Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Avaí vence Grêmio por 1 a 0 na Ressacada

Catarinenses vencem a terceira seguida no Campeonato Brasileiro

LANCEPRESS!

A tônica da primeira etapa foi o Grêmio com a posse de bola e o Avaí criando as melhores oportunidades de gol. O atacante William teve duas boas chances para abrir o placar, mas em ambas o goleiro Victor se saiu melhor.

Pelo lado do Grêmio, Souza era quem mais participava do jogo, tentando organizar a equipe, mas sem muito sucesso. A equipe gaúcha não conseguia penetrar na área do Avaí e se limitava a arriscar cruzamentos e chutes de longa distância.

A maioria das jogadas não passava do meio-campo, tanto por erros dos atletas quanto pelas faltas. Tanto que só na etapa inicial foram seis cartões amarelos. Quatro para os gaúchos e dois para os catarinenses.

Logo no início do segundo tempo, o Avaí mostrou que a fase é realmente boa. Aos 4 minutos, Ferdinando cobrou falta sofrida por William e abriu o placar na Ressacada.

O problema é que Ferdinando atrapalhou o time aos 16, cometendo falta dura em Jonas e sendo expulso. O Grêmio, que se acostumou a
jogar com um atleta a menos na maioria dos jogos, agora tinha a
vantagem. Mas apesar das substituições de Autuori e da pressão feita até os minutos finais, o Tricolor não conseguiu o empate.

Resultado excelente para o Avaí, que continua sua recuperação na Série A. Ruim para o Grêmio, que esperava a primeira vitória fora de casa em Florianópolis. Fica para a próxima.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 X 0 GRÊMIO

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data-Hora: 22/7/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)

Gols : Ferdinando, 4/2T (1-0)

Cartões Amarelos : Fábio Santos, Souza, Túlio, Maxi López, Rever e Leo (GRE); Fernando Bob e Marquinhos (AVA)

Cartões Vermelhos : Ferdinando (AVA)

AVAÍ: Eduardo Martini, Rafael, Emerson e Augusto; Ferdinando, Fernando Bob, Marquinhos (Caio, 37/2T), Muriqui (Marcos Vinícius, 18/2T)) e Eltinho; Luis Ricardo e William (Roberto, 17/2T). Técnico: Silas.

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes (Joílson, 24/2T), Leo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Tcheco (Maylson, 33/2T) e Souza; Herrera (Jonas, 14/2T) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

julho 22, 2009 Posted by | Avaí, Grêmio | , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro derrota o Santo André por 2 a 0

Mineiros vencem fora de casa e saem da zona de rebaixamento, mesmo com um jogo a menos

Gérson Magrão se livra da marcação de Rodrigo Fabri, observado por Fabrício (ao fundo) (Crédito: VIPCOMM)

Gérson Magrão se livra da marcação de Rodrigo Fabri, observado por Fabrício (ao fundo)

LANCEPRESS!

O Cruzeiro derrotou o Santo André por 2 a 0, fora de casa, na abertura da 13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Desta forma, o time mineiro chegou aos 13 pontos e saiu da zona de rebaixamento, mesmo com um jogo a menos que os demais – a partida contra o Botafogo, adiada por conta da decisão da Libertadores.

PRIMEIRO TEMPO

O Santo André começou o jogo estranhamente tímido. O Cruzeiro, então, se aproveitou e empurrou o adversário para o seu campo, marcando sob pressão e atacando mais. A péssima qualidade do gramado, entretanto, não permitia à Raposa trocar a bola com passes rápidos. Wellington Paulista e Kléber até tentavam, mas não conseguiam comcluir com qualidade.

Aos 15 minutos, a melhor chance do Cruzeiro no jogo. Gérson Magrão cruzou pela esquerda, Wellington Paulista desviou na primeira trave e Kléber, sozinho, se esticou todo para alcançar a bola. O atacante, entretanto, não conseguiu o desvio, perdendo um gol feito. O time celeste seguiu apertando, mas esbarrava na sólida defesa do Santo André.

Aos 35, o Ramalhão resolveu acordar para a partida. O meia Elvis, aparecendo mais, levou perigo ao gol de Fábio. A oportunidade mais clara foi aos 44, com o apoiador costurando a defesa adversária e ficando frente a frente com o goleiro Fábio, que defendeu o chute fraco de Élvis. As equipes foram para os vestiários empatando sem gols.

SEGUNDO TEMPO

Apesar de o time da casa ter voltado mais ligado, foi o Cruzeiro que assustou com Fabrício, aos 4, cobrando falta. Percebendo que o Santo André recuava a medida que era pressionado, não demorou muito para a Raposa abrir o placar: Kléber, recebendo belo passe de Thiago Ribeiro, abriu o placar aos 14.

O Ramalhão ficou atordoado e se lançou ao ataque desordenadamente. O castigo veio oito minutos depois, com Diego Renan. O jovem valor mineiro havia acabado de entrar em campo e, em seu primeiro lance, invadiu pela esquerda e fuzilou o gol de Neneca: 2 a 0.

O treinador Sérgio Guedes tentou mexer no esquema da equipe paulista, mas as mudanças não foram suficientes para que seus atacantes vencessem o bom goleiro Fábio. Valeu para o Cruzeiro, que venceu bem fora de casa e deixou a zona da degola.

FICHA TÉCNICA

SANTO ANDRÉ 0X2 CRUZEIRO

DATA/HORA: 22/07/2009 às 19h30
LOCAL: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André (SP)
ÁRBITRO: Carlos Eugenio Simon (RS-FIFA)
AUXILIARES: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e José Amilton Pontarolo (PR).
RENDA E PÚBLICO: 1.709 pagantes
CARTÕES AMARELOS: Cesinha, Élvis (STO); Fabrício (CRU)
GOLS: Kléber (0-1), aos 14’/2ºT; Diego Renan (0-2), aos 22’/2ºT;

SANTO ANDRÉ: Neneca; Cicinho, Cesinha, Vinícius e Arthur (Bruno César, aos 28’/2ºT); Fernando, Ricardo Conceição, Rodrigo Fabri (Pablo Escobar, aos 28’/2ºT) e Elvis; Antônio Flávio (Ricardo, aos 18’/2ºT) e Nunes
T: Sérgio Guedes

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan (Vinícius, aos 37’/2ºT), Henrique, Fabinho e Gerson Magrão; Fabrício, Elicarlos, Bernardo (Diego Renan, aos 22’/2ºT) e Marquinhos Paraná; Wellington Paulista (Thiago Ribeiro, aos 13’/2ºT) e Kléber
T: Adilson Batista

julho 22, 2009 Posted by | Cruzeiro, Santo André | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Mengão vai mal outra vez e deixa mais dois pontos pelo caminho

Time de Cuca só empata com Barueri, no Maracanã, com gol de Val Baiano

Muito carente dos seis desfalques, o Flamengo esteve perto de ser um mero coadjuvante no Maracanã e só empatou em 1 a 1 com o Barueri, nesta quarta-feira à noite. Depois de levar gol, de pênalti, de Val Baiano, a sensação do Brasileirão, Emerson, na raça, deixou o seu e tornou a salvar o Rubro-Negro.

Com o resultado, por enquanto, o Flamengo é décimo colocado, com 17 pontos. Já o adversário subiu um pouquinho e está na quarta posição momentanemente, com 22.

Bem posicionado na tabela, o Barueri deu mesmo o trabalho esperado ao Flamengo. Marcando com firmeza já na linha do meio-de-campo, impediu a movimentação dos responsáveis pela armação do time de Cuca, e ainda criou dois ou três contra-ataques perigosos. Nada, porém, que exigisse muito esforço, já que Kleberson e Fierro – este, principalmente – produziam pouquíssimo.

A tarefa de levar o Rubro-Negro ao gol de Renê, portanto, sobrou para a dupla de ataque. Por meio de feios chutões, a conexão era feita, e Emerson e Adriano tabelavam com categoria. Na esquerda, Jorbison, ao menos, não fugia do jogo. Era claro, ao longo do primeiro tempo, que os desfalques pesavam muito contra o Flamengo, que não se impunha sobre o rival.

A mina de ouro, a rigor, era a própria defesa do Barueri. Tudo porque errava constantemente as saídas de bola. Pelo alto, Kleberson acertou o travessão. Do outro lado, Franciscatti e Thiago Humberto puseram Bruno para a trabalhar. Fora isso, a partir dos 25 minutos, a partida esfriou, com muitos erros de ambos os lados. Estreando como titular, Otacílio Neto sofria, sem entrosamento.

Os jogadores do Flamengo, curiosamente, não reprovaram a atuação até então. Pareciam sabedores da
limitação de parte dos 11 em campo. O que é triste, dada a tradição e a força do clube, sobretudo em comparação ao pequenino Barueri, que por vezes se fez de gigante no Maracanã, até mesmo esfeitando em alguns passes laterais.

Mas calma, torcedor rubro-negro… ficaria ainda pior. Em jogada isolada na ponta esquerda, um cruzamento para a área acertou em cheio o braço do zagueiro Marlon. O juizão, convicto, não titubeou ao marcar o pênalti e punir o jovem substituto de Welinton. O artilheiro Val Baiano, então, pôde fazer mais um carrasco, e espalhar a tensão pelo estádio.

Imediatamente, Cuca, temendo por seu cargo, pôs Camacho na vaga de Jorbison e tirou o zero à esquerda Fierro para a entrada de Bruno Paulo, recém-promovido aos profissionais, e que entrou com vontade pela direita. Mesmo assim, estava difícil. A sonolência do time insistia. Tanto que o gol de empate foi um retrato do que era o Flamengo. Pura vontade. Depois de bate-e-rebate na área, Emerson rasgou no meio e completou.

O ímpeto da torcida com a igualdade no placar, no entanto, só foi em parte aproveitado. Ainda mal, os cariocas se atiraram ao ataque, e penavam para acertar a última assistência. Adriano, furioso, dava socos na cabeça e reclamava para o céu. A “irresponsabilidade” cedeu contragolpes ao Barueri, que não matou o jogo porque foi incompetente.

Mas restava alguns minutinhos. Já cansado, o time dirigido por Estevam Soares cedeu espaços e Willians, após excelente jogada individual, disparou de fora da área e acertou a trave. Na sequência, Bruno Paulo caiu e os rubro-negros, aceitando tudo para não deixar dois pontos para trás, reclamaram de pênalti.

De qualquer modo, as forças foram somente para isso. No fim, o Barueri quase marcou e Cuca saiu vaiado. Outra vez.


FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 1 X 1 BARUERI

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 22/07/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Cláudio Mercante (PE)
Auxiliares: Jossemar José Diniz Moutinho (PE) e Luciano José Coelho Cruz (PE)
Renda/público: R$ 589.196,00 / 27.952 pagantes (29.750 presentes)
Cartões amarelos: Marlon e Emerson (FLA); Ralf (BAR)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Val Baiano, 7’/2ºT (0-1); Emerson, 24’/2ºT (1-1)

FLAMENGO: Bruno, Marlon (Erick Flores, 31’/2ºT), Aírton e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Willians, Kleberson, Fierro (Bruno Paulo, 11’/2ºT) e Jorbison (Camacho, 11’/2ºT); Emerson e Adriano – Técnico: Cuca.

BARUERI: Renê; Leandro Castan, Daniel Marques e Andre Luis; Franciscatti, Ralf, Everton (Marcio Hahn, 44’/2ºT), Thiago Humberto (João Vítor, 32’/2ºT) e Márcio Careca; Otacílio Neto (Flavinho, 23’/2ºT) e Val Baiano – Técnico: Estevam Soares.

julho 22, 2009 Posted by | Flamengo, Grêmio Prudente | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em baixa, Peixe e Furacão tentam recuperação na Vila Belmiro

Campeões brasileiros, os dois times estão próximos da zona de rebaixamento. No Peixe, a volta de Luxemburgo é a novidade

Vanderlei Luxemburgo reestreia no Santos contra o Furacão de Waldemar Lemos

A Vila Belmiro assiste nesta quarta-feira, às 21h (horário de Brasília) a um confronto entre dois campeões nacionais que vivem situação muito ruim neste Brasileirão. O Santos, campeão brasileiro em 2002 e 2004, recebe o Atlético-PR, que levantou a taça em 2001. Atualmente, a situação é completamente adversa. Os dois rondam a zona de rebaixamento da competição: o Peixe está em 13º lugar, com 14 pontos. Já o Furacão, com 12, está em 15º. O Botafogo, primeiro time abaixo da linha vermelha, tem 11.

O jogo marca a reestreia de Vanderlei Luxemburgo no comando do Alvinegro Praiano. Em sua quarta passagem pelo clube paulista, Luxa substitui Vagner Mancini, demitido após a derrota por 6 a 2 para o Vitória, na décima rodada. A equipe paranaense também ganhou reforço nesta semana: Alex Mineiro. No entanto, o atacante não está apto para enfrentar o Santos. Ele só deve estrear contra o Avaí, sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos. O Premiere, em sistema de pay-per-view, transmite para todo o Brasil. Inclusive para a Baixada Santista.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA DO BRASILEIRÃO

Luxa prepara Peixe novo

Em seu primeiro treino tático na volta ao Santos, nesta terça-feira, na Vila Belmiro, Luxemburgo testou um time bem diferente do que vinha sendo utilizado por Vagner Mancini, a começar pelo gol. Como Fábio Costa está machucado, Douglas vinha sendo o titular. Mas Luxa decidiu utilizar Felipe, que era apenas a terceira opção.

No meio, Paulo Henrique Ganso, uma das maiores promessas da equipe santista, iniciou a atividade entre os reservas. Robson foi o titular ao lado de Madson. Os dois meias ficaram protegidos por três volantes: Roberto Brum, Rodrigo Souto e Germano. Na frente, apenas Roni, que fica com a vaga de Kléber Pereira, lesionado.

– Foi só o primeiro treino e já temos uma pedreira, que é o Atlético-PR. Os jogadores querem fazer o que eu peço, mas não é da noite para o dia. Vamos tentar jogar bem compactados – explica o técnico santista.

Furacão tem desfalques

No Furacão, o técnico Waldemar Lemos não contará com o volante Chico, com uma contratura muscular na coxa. Rafael Miranda é o provável substituto.

No ataque, Wesley mais uma vez será desfalque. O jogador não jogou o clássico Atletiba, na última rodada, por cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, e desta vez ficará fora por força contratual (o jogador pertence ao clube paulista, e uma cláusula em seu contrato de empréstimo o impede de enfrentar o Peixe). A dupla Rafael Moura e Wallyson deverá ser mantida.

Para o lateral Nei, que fará seu terceiro jogo como titular após 11 meses parado por seguidas lesões no joelho direito, o time tem que segurar a empolgação do Peixe com o novo treinador, Vanderlei Luxemburgo:

– Temos que impor o nosso ritmo. Como fizemos contra o Inter, ou contra o Coritiba, quando também fizemos um bom jogo. Assim podemos conquistar um bom resultado – avaliou o jogador, em entrevista ao site oficial do Furacão, reconhecendo que ainda lhe falta um pouco de ritmo de jogo.

julho 22, 2009 Posted by | Atlético-PR, Santos | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Embalados, Grêmio e Avaí se enfrentam, na Ressacada

Tricolor Gaúcho bateu seu aequi-rival, Inter, e clube catarinense tenta terceira vitória consecutiva

Avaí e Grêmio se enfrentam está quarta, na Ressacada (Crédito: Alex Ximenes)

Avaí e Grêmio se enfrentam está quarta, na Ressacada

LANCEPRESS!

A euforia pela primeira vitória em um Gre-Nal depois de dois anos deu lugar a outro desafio. O Grêmio tentará nesta quarta-feira, na Ressacada, sua primeira vitória como visitante neste Brasileiro. Até agora, em cinco jogos, perdeu quatro (Atlético-MG, Vitória, Coritiba e Sport) e empatou um (Fluminense).

— Aquilo é passado. O time está com o moral alto e o entrosamento se aprimorou. Temos tudo para tirar essa nhaca – afirmou o meia Tcheco, capitão do time.

O projeto de curto prazo do Tricolor é chegar ao G-4, o que conseguiria com uma vitória sobre o Avaí e outra sobre o Santo André, domingo no Olímpico.

O Grêmio usará os mesmos jogadores que iniciaram o clássico de domingo, com exceção do zagueiro Rafael Marques. Leo, o titular, cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo e reassumirá o posto.

O zagueiro Mário Fernandes, 18 anos, será mantido na lateral-direita, posição que ocupou com destaque na vitória sobre o Inter. Thiego, que também é zagueiro e vinha atuando por ali, cumpriu suspensão automática no clássico mas não foi relacionado. O técnico Paulo Autuori admitiu: é mesmo castigo pela expulsão no jogo contra o Coritiba, considerada infantil.

Na verdade, Mário Fernandes encantou o técnico com sua atuação e é o novo titular do time. Depois da vitória de domingo, Autuori se disse impressionado com a qualidade técnica e com a maturidade desse jogador.

Para furar a defesa catarinense, o Grêmio conta com a dupla de argentinos Maxi López-Herrera. Os dois fizeram furor contra o Atlético-PR, quando cada um marcou dois gols. Lesionados, ficaram de fora no 3 a 0 sobre o Corinthians, mas voltaram com tudo no Gre-Nal. Herrera acertou o poste e López fez o gol da vitória.

— Atuamos juntos em seleções de base argentinas e agora resgatamos o entendimento. Além de tudo, somos amigos, e até combinamos jogadas quando conversamos fora do clube – contou Herrera

Para tentar a terceira vitória consecutiva e a segunda em casa, o técnico Silas vai manter o esquema 3-6-1 dos últimos jogos. Com isso, Roberto, destaque da vitória por 3 a 1 do Avaí sobre o Sport, segue no banco de reservas. O atacante não vê a hora de começar jogando.

– Não vejo a hora de ser titular e isso é tudo o que quero, mas o Silas que é o comandante e vai definir isso. Estou pronto e aguardando minha chance. Se ela chegar, vou agarrá-la com todas as forças. Se isso não acontecer, vou procurar entrar e manter essa boa fase – disse o jogador ao site Clic RBS.

Léo Gago levou o terceiro cartão amarelo na última partida e não enfrenta o Grêmio. Marcos Vinícius deve ser o substituto do volante. A boa notícia para a torcida do Leão de Santa Catarina é que Marquinhos se recuperou de um incomodo na panturrilha esquerda e volta ao time titular.

A notícia ruim é a confirmação da saida do atacante Lima, que se transferiu para o Metalist FC, da Ucrânia. Já é o segundo atacante que o Avaí perde, pois Evando já havia deixado o clube catarinense para jogar na Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ X GRÊMIO

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data-Hora: 22/7/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)

AVAÍ: Eduardo Martini, Rafael, Emerson, Augusto e Ferdinando; Marcos Vinícius, Marquinhos, Muriqui, Eltinho e Luis Ricardo; William – Técnico: Silas.

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Leo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Tcheco e Souza; Herrera e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

julho 22, 2009 Posted by | Avaí, Grêmio | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro tenta se reabilitar contra o Santo André

Dudu no lugar de Wagner; Marcelinho Carioca não joga

LANCEPRESS!

Há seis jogos sem vencer, o Cruzeiro tentará contra o Santro André, às 19h30, nesta quarta-feira, no estádio Bruno José Daniel, a reabilitação e a primeira vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro. Para o confronto com o Ramalhão, o técnico Adilson Batista teve de recorrer a alguns juniores para compor o grupo que viajou até São Paulo.

O zagueiro Thiago Heleno não recuperou-se de uma torção no pé-direito a tempo de disputar a partida. Com isso, o treinador relacionou Vinícius e Neguete como opções para a zaga. E ele não será o único desfalque. Wagner, com dores no pé-esquerdo, dá lugar a Dudu. Mas Bernardo também pode pintar na vaga do camisa 10 do titular.

Uma vitória poderá deixar a Raposa fora da zona de rebaixamento. Mas para isso, o time precisará também que uma combinação de resultados aconteça, uma vez que está na 18ª posição com dez pontos, há apenas um do lanterna Náutico.

Apesar da série sem triunfos e da perda do título da Libertadores na quarta-feira passada, o grupo está confiante que o Cruzeiro iniciará a reação no Campeonato nesta quarta-feira.

– Nós sabemos que fora de casa estamos devendo. Temos esta consciência, temos que melhorar isso. A equipe vai a Santo André em busca disso. Nós temos que vencer fora. Tem que tocar a bola, da mesma forma que a gente estava fazendo na Libertadores, a equipe sempre fazendo gol fora de casa, tendo bons resultados – disse o volante Henrique.

E o Santo André pode ser o adversário perfeito para a arrancada da Raposa no Brasileirão, uma vez que a equipe da casa tem apenas um aproveitamento razoável como mandante. Em seis jogos foram três empates, duas vitórias e uma derrota.

Melhor do que esta notícia é a do desfalque do principal jogador da equipe. O meia Marcelinho Carioca, a exemplo do zagueiro Marcel, está suspenso. Vinicius Orlando deve assumir a vaga na zaga, enquanto Rodrigo Fabri entra no meio-de-campo. O que, afirma o técnico Sérgio Guedes, não tirará a força ofensiva do Santo André.

– Sempre tem alguém para colocar. É um jogador importante, que gosto muito, mas vamos dar chance para o Rodrigo Fabri – disse ele, que contará com o retorno do volante Ricardo Conceição, que cumpriu suspensão na última rodada.

SANTO ANDRÉ X CRUZEIRO

DATA/HORA: 22/07/2009 às 19h30
LOCAL: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André (SP)
ÁRBITRO: Carlos Eugenio Simon (RS-FIFA)
AUXILIARES: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e José Amilton Pontarolo (PR).

SANTO ANDRÉ: Neneca; Cicinho, Vinicius Orlando, Marcel e Gustavo Nery; Fernando, Ricardo Conceição, Élvis e Rodrigo Fabri; Nunes e Antônio Flávio. Técnico: Sérgio Guedes.

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Henrique, Vinícius, Gérson Magrão; Fabrício, Fabinho, M.Paraná, Dudu; Wellington Paulista e Kléber. Técnico: Adilson Batista.

julho 22, 2009 Posted by | Cruzeiro, Santo André | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Duelo de alviverdes tem o maior número de jogadores com as melhores notas

Os dois times que possuem mais representantes entre os atletas mais bem avaliados do Brasileirão, Goiás e Palmeiras se enfrentam no Serra Dourada

Ampliar Foto Montagem sobre foto/Agencia Estado Montagem sobre foto/Agencia Estado

Marcos e Vitor possuem as maiores médias de Palmeiras e Goiás, respectivamente

Enquanto o Verdão se destaca com setes jogadores, o Esmeraldino vem logo a seguir, com cinco indicações.
Goiás e Palmeiras, que duelam na noite desta quarta-feira no Serra Dourada, são os clubes que mais possuem jogadores entre os mais bem avaliados por analistas da TV Globo, do SporTV e do GLOBOESPORTE.COM, se levarmos em conta os cinco primeiros colocados de cada posição.
Marcos é o goleiro com a melhor média deste Brasileiro e vai enfrentar Felipe, artilheiro do campeonato e dono da terceira melhor avaliação entre os atacantes.

Na lateral direita, o esmeraldino Vitor lidera, e o palmeirense Wendel está em quarto lugar. Pela esquerda, Júlio César está em segundo, e Armero é o quinto. Já na zaga, Maurício Ramos tem a segunda melhor avaliação do Brasileiro e vê Rafael Tolói, adversário desta quarta-feira, na quinta colocação – o primeiro, no entanto, está fora da partida.

No meio-campo, a soberania é palmeirense. O meia Diego Souza e o volante Pierre, fora do confronto por suspensão, são os líderes em suas funções. E o Verdão ainda tem Cleiton Xavier como o terceiro apoiador mais bem avaliado, mesma classificação ocupada pelo goiano Ramalho, entre os volantes.

Troféu Armando Nogueira: clique aqui e confira os melhores em cada posição

A média das notas publicadas no GLOBOESPORTE.COM em todos os jogos do Campeonato Brasileiro definirão ao final da temporada os concorrentes ao Troféu Armando Nogueira, que será decidido em uma eleição, pelos internautas, em votação a ser realizada no GLOBOESPORTE.COM com os três jogadores que terminarem o Brasileiro com as maiores médias. Para entrar na disputa é preciso ter participado de ao menos 34% dos jogos do campeonato.

julho 22, 2009 Posted by | Goiás, Palmeiras | , , , , , , , , | Deixe um comentário

A um passo da crise, Flamengo duela com o encantado Barueri

Tropeço no Maracanã pode causar a saída de Cuca. Time paulista é a sensação do Brasileiro

Ampliar Foto VIPCOMM

Cuca orienta a equipe do Fla no treino

Um jamais deixou de disputar a primeira divisão, tem cinco títulos e joga apoiado pela maior torcida do país. O outro é estreante na Série A do Brasileirão e só tem troféus de divisões de acesso em São Paulo. Em condições normais, o Flamengo teria amplo favoritismo no duelo desta quarta-feira, às 19h30m, no Maracanã, contra o Barueri. Mas o momento não propicia tal vantagem no primeiro encontro entre as equipes na história.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos, a partir de 19h30m (de Brasília). O Premiere transmite para todo o Brasil pelo sistema pay-per-view.

Sem vencer há três jogos, o Flamengo está em décimo lugar, com 16 pontos, e vem de dois tropeços dentro de casa. Primeiro, perdeu para o Palmeiras (2 a 1) e no último domingo empatou com o Botafogo por 2 a 2. Os resultados deixaram o clube à beira da crise. O próprio presidente em exercício do clube, Delair Dumbrosck, avisou que um outro tropeço pode provocar a demissão do técnico Cuca.

Por outro lado, o Barueri vive o conto de fadas. A equipe ocupa a quinta posição, com 20 pontos, e na última rodada goleou o Náutico por 4 a 0, com quatro gols de Val Baiano. O substituto de Pedrão, negociado com o futebol árabe, é um dos artilheiros da competição com oito gols. Se vencer nesta quarta, o time tem chance de chegar ao terceiro lugar.

Cheio de desfalques, Fla aposta na força do ataque

O Rubro-Negro também tem no ataque o ponto forte. A dupla Adriano e Emerson fez 12 gols na competição. Enquanto isso, na defesa e no meio-campo, o técnico Cuca sofre com desfalques e críticas. Para este jogo, o treinador não terá três jogadores machucados (Juan, Toró e Zé Roberto) e outros três suspensos (Welinton, Fabrício e Everton).

Dentre os substitutos, alguns conhecidos da torcida, como o chileno Fierro, e novidades: o zagueiro Marlon e o lateral-esquerdo Jorbison, de 17 anos.

– Confio nos meninos. Não tem refresco no Brasileiro, só temos pedreira pela frente. Mas acredito que vamos voltar a trilhar um caminho de vitória – disse o pressionado treinador do Flamengo.

Sensação do campeonato vai para o Maraca motivada

O Barueri defende uma invencibilidade de nove jogos, há dois meses não sabe o que é ser derrotado. A única vez que a equipe perdeu foi na segunda rodada, contra o Corinthians (2 a 1). O time de Estevam Soares, melhor ataque do Brasileiro com 28 gols, aposta novamente no artilheiro Val Baiano, que começa a fazer a torcida esquecer Pedrão.

– Provamos que temos um bom elenco e que podemos confiar em todos os jogadores – vibrou o treinador.

Estevam terá o retorno do zagueiro Leandro Castan, dos laterais Éder e Márcio Careca. Além deles, os volantes Ralf e Everton, que cumpriram suspensão, voltam ao time.

Além do bom momento, o fato de jogar no Maracanã é uma motivação extra para a equipe paulista. Um dos debutantes será o goleiro Renê, que só viu o gramado do Maior do Mundo de longe.

– O time todo está empolgado e muito feliz por jogar no Maracanã. Nunca joguei lá, só assisti da arquibancada – disse.

julho 22, 2009 Posted by | Flamengo, Grêmio Prudente | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Náutico e Botafogo voltam a se enfrentar nos Aflitos

Equipes tentam vitória, nesta quarta-feira, para escapar da zona de rebaixamento

LANCEPRESS!

Na luta para fugir da zona do rebaixamento o Botafogo vai até Recife enfrentar o lanterna Naútico nesta quarta-feira, às 21h50, no Estádio dos Aflitos, O duelo ficou marcado, no ano passado, por uma grande confusão envolvendo o zagueiro André Luis, ex-Botafogo. Enquanto alvirrubros ocupam a lanterna com nove pontos, os alvinegros estão a um passo de sair da área de descenso, na 17º posição com 11 pontos.

Para o duelo, o treinador Geninho terá a volta do lateral-esquerdo Anderson Santana, que estava suspenso, e do armador Aílton, recuperado de uma faringite. Por outro lado, não terá o zagueiro Asprilla, o volante Eduardo Eré e o meia-atacante Juliano, todos suspensos.

Pelo lado do Botafogo, a equipe tenta esquecer os problemas do passado e mesmo cheio de desfalques, o time do técnico Ney Franco aposta na força do ataque para conquistar os três pontos e conseguir sair da zona do rebaixamento, nem que seja só por um dia, já que o Sport (16º na competição) só joga na quinta.

Ney Franco confirmou os substitutos dos quatro desfalques (Emerson, Eduardo, Thiaguinho e Alessandro) que ele terá no duelo com a equipe pernanbucana. A principal dúvida era com relação à ala direita já que Alessandro está suspenso e seu substituto Thiaguinho também não poderá jogar. O treinador escolheu Túlio Souza para a posição. Para o lugar de Emerson, Wellington foi o escolhido. Além disso, Leandro Guerreiro será recuado para compor o sistema defensivo. No meio de campo, Fahel e Renato ocupam as duas vagas restantes.


FICHA TÉCNICA:
NÁUTICO X BOTAFOGO

Estádio: Aflitos, Recife (PE)
Data/hora: 22/07/2009 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP/Asp.Fifa)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP/Fifa) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS)

NÁUTICO: Eduardo, Galiardo, Vágner e Gladstone; Sidny, Derley, Johnny, Aílton e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Geninho.

BOTAFOGO: Castillo, Wellington, Juninho e Leandro Guerreiro; Túlio Souza, Fahel, Renato, Lucio Flavio e Batista; Victor Simões e André Lima. Técnico: Ney Franco

julho 22, 2009 Posted by | Botafogo, Náutico | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter x São Paulo: luta é pela recuperação!

Jogo terá duelo de irmãos: Tricolor Richarlyson está invicto contra Colorado Alecsandro

LANCEPRESS!

Internacional e São Paulo se enfrentam nesta quarta-feira, no Beira Rio, às 21h50, em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileiro. O Tricolor, que ainda não venceu fora de casa neste campeonato, busca seu primeiro triunfo longe do Morumbi. Já o Colorado tenta, além da recuperação pela derrota por 2 a 1 para o rival Grêmio, não se distanciar do líder Atlético-MG.

Uma curiosidade envolve a partida: o duelo dos irmãos Richarlyson e Alecsandro. O volante são-paulino venceu o irmão por quatro vezes: em 2003 pelo Fortaleza, uma atuando pelo Santo André em 2004 e as outras duas já como jogador do São Paulo.

— Ele não tem chance comigo. Torço por ele, mas que deslanche só depois desta quarta-feira – brincou Richarlyson.

Alecsandro reconhece: não houve injustiça em nenhuma das quatro derrotas.

– Mas uma em especial doeu muito. Foi na minha estréia no Cruzeiro, em 2005. Saímos vencendo por 2 a 0 mas o São Paulo virou para 3 a 2 – recorda.

Depois de aliviar um pouco a pressão após a vitória no clássico contra o Santos (2 a 1, no último domingo, no Morumbi), o técnico Ricardo Gomes tenta fazer com que a sua equipe deslanche. Além do Inter, o time terá pela frente Barueri, Grêmio e Virória, sendo dois destes jogos fora de casa, todos adversários mais bem colocados na tabela de classificação e lutando por vagas no G4.

– Acho bom jogos difíceis. Prefiro asssim, porque o time se prepara melhor. Quando temos jogos duros é diferente, isso é do ser humano. Enfrentar adversários que vivem bons momentos é importante e pode ajudar o São Paulo a chegar mais acima – disse o treinador.

O São Paulo, pela primeira vez, após a chegada de Ricardo Gomes, tem a equipe completa à disposição do treinador – exceto Rogério Ceni, ainda em recuperação da fratura sofrida no tornozelo esquerdo. Além de poder repetir a mesma equipe que venceu o Santos, Gomes conta com a volta de dois reforços: Jorge Wagner e Borges, que suspensos não jogaram o clássico.

O Inter considerado um dos fortes concorrentes para o título brasileiro em 2009, conta com o retorno de Magrão, que recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrentou o Grêmio no Olímpico.

Com a volta do volante, Tite – que vive eterna pressão no Colorado – terá todos os seus titulares à disposição. Inclusive o atacante Nilmar, que estava sendo sondado pelo Wolfsburg, atual campeão alemão. O artilheiro fica, por enquanto, para alegria dos torcedores do Inter, que sonham com a conquista do Brasileirão no ano do Centenário do clube.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X SÃO PAULO

Estádio: Beira Rio, Porto Alegre (RS)

Data/hora: 22/7/2009 – 21hs (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Cláudio José de Oliveira (RJ)

INTERNACIONAL: Lauro, Bolívar, Índio, Sorondo e Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazú, e D’Alessandro; Taison (Alecsandro) e Nilmar. Técnico: Tite.

SÃO PAULO: Bosco, André Dias, Miranda e Renato Silva, Hernanes (Eduardo Costa), Richarlyson, Júnior César, Jean e Marlos; Dagoberto (Borges) e Washington. Técnico: Ricardo Gomes

julho 22, 2009 Posted by | Internacional, São Paulo | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário