Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Tabela Campeonato Brasileiro Serie A 2009

Classificação Atualizada

Posição

Time

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Palmeiras

Palmeiras

37

20

10

7

3

31

18

13

2

São Paulo

São Paulo

36

20

10

6

4

29

21

8

3

Goiás

Goiás

35

20

10

5

5

37

28

9

4

Internacional

Internacional

33

18

10

3

5

32

22

10

5

Atlético-MG

Atlético-MG

33

19

9

6

4

34

24

10

6

Corinthians

Corinthians

31

20

9

4

7

25

24

1

7

Barueri

Barueri

31

20

8

7

5

40

29

11

8

Avaí

Avaí

31

20

8

7

5

30

24

6

9

Grêmio

Grêmio

28

20

8

4

8

33

23

10

10

Vitória

Vitória

28

20

8

4

8

29

30

-1

11

Santos

Santos

28

19

7

7

5

32

31

1

12

Flamengo

Flamengo

27

20

7

6

7

29

33

-4

13

Cruzeiro

Cruzeiro

24

19

7

3

9

20

28

-8

14

Atlético-PR

Atlético-PR

24

20

7

3

10

22

31

-9

15

Coritiba

Coritiba

22

20

6

4

10

27

32

-5

16

Santo André

Santo André

21

20

5

6

9

23

30

-7

17

Náutico

Náutico

21

20

5

6

9

24

37

-13

18

Botafogo

Botafogo

20

19

4

8

7

26

32

-6

19

Fluminense

Fluminense

15

20

3

6

11

21

33

-12

20

Sport

Sport

13

20

3

4

13

25

39

-14

Data Hora Jogos Local Status Serviços
22/08 18:30
Palmeiras Palmeiras x Internacional Internacional
Palestra Itália Aguardando Início Sem Serviços
22/08 18:30
Santo André Santo André x Coritiba Coritiba
Bruno José Daniel Aguardando Início Sem Serviços
22/08 18:30
Sport Sport x Vitória Vitória
Ilha do Retiro Aguardando Início Sem Serviços
23/08 16:00
Corinthians Corinthians x Botafogo Botafogo
Pacaembu Aguardando Início Sem Serviços
23/08 16:00
Atlético-PR Atlético-PR x São Paulo São Paulo
Arena da Baixada Aguardando Início Sem Serviços
23/08 16:00
Grêmio Grêmio x Atlético-MG Atlético-MG
Olímpico Aguardando Início Sem Serviços
23/08 16:00
Fluminense Fluminense x Barueri Barueri
Maracanã Aguardando Início Sem Serviços
23/08 18:30
Goiás Goiás x Santos Santos
Serra Dourada Aguardando Início Sem Serviços
23/08 18:30
Cruzeiro Cruzeiro x Náutico Náutico
Mineirão Aguardando Início Sem Serviços
23/08 18:30
Avaí Avaí x Flamengo Flamengo
Ressacada Aguardando Início Sem Serviços

agosto 21, 2009 Posted by | Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Náutico, Palmeiras, Santo André, Santos, São Paulo, Sport, Vitória | | Deixe um comentário

Cruzeiro vence no Maracanã e desencadeia crise no Flamengo

Mineiros vencem de virada por 2 a 1. Bruno sai de campo hostilizado

O Cruzeiro mostrou que não quer ser um mero coadjuvante no Campeonato Brasileiro e iniciou o segundo turno com uma vitória de virada sobre o Flamengo, por 2 a 1, pela 20ª rodada. Após transitar a primeira metade da competição na parte inferior da tabela, a Raposa deu o primeiro passo para a campanha diante de um “freguês” recente, já que os mineiros venceram os últimos cinco jogos contra os cariocas.

