Brasileiro.

– O Palmeiras é um grupo, e perdi também e me sinto envergonhado. Quando ganha, ganham todos. Assim como quando perde, perdem todos. Tem de assumir mesmo que não tenha jogado. Perdeu o grupo, a comissão e as pessoas que trabalham com o time. Não podemos fugir das nossas responsabilidades. Assumo também que perdi, e vamos trabalhar para ganhar no domingo – disse Assunção.

Com o resultado, a equipe perdeu a série de invencibilidade – eram seis jogos sem derrotas. Além disso, o time caiu da 12ª para a 13ª posição e se manteve com os mesmos 20 pontos que iniciou a rodada.

– Erramos muitos passes, deveríamos ter mais tranquilidade, mas não aconteceu. Não podemos chorar o leite derramado. Não é sempre que vamos jogar bem. Ontem nada deu certo. Tivemos falhas e é normal. Se não entrar concentrado na partida, a outra equipe passa por cima – comentou.

O Palmeiras faz neste sábado pela manhã o último treino antes de embarcar para Ipatinga. Na cidade mineira, a equipe tenta se recuperar no Campeonato Brasileiro diante do Atlético-MG, outro time que ocupa a zona de rebaixamento do Nacional.

agosto 27, 2010 Posted by | Palmeiras | Deixe um comentário

Roth coloca Sobis na vaga de Taison e dá chance a Damião

Técnico do Inter, mesmo com saída de titular, mantém esquema 4-5-1. Derley e Glaydson são os volantes

Com Taison, o 4-5-1. Sem Taison, o 4-5-1. A perda de um dos titulares da Libertadores, negociado com o Metalist, da Ucrânia, não fez o técnico Celso Roth mudar o esquema de jogo do Inter. No treinamento da tarde desta sexta-feira, preparatório ao jogo de sábado, contra o Botafogo, o treinador manteve a estrutura da reta final da conquista continental. E o jogador encarregado de fazer a função de Taison é Rafael Sobis.

A ideia é a mesma. Sobis fica pela esquerda, como era com Taison, com D’Alessandro, canhoto, deslocado para a direita. Como Alecsandro segue em recuperação de lesão muscular na coxa direita, Roth colocou Leandro Damião como centroavante.

Os dois volantes titulares, Wilson Matias e Guiñazu, estão fora – por suspensão e lesão, respectivamente. Derley e Glaydson começam o jogo. A defesa é a mesma da Libertadores.

Com isso, o Inter está definido para pegar o Botafogo. Vai a campo com Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Derley, Glaydson, Tinga, D’Alessandro e Rafael Sobis; Leandro Damião.

agosto 27, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Grêmio tentou envolver Leandro em troca com Fluminense

Tricolor gaúcho tinha interesse em Rodriguinho, goleador do Paulistão 2010

O Grêmio sondou a situação do atacante Rodriguinho, goleador do último Paulistão pelo Santo André e que hoje defende o Fluminense. A ideia dos gaúchos era envolver o meia Leandro em uma troca com os cariocas. No entanto, o jogador do clube do Rio de Janeiro já atuou 11 vezes no Brasileirão, tornando impossível a negociação.

Rodriguinho tem 24 anos e chegou ao Fluminense em maio de 2010, mas recebe poucas chances de Muricy Ramalho. Leandro desembarcou em Porto Alegre no começo da temporada, mas jamais conseguiu repetir o desempenho que provocou o interesse gremista em seu futebol.

agosto 27, 2010 Posted by | Fluminense, Grêmio | | Deixe um comentário

Renato monta Grêmio com Gabriel na direita e Gilson no meio

Tricolor pode ter duas estreias contra o Atlético-PR, neste domingo, em Curitiba. Adílson treina entre os reservas

O treinamento coletivo orientado pelo técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, na manhã desta sexta-feira indicou mudanças na equipe titular. São duas novidades: as estreias dos laterais Gabriel e Gilson. E um deles pode até aparecer no meio contra o Atlético-PR, domingo, na Arena da Baixada.

