Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Mistão do Inter vence o Goiás no Serra Dourada

Mesmo jogando fora de casa, a equipe de Tite mantém a liderança do Brasileiro

Inter segue na liderança do Brasileiro (Crédito: Carlos Costa)

Inter segue na liderança do Brasileiro

LANCEPRESS!

O mistão do Internacional venceu o Goiás por 1 a 0, no Serra Dourada. Com bela atuação do atacante Taison, que entrou no segundo tempo para marcar o gol da vitória, o Colorado se manteve na liderança do Brasileiro. Já o Esmeraldino, segue sem vencer na competição.

O técnico Tite, claramente preocupado com a Copa do Brasil, escalou o time misto do Internacional. Com isso, o Goiás começou partindo para cima do adversário. E logo no início o meia Ramalho perdeu a primeira chance clara do esmeraldino, quando recebeu dentro da área e chutou mal à direita de Lauro.

Por outro lado, o Colorado tentava chegar ao ataque pelo meio com Andrezinho, Giuliano e Alecssandro, mas o insistência pelas jogadas por este setor acabavam limitando a equipe.

O Internacional começou a apetar a marcação e isso irritou os jogadores do Goiás, que reclamaram de dois pênaltis não marcados pelo árbitro Claudio Luciano Mercante: um sobre Ramalho e outro em cima de Iarley. Ao fim do primeiro tempo, o placar refletia o fraco desempenho das duas equipes.

Insatisfeito com o rendimento do Inter na primeira etapa, Tite adiantou sua marcação para se aproveitar dos espaços deixados pelo Goiás. Assustado com a forte pressão do adversário, o esmeraldino rifava a bola para frente. Aos poucos o Goiás conseguiu se encontrar e com uma bela jogada de Ramalho, que deu dois chapéus nos jogadores do Inter, o time da casa voltou a atacar com perigo.

Aos 20′, Iarley cabeceou sozinho dentro da área, obrigando o goleiro Lauro a fazer uma defesa espetacular no reflexo. O Colorado sentindo que o Goiás saiu de vez em busca do resultado, passou a jogar no contra-ataque. Para isso, Tite colocou Taison no lugar do inoperante Giuliano.

A entrada do atacante deu mais volume ao time, que tentava a todo custo chegar ao gol da vitória. E ele veio. Aos 32, Táison cabeçeou sozinho dentro da área para dar números finais à partida: 1 a 0 Inter.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 1 INTERNACIONAL

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data-Hora: 23/05/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Claudio Luciano Mercante
Renda e Público: R$ 43.268,00 / 7274

Cartões Amarelos: Ramalho (GOI); Magrão, Guinãzu (INT)
Cartões Vermelhos: Não Teve
Gols: Taison 32’/1ºT (0-1),

GOIÁS: Harlei, Ernando, Rafael Tolói e João Paulo(Jael / 34′ 2ºT); Fábio Bahia, Amaral, Ramalho, Júlio César e Felipe Menezes(Eduardo Ramos 19′ / 2ºT) ; Felipe(Bruno Meneguel / 40′ 2º T) e Iarley – Técnico: Hélio dos Anjos

INTERNACIONAL: Lauro, Bolivar, Danny Moraes, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Glaydson, Guinãzu, Magrão(Sandro / 19′ 2ºT) e Andrezinho; Giuliano(Taison / 11′ 2ºT) e Alecssandro(Leandrão / 30′ 2ºT) – Técnico: Tite.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Goiás, Internacional | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Sem dificuldade, Cruzeiro passa pelo apático Vitória, no Mineirão

Kléber marca duas vezes na primeira etapa, e a Raposa volta a vencer. Goleiro Viafara salva a equipe baiana de sofrer uma goleada

Sem muita dificuldade, quase em ritmo de treino e com dois gols do “Gladiador” Kléber já no primeiro tempo, o Cruzeiro venceu o Vitória por 2 a 0, neste sábado, no Mineirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, e garantiu seu segundo triunfo na competição (assista aos gols no vídeo ao lado).

O time do técnico Adilson Batista entrou em campo com a cabeça na disputa das quartas de final da Libertadores contra o São Paulo, mas, diante da ineficiência dos visitantes, conquistaram os três pontos sem dificuldades.Com o resultado, a Raposa chegou aos seis pontos, e roubou, provisoriamente, a vice-liderança do Vitória, que tem a mesma pontuação, mas perde os 100% de aproveitamento e leva a pior no saldo de gols (dois contra um).

Visitante apático sofre dois de Kléber

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Kléber marcou duas vezes na primeira etapa

Se os primeiros minutos da partida foram de forte marcação dos dois lados, o Cruzeiro não demorou para deixar clara a sua superioridade em campo e, aos 22, abriu o placar. Após belo passe de Thiago Ribeiro, pelo alto, Kléber venceu a zaga na velocidade e mandou uma bomba de esquerda para o fundo das redes.

Pouco depois, aos 28, o Gladiador recebeu cruzamento rasteiro de Athirson, na entrada da área, cortou o zagueiro com categoria e chutou de canhota no canto esquerdo do goleiro Viafara para ampliar.O Cruzeiro aproveitava a facilidade em chegar à área baiana pela direita. Aos 35, Jonathan foi à linha de fundo e cruzou. A bola passou por Viafara, mas Victor Ramos cortou antes que Ramires marcasse o terceiro.

Em mais um ataque pela direita, aos 37, Jonathan fez o levantamento, e a defesa do Vitória parou, pedindo a marcação do impedimento. O árbitro não assinalou nada, mas Kléber, livre na área, desperdiçou a chance de marcar mais um, com um toque fraco defendido sem dificuldade pelo goleiro Viafara.

Apático em toda a etapa inicial, o Vitória deu um único chute na direção do gol, com Vanderson, aos 41, mas Fábio fez a defesa com tranquilidade.

Viafara impede a goleada

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

O ataque rubro-negro pouco fez no Mineirão

Na tentativa de dar nova vida ao time baiano, o técnico Paulo César Carpegiani pôs Adriano no lugar do veterano Ramon. Mas a substituição não surtiu o efeito desejado, e os donos da casa continuaram a dominar o jogo.Já aos dois minutos, Fabrício esticou para Athirson entre os zagueiros do Vitória, mas o camisa 10, de frente para Viafara, tocou cruzado pela linha de fundo. Aos quatro, Jonathan mandou uma bomba de fora da área, Viafara espalmou, a bola tocou na trave e, no rebote, o chute de Thiago Ribeiro foi desviado para escanteio.

O terceiro gol cruzeirense parecia próximo. Aos 6, Gerson Magrão tabelou com Kléber na entrada da área rubro-negra, mas exagerou no individualismo e, ao invés de fazer o cruzamento para os companheiros livres, chutou na rede pelo lado de fora. Aos 17, o goleiro Viafara fez defesa incrível em cabeçada a queima-roupa de Kléber.

O camisa 1 do Vitória voltou a mostrar serviço, aos 24, desviando mais uma a bomba de Jonathan de fora da área para escanteio.

Aos 27, Ramires passou para Kleber e recebeu de volta de letra. Livre para avançar, o volante tentou bater colocado, e, mais uma vez, a Raposa parou nas mãos de Viafara, que impedia a goleada. A história se repetiu aos 32, desta vez em chute forte do cruzeirense, defendido no susto pelo colombiano.

Na sequência, o Cruzeiro tem dois duelos marcados contra o São Paulo. O primeiro deles acontece na quarta-feira, às 21h50m, pelas quartas de final da Libertadores, no Mineirão. No domingo, os times voltam a se enfrentar, às 16h, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, no Morumbi. No mesmo horário, o Vitória recebe o Grêmio, no Barradão, também pelo Brasileirão.

Ficha técnica:

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

CRUZEIRO 2 x 0 VITÓRIA

Fábio, Jonathan, Anderson, Thiago Heleno, Gerson Magrão (Bernardo); Fabrício, Henrique, Ramires, Athirson (Marquinhos Paraná); Thiago Ribeiro (Zé Carlos) e Kléber.

Viafara, Bosco, Wallace, Victor Ramos, Robson; Uelliton, Vanderson, Carlos Alberto, Ramon (Adriano), Bida; Neto Baiano (Roger).

Técnico: Adilson Batista.

Técnico: Carpegiani.

Gols: Kléber, aos 22 e aos 28 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Fabrício (Cruzeiro).

Estádio: Mineirão. Data: 23/05/2009. Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/PR). Auxiliares: José Ricardo Maciel Linhares (ES) e Marcos Antonio Moreira Collodetti (ES).

maio 23, 2009 Posted by | Cruzeiro, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com a assinatura de Souza, Timão vence o Barueri no estádio do Pacaembu

Triunfo por 2 a 1 foi o primeiro do Corinthians no Brasileirão. Atacante, que substituiu Ronaldo, deixou de ser vaiado para ser aplaudido pela Fiel

Ampliar Foto Agência/Globo Agência/Globo

Souza vibra após marcar de pênalti

A primeira vitória do Corinthians no Campeonato Brasileiro de 2009 não teve a assinatura do craque Ronaldo, fora por conta de problema na panturrilha direita, mas sim do criticado Souza. Foi o atacante o responsável pelo primeiro gol do Timão na vitória por 2 a 1 sobre o Barueri neste sábado, no Pacaembu. Jean fez o outro, e Daniel Marques descontou nos acréscimos.

Perseguido pela Fiel por conta das más atuações e dos poucos gols (com esse são três na temporada), Souza dessa vez ganhou o reconhecimento dos torcedores, que o aplaudiram quando foi substituído por Henrique. Além da baixa de Ronaldo, Mano não teve outros quatro titulares: André Santos, Chicão, William e Cristian.

O triunfo desta noite dá mais tranquilidade ao Corinthians para a sequência na Copa do Brasil, prioridade alvinegra neste primeiro semestre. Agora, em três rodadas, o Timão tem uma vitória, um empate (Botafogo) e uma derrota (Internacional).

Já a equipe do Barueri, que reclamou bastante da marcação de pênalti em Jorge Henrique, conheceu neste sábado sua primeira derrota no Nacional. Estreante na elite, o time da Grande São Paulo empatou seus dois primeiros jogos.

Pelo Campeonato Brasileiro, Corinthians e Barueri voltam a campo no próximo domingo. Às 16h (de Brasília), o Timão faz o clássico paulista da rodada contra o Santos, na Vila Belmiro. Mais tarde, às 18h30m, o Barueri recebe o Palmeiras, na Arena.

Antes disso, porém, o clube do Parque São Jorge tem um importante duelo com o Vasco, válido pelas semifinais da Copa do Brasil. A partida está marcada para quarta-feira, às 21h45m, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Enfim, Souza desencanta


Totalmente diferente em relação ao que o torcedor está acostumado, o Corinthians entrou em campo com cinco titulares e seis reservas. Tudo por conta dos desfalques de Ronaldo, André Santos, Chicão, William e Cristian, poupados para a partida contra o Vasco, pela Copa do Brasil. Douglas, outro titular, ficou no banco como opção.

Antes do início da partida, o técnico Mano Menezes declarou que sua principal preocupação era expor demais a equipe escalada, por conta da falta de entrosamento. Esse foi o motivo para o comandante alvinegro escolher três volantes e nenhum meia. No ataque, a novidade foi Souza, que não tem o apoio da Fiel.

Em busca de sua primeira vitória no Brasileirão e também do primeiro gol (não balançou as redes nas duas primeiras rodadas), o Corinthians foi para cima logo aos 2 minutos. O volante Jucilei fez boa jogada pelo meio e foi derrubado na intermediária. Na cobrança da falta, Saci rolou para Elias mandar por cima do gol.

Apesar de o Timão ter tomado a iniciativa da partida, o Barueri não se intimidou. Respondeu com Thiago Humberto, que chutou de fora da área, aos 5, e depois com Fernandinho, que apareceu na grande área sozinho, aos 11, e tentou cruzar para encontrar um companheiro que concluísse. Felipe e Diego salvaram os anfitriões.

Criatividade não foi o forte de nenhuma das duas equipes na etapa inicial. Felipe e Renê tiveram pouco trabalho nas metas. Mas mesmo assim o Corinthians encontrou uma forma de abrir o marcador no Pacaembu. Aos 17 minutos, o atacante Jorge Henrique invadiu a área driblando e foi derrubado por Daniel Marques. Pênalti!

Na cobrança, aos 18, partiu Souza. Jogador do atual elenco mais criticado pelos corintianos, o atacante bateu no canto direito e colocou o Timão em vantagem. Ele voltou a balançar as redes adversárias depois de 112 dias de jejum. Antes, havia marcado em amistoso com o Estudiantes e diante do Oeste, no começo do Paulistão.

Aos 45 minutos, a melhor jogada do Barueri. Fernandinho fez ótima jogada, entrou na grande área, armou o chute, mas foi interceptado por Jean, que vibrou.

Outro reserva ganha destaque: Jean


Na saída para o intervalo, os jogadores do Barueri reclamaram bastante da arbitragem de Wilson Luiz Seneme. O lateral-esquerdo Márcio Careca chegou até mesmo a dizer que o árbitro ameaçou marcar mais pênaltis contra o time da Grande São Paulo. Pedrão e Fernandinho também saíram insatisfeitos da etapa inicial.

Reclamações a parte, o técnico Estevam Soares voltou com o Barueri diferente para o segundo tempo. Colocou Éder, ex-São Paulo, no lugar de Marcos Pimentel. Do lado alvinegro, o comandante Mano Menezes preferiu voltar com a mesma formação.

Melhor para o torcedor do Corinthians, que depois de protestar contra o preço dos ingressos durante todo o intervalo, comemorou o segundo gol do Timão aos 3 minutos. Wellington Saci cobrou falta cruzada para área e o zagueiro Jean apareceu sozinho para cabecear na segunda trave. Foi seu primeiro gol pelo Alvinegro.

Com dois gols de desvantagem, restou ao Barueri se expor mais e pressionar os donos da casa. Só que eles pararam em Felipe. Aos 13 minutos, Thiago Humberto acertou um belo voleio e o camisa 1 do Timão defendeu. Aos 14, após cruzamento da direita, o defensor alvinegro deu um tapa na bola e evitou outro lance perigoso.

Aos 17 minutos, o goleiro Felipe mais uma vez salvou o Corinthians de ver sua vantagem diminuir. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Leandro Castán subiu mais do que os marcadores rivais e cabeceou forte. Atento, o corintiano defendeu em cima da linha. A bola ainda caprichosamente bateu na trave.

Depois de intensa pressão do Barueri, o Timão conseguiu voltar a levar perigo aos 27 minutos. Souza lançou Morais, que entrou na área em velocidade, chutou cruzado e viu Renê fazer grande defesa, evitando o terceiro gol dos mandantes. Mais tarde foi a vez de Jucilei surpreender na área, driblar e chutar. O goleiro salvou de novo.

A ligeira pressão corintiana diminuiu o ímpeto adversário, que ainda encontrou forças para deixar sua marca aos 47, em cabeçada de Daniel Marques. Os três pontos, porém, ficaram mesmo com os donos da casa.

Ficha técnica


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

CORINTHIANS 2 x 1 BARUERI
Felipe; Alessandro, Jean, Diego e Wellington Saci; Moradei, Jucilei e Elias; Jorge Henrique (Boquita), Souza (Henrique) e Dentinho (Morais). Renê; Marcos Pimentel (Éder), Daniel Marques, Leandro Castán e Márcio Careca; Ralf, Leanderson (Flavinho), Ewerton e Thiago Humberto (Val Baiano); Fernandinho e Pedrão.
Técnico: Mano Menezes. Técnico: Estevam Soares.
Gols: Souza, aos 18 minutos do primeiro tempo; Jean, aos 3 minutos, e Daniel Marques, aos 47 do segundo tempo
Cartões amarelos: Diego, Moradei (Corinthians); Marcos Pimentel, Éder, Márcio Careca (Barueri). Público: 10.645 pagantes. Renda: R$ 339.610,50
Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP). Data: 23/05/2009. Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP). Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP).

maio 23, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco vence ém casa e é líder da Série B

Equipe cruzmaltina encontra dificuldades, mas segue 100%

(Crédito: Ricardo Cassiano)

LANCEPRESS!

Virou rotina neste início do Vasco na Série B do Campeonato Brasileiro: o time faz uma partida apenas razoável, mas conquista o resultado positivo. Foi assim neste sábado, contra o Atlético-GO, em São Januário, pela terceira rodada da competição: vitória cruzmaltina por 3 a 0 e liderança da disputa.

Com o placar, o Gigante da Colina foi a nove pontos na tabela, segue com 100% de aproveitamento, assim como o Guarani, e assume o primeiro lugar porque ultrapassa o oponente no saldo de gols (seis a quatro). Já o Dragão perdeu seus primeiros pontos, permaneceu com seis e caiu para a sétima posição.

A torcida que compareceu em bom número a São Januário espera, como tem acontecido, que o futebol do Vasco esteja guardado para a Copa do Brasil. Em campo, a equipe mostrou pouca criatividade no meio-de-campo, raramente chegou ao ataque pelas laterais e pecou pontualmente na marcação.

O meia Carlos Alberto, que não enfrenta o Corinthians na próxima quarta-feira – está suspenso -, teve atuação apagada mas, ao lado (novamente) do goleiro Fernando Prass, foi decisivo na construção do resultado: principal jogador do time, foi alvo de rodízio de faltas do Atlético-GO e foi responsável por todos os cartões recebidos pelo oponente.

A equipe cruzmaltina abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. Paulo Sérgio cobrou falta sofrida na intermediária pelo capitão vascaíno (e que gerou a expulsão de Pituca) e Elton, na segunda trave, cabeceou para a rede – a equipe havia criado apenas outra chance, com o próprio atacante, que a chutou por cima do gol.

Porém, antes do gol, o Vasco sofreu um pouco com a boa distribuição em campo do time goianiense, que aproveitou a falha de marcação no lado direito da defesa carioca, e criou três chances em tabelas que resultaram em chutes cruzados, duas vezes com Elias e uma com Weslley. Uma foi para fora e duas acabaram em boas defesas de Fernando.

No segundo tempo, mesmo com um a mais e o volante Mateus no lugar de Léo Lima, o time de São Januário deu espaço para o Atlético-GO e novamente o camisa 1 vascaíno se destacou: em novo chute de Weslley, de fora da área, e em cabeçada à queima-roupa de Jairo. E, aos 22 minutos, Gil perdeu chance na pequena área.

O Cruzmaltino penou, mas segurou o oponente. E graças a Nilton: aos 28 minutos, o volante arrancou da intermediária defensiva e, em contra-ataque rápido, serviu Edgar, que entrara alguns minutos antes. O atacante entrou na área e bateu forte, sem chances para o goleiro Márcio.

E Ramon, aos 47 minutos, ainda invadiu a área adversária pela esquerda e, ao invés de cruzar, bateu para o gol e fez o terceiro.

A próxima rodada da Série B começa na próxima sexta-feira para o Atlético-GO. O time recebe, às 21h, a Ponte Preta no Serra Dourada. Já o Vasco, no sábado que vem, às 16h10, enfrenta o Paraná, em Curitiba (PR).

Antes, contudo, o Gigante da Colina joga a primeira partida das semifinais da Copa do Brasil, contra o Corinthians, na quarta-feira, às 21h50, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 3 X 0 ATLÉTICO-GO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 23/5/2009 – 16h10
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Auxiliares: Antonio Carlos de Oliveira (ES) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Renda/público: não disponível
Cartões amarelos: Gian e Paulo Sérgio (VAS); Pituca, Weslley, Elias, Robston e Alysson (ATL)
Cartão vermelho: Pituca, 42’/1°T (ATL)

GOLS: Elton, 43’/1°T (1-0); Edgar, 28’/2°T (2-0); Ramon, 47’/2°T (3-0)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton (Bruno Gallo, 32’/2°T), Léo Lima (Mateus, intervalo) e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão (Edgar, 24’/2°T) e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

ATLÉTICO-GO: Márcio, Rafael Cruz, Gil, Jairo e Alysson; Pituca, Robston, Elias (Juninho, 15’/2°T) e Weslley; Marcão (Jaílson, 29’/2°T) e André Leonel (Lindomar, intervalo). Técnico: Mauro Fernandes.


maio 23, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians e Barueri: pela primeira vitória

Timão poupará titulares e Moradei fará sua reestreia

LANCEPRESS!

Sem vencer no Campeonato Brasileiro, Corinthians e Barueri se enfrentam neste sábado para tentar desencantar na competição. Mais uma vez, o técnico Mano Menezes deverá poupar alguns titulares do Timão. A expectativa é de que Moradei faça sua reestreia no Pacaembu.

A classificação para as semifinais da Copa do Brasil fez o treinador preservar o time para o confronto diante do Vasco, na próxima quarta-feira, no Maracanã. Ronaldo já era ausência certa e o sistema defensivo também tem baixas.

William e Chicão não jogam e, assim, Diego e Jean assumem a posição. Recém convocado para a Seleção Brasileiram, André Santos é poupado e Wellington Saci sai jogando. Outro que ficará de fora é Cristian. O volante costuma ficar de fora do rodízio na posição, mas desta vez, cederá espaço para o estreante Moradei.

Já o Barueri também busca vencer a primeira no Brasileirão, após dois empates consecutivos, contra Sport e Fluminense.

O técnico Estevam Soares, espera pelo fim do jejum, o que significaria a primeira vitória do clube na história da elite nacional.

– Fizemos dois bons jogos contra o Sport e contra o Fluminense, o time tocou bem a bola e teve chance de vencer as duas partidas. Espero que a primeira vitória venha logo, pois é importante vencer num campeonato de pontos corridos.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X BARUERI

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/05/09, às 18h30
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

CORINTHIANS: Felipe, Alessandro, Diego, Jean e Wellington Saci; Moradei, Elias, Douglas e Morais. Dentinho e Jorge Henrique. Técnico: Mano Menezes.

BARUERI: Rene, Marcos Pimentel, Daniel Marques, Leandro Castan e Márcio Careca; Ralf, Leanderson, Everton e Thiago Humberto; Fernandinho e Pedrão. Técnico: Estevam Soares.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , | Deixe um comentário

Perder Wagner Diniz não preocupa Muricy

Treinador diz que esquema tático do São Paulo não sente a falta de um lateral-direito de ofício

Ampliar Foto Reprodução/Site Oficial do São Paulo Reprodução/Site Oficial do São Paulo

Lateral não agradou ao técnico Muricy Ramalho

O lateral-direito Wagner Diniz é o único lateral-direito do elenco do São Paulo na temporada 2009. Mas, mesmo assim, o técnico Muricy Ramalho não vê problemas na saída do jogador. O camisa 2 ainda pode ser envolvido em uma troca com o Santos , que incluiria a vinda do zagueiro Fabiano Eller para o Morumbi, e ainda interessa a Goiás e Fluminense para a sequência do Campeonato Brasileiro .

Oficialmente, o treinador usa a versão de que o esquema tático da equipe, o 3-5-2, não sente tanto a falta de um lateral-direito. Mas a verdade é que as fracas atuações do jogador acabaram com a paciência do técnico.

– No esquema que usamos, temos ala e não lateral lateral. Por isso, mesmo que ele saia, a gente consegue compor bem o setor. Temos carências mais urgentes na zaga, já que temos muitos jogadores machucados.

Mas Wagner Diniz, se sair, não será em definitivo. Ele será emprestado pelo clube do Morumbi até o dia 31 de dezembro.O seu contrato com o clube do Morumbi vencerá em 2011.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Léo Moura está fora do jogo contra o Santo André

Everton Silva será o substituto. Bruno também se machuca após treino recreativo na Gávea, mas está confirmado para a partida

Ampliar Foto Carlos Mota/GLOBOESPORTE.COM Carlos Mota/GLOBOESPORTE.COM

Léo Moura se machucou e não joga no domingo

A “bruxa” parece estar solta no Flamengo. Após uma semana conturbada, com a irritação do lateral-esquerdo Juan, a eliminação na Copa do Brasil e o mal-estar causado pela contratação do sérvio Petkovic, o técnico Cuca agora passa a ter um desfalque inesperado para o jogo deste domingo contra o Santo André, no ABC Paulista: Léo Moura.

Durante o recreativo realizado na manhã deste sábado, o camisa 2 rubro-negro sentiu o tornozelo direito e deixou o campo mancando bastante, com uma expressão de muita dor. Acabou sendo constatada uma entorse, que tira Léo Moura da partida contra os paulistas. Everton Silva será o substituto.

Já o goleiro Bruno assustou a comissão técnica após o recreativo. O jogador fazia um trabalho com o preparador de goleiros Roberto Barbosa, quando caiu no gramado sentindo a perna direita e se contorcendo em dores. Entretanto, ele não preocupa e está confirmado para o duelo deste domingo, pelo Brasileirão.

maio 23, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Além de Jeferson, reforços trabalham forte para entrar na equipe

Recuperado de lesão no tornozelo, meia se junta a Rafael Morisco, Aloísio, Magno, Pará, Robinho e Ernani para ficar à disposição de Dorival

Ampliar Foto Reprodução /Reprodução Reprodução /Reprodução

Jeferson se prepara para retornar ao time

O meia Jeferson, recuperado de uma entorse no tornozelo esquerdo, já está treinando com bola. Nos últimos dois dias, o jogador participou normalmente das atividades realizadas pelos companheiros. A tendência é que o jogador já possa atuar nas próximas rodadas da Série B e na segunda partida das semifinais da Copa do Brasil, contra o Corinthians, em São Paulo.

Além dele, o técnico Dorival Júnior também está à espera dos reforços contratados para a disputa da Série B. Os laterais Ernani e Pará, o zagueiro Rafael Morisco, o meia Magno e os atacantes Robinho e Aloísio estão entrando em forma para ficar à disposição da comissão técnica.

– O Jeferson fez poucos trabalhos com bola, estamos intensificando as atividades com ele para que retorne logo ao time. Além dele, temos os jogadores que chegaram recentemente e ainda estão entrando em forma – disse Dorival.

maio 23, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Mancini nega racha no elenco e garante que tem jogadores sob comando

Treinador explica que discussão entre Paulo Henrique e Fábio Costa foi superada e que não puniu os dois porque não houve briga

Divulgação/Site Oficial do Santos

Mancini garante que confusão não irá refletir no desempenho contra o Flu

A confusão entre o meia Paulo Henrique e o goleiro Fábio Costa, após o jogo o Goiás, é passado para o técnico Vagner Mancini, do Santos. Embora circule na Vila Belmiro a informação de que a briga é uma prova que o elenco alvinegro está rachado e que o treinador perdeu o comando ao não punir os dois, Mancini assegura que controlou o princípio de crise e que está tudo bem entre os jogadores.

Após o empate em 3 a 3 com o time esmeraldino, na Vila Belmiro, Paulo Henrique e Fábio Costa tiveram uma discussão bastante ríspida. O goleiro foi para o vestiário muito nervoso e o meia foi mantido no gramado, pelos volantes Roberto Brum e Rodrigo Souto, para esperar o camisa 1 se acalmar.

Mancini acredita que o episódio não terá nenhuma influência no desempenho da equipe contra o Fluminense, no próximo domingo, às 16h (horário de Brasília), no Maracanã.

– No vestiário, eu intervi de forma severa e posso garantir que não vai acontecer mais. O time superou esse incidente e, contra o Fluminense, vamos focados em busca de uma vitória – afirma.

Sobre os questionamentos sobre o seu comando, Mancini explica que não afastou Paulo Henrique e Fábio Costa porque não houve briga.

– Eles discutiram no campo, mas a situação foi controlada no vestiário. Tanto que eles se abraçaram e se desculparam. Se tivesse havido briga, eu teria sido muito mais severo e, provavelmente, eles nem estariam mais aqui – assegura o treinador.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , | Deixe um comentário

Guiñazu: ‘Chega uma hora em que eu tô morto, mas aí continuo correndo’

Argentino diz que também sente dores e cansaço. Ele afirma que o maior sofrimento fica para depois das partidas

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Guiñazu durante o treinamento do Internacional

Acredite, torcedor colorado: Guiñazu também é humano. Talvez não no mesmo sentido do resto do mundo, mas humano ao ponto de sentir dor e cansaço. O argentino, que vem deixando jogadores e torcedores do Inter boquiabertos com a correria sem fim dentro de campo, diz que seu segredo é não parar enquanto segue o jogo.

– Eu não penso que corro mais ou menos do que os outros. Eu só penso em fazer o meu melhor, em dar o máximo quando estou em campo. O cansaço bate. Tem jogo em que estou cansado com 30 minutos, mas não posso parar. Chega uma hora em que eu tô morto, mas aí eu continuo correndo. Se canso, eu paro um segundo e penso: “Vamo embora de novo”.

Os jogadores do Inter não entendem o que acontece com Guiñazu. Não foi por acaso que ele recebeu o apelido de “El Loco” dentro do vestiário colorado. O gringo já jogou até com um buraco no joelho. Na Sul-Americana do ano passado, ele fraturou o braço contra o Universidad Católica, do Chile, e queria voltar a campo de qualquer jeito. Quase levantou o médico pelas orelhas de tanta indignação por ser proibido de retornar. Com tanta disposição, ele costuma sofrer depois dos jogos.

– Fico acabado, todo dolorido, mas depois do jogo não tem problema. Essa é a hora de descansar.

Guiñazu deve estar em campo contra o Goiás, neste sábado, no Serra Dourada. Questionado sobre a possibilidade de ficar fora para ganhar um descanso, ele é direto na resposta.

– Ficar fora? De jeito nenhum.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Elenco do Fla deve passar por reformulação na próxima semana

Kleber Leite promete novidades em breve. Já Cuca levanta a possibilidade de liberar jogadores que terão o contrato encerrado no meio do ano

Ampliar Foto Cahê Mota/GLOBOESPORTE.COM Cahê Mota/GLOBOESPORTE.COM

Kleber Leite promete novidades para próxima semana

Os erros do passado, quando perdeu Marcinho, Renato Augusto e Souza enquanto liderava o Brasileirão, serviram de lição e a diretoria do Flamengo trabalha internamente visando contratações e dispensas para fechar o mais rápido possível um elenco que permita manter a regularidade durante todo o Campeonato Brasileiro. No início da próxima semana medidas devem ser anunciadas, como a dispensa e contratação de jogadores.

– Não queremos passar o que passamos no ano passado. Não vamos ser pegos desprevenidos. Estamos trabalhando bastante e podemos ter soluções na semana que vem. Algumas coisas estão caminhando bem. Nada em grande quantidade. Sempre coisas bem localizadas. Podemos ter novidades no início da semana que vem.

Juntamente com a cúpula do futebol, Cuca tem estudado as medidas a serem tomadas, mas garante que o assunto é sigiloso. Pelo menos por enquanto.

– A situação é muito complexa. Não é fácil. Não é mudar e acabou. Futebol mexe com sentimento, coerência, ética e respeito. Existe uma série de fatores que precisam ser resolvidos internamente, sem abrir. E só comunicar ao torcedor depois via imprensa. Temos que pensar com bastante calma e pensar no Flamengo até o fim do ano.
O treinador admitiu até mesmo liberar antes do fim do contrato jogadores que terão o vínculo com o clube encerrado no meio do Brasileirão. Ibson, Josiel e Jônatas estão nessa situação.

– Na minha ótica é muito claro. Temos jogadores que estão com contrato acabando. Quem não vai renovar temos que adiantar o lado do jogador e do clube. Para isso precisa de concordância de empresário, clube, jogador, empresário… sem ocorrer desgaste interno.

A situação do camisa 7, no entanto, é mais complexa. O contrato de Ibson se encerra no dia 3 de julho e renová-lo é prioridade para a diretoria. Kleber Leite comenta o caso.

– Não há novidade. Aconteceu a possibilidade de um clube alemão, mas felizmente está descartado. Há um comentário sobre o CSKA. Vamos aguardar. O Plínio vai viajar para resolver problemas particulares. Quem sabe ele não trabalha um pouquinho para o Flamengo na Europa.

maio 23, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , | 1 Comentário

Pelo terceiro ano seguido, São Paulo tem a maior receita entre clubes brasileiros

Vice-líder no ranking de 2008, Inter também repete posições de 2006 e 2007. Palmeiras é o terceiro colocado, seguido de Flamengo e Corinthians

Ampliar Foto Agência/EFE Agência/EFE

São Paulo: campeão de receitas em 2008

Soberano nos últimos três Campeonatos Brasileiros, o São Paulo também conquistou o tricampeonato em outra disputa. Foi o clube que mais faturou no ano passado (com R$ 160,5 milhões), assim como em 2006 e 2007. O Internacional, com R$ 142 milhões, também repetiu a colocação dos dois últimos rankings de receitas, ficando em segundo. Os dados foram fornecidos pela Casual Auditores Independentes, empresa especializada em futebol. Porém, vale ressaltar que os dados referentes aos gastos dos clubes ainda não foram divulgados.

O Palmeiras pulou do sexto lugar em 2007 para terceiro em 2008, ganhando quase R$ 139 milhões. Flamengo e Corinthians estão praticamente empatados na quarta colocação, com ligeira vantagem dos cariocas (confira a tabela completa abaixo). Alguns clubes da Série A, como Sport e Goiás, não aparecem na lista porque não divulgaram valores.

2008 (2007) Clubes Receita 2008 Receita 2007 Variaçãoo
(1º) São Paulo 160.575 190.081 -16%
(2º) Internacional 142.168 155.881 -9%
(6º) Palmeiras 138.811 86.290 61%
(5º) Flamengo 117.907 89.499 32%
(3º) Corinthians 117.521 134.627 -13%
(4º) Grêmio 99.038 109.031 -9%
(7º) Cruzeiro 94.087 77.650 21%
(14º) Fluminense 66.456 39.335 69%
(11º) Santos 65.341 53.102 23%
10º (9º) Atlético-MG 57.614 58.326 -1%
11º (12º) Vasco 52.023 51.079 2%
12º (13º) Botafogo 51.356 41.081 25%
13º Portuguesa 47.153 12.439 279%
14º (10º) Atlético-PR 44.363 54.091 -18%
15º (20º) Coritiba 37.660 14.916 152%
16º (19º) Figueirense 28.322 18.981 49%
17º (16º) São Caetano 24.025 23.252 3%
18º (18º) Náutico 19.756 19.241 3%
19º (21º) Vitória 18.882 11.215 68%
20º (15º) Paraná 17.407 24.910 -30%
21º (17º) Barueri 17.242 21.004 -18%
OBS: Valores em R$ mil

Os 21 primeiros colocados no ranking somaram R$ 1,418 bilhão, contra R$ 1,336 bilhão de 2007 – o que representa um aumento de 6%. Entre 2006 e 2007, o crescimento foi de 35%.

– Houve aquecimento do mercado, mas menor do que em outros anos, por causa da queda de receita em venda de jogadores. Todas as outras fontes tiveram crescimento: cotas de TV, bilheteria, patrocínio e sócios – avaliou Amir Somoggi, que trabalha na Casual e é especialista em marketing e gestão de clubes.

Esse é o caso do Corinthians, que teve queda de 13% na receita porque arrecadou menos com negociações de atletas. Em compensação, mesmo na Série B, conseguiu faturar mais com publicidade, bilheteria, sócios e cotas de televisão (graças também à Copa do Brasil).

São Paulo fatura alto com o Morumbi

Líderes do ranking, São Paulo e Inter também arrecadaram menos com venda de jogadores – 60% no caso do primeiro, e 38% no do segundo. O Tricolor conseguiu até mais receita com o Morumbi (entre bilheteria, camarotes, publicidade e aluguel), que contribuiu com 22% do total, do que com negociações (19%). O Colorado compensou com sócios, cotas de TV e bilheteria.

Ampliar Foto Divulgação/Agência Estado Divulgação/Agência Estado

O chileno Valdivia, negociado com o Al Ain, aumentou a receita do Palmeiras em 2008

Os clubes que mais subiram no ranking foram impulsionados pela negociação de atletas com o exterior. Foram os casos de Palmeiras (que teve crescimento de 61% na receita), Fluminense (69%) e Portuguesa (279%). Esta também foi beneficiada pelo aumento na cota de TV, maior na Série A, assim como Coritiba e Vitória.

Amir Somoggi aponta os caminhos a serem explorados pelos clubes com o objetivo de aumentar o faturamento anual.

– O torcedor precisa ser tratado como um cliente, seja ele de classe baixa, média ou alta. Ainda há muitas ações de marketing a serem exploradas. E o mercado de mídia é gigantesco e pode render muita receita. Por exemplo, os sites dos clubes na Europa rendem até € 6 milhões (R$ 17 milhões) por ano.

Em 2008, o futebol nacional arrecadou R$ 1,7 bilhão. Com a crise econômica mundial, de acordo com Amir Somoggi, o mercado poderá ser um pouco afetado, sobretudo nos valores de patrocínio e venda de jogadores. A projeção para 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil, é de que esse número suba para R$ 2,8 bilhões.

maio 23, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

André Santos pede presente ao Timão: medalha da Copa do Brasil

Convocado por Dunga para a seleção brasileira, lateral provavelmente perderia decisão da competição. Há dois anos que ele é vice

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Feliz por estar na seleção brasileira, André Santos pede medalha da Copa do Brasil

O lateral-esquerdo André Santos está bastante feliz com a oportunidade que terá de defender a seleção brasileira, mas não teve como deixar a tristeza de lado ao perceber que poderá perder de estar em campo caso o Corinthians venha a conquistar a Copa do Brasil.

Se a seleção brasileira for até a reta final da Copa das Confederações, a competição terminaria para o corintiano no dia 28 de junho – a segunda partida da decisão da Copa do Brasil está prevista para 1º de julho, apenas três dias depois.


– Eu queria estar nos dois lugares ao mesmo tempo, mas não dá. A Copa do Brasil é uma competição que almejo muito, por isso vou pedir de presente aos meus companheiros a medalha dela – comentou o novo representante do Timão na seleção brasileira.

A obsessão de André Santos por essa conquista é motivada principalmente pelo que o jogador passou nas últimas duas temporadas. Em 2007 foi vice-campeão com o Figueirense, derrotado pelo Fluminense. Em 2008, com o Timão, perdeu do Sport na final.


– É uma situação delicada para qualquer jogador, eu sofro bastante em deixar o Corinthians, mas é um sonho que estou realizando de ir para a seleção – acrescentou o lateral.


Neste sábado, contra o Barueri, André Santos não estará em campo. Um incômodo muscular o tirou da partida. Mas ele é presença certa na quarta-feira, contra o Vasco, no Rio de Janeiro, no primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Corinthians | , , , | Deixe um comentário

Ney Franco não acredita em surpresa de Paulo Autuori

Comandante alvinegro desdenha de jejum de vitórias ao dizer que time está invicto no Brasileiro com dois empates

Ampliar Foto Marcelo Theobald/Globo Marcelo Theobald/Globo

Ney Franco diz que o Botafogo enfrentará o Grêmio neste domingo e não Paulo Autuori

Como de costume, o técnico Ney Franco estudou o próximo adversário do Botafogo no Campeonato Brasileiro. O problema é que o Grêmio do videotaipe era comandado por Marcelo Rospide. E agora o Tricolor gaúcho está sob a batuta de Paulo Autuori, estreante deste domingo.

Nesse caso, o treinador do Botafogo diz que a sua análise não será descartada, pois não houve tempo hábil para o campeão brasileiro com o Glorioso em 1995 fazer alterações visando à partida do fim de semana.

– Ele teve pouco tempo para mudar a equipe. Estamos preparados para enfrentar o Grêmio, não o Autuori. Este time está indo bem na Libertadores, não há motivo para mexer agora. Sinceramente, não acredito em surpresas – destacou.

Além de buscar a primeira vitória na competição, o Botafogo luta contra o jejum de mais de mês sem conquistar um triunfo. A última vitória foi no dia 16 de abril contra o Americano (2 a 1), no segundo jogo da Copa do Brasil – apesar da derrota nos pênaltis. Motivo de desespero? Não para Ney Franco, que prefere enxergar o lado positivo da situação.

– Ainda não perdemos no Brasileirão. Pontuamos fora de casa contra o Santo André (1 a 1). E fomos mal no segundo contra o Corinthians (no empate por 0 a 0). Sei que em casa temos de vencer, mas estamos passando por um momento de reestruturação da equipe. Por isso, precisamos é de tranquilidade para vencer – analisou o treinador.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , | Deixe um comentário

Com a força máxima, Vasco encara o Atlético-GO em São Januário

Com a cabeça na Copa do Brasil, time da Colina quer manter 100% de aproveitamento na Série B. Goianos também estão invictos

Ampliar Foto Fernando Maia/O Globo Fernando Maia/O Globo

Rodrigo Pimpão volta ao time após se recuperar de lesão no joelho direito

Com todos os titulares, o Vasco entra em campo neste sábado, às 16h10m (horário de Brasília), para encarar o Atlético-GO de olho na manutenção dos 100% de aproveitamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Os goianos também ainda não sabem o que é uma derrota na competição e vão buscar surpreender os cariocas, que vão entrar em São Januário com o que tem de melhor. Assista ao jogo ao vivo pela TV Globo e em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM.

Mesmo com a semifinal da Copa do Brasil na próxima quarta-feira, contra o Corinthians, no Maracanã, o técnico Dorival Júnior optou por escalar a força máxima, tudo para manter o bom aproveitamento na Série B, prioridade do clube da Colina em 2009.

– Jogando no sábado, você tem um dia a mais para se recuperar para a quarta-feira. Se houver a necessidade no futuro por conta do desgaste, vamos tomar uma nova postura. A equipe vai ser escalada da melhor maneira, com o time que a gente acha que seja o melhor naquele momento e tentando ultrapassar as fases da Copa do Brasil – disse o treinador vascaíno.

Pimpão é a única mudança de Dorival no time vascaíno

Do lado do Vasco, Dorival vai utilizar força máxima na terceira partida da Série B. O treinador confirmou a escalação da equipe, que vai ser praticamente a mesma que atuou contra o Vitória, na última quarta-feira, no Barradão. Carlos Alberto, suspenso do confronto contra o Corinthians, na próxima semana, foi confirmado pelo treinador cruzmaltino.

O atacante Rodrigo Pimpão volta a ser titular do time cruzmaltino. Após se recuperar de uma lesão no joelho direito, o jogador vai iniciar a partida na equipe principal. Ele vai atuar ao lado de Elton.

Pimpão afirmou que na Série B não tem jogo fácil. Para o jogador, o elenco se uniu para ajudar o Vasco a retornar à elite do futebol brasileiro.

– Não tem como dizer se o jogo vai ser fácil ou difícil. Todos os jogos na Série B são complicados, mas o ânimo de todo mundo aqui é o mesmo. Logo que eu cheguei ao Vasco, eu vi na cara dos meus companheiros que todos são vencedores. Dá ânimo correr pelos meus companheiros – disse.

O volante Nilton, que perdeu o voo de volta de Salvador ao Rio de Janeiro na última quinta-feira, se reapresentou normalmente e treinou entre os titulares. O técnico Dorival Júnior falou do episódio.

– Já foi tomada a decisão, mas é um fato que fica ali internamente. Ele errou, teve o problema, e ele foi punido. Foi orientado, mas é uma situação que poderia acontecer com qualquer um. Ele teve uma distração, se perdeu no horário e perdeu o voo – afirmou o treinador.

Goianos vão atuar no 4-4-2 na Colina

O técnico Mauro Fernandes fez apenas uma mudança em relação ao time que venceu os confrontos contra América-RN e Bragantino. O treinador perdeu o meia Jair, negociado na semana passada. Em seu lugar, o comandante do time goiano vai apostas na entrada de Elias.

No Campeonato Goiano, Elias marcou nove gols e foi o artilheiro do time. Ele vai atuar no meio-campo, posição que, segundo Mauro Fernandes, o seu comandado rende muito bem.

Ainda sem poder contar com Anaílson, machucado, Mauro Fernandes que surpreender o Vasco e vai escalar a sua equipe no esquema 4-4-2. O treinador quer manter os 100% de aproveitamento do time goiano.

VASCO ATLÉTICO-GO
Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Carlos Alberto; Elton e Rodrigo Pimpão. Márcio, Rafael Cruz, Gilson, Gil e Chiquinho; Pituca, Robston, Wesley e Elias; Juninho e Marcão.
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Mauro Fernandes.
Estádio: São Januário. Data: 23/05/2008. Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES). Auxiliares: Antônio Carlos de Oliveira (ES) e Fabiano da Silva Ramires (ES).
Transmissão: A TV Globo exibe a partida ao vivo para o Rio de Janeiro. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 16h (de Brasília).

maio 23, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , | Deixe um comentário

Goiás e Inter se encaram no Serra Dourada

Esmeraldino empatou seus dois jogos em 3 a 3. Já o Colorado é líder

LANCEPRESS!

Goiás e Inter se enfrentam neste sábado, no Serra Dourada, às 18h30, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Felipe, Iarley e cia. tenta sua primeira vitória na competição, enquanto o Inter vai a Goiânia para tentar manter os 100% de aproveitamento no Brasileirão.

Pelo lado do Goiás, o treinador Hélio dos Anjos promove mudanças no time que iniciou a competição. Hélio conta com o retorno de João Paulo, zagueiro que esteve durante os últimos seis meses no Paraná, e com a vontade do jovem Felipe Menezes, que terá a missão de servir ao ataque verde.

No meio, mudanças cruciais: Júlio César – que dá lugar à revelação Felipe Menezes – retorna à lateral-esquerda. Sobrou para Zé Carlos, que volta ao banco de reservas. O treinador escondeu o jogo durante a semana, testando esquemas diferentes e despistando quem quisesse saber a escalação.

Já o Inter, com 6 pontos em dois jogos, se deu ao luxo de tirar quatro titulares da viagem para Goiânia: o zagueiro Álvaro, o lateral-esquerdo Kleber, o meia D’Alessandro e o atacante Nilmar. Dos quatro, o único com algum problema é D’Alessandro, com leves dores musculares.

O técnico Tite se sente confiante para encarar o risco de encarar o Goiás no Serra Dourada. Domingo passado, com sete reservas no time, derrotou o Palmeiras por 2 a 0. Dois dos poupados desfalcarão o Colorado por longo período a partir de 1º de julho: Kleber e Nilmar, convocados por Dunga. Assim, Marcelo Cordeiro e Alecsandro têm mais uma oportunidade de aprimorar o entrosamento. Só não se sabe se Tite escalará a maioria dos titulares ou os deixará no banco, como domingo passado.

Três dias depois de enfrentar o pífio ataque do Flamengo, o Inter vai encarar um dos melhores do Brasileiro – com seis gols em dois jogos. Em compensação, enfrentará uma das defesas mais frágeis, com seis gols tomados. O time de Tite fez três gols e ainda não foi vazado.

— Mais uma razão para cuidarmos bem da defesa e explorar os contragolpes – diz Alecsandro.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS X INTERNACIONAL

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 23.05.09 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Cláudio Luciano Mercante Junior (PE)
Assistentes: Erich Bandeira (PE) e Guilherme Dias Camilo (MG)

GOIÁS: Harlei; Ernando, Rafael Toloi e João Paulo; Fábio Bahia, Amaral, Ramalho, Felipe Menezes e Júlio César; Iarley e Felipe. Técnico: Hélio dos Anjos.

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Danny Morais e Marcelo Cordeiro; Sandro (Maycon), Magrão, Guiñazú (Glaydson) e Andrezinho; Alecsandro e Talles Cunha (Taison). Técnico: Tite.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Goiás, Internacional | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro recebe o líder Vitória no Mineirão

Time celeste tem 50% de aproveitamento neste Brasileirão

LANCEPRESS!

O Cruzeiro busca a reabilitação no Campeonato Brasileiro após a derrota para o Náutico na segunda rodada. O time de Adilson Batista encara o Vitória, neste sábado, às 18h30, no Mineirão. O time baiano conquistou duas vitórias em dois jogos e lidera a competição ao lado do Internacional.

A derrota celeste em Recife deixou algumas marcas na Raposa. Tanto que o atacante Thiago Ribeiro, criticado por perder gols ainda no primeiro tempo daquela partida, pode dar vaga na linha de frente para Wellington Paulista. Durante a semana, Wellington Paulista revelou não estar contente com a reserva.

– Não falo que estou contente na reserva porque não estou. Eu quero jogar sempre, não quero ficar fora de nenhuma partida. Mas é o Adilson que treina, define e escolhe. Se ele optar por mim, tenho de corresponder a altura – declarou o atacante, autor de nove gols com a camisa do Cruzeiro na temporada.

Cotado para formar dupla ao lado de Kléber, Wellington Paulista revela na estratégia celeste para se dar bem contra o Vitória.

– O Vitória marca muito forte e sai para o contra-ataque. A maioria dos times que vierem aqui vão jogar assim. Mas temos de saber sair disso e buscar o gol – declarou o jogador.

Além do ataque, outro setor do time terá mudanças para encarar o time baiano. Leonardo Silva e Gustavo formaram a dupla de zaga titular na última rodada e, poupados, de acordo com o esquema de rodízio de Adílson Batista, não foram relacionados para o jogo diante do Vitória. Desta forma, Léo Fortunato, presença constante entre os titulares, deve compor o setor defensivo com Thiago Heleno ou Anderson. Na lateral direita, Jancarlos chegou a treinar como titular durante a semana e pode pintar com a camisa 2 no lugar de Jonathan.

Depois de ser eliminado da Copa do Brasil, o Vitória passa a se concentrar integralmente no Brasileirão, no qual tem 100% de aproveitamento nas duas primeiras rodadas. Para o confronto com o Cruzeiro, o técnico Carpegiani vai ter dificuldades para montar até mesmo o banco de reservas.

Isso porque quatro jogadores do elenco tem vínculo com o clube mineiro e por questões contratuais não poderão atuar, casos de Apodi, Leandro Domingues, Andre Luis e Reina. Além deles, Nadson e Jackson, machucados e Magal, suspenso, também estão fora da partida.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO X VITÓRIA


Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 23/05/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Marcos Antonio Moreira Collodetti(ES) e José Ricardo Maciel Linhares(ES)

CRUZEIRO: Fábio, Jancarlos, Léo Fortunato, Thiago Heleno e Gérson Magrão; Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires e Athirson; Wellington Paulista e Kléber. Técnico: Adilson Batista.

VITÓRIA: Viafara, Bosco, Wallace, Victor Ramos e Robson; Vanderson, Uelliton, Ramon e Bida; Washington e Neto Baiano Técnico: Paulo César Carpegiani

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Cruzeiro, Vitória | , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG busca primeira vitória na Ilha do Retiro

Galo busca manter invencibilidade no Brasileirão 2009

(Crédito: ALLEX XIMENES)

LANCEPRESS!

Sport e Atlético-MG entram em campo neste domingo, às 18h30, na Ilha do Retiro, pela terceira rodada no Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro busca a primeira vitória na competição nacional, já que vem de um empate e uma derrota. Já o Galo empatou na estreia e venceu na rodada passada, somando quatro pontos na tabela de classificação.

O confronto entre pernambucanos e mineiros é cercado por um tabu. O Alvinegro jamais conseguiu sair da Ilha do Retiro com uma vitória. O máximo que conseguiu na casa do Leão foi empatar. Em 18 partidas contra o Sport em Pernambuco foram dez vitórias dos donos da casa contra oito empates.

O Sport tentará acabar com a ressaca originada pela eliminação na Copa Libertadores, nos pênaltis, para o Palmeiras. O time comandado pelo técnico Nelsinho Baptista tenta reencontrar o bom futebol do começo do ano. E a vida do comandante não será fácil. Nelsinho poderá ter quatro desfalques. O volante Daniel Paulista, o zagueiro Durval e o volante Andrade estão vetados. Além disso, em má fase o meia Paulo Baier perdeu posição no time principal e ficará apenas no banco.

Pelo lado do Atlético-MG, o técnico Celso Roth, há 20 dias à frente do time deverá repetir a escalação que entrou em campo na rodada passada. O treinador treinou durante toda semana com os mesmos jogadores a fim de conseguir melhor entrosamento no pouco tempo de trabalho. O volante Carlos Alberto seguirá na lateral direita e o experiente lateral-esquerdo Júnior no meio-de-campo. Na frente, a dupla está mais do que confirmada com Éder Luís e Diego Tardelli.

FICHA TÉCNICA:
SPORT X ATLÉTICO-MG

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/hora: 24/5/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegador Cortez (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Rodrigo Pereira Jóia (RJ)

SPORT: Magrão, Igor, César e Juliano; Moacir, Hamilton, Sandro Goiano, Luciano Henrique e Dutra; Wilson e Ciro. Técnico: Nelsinho Baptista.

ATLÉTICO-MG: Juninho, Carlos Alberto, Welton Felipe, Leandro Almeida e Thiago Feltri; Jonilson, Renan, Márcio Araújo e Júnior; Éder Luís e Diego Tardelli. Técnico: Celso Roth.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 23, 2009 Posted by | Atlético-MG, Sport | , , , , , , , , | Deixe um comentário