O gol de Emerson e a comemoração à la torcedor dele indicavam uma noite feliz para os rubro-negros. Mas Diego Renan e Fabrício aproveitaram as falhas do adversário para mudar a festa para o lado azul. A torcida do Fla ainda perdeu a paciência com o goleiro Bruno. Mesmo com a equipe perdendo, o capitão retardou diversas reposições de bola e foi xingado em peso pelos pouco mais de 14 mil torcedores que foram ao estádio.

A equipe celeste chegou a 24 pontos e está em 13º lugar, uma posição apenas atrás do Flamengo, que é o 12º om 27 pontos. A segunda derrota consecutiva traz mais instabilidade a Andrade, efetivado no cargo há sete rodadas. Convocado por Dunga nesta quinta, Adriano pouco participou do jogo.

Na próxima rodada, o Flamengo viaja a Florianópolis para enfrentar o Avaí, domingo, às 18h30m (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Cruzeiro recebe o Náutico, no Mineirão.

Emerson abre o placar e beija o escudo

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Emerson comemora o gol que abriu o placar

A chuva e a campanha irregular do Flamengo no Brasileirão afastaram os torcedores do Maracanã. Quem compareceu assistiu a uma partida equilibrada no primeiro tempo. Aos 12 minutos, Emerson encontrou Adriano na ponta. Travado na perna esquerda, o atacante jogou para a direita e chutou fraco. Fábio defendeu sem problemas.

Na sequência, enquanto Ronaldo Angelim reclamava no meio-campo, Marquinhos Paraná avançou livre e chutou rasteiro. Bruno segurou.

Em jogada extraordinária, aos 23, Adriano deu um drible no meio-campo, arrancou e passou para Everton Silva, mas o goleiro cruzeirense foi mais rápido e saiu nos pés do lateral.

A displicência de Bruno quase custou caro ao Flamengo. Aos 30 minutos, o goleiro saiu “na fogueira”, Lenon errou o passe, e o Cruzeiro retomou. Após cruzamento de Marquinhos Paraná, Kléber, na pequena área, finalizou, mas o camisa 1 se redimiu e salvou com o pé esquerdo.

Se durante a semana Emerson teve o nome envolvido na possível transferência para o Al-Ain, dos Emirados Árabes, dentro de campo o atacante deu show de dedicação. E técnica. Aos 28, ele acertou a trave após linda finalização por cobertura. Na chance seguinte, Jorbison foi à linha de fundo e cruzou. O Sheik subiu na segunda trave e cabeceou no contrapé de Fábio. Na comemoração, beijos no escudo e tapas no peito. A mensagem era clara: mostrar que, apesar da iminente saída, o jogador leva o Flamengo no coração.

Antes do fim do primeiro tempo, o Cruzeiro reclamou de um suposto pênalti de Fabrício em Kléber.

Cruzeiro vira, e torcida hostiliza jogadores

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

No fim, a festa no Maracanã foi toda cruzeirense

A apatia do Flamengo no início do segundo tempo foi castigada aos sete minutos. Everton Silva perdeu a bola na beira da área. Diego Renan roubou, chutou forte entre as pernas de Bruno e empatou a partida.

A torcida ficou impaciente e passou a vaiar alguns jogadores, como Fierro e Everton Silva. Desarrumado em campo, o time rubro-negro cedeu espaço ao Cruzeiro, que virou o jogo aos 25. Fabrício aproveitou a sobra da dividida entre Bruno e Soares e bateu da entrada da área. O goleiro rubro-negro não conseguiu pegar e também passou a ser vaiado pela torcida: 2 a 1 para a Raposa.

Aplausos, só para Emerson, quando saiu de campo com uma lesão na coxa para dar lugar ao argentino Maxi. Em vez de agilizar a partida, Bruno não tinha pressa para repor a bola nos tiros de meta. Parecia retaliação aos apupos da arquibancada.

Os erros de passe continuaram, e o Cruzeiro passou a dominar a partida. Aos 42, Kléber arrancou e bateu fraco. Bruno defendeu. Repleto de garotos da base, o Flamengo ainda perdeu Fabrício, machucado, nos minutos finais. Como havia feito as três alterações, a equipe terminou a partida com apenas dez jogadores. E vaiada…

Ficha técnica:

FLAMENGO 1 x 2 CRUZEIRO
Bruno; David, Fabrício e Ronaldo Angelim; Everton Silva, Aírton, Lenon, Fierro (Camacho) e Jorbison (Rafael Galhardo); Emerson (Maxi) e Adriano. Fábio; Gil, Leo Silva e Thiago Heleno (Jancarlos); Diego Renan, Marquinhos Paraná, Fabrício, Henrique e Gilberto (Dudu); Thiago Ribeiro (Soares) e Kléber .
Técnico: Andrade. Técnico: Adilson Batista.
Gols: Emerson, aos 32 minutos do primeiro tempo; Diego Renan, aos sete minutos, Fabrício, aos 25 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: David, Fabrício, Aírton (Flamengo). Gil, Thiago Ribeiro (Cruzeiro)
Estádio: Maracanã. Data: 20/08/2009. Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP) Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Emerson Augusto de Carvalho (SP). Público: 12.273 pagantes (14.312 presentes). Renda: R$ 185.795,00

agosto 21, 2009 Posted by | Cruzeiro, Flamengo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Avaí arranca empate em BH e não deixa o Atlético-MG chegar ao G-4

Galo abre 2 a 0 no início do segundo tempo, mas permite o empate. Alviceleste completa 10 jogos de invencibilidade

William do Avaí, disputa a bola com o zagueiro Werley, do Atlético-MG

A boa fase do Avaí não é por acaso. Nesta quinta-feira, contra o Atlético-MG, no Mineirão, pela 20ª rodada, o time do técnico Silas demonstrou que está realmente disposto a se manter na parte de cima da tabela com enorme persistência. Depois de sofrer dois gols no início do segundo tempo, buscou o empate e conquistou um bom resultado em Belo Horizonte. Eder Luis e Marcos Rocha marcaram para os mineiros, enquanto Eltinho e Odair responderam. Com o resultado, a equipe de Celso Roth chega a 33 pontos, não volta ao G-4 e está na quinta posição do Brasileiro. O grupo de Silas chega a dez partidas de invencibilidade e continua bem colocado: 31 pontos, em oitavo.

Os dois times voltam a jogar no próximo domingo. O Galo visita o Grêmio, no Olímpico, às 16h, enquanto o Leão recebe o Flamengo, na Ressacada, às 18h30m.

Apesar de sonolento, Galo consegue assustar

Para o Atlético-MG, jogar em casa significa ter atitude, independentemente de quem seja o adversário. E o fato de estar há dois jogos sem vencer no Nacional deixou a fome do Galo ainda maior. Portanto, postura ofensiva e marcação adiantada contra o Avaí. Mas visitante que se preza tem de ser inteligente. A ordem do técnico Silas era esperar o oponente na defesa e sair em velocidade. E foi realmente bem rápido. No primeiro minuto de jogo, Werley cortou mal um cruzamento e quase traiu o goleiro Edson, que teve de se esticar para fazer a defesa. Susto pequeno, mas que gerou reação imediata dos mineiros. Aos quatro, o lateral-direito Marcos Rocha soltou uma bomba da entrada da área, e Eduardo Martini defendeu (assista ao vídeo acima). O goleirão por pouco não complicou as coisas, aos sete. Tchô cobrou falta com perigo, ele soltou nos pés do estreante Rentería, mas se recuperou para abafar o chute do colombiano no rebote.

Bem fechados e com uma marcação correta, os catarinenses se mantiveram firmes na proposta defensiva. Tanto que o Atlético teve de criar alternativas. Depois de quinze minutos com Rentería aberto pela direita, e Eder Luis na esquerda, os mineiros escolheram os chutes de longe. Só Eder tentou três vezes seguidas, com pouco sucesso. O volante Carlos Alberto foi pior ainda ao arriscar.

Apesar da vontade, alguns jogadores do Galo demonstravam sonolência, casos de Renan Oliveira e Tchô, responsáveis pela armação das jogadas. Gelado, o Avaí claramente deixava o tempo correr. A monotonia só foi interrompida por um lampejo de Rentería. O substituto de Diego Tardelli, suspenso, apresentou mais do que boa movimentação. Aos 31, um chute rasteiro obrigou Eduardo Martini a mostrar que estava atento. Mais solto em campo, o atacante colombiano também provou que sabe servir. Com um bonito passe, deixou Eder Luis muito na cara do gol, só que Martini estava lá como uma parede. O placar de 0 a 0 combinou bem com o futebol do primeiro tempo.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2×2 AVAÍ

ESTÁDIO: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

DATA E HORA: 20/8/2009 – 21h (de Brasília)

ÁRBITRO: Héber Roberto Lopes-PR (FIFA)

AUXILIARES: Erich Bandeira-PE (FIFA) e Bruno Boschilia-PR

RENDA E PÚBLICO: R$ 234.604,00 – 18.567

CARTÕES AMARELOS: Jonílson, Welton Felipe, Carlos Alberto (AMG); Muriqui (AVA)

GOLS: Éder Luís (1-0), aos 2’/2ºT; Marcos Rocha (2-0), aos 6’/2ºT; Eltinho (2-1), aos 18’/2ºT; Odair (2-2), aos 45’/2ºT

ATLÉTICO-MG: Edson, Marcos Rocha (Paulinho, 26’/2ºT) , Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Jonilson, Carlos Alberto, Tchô (Júnior, 26’/2ºT) e Renan Oliveira; Éder Luís e Rentería (Wellinton Saci, 32’/2ºT)

Técnico: Celso Roth

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Emerson e Augusto (Fabinho Capixaba, 17’/2ºT); Luís Ricardo (Odair, 27’/2ºT), Léo Gago, Marcus Winicius, Marquinhos, Muriqui e Eltinho; William (Roberto, 41’/2ºT)

Técnico: Silas

agosto 21, 2009 Posted by | Atlético-MG, Avaí | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Náutico vence nos Aflitos e não deixa Goiás assumir liderança do Brasileiro

Após primeiro tempo equilibrado, Alvirrubro sofre pressão, mas garante a vitória em casa e começa bem o segundo turno

Anderson Lessa comemora o gol da vitória do Náutico sobre o Goiás

O Náutico fez um grande favor ao Palmeiras e venceu o Goiás por 2 a 0, nesta quinta-feira, nos Aflitos, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado não livrou o Timbu da zona de rebaixamento, mas impediu que o time esmeraldino tomasse dos paulistas a liderança da competição. Leandro Euzébio, contra, e Anderson Lessa marcaram os gols da partida. O defensor esmeraldino ainda foi expulso nos minutos finais da partida.

Com 21 pontos, a equipe do técnico Geninho agora é a 17ª colocada do Brasileirão. Os goianos, com 35, seguem na terceira colocação da tabela.

Os times voltam a campo no domingo. O Náutico encara o Cruzeiro, no Mineirão, às 18h30m, mesmo horário em que o Goiás recebe o Santos, no Serra Dourada.

Equilíbrio e gol contra

Aos 13 minutos de jogo, após receber passe de Gilmar pela esquerda, Michel chutou de primeira, e a bola quase passou entre as pernas de Harlei, que conseguiu desviar para escanteio. O Goiás ameaçou aos 22. Em cobrança de falta, o zagueiro Rafael Tolói mandou uma bomba de longe e obrigou Gledson a fazer a defesa em dois tempos.

O Timbu respondeu na mesma moeda. Aos 25, Michel cobrou falta com força, e a bola explodiu no travessão do goleiro esmeraldino, que quase desviou para dentro da própria meta, mas conseguiu fazer a defesa. Com a partida equilibrada, aos 33, Júlio César passou para Léo Lima, que pegou de primeira da entrada da área e obrigou Gledson a mostrar reflexo.

Na sequência, Michel acabou recompensado. Após tentar o cruzamento para Gilmar, o lateral viu o zagueiro Leandro Euzébio falhar e marcar um gol contra, aos 34. O segundo do Timbu quase saiu aos 37, em chute forte de Gilmar, de fora da área. Harlei soltou a bola, mas se recuperou a tempo. Os goianos tentaram reagir com chutes de fora da área, mas terminaram a primeira metade da partida em desvantagem.

Pressão goiana não surte efeito

Em busca do empate, o técnico Hélio dos Anjos trocou Fernando por Bruno Meneghel no intervalo. Mas, apesar da disposição dos visitantes, aos 7, Carlinhos Bala fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e passou para Acosta. O segundo gol do Náutico só não saiu porque o atacante chutou muito mal e desperdiçou chance incrível. Em seguida, Gomes tentou surpreender Gledson com um chute colocado de fora da área, mas a bola saiu à esquerda da meta pernambucana. Seguindo o ritmo do primeiro tempo, o Timbu voltou ao ataque aos 10. Gilmar recebeu de Patrick pela direita e chutou forte por cima do gol.

A partida seguiu aberta mas, enquanto o Goiás errava o último passe no ataque, o Náutico pecava nas finalizações. Os donos da casa ainda contaram com uma boa dose de sorte. Aos 19, Ernando recebeu cruzamento na área e, de cabeça, carimbou a trave. Aos 27, Léo Lima cobrou falta, e Gledson espalmou para o travessão. Bruno Meneghel tentou aproveitar o rebote, mas chutou em cima da zaga.
Apesar de toda a pressão goiana, o Náutico pegou os adversários desprevenidos, aos 38. Em contra-ataque puxado por Gilmar pela direita, Leandro Euzébio fez a falta na entrada da área e acabou expulso. Após a cobrança ruim de Michel, os alvirrubros mantiveram a pressão e, aos 42, Anderson Lessa aproveitou o rebote do chute de Sidny e ampliou.

Sem tempo para reagir e vendo a chance de assumir a ponta escapar por entre os dedos, os jogadores do Goiás perderam a cabeça. Aos 44 Gomes interrompeu novo ataque alvirrubro com a mão e também recebeu cartão vermelho. Ao fim da partida, o Timbu comemorou mais um importante passo rumo à permanência na Série A.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 2 X 0 GOIÁS

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)

Data-Hora: 20/8/2009 – 21h (de Brasília)

Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR/FIFA)

Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Griselildo de Souza Dantas (PB)

Renda e Público:

Cartões Amarelos: Aílton, Asprilla (NAU); Fernando, Vitor, Gomes, Leandro Euzébio, Douglas (GOI)

Cartões Vermelhos: Leandro Euzébio, 38’/2ºT (GOI); Gomes, 45’/2ºT (GOI)

Gols: Leandro Euzébio(contra) 34’/1ºT (1-0), Anderson Lessa 41’/2ºT (2-0),

NÁUTICO: Glédson, Patrick(Sidny, 29’/2ºT), Asprilla, Vágner Silva; Nílson, Derley, Aílton(Anderson Lessa, 31’/2ºT), Michel e Carlinhos Bala; Acosta(Márcio, 18’/2ºT) e Gilmar -Técnico: Geninho.

GOIÁS: Harlei, Rafael Toloi, Ernando e Leandro Euzébio; Vitor(Douglas, 24’/2ºT), Fernando(Bruno Meneghel/intervalo), c, Felipe Menezes, Léo Lima e Julio Cesar(Zé Carlos, 29’/2ºT); Felipe – Técnico: Hélio dos Anjos

agosto 21, 2009 Posted by | Goiás, Náutico | , , , , , , , , , | Deixe um comentário