Gabriel já começa a desbancar Edílson. Ele treinou o tempo todo como lateral-direito titular. A surpresa foi a presença de Gilson como volante, ao lado de Fábio Rochemback. Na parte final do treino, o jogador buscado no Paraná passou para a lateral, no lugar de Fábio Santos, com o ingresso de Lúcio no meio.

Willian Magrão, com lesão muscular, está fora. O substituto mais provável parecia ser Adílson, que treinou no time reserva. Renato, porém, não confirmou a escalação.

Possível time para domingo: Victor, Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adílson (Gilson/Lúcio), Souza e Douglas; Jonas e Borges.

agosto 27, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Reunião sobre Maracanã deixa Flu insatisfeito. Fla diz não ter pressa

Vice de futebol tricolor lamenta fechamento do estádio e revela que duelo contra o Ceará será no Engenhão. Rubro-negros ainda buscam opções

A reunião entre representantes dos clubes cariocas e o presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, Rubens Lopes, nesta sexta-feira, deixou claro que as posturas das equipes em relação ao fechamento do Maracanã para obras visando à Copa do Mundo de 2014 são bem distintas. Por parte do Fluminense, que ainda busca soluções para adiar a interdição, o vice de futebol, Alcides Antunes, não escondeu a insatisfação com o resultado da conversa e revelou que o duelo entre Tricolor e Ceará, no dia 8 de setembro, precisou ser marcado para o Engenhão. Enquanto isso, o Flamengo, que enviou o coordenador de arrecadação Claudecir Silva para o encontro, espera por uma reunião com o Botafogo, marcada para a segunda-feira, para definir onde passará a mandar seus jogos. A última partida a ser realizada no estádio em 2010 será entre Fla e Santos, no dia 5 de setembro.

‘Vamos continuar tentando’, diz tricolor

Bastante chateado, o dirigente tricolor revelou que não houve acordo para adiar o fechamento do Maracanã para a realização de obras visando à Copa de 2014 e que a partida entre Flu e Ceará, no dia 8 de setembro, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, precisou ser marcada para o Engenhão.

– Não chegamos a um acordo. O Fluminense não concorda com a mudança, mas vamos continuar tentando. Vamos procurar a CBF. O jogo do dia 8, tive que marcar para o Engenhão. Hoje (sexta-feira) era o último dia para marcar, mesmo porque temos um prazo de 10 dias. O Engenhão é um campo bom, mas as justificativas dadas para o fechar o Maracanã não me convenceram. É um campo em que todo mundo gosta de jogar. Poderia ter sido fechado anteriormente, mas não foi. Vamos continuar conversando para ver o que conseguimos na semana que vem – disse Antunes.

Fla entre o Engenhão e o estádio da Cidadania

O Flamengo foi representado na reunião pelo coordenador de arrecadação Claudecir Silva. Mas foi o assessor da presidência rubro-negra, Eduardo Moraes, quem esclareceu a posição do clube, que tem reunião marcada com a diretoria do Botafogo para tratar do possível uso do Engenhão em seus jogos como mandante. O estádio da Cidadania, em Volta Redonda, aparece como opção.

– O Flamengo não decidiu ainda, até porque temos tempo. Eu não sou o dono do estádio, o Estado que é. Infelizmente, não temos um estádio e não posso me opor à decisão. É difícil definir da noite para o dia. Não sei onde o Flamengo vai jogar. Só não vamos prejudicar o Vinicius (França, vice de futebol) e o Zico (diretor-executivo). Eles vão dar as opções e vamos negociar o melhor para o clube. A parte técnica vem sempre em primeiro lugar.

agosto 27, 2010 Posted by | Botafogo, Flamengo, Fluminense, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Suspenso, ‘insubstituível’ Emerson causa dor de cabeça no Fluminense

Muricy diz que não há no elenco jogador com as características do Sheik, e Washington admite: ‘Vai fazer falta’. Marquinho e Rodriguinho são opções

Seis jogos, cinco gols e o status de insubstituível. Mais do que colocar um ponto final na desconfiança do torcedor, o início arrasador de Emerson com a camisa do Fluminense já fez dele peça imprescindível na equipe de Muricy Ramalho. Imprescindível mesmo. Ao ponto de o treinador não ver no elenco ninguém capaz de exercer suas funções durante sua ausência, como na partida contra o São Paulo, domingo, às 18h30m (de Brasília), no Maracanã, pela 17ª rodada do Brasileirão.

Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Sheik abre vaga ao lado de Washington no ataque tricolor. Marquinho e Rodriguinho brigam pela posição, mas nenhum dos dois supre com perfeição as necessidades de Muricy.

– É um jogador diferente, que não temos outro parecido no time. Andamos buscando no mercado um velocista, mas não tivemos sucesso. Todos que encontramos eram parecidos com os centroavantes que temos. Não interessaram. Estamos preparando alguém da base para isso, porque não podemos mudar muito as características do time. O Emerson é importante, mas vamos buscar soluções – disse o treinador.

A dificuldade de encontrar um substituto para o Sheik faz com que Muricy adote o mistério ao falar da escalação tricolor para domingo. Apesar de Marquinho ser o favorito, com Washington isolado no ataque, o comandante disse que analisará as últimas exibições do São Paulo para ter uma decisão final.

– Ainda não sei (quem entra na equipe). Estou estudando, olhando o São Paulo, já vi os jogos algumas vezes. O grande problema é de profundidade, que perdemos um pouco sem o Emerson. Como não temos muito tempo para treinar, agora é hora de recuperar os jogadores, vamos levar isso (a dúvida) para o jogo mesmo.

Afetado diretamente pela suspensão de Emerson, Washington também lamentou a ausência do companheiro em todos os cinco jogos realizados desde que retornou às Laranjeiras.

– O Emerson vai fazer falta, sim. Estávamos com um entrosamento muito bom e ele tomou o terceiro cartão, infelizmente. Não sei quem o Muricy vai usar, temos vários jogadores que podem ser escalados. Não sei o esquema, mas entrando qualquer um, o Marquinho ou o Rodriguinho, trata-se jogadores de qualidade e que vão ajudar. Eu me adapto com qualquer um. Não vai ter problema.

Além do substituto de Emerson, Muricy tem outra dúvida para escalar a equipe: Diguinho, que se recupera de uma torção no tornozelo esquerdo, será reavaliado pelo departamento médico e se for vetado Fernando Bob continua na equipe. Para a vaga de Gum, também suspenso, o escolhido é André Luis.

agosto 27, 2010 Posted by | Fluminense | , | Deixe um comentário

Rogério não é mais treinador do Fla

Após ser hostilizado pela torcida, técnico conversa com Zico e concorda que não há mais clima para permanência. Toninho Barroso é o interino

Rogério Lourenço não é mais treinador do Flamengo. Nesta sexta-feira, ele se reuniu com Zico, diretor executivo de futebol, e os dois chegaram à conclusão de que não havia mais condições para a permanência no cargo. A saída, portanto, foi de comum acordo. Há chances de Rogério seguir no Flamengo, mas em outra função.

O agora ex-técnico garante que deixa o cargo sem mágoas e deseja sorte ao grupo no restante do Brasileirão:

– Mesmo com as dificuldades enfrentadas com a saída de jogadores importantes e com a contratação de reforços, acredito que meu trabalho foi positivo para o Flamengo. Tenho a convicção de que estávamos no caminho certo, mas deixo o cargo sem mágoas, sem rancor e gostaria de agradecer pela oportunidade de fazer parte do projeto de reconstrução do Flamengo. Confio no grupo de jogadores, desejo sorte a todos e tenho certeza de que eles darão alegrias à torcida em breve – declarou Rogério, via assessoria de imprensa.

Enquanto o clube busca um novo treinador, Toninho Barroso assume interinamente. Ele já dirigiu o Fla por seis jogos em 1998 e não ganhou uma vez sequer. Ao todo, foram três empates e igual número de derrotas.

