Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em fases diferentes, São Paulo e Vasco se enfrentam

Enquanto time carioca não perdeu no pós-Copa, Tricolor paulista busca vitória para afastar a crise

Em fases diferentes, São Paulo e Vasco se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h, no Morumbi. Enquanto a equipe de São Januário invicta no pós-Copa e embalada em busca de uma vaga no G4, o time paulista sofreu uma goleada no clássico contra o Corinthians na última rodada e procura soluções para reencontrar a vitória.

Pelo lado do São Paulo, tudo indica que será o último jogo de Sérgio Baresi no comando do time. O jovem treinador, que está interinamente no cargo, não conseguiu conquistar a confiança de jogadores e diretoria. A intenção do clube é de contratar um nome até o fim da semana.

Dentro de campo, nenhum desfalque por suspensão. Apenas o zagueiro Alex Silva, que se recupera de uma artroscopia no joelho direito, continua fora. Assim, Sérgio Baresi pode colocar em campo o que tem de melhor. E ele deve fazer alterações em relação ao clássico contra o Corinthians.

Marlos perdeu sua vaga no meio que deve ser ocupada pelo jovem Marcelinho. Richarlyson e Fernandinho também estão na disputa. Baresi fez elogios a Marcelinho:

– É uma das variações que treinei, com ele (Marcelinho), Fernandinho e Cleber Santana. Naquele espaço acho que temos que atuar com mais características de velocidade. O Marcelinho parte para cima sempre, em todas ele parte. Quando dosar isso, será grande atleta de futebol.

O Vasco, por sua vez, não poderá contar com o meia Carlos Alberto, punido pela expulsão na partida contra o Vitória, pela 13ª rodada, em dois jogos. Devido ao desfalque, o téncnico Paulo César Gusmão deve escalar o time novamente no esquema 4-4-2, com Carlinhos na lateral-esquerda e Felipe retornando para o meio de campo.

Apesar da fase do adversário, PC Gusmão quer que o time entre em campo cauteloso. O treinador vascaíno lembrou que o Tricolor paulista tem uma equipe qualificada e que o Vasco passou por situação parecida neste Campeonato Brasileiro.

– O time do São Paulo é muito qualificado. Sabemos bem como é essa situação. É só olhar como estávamos antes da parada para a Copa. Mas, temos de ter atenção, pois é um time acostumado a ganhar títulos e que estava disputando uma semifinal de Libertadores. A posição deles na tabela não condiz com a tradição do clube. Só a vitória dará tranquilidade. Eles querem isso, mas nós também queremos – falou o treinador.

O técnico comentou ainda sobre a importância de vencer um jogo fora de casa em um campeonato como o Brasileiro.

– Conversei com o grupo antes do treino de como foi importante vencer o Prudente fora de casa, pois nos deu tranquilidade para o clássico no Maracanã e ainda conseguimos andar na tabela. É sempre importante vencer fora de casa – concluiu.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X VASCO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 24/8/2010 – 21h50 (de Brasília)
Árbitros: Carlos Eugenio Simon (RS – Fifa)
Assitentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Jean, Xandão, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto, Casemiro, Cleber Santana e Marcelinho (Richarlyson ou Fernandinho); Fernandão e Ricardo Oliveira. Técnico: Sérgio Baresi.

VASCO: Fernando Prass; Fágner, Dedé, Fernando, Carlinhos; Rafael Carioca, Rômulo, Nilton e Felipe; Zé Roberto e Éder Luís. Técnico: Paulo César Gusmão

agosto 25, 2010 Posted by | São Paulo, Vasco da Gama | , , | Deixe um comentário

No Corinthians, Adilson reencontra Cruzeiro

Pelo Campeonato Brasileiro, Timão viaja a Uberlândia para enfrentar a Raposa. Liderança é o objetivo

Após a boa vitória sobre o São Paulo, no clássico do último domingo, o Corinthians segue focado na retomada da liderança do Campeonato Brasileiro. Pela 16ª rodada da competição, Adilson Batista comanda o Timão contra seus ex-comandados do Cruzeiro, em Uberlândia.

Apesar da goleada no Majestoso, a equipe do Corinthians deve mudar para a partida contra o Cruzeiro. O capitão William sofreu um edema na coxa direita e desfalca o time. Para seu lugar, o escolhido foi Paulo André.

