Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em Pituaçu, Bahia bate o Atlético Goianiense, e quem agradece é o Vasco

Esquadrão de Aço volta a somar três pontos após cinco rodadas, enquanto Dragão pode perder o título simbólico do primeiro turno no sábado

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Jael abriu o placar para o Bahia na vitória por 2 a 1 sobre o líder Atlético Goianiense

A secada cruzmaltina funcionou. Nesta terça-feira, pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Bahia bateu o Atlético Goianiense por 2 a 1, em Pituaçu, e voltou a vencer depois de cinco rodadas. Jael e Rubens Cardoso garantiram a vitória tricolor diante de 12.994 pagantes, enquanto Robston descontou para a equipe goiana, que pode perder o título simbólico do primeiro turno para o Vasco, que recebe o Ipatinga, neste sábado, no Maracanã. Curiosamente, o último triunfo do Esquadrão de Aço havia sido contra a equipe carioca, em Salvador.

Na próxima rodada, o Bahia (em 13º com 24 pontos) encara o Paraná, em Curitiba, às 16h, enquanto o Atlético Goianiense (ainda na liderança com 36 pontos) recebe o América-RN, no Serra Dourada, às 20h30m. Os jogos acontecem na terça-feira, com horários de Brasília respectivamente.


Jael deixa o Esquadrão de Aço em vantagem sobre o líder

Sem vencer há cinco rodadas e com o apoio da torcida, o Bahia fez valer o mando de campo desde os primeiros minutos e não tomou conhecimento do líder do campeonato. Aos nove, Rubens Cardoso desceu pelo lado esquerdo e levantou para a área. Jael subiu mais que a zaga e testou firme, no canto esquerdo de Márcio, inaugurando o placar para o Tricolor.

Na frente, o Esquadrão de Aço recuou sem qualquer explicação. A partir dos 30, o Atlético Goianiense conseguiu se reorganizar, acertando o posicionamento principalmente do meia Elias, responsável pela criação das jogadas. Marcão chegou a perder um gol incrível, na pequena área, e mais tarde, Brazão invadiu pelo meio, chutando para fora.

Aos 41, o goleiro Marcelo, do Bahia, foi substituído por Fernando com dores no joelho. O jogo estava pegado, com muitas faltas, e o árbitro acrescentou mais cinco minutos além do tempo regulamentar. A equipe goiana ainda perdeu uma excelente oportunidade de empatar, com Rafael Cruz, novamente na pequena área.

Rubens Cardoso garante a vitória tricolor em Pituaçu

Na volta do intervalo, o técnico Sérgio Guedes tirou o experiente Paulo Isidoro e pôs Juliano e, de acordo com o treinador, o objetivo foi dar mais dinâmica ao Bahia dentro de campo. Em contrapartida, irritado com a dupla de ataque Brazão/Marcão, Mauro Fernandes tirou os dois para as entradas de Juninho e André Leonel, respectivamente.

Aos 22, Juninho desceu pela direita, atraiu a marcação tricolor e rolou para a entrada da área. Robston, livre, soltou a bomba, indefensável para Fernando. Cinco minutos mais tarde, em uma saída de bola errada da zaga do Bahia, Juninho quase decretou a virada do Atlético Goianiense, mês tentou cavar um pênalti na saída de Fernando.

A noite parecia mesmo ser do Bahia. No lance seguinte, Helton Luiz – que substituiu Nadson – arriscou de fora da área, e a bola desviou na retaguarda goiana. No rebote, Rubens Cardoso, em posição legal, fuzilou, sem chance para o arqueiro Márcio – que completou 150 jogos pelo Dragão -, colocando novamente o Esquadrão de Aço em vantagem e decretando números finais à partida.

agosto 18, 2009 - Posted by | Bahia, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s