Na quinta-feira, o Rubro-Negro foi a campo e empatou sem gols com o Atlético-MG, no Maracanã. A torcida ao fim do jogo hostilizou o treinador e pediu sua saída. Com 21 pontos, o Fla está em décimo no Campeonato Brasileiro. Em 16 jogos no torneio, o time conquistou cinco vitórias, seis empates e cinco derrotas.

Apesar de ter uma das melhores defesas da competição, com apenas 12 gols sofridos, a equipe carioca tem o segundo pior ataque, com 13 gols – à frente somente do Ceará, que fez 12. O técnico sai justamente na hora em que o clube vai reforçar o setor, com a chegada de Deivid e Diogo.

O treinador assumiu a equipe nas oitavas de final da Taça Libertadores, após a demissão de Andrade. O primeiro jogo foi contra o Corinthians, no dia 28 de abril. O time ganhou por 1 a 0 no Maracanã, gol de Adriano em cobrança de pênalti.

A equipe rubro-negra conseguiu a vaga nas quartas de final apesar da derrota por 2 a 1 no jogo de volta, em São Paulo, no saldo de gols qualificado. Na fase seguinte, o Fla perdeu por 3 a 2 para o Universidad do Chile, no Maracanã, e foi eliminado do torneio apesar de ter vencido por 2 a 1 em Santiago.

agosto 27, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Carente de Mineirão, Cruzeiro já vê corrida no Brasileirão prejudicada

Jogadores assumem que não jogar em Belo Horizonte vai fazer falta no fim da disputa. Preferência geral é o Parque do Sabiá, em Uberlândia

“Não há lugar como o nosso lar”, essa foi a frase dita pela personagem Dorothy em O Mágico de Oz para poder voltar pra casa no fim do filme. Esta fala traz à tona uma sensação de nostalgia, a mesma que os jogadores do Cruzeiro têm tido atualmente. Apesar do desempenho da Raposa na capital mineira antes da Copa do Mundo não ter sido perfeito (dois empates e uma vitória), os jogadores acreditam que no fim do Campeonato este fator pode acabar fazendo a diferença de maneira negativa.

– Faz diferença com certeza. Foi um campo que sempre fez a diferença para a gente. A dificuldade dos outros times quando nos enfrentavam no Mineirão era muito grande. O espaço, o gramado… É um fator primordial, que está pesando muito e que pode dificultar ainda mais no final – argumentou o volante Fabrício. No Mineirão, o time mineiro empatou com Santos e Avaí e derrotou o Botafogo.

Fora de Belo Horizonte, o desempenho continua mediano e a Raposa acabou sofrendo a primeira derrota em casa: 1 a 0 para o Vitória. Nas outras partidas, foram dois empates (Grêmio Prudente e Grêmio) e duas vitórias (Goiás e Corinthians). Para o goleiro Fábio, a luta pelos lugares de cima já está prejudicada.

– Perdemos pontos importantes em casa. No Mineirão, a gente conseguia fazer quase o máximo de pontos disputados. E facilitava muito isso na luta por título e Libertadores. É uma situação diferente, mas que temos que nos adaptar. Acho que Uberlândia se iguala muito ao Mineirão. Foi o nosso comentário. Todo mundo gostou do estádio e do gramado. Os jogadores de criação elogiaram. A equipe foi muito feliz lá. Nos jogos programados no Parque do Sabiá, podemos conseguir sempre coisas boas – disse o arqueiro.

Na falta do Mineirão – que só será reaberto em 2013 -, o Parque do Sabiá é a preferência de todos, mesmo não sendo a mesma coisa para os jogadores. Thiago Ribeiro, que foi artilheiro da última Taça Libertadores com oito gols, com boas atuações principalmente em BH, analisa que é difícil um estádio ter o mesmo “poder” que o Mineirão tem, principalmente para os homens de frente.

– Faz diferença, porque o Mineirão é casa do Cruzeiro. Falar em Mineirão é falar de Cruzeiro e Atlético. Para o atacante, o Mineirão é uma carta muito boa, com um time grande. As vezes pegava ums times retrancados, mas o campo grande facilitava o nosso jogo. Tivemos dificuldades em Sete Lagoas e em Ipatinga. Pelo que eu percebi, o gramado de Uberlândia também é muito bom e grande, o mais próximo do Mineirão. Já que estreamos lá com vitória, que continuemos por lá – afirmou o atacante.

Neste sábado, o Cruzeiro enfrenta o Vasco às 18h30m em São Januário. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Rea

agosto 27, 2010 Posted by | Cruzeiro | , | Deixe um comentário

Novo estádio do Corinthians receberá jogos da Copa de 2014

Anúncio oficial da construção deverá ser feito pelo presidente Andrés Sanches durante a comemoração do centenário do clube alvinegro

A Confederação Brasileira de Futebol e o Governo do Estado de São Paulo decidiram nesta sexta-feira que o novo estádio do Corinthians será sede dos jogos da Copa de 2014 em São Paulo. Ainda não está garantido que o local receberá a abertura do Mundial. O projeto inicial previa um estádio com capacidade para 45 mil pessoas. A Fifa exige o mínimo de 65 mil lugares para o primeiro jogo da Copa. O clube paulista já teria pronto um projeto para deixar o estádio em conformidade com o padrão Fifa para a abertura.

O estádio será construído em Itaquera, zona leste de São Paulo, onde hoje fica o centro de treinamento do Corinthians.

O presidente corintiano, Andrés Sanches, deve anunciar oficialmente a construção do estádio no Show da Virada, que vai comemorar o centenário do clube, na noite da próxima terça-feira, em São Paulo. O Timão completa 100 anos na quarta-feira, dia 1º de setembro, e a confirmação do estádio deve ser o ápice da festa marcada para o Anhangabaú, no centro da cidade.

Em nota oficial, o Governo do Estado de São Paulo informou que o presidente da CBF foi consultado sobre a realização da abertura da Copa no Morumbi, e que a opção estava completamente excluída pela Fifa e pelo Comitê Organizador Local.

Segundo a nota, o governador Alberto Goldman informou ao presidente da CBF que não foi possível viabilizar a construção de um estádio no complexo de eventos que será construído em Pirituba. Então, Goldman e o prefeito Gilberto Kassab foram consultados sobre a hipótese de a abertura da Copa ser realizada no novo estádio corintiano.

Ainda na nota, Governo do Estado e Prefeitura informam que não serão aplicados recursos públicos na construção de estádios.

Andrés se recusa a falar sobre o assunto

Nesta sexta-feira, durante sessão solene na Câmara Municipal de São Paulo em homenagem ao centenário corintiano, Andrés Sanches despistou sobre o assunto.

– Tem que perguntar para o Ricardo Teixeira (presidente da CBF) e para o governador de São Paulo (Alberto Goldman) – disse ele, negando-se a fazer qualquer comentário sobre o novo estádio.

Poucas horas antes da sessão na Câmara, Andrés Sanches criou polêmica ao falar sobre o assunto. Disse em um evento com estudantes universitários que sua “primeira responsabilidade é não deixar a Copa ir para o Morumbi”. Depois, em nota oficial no site do clube, se arrependeu de ter feito o que classificou como uma “brincadeira”.

– (Sanches) torce para que o clube se acerte com a Fifa para a realização de partidas da Copa do Mundo de 2014 no estádio do Morumbi – dizia o comunicado.

Confira a íntegra da nota oficial do Governo do Estado de São Paulo

Na tarde desta sexta-feira, o governador Alberto Goldman, o prefeito Gilberto Kassab e o coordenador do Comitê Organizador Paulista da Copa 2014, o secretário estadual de Economia e Planejamento Francisco Vidal Luna, estiveram com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Na reunião, o presidente da CBF foi consultado mais uma vez sobre a realização da abertura da Copa no Estádio do Morumbi, e informou que esta opção estava totalmente excluída pela FIFA e pelo Comitê Organizador Local da Copa 2014.

O presidente Ricardo Teixeira foi então informado que, apesar de todos os esforços, não foi possível viabilizar a construção de um estádio para a Copa 2014 no complexo de eventos e feiras que será construído em Pirituba.

O governador e o prefeito foram então consultados pelo presidente da CBF sobre a hipótese de a abertura da Copa 2014 ser realizada em novo estádio a ser construído pelo Sport Club Corinthians Paulista, em uma área em Itaquera. Goldman e Kassab reiteraram a disposição de proporcionar o apoio necessário para que São Paulo possa receber a abertura da Copa do Mundo.

O Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo reafirmaram a decisão de não aplicar recursos públicos para a construção de estádios.

ALBERTO GOLDMAN – Governador do Estado de São Paulo
GILBERTO KASSAB – Prefeito da Cidade de São Paulo
RICARDO TEIXEIRA – Presidente da Confederação Brasileira de Futebol

agosto 27, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

No retorno ao Timão, Ronaldo será batedor oficial de pênaltis

Segundo o técnico Adilson Batista, atacante será o responsável no lugar de Chicão e Bruno César, que erraram cobranças no Brasileirão

Recentemente, contra Atlético-MG e Atlético-GO, Chicão errou dois pênaltis. Na partida contra o Cruzeiro, na última quarta-feira, foi a vez de Bruno César perder. Mas agora o Corinthians tem um novo batedor. Na verdade um velho conhecido da torcida, mas que está há mais de três meses sem jogar. O nome dele é Ronaldo.

Segundo o técnico Adilson Batista, com o retorno do atacante na partida de domingo, contra o Vitória, se houver algum pênalti a responsabilidade será do Fenômeno. Pelo menos nos primeiros 45 minutos, que é o tempo que está programado para o camisa 9 jogar na 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

– Dentro dos primeiros 45 minutos, o Ronaldo bate. É bom que o Toninho Cecílio (técnico do Vitória) já pode passar para o (goleiro) Viáfara como o Ronaldo bate. Mas lembrem que ele troca o pé – brincou o comandante alvinegro.

Adilson Batista, porém, não está incomodado com os seguidos erros de pênalti no Timão. Até porque ele sabe que isso é algo que acontece no futebol. Não tem jeito.

– O Ronaldo também errou contra o Cruzeiro no ano passado. Isso é normal. Mas vamos trabalhar o Iarley, o Chicão, o Bruno César, o Roberto Carlos… – finalizou.

Segundo colocado do Brasileirão, o Corinthians está cinco pontos atrás do líder Fluminense, que neste fim de semana encara o São Paulo, no Maracanã.

agosto 27, 2010 Posted by | Corinthians | , | Deixe um comentário

Sem tempo para treinar, Joel Santana esconde o time que enfrenta o Inter

Treinador tem três desfalques para a partida contra o Colorado, no sábado

Está cada vez mais difícil para Joel Santana preparar o time do Botafogo. Com a sequência de jogos do Campeonato Brasileiro no meio e no final de semana, o treinador teve de se contentar com treinos apenas de musculação e recreativo durante a semana. Com isso, nada de coletivo e muito mistério para o jogo deste sábado, contra o Internacional, pela 17ª rodada do Nacional, às 18h30m (de Brasília).

O problema é que o treinador perdeu três jogadores para a partida. O zagueiro Danny Morais e o lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro estão fora por conta do contrato. Eles estão emprestados pelo Colorado e, para contar com os atletas, o clube precisaria pagar uma multa alta. O volante Marcelo Mattos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, também é desfalque.

Como comandou apenas um treino recreativo nesta sexta-feira, em Porto Alegre, Joel segue com as dúvidas. O treinador, como costuma fazer, evitou falar sobre o time que entrará em campo e deixou o mistério no ar.

– Posso antecipar sim. Vou antecipar que o time não vai ser divulgado hoje (sexta-feira), mas só antes da partida. Preciso conversar com os jogadores. Gosto muito de conversar, até para sentir olho no olho como é o comportamento deles. Mas não vai ser muito fora do que vem sendo feito. A equipe está certinha, concentrada – disse Joel Santana.

