Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Fluminense faz jogo duro, e Muricy Ramalho não assume a Seleção

Presidente do Tricolor carioca, Roberto Horcades confirma em coletiva a permanência do treinador, que terá contrato renovado até o fim de 2012

Após ser convidado para ser o novo técnico da Seleção Brasileira, Muricy Ramalho foi para as Laranjeiras, onde se reuniu com dirigentes do Fluminense. O treinador, que não chegou a se pronunciar, se dirigiu em seguida para o campo realizar um treinamento, e em entrevista coletiva foi anunciada a sua permanência no clube. O presidente Roberto Horcades foi quem deu a notícia.

– A posição oficial do Fluminense tem que ser dada. O treinador Muricy vai continuar no clube cumprindo o contrato como deve ser. Pessoas do nível do Muricy são necessárias no futebol – disse ele.

O presidente do patrocinador do clube, Celso Barros, tomou a palavra em seguida e garantiu que o treinador vai ter o contrato renovado até dezembro de 2012.

– Deixamos combinados a renovação do Muricy Ramalho até dezembro de 2012. E como ele sempre disse que é uma pessoa de cumprir os contratos e já tinha deixado apalavrado com o Fluminense para ficar até fim de 2012, vai cumprir o contrato – disse Celso Barros.

O Tricolor queria que ele ficasse até o fim do ano dividindo os cargos, mas a CBF gostaria que Muricy assumisse imediatamente. No fim, prevaleceu o desejo do Fluminense.

– A posição do clube é que não vamos liberá-lo de modo algum – disse o vice de futebol tricolor, Alcides Antunes, à TV Globo, antes da coletiva.

Antes mesmo do anúncio oficial, informação de bastidor já dava conta de que Muricy teria optado pela permanência nas Laranjeiras, atendendo ao desejo da diretoria.

– O cara não vai aceitar, não – disse uma pessoa ligada a Muricy.

Muricy Ramalho conversou pela manhã por cerca de uma hora e meia com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, em um clube de golfe da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O treinador aceitou o convite, mas como tem contrato até o fim do ano com o clube carioca, disse que precisava comunicar os dirigentes cariocas da decisão.

Ao chegar ao Fluminense, o treinador escutou da diretoria que não aconteceria um divórcio amigável e que o clube não o liberaria. O Fluminense e a CBF não tem um bom relacionamento por causa da última eleição do Clube dos 13, vencida por Fábio Koff. Passou, então, a acontecer uma negociação para o treinador acumular os cargos até o fim do ano.

julho 23, 2010 - Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santo André, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s