Na armação da equipe, mistério do treinador corintiano. No último treinamento do Timão antes da partida, Adilson não permitiu que a imprensa acompanhasse toda a atividade. O ex-comandante do Cruzeiro ainda lembrou que Cuca, técnico adversário, já conhece seu trabalho.

– Cuca conhece o trabalho, nos enfrentamos recentemente, onde estávamos vencendo o jogo de 2 a 0 contra o Fluminense e ele virou. Deixo o Cuca pensando, ele já tem pouco cabelo mesmo – afirmou.

Após ter ficado à frente do Cruzeiro e levado o time ao vice-campeonato da Libertadores da América, será a primeira vez que Adilson Batista enfrentará os mineiros.

– Tenho um carinho muito grande pelo Cruzeiro. Respeito o clube pelo ambiente muito bom, pela qualidade dos atletas, profissionalismo, só tenho coisas boas. O torcedor também, incentivou, no momento da saída muitos elogios. Tenho a ambição de vencer, de conquistar e vou trabalhar profissionalmente como sempre fiz – disse.

O Cruzeiro encara o reencontro com Adilson Batista de forma amigável. O treinador deixou muitos amigos no grupo de jogadores celeste. Contudo, Jonathan lembra que agora sob a batuta de Cuca, o foco é passar por cima do Corinthians. E para isso, o atual comandante pode até mesmo surpreender Adilson.

– O Corinthians está muito bem, tem uma excelente equipe, fez um grande jogo contra o São Paulo, mas somos uma equipe com bom potencial também, a gente espera surpreender o Adilson. O Cuca pode estar armando uma surpresinha para ele também – declarou Jonathan, em tom misterioso.

Ao contrário de Adilson, Cuca comanda seus treinos táticos abertos para a imprensa. Mas para o jogo desta quarta-feira, algumas dúvidas seguem na equipe titular. Fabrício e Thiago Ribeiro estão suspensos. Além disso, Jones, estreante na rodada passada, não agradou e pode ser sacado. Por isso, o time titular pode ter surpresas e o esquema 3-5-2 pode ser implementado.

Esquema tático e escalação deixados de lado, Jonathan lembra que Adilson é um grande amigo do clube e que irá cumprimentá-lo antes da partida.

– Eu vou ao banco, cumprimentá-lo, mas em campo ele é adversário e precisamos de uma vitória para chegar ao G-4. Precisamos chegar logo, estamos perdendo a oportunidade. Desejo boa sorte a ele, à vida dele, à carreira, mas precisamos desta vitória – afirmou o camisa 2 celeste.


FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO X CORINTHIANS

Estádio: João Havelange, Uberlândia (MG)
Data/hora: 25/8/2010 – 22h
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Enio Ferreira de Carvalho (DF) e Cesar Augusto de Oliveira (DF)

CRUZEIRO: Fábio, Caçapa, Gil e Edcarlos; Jonathan, Henrique, Everton (Marquinhos Paraná), Montillo e Diego Renan; Robert e Wellington Paulista. Técnico: Cuca

CORINTHIANS: Julio Cesar, Alessandro, Chicão, Paulo André e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César; Jorge Henrique e Iarley (Thiago Heleno). Técnico: Adilson Batista

agosto 25, 2010 Posted by | Corinthians, Cruzeiro | , , | Deixe um comentário

Com titulares, Internacional visita o Avaí

Depois de conquistar o bi da Libertadores, Colorado agora quer entrar de vez na briga pelo título brasileiro

O time principal do Internacional volta a campo uma semana depois de conquistar o bi da Libertadores nesta quarta-feira, contra o Avaí, às 19h30. E se o time reserva escalado no último domingo por Celso Roth não passou de um empate com o lanterna Atlético-GO, a “nova” equipe também não terá vida fácil.

Apesar de ter sido derrotado pelo Botafogo na rodada passada, o Avaí (22 pontos), assim como o Inter (21), segue na parte de cima da tabela e quer entrar no G4 de novo.

Para isso, o técnico Antônio Lopes terá mais uma vez a dupla Bruno e Valber, que foi bem contra os cariocas no sábado. Por outro lado, o meia Davi, lesionado, é desfalque certo, assim como o artilheiro Roberto.

Do lado Colorado, o objetivo é engrenar para entrar de vez na briga pelo título brasileiro.

– O desgaste físico e psicológico da Libertadores foi forte demais, e vai demorar para a cabeça voltar ao Brasileiro – disse Celso Roth após o torpeço em casa contra o Atlético-GO.

Dos titulares, apenas o volante Guiñazu, que disputou a final de quarta passada e está com dores no tornozelo esquerdo; Alecsandro, com uma lesão muscular desde o jogo em Guadalajara, há duas semanas; e Giuliano, também com dores, não devem ir a campo nesta quarta.

Com isso, Glaydson e Wilson Mathias entram no time e aumentam assim o poder de marcação colorado. No mais, Tinga e D‘Alessan-
dro estão liberados e confirmados.

Na ataque, Taison vai jogar pelos lados e Rafael Sobis centralizado. Ainda carecendo de ritmo, Sobis espera que o seu gol na final contra o Chivas (MEX) tenha aberto o caminho para outros. Já Leandro Damião, que tem balançado a rede, ficará no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ X INTERNACIONAL

Estádio: Ressacada, em Florianópolis (SC).
Data/hora: 25/8/2010, às 19h30 (de Brasília).
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Auxiliares: Márcio Eustáquio Sousa Santiago (MG) e Jair Albano Félix (MG).

AVAÍ:
Renan, Patric, Rafael, Gabriel e Eltinho; Marcinho Guerreiro, Caio, Bruno e Valber; Robinho e Vandinho.
Técnico: Antônio Lopes.

INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Indio e Kleber; Glaydson, Wilson Mathias, Tinga e D’Alessandro; Taison e Rafael Sobis.
Técnico: Celso Roth.

agosto 25, 2010 Posted by | Avaí, Internacional | , , | Deixe um comentário

Adversário na Copa do Brasil, Santos reencontra Grêmio

Peixe quer vitória para continuar sonhando com a Tríplice Coroa

Para a partida contra o Grêmio, mais um reencontro contra um velho conhecido. Embalado pela vitória por 2 a 0 contra o Atlético Mineiro, no último domingo, o Santos volta ao Estádio Olímpico para tentar embalar o sonho da Tríplice Coroa.

Dorival ganhará “reforços”: Marquinhos, Edu Dracena, Rodriguinho e Zé Eduardo, que estavam suspensos, retornam. Enquanto Léo, com um incômodo no músculo da coxa esquerda, foi vetado pelo departamento médico.

Após a estreia, a presença de Keirrison entre os titulares, ainda é incerta.

– Começar jogando é relativo, ele precisará de sequência de jogos para alcançar a sua melhor condição. Se arriscarmos, ele pode fazer uma grande partida ou ter uma crescente. Estamos fazendo com que adquira a melhor condição – explicou o técnico.

No meio de campo, para a vaga de Wesley, negociado recentemente com o Werder Bremen (ALE), Danilo, autor do segundo gol na última partida, é o mais cotado. Além dele, Zezinho e Rodriguinho disputam uma vaga.

– Tenho várias opções, prefiro não falar ainda. Tive uma grande perda com a saída do Wesley, nossa obrigação é achar alguém que se assemelhe. O Rodriguinho e o Danilo tem me deixado bastante satisfeito – disse.

Zé Eduardo, autor de três gols nas últimas três partidas, deve ser mais uma vez o parceiro de Neymar no ataque. O Santos volta ao Olímpico após as duas fatídicas falhas do volante Rodrigo Mancha, que culminaram com a vitória por 4 a 3, pelo jogo de ida da Copa do Brasil.

Agora, sem André, Robinho e Wesley, e o Grêmio sem Silas, a história pode ser diferente. Nesta década, de 2001 para 2010, foram oito vitórias dos gaúchos e um empate jogando em casa.

A última atuação realmente empolgante do Grêmio foi na vitória de 4 a 3 sobre o Santos, no Olímpico, pelas semifinais da Copa do Brasil. Aquilo aconteceu antes da Copa do Mundo. Mas o Tricolor pretende que o reencontro com aquele adversário, na noite desta quarta-feira, seja um marco na recuperação da equipe no Brasileiro ? a começar pela saída da zona de rebaixamento.

– Preciso do empenho de todos para ajudar a salvar o Grêmio. E isso pode começar já contra o Santos, que vem com fama de bicho-papão – disse o técnico Renato Gaúcho, que vem mantendo longas conversas com o time desde segunda-feira.

Não só isso. Ele ameaça uma transformação radical na equipe. Afinal, nos três jogos como substituto de Silas, o novo comandante somou duas derrotas usando um esquema tático esdrúxulo: o 3-6-1. O último fracasso, que mandou o Tricolor de volta à zona de degola, foi sábado, no Castelão: 2 a 1 para o Ceará.

Renato cansou. Desistiu de usar três zagueiros e apenas um atacante. Um esquema que surpreendeu inclusive os seus maiores fãs, ainda mais por deixar o centroavante Borges na reserva.

Para esse jogo contra os Meninos da Vila, Renato não só volta a reunir a dupla Jonas e Borges (a melhor coisa da equipe no primeiro semestre) como promete armar o time no 4-4-2. E com Souza na lateral-direita. O ex-são-paulino atuava nesse setor no Morumbi, mas no esquema de três zagueiros. Já criticado por não se empenhar na marcação no meio-campo, Souza teria como tarefa cuidar do endiabrado Neymar.

No meio-campo, mais uma ousadia. O primeiro-volante será Fernando, de apenas 18 anos, um junior que Silas costumava elogiar mas só usava de vez em quando, e mais à frente. Junto a ele, nas tarefas de marcação e cobertura, Renato mantém Willian Magrão e acrescenta Fábio Rochemback, que volta de lesão muscular.

O único articulador será Douglas. Com uma retaguarda forte na contenção do adversário, ele terá o esquema que pediu a Deus: está livre para criar, e tendo à frente dois atacantes.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X SANTOS

Local: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data e Hora: 25/8/2010 – 22h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e Ricardo de Almeida (RJ)

GRÊMIO: Victor; Souza, Rafael Marques, Vilson (Neuton) e Fábio Santos; Fernando, Willian Magrão, Fábio Rochemback e Douglas; Jonas e Borges. Técnico:Renato Gaúcho.

SANTOS: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Arouca, Danilo (Rodriguinho), Marquinhos e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Zé Eduardo.Técnico: Dorival Júnior

agosto 25, 2010 Posted by | Grêmio, Santos | , , | Deixe um comentário

Em jogo de reencontros, Goiás e Flu se encaram em Goiânia

Ambas as equipes contam com ex-jogadores do rival desta quarta-feira

Goiás e Fluminense se encaram nesta quarta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília), com transmissão em tempo real do LANCENET!, no Serra Dourada, em um misto de reencontros.

Pelo lado dos goianos, Rafael Moura, Everton Santos e Wellington Monteiro tiveram passagens pelo Fluminense. No Tricolor, Leandro Euzébio e Julio Cesar vieram do Goiás neste ano.

Este jogo terá um sentimento especial para os jogadores do Flu. Ambos ganharam destaque nacional com a camisa esmeraldina, mas têm opiniões opostas, caso façam gol.

– Não vou comemorar gol contra o Goiás, se marcar, em respeito a torcida e ao tempo que fiquei no clube – disse o zagueiro, diferentemente da opinião do lateral:

– Hoje, defendo o Fluminense. Se marcar e não comemorar, seria um desrespeito ao clube que paga meus salários e no qual honro meus compromissos. Vou comemorar, pois sou um atleta profissional – comentou Julio.

Comemorações à parte, o Fluminense deve ir com novidades para o confronto. Deco deve fazer seu primeiro jogo entre os 11 titulares e entra na vaga de André Luis. Com isso Muricy deve abandonar 3-5-2 e iniciar no 4-4-2.

Além de Deco, Fernando Bob deve iniciar a partida na vaga de Diguinho, que está lesionado.

GOIÁS LUTA CONTRA A DEGOLA

A situação dos goianos não é nada boa neste Campeonato Brasileiro. Na 19ª e penúltima colocação do Brasileiro, os comandados de Emerson Leão precisam vencer para respirar e tentar escapar da zona de rebaixamento.

A equipe vem de uma derrota em casa contra o Grêmio Prudente e recuperar-se, logo contra o líder da competição, não será uma tarefa das mais fáceis.

