Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Cruzeiro pega Grêmio pela reabilitação

Equipe celeste tenta continuar subida na tabela sem Kléber

Cruzeiro recebe o Grêmio pela reabilitação (Crédito: Montagem)

Cruzeiro recebe o Grêmio pela reabilitação

LANCEPRESS!

Há três jogos sem perder no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro tentará manter a boa sequência na competição contra o Grêmio, domingo, às 18h30, no Olímpíco.

Para o duelo contra os gremistas, Adilson Batista terá o retorno de Leonardo Silva que cumpriu suspensão automática contra o Sport na quarta-feira. A Raposa, porém, não terá Wagner, que ainda se recupera de uma torção no pé esquerdo, e o atacante Kléber. O Gladiador está com uma pubalgia e ficará em Belo Horizonte para se tratar. O jogador atuou em cinco partida nos últimos 15 dias.

Para o atacante Thago Ribeiro, apesar dos desfalques, o Cruzeiro pode alcançar um bom resultado, mantendo o bom nível do jogo contra o Sport.

– É um clássico do futebol brasileiro. São duas grandes equipe e vai ser um jogo duro, como sempre é no Olímpico. Mas, mantendo o mesmo espírito, determinação e vontade dos últimos jogos, podemos conseguir os pontos – afirmou o atacante.

O Grêmio é o time de pior aproveitamento como visitante, com um empate e seis derrotas em sete partidas, mas o Cruzeiro que se cuide com esse adversário de dupla personalidade: em casa, o invicto Tricolor tem os melhores resultados entre todos os participantes do Brasileiro, com seis vitórias e dois empates.

– O consolo para mais uma derrota é que temos tudo para alcançar mais uma vitória – filosofa Tcheco, tentando esquecer o fracasso de quinta-feira no Morumbi diante do São Paulo.

É possível que aconteçam mudanças na equipe, mas em princípio o técnico Paulo Autuori, deve repetir a que iniciou contra o São Paulo. As modificações
ficariam para o segundo tempo, como as entradas do atacante Jonas no lugar de Herrera e do meia Douglas Costa no do volante Adilson. Os dois melhoraram o rendimento na partida de quinta-feira.

Décimo colocado, com 21 pontos, cinco menos do que o Goiás (quarto colocado doBrasileiro), o plano gremista de terminar o turno dentro do G-4 está prejudicado.

– Essas inacreditáveis derrotas fora de casa ainda vão impedir que a gente chegue à Libertadores – alerta o mesmo Tcheco.

Mas Autuori trata de levantar o moral da turma.

– Se, como visitante, o time mostra até uma certa displicência, em casa ele se transforma. Os níveis de confiança e concentração crescem e os erros diminuem drasticamente – observa o técnico.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO X CRUZEIRO

ESTÁDIO:Olímpico
DATA/HORA: 2/8/2009, às 18h30
ÁRBITRO: Evandro Rogério Roman (Fifa/PR)
AUXILIARES: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Marcos da Silva (PR)

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes, Léo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Souza e Tcheco; Herrera e Maxi López.
Técnico: Paulo Autuori

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Leonardo Silva, Thiago Heleno e Gérson Magrão; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Bernardo; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista.
Técnico: Adilson Batista

agosto 1, 2009 Posted by | Cruzeiro, Grêmio | , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG e Coritiba lutam por fim de jejum

Equipes tiveram maus resultados e precisam da vitória

Equipes buscam vitória após seca (Crédito: RICARDO ARAÚJO)

Equipes buscam vitória após seca

LANCEPRESS!

Apesar de estarem em situações completamente diferentes na tabela, Coritiba e Atlético-MG precisam dos três pontos na tarde deste domingo para voltarem a lutar por seus objetivos. Atualmente, o Coxa briga para se afastar cada vez mais da zona de rebaixamento e o Galo quer a vitória para não deixar o Palmeiras se distanciar ainda mais. Os dois times tropeçaram na última rodada e querem a reabilitação.

Após a derrota contra o Flamengo, o Galo volta ao Mineirão para reencontrar a torcida, que vem dando show no Campeonato Brasileiro. O técnico Celo Roth deve ter o retorno de Carlos Alberto e poderá promover a estreia de Pedro Oldoni, que terá condições físicas.

Apesar das duas derrotas consecutivas, Roth acredita que o Galo terá maturidade para superar o mau momento. Ele afirmou ainda que a situação é importante para conhecer o limite de cada jogador.

– Perder a liderança não estava no planejamento, muito menos perder duas seguidas. A derrota para o Flamengo foi justa. Contra o Goiás não. Mas desde que eu cheguei não tive muito tempo para conhecer os jogadores. E desde de lá, a gente só vem vencendo. Agora que eu vou conhecer cada um, levando em conta a maturidade e reação após as derrotas. Quando se perde, dá para fazer esse tipo de mapeamento.

Sem vencer há quatro rodadas (três empates e uma derrota), o Coritiba encara a partida contra o Atlético-MG como a chance de se reabilitar no Campeonato Brasileiro. A apenas três pontos da zona do rebaixamento, vencer o vice-líder, fora de casa, pode servir como uma injeção de ânimo nos jogadores.

– O Campeonato Brasileiro é muito difícil e contra o Atlético-MG será uma partida que se você vencer, consegue uma moral muito grande na competição. Um exemplo é o Avaí, que conseguiu cinco vitórias seguidas e deu um salto na tabela. Nosso objetivo também é esse e por isso precisamos vencer fora de casa. Temos condições para isso e vamos acreditar – afirmou o zagueiro Jeci.

Para o jogo, o técnico René Simões não contará com o goleiro Vanderlei e o lateral-esquerdo Rodrigo Crasso, com estiramento muscular, além do armador Renatinho, que sofreu uma pancada na coxa, e o lateral-esquerdo Douglas Silva, que está aprimorando a parte física.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X CORITIBA

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 2/8/2009 – 18h30
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa (Fifa-RJ) e Ricardo Almeida (RJ).

ATLÉTICO-MG: Aranha, Carlos Alberto, Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Renan, Jonílson, Serginho e Júnior; Éder Luís e

Diego Tardelli. Técnico Celso Roth

CORITIBA: Edson Bastos, Jeci, Jaílton e Demerson; Márcio Gabriel, Leandro Donizete, Pedro Ken, Marcelinho Paraíba e Carlinhos

Paraíba; Marcos Aurélio e Bruno Batata. Técnico: René Simões.

agosto 1, 2009 Posted by | Atlético-MG, Coritiba | , , , , , | Deixe um comentário

Na Bahia, Tricolor quer se aproximar da Liberta

Leão usa o Barradão para não se distanciar do G4

LANCEPRESS!

Após vencer o Grêmio, no Morumbi, a confiança tomou conta do São Paulo que agora vai à Bahia e enfrenta o Vitória, que vem de uma goleada, em busca de mais três pontos para se aproximar de vez da do grupo da Libertadores. A arracanda é conhecida do time do Morumbi, no final do primeiro turno em 2008, o time ganhou força, e de forma surpreendente entrou no returno atropelando todos os adversários, até sagrar-se tricampeão Brasileiro.

Para Dagoberto, um dos principais jogadores nessa nova arrancada do Tricolor, o time está ganhando corpo, e se há cinco jogos era especulado sobre uma possível série B, a equipe de Ricardo Gomes respondeu em campo, hoje, em 11º lugar na tabela, com uma ótima sequência, de um empate e três vitórias, está há cinco pontos do G4.

– O São Paulo onde entra é muito forte. Claro que este ano as coisas estão difíceis e esta eequipe é forte e vai em busca dos objetivos – garantiu o atacante.

Além da recuperação de Rogério Ceni e Bosco, para o duelo no Barradão, o São Paulo não contará com dois dos seus principais jogadores nesta temporada. Suspensos, Washington e Miranda não enfrentam o Leão. Ambos devem voltar para o jogo contra o Botafogo, no Morumbi.

O técnico Paulo César Carpegiani terá que lidar com dois desafios antes de encarar o São Paulo: refazer o moral do time do Vitória após a goleada sofrida para o Avaí nesta quinta-feira e montar a equipe, que terá três desfalques. O principal problema para o treinador está na defesa.

– Vamos ter que avaliar a responsabilidade de alguns. Vou ter que tomar medidas porque isso é uma covardia. É um que sai e deixa o peso para os outros dez, depois sai outro e deixa para os nove – disse o treinador, sobre os jogadores expulsos.

O zagueiro Victor Ramos e o volante Uellinton foram expulsos na partida de quinta-feira e estão suspensos. O atacante Roger recebeu o terceiro cartão amarelo e também terá que ficar fora da partida. De qualquer forma, Carpegiani não poderia contar com o atacante contra o São Paulo por causa de uma cláusula contratual do empréstimo do jogador, que o impossibilita de atuar contra seu clube de origem.

Apesar de ter sido substituído no intervalo contra o Avaí, por causa de dores no joelho esquerdo, Apodi amanheceu nesta sexta se sentindo melhor e deve estar em campo contra o São Paulo.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA x SÃO PAULO

Estádio: Barradão, Salvador (BA)
Data/hora: 2/8/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Auxiliares: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Ivaney Alves de Lima (SE)

VITÓRIA: Viáfara; Anderson Martins, Wallace, Fábio Ferreira;
Apodi, Vanderson, Magal, Leandro Domingues, Leandro; Adriano e Itacaré
Técnico: Paulo César Carpegiani

SÃO PAULO: Denis, André Dias, Renato Silva e Zé Luis (Richarlyson); Jean, Hernanes, Richarlyson (Eduardo Costa), Jorge Wagner e Junior César; Dagoberto e Borges. Técnico: Ricardo Gomes

agosto 1, 2009 Posted by | São Paulo, Vitória | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-PR e Flu fazem o jogo dos desesperados

Equipes lutam para fugir da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro

Atlético Paranaense e Fluminense se enfrentam em Londrina

Atlético Paranaense e Fluminense se enfrentam em Londrina

LANCEPRESS!

O Campeonato Brasileiro ainda nem chegou na metade, mas o jogo deste domingo entre Atlético Paranaense e Fluminense, em Londrina (PR), já pode ser considerado o chamado jogo dos desesperados. Isso porque até agora as equipes vêm encontrando dificuldades para se livrarem da incômoda zona de rebaixamento.

Tendo que jogar no norte do estado, por ter perdido um mando de campo, o Atlético Paranaense também está sem treinador, após o pedido de demissão de Waldemar Lemos, antes mesmo da derrota por 3 a 0 para o Goiás, na última quinta-feira. Riva de Carli comandará a equipe interinamente

Para piorar a situação, a equipe não contará com os zagueiros Rafael Santos e Manoel, suspensos, e com o atacante Alex Mineiro, com uma contratura muscular. Wallyson, com dores no tornozelo direito, é dúvida. Além deles o lateral-direito Alberto, o zagueiro Antônio Carlos, também suspenso, o volante Zé Antônio, o armador Netinho e o atacante Rafael Moura, estão afastados para aprimorarem a forma física.

Dessa forma, o treinador terá que improvisar. O lateral-direito Nei entra na zaga e o armador Marcinho atuará como atacante.

– Esperamos que a nossa estrela brilhe e com uma vitória damos uma condição melhor para o treinador que chegará. Outras equipes também têm problemas. E nós temos condições de superar todas essas dificuldades para buscar o lugar que é do Atlético Paranaense – disse Riva Carli.

O Fluminense também tem seus problemas para enfrentar o Atlético Paranaense. O lateral-esquerdo João Paulo e o apoiador Marquinho estão suspensos por levarem o terceiro cartão amarelo. Além deles, o atacante Fred segue lesionado e Leandro Amaral continua apurando sua forma.

Ao menos o ala-direito Ruy e o volante Diguinho retornam à equipe. O esquema de jogo será o mesmo que Renato Gaúcho vem utilizando desde sua chegada: o 3-5-2.

– O meu grupo está preparado, não importa se vai ter muita ou pouca gente. O que importa é a minha equipe ter atitude – disse Renato Gaúcho referindo-se ao fato do jogo ser em Londrina.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR X FLUMINENSE

Estádio: do Café, Londrina (PR)
Data/hora: 02/8/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Carlos Berkenbrosck (SC) e José Javel Silveira (RS)

ATLÉTICO-PR: Galatto, Nei, Rhodolfo e Bruno Costa; Raul, Valencia, Paulo Baier, Wésley e Márcio Azevedo; Marcinho e Patrick (Wallyson). Técnico: Riva de Carli

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Edcarlos, Luiz Alberto e Dalton; Ruy, Diguinho, Wellington Monteiro, Conca e Dieguinho; Roni (Maurício) e Kieza. Técnico: Renato Gaúcho.

agosto 1, 2009 Posted by | Atlético-PR, Fluminense | , , , , , , | Deixe um comentário

Botafogo vence Barueri com gol aos 46 do segundo tempo

Glorioso não perde há sete jogos na competição.

Botafogo e Barueri fizeram um grande duelo no Engenhão (Crédito: Cléber Mendes)

Botafogo e Barueri fizeram um grande duelo no Engenhão

LANCEPRESS!

No jogo de número 900 do Botafogo em Campeonatos Brasileiros, o time de General Severiano não atuou bem, mas acabou ganhando um presente aos 46 minutos do segundo tempo, vencendo o Barueri por 2 a 1, neste sábado, no Engenhão pela 16ª rodada da competição. Os gols da partida foram marcados por André Lima (duas vezes) para o lado dos cariocas e Márcio Careca para o Barueri.

Com o resultado, o Alvinegro chega aos 19 pontos e dorme afastado da zona de rebaixamento, na 13ª posição. Já o Barueri continua com 22 pontos.

Embalado pelos torcedores, o Glorioso começou melhor. Logo no segundo minuto de jogo, Renato cruzou, Victor Simões escorou de cabeça e Lucio Flavio quase abriu o placar. O início do Botafogo era promissor, mas aos poucos a equipe sucumbia a velocidade do ataque do Barueri, principalmente a de Fernandinho, que envolvia os adversários com dribles rápidos e secos.

As raras oportunidades do Botafogo só aconteciam quando Batista, sempre bem posicionado pela esquerda, era acionado pelo meio-de-campo botafoguense. O jogador chegou pelo menos quatro vezes com liberdade à linha de fundo, mas falhava nos cruzamentos. Apesar de pior na partida, foi o alvinegro carioca que abriu o placar. Juninho recebeu a bola na direita, levantou na área e Batista sozinho cabeceou. Renê fez boa defesa, mas no rebote André Lima empurrou a bola para o fundo do gol, aos 36 minutos.

Com 1 a 0 no placar, o Botafogo se empolgou e partiu em busca do segundo, deixando espaços entre a linha defensiva e o meio-de-campo. Aproveitando o espaço no setor, Thiago Humberto, sozinho, lançou Fernandinho na esquerda. O atacante recebeu a bola deu um baile na zaga do Bota e rolou para Márcio Careca, de primeira, empatar, aos 44 minutos do primeiro tempo.

A segunda etapa começou com os dois times marcando mais. Os espaços deixados no fim do primeiro tempo, não existiam mais e o jogo começou a ficar muito truncado. Para tentar resolver o problema da falta de criatividade, Ney Franco fez duas substituições. Colocou Reinaldo e Jônatas e sacou da equipe Batista e Renato. A mudança feita pelo treinador alvinegro fez efeito e o time melhorou. Dois minutos após as substituições, Reinaldo lançou Lucio Flavio, que foi derrubado. Juninho cobrou com força, mas Renê defendeu.

A superioridade alvinegra na segunda etapa era evidente, mas só durou até os 22 minutos. A partir daí, o jogo ficou muito equilibrado e as equipes não conseguiam mais criar. As raras oportunidades surgiam em jogadas individuais de Fernandinho, pelo Barueri e lançamentos de Jônatas, ou chutes de longe de Reinaldo e Lucio Flavio, pelo Botafogo.

Aos 46 minutos, quando o empate parecia certo, Jônatas fez grande jogada e a bola sobrou para André Lima fazer o segundo gol dele e do Botafogo, fazendo a torcida do Glorioso comemorar a vitória.

Na próxima rodada, o Glorioso tem uma espinhosa missão no Morumbi, onde encara o São Paulo, quarta-feira, às 21h. Já o Barueri joga na quinta-feira, em casa, contra Vitória.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 BARUERI

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 01/08/2009 – 18h30 (Brasília)
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (Aspirante FIFA-BA)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Marco Antonio Martins (SC)
Renda/público: R$ 139.367,50 / 12.432 presentes
Cartões amarelos: André Lima e Alessandro (BOT); Márcio Careca, Leandro Castan, Bruno Ribeiro e Ralf(BAR)
Cartão vermelho: Não houve

GOLS: André Lima, 36’/1°T (1-0); Marcio Careca, 44’/1°T (1-1); André Lima, 46’/2°T (2-1).

BOTAFOGO: Castillo, Wellington, Juninho e Eduardo; Alessandro (Thiaguinho, 28’/2°T), Leandro Guerreiro, Renato (Jônatas, 10’/2ºT) Lucio Flavio e Batista (Reinaldo, 10’/2ºT); André Lima e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

BARUERI: Renê, Leandro Castan, Xandão e André Luiz; Bruno Ribeiro (Márcio Hahn, 22’/2°T), Ralf, Everton, Thiago Humberto e Márcio Careca; Fernandinho (Willian, 40’/2°T) e Luis. Técnico: Estevam Soares.

agosto 1, 2009 Posted by | Botafogo, Grêmio Prudente | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ao estilo Muricy, Palmeiras vence Sport

Com gol contra Bruno Telles, time obtém segundo triunfo seguido com Muricy e abre seis de vantagem

Obina comemora o gol, que saiu após jogada sua pela esquerda (Crédito: Aldo Carneiro)

Obina comemora o gol, que saiu após jogada sua pela esquerda

Bruno Caetano

O Palmeiras derrotou o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro, neste sábado, e disparou na ponta da tabela do Campeonato Brasileiro. O triunfo foi o segundo consecutivo da equipe sob o comando do técnico Muricy Ramalho, que assim mantém 100% de aproveitamento. De quebra, o time abriu seis pontos de vantagem para o segundo colocado Atlético Mineiro, que joga neste domingo contra o Coritiba, no Mineirão, e pode reduzir novamente a diferença.