A tendência é que o treinador desloque Somália novamente para a ala no lugar de Cordeiro. O jogador é uma espécie de coringa de Joel e atua pelos dois lados, além de jogar no meio de campo. Na vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, pela 14ª rodada, por exemplo, ele substituiu o lateral-direito Alessandro, suspenso na ocasião.

Com isso, Lucio Flavio, Túlio Souza e Renato Cajá são os candidatos para atuar no meio. Para a vaga de Marcelo Mattos, Fahel deve ser o escolhido. Neste caso, existem duas possibilidades: ou ele atua como terceiro zagueiro, função que desempenhou antes de virar reserva, e Leandro Guerreiro volta a jogar como volante, ou Fahel entra como volante e mantém a base da defesa com Guerreiro, Antônio Carlos e Fábio Ferreira, que não sofreram gols desde que começaram a atuar juntos, há quatro rodadas.

agosto 27, 2010 Posted by | Botafogo | , | Deixe um comentário

Vanderlei Luxemburgo elogia a estreia de Eron no time profissional

Aos 18 anos, lateral-esquerdo jogou pela primeira vez no Maracanã, no empate sem gols com o Flamengo

Com as lesões de Fernandinho e Leandro, o técnico Vanderlei Luxemburgo teve de lançar Eron, de 18 anos, na partida contra o Flamengo, nesta quinta-feira, no Maracanã. O garoto estreou entre os profissionais do Atlético-MG no empate sem gols com o Rubro-Negro logo no lendário estádio e deixou o comandante satisfeito, apesar do nervosismo.

– Foi uma boa estreia do Eron, que nunca tinha jogado no profissional, ainda mais no Maracanã. No primeiro tempo, ele até pediu água para mim quatro vezes na beira do campo, pegou até do pessoal do Flamengo uma água emprestada. Ele estava ansioso e nervoso – disse o treinador.

Eron foi substituído por João Pedro aos 20 minutos do segundo tempo. Segundo Luxemburgo, o cansaço o prejudicou na partida.

– O Rogério (Lourenço, treinador do Flamengo) colocou um jogador em cima dele e o Flamengo chegou duas vezes. Ele foi à frente duas vezes, ficou abafado e cansou. A substituição dele foi por causa disso, não é porque estava jogando mal. Era necessário mudar ali, ou o Flamengo poderia complicar – explicou.

Quem também elogiou a atuação de Eron foi o zagueiro Réver. O defensor lembrou que o jovem teve de encarar os avanços de Léo Moura.

– Foi superbem. É uma grande responsabilidade marcar um dos melhores laterais do futebol brasileiro na atualidade. Ele tem que colocar isso na cabeça. Independentemente de quem enfrentarmos, ele deve jogar como jogou contra o Flamengo, porque tem tudo para ser um

agosto 27, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário

Luxemburgo garante que fica no Atlético-MG até se cair para a série B

Técnico usou o Twitter para reafirmar o compromisso com o clube alvinegro

O técnico Vanderlei Luxemburgo usou o Twitter para afirmar seu compromisso com o Atlético-MG. O comandante alvinegro mostrou confiança na recuperação do time, mas adiantou: caso o ‘desastre’ do rebaixamento aconteça, ele cairá com o time e permanecerá para a disputa da segunda divisão.

– De uma vez por todas: Não saio do Atlético-MG. O Atlético-MG não cai para a segunda divisão. E se por acaso acontecer o desastre, eu sigo no Atlético-MG.

A semana foi marcada por especulações em torno do nome do treinador. O presidente alvinegro, Alexandre Kalil, disse que Luxemburgo foi procurado para assumir o São Paulo, mas que não sairia do Galo. Antes da partida contra o Flamengo, o treinador também falou sobre o interesse de um dia voltar ao rubro-negro e trabalhar com Zico.

Apesar da confiança do treinador, a situação atleticana não é boa. Após o empate com o Flamengo, nessa quinta-feira, o time mineiro segue na zona de rebaixamento, com 14 pontos ganhos. Mesmo com grandes contratações para a temporada, o time mineiro ainda não apresentou um futebol que convencesse a torcida.

agosto 27, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário