Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

VASCÃO goleia Icasa e avança na Copa do Brasil

Cruzmaltino aproveita chances e obtém vaga; Léo Lima faz dois gols

Vasco venceu o Icasa com tranquilidade por 4 a 1 - zagueiro Vilson marcou um dos gols

Vasco venceu o Icasa com tranquilidade por 4 a 1 – zagueiro Vilson marcou um dos gols (Crédito: Cléber Mendes)

LANCEPRESS!

O Vasco não mostrou todo o seu potencial nesta quarta-feira, em Juazeiro do Norte (CE), contra o Icasa. Mas acelerou o suficiente para vencer a partida por 4 a 1, avançar às quartas-de final e seguir na corrida pelo título da Copa do Brasil.

Após o empate por 1 a 1 na semana passada, em São Januário, o Verdão do Cariri entrou em campo classificado (com o 0 a 0), enquanto o Cruzmaltino precisava da vitória ou de igualdade por dois ou mais gols.

E, apesar disso, foi o Icasa quem começou mais consistente e buscando o ataque. No entanto, o Vasco rapidamente passou ficar mais tempo com a bola. Porém, nenhuma das equipes criou chances claras.

Responsável por organizar o meio-de-campo do Vasco, o meia Léo Lima, hostilizado pela torcida no confronto na Colina, lançou Paulo Sérgio na área aos 17 minutos e o lateral caiu em choque com Joãozinho: pênalti marcado e convertido por Léo Lima.

O Icasa esboçou uma reação, obrigou Tiago a uma boa defesa aos 20 minutos, mas só. O Cruzmaltino seguiu em ritmo lento, mas ampliou em boa triangulação, aos 42 minutos. Rodrigo Pimpão achou Paulo Sérgio – outra vez na área, ele cruzou rasteiro para Elton concluir para a rede.

No segundo tempo, quando se poderia esperar um Verdão do Cariri mais ousado, viu-se um panorama idêntico ao da etapa final. E logo aos três minutos, o Vasco aumentou: Paulo Sérgio cobrou o escanteio pela esquerda do ataque e Vilson, de cabeça, marcou o terceiro.

O Icasa ainda teve tempo para diminuir aos 31 minutos. Gilberto invadiu a área e foi derrubado por Tiago e Leozinho, em duas tentativas, marcou. Porém, quatro minutos depois, foi a vez do Thiago do time da casa cometer pênalti em Bruno Gallo e Léo Lima fez o quarto gol.

Agora, o Cruzmaltino espera o vencedor do confronto entre Atlético-MG e Vitória – na ida, o rubro-negro baiano ganhou, em Salvador (BA), por 3 a 0. As quartas-de-final serão disputadas nos dias 13 e 20 de maio.

O Vasco volta a campo neste sábado, às 16h10, em São Januário, contra o Brasiliense (DF), para a sua estreia na Série B do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA:
ICASA (CE) 1 X 4 VASCO

Estádio: Mauro Sampaio (Romeirão), Juazeiro do Norte (CE)
Data/hora: 6/5/2009 – 19h30
Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Erich Bandeira (Fifa/SE) e Ailton Farias da Silva (SE)
Renda/público: não disponível
Cartões amarelos: Joãozinho, Alan e Thiago (ICA); Mateus e Tiago (VAS)
Cartões vermelhos: Mateus, 19’/2ºT (VAS)

GOLS: Léo Lima, 18’/1ºT (0-1); Elton, 42’/1ºT (0-2); Vilson, 3’/2°T (0-3); Leozinho, 31’/2°T (1-3); Léo Lima, 35’/2°T (1-4)

ICASA: Ari, Alan, Thiago e Panda; Marcus Vinicius, Guto, Jonas, Esquerdinha (Jefferson, 13’/2°T) e Joãozinho (Gilberto Matuto, intervalo); Moré (Marciano, intervalo) e Leozinho. Técnico: Flávio Araújo.

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Mateus, Léo Lima e Enrico (Carlos Alberto, 14’/2°T); Rodrigo Pimpão (Edgar, 39’/2°T) e Elton (Bruno Gallo, 24/’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

maio 6, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com Thiago Neves, Flu recebe o Goiás

Tricolor contará com apoiador para tentar classificação na Copa do Brasil

LANCEPRESS!

Com a punição de apenas um jogo (já cumprido) imposta pelo TJD, Thiago Neves, um dos principais jogadores do Fluminense, estará em campo para ajudar o Tricolor na dura missão contra o Goiás, nesta quinta-feira, às 21h30, no Maracanã, pela segunda partida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. No primeiro confronto, as equipes empataram em 2 a 2 no Serra Dourada (GO).

Com a confirmação dos tribunais, o técnico Carlos Alberto Parreira quebra a cabeça para montar a equipe. Certo apenas é que Maicon não atuará, pois foi expulso no jogo em Goiânia. Com isso, a tendência é que Thiago Neves, que completará sua centésima partida com a camisa tricolor, jogue no ataque ao lado de Fred. No meio de campo deve entrar Tartá.

