Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Philippe Coutinho é capa da Revista Placar de agosto



julho 31, 2009 Posted by | Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Fernandão afirma que Inter tem prioridade

Atacante diz ter vontade de retornar e defender o Colorado

Fernandão é desejado por grandes clubes mas dá prioridade ao Internacional (Crédito: VIPCOMM)

Fernandão é desejado por grandes clubes mas dá prioridade ao Internacional

LANCEPRESS!

O atacante Fernandão, desejado por grandes clubes como Santos e São Paulo, afirmou ontem que possui um acordo com o Internacional. Para ele, o Colorado tem prioridade no seu retorno ao Brasil.

– Grandes clubes estão me sondando, preciso pensar para voltar bem, brigando por título. É claro que o Inter tem a minha prioridade. O clube representa muito na minha carreira, tenho uma amizade muito grande com o Fernando Carvalho- afirmou o atacante.

Fernandão, entretanto, fez questão de frisar que ainda não está negociando com nenhum clube.

– Não era certo começar a conversar com outros clubes sem acertar minha rescisão com o Al Gharafa. Volto ao Brasil na próxima terça-feira, e só então estarei aberto a negociações. Não existe essa coisa de leilão. Nunca fiz e também não estou fazendo agora, como às vezes querem fazer parecer que é – disse o sonho de consumo do Colorado gaúcho.

julho 31, 2009 Posted by | Internacional | , , , , | Deixe um comentário

Para Autuori, Grêmio é displicente fora de casa

Técnico também não poupou críticas a Adilson e Túlio

Autuori criticou erros de passes do Grêmio (Crédito: Ivan Storti)

Autuori criticou erros de passes do Grêmio

LANCEPRESS!

parte do dever. E que, se quisermos atingir nossos objetivos, não podemos errar tanto como visitantes.

O técnico Paulo Autuori voltou a lembrar que apenas em um dos seus sete jogos como visitante não produziu o suficiente para vencer – na derrota para o Avaí.

– Nos demais, inclusive contra o São Paulo, poderíamos ter conseguido melhor resultado. Mas cometemos falhas inadmissíveis, como nas saídas de bola, e o São Paulo, que tem jogadores técnicos e velozes, aproveitou – explicou o comandante gremista.

Suas maiores críticas se concentraram no meio-campo, sobretudo aos dois volantes.

– Adilson e Túlio cometeram erros de passe que não são costumeiros. Mas não devemos ser muito duros. Os dois têm contribuído muito para o equilíbrio do setor. A certa altura, coloquei o Douglas Costa, que entrou bem. Ele mudou a velocidade do jogo. O garoto foi bem. Mostrou que tem futebol para ficar entre os dezoito, e até de brigar pela titularidade – elogiou Autuori.

As perguntas sobre os porquês de atuações tão diferentes, no Olímpico e fora dele, se repetiram. Autuori não tinha a resposta convincente, definitiva.

– Talvez por uma certa displicência – arriscou. – A verdade é que não errar em casa faz

julho 31, 2009 Posted by | Grêmio | , , | Deixe um comentário

Cruzeiro espera Gil assinar para anunciar reforço

Clube aquiriu 40% dos direitos econômicos do jogador

Gil tem 22 anos e foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Goiano (Crédito: Divulgação)

Gil tem 22 anos e foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Goiano

LANCEPRESS!

O Cruzeiro anunciará nas próximas horas a contratação do zagueiro Gil, que estava no Atlético-GO. O LANCE!NET apurou que o clube adquiriu 40% dos direitos econômicos do jogador e os outros 60% pertencem a um investidor de Belo Horizonte. Gil, inclusive, já estaria na capital mineira.

Na manhã desta sexta-feira, o clube goiano anunciou em seu site oficial que negociou os 50% dos direitos econômicos do jogador com o investidor Júlio Forte, que já era detentor da outra metade.

O empresário de Gil, Omar Vasconcelos, está à caminho de Belo Horizonte para se reunir com a diretoria do clube mineiro e assinar o contrato.

O Santos, por meio do técnico Vanderlei Luxemburgo, tentou atravessar o negócio do Cruzeiro nos últimos dias, mas a prioridade foi dada ao presidente da Raposa Zezé Perrella que já estava conversando com o investidor há mais de 15 dias.

Por ora, Cruzeiro e nem o investidor confirmam o acerto com o jogador.

Gil tem 22 anos, fez 58 jogos com a camisa do Atlético e marcou seis gols. Além de ter sido Campeão Brasileiro da Série C em 2008, foi escolhido o melhor zagueiro do Campeonato Goiano 2009.

julho 31, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , | Deixe um comentário

Galo apresenta Rentería para dar força o ataque

Jogador promete muita luta para agradar ao torcedor alvinegro

Rentería chega para ajudar o Galo (Crédito: GIL LEONARDI)

Rentería chega para ajudar o Galo

LANCEPRESS!

Oito dias após anúnciar via Twitter a contratação de Rentería, o Atlético Mineiro apresentou oficialmente o seu novo reforço para a temporada 2009. O jogador chega como ótima alternativa para o ataque, que vem em ótima fase na temporada 2009 e vive grande momento com Éder Luís e Diego Tardelli.

Rentería vem credenciado por uma ótima passagem pelo Internacional em 2006. O colombiano esteve no Colorado e fez parte do grupo campeão da Libertadores daquele ano, inclusive marcando gols e sendo decisivo em jogos importantes. Após três temporadas na Europa, onde defendeu Strasbourg (FRA), Porto e Sporting Braga, ambos de Portugal, o jogador volta para o futebol brasileiro onde tenta reencontrar o estilo que chamou a atenção nas categorias de base da seleção colombiana.

Se conseguir brilhar no Galo, Rentería fará o que nenhum compatriota conseguiu até hoje com a camisa alvinegra. O primeiro colombiano a chegar ao clube foi Alexis Escobar, que jogou oito partidas no Brasileirão de 96. O jogador de meio-de-campo, porém, ficou pouco tempo e não deixou saudades em Belo Horizonte. Já o volante Gustavo Del Toro veio para o Atlético em 2000, mas não conseguiu se firmar.

Rentería concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador do Galo e garantiu que quer fazer sucesso em Minas Gerais. Segundo ele, o clube será uma nova chance de reencontrar os grandes momentos da carreira.

– Estou muito feliz por jogar novamente aqui no Brasil, em um clube grande como o Atlético. Penso que o principal é o jogador estar feliz e estou muito feliz de estar aqui, esperando fazer coisas muito boas. A torcida pode esperar um Rentería lutador, batalhador e que não dá uma bola por perdida. Mas não quero falar nada disso, quero mostrar dentro de campo o meu valor – disse.

julho 31, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , | Deixe um comentário

Ricardo Gomes aposta na base campeã

São Paulo diminui diferença para o G4 e técnico utiliza boa parte da equipe do hexacampeonato

Ricardo Gomes já está há quatro jogos sem perder pelo São Paulo (Crédito: Tom Dib)

Ricardo Gomes já está há quatro jogos sem perder pelo São Paulo (Crédito: Tom Dib)

O São Paulo vive o seu melhor momento no Brasileirão depois de ganhar três jogos e empatar um, nas últimas quatro rodadas. O bom momento deve-se a uma medida simples adotada pelo técnico Ricardo Gomes: apostar na base da equipe que foi tricampeã em 2008.

Na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio na quinta-feira, sete, dos dez atletas de linha, estavam no time no Brasileirão do ano passado. E destes, apenas Jean não estava na campanha do penta, há dois anos.

Os únicos novatos na equipe foram Renato Silva, Richarlyson, que era reserva em 2008, e Júnior César, que chegou no começo do ano, além do goleiro Denis, que substitui Ceni temporariamente.

– Nós conversamos bastante, principalmente os atletas mais experientes do grupo, e vimos que tínhamos de sair daquela situação ruim. Era muito chato pra gente. Mas, para isso, precisávamos trabalhar mais, e em silêncio – comentou Jorge Wagner, no clube desde 2007.

A manutenção da base e o retorno da confiança fizeram com que o time crescesse na classificação. O São Paulo, hoje 11 colocado, ainda está longe de brigar pela liderança. Mas viu nas últimas rodadas a diferença cair para os times que ocupam o grupo dos classificados para a Libertadores-2010. A meta de Ricardo Gomes é acabar o turno perto dos quatro primeiros colocados do torneio.

Com 21 pontos, o atual tricampeão consecutivo está cinco atrás do Goiás, em 4 lugar. Os dois times vão se enfrentar daqui a duas rodadas, no Morumbi, no penúltimo jogo do primeiro turno. Até lá, a diferença pode estar, quem sabe, bem menor.

– O time está crescendo e eu disse que só iríamos entrar na briga com uma sequência de vitórias. Não podemos parar – disse Ricardo Gomes.

julho 31, 2009 Posted by | São Paulo | , , | Deixe um comentário

Emerson chega ao Santos falando em ficar

Volante com contrato de seis meses já pensa em permanecer por mais tempo no Peixe

Volante é a primeira contratação de peso da nova Era Luxemburgo (Foto: Ivan Storti)

Volante é a primeira contratação de peso da nova Era Luxemburgo (Foto: Ivan Storti)

O volante Emerson foi apresentado nesta sexta-feira como novo reforço do Santos para o restante da temporada. Antes de conceder sua primeira entrevista, o ex-jogador do Milan conheceu as dependências da Vila Belmiro e participou de uma solenidade do clube.

A festa que havia sido preparada para a chegada do jogador foi praticamente desfeita por conta da chuva que cai na cidade desde o início da manhã. Poucos torcedores compareceram na apresentação do atleta.

Ex-capitão da Seleção Brasileira, o jogador assinou contrato com o Peixe somente até o fim desta temporada. O Santos terá prioridade para renovar o vínculo por mais um ano, mas dependerá da possível classificação do time para a Copa Libertadores do ano que vem.

– Tenho contrato até dezembro, esse foi o acordo, mas isso não impede que eu fique por mais tempo. Vai depender dos objetivos que temos, não só do Emerson, mas do clube também – disse o novo reforço.

Emerson iniciará os treinamentos em breve e deve levar cerca de 15 dias para entrar em forma. O volante rescindiu contrato com o Milan em abril e desde então não disputou mais nenhuma partida oficial. Por isso, ele será submetido a um trabalho específico para recuperar o condicionamento físico.

– Não dá para programar uma data de estreia. Fica difícil falar sobre isso. Vou começar os treinamentos agora com o restante do grupo. Se fosse na Europa, eu diria que o tempo para a estreia seria maior, mas aqui no Brasil temos profissionais de muita capacidade – elogiou o jogador.

Por fim, o novo reforço santista não escondeu que a opção pelo Santos passa pela presença de Vanderlei Luxemburgo no comando do clube. Ele fez muitos elogios ao técnico durante sua apresentação, e garante que ainda não teve uma conversa com Luxa para saber em qual posição será utilizado dentro de campo.

– Ainda não conversei com o Luxemburgo direito. O time estava viajando e eu estava resolvendo minhas coisas na Itália. Mas não vai Ter problema nenhum. Ele é um grande treinador e é um prazer ser dirigido por ele. Espero que dê tudo certo – finalizou.

julho 31, 2009 Posted by | Santos | , , | Deixe um comentário

Diego Souza e Cleiton Xavier carregam Verdão

Meias levam equipe ao topo da tabela. Para liberar camisa 7, só clube top: a partir de 10 mi de euros

Cleiton Xavier e Diego Souza são os motores do Verdão em 2009

Cleiton Xavier e Diego Souza são os motores do Verdão em 2009

Dos últimos 14 gols do Palmeiras, 13 tiveram participação direta de Diego Souza e Cleiton Xavier. O primeiro é o artilheiro do atual elenco em 2009, enquanto que o segundo é o rei das assistências: já foram 23.

A dupla moveu o Verdão rumo ao topo da tabela, com 66,6% dos gols da equipe no Brasileirão. Tudo isso fez Muricy Ramalho se reunir com a diretoria e a Traffic para pedir a manutenção dos jogadores.

Hoje, não há propostas oficiais para nenhum dos dois. No Palestra Itália, o maior temor é pela saída de Diego Souza. O clube e a parceira avaliam como um valor justo para o meia algo em torno de 10 milhões de euros (R$ 26,3 milhões), mais do que o dobro do que foi investido no início de 2008: R$ 9,7 milhões.

Diego já avisou a seus representantes que não sairá para países como Rússia ou Ucrânia, por mais que os valores sejam atrativos.

O camisa 7 sonha com um clube de ponta na Europa e não há certeza de que propostas assim irão chegar. Será que o pedido de Muricy à Traffic convenceu a parceira?

– Não sei se convence. Não sei se chegarão propostas. Hoje estou feliz no Palmeiras. Não quero sair por qualquer proposta – comentou Diego Souza, à TV Bandeirantes.

– O mercado está difícil, não dá para dizer que chegarão propostas – afirmou o vice Gilberto Cipullo.

No Palestra, já existe o dilema entre conselheiros próximos ao presidente Luiz Gonzaga Belluzzo. Muitos pressionam para o Palmeiras não repetir vendas de anos anteriores.

O Verdão estava na frente no Brasileirão-04 quando vendeu Vágner Love, artilheiro do time. No ano passado, a equipe era candidata ao título e liberou Valdivia. Restou a quarta posição em ambos os casos e ficou a dúvida: o Palmeiras seria campeão se não vendesse os seus craques?

A questão é que hoje os principais atletas estão na mão da Traffic.

No campo, eles voam. Em seis meses, Diego fez 14 gols, mais do que os 12 marcados em todo o ano passado.

A janela só fecha em 31 de agosto: tem tempo para muito negócio sair.

100 recados para Diego

Após marcar o gol da vitória na quarta, Diego Souza chegou a 100 páginas de recados da torcida palmeirense no site oficial do Palmeiras. Ele é o líder em mensagens recebidas, à frente inclusive do ídolo Marcos. Muitas pedem para Diego ficar.

julho 31, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , | Deixe um comentário

Adeílson tenta ficar livre para o Fluminense

Atacante do Nice pode ser negociado com o Tricolor

Outros clubes brasileiros também querem Adeílson (Crédito: André Brant)

Outros clubes brasileiros também querem Adeílson

LANCEPRESS!

A luta da diretoria do Fluminense para a contratação de reforços tem sido dura. Da lista entregue pelo técnico Renato Gaúcho, dois nomes estão em evidência, apesar da dificuldade das negociações: os atacantes Adeílson e Geovanni.

A negociação com Adeílson foi confirmada pelo vice-presidente de futebol do Fluminense, Tote Menezes. Segundo o dirigente tricolor, o jogador interessa, mesmo, mas nada de concreto ficou acertado até o momento.

No caso de Adeílson, que atua pelo Nice (FRA), a situação é a seguinte: o jogador ainda não recebeu uma proposta oficial do Fluminense, mas desde o último sábado os representantes do atacante vêm conversando com a diretoria tricolor. O contrato de Adeílson com o clube francês vai até junho de 2012 e o mais provável é que o Tricolor tente o empréstimo com o Nice.

Segundo o representante do jogador, Nenê Zinni, outros clubes do futebol brasileiro já demonstraram interesse em Adeílson. Apesar de ainda não haver um clube com uma proposta oficial, os representantes do jogador estão tentando a liberação juntamente ao Nice (FRA).

Adeílson vive um momento de mudança no clube francês. Está havendo troca de diretoria e de treinador. O Nice ainda está definindo o elenco para a temporada e o brasileiro está participando da pré-temporada com o elenco. O atacante, inclusive, já participou de amistosos e até marcou um gol. Esses fatos podem dificultar a saída dele do Nice neste momento.

– Adeílson está passando por um processo de adaptação na França. O clube ainda quer contar com ele e é um pouco difícil a negociação. Mas ainda não tivemos nada de oficial por parte do Fluminense – afirmou Nenê Zinni.

Sobre o Geovanni, o empresário dele, Roberto Assunção, disse que a conversa com a diretoria do Fluminense só será retomada a partir de domingo. Nesta sexta-feira, o atacante vai disputar a final de um torneio na China, onde o Hull City faz a sua pré-temporada. O atacante voltará no sábado para a Inglaterra e poderá decidir o seu futuro.

julho 31, 2009 Posted by | Fluminense | , , , | Deixe um comentário

Botafogo desiste da contratação de Celsinho

Em nota oficial, clube alega que não houve acordo financeiro mas motivo seria a forma física do jogador

Celsinho estaria longe da forma física ideal (Crédito: Reginaldo Castro)

Celsinho estaria longe da forma física ideal

Após dar quase tudo como certo, o Botafogo anunciou oficialmente que desistiu da contratação do meia Celsinho. De acordo com a nota oficial divulgada pela diretoria do clube, as duas partes não chegaram a um acordo financeiro e, por isso, o empréstimo do apoiador não foi assinado.

Celsinho havia iniciado os exames médicos em General Severiano e deveria ser anunciado pelo Botafogo nesta tarde. No entanto, o clube desistiu do negócio. Um dos motivos pelo qual a negociação desandou foi a forma física do jogador, conforme o LANCENET! antecipou.

Apesar de não revelar oficialmente, os profissionais do clube chegaram à conclusão de que Celsinho demoraria muito tempo para adquirir a forma física ideal. Essa demora aumentaria muito o custo benefício do atleta. Sendo assim, o departamento financeiro achou por bem desistir da transação.

A informação pegou o empresário do jogador José Bressan de surpresa.

– Prefiro esperar um pouco até o jogador chegar aqui em Campinas para saber melhor o que aconteceu. Só sei que a gente vai retomar a negociação. Já conversamos com o pessoal do Botafogo e chegamos a um acordo. O Celsinho vai a Portugal assinar a papelada e depois voltaremos a conversar – disse o agente.

julho 31, 2009 Posted by | Botafogo | | Deixe um comentário

Runco revela que Juan terá de fazer cirurgia no joelho direito

Corpo médico do Fla refez exame e dão previsão de, pelo menos 3 semanas

Juan desfalcará o Fla por longo tempo (Crédito: Cléber Mendes)

Juan desfalcará o Fla por longo tempo

LANCEPRESS!

O Flamengo terá um importante desfalque para os próximos jogos da equipe no Campeonato Brasileiro. Como não melhorava de uma tendinite no joelho direito, que o tirou de ação já há quase um mês, Juan será submetido a uma artroscopia neste sábado, em um hospital do Méier, segundo informou o médico José Luiz Runco, na Gávea.

O lateral vinha sentindo fortes dores no local e não conseguia retornar de vez aos treinamentos. Com isso, após reavaliá-lo, foi decidida a intervenção cirúrgica. A previsão de retorno, em princípio, seria de três semanas.

Entretanto, Runco prefere esperar para dar uma melhor posição, uma vez que a lesão é delicada.

– Esses casos sempre preocupam mais. É a cartilagem do fêmur. Será feita a videoartroscopia e, então, vamos analisar – disse o médico.

Apesar da paciência na recuperação, Juan mancava constantemente ao realizar alguns exercícios. Isso foi determinante para a decisão dos médicos do Rubro-Negro.

– Por conta disso, revimos o procedimento. Ele fazia os movimentos capengando. Primeiro fizemos um fortalecimento muscular para buscar o equilíbrio, mas não houve resposta – lamentou Runco.

Assim, Everton não terá mais a sombra do camisa 6 nas próximas rodadas. Com a boa atuação de quinta-feira, contra o Atlético Mineiro, ele será naturalmente mantido por Andrade no time que pega o Náutico.

* Atualizado às 17h02

julho 31, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Organizada faz protestos no Corinthians

Torcedores da Camisa 12 reclamaram da venda de jogadores

Trocedores comparecem ao Parque Ecológico (Foto: Miguel Schincariol)

Trocedores comparecem ao Parque Ecológico (Foto: Miguel Schincariol)

LANCEPRESS!

A torcida organizada Camisa 12 foi ao treino na tarde desta sexta-feira no Parque Ecológico do Tietê para protestar. Com a manifestação, os funcionários do clube impediram que todos torcedores entrassem para assistir ao treino.

O protesto foi pacífico e sem violência, mas a diretoria do Corinthians, que já esperava a manifestação, pediu reforço policial. Os militares ficaram durante todo o treino dentro do Parque ecológico, para garantir a segurança dos jogadores, diretoria e veículos de imprensa.

As reclamções da organizada foram direcionados ao preço dos ingressos e a recente venda de jogadores da equipe, principalmente, titular. Entre as músicas cantadas pela torcida corintiana estavam ” Aqui não tem otário, este desmanche vai f… o centenário” e “Andrés, aqui não tem burguês”, referindo-se ao alto preço das bilheterias em jogos do Corinthians.

julho 31, 2009 Posted by | Corinthians | , , | Deixe um comentário

Tabela Campeonato Brasileiro Serie A 2009

Classificação Atualizada

Posição

Time

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Palmeiras

Palmeiras

31

15

9

4

2

27

14

13

2

Atlético-MG

Atlético-MG

28

15

8

4

3

28

17

11

3

Internacional

Internacional

27

15

8

3

4

26

20

6

4

Goiás

Goiás

26

15

7

5

3

28

18

10

5

Vitória

Vitória

24

15

7

3

5

23

19

4

6

Corinthians

Corinthians

24

15

7

3

5

21

21

0

7

Flamengo

Flamengo

23

15

6

5

4

23

23

0

8

Avaí

Avaí

22

15

6

4

5

23

19

4

9

Barueri

Barueri

22

15

5

7

3

32

23

9

10

Grêmio

Grêmio

21

15

6

3

6

24

18

6

11

São Paulo

São Paulo

21

15

5

6

4

19

18

1

12

Santos

Santos

20

15

5

5

5

28

29

-1

13

Santo André

Santo André

18

15

4

6

5

19

22

-3

14

Cruzeiro

Cruzeiro

17

14

5

2

7

14

20

-6

15

Coritiba

Coritiba

16

15

4

4

7

20

24

-4

16

Botafogo

Botafogo

16

14

3

7

4

21

24

-3

17

Sport

Sport

13

15

3

4

8

22

26

-4

18

Atlético-PR

Atlético-PR

12

15

3

3

9

14

29

-15

19

Fluminense

Fluminense

11

15

2

5

8

13

25

-12

20

Náutico

Náutico

11

15

2

5

8

17

33

-16

Data Hora Jogos Local Status Serviços
01/08 18:30
Santo André Santo André x Goiás Goiás
Anacleto Campanella Aguardando Início Sem Serviços
01/08 18:30
Sport Sport x Palmeiras Palmeiras
Ilha do Retiro Aguardando Início Sem Serviços
02/08 16:00
Atlético-PR Atlético-PR x Fluminense Fluminense
Estádio do Café Aguardando Início Sem Serviços
02/08 16:00
Flamengo Flamengo x Náutico Náutico
Maracanã Aguardando Início Sem Serviços
02/08 16:00
Vitória Vitória x São Paulo São Paulo
Barradão Aguardando Início Sem Serviços
02/08 16:00
Corinthians Corinthians x Avaí Avaí
Pacaembu Aguardando Início Sem Serviços
02/08 18:30
Grêmio Grêmio x Cruzeiro Cruzeiro
Olímpico Aguardando Início Sem Serviços
02/08 18:30
Atlético-MG Atlético-MG x Coritiba Coritiba
Mineirão Aguardando Início Sem Serviços
02/08 18:30
Botafogo Botafogo x Barueri Barueri
Engenhão Aguardando Início Sem Serviços
26/08 18:30
Santos Santos x Internacional Internacional
Vila Belmiro Aguardando Início Sem Serviços


julho 31, 2009 Posted by | Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Náutico, Palmeiras, Santo André, Santos, São Paulo, Sport, Vitória | | Deixe um comentário

Flamengo inverte a sorte de lado e derrota o Galo no Maracanã

Time de Andrade, com moral, emplaca 2ª vitória seguida e já é o sétimo

Jogadores do Fla comemoram um dos gols da partida (Crédito: Ricardo Cassiano)

Jogadores do Fla comemoram um dos gols da partida

O Flamengo não teve mesmo muitas dificuldades para bater o Atlético Mineiro, por 3 a 1, nesta quinta-feira, no Maracanã. Com autoridade, virou o jogo e se impôs, com gols de Léo Moura, Kleberson e Everton. Mas precisou de um elemento a mais a seu lado para conquistar sua segunda vitória direta sob o comando de Andrade, exaltado e em franca ascensão: a sorte.

Com o resultado, o time rubro-negro é o sétimo colocado, com 23 pontos. Já o Galo, em má fase, ainda se segura em segundo, com 28. Agora, enquanto o dono da casa recebe o Náutico, domingo, o ex-líder encara o Coritiba, no Mineirão.

1º TEMPO

Ah, nostalgia. Se não foi muito, os cinco minutos iniciais da partida tiveram o gostinho dos velhos duelos entre Flamengo e Atlético: ofensivos e cheio de alternativas. Mas não durou, e comprovou uma tese: o time de Celso Roth pode até ser razoável, mas tem lá sua sorte. Isso porque no primeiro lance, Léo Moura perdeu chance incrível, sozinho na área. Em seguida, Aírton bobeou, Serginho roubou a bola e, com rapidez, serviu Éder Luís, que não perdoou: 0 a 1.

Em desvantagem, o Flamengo perdeu, mesmo que por fugazes momentos, o apoio da torcida, irritada, crendo que daria tudo errado outra vez. Nem mesmo a estrela de Andrade, que brilhou na Vila e rendeu três pontinhos, vinha à memória. Para piorar, a dupla de ataque mineira mostrava seu habitual entrosamento, e perturbava os cariocas nos contragolpes.

Só que, com o decorrer do jogo, e principalmente com o gramado escorregadio, o Galo passou a errar passes e a se fechar na defesa, deixando o rival jogar. O problema é não ter zagueiros nem laterais confiáveis. Léo, pelo lado esquerdo, e Everton, no outro extremo, deitavam e rolavam.

Tanto é que a esmagadora maioria das chances criadas pelo Fla vinha de cruzamentos. Não à toa, os gols da virada saíram por ali, com o lateral, que reclamou das vaias que sistematicamente têm ouvido, após perfeito passe de Toró, e com Kleberson, celebrando a convocação, mas não sem antes agradece a boa assistência de Everton, do bico da área.

E, se não o fim da etapa, teria mais. Salvo em uma ou outra tentativa de trama entre Júnior e Tardelli, o Rubro-Negro também sobrava em terreno no meio-de-campo. Os coadjuvantes, até aí, faziam a diferença, e desbancavam os badalados.

2º TEMPO

Prova da flagrante ineficiência do Atlético foram as duas mudanças feitas por Celso Roth logo no intervalo. O experiente Júnior e Serginho saíram para dar lugar a Evandro e Marcos Rocha. Com isso, Marcio Araújo, antes improvisado como lateral, voltou à posição de apoiador. O efeito desejado, no entanto, não foi atingido.

Apática, a equipe de Belo Horizonte não mostrava reação. O panorama seguiu quase o mesmo. Em falha de Aranha – nem ele se salvava -, Emerson deu até bicicleta, meio torta. O treinador alvinegro, impaciente, ainda perdeu Márcio Araújo, lesionado, e pôs Pedro Paulo. De fato, a sorte mudara de lado.

Sem dificuldades, então, o Flamengo tocava a bola. Logo, logo, de forma natural, saiu o terceiro. Everton enfim foi premiado, depois de passe de Adriano na área. A maré do Galo, longe da liderança do Brasileirão e do futebol intenso que o levou até lá, se tornou um pesadelo ao Éder Luís sinalizar que não poderia mais continuar. Mas, ao olhar para o banco, Roth viu que substituíra três vezes…

O jeito foi o atacante se isolar na frente, no sacrifício. A essa altura, aos fortes gritos de “Fica, Andrade”, a massa rubro-negra já vibrava pela vitória. O jogo estava morno e, por mais que os mineiros, valentes, tentassem algo, nada dava mais certo. Ô, sorte!

Mesmo machucado, Éder viu Bruno fazer grande defesa em chute seu, ao lado da meia-lua. Já próximo dos 40, Diego Tardelli fez tudo certinho, costurou a defesa, mas ficou sem ângulo e só acertou a trave. Andrade fazia testes. Entraram Zé Roberto e Everton Silva – este por precaução.

E foi isso. Depois de sofrer na mão do adversário, odiado historicamente, em algumas oportunidades recentes, o Flamengo cantava de galo com autoridade no Maracanã. No mesmo estádio, em um belo domingo, a epopéia de Andrade poderá ser completada e – quem sabe? – a efetivação vai sair.


FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 3 X 1 ATLÉTICO MINEIRO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 30/07/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba (Fifa-RS)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Paulo Ricardo da Silva Conceição (RS)
Renda/público: 462.587,00 / 26.934 pagantes (29.490 presentes)
Cartões amarelos: Ronaldo Angelim e Aírton (FLA); Marcos Rocha (ATL)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Éder Luís, 3’/1ºT (0-1), Léo Moura, 36’/1ºT (1-1); Kleberson, 38’/1ºT (2-1); Everton, 14’/2ºT (3-1)

FLAMENGO: Bruno, Welinton, Aírton e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Toró (Camacho, 24’/2ºT), Willians, Kleberson e Everton (Everton Silva, 38’/2ºT); Emerson (Zé Roberto, 31’/2ºT) e Adriano. Técnico: Andrade.

ATLÉTICO MINEIRO: Aranha; Márcio Araújo (Pedro Paulo, 10’/2ºT), Werley, Welton Felipe e Thiago Feltri; Jonílson, Renan, Serginho (Marcos Rocha, intervalo) e Júnior (Evandro, intervalo); Éder Luís e Diego Tardelli. Técnico: Celso Roth.

julho 31, 2009 Posted by | Atlético-MG, Flamengo | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Dagoberto comanda vitória são-paulina sobre Grêmio

Tricolor paulista supera gaúcho por 2 a 1 no Morumbi, palco de homenagens para Massa e Paulo Autuori

Dagoberto comemora gol na vitória do Sampa sobre o Grêmio (Crédito: Vipcomm)

Dagoberto comemora gol na vitória do Sampa sobre o Grêmio

Com show de Dagoberto, o São Paulo venceu um sonolento Grêmio por 2 a 1, no Morumbi, alcançou os gaúchos, com 21 pontos, e subiu para a 11ª posição no Campeonato Brasileiro, ficando a cinco pontos do G4. Já Souza, Tcheco e Cia., que tem uma vitória a mais do que o Sampa, continuam sem triunfar longe do Olímpico, e caíram para a 10ª posição depois da 15ª rodada.

Com o resultado, os comandados de Ricardo Gomes chegaram pela primeira vez a duas vitórias seguidas, o que não acontecia desde março, no Paulistão.

Antes de a bola rolar, o estádio Cícero Pompeu de Toledo foi palco de homenagens. No placar, a mensagem de incentivo “A nação tricolor torce por sua volta” ao piloto de Fórmula-1 Felipe Massa, que está internado em Budapeste devido ao acidente sofrido no treino classificatório do GP da Hungria, no último final de semana. Os são-paulinos também demonstraram apoio ao brasileiro ao entrarem no gramado com uma camisa especial, com “Força Massa” estampado nas costas. E não parou por aí. Paulo Autuori, técnico dos gaúchos que retornava pela primeira vez à casa dos paulistas, recebeu da diretoria uma camiseta com o número três, em alusão aos tricampeonatos da Libertadores e do Mundial conquistados em 2005.

O São Paulo teve total domínio da primeira etapa. Em uma noite inspiradíssima de Dagoberto, velocíssimo e insinuante, os tricolores se sobressaíram na partida com troca rápida de passes e uma forte marcação logo no campo de ataque, a ponto de o zagueiro Miranda avançar na metade gremista. Já o Grêmio teve Souza pouco animado e um contra-ataque lento liderado por Tcheco e tendo Herrera e Maxi Lópes como avantes. A chance mais clara que os comandados de Autuori teriam foi invalidada erroneamente por Gilson Bento Coutinho ao marcar impedimento de Maxi, que sairia cara a cara com Denis.

Aos dez minutos, Souza lançou Tcheco pela direita, que cruzou para Maxi finalizar para fora. Passados sete minutos, Dagoberto deu mostras de que faria Victor trabalhar. O camisa 25 arriscou chute de fora da área, e a bola passou raspando a trav esquerda gremista. Aos 21, Hernanes deu lindo passe para Dagoberto no costado da zaga adversária, e o atacante completou para rede, de primeira, antes de a bola tocar o chão. Antes do intervalo, Jorge Wagner assustou Victor em cobrança de escanteio, e Dagoberto obrigou o goleiro a fazer ótima defesa em cabeçada.

Na volta para segunda etapa, o São Paulo não deu nem chances para o Grêmio reagir. No primeiro minuto, Dagoberto tabelou com Jorge Wagner, e fez seu terceiro gol no campeonato nacional ao aproveitar falha de Réver, minando assim as esperanças do rival, que havia promovido a entrada de Jonas no lugar do apagado Herrera. Os gaúchos reclamaram de posição irregular de Borges, que, em impedimento, esboçou participar da jogada.

Soberando na partida, o Sampa assustou o Tricolor gaúcho em pancada de Richarlyson de fora de área e em arrancada de Miranda desde a defesa até a intermediária gaúcha. O zagueiro deixou Borges tocou para Borges livre na área, mas o atacante finalizou fora. A 11 minutos do fim, Tcheco diminuiu para o Grêmio em cobrança de pênalti, cometido por Miranda em cima de Jonas.

Depois do tento, os visitantes buscaram o empate, mas Denis e erros de arremate impediram a igualdade no Morumbi.

O próximo compromisso do Grêmio é com o Cruzeiro, às 18h30 de domingo, no Olímpico, e o São Paulo pega o Vitória às 16h, no Barradão.


FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 1 GRÊMIO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 30/7/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/ PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Moisés Aparecido de Souza (PR)
Renda/público: R$ 295.745/ 13.323 pagantes
Cartões amarelos: Miranda, Jorge Wagner e Borges (SPO).
Cartões vermelhos: não houve
GOL: Dagoberto aos 21’/1ºT (1-0) e a 1’/2ºT (2-0); Tcheco 34’/2ºT (2-1)

SÃO PAULO: Denis; Renato Silva, André Dias, Miranda; Jean, Hernanes (Eduardo Costa 36’/2ºT), Richarlyson, Jorge Wagner e Junior Cesar; Dagoberto (Marlos 37’/2ºT) e Borges. Técnico: Ricardo Gomes.

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes (Rafael Marques 34’/2ºT), Leo, Réver e Fábio Santos ; Adilson (Douglas Costa 16’/2ºT), Túlio, Tcheco e Souza; Herrera (Jonas/intervalo) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

julho 31, 2009 Posted by | Grêmio, São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Avaí goleia Vitória no Ressacada

Com resultado time catarinense sobe ainda mais na tabela

O Vitória não suportou a boa fase do Avaí e foi goleado por 4 a 0 na Ressacada

O Vitória não suportou a boa fase do Avaí e foi goleado por 4 a 0 na Ressacada

LANCEPRESS!

Pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2009, o Avaí goleou o Vitória por 4 a 0, nesta quinta-feira, no Ressacada, chegou a 22 pontos, subiu para a oitava posição na tabela e conseguiu sua quinta vitória consecutiva. Já o Rubro-Negro baiano se manteve na quinta posição com 24 pontos. Os gols do time de Santa Catarina foram marcados por Marquinhos, Luís Ricardo, Muriqui e Caio, respectivamente.

PRIMEIRO TEMPO
O Avaí começou a partida indo para cima do Vitória e se aproveitava das arrancadas do veloz Muriqui para chegar com perigo ao gol do Vitória. A pressão do time de Santa Catarina deu resultado, pois aos logo aos oito minutos, o centroavante William foi derrubado na área. Pênalti que o meia Marquinhos precisou cobrar duas vezes para colocar o Avaí na frente no placar.

O gol desnorteou ainda mais o time baiano que tinha dificuldades para criar qualquer jogada de ataque. E foi em uma bola perdida pelo meio-de-campo do Rubro-Negro que o Avaí conseguiu ampliar a vantagem. Jogando mais uma vez na ala, Luís Ricardo avançou com velocidade e bateu cruzado para marcar o segundo. O Vitória, desorganizado em campo, tentava na base da vontade diminuir. E quase conseguiu com Leandro Domingues. O meia bateu falta que tirou tinta da trave de Eduardo Martini.

O Avaí se defendia bem e saia melhor ainda para os contra-ataques. Em um deles, William quase amplia. A situação do time baiano se complicou de vez, quando o zagueiro Uelliton foi expulso. Antes do apito do árbitro ainda deu tempo para Marquinhos perder um gol feito após ótima jogada e passe de Muriqui.

SEGUNDO TEMPO
Para tentar mudar o panorama da partida e melhorar o ânimo do Vitória, o técnico Paulo César Carpegiani realizou duas alterações na equipe: entraram Carlos Alberto e Jackson para as saídas de Apodi e Adriano. Mas foi o Avaí que quase fez o terceiro.

William foi lançado por Muriqui e perdeu outro gol feito. Carpegiani ainda colocou o experiente Ramon no time. E o meia deu belo passe para o atacante Roger mandar por cobertura, a bola que pegou no travessão do goleiro do Avaí.

Mas em outra boa jogada de Muriqui, o Avaí conseguiu mais um pênalti. No lance, o zagueiro Victor Ramos foi expulso e Muriqui e fez o terceiro.
Antes do apito final, aos 43 minutos, ainda deu tempo do meia Caio marcar o quarto após linda jogada individual e decretar a vitória.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ 4 X 0 VITÓRIA

Local: Ressacada, Florianópolis (SC).
Data/Hora: 30/07/09 – 21h (de Brasília).
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF).
Auxiliares: César Augusto de Oliveira Vaz (DF) e Renato Miguel Vieira (DF).
Renda/público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Victor Ramos (VIT); Uelliton (VIT); Léo Gago (AVA); Leandro Domingues (VIT); Muriqui (AVA); Roger (VIT); Ferdinando (AVA).
Cartões vermelhos: Uelliton (VIT, 32’/1ºT); Léo Gago (AVA, 13’/2ºT); Victor Ramos (VIT, 23’/2ºT).
Gols: Marquinhos (1-0, 8’/1ºT); Luís Ricardo (2-0, 16’/1ºT); Muriqui (3-0, 24’/2ºT); Caio (4-0, 43’/2ºT).

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Emerson; Luís Ricardo, Ferdinando, Léo Gago, Marquinhos (Odair, 32’/2ºT), Muriqui (Caio, 28’/2ºT) e Eltinho; William (Roberto, 17’/2º).
Técnico: Silas.

VITÓRIA: Viáfara; Anderson Martins, Uelliton, Victor Ramos; Apodi (Jackson, intervalo) Vanderson (Ramon, 17’/2ºT), Magal, Leandro Domingues,Leandro; Adriano (Carlos Alberto, intervalo) e Roger.
Técnico: Paulo César Carpegiani.

julho 31, 2009 Posted by | Avaí, Vitória | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Sampa busca emplacar sequência contra o Grêmio

Com ex-são paulinos, Tricolor quer acabar com jejum fora de casa

LANCEPRESS!

O São Paulo busca emplacar uma boa sequência neste Brasileiro e arrancar de vez para a meta que Ricardo Gomes estabeleceu logo ao chegar: estar entre os primeiros na virada para o segundo turno. O adversário da vez, nesta quinta-feira às 21h, no Morumbi, é o Grêmio, que atualmente busca uma das vagas no G4 do Nacional.

Atualmente o Tricolor está a 13 pontos do líder Palmeiras e contra os gaúchos vai encarar antigos conhecidos dos são-paulinos, fato que pode dificultar o avanço do Sampa nesta rodada.

O técnico Paulo Autuori, o meia Souza e o lateral Fábio Santos, hoje titulares na equipe gaúcha, são personagens importantes na história do São Paulo. Para Richarlyson, os ex-jogadores do clube podem entrar em campo, com uma vontade a mais e isso pode complicar para o Tricolor, porém, o que mais preocupa é o estilo de jogo do Grêmio, considerado um time brigador

– Isso é um dos complicadores, jogadores que já atuaram por um clube quando jogam contra querem mostrar que podem voltar ao time. O mais dificil é enfrentar a equipe do Grêmio quem vem vindo numa boa sequência, é muito bem formada pelo Autuori. Mas antes de pensar nos ex-são paulinos que atuam lá, temos que pensar no time num todo – disse o camisa 20.

Além dos lesionados Bosco e Rogério Ceni, o São Paulo conta com mais um desfalque importante para duelo contra o Grêmio. Washington, atual artilheiro do time na temporada, não joga, por estar suspenso. Para o lugar do camisa 9, Borges volta à equipe e formará dupla ao lado de Dagoberto.

O zagueiro André Dias, que sofreu um edema na coxa direita, foi relacionado para o jogo, mas segue como dúvida na zaga. Se ele não jogar, Zé Luís será improvisado no setor.

O Grêmio vai completo para o desafio de vencer pela primeira vez fora de casa: o zagueiro Réver, o lateral-esquerdo Fábio Santos e o atacante Maxi López voltam depois de cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. O otimismo em relação ao fim da escrita – são cinco derrotas e um empate em seis jogos como visitante – cresce com a lembrança de que o time marcou seus melhores desempenhos contra adversários fortes: a goleada de 3 a 0 sobre o Corinthians e a vitória no Gre-Nal.

Em contrapartida, a pior atuação, segundo o técnico Paulo Autuori, aconteceu na semana passada em Florianópolis, a derrota de 1 a 0 para o Avaí.

– Não podemos atuar bem só contra os grandes, mas esse problema a gente adia para mais tarde, pois será importante vencer no Morumbi – disse o treinador.

Autuori pediu um atacante de velocidade, para explorar os contra-ataques em jogos fora, mas não recebeu. O volante Túlio acha, porém, que é possível começar a vencer no estilo em que a equipe atua – compacta, avançando em toques de bola.

— Além disso, é possível armar contragolpes rápidos mesmo sem ter esse atacante veloz. Fizemos isso no primeiro tempo contra o Coritiba, nossa melhor performance como visitantes – lembra Túlio. (O Grêmio largou na frente, naquela partida, mas tomou a virada).

Três titulares importantes do meio-de-campo entrarão pendurados: Túlio, Souza e Tcheco. Mas ninguém vai se preservar para o jogo de domingo, contra o Cruzeiro, no Olímpico.

— Quero todos se esforçando no limite – avisa Autuori. Afinal, o desafio é conquistar a primeira vitória longe do Olímpico.


FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO x GRÊMIO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 30/7/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/ PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Moisés Aparecido de Souza (PR)


SÃO PAULO: Denis, Zé Luis (André Dias), Renato Silva e Miranda; Jean, Hernanes, Richarlyson, Marlos (Jorge Wagner) e Júnior César; Dagoberto e Borges. Técnico: Ricardo Gomes

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes, Leo, Réver e Fábio Santos ; Adilson, Túlio, Tcheco e Souza; Herrera e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori

julho 30, 2009 Posted by | Grêmio, São Paulo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla tenta embalar contra o Atlético, que está no topo

Rubro-Negro, ainda com Andrade, espera encerrar farra do Galo

LANCEPRESS!

Depois de quebrar um jejum de 33 anos sem vitórias na Vila Belmiro, o Flamengo recebe o Atlético Mineiro nesta quinta-feira, às 21h, no Maracanã, buscando embalar no Campeonato Brasileiro sob o comando de Andrade. O Galo, por sua vez, almeja terminar a rodada com a liderança consolidada.

Ainda sem treinador definitivo, o Rubro-Negro vai a campo com a equipe que começou jogando contra o Santos., no último domingo. O esquema de três zagueiros foi mantido e ainda terá a proteção de Willians e Toró na marcação.

Convocado para a Seleção Brasileira pela segunda vez consecutiva, Kleberson, que jogará mais adiantado, terá a missão de municiar os atacantes Emerson e Adriano.

A baixa fica por conta do lateral-esquerdo Juan. O camisa 6 já está recuperado das dores que vinha sentindo no joelho direito, mas ainda busca a melhor condição física. Enquanto isso, Everton quebra o galho em sua posição.

Mesmo derrotado na última rodada, o Atlético-MG entra em campo empolgado. Os dois principais motivos são a manutenção da ponta da tabela e a convocação de Diego Tardelli, principal jogador do time na temporada 2009. O atacante já marcou 31 gols no ano, sendo oito no Brasileirão.

Para a partida desta quinta, o técnico Celso Roth já confirmou o time e repetirá os mesmos 11 jogadores que enfrentaram o Goiás, domingo passado, no Mineirão. O treinador segue sem poder contar com Carlos Alberto, que se recupera de um problema na coxa. Outro desfalque será o atacante Alessandro, que se machucou durantes os treinamentos da semana e não viajou para o Rio de Janeiro.

Os jogadores atleticanos esperam uma partida aberta no Maracanã e estão vendo a situação como positiva para o Galo. O time mineiro perdeu apenas uma partida fora de casa e costuma se dar bem contra adversários ofensivos. Para o volante Márcio Araújo, o jogo contra o Flamengo será complicado, mas o Galo pode vencer longe do Mineirão e seguir brigando pela primeira posição.

– É possível, sim. Mas sabemos que será um jogo muito difícil pela situação que eles estão vivendo, de troca de treinador, de terem vencido o Santos fora. Os jogadores que estavam desacreditados, com a moral baixa, vão ser apoiados pelos torcedores. É uma torcida parecida com a nossa, que vai ao estádio. Mas nossa equipe estará preparada para fazer um grande jogo na quinta – disse.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO X ATLÉTICO MINEIRO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 30/07/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba (Fifa-RS)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Paulo Ricardo da Silva Conceição (RS)

FLAMENGO: Bruno, Welinton, Aírton e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Toró, Willians, Kleberson e Everton; Emerson e Adriano. Técnico: Andrade.

ATLÉTICO MINEIRO: Aranha; Márcio Araújo, Werley, Welton Felipe e Thiago Feltri; Renan, Jonílson, Serginho e Júnior; Éder Luís e Diego Tardelli. Técnico: Celso Roth.

julho 30, 2009 Posted by | Atlético-MG, Flamengo | , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Verdão joga para o gasto, vence o Flu e é líder

Na estreia de Muricy, Palmeiras bate o Tricolor por 1 a 0 e assume a ponta

Em partida amarrada e pesada, como o próprio gramado do Palestra Itália, o Palmeiras jogou para o gasto e venceu o Fluminense por 1 a 0, com gol de Diego Souza, na estreia do técnico Muricy Ramalho. A magra vitória alviverde foi suficiente para colocar a equipe na liderança momentânea do Campeonato Brasileiro (Atlético-MG joga nesta quinta) e manter o Tricolor carioca na dramática penúltima colocação.

PRIMEIRO TEMPO

Para quem criou uma grande expectativa pelo jogo, o primeiro tempo acabou sendo chato. Está certo que o campo carregado – em virtude da forte chuva que caiu em São Paulo – contribuiu, mas não se pode negar que as equipes estavam pouco inspiradas.

O Fluminense veio com uma proposta clara de se defender. Com apenas Kieza na frente, o Tricolor criava um forte bloqueio para o ataque do Palmeiras, que tinha muitas dificuldades em furar a retranca. Cleiton Xavier e Diego Souza pouco apareciam e Obina acabava ficando isolado na frente.

Já o Tricolor, com muitos erros de passe, matava diversos contra-ataques. Muricy Ramalho, que não é bobo nem nada, tratou de deixar Conca bem marcado. Tal ação neutralizou a qualidade do ataque carioca.

De chances, apenas alguns bons chutes de Diego Souza e Cleiton Xavier, pelo Verdão, e de Marquinho e Conca, pelo Tricolor. Mas nada que tenha assustado muito.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou muito mais atraente. As equipes entraram mais vivas em campo e o jogo ficou mais movimentado. O Fluminense se soltou e arriscou um pouco mais. Kieza lutava bastante e com um chute de fora da área quase abriu o placar. Já pelo lado do Palmeiras Diego Souza chamava mais a responsabilidade.

Não por acaso, após um contra-ataque rápido o então camisa 100 abriria o placar para o Verdão. Após belo passe, ele deu um toque na saída de Fernando Henrique para colocar o Palmeiras na frente.

Após sofrer o gol, Renato Gaúcho sacou um volante (Fabinho) e colocou o atacante Maicon. O time até ficou mais ofensivo, mas não tinha muita criatividade na frente. Pelo lado do Palmeiras, Diego Souza exibia jogadas de plasticidade e tinha chances de ampliar. Porém, o time não estava tão inspirado como em outras partidas.

Por fim, o 1 a 0 acabou ficando de bom tamanho para a equipe do Palestra, que agora é líder do Campeonato Brasileiro momentaneamente. Já o Fluminense segue seu calvário. Agora são dez jogos sem vencer e a penúltima colocação assegurada mais uma vez.


FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Palestra Itália, São Paulo (SP)
Data/Hora: 29/7/2009 às 21h50
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Jair Albano Felix (MG)
Cartões amarelos: Diego Souza, Wendel, Maurício Ramos, Danilo (PAL); Marquinho, Dieguinho, João Paulo, Edcarlos (FLU)
Cartões vermelhos: Não houve.
GOLS: Diego Souza, 13’/2ºT (1-0)

PALMEIRAS: Marcos, Wendel, Maurício Ramos, Danilo, Armero, Pierre, Edmílson, Souza (Ortigoza, intervalo), Cleiton Xavier, Diego Souza, Obina (Marcão, 40’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Edcarlos, Luiz Alberto e Dalton (Maurício, 32’/2ºT); Mariano, Wellington Monteiro, Fabinho (Maicon, 21’/2ºT), Marquinho, Conca e Dieguinho (João Paulo, 35’/2ºT); Kieza. Técnico: Renato Gaúcho.

julho 30, 2009 Posted by | Fluminense, Palmeiras | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Felipe salva e Timão empata com Ramalhão

Em noite inspirada, goleiro corintiano faz grandes defesas e evita derrota no interior paulista

Jorge Henrique tenta ganhar duelo contra jogador do Santo André (Crédito: Ari Ferreira)

Jorge Henrique tenta ganhar duelo contra jogador do Santo André (Crédito: Ari Ferreira)

Contra o Santo André, na noite desta quarta-feira, o Corinthians pôde contar com apenas cinco jogadores, dos titulares que conquistaram a Copa do Brasil e o Paulistão no primeiro semestre. E um deles foi fundamental no ponto conquistado em São José do Rio Preto, onde o Timão empatou em 1 a 1 com o Ramalhão.

Com mais uma grande atuação, Felipe só não conseguiu pegar uma cobrança perfeita de falta de Marcelinho e evitou o pior. Chicão, em cobrança de pênalti, fez o gol corintiano.

No primeiro tempo, o torcedor corintiano que compareceu ao estádio Teixeirão, em São José do Rio Preto, viu sua equipe ser dominada pelo Santo André e deu graças a Felipe que, em pelo menos quatro oportunidades, salvou a equipe.

Com mais iniciativa e organização, o Ramalhão levou perigo em duas oportunidades no início. Aos 10 minutos, após bola cruzada da direita, Osny ficou frente a frente com o goleiro corintiano, mas, por capricho, completou mal e desperdiçou grande chance. No minuto seguinte, Ricardo Conceição arriscou chute forte da entrada da área e Felipe fez nova defesa.

Sentindo falta de seu meio-de-campo titular, além de Ronaldo, sempre boa referência no ataque, o Timão só veio criar a primeira chance aos 26 minutos. Após bate e rebate na área, Henrique conseguiu bater de virada, mas Neneca pegou com segurança.

Depois da pressão inicial, a equipe comandada por Sandro Gaúcho, que assumiu interinamente após a demissão de Sérgio Guedes, deu uma esfriada e passou a fazer faltas desnecessárias. Ainda assim, o Corinthians não conseguia ganhar volume de jogo e, aos 27, viu Antônio Flávio acertar o travessão após cruzamento de Marcelinho. Aos 37, Henrique, novamente ele, ainda levou perigo ao escorar cruzamento de Marcinho.

No segundo tempo, a figura de Marcelinho Carioca, eterno ídolo corintiano, passou a incomodar. O camisa 7 do Ramalhão tomou conta das ações da equipe mandante e complicou o jogor para o lado Alvinegro.

Aos 9 minutos, após cobrança de falta do pé-de-anjo, Felipe fez grande defesa, espalmando para o lado. Na sequência, mais um chute forte, e novamente o goleiro apareceu para salvar, com mais uma grande defesa.

Mas aos 19 minutos, o pé-de-anjo venceu o duelo com o goleiro corintiano, que esteve em grande noite. Em cobrança de falta na entrada da área, Marcelinho acertou um belo chute, sem chances para Felipe. A bola morreu no ângulo esquerdo.

Após o gol, Mano Menezes tentou mexer com o brio de seu time e fez duas substituições. Ele promoveu as entradas de Bill, que fez sua estreia, e de Souza. Este último, por ter entrado em campo pela sétima vez neste Campeonato Brasileiro, não poderá mais atuar por nenhuma outra equipe da Série A. Havia a possibilidade de Souza se transferir para o Goiás, ou mesmo para o Fluminense.

E aos 28, o próprio Souza sofreu pênalti, confirmando a boa mexida de Mano. Chicão cobrou com perfeição e empatou a partida.

Aos 33, Dentinho ainda arrumou tempo para ser expulso de campo, após fazer falta infantil no meio-de-campo. Com um homem a menos, o Timão tratou de segurar o resultado e, com a ajuda de Felipe, trouxe um ponto precioso de São José do Rio Preto.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Avaí, no domingo, no Pacaembu. Já o Santo André enfrenta o Goiás no Anacletto Campanella, também no domingo.

FICHA TÉCNICA:
SANTO ANDRÉ 1 X 1 CORINTHIANS


Estádio: Teixeirão, São José do Rio Preto (SP)
Data/hora: 29/07/2009 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Cleber Wellington Abade (SP)
Auxiliares: Nilson de Souza Monção (SP) e Andreson José Coelho (SP)
Cartões amarelos: Gustavo Nery, Rômulo, Marcelinho Carioca, Arthur, Cesinha (STA); Dentinho (COR)
Cartão Vermelho: Dentinho, 33’/2ºT (COR)
Gols: Marcelinho Carioca, 19’/2ºT (STA); Chicão, 29’/2ºT (COR)

SANTO ANDRÉ: Neneca; Rômulo, Cesinha, Marcel e Arthur; Fernando, Ricardo Conceição, Marcelinho Carioca e Gustavo Nery (Pablo Escobar, Intervalo); Antônio Flávio (Rodriguinho, 39’/2ºT) e Osny (Ricardo Goulart, 23’/2ºT). Técnico Interino: Sandro Gaúcho.

CORINTHIANS: Felipe; Diogo, Chicão, William e Marcinho (Marcelinho, 26’/2ºT); Moradei, Jucilei e Morais; Jorge Henrique (Souza, 21’/2ºT), Dentinho e Henrique (Bill, 21’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

julho 30, 2009 Posted by | Corinthians, Santo André | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Kléber dá a vitória ao Cruzeiro sobre o Sport

No sufoco, o Gladiador resolveu, marcando aos 45 do segundo tempo, fazendo o a Raposa subir na tabela

Thiago Ribeiro teve atuação discreta na vitória do Cruzeiro (Crédito: VIPCOMM)

Thiago Ribeiro teve atuação discreta na vitória do Cruzeiro

LANCEPRESS!

Em partida muito equilibrada, o Cruzeiro derrotou o Sport por 1 a 0 no Mineirão. Kléber, o Gladiador, decretou a vitória cruzeirense aos 45 minutos da etapa final. A Raposa está na 14ª posição na tabela, enquanto o Leão segue na 17ª, ainda na zona de rebaixamento.

O Sport foi fechado para o jogo , no 3-6-1 implantado por seu treinador interino, Levi Gomes. O time Celeste teve dificuldades no começo, pois a pressão rubro-negra anulava a movimentação do Cruzeiro – que, com Jonathan bem vigiado e Gérson Magrão perdido no meio-de-campo, era facilmente marcado.

A primeira boa chance da partida foi aos 16 minutos. Kléber tabelou com Gérson Magrão, que entrou como quis na defesa do Sport e carimbou o travessão. No rebote, Thiago Ribeiro obrigou Magrão a fazer excelente defesa. O que parecia ser uma pressão da Raposa, entretanto, não aconteceu.

O Sport passou a contra-atacar com perigo. Weldon e Fabiano eram os que mais chegavam à frente – embora não tenham assustado o goleiro Fábio. Foi em um destes contra-ataques, porém, que o lateral Diego Renan, que já havia levado cartão amarelo, foi expulso ao derrubar Weldon e receber a segunda advertência.

O Cruzeiro tentava agredir, mas Kléber e Thiago Ribeiro, distantes um do outro, não conseguiam tabelar. Gérson Magrão seguia tonto no meio – improvisado como apoiador, ainda pensava ser um lateral-esquerdo. O equilíbrio, então, foi ainda melhor até o fim do primeiro tempo, que terminou em 0 a 0.

A segunda etapa começou com o time visitante em cima do Cruzeiro. Aproveitando a vantagem de ter um homem a mais em campo, o Sport sufocou o adversário com boas chegadas à frente. O Cruzeiro se recompôs e voltou a igualar as ações.

Aos 17 minutos, Gérson Magrão cobrou falta e Magrão deu rebote. Kléber tentou aproveitar mas o goleiro do Sport fez uma intervenção inacreditável. Aos 19, o Leão respondeu com Luciano Henrique – ele teve grande chance, mas bateu à esquerda do gol.

As duas equipes seguiram com boas chances. A melhor delas foi desperdiçada por Vandinho que, após cruzamento de Élder Granja, acertou a trave de Fábio. No fim do jogo, porém, Kléber soltou o grito da garganta da torcida cruzeirense ao marcar o gol da vitória. Mesmo caído, acertou o ângulo do goleiro Magrão e decretou a vitória suada do Cruzeiro sobre o Sport.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 0 SPORT

LOCAL: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
DATA E HORA: 29/07/09, às 21h50 (de Brasília)
ÁRBITRO: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
AUXILIARES: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ)
RENDA E PÚBLICO: R$ 292.302,87 – 17.954 pagantes
CARTÕES AMARELOS: Diego Renan, Fabinho (CRU); Luciano Henrique, Andrade, Igor, César, Dutra, Durval (SPO)
CARTÕES VERMELHOS: Diego Renan (32’/1ºT); Dutra (43’/2ºT)
GOL: Kléber (45’/2ºT)

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan (Bernardo, 41’/2ºT), Fabinho, Thiago Heleno e Diego Renan; Fabrício, Marquinhos Paraná, Henrique e Gerson Magrão (Elicarlos, 20’/2ºT); Kléber e Thiago Ribeiro (Wellington Paulista, 20’/2ºT)
Técnico: Adilson Batista

SPORT: Magrão, César, Igor (Juliano, INT.) e Durval; Elder Granja, Hamilton, Andrade (Sandro Goiano, 14’/2ºT), Luciano Henrique, Fabiano (Guto, 26’/2ºT) e Dutra; Vandinho
Técnico: Levi Gomes

julho 30, 2009 Posted by | Cruzeiro, Sport | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Goiás vence Furacão por 3 a 0 e entra no G4

Esmeraldino consegue quarto triunfo consecutivo na Série A

Goiás embalou e venceu mais uma no Brasileiro (Crédito: Carlos Costa)

Goiás embalou e venceu mais uma no Brasileiro

LANCEPRESS!

Sem dificuldades, o Goiás conquistou a quarta vitória consecutiva no Brasileiro. No Serra Dourada, 3 a 0 no Atlético-PR e vaga garantida no G4. Iarley, Amaral e Léo Lima marcaram os gols do triunfo esmeraldino.

O Goiás começou a partida disposto a não dar chances para o Atlético. Com a bola presa no ataque, o Esmeraldino logou chegou ao primeiro gol. Aos seis minutos, Iarley recebeu lançamento, cortou o zagueiro e bateu com categoria para abrir o placar.

Com muitos espaços no meio, o Goiás encontrava facilidade para armar as jogadas e o segundo gol foi só uma consequência. Aos 12 minutos, Iarley cobrou falta e Amaral desviou de cabeça, ampliando para os goianos.

Os gols no início do jogo fizeram o primeiro tempo esfriar. O Furacão era um time sem muito ânimo e mesmo com o recuo do Goiás, não conseguiu impor pressão ao adversário, tanto que o goleiro Harlei não precisou fazer defesas difíceis nos primeiros 45 minutos.

O panorama da partida não se alterou na segunda etapa. O Goiás seguia satisfeito com o resultado e o Atlético não mostrava qualidade para criar jogada alguma.

Até que aos 20 minutos, Léo Lima fez boa jogada pelo meio, encontrou o espaço e bateu forte, fazendo 3 a 0 e sepultando qualquer esperança de reação do Rubro-Negro. O goleiro Galatto ainda salvou o Atlético de uma goleada histórica com grandes defesas nos minutos finais.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 3 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO).
Data/hora: 29/07/2009, às 21h.
Árbitro: Devarly Lira do Rosario (ES).
Auxiliares: Ednilson Corona (SP) e Marcos Antônio Moreira Collodetti (ES).

Gols: Iarley, 6/2T (1-0); Amaral, 12/2T (2-0); Léo Lima, 20/2T (3-0)

Cartões amarelos: Rafael Santos, Antônio Carlos, Manoel e Alex Mineiro (APR); Léo Lima e Leandro Euzébio (GOI)

Cartões Vermehos: Rafael Santos (APR)

GOIÁS: Harlei; Ernando, Leandro Euzébio e Rafael Toloi; Douglas, Amaral, Fernando, Léo Lima (Bruno Meneghel, 27/2T), Felipe Menezes e Julio Cesar (Zé Carlos, 21/2T); Iarley (Raul, 35/2T).
Técnico: Hélio dos Anjos.

ATLÉTICO-PR: Galatto; Rhodolfo, Antônio Carlos e Rafael Santos; Raul (Manoel, 27/2T), Valencia, Zé Antônio (Wesley, 7/2T), Wallyson (Patrick, 7/2T) e Márcio Azevedo; Marcinho e Alex Mineiro.
Técnico: Waldemar Lemos.

julho 30, 2009 Posted by | Atlético-PR, Grêmio | , , , , , , | Deixe um comentário

Internacional vence Barueri em casa

Andrezinho comanda a vitória colorada no Beira-Rio

Comandado pelo meia Andrezinho, o Internacional venceu o Barueri por 3 a 2 (Crédito: Ricardo Rimoli)

Comandado pelo meia Andrezinho, o Internacional venceu o Barueri por 3 a 2

LANCEPRESS!

Pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2009, o Internacional venceu o Barueri no Beira-Rio por 3 a 2, nesta quarta-feira e deu fim a série de três partidas sem vitória. Com o resultado o Colorado subiu para a terceira colocação na tabela. Já o Barueri perdeu a segunda partida consecutiva e estacionou na nona posição com 22 pontos.

PRIMEIRO TEMPO
No Beira-Rio, o Internacional fez valer seu mando de campo logo cedo: aos 5 minutos, em sua primeira chegada ao ataque, o Colorado abriu o placar com o centroavante Alecsandro: após boa jogada de Andrezinho pela esquerda, o artilheiro do Inter no Brasileirão com cinco gols, mandou de cabeça para rede, aproveitando a indecisão do goleiro Renê.

O gol deu tranquilidade ao time gaúcho que continuou soberano na partida. Com as subidas de Andrezinho pela esquerda e de Taison pela direita, o Internacional conseguia levar perigo ao gol do Barueri. Enquanto que o time paulista, acuado, não era capaz de passar do meio-de-campo. Aos 26 minutos, Andrezinho, que vinha tendo uma ótima atuação na partida, melhorou ainda mais sua performance: de falta, o meia colorado mandou a bola no canto inferior do goleiro Renê e aumentou a vantagem gaúcha no placar.

Sendo pressionado pelo Inter e sem dar nenhum chute ao gol de Michel Alves, o Barueri quase levou o terceiro quando Alecsandro chutou de fora da área e o zagueiro André Luís desviou para escanteio. Somente aos 41 minutos o time paulista deu seu primeiro chute a gol. Após falta cobrada na área, o zagueiro Xandão mandou de cabeça por cima da meta colorada. E aos 46 minutos o Barueri conseguiu diminuir graças a um gol contra. Márcio Careca bateu falta, Michel Alves deu rebote e, no, bate-rebate, o volante Sandro acabou chutando contra o próprio património.

SEGUNDO TEMPO
Com uma mudança no time, o Barueri voltou assustando a torcida colorada. O meia Thiago Humberto, por quem a diretoria do Internacional já demonstrou interesse, chutou forte de fora da área e obrigou o goleiro Michel Alves a fazer boa defesa. Melhor em campo, o meia Andrezinho acertou a trave de perna canhota e quase marcou o segundo dele no jogo.

Aos contrário da primeira etapa, o goleiro Michel Alves estava tendo trabalho na partida. O Barueri incomodava principalmente com o artilheiro Val Baiano. Mas foi o Inter que quase ampliou em bela tabela entre Taison e Giuliano que terminou com a finalização por cima de Giuliano.

Em mais uma bola rebatida pelo goleiro colorado, aos 33 minutos, o Barueri chegou ao empate: após falta cobrada por Éwerton, Michel Alves defendeu, e, no rebote, o zagueiro André Luís mandou para a rede. Quando o empate parecia estar decretado, aos 40 minutos da segunda etapa, o zagueiro Sorondo colocou deu a vitória para o time gaúcho: após mais um bola na trave de Andrezinho, o defensor colorado mandou para a rede e fechou o placar.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 3 X 2 BARUERI

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).
Data/hora: 29/07/2009, às 21h.
Árbitro: Carlos Berkembrock (SC).
Auxiliares:Fransico Carlos Nascimento (AL) e Otávio Corrêa de Araújo (AL).
Renda/público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Otacílio Neto (BAR); André Luís (BAR); Bolívar (INT); Leandrão (INT).
Cartões vermelhos:
Gols: Alecsandro (1-0, 5’/1ºT); Andrezinho (2-0), 26’/1ºT); Sandro (2-1, 46’/1ºT); André Luís (2-2, 33’/2ºT); Sorondo (3-2, 40’/2ºT).

INTERNACIONAL: Michel Alves; Bolívar, Indio, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazú, Giuliano e Andrezinho; Alecsandro (Danny Morais, 43’/2ºT) e Taison (Bolaños, 26’/2ºT). Técnico: Tite.

BARUERI: Renê; Xandão, André Luís e Leandro Castán; Eder (Franciscatti, intervalo), Ralf, Éwerton, Thiago Humberto (Márcio Hahn, 28’/2ºT) e Márcio Careca; Otacílio Neto (Flavinho, 13’/2ºT) e Val Baiano.
Técnico: Estevam Soares.

julho 29, 2009 Posted by | Grêmio Prudente, Internacional | , , , , , , , | Deixe um comentário

Coritiba e Botafogo empatam em 2 a 2 no Couto Pereira

Resultado deixa equipes próximas a zona do rebaixamento

Coritiba e Botafogo fizeram uma boa partida no couto Pereira

Coritiba e Botafogo fizeram uma boa partida no couto Pereira

LANCEPRESS!

Em um jogo emocionante e quente, apesar do frio que fazia no Couto Pereira, Coritiba e Botafogo empataram em 2 a 2, nesta quarta-feira, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro e continuam namorando a zona do rebaixamento. Os dois times ficam com 16 pontos. Os gols do jogo foram marcados por Bruno Batata e Marcos Aurelio para os donos da casa e por Victor Simões e Renato para o Glorioso.

O jogo começou com o Botafogo melhor, tentando aquecer sua torcida com jogadas em velocidade pelo meio e chutes de longa distâncias. Porém, apesar da superioridade alvinegra, foi o time da casa que quase abriu o placar. Rodrigo Heffner acertou um belo chute da entrada da área, obrigando o goleiro Castilho a fazer uma grande defesa, de mão trocada. Apesar do susto, único do Coxa no primeiro tempo, o técnico Ney Franco deve etr ficado bem contente com o que viu, já que o seu time dominava totalmente a partida.

Aos 19 minutos, Victor Simões recebeu uma bola na entrada da área e acertou um belo chute de primeira. A bola passou muito perto da trave esquerda do goleiro Vanderlei. Se na primeira chance do Pantera, a bola passou perto, na segunda, o atacante mostrou poruqe é considerado um dos melhores atacantes do Botafogo. Após um escanteio cobrado pela esquerda, a bola rebateu na área e sobrou no segundo pau. Victor Simões cabeceou forte, para o chão, conforme manda o figurino, e abriu o placar para o time carioca. 1 a 0 Botafogo.

O gol animou a equipe alvinegra, que continuou tentando buscar o segundo. Aos 40 minutos, Juninho deu um belo lançamento para André Lima na direita. O atacante rolou para Lucio Flavio, que quase marcou. A bola passou titrando tinta da trave de Vanderlei.

Misteriosamente, o Botafogo, que dominou todo o primeiro tempo voltou para a segunda etapa muito recuado. Pouco a pouco, os donos da casa começavam a pressionar. Até os torcedores, que vaiaram os jogadores do Coxa no intervalo, começaram a empurrar o Coritiba para a virada.

O apoio começou a dar certo, tanto que aos 12 minutos, Bruno Batata recebeu a bola na entrada da área, após um contra-ataque, e com um belo toque, tirou do goleiro Castilho e empatou a partida. Com o gol, Ney Franco mudou o time e colocou Reinaldo no lugar do atacante André Lima. A substituição fez o Botafogo melhorar. E foi em uma jogada de Reinaldo que o segundo gol do time carioca saiu. Batista recebeu o passe do atacante e cruzou para Renato, sozinho, de cabeça fazer o segundo, aos 39 minutos.

O gol era para ter selado a partida, mas aos 44 minutos, após falha da zaga alvinegra, Marcos Aurelio, que já havia sofrido um pênalti não marcado pela arbitragem, empatou o jogo, dando números finais a partida. Aos 48, o Coritiba ainda meteu uma bola na trave.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o Barueri, sábado, no Engenhão, enquanto o Coritiba vai até Minas encarar o Atlético-MG no Mineirão.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data/hora: 29/07/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/Fifa)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Alexandre Kleiniche (RS)
Cartões Amarelos: Juninho, Eduardo (BOT) Carlinhos Paraíba, Jeci, Jaílton, Marcos Aurélio (CTB)
Cartões Vermelhos:
Gols: Victor Simões, 34’/1ºT (0-1); Bruno Batata, 12’/2ºT (1-1); Renato, 39’/2ºT (1-2); Marcos Aurelio, 44’/2ºT (2-2)


CORITIBA: Vanderlei, Rodrigo Heffner (Márcio Gabriel, Intervalo) , Jeci, Demerson e Douglas Silva (Rodrigo Trasso, intervalo); Jaílton, Renatinho (Leozinho 28’/2ºT), Pedro Ken e Carlinhos Paraíba; Marcos Aurélio e Bruno Batata. Técnico: René Simões.

BOTAFOGO: Castilho, Wellington, Juninho e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro (Fahel 41’/2ºT), Renato, Lucio Flavio e Batista; André Lima (Reinaldo 28’/2ºT) e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

julho 29, 2009 Posted by | Botafogo, Coritiba | , , , , , , , | Deixe um comentário

Gol no fim dá vitória para o Peixe

Rodrigo Souto fez o gol da vitória contra o Náutico

LANCEPRESS!

Com um gol de Rodrigo Souto nos acréscimos, o Santos venceu o Náutico por 2 a 1 no Estádio dos Aflitos, nesta quarta-feira. O Timbu jogou o segundo tempo todo com um a menos e os visitantes aproveitaram a vantagem numérica para conseguir o placar.

Com o resultado, o Peixe se reencontrou com a vitória após o tropeço em casa contra o Flamengo. A equipe chegou a 20 pontos e ocupa, momentaneamente, a 9ª colocação na tabela. Já o Náutico vai passar mais uma rodada segurando a lanterna da competição. O Timbu já acumula 12 jogos sem vitória e pode ficar a seis pontos do último clube fora da zona de rebaixamento.

O Santos não se incomodou com o fato de estar atuando nos Aflitos e começou o jogo pressionando os donos da casa. Em apenas 5 minutos, o Peixe teve duas oportunidades para abrir o placar. A primeira em uma bomba de Fabão em cobrança de falta que o goleiro Glédson colocou para escanteio. Na sequência, Madson cruzou e Paulo Henrique quase marcou. O Náutico só foi assustar aos 10, com Anderson Santana batendo com perigo de fora da área.

A partida continuou movimentada e o Timbu criou outra oportunidade aos 15 minutos. Galiardo foi ao fundo e cruzou na cabeça de Gilmar, o atacante deu um peixinho, mas Felipe segurou firme no meio do gol. O time comandado por Vanderlei Luxemburgo arriscava em chutes de longa distância. Kléber Pereira e Germano deram trabalho para Glédson.

Aos 25 a melhor oportunidade. Madson fez um passe de calcanhar espetacular e deixou Kléber Pereira na cara do gol. O camisa 9 bateu rasteiro, mas Glédson salvou mais uma. O goleiro dos pernambucanos foi o destaque da primeira etapa, que não teve muitas emoções depois desse lance. Nos acréscimos, Gladstone que já tinha amarelo, recebeu o segundo e foi expulso.

Com a expulsão no último minuto de Gladstone, os treinadores mudaram as equipes no intervalo. Geninho consertou a zaga, sacou o meia Aílton e colocou Asprilla. Luxemburgo trocou o improdutivo Paulo Henrique por Felipe Azevedo.

Insatisfeito com a produção do Santos, Luxa fez mais duas alterações antes dos 15 minutos. Saíram Robson e Léo para as entradas de Neymar e Luizinho. A partir daí, o Peixe começou a criar chances claras de gol. Kléber Pereira teve duas, mas não foi feliz.

O Timbu se defendia como podia, mas aos 22 não teve jeito. O baixinho Madson fez grande jogada pela esquerda e cruzou. Neymar mergulhou e fez de peixinho: 1 a 0 Santos. Como no jogo contra o Atlético-PR, o jovem santista deixou o banco de reservas para marcar e ajudar o Peixe a sair com a vitória.

O Santos dominava a partida e mal era atacado. Mas em lance isolado, Carlinhos Bala encontrou Gilmar dentro da área. O atacante dominou e foi atropelado pelo goleiro Felipe. Na batida, o mesmo Gilmar empatou o jogo, aos 32 minutos.

Depois disso, muita pressão santista. O Peixe ficava no campo de ataque, mas não conseguia boas oportunidades para marcar o segundo gol. O Náutico se fechou e esperava o apito final. Mas aos 46 minutos, Rodrigo Souto apareceu. Neymar cobrou escanteio e o volante subiu mais alto que todo mundo para sair como herói do jogo.

Pela próxima rodada, o Náutico vai até o Maracanã enfrentar o Flamengo, domingo, às 16h. Já o Santos folgará no fim de semana. Isso porque o Peixe jogaria contra o Internacional, mas como o Colorado estará no Japão para a disputa da Copa Suruga, a partida foi adiada para o dia 26 de agosto. O próximo confronto da equipe de Luxemburgo é contra o Coritiba, no Couto Pereira, no próximo dia 5, já válido pela 17ª rodada.

FICHA TÉCNICA:
NÁUTICO 1 X 2 SANTOS

Estádio: Eládio de Barros Carvalho, Recife (PE)
Data/hora: 29/7/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Alexandre de Rocha Matos (BA) e Belmiro da Silva (BA).
Renda/público: não disponíveis
Cartões amarelos: Carlinhos Bala (NAU); Germano, Rodrigo Souto, Felipe Azevedo, Luizinho, Felipe (SAN)
Cartões vermelhos: Gladstone, 45’/1ºT (NAU);
GOLS: Neymar, 22’/2ºT (0-1); Gilmar, 31’/2ºT (1-1); Rodrigo Souto, 47’/2ºT (1-2)

NÁUTICO: Gledson; Nilson, Gladstone e Vagner; Galiardo, Johnny (Dudu Araxá, 27’/1ºT, depois Acosta, 26’/2ºT), Derley, Aílton (Asprilla, intervalo) e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Geninho.

SANTOS: Felipe; Pará, Fabão, Eli Sabiá, Léo (Luizinho, 15’/2ºT); Rodrigo Souto, Germano, Robson (Neymar, 12’/2ºT), Paulo Henrique (Felipe Azevedo, intervalo) e Madson; Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

julho 29, 2009 Posted by | Náutico, Santos | , , , , , , | Deixe um comentário