Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Seleção passa sufoco, mas derrota a África do Sul de Joel Santana e vai à final

Joel até complica, mas Seleção se garante na final

No fim, Daniel Alves marca gol da vitória sobre África do Sul

Kaká disputa bola durante a semifinal (Crédito: EFE)

LANCEPRESS!

Joel Santana cumpriu a promessa de dificultar a vida da Seleção: somente aos 42 minutos do segundo tempo, o Brasil marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul, nesta quinta-feira, em Johanesburgo, pela semifinal da Copa das Confederações. Daniel Alves foi o heroi da partida.

A decisão contra os Estados Unidos acontece no domingo, às 15h30 (de Brasília), em Johanesburgo. Mais cedo, África do Sul e Espanha se enfrentam em Rustenburg pelo terceiro lugar da competição.

A prometida ofensividade de Joel não se concretizou – para a sorte dos sul-africanos. O técnico armou sua equipe na defesa, mas pensou também no ataque. Posicionou bem os apoiadores Pienaar e Tshabalala para os contragolpes.

Os brasileiros reagiram como de costume diante de retrancas: foram quase inofensivos. Os laterais André Santos e Maicon não tiveram espaços para subir. Ramires esteve perdido na ponta direita – posição muito bem ocupada por Kaká contra a Itália, dias antes.

A Seleção dependia de momentos de genialidade para chegar com perigo. Aos 15 minutos, Luis Fabiano ajeitou de letra para Ramires, que não pegou bem na bola. Enquanto isso, os sul-africanos assustavam nos chutes de longe.

A sorte também estava ao lado dos anfitriões. Aos 12 do segundo tempo, Modise arriscou de fora da área, a bola desviou em Luisão e se encaminhou para o canto esquerdo de Julio Cesar. O goleiro, no entanto, salvou com incrível defesa.

Apático, Dunga viu seu time tocar, tocar e tocar a bola. Sem qualquer mudança tática, a Seleção parecia entregue à retranca de Joel. Brilhou, então, a estrela do técnico, que tirou André Santos para improvisar Daniel Alves na esquerda.

O lateral do Barcelona não fez muito na nova posição. Mas, quando teve a chance, decidiu o jogo. Aos 42, Daniel cobrou falta com precisão, no ângulo esquerdo de Khune e garantiu a vitória brasileira.


FICHA TÉCNICA:

ÁFRICA DO SUL 0 X 1 BRASIL

Estádio: Ellis Park, Johanesburgo (AFS)
Data/hora: 25/6/2009 – 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Massimo Busacca (SUI)
Auxiliares: Matthias Arnet (SUI) e Francesco Buragina (SUI)

Cartões amarelos: Masilela (AFS); Felipe Melo, André Santos, Daniel Alves (BRA)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Daniel Alves, 41’/2ºT

ÁFRICA DO SUL: Khune, Gaxa, Mokoena, Booth e Masilela; Dikgacoi, Mhlongo, Pienaar (Van Heerden, 47’/2ºT) e Tshabalala (Mashego, 46’/2ºT); Modise (Mphela, 46’/2ºT) e Parker. Técnico: Joel Santana.

BRASIL: Julio César, Maicon, Lúcio, Luisão e André Santos (Daniel Alves, 36’/2ºT); Felipe Melo, Gilberto Silva, Ramires e Kaká; Robinho e Luis Fabiano (Kleberson, 46’/2ºT). Técnico: Dunga.

junho 25, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Favorito, Brasil encara a África do Sul

Seleções decidem quem enfrentará os EUA na final

Kaká é a principal arma da Seleção (Crédito: EFE)

Kaká é a principal arma da Seleção (Crédito: EFE)

LANCEPRESS!

A Seleção Brasileira entra no campo do Estádio Ellis Park de Johanesburgo nesta quinta-feira, às 15h30 (de Brasília), para tentar confirmar seu favoritismo diante da África do Sul, pela semifinal da Copa das Confederações.

O confronto marcará o duelo de dois treinadores que já trabalharam juntos: Joel Santana comandou o então volante Dunga no Vasco em 1987.

O treinador do Brasil acredita que o jogo será uma festa para a torcida da casa, mas cobrou seus jogadores para que a zebra não apareça como na outra semifinal, em que os Estados Unidos derrotaram a Espanha por 2 a 0.

– Eles jogam em casa, chegarão motivados e já fizeram uma boa partida contra a Espanha. Mas estamos preparados para enfrentar uma equipe com características muito próprias do futebol africano, que atua em velocidade e chegou aqui por méritos próprios – afirmou Dunga.

O Brasil, que ainda não levou cartão amarelo na competição, conta com apenas o desfalque do zagueiro Lúcio, lesionado.

Já os anfitriões não poderão contar com o volante Sibaya, suspenso com dois cartões amarelos. Tshabalala jogará em seu lugar.

O técnico Joel Santana, que chegou a pedir todo o apoio possível da torcida sul-africana com as suas vuvuzelas (cornetas), acredita que sua seleção tem chances para superar os pentacampeões do mundo.

– Entraremos em campo sabendo que futebol é futebol, e por isso pode acontecer qualquer coisa. Nós faremos todo o possível para jogar bem contra o Brasil, sem medo e para criar espetáculo, que é do que se trata – garantiu.

FICHA TÉCNICA:

ÁFRICA DO SUL X BRASIL

Estádio: Ellis Park, Johanesburgo (AFS)
Data/hora: 25/6/2007 – 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Massimo Busacca (SUI)
Auxiliares: Matthias Arnet (SUI) e Francesco Buragina (SUI)

ÁFRICA DO SUL: Khune, Gaxa, Mokoena, Booth e Masilela; Dikgacoi, Mhlongo, Pienaar e Tshabalala; Modise e Parker. Técnico: Joel Santana.

BRASIL: Julio César, Maicon, Lúcio, Miranda (Luisão) e André Santos; Felipe Melo, Gilberto Silva, Ramires e Kaká; Robinho e Luís Fabiano. Técnico: Dunga.

junho 25, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , | Deixe um comentário