Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Negociações avançam e Felipão aguarda trio no Palmeiras

Verdão espera apresentar Valdivia, Fabrício e Rivaldo nesta semana

As novelas envolvendo possíveis reforços para o Palmeiras já têm irritado o técnico Luiz Felipe Scolari. Após o clássico contra o Corinthians, no último domingo, o técnico cobrou a Traffic: está esperando pelo zagueiro Fabrício, do Flamengo, e o volante Rivaldo, do Avaí, prometidos pela parceira alviverde.

Mas a maior ansiedade da torcida diz respeito a Valdivia. O atleta deve chegar nesta terça-feira à capital paulista. A apresentação oficial do Mago, porém, ainda não foi definida pelo clube. O Palmeiras quer, primeiro, resolver os últimos detalhes contratuais com o Al-Ain e o atleta.

Os árabes aguardam uma carta de fiança, que será emitida pelo Banco Banif, antigo parceiro do Verdão. Para o jogador, resta apenas a realização dos exames médicos e a assinatura do contrato.

Apesar de a integração do Mago ao elenco ser aguardada para os próximos dias, o atleta precisará de um tempo para jogar. Segundo Felipão, Valdivia está fora de forma e terá de esperar por cerca de 15 dias para reestrear pelo time alviverde.

Em relação aos jogadores que Scolari cobrou da parceira Traffic, a expectativa da cúpula palmeirense é a de que Fabrício e Rivaldo se apresentem ao comandante já nesta semana. O clube alviverde já acertou salários com os atletas.

O contrato de Fabrício com o Flamengo deve ser rescindido nesta terça-feira. Apesar de o zagueiro ter vínculo com o Rubro-Negro até o fim de 2013, a Traffic detém 60% dos direitos do jogador (a outra parte é do Banco BMG) e, por contrato, desde junho de 2010, a empresa pode tirá-lo do Fla quando bem entender. Um acordo já foi feito com os cariocas.

Assim como Fabrício, o volante Rivaldo também tem o sonho de trabalhar com Felipão. Por essa razão, os dirigentes do Avaí reconhecem que não terá como segurá-lo.

O clube catarinense já dá como certa a saída do jogador e, inclusive, já sugeriu uma outra alternativa de negociação: caso não haja acerto financeiro com a Traffic, a opção é emprestar Rivaldo ao Palmeiras até julho de 2011, por um valor considerado irrisório. Assim, os direitos do atleta continuariam ligados à LA Sports, do empresário Luiz Alberto, parceiro do Avaí.

Bate-Bola, com Luiz Gonzaga Belluzzo (presidente do Verdão):

L!: Valdivia já tem data de apresentação definida?
Belluzzo: Ainda não, pois alguns detalhes precisam ser definidos. O jogador, por exemplo, ainda precisa realizar os exames médicos e assinar o contrato.

L!: A negociação com o Mago já está se arrastando por muito tempo. Há alguma possibilidade de essa transação melar?
Belluzzo: Não há a menor chance de isso acontecer. Faltam apenas pequenos detalhes, como eu já disse, para o negócio se concretizar. O Banco Banif vai emitir uma carta de fiança ao Al-Ain.

L!: Luiz Felipe Scolari voltou a cobrar a Traffic em relação a reforços. O que acha dessas cobranças feitas pelo treinador?
Belluzzo: Eu não vi a entrevista de Felipão, por isso prefiro não me pronunciar sobre o assunto.

L!: Mas as negociações com Fabrício e Rivaldo estão avançadas, não? O que falta para fechar?
Belluzzo: Sim, estão avançadas. Mas quem está cuidando de tudo isso é o Cipullo (Gilberto, vice-presidente de futebol do Palmeiras).

L!: Após o clássico contra o Corinthians, Cipullo disse que durante a semana tudo deve ser acertado com esses atletas.
Belluzzo: É isso, mesmo. Acreditamos que, nos próximos dias, Felipão já possa contar com eles.

L!: Há outras negociações encaminhadas pelo clube?
Belluzzo Estudamos nomes. O time precisa de mais um atacante.

agosto 2, 2010 Posted by | Palmeiras | , , | Deixe um comentário

Após belas defesas no clássico, Prass elogia defesa vascaína

Goleiro faz questão de falar sobre a postura da equipe nos últimos jogos do Campeonato Brasileiro

Um dos destaques do Vasco no empate em 0 a 0 com o Flamengo no último domingo, Fernando Prass ainda comemora a sequência de defesas feitas no fim da partida, que garantiram mais um ponto para o time de São Januário. O goleiro, que participou do programa “Arena SporTV” na tarde desta segunda-feira,  disse que foi um momento especial, mas faz questão de elogiar a postura da defesa vascaína durante a partida.

– Eu tinha feito apenas uma defesa em um chute do Kleberson e aí nos últimos cinco minutos fiz quatro difíceis. Estamos com o sistema defensivo bem mais coeso. O PC Gusmão conseguiu colocar na cabeça de todo mundo que todos têm que marcar, que é importante não sofrer gol. Todo mundo está ajudando – disse.

Fernando Prass reconhece que o time ganhou muita qualidade com a chegada dos novos reforços e acredita que o Vasco ainda brigará pelas primeiras posições na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

– O Felipe, o Zé Roberto, o Carlos Alberto, o Eder Luis e até o Nunes ficaram muito tempo sem jogar. Quando eles pegarem ritmo, junto com os juniores que já nos ajudaram muito, teremos uma equipe forte. Encaixando duas vitórias seguidas, tenho certeza que vamos pensar em brigar na parte de cima da tabela. O Vasco vai fazer de tudo para chegar o mais rápido possível perto do G-4 – afirmou.

agosto 2, 2010 Posted by | Vasco da Gama | , | Deixe um comentário

Para bater Inter, tricolores pedem nova atitude e falam em encurralar o rival

Para ter sucesso na quinta, Tricolor precisa vencer por dois gols de vantagem no tempo normal ou por um tento para levar a decisão aos pênaltis

Mais do que a derrota por 1 a 0 para o Internacional, na última quarta-feira, no Beira-Rio, o que impressionou negativamente foi a postura mostrada pelo São Paulo, que pensou apenas em se defender durante os 90 minutos. E, para derrubar o rival gaúcho na próxima quinta-feira, além da melhora técnica e tática, os são-paulinos decretam que o diferencial será a mudança de atitude.

– Não adianta querer fazer apenas o suficiente para vencer o Inter, teremos de fazer muito mais do que o suficiente. Nossa postura não foi legal no Beira-Rio, o Inter foi agressivo e nós recuamos muito. Agora, será tudo completamente diferente. Faltam 90 minutos e precisaremos ser agressivos o tempo todo, colocar pressão em cima deles. O Inter normalmente joga com a mesma postura fora de casa e teremos sucesso se conseguirmos fazer o meio-campo deles recuar – analisou Fernandão.

O lateral-esquerdo Junior Cesar chama a torcida e decreta: é hora do tudo ou nada na próxima quinta-feira.

– Agora não tem mais para onde correr. Na quinta-feira, estará em tudo o que foi traçado desde o início. Sabemos da importância e o torcedor são-paulino pode ter certeza de que vamos suar sangue para sair com a vitória e com a classificação – afirmou o lateral-esquerdo Junior Cesar.
Os são-paulinos comemoraram a vitória sobre o Ceará por 2 a 1, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo eles, o resultado deu a confiança que o time precisava para acreditar na reviravolta na quinta.

– A vitória sobre o Ceará foi extremamente importante. Quando eu fui contratado, o Muricy (Ramalho, ex-treinador), falou uma coisa que me marcou. No futebol, o que vale são as vitórias. São elas que te dão confiança. E foi exatamente o que aconteceu. Claramente, a postura da equipe melhorou, a confiança melhorou. Agora é trabalhar sério, entrar em campo e fazer uma grande partida – concluiu Junior Cesar.

agosto 2, 2010 Posted by | São Paulo | , | Deixe um comentário

Antes de final em Salvador, santistas passam borracha no assunto twitcam

Elenco se reúne para decisão da Copa do Brasil contra o Vitória e esquece confusão na internet depois de partida em Presidente Prudente

Um dia depois de se verem envolvidos emuma confusão causada pelo uso da twitcam – uma transmissão de vídeo na internet via Live Stream – , os jogadores do Santos mostram que já passaram uma borracha no assunto. Na noite do último domingo, depois de vencer o Grêmio Prudente por 2 a 1, Madson, Zé Eduardo, Felipe, Alan Patrick e Zezinho se reuniram em um dos quartos do hotel onde o time estava concentrado, no interior de São Paulo, e resolveram conversar via internet com os torcedores. A brincadeira acabou em ofensas e causou irritação na diretoria santista.

– Foi uma brincadeira. Está tudo bem. A molecada é assim mesmo – disse Robinho ao GLOBOESPORTE.COM. Na tal “brincadeira”, o atacante acabou sendo alvo de Zé Eduardo, que afirmou que o Rei das Pedaladas não faria falta na Vila Belmiro.

Ao ver Robinho concedendo entrevistas aos jornalistas antes do embarque para Salvador, onde o time faz a final da Copa do Brasil com o Vitória, nesta quarta, às 21h50, no Barradão, Zé Eduardo tratou de limpar a sua barra com o camisa 7.

– Ele vai fazer falta, sim! E demais. Para sempre – bradou.

Na noite desta segunda-feira, a assessoria de imprensa do Santos reuniu os atletas envolvidos no caso para um twitcam, onde eles se justificavam e pediam desculpas pelo fato. Felipe, que estava na confusão da internet em Presidente Prudente, também lamentou o ocorrido.

– Se ofendi alguém, peço desculpas. As pessoas que me conhecem sabem que sou humilde. Foi brincadeira e já foi superado – afirmou.

Os santistas deixam São Paulo por volta das 21h desta segunda-feira, chegando a capital baiana por volta das 23h30. Na terça, o time treina em Salvador, às 15h30, no Cepe Petrobras.

Vencedor do primeiro confronto na Vila Belmiro (2 a 0), o Peixe pode perder por 1 a 0 que ainda assim assegura o título da Copa do Brasil. Caso a partida termine 2 a 0 para os baianos no tempo normal, a taça será definida nos pênaltis.

agosto 2, 2010 Posted by | Santos | , | Deixe um comentário

Kleber dispara contra arbitragem do clássico: ‘Errou todas contra nós’

Atacante palmeirense lamenta empate diante do Corinthians e comenta lances polêmicos do Dérbi. Gladiador só absolve juiz em gol do Verdão

Um dia depois do empate por 1 a 1 entre Palmeiras e Corinthians, o atacante Kleber reclamou novamente da arbitragem de Paulo César de Oliveira. Após o jogo deste domingo, o Verdão já havia criticado a atuação de Paulo César, principalmente devido ao gol do Timão. Na jogada, Jorge Henrique apareceu um pouco à frente da zaga para completar o passe de Bruno César, mas o auxiliar não marcou impedimento. O Gladiador não perdoa o trio de arbitragem pelo erro.

– Não dá para absolver, porque ele (Paulo César de Oliveira) errou todas contra a gente. Não estou falando que é fácil, mas o que não dá é para acertar todas para o Corinthians e errar todas do Palmeiras – disparou Kleber, em entrevista ao programa Arena SporTV.

Esse foi só o principal entre vários lances polêmicos ocorridos no Pacaembu. O Gladiador reclamou de outra jogada: um suposto pênalti de Jucilei em Ewerthon. Mas, mesmo sendo palmeirense, reconheceu uma penalidade de Armero, após toque de mão, também não marcada por Paulo César de Oliveira.

– O Ewerthon tenta passar, ir na bola e é agarrado. A gente vê que o Jucilei não olha a bola em momento nenhum. Para mim foi pênalti. Do Armero eu também acho que foi pênalti. Mas é complicado. Às vezes está tentando se equilibrar, se ajeitar para subir e acaba pegando no braço. Mas acho que foi pênalti sim – ponderou o atacante.

A arbitragem só foi poupada no lance em que acertou para o Verdão. No gol de empate, os corintianos reclamaram de impedimento do próprio Kleber, que cabeceou e proporcionou a sobra para Edinho marcar.

– Eu acho que estava na mesma linha, mas é um lance muito difícil. A dificuldade para o bandeirinha acertar esse lance é muito grande – reconheceu o Gladiador.

agosto 2, 2010 Posted by | Palmeiras | | Deixe um comentário

Inter promete ignorar vantagem conquistada no primeiro jogo

Jogadores colorados dizem que não vão jogar pelo empate depois da vitória de 1 a 0 no primeiro jogo das semifinais da Libertadores

Vantagem? Só se for lá pela meia-noite de quinta-feira. Até terminar o segundo duelo com o São Paulo, pelas semifinais da Libertadores da América, o Inter não quer saber desse papo de jogar com o resultado conquistado no jogo de ida. A ideia dos colorados é ir ao Morumbi com a postura habitual, defendendo forte, mas sem transformar o campo de ataque em terreno baldio.

– Não pensamos em administrar nada. Com a experiência que esse grupo tem, de jogos decisivos, sabemos que a vantagem só é válida quando o juiz apita o final. Não é nosso pensamento. Temos que entrar em campo, sentir o jogo. A ideia é ir lá e fazer um grande jogo, como estamos fazendo desde a entrada do Celso (Roth), com muita concentração, procurando não levar gols – disse o meia Tinga.

O goleiro Renan faz eco às palavras do colega. E acrescenta que o Inter talvez nem saiba jogar só na defesa.

– Vamos ter que jogar o jogo. Não adianta se preocupar em só se defender. Não é nossa característica. Temos que saber usar a qualidade dos jogadores. Temos que ser inteligentes. Temos uma vantagem, mas podemos esquecer isso – comentou o arqueiro.

Mas o empate serve, e até a derrota por um gol, a partir do 2 a 1, para o Inter chegar à final da Libertadores. O brasileiro que se der melhor na quinta-feira pegará Universidad de Chile ou Chivas, do México, na final da Libertadores.

agosto 2, 2010 Posted by | Internacional | | Deixe um comentário

Ozéia aposta na força do Olímpico para ascensão tricolor no Brasileiro

Time tem duas partidas seguidas em casa, contra Fluminense e Goiás, e duas vitórias podem garantir a fuga da zona de rebaixamento da competição

Apesar do jejum de vitórias, o rendimento da equipe do Grêmio vem sendo elogiado por dirigentes e comissão técnica. A falta de vitórias mantém o time gaúcho na zona de rebaixamento – é o 18º -, situação que incomoda muito os atletas. Na quinta-feira, o Tricolor vai até o Serra Dourada enfrentar o Goiás, pela Copa Sul-Americana. No entanto, os próximos dois jogos pelo Campeonato Brasileiro serão no Olímpico.

De acordo com o elenco, seis pontos nestes confrontos são considerados fundamentais para que o Grêmio ainda possa brigar por alguma coisa na ponta de cima da tabela.

– Estamos visando uma sequência de duas vitórias em casa para dar uma subida legal. É questão de tempo. Encostamos neles e depois a gente vê mais para frente o que acontece – disse o zagueiro Ozeia.

Após o duelo pela competição continental na quinta-feira, o Grêmio enfrenta o Fluminense, dia 8, e novamente o Goiás, desta vez pelo Nacional, no dia 15. O Tricolor carioca, aliás, lutou para ser rebaixado em 2009. Apesar do sinal de alerta ligado no clube gaúcho, o zagueiro acredita que não passará pelo mesmo sufoco que o adversário teve de enfrentar no ano passado.

– É cedo, o campeonato é muito longo. Tenho certeza que o Grêmio não vai passar apertos como o Fluminense passou aquele ano. Estamos amadurecendo e a vitória está pintando – acredita Ozeia.

O jogador também falou sobre a polêmica que vem desde a semana passada, quando Hugo admitiu que o time estava atuando sem vontade em algumas partidas.

– Não é todo dia que você está bem. Você quer dar o melhor todos os dias, mas tem dias que não acontece. Não é falta de vontade, é porque tem dias que não acontece. Estamos aqui porque gostamos de futebol e queremos ir bem.

Como recebeu o terceiro cartão amarelo, Ozeia não enfrenta o Fluminense na quinta-feira, assim como Hugo e Jonas.

agosto 2, 2010 Posted by | Grêmio | | Deixe um comentário

Empolgado com oportunidade, Julio Cesar renova motivação no Flu

Lateral substituiu o lesionado Carlinhos na vitória sobre o Atlético-PR, sábado, e teve boa atuação: ‘Vou brigar pela posição’, avisa

Se a vitória sobre o Atlético-PR, por 3 a 1, sábado, no Maracanã, pela 12a rodada, fez com que o Fluminense assumisse a liderança do Brasileirão e deixou todo o elenco feliz, um jogador em especial teve ainda mais motivos para comemorar: Julio Cesar. Constantemente vaiado no primeiro semestre e barrado por Carlinhos, o lateral-esquerdo aproveitou uma lesão na coxa do dono da posição para ter uma oportunidade entre os titulares e teve boa atuação.

Deslocado por Muricy Ramalho para o meio-campo em alguns treinamentos e até mesmo jogos, como na vitória por 1 a 0 sobre o Santos, na Vila, o jogador, eleito o melhor da sua posição do Campeonato Brasileiro do ano passado, sabe que ainda tem o que melhorar, mas se mostrou mais motivado após a oportunidade diante do Furacão.

– Vou brigar pela posição. É difícil, pois o Carlinhos vinha em um momento bem. Não tive uma exibição estupenda no último jogo, até porque fiquei um tempo sem jogar, mas foi uma partida muito importante. Estava com um pouco de receio, sim – disse em entrevista à Rádio Brasil.

As constantes reclamações de dores musculares de Carlinhos e as más atuações depois da Copa também pesam a favor de Julio Cesar. O lateral, no entanto, prefere manter os pés no chão. Ciente de que para ser campeão brasileiro é necessário um grande elenco, ele reforça que a disputa sadia pela vaga de titular só é boa para o Fluminense.

– Quem ganha é o clube, que está formando um grupo forte. Com desfalques, atuamos bem e demos conta do recado.

Com o Grêmio, domingo, às 18h30m (de Brasília), no Olímpico, em Porto Alegre, ainda não se sabe quem será o titular da lateral esquerda. Porém, Julio Cesar mantém a calma para desempenhar um bom futebol. Segundo ele, nem as vaias que o atrapalharam no primeiro semestre o perturbam mais.

– Ninguém gosta de ser vaiado, em qualquer esporte. Mas não levo isso para dentro de campo.

Com 26 pontos, o Fluminense é o líder do Brasileirão. O Corinthians, vice-líder, tem 25.

agosto 2, 2010 Posted by | Fluminense | , | Deixe um comentário

Marquinhos diz que resolveu sua situação com o Vitória

Com seu peso recuperado, atacante diz que espera ser regularizado em breve. Mas Flamengo não sabe quando ele poderá jogar

No rápido encontro com Marquinhos, na tarde desta segunda-feira, na Gávea, Zico brincou que ele precisava ganhar alguns quilinhos. Apesar da brincadeira, o apoiador já conseguiu recuperar seu peso ideal desde que chegou ao Flamengo e só espera ser regularizado novamente para poder jogar. Após o treino físico, ele confirmou que se acertou com o Vitória e que espera poder estar à disposição o mais rápido possível. Mas a situação não é tão simples assim.

Na última sexta-feira, Marquinhos teve seu nome retirado do Boletim Informativo Diário (BID) por conta de uma ação no Tribunal Regional do Trabalho movida pelo Vitória, com quem teria vínculo até dezembro de 2011. O clube baiano informou, inclusive, que o jogador deveria se apresentar lá.

Mas Marquinhos treinou normalmente nesta segunda-feira, na Gávea. Ao fim do trabalho, ele confirmou que resolveu sua situação com o Vitória. Mas não soube informar se os baianos ainda terão 65% dos seus direitos. Os outros 35% são da Traffic, que o colocou no Flamengo.

– É uma situação complicada. O Vitória queria que eu voltasse, mas acertei tudo e eles me liberaram. Fiquei preocupado com esta situação, mas ainda bem que tudo foi resolvido. Só faltam alguns detalhes para eu ser inscrito novamente, mas o Flamengo está cuidando disso. Meu vínculo com o clube continua sendo de um ano e meio – explicou Marquinhos ao GLOBOESPORTE.COM.

O Flamengo, porém, ainda não tem uma resposta. Afinal, foi o próprio Marquinhos quem buscou o rompimento com o Vitória.

– Liguei para o empresário dele (Joel Zanata) para que ele intercedesse no assunto. Também falei com o pessoal da Traffic. Os contatos que poderíamos ter feito para tentar agilizar, nós fizemos. Mas é o próprio jogador que tem de buscar um acerto. Não temos como fazer muita coisa – explicou o gerente de futebol, Isaías Tinoco, sem ainda saber quando o jogador poderá ser regularizado novamente.

Jogador já trabalha na Gávea normalmente

Enquanto isso, Marquinhos vem treinando normalmente na Gávea para recuperar o tempo perdido. O jogador se apresentou ao Flamengo abaixo do peso, mas garantiu que já chegou ao seu ideal.

– Cheguei aqui pesando cerca de 62 quilos, mas trabalhei forte e consegui ganhar um pouco de massa. Hoje devo estar pesando entre 65 e 66 quilos. Estou focado em melhorar. Para quem estava há um tempo parado, considerei boa a minha estreia pelo Flamengo (no segundo tempo contra o Internacional). Joguei numa função que eu gosto, como um terceiro atacante vindo de trás. Mas sei que posso render mais. Agora é continuar trabalhando para buscar meu espaço – disse Marquinhos.

O Flamengo treina em período integral nesta terça-feira, na Gávea.

agosto 2, 2010 Posted by | Flamengo | | Deixe um comentário

Ernesto Farías tem chegada confirmada para esta quinta-feira

Atacante argentino chega para brigar por uma vaga no ataque do Cruzeiro

A diretoria do Cruzeiro confirmou a chegada do argentino Ernesto Farías para esta quinta-feira. O atacante ainda está em Portugal e embarcará para o Brasil na próxima quarta-feira. O clube informou que pretendia apresentar o atleta nesta terça-feira, mas não encontrou voo disponível.

As pendências burocráticas do acerto com o atacante já estão resolvidas. Farías foi trocado por 50% dos direitos federativos do zagueiro Maicon (o Porto já havia comprado a outra metade por € 1,1 milhão de euros – cerca de R$ 2,5 milhões).

Com o argentino, Cuca terá seis opções para o ataque. Os outros jogadores são Wellington Paulista, Thiago Ribeiro, Robert, Eliandro e Wallyson. E esse número poderá ser ainda maior. O jovem Sebá também tem sido aproveitado. No clássico desse domingo, por exemplo, ele foi relacionado para o banco de reservas. Kieza, que está machucado, segue no grupo, embora não pareça estar nos planos do técnico Cuca.

agosto 2, 2010 Posted by | Cruzeiro | , | Deixe um comentário

Camisa do centenário corintiano será bege e branca

Uniforme será usado pelo time durante as comemorações dos 100 anos. Aniversário será no próximo dia 1º de setembro

Uma imagem da camisa comemorativa que o Corinthians usará durante os festejos do seu centenário, a ser completado no próximo dia 1º de setembro, vazou na internet. Alguns torcedores que tiveram acesso ao uniforme postaram fotos em redes sociais na rede mundial de computadores.

A camisa remete ao primeiro uniforme corintiano, de 1910. Ela terá listras verticais nas cores bege e branco, e no peito trará o escudo da fundação do clube com as letras “CP” de Corinthians Paulista.

A primeira camisa que o Timão usou era bege com as golas e os punhos pretos. Mas conta a história que, por sugestão de uma lavadeira que temia que as roupas desbotassem, o bege teria sido trocado pelo branco.

agosto 2, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Adilson evita falar sobre necessidade de outra peça a para lateral esquerda

Treinador improvisou Castan no setor no clássico e descartou usar Jorge Henrique na função, temendo prejudicar a ofensividade do jogador

Sem Roberto Carlos, suspenso, Adilson Batista improvisou o zagueiro Leandro Castan na lateral esquerda do Corinthians no empate por 1 a 1 com o Palmeiras, neste domingo, no Pacaembu, pelo Brasileiro . Sem o titular, ele teria a opção de escalar o jovem Dodô, mas o menino foi cortado e não ficou no banco. Questionado sobre a necessidade de o Timão contratar mais um atleta para a posição, o treinador não quis alongar o assunto.

– Este tipo de coisa eu discuto com o presidente (Andrés Sanchez) e com o seu Mário (Gobbi, diretor de futebol). Sei o que dá para fazer e o que temos de necessidade – resumiu o comandante.

Com Castan na lateral, o Corinthians teve bom desempenho defensivo no setor, mas perdeu em descidas ao ataque. Jorge Henrique poderia ser uma opção para o improviso, já que daria esse poder ofensivo pelo lado? Adilson acha que não é o caso, pois o jogador teria que ajudar mais na marcação e perderia oportunidades de investir no gol.

– Vejo o Jorge como um jogador de velocidade, uma válvula de escape. Não acho interessante ele jogar atrás. Só precisávamos trabalhar a bola de forma mais rápida com o pessoal do meio. Prefiro ver o Jorge mais à frente.

Ciente de que não é bom em descer ao ataque, Castan gostou do seu desempenho no clássico.

– Busquei mostrar o melhor na defesa, pois atacar não é a minha praia. Dei meu melhor atrás e acho que consegui ajudar o time da melhor maneira possível – analisou o zagueiro.

agosto 2, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Botafogo acerta a contratação do zagueiro Márcio Rosário, do Al-Jazira

Jogador, de 26 anos, diz que realiza o sonho do falecido pai, torcedor alvinegro

A diretoria do Botafogo acertou na tarde desta segunda-feira a contratação de mais um reforço para a disputa do Campeonato Brasileiro: o zagueiro Márcio Rosário, de 26 anos, que estava no Al Jazira, do Catar. Ele era treinado pelo técnico Abel Braga, que já fez muitos elogios ao jogador. O defensor, que foi até General Severiano para resolver os últimos detalhes, assina com o Glorioso compromisso com duração até 30 de junho de 2011.

Márcio Rosário retorna para o Catar para resolver detalhes burocráticos de seu contrato e é aguardado no Rio de Janeiro no dia 11 de agosto. Ele revelou que está realizando o sonho de seu pai, que era botafoguense.

– Sempre gostei do futebol carioca e meu falecido pai, Jairo, era botafoguense. Estou realizando o sonho dele. É importante estar em um clube como o Botafogo, uma chance única. Quero mostrar dentro de campo quem é o Márcio Rosário – afirmou o jogador ao site do clube.

FICHA TÉCNICA

Nome: Márcio Nascimento Rosário
Nascimento: 21/11/1983, em São Mateus (Espírito Santos)
Altura e Peso: 1,87m e 88kg
Clubes: Linhares-ES, Juventude-RS, Caxias-RS, Macaé-RJ, Internacional de Santa Maria-RS, América-RN e Al-Jazira (Catar).

agosto 2, 2010 Posted by | Botafogo | , | Deixe um comentário

Sem chances com Luxemburgo, Júnior rescinde contrato com o Galo

Lateral-esquerdo estava afastado, apenas treinando com o grupo

O lateral-esquerdo Júnior não é mais jogador do Atlético-MG. Na tarde desta segunda-feira, o atleta e o clube mineiro rescindiram o contrato amigavelmente. O jogador não estava mais nos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo e, como ainda não realizou as sete partidas no Campeonato Brasileiro, terá condições de atuar por outra equipe da série A.

Júnior, de 36 anos, chegou a treinar entre os titulares durante toda a intertemporada do Atlético-MG em Atibaia. Porém, o jogador – inesperadamente – foi cortado da lista de relacionados para o confronto contra o Atlético-GO, pela oitava rodada do Brasileirão.

Júnior fez 71 jogos pelo clube e marcou 11 gols, desde que chegou ao Galo, em janeiro de 2009. Durante esse período, ele conseguiu 37 vitórias, 16 vitórias e 18 derrotas.

agosto 2, 2010 Posted by | Atlético-MG | , | Deixe um comentário

Atlético-MG relaciona 20 jogadores para o jogo contra o Grêmio Prudente

Réver ainda não está inscrito na competição por falta de documentação

O Atlético-MG definiu os 20 jogadores que viajarão a Presidente Prudente, onde enfrentarão o Grêmio Prudente, às 19h (de Brasília), na partida de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. O time mineiro terá que encerrar o tabu de nunca ter se classificado para a segunda fase da competição. Nos anos anteriores, o alvinegro foi eliminado por Goiás (duas vezes), Botafogo e Fluminense.

E ainda não será dessa vez que o torcedor atleticano verá a estreia do zagueiro Réver. A diretoria do Galo ainda aguarda a chegada da transferência internacional do jogador, vinda da Alemanha, para entrar com a documentação na CBF.

Já o equatoriano Méndez só deverá estar à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo a partir da segunda quinzena de agosto. O atleta ainda se recupera de uma lesão no joelho direito.

Para o jogo diante do Grêmio Prudente, nesta quarta-feira, Luxemburgo relacionou os seguintes atletas.

Goleiros: Aranha, Fábio Costa e Renan Ribeiro
Zagueiros: Cáceres, Jairo Campos, Lima e Werley
Laterais: Diego Macedo, Fernandinho, Leandro e Rafael Cruz
Volantes: Serginho e Zé Luís
Meias: Diego Souza, João Pedro e Ricardinho
Atacantes: Diego Carvalho, Diego Tardelli, Neto Berola e Obina

Veja lista de inscritos na competição com a respectiva numeração

Goleiros
13 – Fábio Costa
20 – Aranha
24 – Renan Ribeiro

Laterais
2 – Diego Macedo
6 – Leandro
12 – Rafael Cruz
16 – Fernandinho

Zagueiros
3 – Cáceres
4 – Jairo Campos
14 – Lima
22 – Werley

Volantes
8 – Serginho
15 – Zé Luis
18 – Fabiano
25 – Rafael Jataí

Meias
1 – Diego Souza
7 – Edison Méndez
11 – João Pedro
21 – Ricardinho

Atacantes
9 – Diego Tardelli
10 – Daniel Carvalho
17 – Neto Berola
19 – Obina
23 – Ricardo Bueno

agosto 2, 2010 Posted by | Atlético-MG | | Deixe um comentário

Empate justo no clássico paulista tira o Corinthians da liderança

Verdão e Timão ficam no 1 a 1 no Pacaembu num jogo repleto de lances polêmicos. Alvinegro é ultrapassado pelo Fluminense e cai para 2º lugar

O primeiro tempo foi do Corinthians, a segunda etapa, do Palmeiras, e o empate de 1 a 1 no Pacaembu, na tarde deste domingo, acabou sendo justo para o clássico paulista. Com o resultado, num dérbi cheio de polêmicas, o Timão deixou a liderança do Campeonato Brasileiro para o Fluminense – que tinha vencido o Atlético Paranaense por 3 a 1 no sábado – e, com um ponto a menos (25 a 26), caiu para a segunda posição. O Verdão é o 11º colocado, com 15 pontos

No próximo fim de semana, os dois times voltam a campo no domingo. O Alvinegro recebe o Flamengo, às 16h (de Brasília), também no Pacaembu, enquanto os palmeirenses vão ao Serra Dourada enfrentar o Goiás no mesmo horário.

O Corinthians, que jogava na condição de visitante, encurralou o Palmeiras desde o início. Com 4 minutos de jogo, Bruno César, de falta, já exigiu grande defesa de Deola. Na cobrança de escanteio, Armero cortou o cruzamento com o braço, mas o juiz não viu e deixou o lance seguir. Quando o relógio marcou 15 minutos, o Timão registrava o dobro de posse de bola do Verdão, o dobro de passes certos e o triplo de finalizações.

Com boa troca de bola no meio-campo, e quase sem errar passes, o Corinthians dava pouca chance ao rival. Restava ao Palmeiras apostar nos contra-ataques. E foi assim o primeiro susto que o time de Luiz Felipe Scolari deu no do estreante Adilson Batista. Aos 16, Kléber rolou para Ewerthon, que cruzou para Lincoln completar para o gol. Mas o auxiliar anulou a jogada, corretamente, assinalando impedimento no momento do primeiro passe.

Pouco depois, aos 21, saiu o primeiro zero do placar. E para o lado de quem estava melhor. Num rápido ataque, Bruno César tocou de calcanhar para Iarley ainda no campo de defesa e correu para receber na ponta direita. Quando Iarley devolveu, Bruno cruzou de primeira para a área, onde Jorge Henrique, impedido, marcou de letra e correu para comemorar.

Se o Corinthians teve um pênalti não marcado para reclamar (e não reclamou), o Palmeiras também. Após um cruzamento na área alvinegra, Jucilei segurou Ewerthon, que caiu e olhou para o árbitro. Mas o juiz sequer esboçou reação de assinalar a penalidade.

Aos poucos, o Palmeiras equilibrava o jogo. A posse de bola, que chegou a ser 80% a 20% no início, a essa altura já estava quase 50% a 50%. Arriscando menos, é verdade, o Verdão conseguiu o empate aos 33 minutos. Danilo cruzou na área para Kléber, livre de marcação, cabecear. Julio Cesar fez boa defesa, mas a bola sobrou limpa para Edinho empurrar para a rede: 1 a 1. O lance gerou dúvida, já que Edinho estava na mesma linha de Kléber na hora da primeira finalização. Se estivesse à frente, estaria impedido.

O primeiro tempo terminou com um Palmeiras mais animado pelo gol e com um Corinthians lamentando não ter aproveitado melhor as chances criadas. E foi da mesma maneira que a segunda etapa começou, com o Verdão um pouco mais ligado em campo. Logo aos 3 minutos, Ewerthon marcou o que seria o gol da virada, mas o árbitro anulou mais uma vez, apontando impedimento claro do atacante.

Destaque do Timão nos 45 minutos iniciais, Bruno César voltou apagado do vestiário e não conseguia se livrar da marcação de Pierre. Por várias vezes Adilson Batista mandou recados pedindo para o seu camisa 10 acordar. Como não acordou, aos 17 foi substituído por Defederico. Felipão respondeu na sequência, trocando Lincoln por Tinga.

Agora era o Corinthians que não sabia como se livrar da marcação palmeirense e abusava das faltas para tentar frear o ritmo do adversário. O Verdão criava mais, só que tinha dificuldade para se aproximar da meta. Aos 33, mais um gol de Ewerthon invalidado por impedimento. Com um pouco mais de tempo de bola, o atacante teria ajudado o seu time a golear. Três gols do Palmeiras foram anulados em lances de posicionamento irregular do camisa 88.

Os dois técnicos ainda apostaram as últimas fichas reforçando os ataques, mas, no fim das contas, o empate foi justo. O Corinthians foi melhor no primeiro tempo, o Palmeiras dominou o segundo, e cada um saiu do Pacaembu com um ponto na tabela. Para o lado alvinegro ficou um sentimento de frustração por ter deixado a liderança escapar para as mãos do Fluminense.

PALMEIRAS 1  X 1 CORINTHIANS
Deola; Vitor, Danilo, Maurício Ramos e Armero; Pierre, Edinho, Márcio Araujo e Lincoln (Tinga); Ewerton (Patrick) e Kléber Julio Cesar; Alessandro, Chicão, William e Leandro Castán; Ralf, Jucilei, Elias (Paulinho) e Bruno César (Defederico); Iarley (Souza) e Jorge Henrique
Técnico: Luiz Felipe Scolari Técnico: Adilson Batista
Gols: Jorge Henrique, aos 21, e Edinho, aos 33 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Danilo, Márcio Araújo e Armero (PAL); Chicão, Bruno César, William, Alessandro, Leandro Castán e Jorge Henrique (COR)
Público: 24.491 pagantes. Renda: R$ 888.586,00.
Data: 1º de agosto. Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP). Árbitro:Paulo César de Oliveira (Fifa-SP). Auxiliares: Ednílson Corona (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP).

agosto 2, 2010 Posted by | Corinthians, Palmeiras | | Deixe um comentário

Mesmo com ambiente adverso, Cruzeiro vence o Atlético-MG por 1 a 0

Wellington Paulista marca o golaço que garante a vitória sobre o Galo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Clássico teve apenas a torcida atleticana

Mesmo com toda a pressão da torcida adversária, o Cruzeiro venceu o Atlético-MG por 1 a 0, na Arena do Jacaré. Por motivo de segurança, apenas o torcedor alvinegro pôde marcar presença nas arquibancadas do estádio. Porém, mesmo assim, a equipe celeste conquistou mais três pontos na tabela de classificação. Wellington Paulista, ainda no primeiro tempo, marcou um golaço, que deu a vitória à equipe azul.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 19 pontos, ainda na sexta posição, empatado com o Avaí. O Galo continua na zona de rebaixamento, com apenas dez pontos, na penúltima colocação.

Agora, o time alvinegro passa a pensar na Copa Sul-Americana. O Galo estreará no torneio na quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), em Presidente Prudente, diante do Grêmio Prudente. O Cruzeiro, por sua vez, voltará a campo apenas no domingo, dia 8, também diante do Grêmio Prudente, possivelmente no Ipatingão, às 18h30m, pelo Campeonato Brasileiro.

Vitória à base de golaço

O Galo começou arrasador. Logo no primeiro minuto da partida, o time alvinegro teve uma grande chance de abrir o marcador. Diego Tardelli recebeu pela esquerda e chutou cruzado. Fábio espalmou para a própria área, e Diego Souza – por muito pouco – não conseguiu empurrar para o fundo das redes.

Desde os primeiro minutos, o time alvinegro tomou a iniciativa do ataque. Diego Tardelli e Diego Souza – que usou a camisa 1 – levavam muito perigo ao gol de Fábio. O Cruzeiro, por sua vez, apenas buscava as jogadas de contra-ataque.

A equipe celeste, embora tivesse maior posse de bola, não conseguia chegar ao ataque. O goleiro Fábio Costa – que usou a camisa 13 – era mero espectador da partida, já que ainda não havia trabalhado. O Atlético-MG, principalmente com jogadas pela direita do ataque, chegava com frequência. Aos poucos, o goleiro Fábio começava a se destacar.

Mas aos 33 minutos, o Cruzeiro marcou pela primeira vez, logo no primeiro chute a gol. Fabrício recebeu uma bola longa e tocou para Wellington Paulista. O centroavante passou por Werley e chutou forte, no ângulo direito de Fábio Costa. O Cruzeiro passou à frente com um golaço de fora da área.

O atacante Diego Tardelli, irritado com o gol sofrido, foi tirar satisfações com o zagueiro Werley. Os dois, por muito pouco, não chegaram às vias de fato. Os companheiros de time tiveram que separar os atletas.

Logo após, aos 39 minutos, o Galo quase chegou ao empate. Fernandinho foi à linha de fundo e fez ótimo cruzamento. Diego Souza chegou à frente da zaga e tocou de raspão. A bola, caprichosamente, tocou na trave esquerda de Fábio.

A equipe alvinegra pressionou muito, mas não conseguiu chegar ao gol. O Cruzeiro foi para os vestiários com a vantagem de 1 a 0 no placar.

Vitória celeste heroica

O técnico Vanderlei Luxemburgo processou uma alteração na equipe do Galo. Obina entrou na vaga de Werley, e o Atlético-MG deixou para trás a formação com três zagueiros.

E quando se esperava uma grande pressão atleticana, o Cruzeiro é que chegou com perigo. Logo no primeiro minuto, Diego Renan fez ótima jogada individual pela esquerda, passou por Cáceres e chutou forte. Fábio Costa se esticou todo, tocou na bola, que ainda bateu na trave antes de sair pela linha de fundo.

As mudanças de Luxemburgo – que também colocou Zé Luís no lugar de Diego Macedo – não surtiram efeito. Mais organizados em campo, os jogadores do Cruzeiro controlavam as ações atleticanas.

O time celeste ainda teve outras chances para aumentar o placar. Diego Renan, por exemplo, chegou totalmente livre para marcar, mas desperdiçou o lance ao chutar pela linha de fundo.

Aos 38 minutos, o torcedor atleticano teve mais um motivo para ter esperanças. Em uma disputa de bola com Diego Tardelli, Gil levou o cotovelo no rosto do atacante atleticano e foi corretamente expulso.

Enfim, mesmo com todo ambiente adverso, o Cruzeiro conseguiu ficar com a vitória. Com o resultado, foi mantido o ótimo retrospecto recente entre as duas equipes. Nas últimas 16 partidas, foram 13 vitórias do Cruzeiro, dois empates e apenas uma derrota.

ATLÉTICO-MG 0 X 1 CRUZEIRO
Fábio Costa; Werley (Obina), Cáceres e Jairo Campos; Diego Macedo (Zé Luís), João Pedro, Serginho, Ricardinho (Leandro) e Fernandinho; Diego Tardelli e Diego Souza. Fábio; Gil, Edcarlos e Fabinho; Jonathan, Fabrício (Elicarlos), Marquinhos Paraná, Everton (Rômulo) e Diego Renan; Wellington Paulista e Thiago Ribeiro (Robert).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo. Técnico: Cuca.
Gols: Wellington Paulista (Cruzeiro), aos 33 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Thiago Ribeiro, Edcarlos, Everton (Cruzeiro); Obina (Atlético-MG). Cartão vermelho: Gil (Cruzeiro). Público: 12.340 pagantes. Renda: R$ 265.775,00
Data: 1/8/2010. Estádio: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG).Horário: 18h30m (de Brasília). Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP).Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Altemir Hausmann (Fifa/RJ).

agosto 2, 2010 Posted by | Atlético-MG, Cruzeiro | , | Deixe um comentário