Há também a possibilidade de Parreira deixar o camisa 10 no meio e colocar Alan ao lado de Fred. Everton Santos, que teve febre nesta quarta-feira, ficará no banco de reservas.

– Já conversei com o Thiago Neves e ele se disse disposto a jogar no ataque. Ele chega bem perto do Fred e já fez essa função na Libertadores, sendo o artilheiro do time ao lado do Washington – disse o treinador.

O Goiás entrará em campo desfalcado de um de seus principais jogadores. O lateral-direitor Vitor sentiu um problema no músculo adutor da coxa esquerda e ficará de fora da equipe por pelo menos três semanas. Além disso, o técnico Hélio dos Anjos não poderá contar com o zagueiro Rafael Tolói, expulso na primeira partida. Com isso, o volante Fábio Bahia e o zagueiro Gomes entram, respectivamente, em seu lugares.

FLUMINENSE X GOIÁS

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 07/05/2009 – 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Guilherme Dias Camilo (MG)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Mariano, Luiz Alberto, Edcarlos e João Paulo; Wellington Monteiro, Maurício, Marquinho e Tartá; Thiago Neves (Alan) e Fred. Técnico: Parreira.

GOIÁS: Harlei, Leandro Euzébio, Gomes e Ernando; Fábio Bahia, Everton, Ramalho, Júlio César e Zé Carlos; Iarley e Felipe. Técnico: Hélio dos Anjos

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 6, 2009 Posted by | Fluminense, Goiás | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Eliminação precoce em 2008 motiva o Cruzeiro contra o Universidad de Chile

Time celeste entra no duelo com os chilenos como favorito, mas com os pés no chão. Adilson Batista não quer erros a partir das oitavas da Libertadores

Ampliar Foto Divulgação/Site Oficial do Cruzeiro Divulgação/Site Oficial do Cruzeiro

Adilson Batista prepara o time em Santiago

A Taça Libertadores da América vai começar para valer. O Cruzeiro estreia nas oitavas-de-final da competição nesta quinta-feira e a ordem é não errar. Contra o Universidad de Chile, em Santiago, às 22h15m (de Brasília), o time do técnico Adilson Batista busca um bom resultado para decidir a vaga em Belo Horizonte, na próxima semana.

Motivados pela conquista do bicampeonato mineiro, no último domingo, os brasileiros entram em campo como favoritos. No entanto, Adilson Batista mantém os pés de todos os jogadores no chão para que ninguém considere a classificação como certa. Afinal, em 2008 a eliminação precoce ocorreu exatamente nas oitavas, contra o poderoso Boca Juniors, da Argentina.


É proibido errar

Divulgação/Site Oficial do Cruzeiro

Thiago Ribeiro tem condições de jogar

Adilson Batista não deixou que a euforia pela conquista do Campeonato Mineiro contagiasse o time celeste. Por isso, desde segunda-feira o time se prepara para o duelo contra os chilenos. O tricampeonato da Libertadores é o grande objetivo do clube para a temporada. Sendo assim, a meta é errar o mínimo possível na nova fase.


Para o jogo em Santiago, Adilson não terá o volante Fabrício, suspenso, e o lateral-esquerdo Sorín, machucado. O jogador argentino tem uma lesão muscular na coxa direita e sequer viajou com a delegação. No meio, Henrique é o mais cotado para a vaga. Na lateral, Gerson Magrão deve ser mantido. Athirson corre por fora, mas provavelmente ficará no banco. Seria a reestreia dele com a camisa do Cruzeiro. A primeira foi em 2005.


– O Adilson veio conversar para saber como estou me sentindo. Eu cheguei há pouco tempo no grupo, fiz um coletivo com o time na segunda-feira e aos poucos vou me adaptando. Ele veio falar comigo de posicionamento, parte tática, saber como o Cruzeiro joga, a maneira como eu vinha jogando para tentar me encaixar da forma que ele gosta de trabalhar – disse, em entrevista ao site oficial do clube.

  • AspasA gente tem que ter calma, tranquilidade e inteligência. Apesar de ter jogadores jovens, nossa equipe já é bastante experiente. Estamos jogando fora de casa e por isso a obrigação é deles.”

Adilson Batista também faz mistério no ataque. Thiago Ribeiro, poupado no segundo jogo da final do Estadual, está recuperado de uma lesão no tornozelo direito e tem condições. Mas a opção do treinador pode ser Wellington Paulista ao lado de Kléber. Para o camisa 11, o mando de campo joga a obrigação da vitória para os chilenos.


– A gente tem que ter calma, tranquilidade e inteligência. Apesar de ter jogadores jovens, nossa equipe já é bastante experiente. Estamos jogando fora de casa e por isso a obrigação é deles. Temos que saber tirar os espaços das jogadas deles e, quando tivermos a bola, fazer o que o Cruzeiro está acostumado e tocar bastante a bola com velocidade – afirmou, em entrevista ao site oficial do clube.

O comandante do Cruzeiro cancelou o trabalho tático dessa quarta-feira no Estádio Nacional e fez apenas um trabalho de fundamentos.

Sem mistérios

Ao contrário de Adilson Batista, o técnico Sergio Markarián já definiu o time que vai encarar os brasileiros. Ele não poderá contar com o volante da seleção chilena Marco Astrada, com uma contratura na coxa esquerda. Com isso, Seymour entra para jogar à frente dos zagueiros González, Olarra e Rojas.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

IVERSIDAD DE CHILE CRUZEIRO
Miguel Pinto; Osvaldo González, Rafael Olarra e José Rojas; Marcelo Díaz, Manuel Iturra, Felipe Seymour, Walter Montillo e José Contreras; Emilio Hernández e Juan Manuel Olivera. Fábio; Jonathan, Leonardo Silva, Léo Fortunato e Gerson Magrão; Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner; Kléber e Thiago Ribeiro (Wellington Paulista).
Técnico: Sergio Markarián. Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Estádio Nacional, Santiago (Chile). Data: 07/05/2009. Horário: 22h15m (de Brasília). Árbitro: Jorge Larrionda (URU). Auxiliares: Pastorino (URU) e Wálter Rial (URU).
Transmissão: O SporTV transmite a partida para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 22h15m (de Brasília).

maio 6, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Flamengo anuncia contratação de Adriano

Jogador retorna ao Rubro-Negro após oito anos e se apresenta quinta

Adriano será apresentado nesta quinta (crédito: Eduardo Viana)

Adriano será apresentado nesta quinta (crédito: Eduardo Viana)

LANCEPRESS!

Em reunião nesta quarta-feira, o Flamengo acertou a contratação de Adriano. A apresentação oficial do novo reforço rubro-negro será na quinta-feira às 15h, na Gávea. Participaram do encontro o vice de futebol, Kléber Leite, o empresário do atacante, Gilmar Rinaldi, e o advogado Diogo Souza.

Após oito anos, Adriano volta ao Flamengo e deve começar a treinar no dia 18, após ir à Itália resolver assuntos particulares.

– O que posso falar agora é que está tudo certo. Na quinta falamos mais – afirmou Kléber Leite.

O atacante rescindiu o contrato com a Inter de Milão no dia 24 de abril.

Nome: Adriano Leite Ribeiro

Nascimento: 17/2/1982, no Rio de Janeiro (RJ)

Altura e peso: 1,89m e 87kg

Posição: Atacante

Clubes: Flamengo (1990 a junho de 2001), Internazionale de Milão, da Itália, (julho de 2001 a janeiro de 2002; janeiro de 2004 a dezembro de 2007; julho de 2008 a abril de 2009); Fiorentina, da Itália (janeiro de 2002 a junho de 2002), Parma, da Itália (junho de 2002 a janeiro de 2004), São Paulo (dezembro de 2007 a julho de 2008)

Títulos: Campeonato Carioca de 2001 pelo Flamengo; Copa América de 2004 e Copa das Confederações de 2005 pela Seleção Brasileira; Copa da Itália de 2005 e 2006, Supercopa Italiana de 2005 e 2006, Campeonato Italiano 2006 e 2007 pela Inter de Milão.

maio 6, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

No Pacaembu, Corinthians joga pela ‘obrigação’ do centenário

Uma vitória simples mantém o sonho pela Libertadores em 2010

LANCEPRESS!

Obsessão pela Libertadores de 2010. É com esse pensamento e sentimento que o Corinthians entra em campo nesta quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu, para eliminar o Atlético-PR das oitavas-de-final da Copa do Brasil.

Uma vitória por 1 a 0, 2 a 1 ou superior a dois gols garante a vaga ao Timão, que perdeu o primeiro duelo na Arena da Baixada por 3 a 2. O mesmo placar leva a decisão para os pênaltis. Outros resultados garantem o Furacão nas quartas-de-final.

No começo da temporada, o presidente Andrés Sanchez disse que disputar a Libertadores em 2010, ano do centenário do clube, era obrigação. E que a Copa do Brasil, caminho mais curto para a competição, era a grande meta do primeiro semestre.

É por isso que, ainda na comemoração do 26º título paulista da História, no Pacaembu, o elenco já se lembrava da decisão desta quarta. Durante a festa de premiação da Federação Paulista de Futebol, na última segunda, os próprios jogadores admitiam que a eliminação três dias após o título estadual seria um “balde de água fria”.

Para o duelo, o técnico Mano Menezes convive com duas dúvidas: o lateral-esquerdo André Santos, que saiu com dores na virilha direita após a final contra o Santos e nem participou das atividades de véspera. Além dele, Dentinho, com dores no tornozelo esquerdo, após pancada do santista Domingos, saiu mais cedo do treino coletivo e não está confirmado.

Assim como o Corinthians, o Atlético-PR, campeão paranaense no último domingo, evitou exageradas celebrações devido ao jogo decisivo do Pacaembu.

– É claro que o Paranaense foi uma conquista maravilhosa, mas a partir de segunda-feira o pensamento já era a Copa do Brasil. Fizemos uma grande partida na última quarta e espero que essa garra mostrada na Arena seja repetida. Será complicado, mas a vantagem é nossa – disse o técnico Geninho, referindo-se ao triunfo por 3 a 2 do primeiro jogo.

E para quem acha que o Furacão jogará apenas pelo empate, o atacante Rafael Moura, melhor jogador do Paranaense 2009, deixou claro: o Atlético Paranaense atuará com a mesma disposição da partida da Arena.

– Não tem como ficarmos atrás num jogo contra o Corinthians. Se adotarmos essa postura, levaremos uma forte pressão. Temos de jogar da mesma maneira e buscar fazer um gol, já que isso é decisivo na Copa do Brasil. Espero que a minha boa fase possa seguir e o Atlético chegar às quartas-de-final – afirmou.

Para a partida, o técnico Geninho promoverá a entrada do zagueiro Gustavo, passando Chico para o meio-de-campo, formando a dupla de volantes com Jairo.

Conta a favor do Timão, o fato de não passar um jogo sem fazer gol no Pacaembu desde o dia 2 de agosto de 2008, no empate por 0 a 0 com o Criciúma, pela Série B. Aquele jogo, inclusive, foi o início da maior invencibilidade do clube na História, que já dura 25 jogos.

A diretoria, a comissão técnica, os jogadores e a Fiel torcida não admitem sair do Pacaembu sem a vaga. Geninho, Rafael Moura & Cia. só pensam em estragar a festa.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X ATLÉTICO-PR

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 6/5/2009, às 21h50
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e José Antonio Chaves
Franco Filho (RS).

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e Wellington Saci (André Santos); Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Otacílio Neto (Dentinho) e Ronaldo. Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-PR: Galatto; Gustavo, Rhodolfo e Antônio Carlos; Raul, Jairo, Chico, Marcinho e Marcio Azevedo; Wallyson e Rafael Moura. Técnico Geninho.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 6, 2009 Posted by | Atlético-PR, Corinthians | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fortaleza x Fla: duelo de tricampeões

Clubes comemoraram título, mas apenas um continuará feliz

LANCEPRESS!

Passada a comemoração pelo tricampeonato carioca sobre o Botafogo, o Flamengo terá nova partida decisiva contra o Fortaleza, nesta quarta-feira pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. O clube cearense também é tricampeão estadual e jogará em casa precisando de uma vitória simples para se classificar. Em caso de vitória ou empate com gol, o Rubro-Negro se classifica. 0 a 0 vai para os pênaltis.

Apesar da festa pelo título carioca, a torcida do Flamengo espera que as decepções de 2007 e de 2008 não se repitam. Nos últimos dois anos, o Rubro-Negro sagrou-se campeão estadual no domingo, mas na quarta-feira seguinte sofreu com eliminações para Defensor (URU) e América (MEX) pela Libertadores. Ciente do passado, Cuca mantém a confiança.

– Não estava nessas outras ocasiões. O título é um animo a mais para este jogo. É muito mais difícil recuperar a tristeza de um vice do que dosar a euforia de um título – explicou.

O treinador terá um desfalque importante para o duelo. Com o anúncio oficial da aposentadoria de Fábio Luciano, o Flamengo perdeu seu capitão e a opção de Cuca será escalar o lateral-direito Everton Silva ao lado de Ronaldo Angelim e do volante Aírton na zaga.

O Fortaleza está confiante para a partida. O técnico Mirandinha garante que a equipe está focada apenas na Copa do Brasil e que também deixou de lado as comemorações pela conquista estadual.

– Estamos muito animados, é o jogo da vida. Uma vitória seria marcante na história do clube. Comemoramos muito pouco para manter nossa concentração na Copa do Brasil. Temos dois resultados. Ganhar a partida ou empatar e tentar a sorte nos pênaltis. Com o apoio da nossa torcida e jogando no Castelão, acreditamos muito na vitória – comentou o treinador.

Para o confronto contra o Flamengo, Mirandinha terá o desfalque do zagueiro Silvio, suspenso por cartão amarelo. Os atacantes Bambam, machucado, e Vanderlei, que sentiu uma pancada no jogo de domingo contra o Ceará, são dúvidas. Por outro lado, Gilmak volta ao time após cumprir suspensão.


FICHA TÉCNICA:

FORTALEZA X FLAMENGO

Local: Castelão, Fortaleza (CE)
Data/Hora: 6/5/2009 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa/PR)
Assistentes: Gilson Bento Coutinho (PR) e José Carlos Dias Passos (PR)

FORTALEZA: Douglas; Maisena, Gilmak, Edson e Guto; Coutinho, Euzebio, Bismark e Julio; Marcelo Nicácio e Luis Carlos. Técnico: Mirandinha.

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva, Aírton e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Kleberson, Ibson e Juan; Erick Flores (Welinton) e Emerson. Técnico: Cuca.

maio 6, 2009 Posted by | Flamengo, Fortaleza | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter não vai aliviar Náutico na Copa do Brasil

Colorado bateu Timbu por 3 a 0 na primeira partida das oitavas, em Recife

Nilmar está escalado para pegar o Náutico, no Beira-Rio

Nilmar está escalado para pegar o Náutico, no Beira-Rio (Crédito: LANCEPRESS!)

LANCEPRESS!

Apesar de ter goleado o Náutico nos Aflitos por 3 a 0, na semana passada, o Internacional não pretende ter pena do time pernambucano. Na noite desta quarta-feira, às 21h50, no Beira-Rio, o Colorado quer confirmar sua passagem à próxima fase da Copa do Brasil com outra goleada.

Pelo menos foi o que se observou nos treinos preparatórios. Aos gritos, o técnico Tite exigiu pressão nas jogadas ofensivas e esforço pela recuperação da bola. Antes de enfrentar o Náutico, o Inter vinha de uma goleada de 5 a 0 sobre o Guarani-SP.

— Nossa vocação é jogar pra frente. Vamos continuar assim, que tá dando certo – comentou Taison, artilheiro do Gauchão com 15 gols e da equipe na Copa do Brasil com 4.

O time vai quase completo. Só faltará o volante Sandro, que já não atuou em Recife, devido a lesão na panturrilha, no treino da véspera, nos Aflitos. Praticamente recuperado, será preservado para a estréia no Brasileiro, domingo, contra o Corinthians. Glaydson, de boa atuação no jogo de ida – “ele não erra passes”, elogia-o Tite – continuará na posição.

No Náutico, o técnico Waldemar Lemos foi obrigado a mexer no time, pois não terá o zagueiro Asprilla e o atacante Carlinhos Bala, que estão suspensos. Para suprir as ausências, Vágner que atuou como volante no jogo de ida, voltará à zaga, ao lado de Negretti e Gladstone. No lugar de Bala, Daniel Gonzáles ganha mais uma chance.

Em compensação, os volantes Johnny e Galiardo que cumpriram suspensão, retornam ao time, e o Timbu não precisará mais atuar com dois armadores, como foi na derrota por 3 a 0 em pleno Aflitos. No ataque, mais uma mudança, no lugar do apagado Adriano Magrão, o garoto-revelação Anderson Lessa será o parceiro de Gilmar.

– Se Lessa for meu companheiro de ataque, não haverá problemas, pois conheço seu estilo de jogo e nos damos muito bem. Vai ser muito difícil conseguir a classificação, mas vamos dar tudo de nós para consegui-la – avaliou Gilmar.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL X NÁUTICO

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 06.05.09 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA)
Assistentes: Adson Marcio Lopes Leal e Jose Carlos Oliveira dos Santos (BA)

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Álvaro e Kleber; Glaydson, Magrão, Guiñazú e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Técnico: Tite

NÁUTICO: Eduardo, Gladstone, Vágner e Negretti; Sidny, Johnny, Galiardo, Daniel Gonzáles e Wellington; Gilmar e Anderson Lessa. Técnico: Waldemar Lemos.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 6, 2009 Posted by | Internacional, Náutico | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Grêmio enfrenta o San Martín para tentar se aproximar das quartas-de-final

Grêmio tenta levar a terceira Libertadores

Primeiro jogo das oitavas da Libertadores é às 21h50m desta quarta-feira, em Lima, no Peru, contra adversário recém-nascido

Ampliar Foto Alexandre Alliatti/GLOBOESPORTE.COM Alexandre Alliatti/GLOBOESPORTE.COM

Jonas joga ao lado de Maxi López

Os colombianos de Tunja, os bolivianos de Cochabamba e os chilenos de Santiago já testemunharam que o GrêmioLibertadores da América com a faca presa entre os dentes, louco para conquistá-la pela terceira vez. E agora chegou a vez dos peruanos de Lima. Às 21h50m (de Brasília) desta quarta-feira, o Tricolor tem jogo fundamental na trajetória de caça ao título. O adversário é o Universidad San Martín, em Lima, capital do Peru. É o primeiro jogo das oitavas-de-final da Libertadores.

O Grêmio vai a campo cheio de moral. Na primeira fase, foi o melhor entre todos os participantes do torneio. Como visitante, o aproveitamento é de 100%. Em três jogos, três vitórias – contra Boyacá Chicó, Aurora e Universidad de Chile. O objetivo da vez é conquistar um bom resultado para encaminhar a classificação às quartas-de-final. O jogo da volta contra os peruanos é na semana que vem, no Olímpico. O vencedor da disputa pegará Deportivo Cuenca, do Equador, ou Caracas, da Venezuela, na próxima fase.

Força máxima e boca fechada


Será o quarto jogo do Grêmio sob o comando do interino Marcelo Rospide, que assumiu o cargo na vaga de Celso Roth e desandou a ganhar. São três vitórias em três jogos. A tendência é de que ele ainda comande o time no jogo da volta, embora a diretoria tenha esperanças de anunciar Paulo Autuori antes de 20 de maio, quando termina o contrato dele com o Al-Rayyan, do Qatar.

Enquanto Autuori não chega, Rospide conta com o apoio do elenco. E também com alguma sorte. Para o jogo contra o San Martín, ele não tem desfalques. O time terá todos os titulares à disposição e ainda contará com mais possibilidades no banco. Alex Mineiro é opção para o caso de Jonas e Maxi López não funcionarem no ataque. Douglas Costa, recuperado de lesão no joelho, surge como alternativa para a articulação. O volante Túlio, buscado na semana passada no Corinthians, já integra a delegação no Peru.

O jogo em Lima coloca frente a frente os times de melhor e pior campanhas entre os classificados na primeira fase. O favoritismo, claro, é todo do Grêmio, mas os tricolores não querem saber de falar sobre isso. Eles elogiam o adversário a cada instante. É um antídoto contra um salto-alto que parece não combinar com o elenco azul. Na hora de cantar vantagens, os gremistas ficam de boca fechada.

– É um adversário forte. Todos os jogos são duros na Libertadores. Pelo que vimos do San Martín, é um time com dois meias argentinos muito bons (Cejas e Díaz). O adversário é forte especialmente em casa. Na primeira fase, eliminou o River Plate. Se fez isso, tem méritos, assim como o Grêmio tem pela campanha que fez – disse o argentino Maxi López.

Os gremistas acreditam que o fato de o clube ter feito a melhor campanha, com 16 pontos em 18 disputados, deixará os adversários mais atentos e respeitosos. Acima de tudo, os jogadores dizem que os números não são fruto do acaso. Acreditam que formam um time que está, sim, entre os candidatos ao título.

Adversário recém-nascido


O Universidad San Martín de Porres dá os primeiros passos no futebol sul-americano. É um clube universitário, nascido em 2004 da união entre professores e empresários. Em pouco tempo, se estruturou e já conquistou dois Campeonatos Peruanos, superando adversários mais tradicionais no país, como o Alianza Lima, o Sporting Cristal e o Cienciano.

Com pouca torcida, o San Martín conta com o apoio de torcedores de outros clubes para colocar pelo menos 15 mil pessoas no estádio Alejandro Villanueva, que pertence ao Alianza. O palco do jogo tem capacidade para 35 mil espectadores. O Grêmio não deve encontrar clima de pressão em Lima.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)


FICHA TÉCNICA:

SAN MARTÍN GRÊMIO
Leao Butrón, Jorge Huamán, Jorge Reyes, Cristian Ramos e Guillermo Guizasola; Mauro Cejas, John Hinostroza, Josepmir Ballón e José Díaz; Pedro García e Martín Arzuaga. Victor, Léo, Réver e Rafael Marques; Ruy, Adílson, Tcheco, Souza e Fábio Santos; Jonas e Maxi López.
Técnico: Victor Rivera. Técnico: M. Rospide.
Estádio: Estádio Alejandro Villanueva, em Lima (Peru). Data: 6 de maio Horário: 21h50m (de Brasília). Árbitro: Carlos Vera (Equador). Auxiliares: Juan Cedeño (Equador) e Carlos Herrera (Equador).
Transmissão: O SporTV mostra ao vivo para todo o Brasil. A RBS TV transmite para o Rio Grande do Sul.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h50m (de Brasília).

maio 6, 2009 Posted by | Grêmio | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com quase o mesmo time de Leão, Roth estreia no Atlético-MG contra o Vitória

Na primeira partida das oitavas, Rubro-Negro venceu por 3 a 0 o Galo

Ampliar Foto Richard Souza/GLOBOESPORTE.COM Richard Souza/GLOBOESPORTE.COM

Celso Roth estreia no comando do Galo

Técnico novo, escalação velha. O Atlético-MG que encara o Vitória nesta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), no Mineirão, terá a mesma formação dos jogos anteriores. Recém-chegado ao clube, Celso Roth optou por não mexer na estrutura deixada pelo seu antecessor, Emerson Leão, para a partida de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil.


O Galo terá uma missão muito difícil no Mineirão. Como perdeu a partida de ida por 3 a 0, precisa vencer por quatro gols de diferença para avançar. Se a partida terminar 3 a 0, o duelo será decidido nos pênaltis.

TV Globo MG transmite a partida ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real a partir das 21h50m.

Galo tenta se reerguer


Depois de ser goleado no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro pelo Cruzeiro e no primeiro duelo contra o próprio Vitória nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, o Atlético-MG conseguiu empatar o segundo confronto contra o rival regional e, apesar de ter ficado com o vice-campeonato, deu fim à sequência de resultados negativos. Agora, a equipe precisa reencontrar as vitórias para ter chance de seguir no torneio.

Para isso, o técnico Celso Roth poderá contar com quase toda a equipe. A única baixa do time alvinegro será Marcos, que sentiu dores na região posterior da coxa esquerda e foi vetado pelo departamento médico. Apesar disso, o jogador ficará na torcida para que seus companheiros consigam reverter a situação.

– Sei que não é fácil, mas pior que perder o Mineiro é ser eliminado da Copa do Brasil. A torcida vai ser fundamental para virar o jogo contra o Vitória. Eu acredito – afirmou.

Roth irá a campo com quase a mesma formação que Leão escalava. A única alteração no time será a entrada de Thiago Feltri no lugar de Junior.

Vitória quer seguir no sonho

Para o duelo desta quarta-feira, o Vitória tem apenas um desfalque, que é o meio campo Vanderson, que cumpre suspensão. No lugar dele entra Uellinton. O rubro-negro tem a vantagem contra o Atlético, mas os jogadores do Leão não querem saber do clima de vitória antecipada.

Para o técnico Carpegiani, o Leão tem que se concentrar para não dar chance para o azar. Afinal, o jogo vale uma vaga nas quarta-de-final da Copa do Brasil, torneio que dá uma vaga na Libertadores, sonho antigo da diretoria do clube.

– No Campeonato Brasileiro, você joga 7, 8 meses para conseguir uma vaga na Libertadores. Com a Copa do Brasil, estamos bem mais perto. Por que não podemos sonhar? Somos diferentes? Podemos até não ter um grande time na questão da qualidade, mas temos conjunto e precisamos de ambição – afirmou o técnico ao jornal “A tarde”.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

ATLÉTICO-MG VITÓRIA
Juninho; Marcos Rocha, Leandro Almeida, Welton Felipe e Thiago Feltri; Renan, Rafael Miranda, Márcio Araújo e Fabiano; Éder Luis e Diego Tardelli Viáfara; Apodi, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Uelliton, Bida, Carlos Alberto e Ramon; Jackson e Neto Baiano
Técnico: Celso Roth Técnico: Paulo César Carpegiani
Estádio: Mineirão. Data: 06/05/2009. Horário: 21h50m. Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)Auxiliares: Marcelo Bertanha/RS e Alexandre Antonio/RS
Transmissão: A TV Globo Minas exibe a partida ao vivo.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h50m (de Brasília).

maio 6, 2009 Posted by | Atlético-MG, Vitória | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Icasa (CE) e Vasco: definição na Copa do Brasil

Após 1 a 1 no Rio, equipes se enfrentam no Ceará por lugar nas quartas

O Icasa recebe o Vasco nesta quarta-feira no jogo de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Em São Januário, empate em 1 a 1

O Icasa recebe o Vasco nesta quarta-feira no jogo de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Em São Januário, empate em 1 a 1 (Crédito: Lancenet)

LANCEPRESS!

Icasa e Vasco se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30, em Juazeiro do Norte (CE), no confronto de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil, de olho nos pequenos detalhes para conseguir avançar de fase na competição e enfrentar Vitória ou Atlético-MG.

Na partida de ida, no Rio de Janeiro (RJ), o placar de 1 a 1 deu ao time cearense a vantagem do empate sem gols para se classificar e à equipe cruzmaltina a possibilidade de ter a seu favor a igualdade por dois ou mais gols. Novo 1 a 1 leva a definição para os pênaltis e quem vencer, por qualquer placar, segue para as quartas.

A qualidade do primeiro jogo foi baixa e o resultado veio de falhas dos dois lados: o gol do Gigante da Colina surgiu de uma sequência de erros da defesa adversária (foi contra, do goleiro Ari, mas creditado a Vilson) e o do Verdão do Cariri foi proporcionado pelo mau posicionamento da retaguarda vascaína.

O Icasa tem apenas um desfalque confirmado para o duelo desta quarta, no Romeirão: o zagueiro Luiz Carlos cumprirá suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo na partida em São Januário. Porém, o atacante Leozinho, reclamou de uma indisposição intestinal e não treinou na segunda-feira.

No Vasco, a equipe segue sem poder contar com os zagueiros Fernando e Titi, o volante Nilton e o meia Jeferson. Mesmo recuperado do estiramento na coxa direita, Carlos Alberto fica apenas no banco. As únicas mudanças em relação ao confronto de ida são a entrada do zagueiro Gian e do meia Léo Lima, este substituindo Alex Teixeira.

FICHA TÉCNICA:
ICASA (CE) X VASCO

Estádio: Mauro Sampaio (Romeirão), Juazeiro do Norte (CE)
Data/hora: 6/5/2009 – 19h30
Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Erich Bandeira (Fifa/SE) e Ailton Farias da Silva (SE)

ICASA: Ari, Alan, Thiago e Jonas; Joãozinho, Guto, Panda, Esquerdinha e Marcus Vinicius; Moré e Leozinho (Marciano). Técnico: Flávio Araújo.

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Mateus, Léo Lima e Enrico; Rodrigo Pimpão e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

maio 6, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com gol de Ortigoza, Verdão bate o Sport

Equipe agora tem a vantagem de jogar por um empate na partida de volta, semana que vem na Ilha

Ortigoza faz seu primeiro gol na Libertadores (Crédito: Reginaldo Castro)

Ortigoza faz seu primeiro gol na Libertadores (Crédito: Reginaldo Castro)

O Palmeiras não vencia o Sport em casa desde 2003. Além disso, o Alviverde tinha vencido apenas uma vez dentro Palestra Itália nesta Libertadores, contra a LDU, do Equador. Mas, quando o empate parecia certo, o paraguaio Ortigoza resolveu roubar a cena e fez o gol da vitória do Verdão, que bateu a equipe pernambucana por 1 a 0, nesta terça-feira, no Palestra Itália, pela primeira partida das oitavas-de-final da Libertadores.

No sufoco, como tem sido durante toda a competição sulamericana, os comandados de Vanderlei Luxemburgo venceram, conseguiram uma importante vantagem e, de quebra, ainda quebraram uma escrita. O Palmeiras não vencia uma partida de mata-mata contra equipes brasileiras na Libertadores desde 2001, quando bateu o São Caetano, também pelas oitavas.

Vanderlei Luxemburgo esperou até poucos minutos antes da partida para divulgar a escalação de sua equipe. Quando os nomes foram revelados, surpresas: Além da confirmação de Pierre, que era dúvida, três atacantes, com Marquinhos e Willians fazendo companhia a Keirrison.

No campo, no início da partida, as surpresas ficaram um pouco de lado e o que se viu foi a mesma ansiedade de sempre do Verdão em decidir o lance, fato que vem prejudicando o Palmeiras quando atua em sua casa.

Marquinhos, a maior surpresa, não surpreendia ao errar um passe atrás do outro. Aos cinco minutos, Keirrison até que tentou fazer diferente de seus últimos jogos. Mas a finalização na trave mostrou a mesma falta de sorte que tem acompanhado o atacante.

Apesar de ter começado melhor, como de costume, o Palmeiras deixou o adversário crescer. Em cobranças de faltas, Paulo Baier levou perigo em duas oportunidades e o Sport passou a ficar mais tempo com a bola.

No segundo tempo não foi diferente. Com Willians e Marquinhos pouco inspirados, cabia a Keirrison, raramente, e a Diego Souza tentar criar alguma jogada, sempre sem sucesso. Na melhor delas, o camisa 9, inteligentemente, roubou bola na intermediária e cruzou para trás. Diego Souza chegou chutando de primeira e mandou por cima.

Mas foi aí que a maior surpresa da partida entrou em cena. Aos 19 minutos, Luxa colocou Ortigoza em campo, junto com Mozart, estreante da noite.

Em uma de suas primeiras participações, o paraguaio ganhou na corrida de Hamilton e sofreu falta feia, que causou a expulsão do jogador. Na cobrança, Cleiton Xavier levantou na área e quando a zaga do Sport parecia que cortaria mais uma vez, Ortigoza, para a surpresa do palmeirense, desviou de cabeça. A bola morreu no canto esquerdo de Magrão.

Depois do gol, o Verdão continuou no ataque e se preocupou para que o Sport não surpreendesse. A pressão resultou em uma cabeçada de Diego Souza, que, caprichosamente, acertou a trave.

Agora, o Palmeiras precisa de um empate na Ilha do Retiro. O torcedor palmeirense ainda guarda na lembrança os 2 a 0 da fase de grupos. Já os pernambucanos lembram dos 4 a 1 pela Copa do Brasil no ano passado.

Promessa de jogão na próxima terça-feira, em Recife.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 SPORT
Estádio: Palestra Itália, São Paulo (SP)
Data/hora: 05/05/2009, às 21h15 horas
Árbitro: Sergio Pezzota (ARG)
Assistentes: Francisco Rocchio e Horacio Herrero (ARG)
Renda/público: R$ 1.246.726,24 / 23.991 pagantes
Gols: Ortigoza, 29′/2ºT
Cartões amarelos: Danilo, Pierre (PAL); Hamilton, Paulo Baier, Wilson (SPO)
Cartões vermelhos: Hamilton, 28′/2ºT

PALMEIRAS: Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Danilo e Armero (Jefferson, 34′/2ºT); Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza e Marquinhos (Mozart, 19′/2ºT); Willians (Ortigoza, 19′/2ºT) e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SPORT: Magrão; Igor, César, Durval; Moacir, Hamilton, Daniel Paulista (Luciano Henrique, 20′/2ºT), Paulo Baier e Dutra: Wilson (Andrade, 31′/2ºT) e Vandinho (Ciro, 18′/2ºT). Técnico: Nelsinho Baptista

maio 6, 2009 Posted by | Palmeiras, Sport | , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário