Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Confusão marca o desembarque dos heróis corintianos em Cumbica

Oito jogadores saem no saguão e precisam da ajuda de seguranças para driblarem os empolgados torcedores

Ampliar Foto Francio de Holanda/GLOBOESPORTE.COM Francio de Holanda/GLOBOESPORTE.COM

Goleiro Felipe tenta se esconder sob o boné

O relógio marcava 13h47m quando a espera finalmente acabou. Desde o meio-dia, aproximadamente 400 torcedores do Corinthians esperavam no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, a chegada dos heróis alvinegros, que na última quarta-feira, conquistaram o tricampeonato da Copa do Brasil, após um empate por 2 a 2 com o Internacional, no estádio Beira-Rio. A delegação alvinegra vai ainda nesta quinta até Brasília para ser recebida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O primeiro a aparecer foi o zagueiro Jean reserva. Ele praticamente não foi utilizado por Mano Menezes, mas, com o título conquistado, virou ídolo. Assim que ele apareceu, a massa foi toda para cima dele. Um segurança, inutilmente, tentava proteger o jogador, que sorria e gritava.

– O que é isso? Eu nunca vi nada tão maravilhoso. Essa torcida é realmente fantástica, esse título é para eles – afirmou.

A seguir, outros apareceram. Vieram Otacílio Neto, Chicão, Douglas, Diego, Felipe, Marcelinho, Alessandro e Boquita. Os seguranças não mediam esforços para protegerem os atletas. Quem chegou perto para tentar uma foto levou tapa, empurrão e cotovelada. Uma atitude infeliz dos seguranças que claramente não foram orientados.

Frâncio de Holanda/GLOBOESPORTE.COM

Diego é cercado por torcedores corintianos no aeroporto

O meia Douglas agradeceu o apoio do torcedor.

– Esse título é para a torcida corintiana, que é maravilhosa. Agora vamos aproveitar para descansar e comemorar com os familiares.

Diego foi o único atleta que teve paciência. Atendeu a todos os torcedores, tirou centenas de fotos e deu muitos, muitos autógrafos. Tamanha boa vontade foi reconhecida pela galera.

– El, el, el, Diego é da Fiel.

O beque retribuiu.

– Esse carinho é bom demais para nós jogadores. Agora temos de ir atrás da tríplice coroa. Já ganhamos o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil e temos todas as condições de vencer o Campeonato Brasileiro também.

Em compensação, o goleiro Felipe não escondeu a irritação. Primeiramente, ele saiu de boné, como se fosse possível não ser reconhecido. Protegido por seguranças, ele caminhou em direção a um táxi. Quando estava chegando perto, um torcedor arrancou o seu boné. Visivelmente descontrolado, ele olhou para trás e gritou com o torcedor, que devolveu na hora.

O camisa 1 ainda disparou outros xingamentos e entrou no táxi.

Frâncio de Holanda/GLOBOESPORTE.COM

Felipe mostra a medalha da conquista da Copa do Brasil

julho 2, 2009 - Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s