O gol da vitória alviverde saiu de uma jogada de Obina, já no segundo tempo. O atacante fez jogada pela esquerda e cruzou para o meio da área. O lateral Bruno Telles tentou cortar e acabou fazendo contra. Os donos da casa jogaram com um a menos desde os 17 minutos do segundo tempo, quando Hamilton foi expulso após dura entrada no meia Diego Souza.

Com o resultado, o Verdão foi a 34 pontos e, dependendo do complemento da rodada, pode abrir seis pontos para o vice-líder. Já o Leão completou seis partidas sem vencer e está com 13 pontos na zona de rebaixamento.

O Palmeiras começou a partida como se estivesse jogando no Palestra Itália e saiu atacando o Sport. Logo aos 3 minutos, Armero foi até linha de fundo e cruzou. Pierre chegou por trás da zaga e, cara a cara com Magrão, pegou de primeira e jogou por cima. No lance seguinte, Cleiton Xavier recebeu na entrada da área, se livrou de César e bateu para fora, levando muito perigo para Magrão.

O Leão, que errava muitos passes no início do jogo, equilibrou as ações e começou a chegar a partir dos 20. Élder Granja fez bom cruzamento e encontrou Fabiano sozinho na marca do pênalti. O camisa 28 cabeçeou muito mal e perdeu a chance. Aos 23, após contra-ataque rápido, Fabiano teve mais uma chance, mas desperdiçou de novo.

No fim do primeiro tempo cada equipe teve uma oportunidade em cobranças de escanteio. Mas Magrão e Marcos impediram os gols nas cabeçadas de Maurício Ramos e César, respectivamente.

A segunda etapa começou sem emoções. Até que aos 17 minutos, Hamilton fez falta violenta em Diego Souza e foi expulso direto. Enquanto Levi Gomes, técnico do Sport, tirou Fabiano e colocou o volante Moacir para recompor o meio-de-campo, Muricy Ramalho trocou Edmílson e Marcão por Souza e Willians.

O Verdão foi para o ataque e começou a criar boas chances. Aos 23, Wendel cruzou e Cleiton Xavier quase fez de cabeça. No minuto seguinte, em jogada pela esquerda Obina bateu para dentro da área e Bruno Telles tentou cortar, mas acabou marcando contra. 1 a 0 Palmeiras.

Com um a menos, o Sport não conseguiu reagir e o Verdão controlou a partida e esperou o apito final do juiz sem atacar muito os pernambucanos.

As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira, às 21h. O Sport vai até o Maracanã

enfrentar o Fluminense, em confronto direto para fugir do fim da tabela. Enquanto o

Palmeiras joga em casa contra o Grêmio.

FICHA TÉCNICA
SPORT 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/hora: 1/8/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Jorge Luiz Roque (RJ)
Renda/público: R$ / 16.921 pagantes
Cartões amarelos: Sandro Goiano (SPO); Armero (PAL)
Cartões vermelhos: Hamilton, 17’/2ºT (SPO);
GOLS: Bruno Telles (contra), 24’/2ºT (0-1);

SPORT: Magrão, Igor, César e Durval; Élder Granja (Eduardo, 28’/2ºT), Hamilton, Andrade (Sandro Goiano, 14’/2ºT), Luciano Henrique e Bruno Telles; Fabiano (Moacir, 18’/2ºT) e Ciro. Técnico: Levi Gomes.

PALMEIRAS: Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Marcão (Willians, 20’/2ºT); Wendel, Pierre, Edmílson (Souza, 20’/2ºT), Cleiton Xavier e Armero; Diego Souza e Obina (Ortigoza, 42’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

agosto 1, 2009 Posted by | Palmeiras, Sport | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco derrota o frio e o Juventude na Serra Gaúcha

Gigante da Colina é vice-líder e Alviverde está na zona da degola

Vasco, de Carlos Alberto, vai ao Rio Grande do Sul e volta com três pontos na bagagem: 2 a 1 sobre o Juventude (Crédito: Gilmar Gomes)

Vasco, de Carlos Alberto, vai ao Rio Grande do Sul e volta com três pontos na bagagem: 2 a 1 sobre o Juventude

LANCEPRESS!

O Vasco enfrentou o frio da Serra Gaúcha – 9°C – e conquistou sua segunda vitória consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Juventude, por 2 a 1, em Caxias do Sul (RS), pela 15ª rodada. O resultado coloca o time carioca na vice-liderança da competição e empurra o Alviverde para a zona de rebaixamento.

Com o resultado, a equipe gaúcha permaneceu com 14 pontos na disputa e caiu do 15º para o 18º lugar, passando a ser o antepenúltimo colocado na tabela. Enquanto isso, o Gigante da Colina pulou da quinta para a segunda posição ao alcançar os 29 pontos – três a menos que o líder Atlético-GO.

O Vasco iniciou a partida pressionando o Juventude e abriu o placar logo aos cinco minutos, com Carlos Alberto cobrando pênalti inexistente em Ramon. Em vantagem, o time visitante relaxou e o oponente passou a buscar o ataque, sem, no entanto, muita eficiência.

E em seu segundo chute a gol, aos 21 minutos, o Cruzmaltino ampliou a vantagem: Souza arrematou da intermediária e o goleiro Juninho aceitou. A partir daí, o Alviverde, além de manter o controle das ações, criou chances claras e, aos 46 minutos, diminuiu com Mendes convertendo penalidade sofrida por seu melhor jogador, Zezinho.

O Juventude entrou para o segundo tempo naturalmente pressionado, mas o Vasco, com o atacante Adriano no lugar do volante improvisado na lateral direita, buscava ter mais posse de bola. Porém, o desenho da partida favoreceu o time gaúcho, que pressionava, acertou a trave com Nenê aos nove minutos.

Apostando nos contra-ataques, o Gigante da Colina não conseguia ameaçar a defesa Alviverde. Por sua vez, o goleiro Fernando Prass redimiu-se de alguns erros, especialmente em saídas de bola, ao realizar duas boas defesas (já fizera uma na etapa inicial) e segurar a vantagem da equipe carioca.

Aos 35 minutos, em uma chegada de três vascaínos contra um defensor do time gaúcho, o atacante Adriano conseguiu perder o gol, finalizando em cima de Juninho. Aos 41 minutos, em lance semelhante, acertou a trave e, no rebote, acertou o zagueiro em cima da linha. E, aos 49 minutos, novamente livre, outra vez acerta a trave.

O Juventude volta a campo já nesta terça-feira, às 21h, para enfrentar a Portuguesa, em São Paulo (SP). Já o Vasco, no próximo sábado, recebe o Campinense, às 16h10, em São Januário.

FICHA TÉCNICA:
JUVENTUDE 1 X 2 VASCO

Estádio: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)
Data/hora: 1/8/2009 – 16h10
Árbitro: Edílson Pereira de Carvalho (Fifa-SP)
Auxiliares: José Antônio das Couves (SP) e Marco Antônio Abade (SP)
Renda/público: R$ 86.210,00 / 10.025 presentes
Cartões amarelos: Mendes, Gustavo, Ivo, Nenê, Da Silva, Leanderson, Tiago Reinz e Diego Rosa (JUV); Paulinho, Ramon e Nilton (VAS)
Cartão vermelho: Allyson, 47’/2°T (JUV)

GOLS: Carlos Alberto, 5’/1°T (0-1); Souza, 21’/1°T (0-2); Mendes, 46’/1°T (1-2).

JUVENTUDE: Juninho, Da Silva, Xavier (Nenê, intervalo) e Allyson; Bruno, Gustavo (Leanderson, 12’/2°T), Tiago Renz, Zezinho e Ivo (Marcos Dener, 12’/2°T); Mendes e Diego Rosa. Técnico: Ivo Wortmann.

VASCO: Fernando Prass, Paulinho (Adriano, intervalo), Vilson, Titi e Ramon; Amaral (Dedé, 27’/2°T), Nilton, Souza e Alex Teixeira; Carlos Alberto e Elton (Enrico, 33’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

agosto 1, 2009 Posted by | Juventude, Vasco da Gama | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Juventude e Vasco jogam para engrenar bom momento

Equipe gaúcha tenta se afastar da degola; time carioca mira G4

O Juventude, lutando para se afastar de vez da zona de rebaixamento, recebe o Vasco, que deseja voltar ao G4 da competição (Crédito: LANCENET!)

O Juventude, lutando para se afastar de vez da zona de rebaixamento, recebe o Vasco, que deseja voltar ao G4 da competição

LANCEPRESS!

Juventude e Vasco se enfrentam neste sábado, às 16h10, em Caxias do Sul (RS), pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Enquanto a equipe gaúcha procura se afastar definitivamente da zona de rebaixamento, o time carioca tenta garantir seu lugar entre os quatro primeiros colocados.

O Alviverde, 14° colocado, com 16 pontos, está invicto há quatro jogos – dois empates e duas vitórias – e abriu dois pontos de vantagem para o grupo da degola. Por outro lado, são dez pontos a menos que o quarto colocado da competição, o Figueirense.

Após o desgastante empate fora de casa contra o Bahia, 2 a 2, na terça-feira passada, o elenco do Juventude não treinou. O técnico Ivo Wortmann aos poucos esta firmando o seu 3-5-2 e diz ter uma dúvida para escalar o time: Marcos Dener ou Diego Rosa como parceiro de Mendes no ataque.

Já o Vasco, com 26 pontos, ocupa a quinta colocação e restando cinco rodadas para o fim do primeiro turno, busca a regularidade que o mantenha no G4 da Série B. Após a sequência de seis partidas sem vitória, o time engrenou três triunfos, foi derrotado pelo Bahia em Salvador (BA) e derrotou o Fortaleza na jornada passada.

O único problema do técnico Dorival Júnior é na lateral-direita. Sem Paulo Sérgio e Fagner, ambos lesionados, ele improvisa o volante Paulinho na função. Por sua vez, o atacante Elton, artilheiro da equipe na competição, com cinco gols, volta ao ataque para formar dupla com Carlos Alberto após cumprir suspensão automática.

– Joguei duas vezes contra o Ivo (Wortmann) e conheço alguns jogadores do Juventude. Vimos alguns vídeos também. Procurei passar para o grupo o pouco que sei, das características do jogo no Alfredo Jaconi – destacou o lateral-esquerdo Ramon, que foi emprestado pelo Internacional ao Vasco este ano.

FICHA TÉCNICA:
JUVENTUDE X VASCO

Estádio: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)
Data/hora: 1/8/2009 – 16h10
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (FIFA-SP)
Auxiliares: João Bourgalber Nobre Chaves (SP) e Luiz Quirino da Costa (SP)

JUVENTUDE: Juninho, Da Silva, Xavier e Allyson; Jacskson, Tiago Renz, Walker, Zezinho e Ivo; Mendes e Marcos Dener (Diego Rosa). Técnico: Ivo Wortmann.

VASCO: Fernando Prass, Paulinho, Vilson, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Souza e Alex Teixeira; Carlos Alberto e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

agosto 1, 2009 Posted by | Juventude, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Para manter a ponta, Palmeiras enfrenta o Leão pela 5ª vez no ano

Com rivalidade aflorada devido aos últimos jogos, Sport recebe Verdão na Ilha do Retiro para manter a liderança

LANCEPRESS!

Palmeiras e Sport reeditam neste sábado um dos confrontos mais emocionantes do futebol brasileiro neste ano, na Ilha do Retiro, às 18h30, pela 15ª rodada do Brasileirão.

Adversários na fase classificatória da Libertadores e nas oitavas-de-final, quando Marcos garantiu a classificação para equipe do Palestra Itália ao defender três cobrança na decisão por pênaltis, o Alviverde e o Leão se enfrentam pela quinta vez em 2009 – foram duas vitórias do Verdão, uma dos pernambucanos e um empate, sendo todos esses confrontos pelo torneio sul-americano.

Apesar de ter ampla vantagem no retrospecto geral do confronto, com 24 triunfos a 13, além de nove empates, o Verdão não supera o Sport no Brasileiro desde 2001. Os rubro-negros venceram as últimas quatro partidas disputadas entre 2007/2008, além de terem eliminado os paulistas na Copa do Brasil. Pela História recente, o clima é de rivalidade, mesmo com 2783 quilômentros separando a capital paulista da pernambucana.

Na liderança do nacional com 31 pontos, Muricy Ramalho não tem nenhum desfalque para o duelo em Pernambuco. Nesta sexta-feira, dia do último trabalho antes do embate, o técnico escondeu o jogo e só abriu a Academia de Futebol para a imprensa terminada as atividades táticas. A novidade em relação à vitória sobre o Fluminense deve ser a entrada de Ortigoza no ataque ao lado de Obina, e Souza volta ao banco de reservas depois de doiss jogos seguidos como titular.

Sem vencer há cinco partidas no campeonato e na zona do rebaixamento com apenas 13 pontos, a diretoria do Leão apostou na contratação do técnico Péricles Chamusca para reerguer a equipe na competição. Aos 43 anos, o treinador foi anunciado como novo comandante nesta quinta-feira, mas Levi segue à frente diando do Palmeiras. Chamusca estava trabalhando no Japão desde 2005 e tem como principal título na carreira o da Copa do Brasil, em 2004.

Para o jogo deste sábado, o estreante poderá contar com o atacante Ciro, que deve entrar no lugar de Wandinho. Já Dutra vive uma situação inusitada. Contra o Cruzeiro, na última quarta, o lateral-esquerdo recebeu o terceiro cartão amarelo e foi expulso. Além de não atuar neste final de semana, o atleta fica fora do jogo contra o Flu, na 17ª rodada. Assim, Bruno Telles ganha vaga na equipe.

FICHA TÉCNICA
SPORT X PALMEIRAS

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/hora: 1/8/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Cortez (RJ)
Auxiliares: Marco Aurelio dos Santos Pessanha (RJ) e Jorge Luiz Roque (RJ)

SPORT: Magrão, Igor, César e Durval; Élder Granja, Hamilton, Andrade, Luciano Henrique e Bruno Telles; Fabiano e Ciro. Técnico: Levi Gomes.

PALMEIRAS: Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Danilo e Armero; Pierre, Edmílson, Cleiton Xavier e Diego Souza, Obina e Ortigoza. Técnico: Muricy Ramalho.

agosto 1, 2009 Posted by | Palmeiras, Sport | , , , , , , , | Deixe um comentário

Botafogo x Barueri: um confronto por dias melhores

Alvinegro busca fugir da degola; paulistas querem se recuperar

Botafogo e Barueri se enfrentam neste sábado, no Engenhão (Crédito: LANCENET!)

Botafogo e Barueri se enfrentam neste sábado, no Engenhão

LANCEPRESS!

Comemorando a partida de número 900 em Brasileiros, o Botafogo recebe o Barueri neste sábado, às 18h30, no Engenhão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!. O time do técnico Ney Franco não perde uma partida há seis jogos e aposta no fator casa para conseguir mais uma vitória na competição diante de um adversário em busca de reabilitação.

Ney Franco, ao contrário do que fez nas últimas rodadas, preferiu não divulgar o time que enfrentará a equipe paulista. A dúvida deixada pelo treinador é no ataque. Com Reinaldo recuperado, existe a possibilidade de o técnico dar uma oportunidade ao atacante como titular, colocando André Lima no banco de reservas. Outra alternativa seria armar a equipe com três atacantes. Porém, o mais provável é que o técnico do Glorioso mantenha a equipe que empatou com o Coritiba no Couto Pereira e o deixou em 16° lugar.

– A parte física pode ser determinante, André Lima foi bem na última partida e pode fazer seu quarto jogo seguido. Reinaldo também entrou bem e agradou, mas isso não quer dizer que o André vai sair. Posso escalar a equipe com três atacantes também – disse Ney Franco.

Já o momento do Barueri não é dos melhores na competição. Depois de perder uma invencibilidade que durava dez jogos, o clube acumulou duas derrotas seguidas e caiu para a nona colocação, com 22 pontos. Agora, o objetivo é se reaproximar dos líderes, já que apenas quatro pontos o separam do G4.

Para a partida, o técnico Estevam Soares poderá contar novamente com o atacante Fernandinho, desfalque da equipe nas últimas três partidas devido a dores na panturilha. Porém, embora tenha ganhado em velocidade, o Barueri perde em oportunismo, já que Val Baiano, artilheiro do campeonato com nove gols, sentiu dores musculares e está vetado para a partida.

– O Botafogo está crescendo na competição, venceu o Internacional e, por pouco, não ganhou do Coritiba. É uma equipe de qualidade que buscará a vitória no Engenhão para fugir da zona de rebaixamento – alertou o zagueiro André Luiz, que atuou pelo Alvinegro em 2008.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X BARUERI

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 01/08/2009 – 18h30
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (Aspirante FIFA-BA)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Marco Antonio Martins (SC)

BOTAFOGO: Castillo, Wellington, Juninho e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Renato, Lucio Flavio e Batista; André Lima (Reinaldo) e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

BARUERI: Renê, Leandro Castan, Xandão e André Luiz; Éder, Ralf, Everton, Thiago Humberto e Márcio Careca; Fernandinho e Otacílio Neto. Técnico: Estevam Soares

agosto 1, 2009 Posted by | Botafogo, Grêmio Prudente | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário