Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco atropela Vitória na ida das quartas da Copa do Brasil

Cruzmaltino faz dois de falta e só tragédia evita semifinal

Capitão Carlos Alberto comemora o gol que abriu a goleada vascaína em São Januário nesta quarta-feira

Capitão Carlos Alberto comemora o gol que abriu a goleada vascaína em São Januário nesta quarta-feira (Crédito: Paulo Sérgio)

Em uma competição mata-mata como a Copa do Brasil é fundamental aproveitar as chances, não raro poucas, especialmente em partidas nas etapas finais da disputa. E o Vasco foi preciso ao atropelar o Vitória na noite desta quarta-feira, em São Januário, por 4 a 0, no jogo de ida das quartas-de-final.

Com o resultado, o Cruzmaltino jogará em Salvador (BA), na próxima quarta, podendo perder por um gol de diferença (além de ter o empate ou vitória por quaisquer placares a seu favor) para avançar à semifinal. Ao Rubro-negro baiano, só resta devolver os 4 a 0 para levar a disputa para os pênaltis ou golear por cinco ou mais gols de diferença.

PRIMEIRO TEMPO: VITÓRIA FALHA E VASCO MARCA

A partida começou truncada, como se podia prever do pensamento com que as duas equipes entraram em campo: o Vasco não querendo sofrer gol em casa e o Vitória desejando não deixar o Rio de Janeiro derrotado para definir em casa a classificação à fase seguinte.

No entanto, o Gigante da Colina foi aproveitando o recuo acentuado do Leão (não finalizou nenhuma vez no primeiro tempo) para enjaulá-lo em seu campo de defesa. Mesmo com o domínio, os mandantes pouco ameaçaram Viáfara. Mas souberam colocar na rede as chances que apareceram, quase casualmente.

Aos 27 minutos, após chute de longa distância sem perigo de Nilton, o ala-esquerdo / zagueiro Luciano Almeida tocou a bola bisonhamente no meio da área nos pés do Carlos Alberto errado (o Vitória tem um volante chamado Carlos Alberto). O meia e capitão do Vasco driblou o “ajudante”, passou por Victor Ramos e abriu o placar.

Sem aumentar o ritmo, o Cruzmaltino chegou ao segundo aos 44 minutos. Paulo Sérgio cobrou escanteio pela direita do ataque, a bola bateu na canela do Carlos Alberto vascaíno e sobrou para Léo Lima, que encontrou Élton livre na pequena área para escorar enquanto a zaga rubro-negra pedia impedimento.

SEGUNDO TEMPO: EFICENTE, VASCO AMPLIA VANTAGEM

Para a etapa final, a estratégia do Vasco foi reforçada, evitar a todo custo que o Vitória marcasse. Já o time baiano foi retornou para diminuir o prejuízo. E o planejamento da equipe carioca em fazer um bom resultado em casa para atuar confortável na Bahia não poderia ser melhor.

Em duas cobranças de falta em menos de dez minutos o Cruzmaltino ampliou o resultado. Aos dez minutos, Rodrigo Pimpão sofreu falta na entrada da área e Paulo Sérgio colocou a bola no canto esquerdo do goleiro rubro-negro. Aos 18 minutos, Luciano Almeida colocou a mão na bola, foi expulso e Nilton, com uma bomba no ângulo direito, definiu a goleada.

Aos 24 e aos 35 minutos, Fernando Prass ainda fez duas grandes defesas evitando o gol de honra dos visitantes, permitindo ao Gigante da Colina exorcizar o oponente, para o qual perdeu duas vezes no Campeonato Brasileiro de 2008: derrota por 5 a 0 no turno e 2 a 0 no returno, em São Januário, que provou a queda à Série B. O confronto terminou ao som do “Olé” da torcida.

Vasco e Vitória voltam a se enfrentar no jogo de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, às 21h50, no Estádio Manoel Barradas, o Barradão, em Salvador (BA).

Antes, porém, os dois times atuam no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Na Série B, o Cruzmaltino pega, no sábado, o Ceará, às 16h10, em Fortaleza (CE). Já o Rubro-negro baiano, na Série A, recebe o Sport, domingo, às 18h30, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA:
VASCO 4 X 0 VITÓRIA

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 13/5/2009 – 19h30
Árbitro: Alício Pena Júnior (Especial-MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago (Fifa-MG) e Helberth Costa Andrade (MG)
Renda/público: R$ 223.925,00 / 10.598 pagantes e 12.677 presentes
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Paulo Sérgio, Amaral e Élton (VAS); Ramon, Neto Baiano e Apodi (VIT)
Cartões vermelhos: Luciano Almeida, 16’/2°T (VIT)

GOLS: Carlos Alberto, 27’/1°T (1-0), Élton, 44’/2°T (2-0), Paulo Sérgio, 10’/2°T (3-0) e Nilton, 18’/2°T (4-0)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Carlos Alberto (Alex Teixeira, 15’/2°T); Rodrigo Pimpão (Faioli, 20/2°T) e Élton (Alan Kardec, 34’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi, Ramirez, Carlos Alberto, Bida (Adriano, intervalo), Ramon (Washington, 28’/2°T) e Jackson (Robson, 20/2°T); Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpeggiani.

maio 13, 2009 Posted by | Vasco da Gama, Vitória | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Diretoria quer anunciar renovação do contrato de Marcos na próxima semana

Novo contrato será por duas temporadas. Goleiro também poderá ganhar um busto no Palestra Itália após encerrar a carreira

Ampliar Foto Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

Goleiro foi o herói da classificação palmeirense na Libertadores

Na próxima semana, o Palmeiras fará de tudo para anunciar a renovação do contrato do goleiro Marcos por mais duas temporadas. Segundo o vice-presidente de futebol do clube, Gilberto Cipullo, a ideia é aproveitar a pausa na Taça Libertadores da América para definir o assunto.

– Já estamos conversando desde o início do ano. Mas havíamos combinado com o Marcos que iríamos esperar uma pausa na tabela para acertar. E, como não teremos jogo da Libertadores na próxima semana (o primeiro jogo das quartas de final ocorrerá apenas no dia 26 ou 27), vamos resolver algumas pendências – afirmou o dirigente.


Cipullo disse que Marcos teve mais uma impressionante atuação dentro da sua vitoriosa carreira.

– É nas horas decisivas que os grandes jogadores aparecem. O Marcos é um cara fenomenal, que já fez muito e ainda fará mais ainda pelo Palmeiras.


O dirigente lembrou ainda que o clube estuda a possibilidade de construir um busto para homenagear o goleiro que, em agosto, completará 36 anos.


– Ele é candidato a ganhar um busto. É claro que vamos ver a possibilidade disso acontecer. Mas é um assunto para o futuro. O estatuto do clube só permite que isso aconteça quando o jogador tiver acabado a sua carreira – concluiu.

maio 13, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Oitavas dão grande prejuízo ao São Paulo

Clube estima que deixou de arrecadar quase R$1,5 milhão

Em 2008, com Adriano, Morumbi lotado na Libertadores

Em 2008, com Adriano, Morumbi lotado na Libertadores (Crédito: Ari Ferreira)

A classificação para as quartas-de-final da Copa Libertadores sem ter entrado em campo vai causar uma importante perda financeira para o São Paulo este ano. O clube não teve prejuízo, mas deixou de ganhar um valor próximo a R$ 1,5 milhão, só na venda de ingressos.

O LANCE! somou a quantia arrecadada pelo Sampa nos cinco anos anteriores que disputou as oitavas-de-final da Libertadores, e a média foi de 50 mil pagantes por partida, além de uma renda próxima a R$ 1 milhão. Segundo estimativa da diretoria, este ano a quantia seria ainda maior, já que existem preços variados de ingressos.

– Seria um pouco maior porque o preço dos ingressos aumentou de 2004 para cá. O bilhete mais barato para este jogo seria em torno de R$ 30. Nossa expectativa é a de que o público fosse em torno de 40 a 45 mil. Neste tipo de jogo, a renda fica entre R$ 1,3 milhão ou R$ 1,5 mi – explicou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes, que já trabalhou na área de planejamento do Sampa.

Outra importante perda foi no valor que o clube receberia da emissora de televisão, pela transmissão da partida. Esta quantia é paga pela fase de grupos e depois em cada etapa. Como o Sampa não enfrentou o Chivas (MEX), por causa dos problemas no México com a gripe suína, o clube só vai receber agora depois de enfrentar o seu adversário no Morumbi nas quartas-de-final, hoje sem data.

– Receberíamos uma quantia em torno de US$ 200 mil (R$ 414 mil). Mas, por outro lado, também deixamos de gastar cerca de US$ 50 mil (R$ 100 mil) para viajar ao México, que é muito caro. Claro que houve uma perda, mas minimizamos este valor – completou Jesus Lopes.

A diretoria não definiu o preço dos ingressos para o próximo jogo.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 13, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Muricy fecha treino para falar com jogadores

Estreia, mata-matas e comportamento foram citados. Nos últimos anos, medida surtiu efeito

Treinador resolveu aparar as arestas do grupo (Foto: Tom Dib)

Treinador resolveu aparar as arestas do grupo (Foto: Tom Dib)

Depois de 1h15 de espera, enfim Muricy Ramalho liberou a entrada dos jornalistas no CT da Barra Funda nesta quarta-feira. A atitude repetiu a última terça, quando o treinador permitiu a entrada da imprensa com meia hora de atraso. A única movimentação acompanhada pela imprensa foi um trabalho físico comandado pelos preparadores Carlinhos Neves e Sérgio Rocha.

Muricy resolveu barrar a imprensa para um ‘acerto de contas’ com o elenco pelas últimas más apresentações do hexacampeão. Sem entrar em muitos detalhes, o lateral Júnior César comentou o conteúdo do bate-papo:

– Teve uma conversa normal entre a comissão técnica e os jogadores, que foi muito positiva. Sabemos que a responsabilidade é toda nossa e precisamos estar preparados para os momentos decisivos que estão para chegar. Foi tudo muito positivo.

No Tricolor desde 2006 e com três títulos Brasileiros conquistados, Muricy Ramalho conhece bem o Sampa. Ano passado, na quinta rodada do segundo turno do Brasileirão, o treinador se reuniu com os atletas, e surtiu efeito. O São Paulo não perdeu mais e chegou ao hexa.

A derrota para oFluminense na estreia do Nacional depois de 17 dias só treinando para este jogo foi um dos motivos da reunião entre comissão técnica e jogadores.

– É melhor conversar agora, porque logo vamos entrar na fase final da Libertadores, que é mata-mata e não tem como se recuperar depois. Tivemos muito tempo para trabalhar e não fizemos um grande jogo contra oFluminense. Os jogadores entenderam muito bem isso, que se estacionarmos a gente fica para trás – completou Júnior César.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 13, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Zé Luis garante estar pronto para voltar

Volante agora busca ritmo de jogo e aprimoramento da forma física

Ampliar Foto Agência/EFE Agência/EFE

Zé Luis quer voltar logo a jogar pelo Tricolor

O técnico Muricy Ramalho terá um reforço no elenco para o time do São Paulo neste domingo, contra o Atlético-PR , no Morumbi, pelo Brasileiro . Zé Luis, que se machucou contra o Defensor (URU), no dia 9 de abril, pela Libertadores , garantiu que está pronto para jogar. O volante se recuperou de um estiramento na coxa esquerda.

– A lesão foi grande, mas estou bem. Conversei com os médicos e fisioterapeutas e eles disseram que sentir um certo incômodo é normal devido à fibrose que se cria. Mas a lesão já está cicatrizada e tenho que treinar e trabalhar em cima disso. Não está me limitando mais, e essa semana já terei condições de jogar – explicou Zé Luis ao site oficial do clube.

O volante agora busca ritmo de jogo e trabalha para retomar a boa forma física. O atleta, que costuma ser improvisado na lateral direita por Muricy, espera ser aproveitado pelo treinador o mais rápido possível.

– Agora só falta ganhar ritmo de jogo e melhorar a condição física. Isso só acontecerá com os treinos e com os jogos, e isso está muito próximo de acontecer. Podem contar comigo – acrescentou Zé.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 13, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Após Lucio Flavio e Bolaños, mais três jogadores estão de saída da Vila Belmiro

Astorga, Adriano e Luizinho também devem deixar o Peixe nos próximos dias. Roni, que tem proposta do Furacão, é outro que pode sair

Ampliar Foto Carolina Elustondo/GLOBOESPORTE.COM Carolina Elustondo/GLOBOESPORTE.COM

Mancini admite que jogadores vão sair, mas não quer confirmar nomes

Após Bolaños, que está acertando com o Internacional, e Lucio Flavio, cujo contrato com o Santos está sendo rescindido, a barca santista ainda não está lotada. Mais três jogadores devem deixar o clube nos próximos dias. O zagueiro Astorga, o volante Adriano e o lateral-direito Luizinho também estão próximos de deixar o clube.

O assunto é tratado com absoluto sigilo entre os dirigentes do Peixe e o técnico Vagner Mancini. Todos admitem que jogadores vão sair, mas se recusam a confirmar os nomes  para não desvalorizar os atletas.

Para não deixar o elenco muito desfalcado, o clube já acertou a contratação de Eli Sabiá (que supre a saída de Astorga) e de Rodrigo Mancha, que chega para brigar com Roberto Brum pelo posto de primeiro volante do time, tirando qualquer esperança de Adriano jogar. Já Luizinho é o único jogador da posição, mas não tem agradado muito. Por isso, o Alvinegro estabeleceu como prioridade a chegada de laterais-direitos.

Enquanto estabelece a ala direita como a posição mais carente do elenco, o Santos corre atrás também de dois atacantes. Vagner Mancini quer um jogador de área, para disputar posição com Kléber Pereira, e outro mais rápido, que jogue pelos lados do campo. Isso é um indicativo de que Roni, que está na mira do Atlético-PR, também deverá deixar o clube.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 13, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Michael: ‘Será uma honra vestir a camisa 6 do Botafogo’

Lateral-esquerdo elogia atual elenco alvinegro e diz que chega para disputar títulos

Michael ansioso por voltar ao futebol brasileiro

Michael ansioso por voltar ao futebol brasileiro (Crédito: Ivan Sorti)

O lateral Michael deve ser anunciado de forma oficial nos próximos dias como novo reforço do Botafogo. Mas não é de agora que o jogador já se mostra um bom conhecedor da História do clube. Tanto que ele já sente a responsabilidade por vestir a camisa que ja foi de Nilton Santos.

– Jogar no Botafogo já é uma honra, vestir a camisa 6 então, só aumenta minha responsabilidade. Ela já pertenceu ao Nilton Santos, um monstro do futebol. Mas, acima de tudo, estou voltando para disputar títulos, como o do Brasileirão – disse o jogador que, mesmo de longe, tem acompanhado o time de Ney Franco:

– Eu vi alguns jogos. Na final do Carioca, por exemplo, se não fosse pela ausência de Maicosuel e Reinaldo, acredito que o Botafogo seria campeão. O time está bem montado e tem bons jogadores no elenco. Quero somar.

Apesar de ser lateral de origem, Michael também atuou como meia no Santos. Porém, no Botafogo, ele espera mesmo jogar na ala-esquerda.

– É claro que vou respeitar o que o treinador me pedir. Mas eu me sinto melhor mesmo na lateral. É assim que posso render mais, na minha opinião – ressaltou.

Ainda na Ucrânia, Michael deverá chegar ao Rio nos próximos dias. Mas o jogador já se mostra ansioso por voltar ao futebol brasileiro e faz críticas ao Dinamo de Kiev, seu atual clube.

– Quero jogar em grande nível e sei que no Brasil isso é possível. O Brasileirão, por exemplo, é o melhor campeonato do mundo. Sempre muito disputado. No Dinamo os brasileiros costumam não ter muitas chances. No momento, é o que está acontecendo comigo e com o atacante Guilherme (ex-Cruzeiro) – concluiu

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 13, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fahel já sente falta de balançar as redes

Autor de três gols no Campeonato Carioca, em jogadas ensaiadas, volante alvinegro afirma que está com saudade de comemorar com os torcedores

Ampliar Foto Jorge William/O Globo Jorge William/O Globo

Volante Fahel (D) quer marcar gols como um verdadeiro atacante

Jogador cuja característica é a marcação, o volante Fahel quer sentir um gostinho muito comum aos atacantes: o de fazer gols. Mas ele sabe que as oportunidades são poucas porque a sua primeira função é tentar impedir que os adversários sigam em direção à meta do Botafogo.

– Já marquei uns golzinhos e é muito bom correr para comemorar com a torcida e os companheiros. Isso está até me incomodando um pouco. Quero marcar novamente – afirmou o volante Fahel.

Ele não sabe se conseguirá balançar a rede do Corinthians, domingo, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no Engenhão. Apesar de atuar mais atrás, defendendo, ele fala até como alguém que joga mais à frente. Mas sem esquecer a sua principal função.

– Erramos no empate com o Santo André (1 a 1) porque marcamos muito recuados, no nosso campo de defesa. Temos de passar a marcar mais próximos à área dos adversários para os nossos jogadores estarem sempre lá na frente. Até posso ajudar marcando um gol – disse Fahel.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 13, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário