Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

No Omnilife, Inter encara o Chivas

Colorado vai ter de superar os obstáculos do estádio mexicano para sair na frente na final da Libertadores

Na última vez que atuará como visitante nesta Libertadores, o Internacional tentará sua primeira vitória nessa condição. A oportunidade se apresenta na noite desta quarta-feira, às 21h50, contra o Chivas, em Guadalajara.

Nas etapas anteriores, o Colorado perdeu três e empatou três vezes fora de casa. Em compensação, venceu todas no Beira-Rio. Será que o Inter vai com muita vontade para cima do time mexicano? Pelo discurso, não.

– Vamos buscar um bom resultado, para depois decidir no Beira-Rio, onde somos muito fortes – disse o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho, assistindo ao treino da terça na grama sintética do futurista Omnilife Stadium, que estará com os seus 45 mil assentos ocupados.

Ou seja: empate, ou mesmo derrota por um gol manterá o otimismo. Celso Roth, é claro, faz mistério sobre o substituto de Tinga, suspenso. A revelação indicaria a postura, se mais agressiva ou mais cautelosa.

– Tanto posso escalar o Giuliano como o Wilson Mathias, mas tenho também o Andrezinho – esquivou-se Roth.

Com Giuliano, que é meia, o time pode atacar mais. Com Wilson Mathias, que é volante, a frente da área estará mais protegida contra os potentes chutes de meia distância de Fabian e Báez.

Andrezinho teria pouca chance: no primeiro confronto com o São Paulo, ele foi a surpresa na substituição a Tinga, que ainda não tinha condição de jogo. Mas atuou mal, e no segundo tempo cedeu lugar a Giuliano, o autor do gol.

O Chivas faz uma campanha surpreendente sob todos os aspectos. Entrou nas oitavas de finais, por isso só disputou seis partidas. Nas duas primeiras, venceu por 3 a 0 os confrontos de ida, em casa, contra Velez Sarsfield (ARG) e Libertad (PAR).

Classificou-se mesmo perdendo de 2 a 0 na Argentina e no Paraguai. E, quando se deu mal como mandante (1 a 1 com a Universidad), recuperou-se no Chile vencendo por 2 a 0 – e produzindo sua melhor atuação.

No fim de semana, o Chivas poupou sete titulares em seu jogo contra o San Luiz, pelo campeonato mexicano. E venceu fácil, 1 a 0, gol do excelente meia Fabian. Este, forma com Bautista e Omar Bravo um trio de jogadores mais perigosos dos mexicanos – alertou Roth aos seus comandados.

Apesar do perigo, e da escrita de ainda não ter vencido fora de casa, os colorados mostram confiança de que sairão vivos do Omnilife.

– Quero ser campeão da Libertadores, um título que persegui e não alcancei, quando atuava na Argentina. Se mantivermos o nível das últimas partidas, acho que iremos com grandes chances para o segundo confronto – disse D’Alessandro.

FICHA TÉCNICA:
CHIVAS (MEX) X INTERNACIONAL

Estádio: Omnilife Stadium, em Guadalajara (MEX).
Data/hora: 11/8/2010, às 21h50 (de Brasília).
Árbitro: Hector Baldassi (ARG).
Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Hernán Maidana (ARG).

INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Indio e Kleber; Sandro, Guiñazu, D’Alessandro, Giuliano e Taison; Alecsandro.
Técnico: Celso Roth.

CHIVAS: Luis Michel, Luna, Reynoso, Mangallón e Ponce; Báez, Mejía e Fabian; Arellano, Bautista e Omar Bravo.
Técnico: José Luís Real.

agosto 11, 2010 Posted by | Internacional | , | Deixe um comentário

Palmeiras enfrenta o Vitória com foco total

Depois de fracassarem na Copa do Brasil, paulistas e baianos sonham e conseguir vaga na competição continental de 2011

É um recomeço para as duas equipes, depois de um fracasso na Copa do Brasil. É uma nova chance para se conquistar uma vaga na badalada Taça Libertadores, competição que atrai patrocinadores aos clubes e mexe com os torcedores. A partir das 21h50m desta quarta-feira, no Barradão, Vitória e Palmeiras começam as disputas da Copa Sul-Americana, que tem caráter eliminatório desde a primeira fase. Em posições de intermediária para preocupante no Campeonato Brasileiro, as duas equipes dão uma pausa na competição nacional para voltarem seus olhares a um torneio de tiro curto.

Para o lado palmeirense, a Copa Sul-Americana é vista como a salvação para um ano sem grandes pretensões no Nacional. Ainda se adaptando ao estilo de Luiz Felipe Scolari, no clube há quase um mês, o Alviverde já avisou que o objetivo no Brasileirão não passa perto do título, mas sim de uma vaga na competição continental. Sem vencer há cinco partidas, desde que o treinador assumiu o time, o elenco começa a ser pressionado. E vê no novo torneio a chance de reiniciar o ano de uma maneira melhor.

– É como começar do zero mesmo. Temos dois jogos com o Vitória para passarmos de fase. Serão partidas difíceis, pois não é fácil jogar em Salvador, onde as equipes têm sofrido quando vão lá. Temos de ir com a cabeça tranquila porque, mesmo que não façamos uma boa partida, ainda teremos o jogo de volta – comentou o goleiro Deola.

Pelo lado do Vitória, a ressaca por causa da perda do título da Copa do Brasil para o Santos ainda é sentida. Tanto que o clube resolveu trocar de treinador poucos dias após o vice – dispensou Ricardo Silva e contratou Toninho Cecílio, que estava no Grêmio Prudente. Porém, o segundo lugar no torneio nacional trouxe algo bom ao Leão. Afinal, o time acabou de se sair bem em uma competição nos mesmos moldes da Sul-Americana e aprendeu a jogar esse tipo de torneio.

– A Sul-Americana é uma boa competição para nós. É de tiro curto, assim como a Copa do Brasil. O Vitória joga bem em competições de mata-mata. Podemos focar em cima disso para buscar a Libertadores – disse o experiente meia Ramon.

Vitória de técnico novo

Em seu primeiro jogo no comando do Vitória, Toninho Cecílio não vai mexer muito na estrutura da equipe. As únicas duas mudanças certas serão por conta de lesões. Viáfara, com luxação no dedo, e Nino, com problema no tornozelo, estão fora do duelo. Lee e Eduardo entram no time.

Além dos dois, o treinador demonstrou ter mais duas dúvidas. No meio, Bida e Renato disputam uma vaga. O mesmo acontece com Schewnck e Junior no ataque. Um dos dois atuará ao lado de Elkeson.

– Minha meta é dar resultado. Vou botar um time ofensivo. Vou aproveitar o que ele (Ricardo Silva) fez de bom, mas, contra o Palmeiras, o time já vai ter meu dedo – disse Toninho ao jornal “A Tarde”.

Palmeiras desfalcado

O Palmeiras terá desfalques importantes para a estreia na Copa Sul-Americana, contra o Vitória. Sem poder contar com Marcos, que ainda sente dores no joelho esquerdo, a equipe apostará novamente em Deola para a meta. No meio-campo Lincoln, lesinoado, deve dar lugar a Rivaldo, recém-contratado pelo clube.

Além deles, Felipão também não poderá contar com o atacante Kleber, que cumpre suspensão por ter sido expulso na partida contra o São Paulo, pelas quartas de final da Libertadores, quando ainda defendia o Cruzeiro. Luan deve formar o ataque ao lado de Ewerthon.

Valdivia, que será apresentado oficialmente na quinta-feira pelo Palmeiras só deve atuar na competição se a equipe avançar à segunda fase. Enquanto isso, Luiz Felipe Scolari inscreveu o atacante Max, que estava encostado no clube, para guardar a vaga para o chileno.

– É uma competição curta, são jogos de mata-mata e tem de começar engrenado desde o início. O jogo mais importante será fora e temos de estar focados nisso. É um torneio que dá vaga à Libertadores e vamos atrás disso – comentou Ewerthon.

VITÓRIA X PALMEIRAS
Lee, Eduardo, Wallace, Anderson Martins e Egidio; Vanderson, Ricardo Conceição, Bida (Renato) e Ramon; Schewnck (Júnior) e Elkeson Deola; Vítor, Danilo, Maurício Ramos e Armero; Edinho, Pierre, Márcio Araújo e Rivaldo; Luan e Ewerthon.
Técnico: Toninho Cecílio. Técnico: Luiz Felipe Scolari.
Local: Barradão, em Salvador. Horário: 21h50m. Árbitro: Leandro Vuaden. Auxiliares: Altemir Hausmann e Carlos Berkenbrock.
Transmissão: A Globo transmite a partida ao vivo, a partir das 21h50m, somente para os estados da Bahia e de São Paulo.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir ao vivo, em Tempo Real, a partir das 21h50m.

agosto 11, 2010 Posted by | Palmeiras, Vitória | , | Deixe um comentário

Galo busca volta por cima contra Grêmio PP

Primeiro jogo entre as equipes terminou empatado

O Atlético-MG tem um grande desafio pela frente nesta quarta-feira. O time do técnico Vanderlei Luxemburgo tem de superar o Grêmio Prudente, às 21h50, no Estádio Ipatingão para chegar à segunda fase da Copa Sul-Americana. Como o primeiro jogo ficou empatado sem gols, no interior de São Paulo, qualquer empate com gols dá a classificação para o adversário.

Para se classificar o Atlético precisa vencer. Um novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis. Já o Grêmio Prudente joga por vitória simples, além de contar com o empate sem gols.

Em péssima fase dentro do Campeonato Brasileiro, o Atlético não sabe o que é vencer desde o dia 15 do mês passado, quando fez 3 a 2 no Atlético-GO. Desde então foram seis partidas, com quatro derrotas e dois empates.

Com a missão de fazer pelo menos um gol e não levar nenhum, Vanderlei Luxemburgo cogita escalar o Galo com três zagueiros. Porém o sistema de jogo não funcionou nas últimas vezes que foi colocado em prática, no empate com Avaí e na derrota para o Cruzeiro.

Outro problema para Luxa está no ataque. Sem Diego Tardelli, que está com a Seleção Brasileira, o treinador estuda a possibilidade de adiantar Diego Souza e escalar Ricardinho como armador. Mas novamente, se voltar ao passado, consta-se que a experiência já foi testada e não funcionou.

De positivo o Galo conta com seu retrospecto no Ipatingão Foram apenas duas derrotas no estádio e ambas para o Ipatinga. Jogando contra forasteiros o Atlético tem ótimo retrospecto e vitórias importantes no Vale do Aço, como a goleada por 6 a 1 sobre o Flamengo, pelo Brasileirão de 2004.

Mas não é só o Atlético que vem com problemas para a partida. O Grêmio Prudente está em Ipatinga desde sexta-feira, pois no domingo enfrentou o Cruzeiro por lá, pelo Brasileirão. Mas na segunda-feira a delegação sofreu uma baixa importante. O técnico Toninho Cecílio recebeu uma proposta do Vitória e se mandou para Salvador. Quem assume interinamente é Diego Cerri, que volta a assumir o time depois de breve passagem no ano passado. O Prudente entra em campo com sua força máxima.

Já o Grêmio Prudente entra em campo com sua força máxima e a vantagem do empate com gols para a segunda partida contra o Atlético Mineiro, de Vanderlei Luxemburgo. Se terminar 0 a 0, o jogo vai para os pênaltis.

Este será o primeiro jogo sem o técnico Toninho Cecílio, que foi para a equipe do Vitória. Quem assume interinamente é Diego Cerri, que volta a assumir o time depois de breve passagem no ano passado.

O time do interior paulista joga pela sua sobrevivência na Copa Sul-Americana, que é o primeiro torneio internacional que disputa em sua história.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG X GRÊMIO PP

Local: Ipatingão
Horário: 21h50
Árbitro: Heber Roberto Lopes (BRA)
Auxiliares: Alessandro Rocha e Hilton Rodrigues (BRA)

ATLÉTICO-MG: Fábio Costa, Werley, Lima e Jairo Campos; Diego Macedo, Serginho, João Pedro, Ricardinho e Fernandinho; Diego Souza e Ricardo Bueno. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

GRÊMIO PRUDENTE: Giovanni, Paulo César, Anderson Luís, Leonardo e Marcelo Oliveira; Rodrigo Mancha, João Vítor, Róbson e Deyvid Sacconi; Wesley e Vanderley. Técnico: Diego Cerri (interino)

agosto 11, 2010 Posted by | Atlético-MG, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

Eder Luís é confirmado por PC Gusmão na vaga de Carlos Alberto

Treinador admite ter pensando na escalação de Jonathan, mas preferiu optar pela experiência do atacante contratado ao Benfica-POR

O técnico Paulo César Gusmão confirmou a entrada de Eder Luís na vaga de Carlos Alberto na equipe titular do Vasco que vai enfrentar o Grêmio Prudente, no próximo domingo, no interior de São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. A dúvida do treinador era entre recém-chegado e o garoto Jonathan, destaque da equipe após a pausa para a disputa da Copa do Mundo. A experiência levou vantagem sobre a juventude.

PC Gusmão fez questão de explicar a escolha. Segundo o treinador vascaíno, Eder Luís pode preocupar um pouco mais os defensores adversários por ser mais rodado do que a revelação cruzmaltina, de apenas 19 anos.

– O substituto do Carlos Alberto é o Eder Luís. Eu tinha a dúvida do Jonathan, principalmente por ele ter tido uma sequência. Mas vamos escalar o Eder de frente para que ele ganhe uma seqüência de jogo maior. Optei por ele pela experiência – afirmou o treinador.

Com isso, o Vasco vai entrar em campo no domingo com a seguinte formação: Fernando Prass, Fágner, Dedé, Fernando e Max; Nilton, Rafael Carioca, Rômulo e Felipe; Zé Roberto e Eder Luís. O Gigante da Colina ocupa a 11ª colocação na tabela de classificação, com 17 pontos.

agosto 11, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Jonathan e Eder Luís lutam por vaga de Carlos Alberto no ataque do Vasco

Juventude e experiência se confrontam para saber quem será o substituto do capitão na partida do próximo domingo, contra o Grêmio Prudente

Um garoto, de 19 anos, vai tentar desbancar um rodado atacante, de 25, na briga por uma vaga no ataque do Vasco. A disputa vai acontecer nas próximas atividades comandadas pelo técnico Paulo César Gusmão em São Januário. O confronto será entre a revelação Jonathan e o recém-chegado Eder Luís, que sonham com um lugar ao sol pelo menos na partida diante do Grêmio Prudente, no próximo domingo, no interior de São Paulo. Um dos dois será o substituto do capitão Carlos Alberto, suspenso, por causa da expulsão contra o Vitória.

E o que pesa a favor de cada um dos concorrentes? No caso de Eder Luís é justamente a experiência e o fato de ter sido contratado ao Benfica, de Portugal, que podem dar uma pequena vantagem ao jogador. Além disso, o acerto com o atacante foi comemorado em São Januário como um gol em um clássico diante dos arquirrivais.

Eder Luís já participou de duas partidas, mas ainda não teve atuações convincentes. O jogador entrou no decorrer dos confrontos diante de Flamengo (0 a 0) e Vitória (1 a 0), mas não balançou a rede dos adversários. O fato que pode pesar contra é que nos tempos de Benfica e São Paulo, quando foi escalado como referência, ele não teve um bom rendimento. Tanto que foi pouco aproveitado nos dois clubes.

Jonathan, por sua vez, tem a juventude e o pouco tempo nos profissionais como fator que pode pesar em sua permanência na reserva. Porém, sempre que foi escalado por PC Gusmão entre os titulares, o garoto deu conta do recado. Nas quatro primeiras partidas após o reinício do Campeonato Brasileiro, ele atuou como titular e marcou um gol com a camisa cruzmaltina.

No jogo-treino diante do Duque de Caxias, na última terça-feira, Jonathan esteve melhor do que Eder Luís. Na atividade, o garoto sofreu o pênalti convertido por Carlos Alberto, que atuou no meio-campo. Eder Luís jogou ao lado do garoto, mas teve atuação discreta.

Certo mesmo é que com qualquer um dos dois, o Vasco vai entrar em campo diante do Prudente sem um centroavante de origem. Com Nunes, machucado, e sem Elton, negociado por empréstimo com o Sporting Braga, de Portugal, PC Gusmão vai apostar no mesmo esquema que tem dado resultado nas últimas rodadas da competição.

agosto 11, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Fernandão admite queda, mas diz que momento ruim da equipe interferiu

Atacante diz que quando o time não está bem, as individualidades não aparecem. Mas ele promete trabalhar duro para voltar a jogar bem

O atacante Fernandão teve um início promissor no São Paulo. Contratado quatro dias antes da partida contra o Cruzeiro, pelas quartas de final da Taça Libertadores da América, o camisa 15 fez apenas dois treinos e teve grande atuação nas partida realizada no Mineirão. Depois, no Morumbi, contra o mesmo rival, repetiu a dose e foi um dos destaques. Na sequência, marcou gols em jogos contra Internacional e Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro.

Porém, o Nacional foi paralisado por causa da Copa do Mundo. Quando os jogos foram reiniciados, Fernandão não foi mais o mesmo. Chegou a marcar dois gols, contra Vitória e Ceará, mas seu desempenho foi muito abaixo do que havia mostrado antes.

O próprio camisa 15 reconhece que seu rendimento caiu. Mas disse que isso aconteceu porque todo o time também perdeu força em campo.

– Tive uma queda. Mas a verdade é que o grupo leva o individual. Quando o grupo está forte, está fazendo grande partida, todo mundo individualmente está bem. Quando cai, cai junto – afirmou o jogador.

O atacante quer aproveitar as próximas duas semanas, quando os jogos do Campeonato Brasileiros serão realizados apenas aos finais de semana, para trabalhar duro e recuperar sua melhor forma.

– Eu tenho de estar focado no que tenho que melhorar, que é a finalização, a movimentação, para ter oportunidades de gol. Vou aproveitar a semana para trabalhar forte – concluiu.

agosto 11, 2010 Posted by | São Paulo | , | Deixe um comentário

Léo garante à torcida: ‘Santos não vai brincar na Copa Sul-Americana’

Apesar de o Peixe já ter assegurada uma vaga na Taça Libertadores, lateral afirma que a equipe precisa voltar a erguer um troféu internacional

O lateral-esquerdo Léo volta a ser titular do Santos, se prepara para disputar sua segunda Copa Sul-Americana e avisa: o Peixe não vai entrar na competição para brincar. Ele garante que, ao contrário de suas outras participações na competição, o time não irá estabelecer prioridades. Essa é a quinta vez do Alvinegro Praiano na Sul-Americana. Nas quatro anteriores, disputou com times reservas.

A estreia do Santos na edição de 2010 da competição continental será quinta-feira, contra o Avaí, às 21h50m (horário de Brasília), no Pacaembu.

O Peixe considerava a Sul-Americana um estorvo. Não levava a lugar algum e era disputada no momento em que o Brasileirão estava pegando fogo. Agora, o torneio vale vaga na Libertadores. No entanto, isso não significa muita coisa para o Alvinegro, que já tem lugar garantido na principal competição continental, já que venceu a Copa do Brasil. Para Léo, porém, é a chance de o clube voltar a ter uma conquista internacional. A última vez  foi em 1998: a Copa Conmebol, que pode ser considerada um embrião da atual Sul-Americana.

– Não vamos entrar para brincar. Ganhamos o Paulista e a Copa do Brasil, mas queremos um título internacional para o Santos, o que não acontece há muitos anos – afirmou o jogador.

A primeira vez e única vez que Léo participou da copa continental foi há sete anos: em 2003, quando o Peixe ainda tinha a geração campeã brasileira no ano anterior. A equipe foi eliminada pelo Cienciano, do Peru, que acabaria campeão.

agosto 11, 2010 Posted by | Santos | | Deixe um comentário

Diretoria admite que zagueiro Léo, do Palmeiras, foi oferecido ao Cruzeiro

Porém, por enquanto, o jogador não estaria nos planos do técnico Cuca

A possível contratação do zagueiro Léo, do Palmeiras, tomou conta dos bastidores da Toca da Raposa II. No entanto, a diretoria do Cruzeiro negou que esteja negociando com o atleta. Léo perdeu espaço no Palmeiras com a chegada do técnico Felipão e poderia ser contratado para substituir Thiago Heleno, negociado com um grupo de investidores.

O diretor de comunicação do Cruzeiro, Guilherme Mendes, disse que Léo é um nome conhecido na Toca da Raposa II. Inclusive, teria sido oferecido ao clube no meio deste ano. Porém, garantiu que não há nenhuma conversa em andamento.

– Nem tocamos nesse assunto com o Cuca. A diretoria não está pensando em contratar nesse momento. Se o Cuca entender que precisa de mais um zagueiro, aí nós poderemos pensar.

Guilherme reafirmou que a prioridade celeste não é contratar, mas regularizar os jogadores que foram apresentados. Entretanto, ele admite que o palmeirense seria um bom nome.

– O Léo é um bom jogador, se trata de um bom zagueiro. Mas a prioridade não é contratar, é acertar a regularização dos jogadores que chegarão. No momento, o Cruzeiro não está tratando de nenhuma contratação.

agosto 11, 2010 Posted by | Cruzeiro, Palmeiras | , , | Deixe um comentário

Celso Roth admite: é o jogo mais importante da vida dele

Treinador do Inter encara uma final de Libertadores pela primeira vez na carreira. ‘Fizemos só 1%’, diz ele

Foi curiosa a última resposta de Celso Roth, sobre o primeiro jogo da final da Taça Libertadores, às 21h50m, desta quarta-feira, no Estádio Omnilife, em Guadalajara (México). A três metros do palco da decisão, o técnico foi questionado se estava tudo pronto para duelo ou ainda faltava algo a ajustar. Então, ele tascou, com expressão séria.

– Falta, falta, falta. Faltam 99%. Fizemos 1% só.

Ficou difícil entender o porquê da frase. Na prática, ela explica muito sobre o momento vivido por Roth: ali pode estar a insatisfação com os questionamentos que marcaram sua carreira ou o alerta para os perigos do jogo contra o Chivas. Mas a afirmação também mostra a tensão que o treinador certamente vive diante do jogo mais importante de sua carreira.

Celso Roth disputa uma final de Libertadores pela primeira vez. Ele circula pelos maiores clubes do futebol brasileiro desde 1997, quando assumiu justamente o Inter. E segue sem títulos expressivos. Agora, ele pode mudar de patamar, apagar os risco nos currículo. O treinador admite que é um momento especial.

– Eu não disputei uma final de Libertadores, então pode ser colocado que é o jogo mais importante. Disputei uma semifinal antes. Essa contra o São Paulo foi a segunda. Por essa circunstância, por esse fato, não pode deixar de ser o jogo mais importante – comentou o técnico.

É a terceira passagem de Roth pelo Inter. Na primeira, em 1997, ele foi campeão gaúcho. Na segunda, em 2002, teve aproveitamento ruim.

agosto 11, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Renato Gaúcho chega a Porto Alegre no início da tarde desta quinta-feira

Técnico concederá a primeira entrevista coletiva após o jogo contra o Goiás

O reencontro está marcado. O novo técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, ídolo da torcida tricolor, desembarca em Porto Alegre no início da tarde desta quinta-feira. O voo tem previsão de chegada ao Aeroporto Salgado Filho às 12h05m (de Brasília). A expectativa é de que muito torcedores compareçam ao local.

– Tenho certeza de que ele vai nos ajudar, nos dar muita alegria, porque é competente – disse, emocionado, o superintendente de futebol do Grêmio, Antonio Carlos Verardi, ao programa “Globo Esporte”.

Renato não deve falar no desembarque. O técnico concederá sua primeira entrevista coletiva somente depois do jogo contra o Goiás, às 19h30m, no Olímpico, pela Copa Sul-Americana. No primeiro jogo, empate por 1 a 1, em Goiânia. O Tricolor precisa de um empate sem gols para avançar.

Uma das primeiras missões de Renato Gaúcho será fazer uma análise com a diretoria sobre o grupo de jogadores. A dispensa de alguns atletas não está descartada.

agosto 11, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Grêmio dispensa o zagueiro Rodrigo

Jogador, que pertence ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, ficaria no Olímpico por empréstimo até o fim da temporada

O zagueiro Rodrigo não faz mais parte do grupo de jogadores do Grêmio. A diretoria do clube decidiu dispensar o jogador nesta quarta-feira. O diretor de futebol tricolor, Alberto Guerra, não entrou em detalhes sobre a decisão. Disse apenas que foi motivada por uma questão interna.

– No futebol, estamos sempre reavaliando o grupo, todos os jogadores, inclusive comissão técnica e diretores. As questões são internas. Se há uma rescisão de contrato, alguma coisa tem. É uma incompatibilidade de pensamentos. É uma situação que exigiu que tomássemos algumas medidas. O melhor para o Grêmio era tomar essa medida agora. Tomamos a decisão em comum acordo com a direção. É uma decisão exclusiva da diretoria – explicou.

O defensor, de 29 anos, foi contratado pelo clube por empréstimo no início da temporada. Chegou em fevereiro como um dos principais reforços, uma liderança. Teve um bom desempenho no início, mas depois caiu de produção. Recentemente, teve um desentendimento com o atacante Jonas, em Sete Lagoas-MG, após o empate por 2 a 2 com o Cruzeiro, pelo Brasileirão. Ele pertence ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e ficaria em Porto Alegre até o fim deste ano. O Grêmio ainda vai acertar os detalhes do rompimento com o representante do atleta.

Em entrevista nesta terça-feira, Alberto Guerra não descartou a possibilidade de alguns jogadores deixarem o clube e confirmou que houve casos de indisciplina durante a passagem do técnico Silas. Nesta quinta, o técnico Renato Gaúcho se apresenta e fará uma avaliação em conjunto com a diretoria para definir os rumos da equipe.

– Esperamos que seja a única dispensa. O Renato foi comunicado da decisão da diretoria de que não poderia mais contar com este atleta (Rodrigo) – frisou.

No período em que vestiu a camisa do Grêmio, Rodrigo disputou 32 jogos e fez três gols. Ele participou da campanha vitoriosa no Campeonato Gaúcho. O clube deve contratar outro atleta para a posição.

– A ideia é contratar mais um zagueiro, até pelo número de atletas que nós temos. O Mário (Fernandes) está lesionado. Quando o Renato chegar, vamos conversar. Estamos concentrados no jogo contra o Goiás, é um jogo delicado, importante. Temos de superar este jogo para pensar nos problemas. Um problema de cada vez – comentou.

Nesta quinta, já sob o comando de Renato Gaúcho, o Grêmio recebe o Esmeraldino no Olímpico, às 19h30m (de Brasília), pela Copa Sul-Americana. Com o placar de 1 a 1 em Goiânia, o Tricolor joga pelo empate sem gols para ir à fase internacional.

agosto 11, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Washington rechaça rivalidade com Fred e diz que disputa é natural

Satisfeito com primeiro contato com concorrente, atacante afirma que não precisa provar nada para ninguém e que não criará polêmica se for barrado

A dúvida paira no ar desde que Washington foi contratado como reforço do Fluminense: se deixou o São Paulo por estar insatisfeito com a reserva, como o Coração Valente reagirá diante de uma possível barração no retorno de Fred? A resposta foi dada pelo próprio atacante, em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, nas Laranjeiras:

– Isso aí é natural. Claro que vou brigar para jogar. Sempre. E os outros também vão brigar para jogar. Estão chegando jogadores de qualidade? Sim. Mas o Muricy é honesto. Vai entrar quem estiver bem. É o normal. Todo mundo vai buscar seu espaço.

A naturalidade com que encara uma possível saída do time para o retorno da estrela da companhia, no entanto, está longe de significar acomodação. Conforme disse o próprio jogador, a esperança está no senso de justiça de Muricy Ramalho e até mesmo uma dupla ao lado de Fred faz parte dos planos.

O que está fora de cogitação para Washington é voltar a demonstrar publicamente o descontentamento caso vá para a reserva. Segundo ele, uma série de fatores contribuiu para que tivesse esse tipo de atitude no São Paulo, diferentemente da situação atual.

– Não estava muito feliz por não jogar, expressei minha opinião, acharam que não deveria ser assim e fiquei quieto, esperando minha oportunidade. Aqui, reencontrei a alegria, estou mais feliz. Quando é assim, as chances de as coisas darem certo são maiores.

Boa-praça assumido, o Coração Valente descartou de cara qualquer tipo de disputa extracampo com Fred. A dupla teve o primeiro contato no ambiente de trabalho na tarde de terça-feira e a impressão foi agradável.

– Foi bom o contato. Na verdade, nos encontramos um pouco antes fora das Laranjeiras. O Fred é um cara superbacana, amigo de todos, e certamente a convivência será a melhor possível. Somos dois adultos, duas pessoas que se respeitam. Vamos estar juntos para ajudar o Fluminense na disputa pelo título.

Em fase final de recuperação de um estiramento na panturrilha esquerda, Fred deve voltar a treinar com o grupo na próxima segunda-feira e é possível que esteja à disposição para o clássico contra o Vasco, dia 22. Sendo assim, a partida contra o Internacional, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 14ª rodada do Brasileirão é, teoricamente, a última de Washington como titular absoluto.

A situação, por sua vez, não preocupa o atacante. Sétimo maior artilheiro da história do campeonato nacional, com 120 gols, e aos 35 anos, ele diz que a disputa pela vaga não altera em nada sua postura.

– Não preciso mais mostrar nada para ninguém. Não vai ser em um jogo que vou ter que provar algo. Se pensar assim, estou morto. Vai ser uma partida normal e não tenho o que modificar. Vou lutar para manter o Fluminense na liderança.

Com a camisa do Fluminense, Washington tem 38 gols em 58 jogos, média de 0,65 por partida, mesma de Fred, que entrou em campo 60 vezes e marcou 39 gols.

agosto 11, 2010 Posted by | Fluminense | | Deixe um comentário

Sheik segue em tratamento e ainda é dúvida para enfrentar o Inter

Com pontos e problema ósseo no pé direito, atacante tem sido poupado dos treinamentos e será reavaliado na próxima sexta-feira. Rodriguinho é opção

Motivo maior de preocupação dos torcedores do Fluminense nesta semana, Emerson ainda não tem escalação confirmada na partida contra o Internacional, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 14ª rodada do Brasileirão. Em fase de recuperação de um problema no pé direito, o atacante tem feito tratamento intensivo nas Laranjeiras, sequer trabalhou no campo, e será reavaliado na próxima sexta-feira.

Com um início arrasador com a camisa tricolor, três gols em três partidas, o Sheik recebeu uma pancada na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, domingo, no Olímpico, que acarretou em duas lesões no pé direito: um corte, que lhe rendeu três pontos, e um problema ósseo. Precavido para evitar prognósticos apressados, o chefe do departamento médico do Fluminense, Michael Simoni, falou sobre a situação do atacante.

– Nosso objetivo, obviamente, é tê-lo em condição de jogo no próximo domingo. Para isso, temos usado bem o tempo e não podemos nos precipitar. Ele está melhorando muito. Ainda há uma pequena inflamação nos pontos, a pancada ainda dói um pouco, mas já evoluiu bastante. O jogador tem caminhado normalmente e estamos evitando o choque, por isso ainda não foi para campo. Isso deve acontecer na sexta-feira.

Caso Emerson seja vetado, Rodriguinho é a única opção de Muricy Ramalho para formar o ataque ao lado de Washington, uma vez que Alan se transferiu para o futebol austríaco e Fred se recupera de um problema na panturrilha esquerda.

Com 29 pontos, o Fluminense é o líder do Brasileirão, seguido pelo Corinthians, que tem 28.

agosto 11, 2010 Posted by | Fluminense | | Deixe um comentário

Leandro Amaral e Val Baiano formam ataque contra o Ceará

Rogério também promove a entrada de Renato e a volta de Correa para o jogo de sábado, no Maracanã. Kleberson e Borja são barrados

O time que enfrentará o Ceará, sábado, no Maracanã, estará repleto de novidades. As duas principais serão as estreias de Leandro Amaral e Renato Abreu. Os dois treinaram entre os titulares no coletivo desta quarta-feira, no retorno dos trabalhos no Ninho do Urubu. Além deles, a outra novidade no time foi o retorno de Correa, que cumpriu suspensão contra o Corinthians, no último domingo, no Pacaembu.

A imprensa só foi liberada para acompanhar o treino desta quarta após 80 minutos da atividade ter sido iniciada. Quando os portões do Ninho do Urubu foram abertos foi possível observar que Rogério Lourenço conversava com seus 11 titulares no centro de um dos gramados revitalizados. Preocupado em qualificar o setor ofensivo do time, o treinador promoveu as entradas de Leandro Amaral, recuperado da lombalgia que o tirou do treino de terça-feira, e Renato Abreu, apesar deste último ainda não ter sido regularizado na CBF.

Com isso, o time titular foi formado por Marcelo Lomba, Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Correa, Willians, Renato e Petkovic; Val Baiano e Leandro Amaral. Desta maneira, Kleberson e Cristian Borja perderam as vagas entre os titulares. Na zaga, a opção por Welinton é por conta da suspensão de Jean e da falta de regularização de David.

Os reservas treinaram com Paulo Victor, Rafael Galhardo, David, Thiago Sales e Rodrigo Alvim; Antônio, Camacho, Kleberson e Vinícius Pacheco; Diego Maurício e Cristian Borja.

O Flamengo enfrenta o Ceará às 18h30min (horário de Brasília) de sábado, no Maracanã.


agosto 11, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Cuca exige pontaria dos atacantes no treinamento na Toca da Raposa II

Treinador celeste trabalhou as finalizações para o jogo contra o São Paulo

Uma das preocupações do técnico Cuca, no treinamento da manhã desta quarta-feira, na Toca da Raposa II, foi o trabalho de finalização a gol. Em parte do treino, os jogadores se dedicaram a aprimorar a pontaria. Sabendo da dificuldade do próximo jogo contra o São Paulo, o time celeste não quer desperdiçar as oportunidades que surgirem.

O placar em branco contra o Grêmio Prudente e a quantidade de chutes a gol sem aproveitamento chamou a atenção do treinador. Para os próximos jogos, ele espera chances de gol mais claras e bola na rede do adversário.

– Acho que temos de criar um pouco mais. Se mantivermos como está atrás, criando um pouco mais, fica bom. Por exemplo, no domingo tivemos 17 conclusões, mas a maioria delas foi fora. Temos que ter uma direção melhor. Às vezes, não precisa ter 17 conclusões, pode ter sete e fazer dois, três gols. Temos que aperfeiçoar essas definições.

A esperança celeste é a criatividade dos armadores. Para o jogo no Morumbi, o time poderá ter a volta de Roger e a estreia de Montillo.

agosto 11, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Cruzeiro espera vencer no Morumbi e manter boa campanha como visitante

Time da Toca tem segundo melhor retrospecto fora de casa neste Brasileirão

O Cruzeiro enfrentará o Tricolor Paulista no Morumbi e espera quebrar uma escrita. O time mineiro não vence o São Paulo fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro, desde 2003. A aposta celeste está no bom retrospecto como visitante nesta temporada.

Em 2010, em pontos conquistados, o Cruzeiro tem a segunda melhor campanha fora de casa, atrás apenas do Fluminense. Em sete jogos como visitante, o time mineiro conquistou dez pontos ganhos, com três vitórias, um empate e três derrotas. A equipe tem um aproveitamento de 47%. O Tricolor Carioca, por exemplo, tem um aproveitamento de 61%.

Se for analisado apenas o rendimento, o time mineiro é superado também pelo Internacional. Os gaúchos conquistaram 60% dos pontos fora de casa, mas fizeram apenas cinco partidas.

Para o atacante Thiago Ribeiro, os bons resultados fora de casa trazem sempre um conforto.

– O que nos dá tranquilidade é saber que fora o time vem jogando bem e, mesmo quando perdemos para o Fluminense, o resultado não foi justo. Mas temos que nos apegar a esses números e manter o espírito de ter que se defender bem, jogar compacto, porque, com a bola, temos qualidade.

Analisando apenas o rendimento dentro de casa, o time da Toca da Raposa estaria próximo da zona de rebaixamento. O Cruzeiro é apenas o 16° colocado como mandante, com dez pontos ganhos em seis partidas. Para o goleiro Fábio, os bons resultados fora de casa precisam ser acompanhados de uma sequência de vitórias como mandante.

– Jogar fora é superdifícil e, quando a gente tem um bom rendimento, isso favorece e motiva, porque nos coloca em uma posição confortável. Se conseguirmos vencer fora, com uma boa sequência em casa, com certeza subimos muito na tabela.

Em 2009, o bom rendimento do time fora de casa foi fundamental para a recuperação no campeonato e a conquista de uma vaga na Taça Libertadores. Em 19 jogos, foram nove vitórias, cinco empates e cinco derrotas. O Cruzeiro não perdeu como visitante no segundo turno.

– O retrospecto de agora é bom, mas isso não vem de hoje. Desde o ano passado, a equipe vem bem fora. O que atrapalhou em 2009 e vem atrapalhando agora para estarmos em uma situação melhor na tabela são os jogos em casa. Às vezes, deixamos escapar alguns pontos, e quem quer ser campeão não pode perder pontos em casa. E quando perde, tem que buscar fora – destacou Thiago Ribeiro.

A partida deste domingo contra o São Paulo será uma prova de fogo. O último triunfo sobre o Tricolor Paulista, fora de casa – em partidas pelo Campeonato Brasileiro –, foi em 2003. O Cruzeiro venceu por 4 a 2, no Morumbi, com um show de David e Alex. Desde então, foram seis jogos, com quatro vitórias paulistas e dois empates.

agosto 11, 2010 Posted by | Cruzeiro | | Deixe um comentário

Contra os milhões do Flu, Elias aposta no entrosamento do Timão

Jogador acredita que tempo atuando junto pode fazer o Corinthians levar vantagem sobre os cariocas. Volante coloca também o Inter na briga pelo título

O Fluminense vem investindo pesado para conquistar o Campeonato Brasileiro 2010. Nas últimas semanas, o clube anunciou reforços renomados, como o centroavante Washington e o meia Deco. Mas, para o volante Elias, o Corinthians tem uma arma muito poderosa para fazer frente ao Tricolor carioca na briga pela taça: o entrosamento.

– O Fluminense está montando a equipe agora. O Corinthians vem com a mesma base desde o começo do ano. Isso pode ser fundamental na frente. Eles trouxeram ótimos jogadores que podem decidir, mas nossa equipe vem jogando junta há muito tempo – afirmou.

Corinthians e Fluminense, aliás, estão dominando o Brasileirão. Apenas na primeira rodada o Avaí esteve na liderança. Nas outras 12, Timão ou Tricolor ficaram à frente. Neste momento, os cariocas aparecem na ponta da tabela, com 29 pontos, apenas um acima dos paulistas.

Os clubes possuem uma boa vantagem para adversários diretos. O Ceará, terceiro, tem apenas 21, enquanto Internacional (com um jogo a menos) e Cruzeiro aparecem logo abaixo, com 20. Para Elias, o Colorado e outros poucos clubes também estarão na disputa pelo título nas últimas rodadas.

– Hoje, colocaria Fluminense, Corinthians e Inter (na briga pelo título). Mas acho que mais para frente vão aparecer outros candidatos. O Inter vai se desligar da Libertadores e ainda não perdeu nenhuma depois da Copa. As outras equipes vão se reforçar e se entrosar também. Vão aparecer mais dois ou três – completou.

agosto 11, 2010 Posted by | Corinthians | , | Deixe um comentário

Bruno César cobra mais calma para Timão melhorar como visitante

Avaí, próximo adversário, só perdeu uma vez jogando em Florianópolis neste Brasileirão 2010

Após a vitória sobre o Flamengo, Adilson Batista deu a dica: para o Corinthians ser campeão brasileiro vai precisar somar mais pontos como visitante. E o recado parece ter sido entendido pelos jogadores. Com o Timão tendo conquistado apenas um triunfo fora do Pacaembu, o meia Bruno César pede mais tranquilidade nas finalizações.

– Nossa equipe não está fazendo os resultados. É ter mais calma. Estamos pecando um pouco nisso. Nós chegamos, mas não concluímos em gol. Temos que saber o momento certo de atacar e defender.Temos de ter cautela. Com o Adilson estamos trabalhando mais a bola, compactando mais o time – afirmou.

Apesar de ter somente uma vitória como visitante (diante do Grêmio), os números do Corinthians não são ruins. Nos outros cinco duelos longe de São Paulo foram quatro empates (Prudente, Botafogo, Ceará e Palmeiras) e somente uma derrota (Atlético-GO).

– O mais importante é pontuar dentro de casa. Estamos invictos no Pacaembu. As vitórias fora virão, mas é fundamental estar pontuando em casa – completou.

O próximo adversário corintiano, aliás, vem com um retrospecto considerável em Florianópolis. Em sete partidas, o Avaí obteve quatro vitórias (Prudente, Vasco, Palmeiras e Goiás), dois empates (Vitória e Atlético-MG) e apenas uma derrota (Fluminense).

agosto 11, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Mesmo sem proteção, Antônio Carlos encara o Atlético-GO

Jogador participa de treino e até cabeceia a bola sem demonstrar receio

O Botafogo ganhou um reforço para o jogo contra o Atlético-GO. O zagueiro Antônio Carlos, que ainda se recupera de uma fratura no nariz, treinou normalmente nesta quarta-feira e está garantido para a partida contra o time goiano. O jogador não se adaptou à máscara de proteção e, por isso, ficou fora do duelo contra o Atlético-MG, no último fim de semana. Como está se recuperando bem da lesão, o jogador poderá atuar em Goiânia sem correr risco de um fratura.

Durante o treino desta quarta-feira, realizado no Engenhão, Antônio mostrou que está apto a jogar. Na atividade, o zagueiro teve que cabecear a bola por diversas vezes e o fez sem qualquer receio.

– Não estou sentindo tanta dor. Já consigo cabecear a bola bem. Estou pronto e posso ajudar o time no sábado – garantiu o zagueiro.

Contra o Dragão, o Botafogo vai em busca de sua terceira vitória consecutiva no Brasileirão. O jogo será disputado no Serra Dourada, neste sábado. A partida tem início às 18h30m (horário de Brasília).

agosto 11, 2010 Posted by | Botafogo | , | Deixe um comentário

Luxemburgo aposenta muletas e redobra cobranças aos jogadores

Treinador ganha mobilidade para comandar treinos na Cidade do Galo

Uma das novidades no último treino do Atlético-MG foi a presença do técnico Vanderlei Luxemburgo de pé, sem o auxílio das muletas, que o acompanharam por alguns meses. O treinador alvinegro se machucou durante um rachão em meados de junho. Desde então, comandou o time com o auxilio de cadeira de rodas e muletas. Com a má fase da equipe, uma maior mobilidade ao lado do gramado, para cobrar dos atletas e acertar o posicionamento, deverá ser muito bem-vinda.

O meia Diego Souza acredita que pouca coisa mudará. Ele disse que Luxemburgo não estava mais ou menos tranquilo por causa da limitação nos movimentos. Para o camisa 1 do Galo, a cobrança sempre foi grande nos times de Luxemburgo.

– Ele sempre cobrou muito, mesmo do lado de fora. Até porque ele tem seus homens de confiança dentro de campo. Quando ele via algo errado, chamava a gente e procurava acertar. Hoje, de dentro de campo, ele cobrou de imediato. O que é muito bom, porque cada atleta já vai assimilando.

Já o zagueiro Lima reconhece que, agora, as exigências deverão aumentar.

– O Vanderlei sempre esteve presente no nosso trabalho, mesmo quando estava na cadeira de rodas. Agora, mais ainda, de dentro de campo, que é onde ele gosta de estar. A cobrança é natural, dele com a gente e entre nós mesmo. Isso é natural. O dia que acabar isso, o futebol estará acabando também.

Nesta quarta-feira, o treinador atleticano comandará a equipe diante do Grêmio Prudente, no Ipatingão. Uma vitória colocará o time mineiro na fase internacional da Copa Sul-americana. Novo 0 a 0 levará o decisão para os pênaltis. Empate com gols ou derrota atleticana dará a classificação à equipe paulista.

agosto 11, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário