Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco bate o Atlético-GO na Colina e dorme fora da zona de rebaixamento

Nilton e Fumagalli marcam na vitória cruzmaltina. Prass defende pênalti

Mesmo sem brilho, o Vasco fez seu dever de casa com eficiência e derrotou o Atlético-GO por 2 a 0, na noite deste sábado, em São Januário. Com o resultado, a equipe da Colina chegou a 13 pontos e deixa momentaneamente a zona de rebaixamento, pulando para a 12ª posição do Campeonato Brasileiro. O time goiano segue com sete pontos, ainda ocupando a lanterna da competição.

Os gols do Vasco foram marcados por Nilton e Fumagalli. Fernando Prass defendeu um pênalti. A vitória animou a torcida cruzmaltina para o clássico com o Flamengo, no próximo domingo, quando o time tem chance de contar com mais “reforços estrangeiros”. Neste sábado, apenas Irrazábal teve condições de fazer a estreia.

No próximo domingo, às 18h30m (de Brasília), no Maracanã, o Vasco encara o rival rubro-negro. O Atlético, no sábado, às 18h30m, no Serra Dourada, encara o Guarani

Nilton acerta uma bomba e põe o Vasco na frente

A vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians, na última rodada, parece ter aumentado a confiança do Atlético-GO, que não se encolheu no campo de defesa mesmo jogando na casa do Vasco. A equipe da Colina, apesar de ter iniciado a partida com mais posse de bola, tinha muitas dificuldades para penetrar na defesa adversária. As raras boas tramas ofensivas eram arquitetadas pelo jovem Jonathan em jogadas individuais.

O time goiano, sempre com pelo menos três jogadores na frente, apostou nos chutes de média e longa distância para tentar surpreender o goleiro Fernando Prass. Depois de um início morno, cheio de erros de passes, o primeiro tempo melhorou bastante na segunda metade. Aos 25 minutos, Robston mandou uma bomba na cobrança de falta e acertou o travessão. Na sequência do lance, Pedro Paulo tentou de cabeça e mandou por cima do gol.

Refeito do susto, o Vasco conseguiu abrir o placar aos 33 minutos, quando sua torcida já começava a dar sinais de impaciência. Se estava difícil entrar na área do Atlético, Nilton arriscou de longe e acertou um lindo chute no ângulo direito do goleiro Marcio, que voou mas não chegou na bola: 1 a 0. O gol foi suficiente para acalmar os ânimos e mascarar a dificuldade ofensiva da equipe cruzmaltina na partida.

Mal o Vasco voltou do vestiário, e o Atlético dava provas de que não ia facilitar a vida do adversário. Logo aos dois minutos, o time goiano deu um grande susto. Pedro Paulo aproveitou uma bobeada da zaga e pegou de primeira um chute forte da entrada da área. A bola bateu no travessão do goleiro Fernando Prass e saiu. O lance parece ter servido para despertar os donos da casa. Aos nove minutos, Jonathan fez boa jogada e deixou para Nilton, que furou, mas a bola foi para Fumagalli. O meia acertou um belo chute de perna esquerda e colocou o 2 a 0 no placar. Foi a primeira boa jogada de penetração do Vasco na partida.

A vantagem parece ter dado mais confiança ao Gigante da Colina, que não desistiu de atacar. Aos 13 minutos, Nunes tentou uma bicicleta, e o goleiro Marcio fez boa defesa. Animada, a torcida vascaína já começou a provocar os rivais flamenguistas com os gritos “Ô Urubu, pode esperar, a sua hora vai chegar”.

O Atlético-GO tentou entrar na partida novamente e teve uma boa chance de encostar no placar. Aos 27 minutos, Titi fez falta em Rodrigo Tiuí dentro da área e o árbitro marcou o pênalti. Robston fez a cobrança, e Fernando Prass fez uma defesa segura, sem dar rebote. Com a vitória na mão, coube ao Vasco gastar o tempo esperando o apito final. A última boa chance dos goianos foi aos 37 minutos, em um chute de Juninho que passou rente à trave.

VASCO 2 X 0 ATLÉTICO-GO
Fernando Prass; Fágner (Irrazábal), Dedé, Titi e Carlinhos (Jumar); Nilton, Rafael Carioca, Rômulo e Fumagalli; Jonathan e Nunes (Elton). Márcio; Dida, Daniel Marques, Jairo e Chiquinho; Pituca, Robston, William (Anaílson); Rodrigo Tiuí, Marcão (Ramalho) e Pedro Paulo.
Técnico: PC Gusmão Técnico: Roberto Fernandes
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ). Horário: 18h30m (de Brasília). Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA).Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA-Fifa) e Erich Bandeira (PE-Fifa).
Gols: Nilton, aos 33 minutos do primeiro tempo. Cartões amarelos:Pituca, Chiquinho, Robston (ATL); Titi (VAS).
Público: 10.366 pagantes   Renda: R$ 222.945,00

julho 24, 2010 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Com dois atletas a menos, Galo segura Avaí e arranca empate em SC

Com estreante Daniel Carvalho e Neto Berola expulsos, Atlético-MG marca ponto após duas derrotas. Time catarinense perde chance de chegar ao G-4

De um lado, um time em ascensão, invicto na retomada do Brasileiro depois da Copa do Mundo e em busca um lugar no G-4. E com dois jogadores a mais em campo a partir dos 34 minutos do segundo temipo. Do outro, uma equipe que perdeu os dois últimos jogos e em penúltimo lugar na tabela. Apesar das diferenças no campeonato e dentro de campo, Avaí e Atlético-MG não saíram do 0 a 0, neste sábado, na Ressacada, em jogo válido pela 11ª rodada do Nacional.

Com a igualdade, somente o Galo ganhou posições, passando da penúltima para a 17ª colocação, com dez pontos, ainda no Z-4. Mas poderá ser superado por Atlético-PR e Grêmio, que jogam neste domingo. O atual campeão catarinense segue em 6º lugar, com 15 pontos.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado. O Atlético-MG enfrenta o Botafogo, no Engenhão (Rio), às 18h30m (de Brasília). No mesmo horário, o Avaí encara o Guarani em Campinas.

Avaí domina a primeira etapa

Com o Galo possuindo a pior defesa do Brasileiro antes do início da rodada (21 gols sofridos em dez partidas), o treinador Vanderlei Luxemburgo decidiu alterar o sistema defensivo para o jogo em Florianópolis, escalando o time no 3-5-2, com o trio Jairo Campos, Cáceres e Werley na zaga. Uma novidade até para alguns jogadores. Caso de Diego Tardelli, que admitiu sua surpresa com a mudança. No meio-campo, João Pedro ganhou a vaga de Fabiano. E no ataque, Daniel Carvalhou estreou, com Neto Berola indo para a reserva.

Apesar da formação mais cautelosa, o time mineiro levou um susto logo com 40 segundos de jogo. Robinho dominou fora da área e tentou supreender Fábio Costa, mas chutou por cima da meta. E as ameaças do Avaí continuaram durante a primeira etapa. Explorando de forma eficiente as laterais, com Patrick, pela direita, e Eltinho, do lado esquerdo, a equipe da casa foi bem superior no período inicial.

Única novidade em relação ao time que iniciou a partida contra o Flamengo, na quarta, Rudnei, que estava suspenso, criou uma ótima chance para o anfitrão aos 12 minutos. O volante arrancou e lançou Roberto na entrada da área. O atacante invadiu a área e, diante de Fábio Costa, chutou cruzado para fora. Aos 16, o goleiro teve que trabalhar, saindo aos pés de Robinho para salvar o Galo. Seis minutos depois, o arqueiro, criticado pelas últimas atuações, voltou a aparecer bem. Eltinho cobrou falta com estilo, e o camisa 1 voou para espalmar.

O Atlético-MG também ameaçou em uma cobrança de falta. Aos 26, Daniel Carvalho mandou a bola, de curva, no canto direito, e Renan desviou para córner. Mas por pouco não sofreu o gol em seguida. Robinho se livrou de Werley na área e cruzou aos 28. Eltinho, livre, quase na risca da pequena área, completou por cima, perdendo a melhor oportunidade da partida (veja no vídeo acima).

O trio ofensivo do Galo – Diego Tardelli, Diego Souza e Daniel Carvalho – ainda precisa de mais entrosamento. Mas deu trabalho à defesa do time catarinense em determinados momentos. Na principal chance do time no jogo, aos 45, Diego Souza passou para Daniel Carvalho, que devolveu para o companheiro com um belo passe de letra. O ex-palmeirense dominou e chutou. Renan fez grande defesa. E por pouco, Tardelli não aproveitou o rebote (assista no vídeo acima).

Para a segunda etapa, Luxemburgo decidiu abandonar o sistema 3-5-2. E partir para o 4-3-3, com o atacante Neto Berola no lugar do zagueiro Werley. Com um homem a mais na frente, o Alvinegro mineiro se tornou mais presente no campo adversário. E aos dois minutos, reclamou de um pênalti. Pela esquerda, Daniel Carvalho tentou cruzar, e a bola tocou no braço esquerdo de Patrick, que estava no chão. O árbitro Leandro Vuaden mandou o jogo seguir, apesar das reclamações do atacante.

E aos dez, o estreante voltou a protestar. Por um outro motivo. Em lance na intermediária, Daniel Carvalho deu um carrinho frontal sobre  Caio. O juiz aplicou o vermelho direto (no vídeo acima). O Alvinegro mineiro sentiu o impacto da expulsão. E o Avaí foi para cima. Fábio Costa evitou o gol do time da casa ao defender conclusão de Caio aos 15.

Para tentar ter mais a posse de bola, Luxemburgo trocou Diego Souza por Ricardinho. Já Antônio Lopes colocou mais um atacante de ofício (Vandinho) no lugar de um meia (Robinho).

A partir dos 20 minutos, o Avaí passou a ocupar o campo adversário. Caio, por pouco, não fez um golaço aos 21, quando aplicou quatro dribles em marcadores, mas o chute esbarrou na marcação. Quando se esperava uma maior pressão dos anfritiões, com um jogador a mais, a equipe da casa perdeu força. Mas ganhou novo ânimo aos 34, quando Neto Berola fez falta dura em Marcos na metade do campo. Leandro Vuaden foi rigoroso e aplicou mais um vermelho direto (no vídeo ao lado).

Com dois jogadores a menos e sem um atacante sequer em campo (Diego Tardelli foi substituído após a expulsão de Berola), o Galo se limitou a tentar garantir o empate. E conseguiu, até com certa tranquilidade, diante de um adversário aparentemente sem fôlego para pressionar um rival com apenas nove jogadores.

AVAÍ 0 X 0 ATLÉTICO-MG
Renan, Patric, Gabriel, Emerson e Eltinho (Davi); Marcinho Guerreiro (Marcos), Rudnei, Rivaldo, Caio e Robinho (Vandinho); Roberto. Fábio Costa; Jairo Campos, Cáceres e Werley; Diego Macedo, Serginho, João Pedro, Diego Souza (Ricardinho) e Fernandinho; Daniel Carvalho e Diego Tardelli (Fabiano).
Técnico: Antônio Lopes Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Cartões amarelos: Werley (ATL), Marcinho Guerreiro, Emerson (AVA).Cartões vermelhos: Daniel Carvalho e Neto Berola (ATL)
Estádio: Ressacada, em Florianópolis (SC). Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa/RS).
Auxiliares:
Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa/RJ) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS).

julho 24, 2010 Posted by | Atlético-MG, Avaí | , | Deixe um comentário

Iguais em campanha pós-Copa, Prudente e Vitória empatam sem gols

No Prudentão, times mostram equilíbrio durante os 90 minutos

Com campanha pós-Copa do Mundo iguais (uma vitória e dois empates), Prudente e Vitória também mostraram equilíbrio dentro de campo e não saíram do 0 a 0 neste sábado, no Prudentão, pela 11ª rodada do Brasileirão (assista aos melhores momentos da partida). Com o resultado, ambos os times permanecem com 14 pontos. No entanto, com saldo de gols zerado, o Leão do Barradão é o oitavo na tabela, enquanto o Prudente, com saldo negativo de menos um, é o nono.

O Prudente volta a campo no próximo domingo, contra o Santos, no Prudentão, às 18h30m. Antes de receber o Botafogo, também no próximo domingo, às 16h, no Barradão, o Vitória faz o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, contra o Santos, em Salvador, às 21h50m.

Se o dono da casa era o Prudente, quem começou ameaçando a meta do goleiro Giovanni foi o Vitória. Aos quatro minutos, Soares recebeu no segundo pau e chutou cruzado, pela linha de fundo. A resposta veio em seguida. Wesley se livrou da marcação, ficou de frente para a meta, mas demorou a finalizar. Na sequência, a defesa do Vitória chegou no desarme.

Aos 21, Wanderley fez boa jogada pela esquerda, e cruzou no segundo pau. Wesley chegou atrasado e caiu na área, junto à marcação. O árbitro, em cima do lance, mandou seguir. Logo depois, David Sacconi recebeu na área, mas tropeçou. O arqueiro Lee saiu na bola e ambos trombaram. O paranaense Evandro Rogério Roman novamente estava bem colocado prosseguiu.

O jogo estava equilibrado. Aos 25, João Victor arriscou de longe e Lee, atento, espalmou para escanteio. Depois do tiro de canto, Leonardo subiu mais que todo mundo e testou firme. Renato desviou a trajetória da bola, que ia para o gol rubro-negro. Aos 31, Paulo César desceu pelo meio e deixou com David Sacconi. O meia clareou e chutou forte, Lee espalmou.

Aos 33, Renato, de cabeça, aproveitou o cruzamento na área do Prudente, mas mandou sobre o gol de Giovanni. Dois minutos depois, Ricardo Conceição chutou da entrada da área, pela linha de fundo. Soares, aos 38, perdeu a melhor chance do Vitória quando, de frente para a meta, cabeceou rente à trave. No último lance do primeiro tempo, após o escanteio, Leonardo cabeceou sobre a meta.

Times permanecem iguais

Na volta do intervalo, o técnico Toninho Cecílio mexeu no Prudente. Wanderley sentiu a coxa e  saiu para a entrada de Araújo. O Vitória não mudou. De novo os visitantes chegaram com perigo. Soares, cara a cara, chutou pela linha de fundo, aos quatro minutos. Giovanni estava na jogada. Rodrigo Mancha, aos sete, respondeu com um chutaço, de fora da área, que saiu em tiro de meta.

Todavia, aos 13, Renato abriu com Soares, na área, que chutou de primeira. Giovanni espalmou. Toninho Cecílio, percebendo que sua equipe perdia espaços, tirou o meia Carlos Eduardo para a entrada de Willian, reforçando a linha de frente. Aos 16, Renato arriscou de longe, e Giovanni mandou para escanteio. Dois minutos mais tarde, Araújo recebeu o lançamento, na entrada da área, e mandou de canhota. Lee não deu o rebote.

O treinador Ricardo Silva, do Vitória, assim como o da equipe anfitriã, deixou sua equipe com três atacantes ao tirar Renato – cérebro do meio de campo rubro-negro – e colocar o garoto Elkeson, aos 24. Ao mesmo tempo, David Sacconi – muito vaiado pelos torcedores prudentinos – saiu para a entrada de Diego e, desta forma, o esquema do Prudente passou para o 3-5-2, liberando Marcelo Oliveira pela ala esquerda.

Aos 30, Lee Winston, o goleiro com nome diferente, fez uma defesa espetacular, salvando o Vitória, após a cabeçada de Anderson Luis. Um minuto depois, o inoperante Schwenck cedeu o posto para Júnior, assim como Neto Coruja, que substituiu Fernando, no Leão do Barradão. Sem poder mais mexer em suas respectivas equipes, os comandates tentaram, na base do grito, orientar os jogadores a caminho do gol. Aos 38, Lee salvou em cima da linha, após o escanteio.


PRUDENTE 0 X 0 VITÓRIA
Giovanni; Paulo César, Anderson Luis, Leonardo e Marcelo Oliveira; João Vitor. Rodrigo Mancha, Carlos Eduardo (Willian) e Deyvid Sacconi (Diego); Wesley e Wanderley (Araújo). Lee, Jonas, Reniê, Anderson Martins e Rafael Cruz; Vanderson, Ricardo Conceição, Fernando (Neto Coruja) e Renato (Elkeson); Soares e Schwenck (Júnior).
Técnico: Toninho Cecílio. Técnico: Ricardo Silva.
Gols:
Cartões amarelos: Rodrigo Mancha (Prudente).
Local: Prudentão, em Presidente Prudente, SP. Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa/PR). Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa/SC) e Márcia Lopes Caetano (Fifa/RO).

julho 24, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Vitória | , | Deixe um comentário

Adílson Batista é o novo técnico do Corinthians

Treinador estava desempregado desde que saiu do Cruzeiro

É como estava previsto: Adilson Batista é o novo técnico do Corinthians. Ele ocupa a vaga deixara por Mano Menezes, que vai para a Seleção Brasileira.

Adilson, que estava parado desde sua saída do Cruzeiro, acertou com o Timão até Dezembro de 2011.

Mano Menezes não é mais técnico do Corinthians. Neste sábado, após a recusa de Muricy Ramalho para assumir o comando da Seleção Brasileira, o comandante alvinegro foi convidado pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e aceitou o convite.

Com a saída de Mano, a diretoria do Timão começa a pensar em um provável substituto. O preferido é Adílson Batista, ex-técnico do Cruzeiro, que está desempregado no momento, e agrada a todos no clube.

O LANCENET! havia antecipado na última quinta-feira o interesse da diretoria do Corinthians em ter Adilson, no caso de Mano deixar o clube. Isso se fez por intermédio do diretor de futebol, Mário Gobbi.

No entanto, o treinador afirmara que só conversaria com o clube após a saída de Mano Menezes. Na mesma levada, Batista afirmou que poderia estar trabalhando já na segunda-feira, justamente o dia em que deve se apresentar oficialmente ao novo clube.

Nome completo: Adilson Dias Batista

Natural: Adrianópolis-PR

Data de Nascimento: 16/03/1968

Local de Nascimento: Curitiba-PR

Carreira como jogador: Atlético-PR (1988/1989); Cruzeiro (1989/1993); Internacional (1993); Atlético-MG (1994); Grêmio (1995/1996); Jubilo Iwata – Japão (1997/1999); Corinthians (2000)

Títulos como jogador: Campeonato Paranaense (1988), pelo Atlético-PR; Campeonato Mineiro (1990 e 1992), Copa dos Campeões Mineiros (1991), Supercopa (1991 e 1992), pelo Cruzeiro; Copa Libertadores da América (1995), Recopa Sul-Americana (1996), Campeonato Gaúcho (1995 e 1996), Campeonato Brasileiro (1996), pelo Grêmio; J-League (1997 e 1999), Campeonato Asiático (1998 e 1999), Supercopa da Ásia (1998 e 19999), pelo Jubilo Iwata – Japão; Campeonato Mundial (2000), pelo Corinthians

Carreira como técnico: Mogi-Mirim (2001); América-RN (2002); Avaí (2002/2003); Paraná (2003). Grêmio (2003/2004); Paysandu (2004); Sport (2005); Figueirense (2005/2006); Jubilo Iwata – Japão (2006/2007) e Cruzeiro (2008)

Títulos como técnico: Vice-campeão Brasileiro da Série C pelo Mogi-Mirim, em 2001; Campeão Potiguar pelo América-RN, em 2002; Campeão Catarinense pelo Figueirense, em 2006; Campeão Mineiro pelo Cruzeiro, em 2008 e 2009; e Torneio de Verão no Uruguai (2009)

julho 24, 2010 Posted by | Corinthians | | Deixe um comentário

Para sair da degola, Vasco e Atlético-GO se enfrentam

Em situações complicadas no Campeonato Brasileiro, equipes entram em campo pressionadas pela necessidade da vitória

Na briga para sair da zona de rebaixamento, Vasco e Atlético-GO se enfrentam neste sábado, às 18h30, em São Januário. O time cruzmaltino ainda não poderá contar com alguns de seus reforços “estrangeiros”, e deve repetir o time titular que enfrentou o Grêmio, na última rodada. Já o Dragão, último colocado, vem embalado pela vitória sobre o Corinthians e espera começar uma sequência de bons resultados.

Para a partida desta fim de semana, o time carioca ainda terá de apostar na garotada, assim como fez nas três últimas rodadas e não será desta vez que poderá contar com seus medalhões. Mas, o técnico Paulo César Gusmão não se mostra preocupado com isso e garante que quer o time focado na vitória.

– Teremos mais uma decisão pela frente e não vou ficar me preocupando com os jogadores que não vou ter à disposição. Tenho de dar confiança aos jogadores que vão entrar em campo, porque a situação do Vasco no Campeonato Brasileiro ainda é complicada. Teremos mais um jogo importantíssimo pela frente, e em casa – disse.

O treinador cruzmaltino comemorou ainda o fato de poder repetir o time titular pelo terceiro jogo consecutivo.

– Esse será o terceiro jogo que repetirei a escalação e isso é importante para aumentar o entrosamento dos jogadores. Se por um lado, não teremos os jogadores contratados, por outro, teremos a possibilidade de dar um ritmo melhor ao time – afirmou.

Pelo lado do Atlético-GO, o técnico Roberto Fernandes manteve o mistério e não confirmou os titulares que entraram em campo contra o Vasco. Contudo. O treinador, porém, tem alguns problemas.

A dupla de zaga titular, formada por Welton Felipe e Jairo, não vão atuar. O primeiro receber o terceiro cartão amarelo contra o Corinthians no meio de semana e está suspenso. Já o camisa 4 levou uma pancada no joelho na partida contra os paulistas e também é desfalque.

Com isso, é muito provável que Gilson e Daniel Marques componham o setor. Daniel, que estreou na última rodada, afirmou estar confiante para o duelo contra o Vasco.
– O meu pensamento é de toda vez que eu entrar, fazer como no último jogo, ajudar a equipe a sair vitoriosa e não tomar gol – afirmou.

Outra dúvida do comandante rubro-negro é no meio de campo. Elias, que cumpriu suspensão, está novamente à disposição. Contudo, a boa atuação de William contra o ex-líder do Campeonato Brasileiro agradou não só a torcida, mas principalmente ao treinador do Dragão.

Ainda existe também a possibilidade do treinador sacar um dos três atacantes para escalar Agenor no meio de campo. Se isso acontecer, Pedro Paulo, que marcou um dos gols da segunda vitória do time na Série A, deve ser sacado. Assim, Tiuí e Marcão formam o ataque.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X ATLÉTICO-GO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 24/7/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA – Fifa) e Erich Bandeira (PE – FIFA)

VASCO: Fernando Prass, Fágner, Titi, Dedé e Carlinhos; Rafael Carioca, Romulo, Nilton e Fumagalli; Jonathan e Nunes. Técnico: Paulo César Gusmão

ATLÉTICO-GO: Márcio; Dida, Daniel Marques, Gilson e Chiquinho; Pituca, Robston, William (Elias); Marcão, Pedro Paulo (Agenor) e Rodrigo Tiuí. Téc. Roberto Fernandes

julho 24, 2010 Posted by | Vasco da Gama | , , | Deixe um comentário

Atlético tem desafio complicado em Floripa

Avaí pode chegar ao G4 se derrotar os mineiros

O Atlético-MG tem missão complicada neste sábado, às 18h30, em Florianópolis. O Galo vai até a Ressacada para enfrentar o Avaí, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As situações das duas equipes dentro da competição são proporcionalmente inversas aos investimentos que ambos fizeram para a disputa do Brasileirão. O Galo conta uma das comissões técnicas mais bem pagas do país e trouxe jogadores de nome, como Diego Souza, Réver e Daniel Carvalho, além de segurar o assediado Diego Tardelli.

Do outro lado, o Avaí aposta num elenco de poucos conhecidos, assim como foi ano passado, e mais vez o resultado tem aparecido. O time é o sexto colocado e pode terminar a rodada dentro do G4. Enquanto isso, o Galo vive um momento de turbulência por conta da 19ª, sendo que pode terminar a rodada na lanterna.

Para superar a má fase e iniciar uma campanha que prometia pelo menos vaga na Libertadores, o Atlético aposta em Daniel Carvalho. Regularizado junto à CBF, o meia-atacante pode estrear. Ele terá Diego Tardelli como parceiro de ataque. O artilheiro do Galo pede uma mudança no time, mas não na escalação, e sim na conversa em campo.

– Basta a gente conversar mais, se entrosar mais em campo, treinar jogadas para não tomar gol. São detalhes que a gente vem pecando nessas rodadas.

Antônio Lopes vai pôr à prova sua invencibilidade no comando do Avaí diante do Atlético-MG no próximo sábado, às 18h30, na Ressacada. Ao pegar uma equipe que está na zona do rebaixamento e que perdeu todos os seus jogos fora de casa, a equipe catarinense pode consolidar sua ascensão no Campeonato Brasileiro e chegar ao G4.

Em sexto na tabela, com 15 pontos, um abaixo do G-4, o Avaí pode ter a volta do meia Sávio, que desfalcou a equipe no empate em 1 a 1 com o Flamengo, no Maracanã. O volante Rudnei, que estava suspenso pelo terceiro amarelo, e o lateral esquerdo Pará, por vermelho na partida com o Palmeiras, também estarão à disposição de Lopes.

A presença deles pode ajudar a interromper o equilíbrio entre o time catarinense e o Galo.Considerando as Séries A e B do Brasileiro, os times já se enfrentaram quatro vezes. Em 2006, na Segunda Divisão, foi uma vitória para cara lado: 4 a 1 Atlético-MG, no Mineirão, e 2 a 0 Avaí, na Ressacada. Nos dois jogos disputados emm 2009, já na divisão de elite, foram empates em 2 a 2.

Pesa para o lado do Avaí o fato de ter perdido somente uma partida em casa, para o líder Fluminense, por 3 a 0. Além disso, com um dos melhores ataques da competição, o técnico Antônio Lopes vai enfrentar a pior defesa da competição. O Atlético-MG já sofreu 21 gols em 10 jogos.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ X ATLÉTICO-MG

Local: Ressacada, em Florianópolis
Data/hora: 24/7/2010 – 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Hilton Moutinho (Fifa-RJ) e José Antonio Chaves (RS)

AVAÍ: Renan, Patric, Gabriel, Emerson e Pará; Marcinho Guerreiro, Rudnei, Rivaldo e Caio; Robinho e Roberto. Técnico: Antônio Lopes.

ATLÉTICO: Fábio Costa, Werley, Cáceres e Campos; Diego Macedo, Serginho, Daniel Carvalho, Diego Souza e Fernandinho; Neto Berola e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

julho 24, 2010 Posted by | Atlético-MG, Avaí | , | Deixe um comentário

Mano Menezes é o novo técnico da Seleção

Treinador confirmou neste sábado o convite da CBF e aceitou o projeto de dirigir o Brasil na Copa de 2014

Um dia depois de Muricy Ramalho ter se recusado a assumir a Seleção Brasileira, a CBF acertou com um novo técnico. Trata-se de Mano Menezes, que deixa o Corinthians para comandar o projeto que vai culminar com a disputa da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Mano confirmou que aceitou a proposta da CBF em entrevista coletiva concedida na manhã deste sábado, após dirigir o treino do Timão.

– Gostaria de comunicá-los que, como já estão sabendo, recebi o convite da CBF para assumir o comando da Seleção Brasileira. Tive uma conversa longa com Ricardo Teixeira e aceitei o convite dele – afirmou o treinador.

– Todo o Brasil, a partir de agora, eu digo oficialmente que aceito o convite para ser o técnico da Seleção Brasileira – completou Mano.

Mano Menezes iniciou carreira como técnico em 1997, dirigindo o Guarani-RS. Porém foi em 2004 que ele despontou para o cenário nacional ao conduzir o modesto XV de Novembro-RS a ser semifinalista da Copa do Brasil. No ano seguinte já estava no Grêmio, dirigindo o Tricolor na campanha de volta à elite do futebol nacional. O título da Série B do Brasileiro foi conquistado com a famosa Batalha dos Aflitos. Ainda pelo Grêmio foi campeão gaúcho em 2006 e 2007. Também em 2007 foi finalista da Copa Libertadores, com os gremistas caindo na decisão diante do Boca Juniors.

Depois do Grêmio, Mano Menezes assumiu o Corinthians em 2008 e conquistou o título da Série B do Campeonato Brasileiro. Em 2009 levou o Timão a ser campeão paulista e da Copa do Brasil.

Mano Menezes repete assim a História de Vanderlei Luxemburgo e Carlos Alberto Parreira. Ambos, quando treinavam o Corinthians, foram chamados para assumir o Brasil e aceitaram a proposta.

julho 24, 2010 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santo André, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | | Deixe um comentário