– Temos de vencer para respirar no Campeonato. Sabemos que a situação não é boa, mas também sabemos que temos qualidades para deixar essa situação ruim – comentou Romerito, que desperdiçou um pênalti na última rodada e assumiu a culpa pela derrota:

– Não treino assim, com cavadinha. Infelizmente, na hora, quis girar o pé e dar uma cavada. A fase é muito ruim, a culpa é toda minha – desabafou.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS X FLUMINENSE

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 25/8/2010 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba (FIFA-RS)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Eduardo Calza (RS)

GOIÁS: Harlei, Wendel Santos, Rafael Tolói, Ernando e Júnior; Amaral, Jonílson, Wellington Monteiro e Bernardo; Everton Santos e Rafael Moura. Técnico: Émerson Leão.

FLUMINENSE: Fernando Henrique; Leandro Euzébio, Gum e André Luis (Deco); Mariano, Fernando Bob, Conca e Julio Cesar; Emerson e Washington. Técnico: Muricy Ramalho.

agosto 25, 2010 Posted by | Fluminense, Goiás | , , | Deixe um comentário

Iguais na tabela, Botafogo e Ceará duelam por vantagem no G4

Clubes têm mesma pontuação no Brasileiro e sonham com a Libertadores

Alvinegros, integrantes do G4 para a Libertadores de 2011 e com 24 pontos no Brasileiro, Botafogo e Ceará vão deixar de lado as semelhanças em confronto com transmissão em tempo real pelo LANCENET! nesta quarta-feira, no Engenhão, às 19h30, na busca dos três pontos para encostar de vez nos líderes da competição, na 16ª rodada.

Invicto em casa, o Glorioso vive lua de mel com a torcida, que promete empurrar o clube rumo ao quinto triunfo consecutivo e assim ampliar a sequência de oito jogos sem derrotas. Por outro lado, o Vozão pensa em surpreender e conquistar a segunda vitória fora.

EM TIME QUE ESTÁ GANHANDO…

Em terceiro lugar no Brasileirão, o Botafogo já está escalado pelo técnico Joel Santana. Sem mistério, Alessandro volta a lateral direita após cumprir suspensão contra o Avaí pelo terceiro amarelo. Com isso Somália retorna ao meio, como volante, enquanto Renato Cajá fica no banco.

Apesar de revelar a equipe titular, Joel Santana pregou cautela para não ser surpreendido em casa. Na visão do técnico, o adversário tem qualidade e força para dificultar a vida do clube da Estrela Solitária.

– Na escalação, vamos pelo caminho que estamos trabalhando. Porém é preciso ter atenção com o Ceará. Temos que levar em consideração que eles vem colhendo bons resultados e levam poucos gols. Já venceram o líder do campeonato, empataram com o vice-líder e estão entre os primeiros. Talvez esse jogo seja até pior do que contra o Avaí. É preciso ter paciência – disse.

HORA DE MOSTRAR SERVIÇO

Desde que chegou ao Ceará, o técnico Mário Sérgio promoveu uma verdadeira “faxina”. Em apenas uma semana, já afastou 13 jogadores do elenco, sendo 12 em sua apresentação. O último deles foi o lateral-direito Diogo (disputou somente três partidas), dispensado nesta terça-feira.

A barca do Vozão já levou embora: os goleiros Adilson, Elvis e Jean; os zagueiros Erivélton e Renato; os laterais Arlindo Maracanã, Andrézinho, Marcos Pimentel e Gabriel; os meias Aílton e Erick Flores e o atacante Clodoaldo.

Se por um lado a reformulação do elenco não parece ter hora para acabar, por outro Mário Sérgio não pretende mudar a maneira de jogar da equipe, que venceu o Grêmio por 2 a 1, na rodada anterior do Campeonato Brasileiro, no Castelão.

– Da mesma forma que atuamos em casa, vamos atuar fora. Não tem essa de entrar recuado. Vamos tentar realizar uma boa partida e sair de campo com o resultado positivo – comentou o treinador.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO X CEARÁ

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 25/8/2010 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: João Antônio Souza Paulo Neto (DF) e Renato Miguel Vieira (DF)

BOTAFOGO: Jefferson, Leandro Guerreiro, Antônio Carlos e Fábio Ferreira; Alessandro, Marcelo Mattos, Somália, Maicosuel e Marcelo Cordeiro; Jobson e Herrera. Técnico: Joel Santana.

CEARÁ: Diego, Oziel, Fabrício, Anderson e Ernandes; Michel, João Marcos, Careca (Heleno) e Junior Cearense; Washington e Wellington Amorim. Técnico: Mário Sérgio.

agosto 25, 2010 Posted by | Botafogo, Ceará | , , | Deixe um comentário