Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco bate Coritiba e é campeão da Copa da Hora

Apesar de erros do goleiro, time cruzmaltino ganha por 3 a 2 e conta com vitória do Avaí sobre o Grêmio para ser o campeão

Foi no sufoco, duas vezes, mas o Vasco derrotou o Coritiba por 3 a 2 e conquistou o Torneio de Florianópolis. Além do triunfo sofrido, o time cruzmaltino precisou contar com um gol do Grêmio nos acréscimos da derrota por 3 a 2 para o Avaí para enfim comemorar o título.

Em seu confronto, mesmo com um jogador a mais desde os 20 minutos do primeiro tempo, a equipe de São Januário quase viu a vitória escapar em um erro de seu camisa 1. Mas conseguiu garantir o resultado positivo aos 38 do segundo tempo.

Mais tarde, o Avaí conquistava o título até os 46 minutos do segundo tempo, mas um gol de Roberson, do Grêmio, mudou isso. Com o 3 a 2 nas duas partidas, cariocas e catarinense terminaram o torneio empatados em pontos, saldo de gols e número de gols marcados. O desempate ficou para o confronto direto e o Vasco, que derrotou o Leão por 3 a 1 na primeira rodada, ficou com a taça.

Zaga do Vasco volta a mostrar vulnerabilidade

Sem Dedé, suspenso, o técnico Paulo César Gusmão resolveu escalar a equipe no 4-4-2, diferentemente do 3-5-2 dos últimos jogos. Mas os problemas defensivos da equipe cruzmaltina não mudaram. Aos quatro minutos, após cruzamento da direita, o zagueiro Pereira subiu completamente livre de marcação e mandou a bola rente à trave esquerda de Fernando Prass. Era o ensaio. Aos 11 minutos, Rafinha cobrou escanteio e Pereira desta vez acertou a cabeçada: 1 a 0. O camisa 1 vascaíno saiu mal do gol facilitou a vida do adversário.

Em vantagem, o Coritiba se fechou mais no campo de defesa só esperando as falhas do time carioca, que passou a ficar mais com a posse de bola no ataque. A primeira boa trama de ataque do Vasco só aconteceu aos 20 minutos. Jonathan fez bom lançamento para Rodrigo Pimpão, que deu um toque por cima do goleiro Edson Bastos e foi derrubado fora da área. O árbitro marcou a falta e mostrou o cartão vermelho para o arqueiro do Coxa.

Apesar de ter um homem a mais em campo, o Gigante de Colina pouco ameaçava o Coritiba. A equipe, pouco criativa no meio de campo, até tentou alguns chutes de longa distância com Ramon e Ernani, por exemplo, mas sem pontaria. O Coxa seguiu jogando nos contra-ataques, mas, já sem um homem de referência na frente, também criou pouco.

Mais erros dos goleiros e muitos gols

O técnico PC Gusmão colocou Alan, Fumagalli e Bruno Paulo no intervalo, deixando o Vasco mais ofensivo. Logo nos primeiros minutos as modificações mostraram efeito, mas o árbitro não marcou pênaltis em Alan e Fagner. O time carioca seguiu em cima e foi recompensado. Aos oito, Ernani cruzou para a área, Vanderlei errou na hora de dar o soco para afastar e a bola sobrou para Thiago Martinelli cabecear para o gol aberto e empatar o jogo.

O empate empolgou os cruzmaltinos, que chegaram à virada cinco minutos depois. Alan recebeu o passe, deu um drible de corpo em Pereira, deixou Ângelo no chão e chutou cruzado, com força, e virou o placar.

Em vez de buscar fazer saldo de gols, que seria importante na briga pelo título, o Vasco diminuiu o ritmo e deu espaço ao Coritiba. E o Coxa empatou em nova falha de Fernando Prass. O goleiro saiu errado após o cruzamento e, na sobra, Tiago Real chutou forte aos 34 minutos. O gol acordou novamente o time carioca, que voltou a ficar na frente quatro minutos depois. Fernando fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Fumagalli chutar forte e fazer 3 a 2.


VASCO 3 X 2 CORITIBA
Fernando Prass; Fagner (Elder Granja), Fernando, Thiago Martinelli, Ramon (Alan); Rafael Carioca, Rômulo, Ernani (Cesinha) e Jeferson (Fumagalli); Jonathan (Bruno Paulo) e Rodrigo Pimpão. Edson Bastos, Ângelo, Jeci, Pereira, Triguinho (Denis), Marcos Paulo (Andrade), Leandro Donizete (Ramon), Dudu (Tiago Real), Enrico (Renatinho), Rafinha (Geraldo), Betinho (Vanderlei).
Técnico: PC Gusmão Técnico: Ney Franco
Gols: Pereira, aos 11 minutos do primeiro tempo; Thiago Martinelli, aos oito, Alan, aos 13, Tiago Real, aos 34, Fumagalli, aos 38 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Triguinho, Marcos Paulo, Rafinha, Dudu, Geraldo (COR); Rodrigo Pimpão, Ernani, Rômulo (VAS). Cartão vermelho:Edson Bastos (COR)
Local: Ressacada, em Florianópolis (SC). Árbitro: Celio Amorim.Auxiliares: Carlos Berkembrock e Maíra Americano Labes.

julho 5, 2010 Posted by | Avaí, Coritiba, Grêmio, Vasco da Gama | , | Deixe um comentário