Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

No gol tricolor, sai Ceni, o goleiro-artilheiro e entra Bosco, o ‘Paredão’

Apelido do camisa 22 vem de dentro do grupo. Muricy exalta o novo titular

Ampliar Foto Gaspar Nóbrega/VIPCOMM Gaspar Nóbrega/VIPCOMM

Bosco é o atual dono do gol são-paulino

No São Paulo desde 2005, Bosco sempre transmitiu tranquilidade quando precisou substituir Rogério Ceni. Não teve muitas chances, pois o capitão quase não sofria lesões. Foram 31 jogos e apenas quatro derrotas. Agora a missão é diferente. Afinal, pela primeira vez ele sabe que pode jogar por até seis meses, já que Ceni se recupera de uma fratura no tornozelo esquerdo. Estará nas mãos de Bosco a responsabilidade da Libertadores e do Paulistão . A primeira prova de fogo será neste domingo, contra o Corinthians , no Morumbi. O São Paulo precisa vencer para chegar à final do Estadual. Muricy Ramalho está tranquilo: se o camisa 1 é o goleiro-artilheiro, o dono da 22 é conhecido como “Paredão”.

– Ele é falado como goleiro porque é muito bom. E é difícil um goleiro que fica muito tempo sem jogar mostrar o que ele sempre apresentou. Tem confiança, responde sempre que é chamado. E dentro do grupo tem o apelido de Paredão porque é assim mesmo, o nome não é à toa – elogiou o comandante que, lembrado pelo superintendente de futebol Marco Aurélio Cunha de que Bosco só tinha quatro derrotas como titular, não deixou de brincar com o dirigente – É por isso que você é vereador, gosta de falar (risos).

  • AspasEle tem o apelido de Paredão porque é assim mesmo, o nome não é à toa

Agora é realmente diferente. O Paredão já sabe que, se não passar por nenhum problema, será o titular na Libertadores e nas finais do Paulista, caso o São Paulo se classifique neste domingo. Ele assume a responsabilidade sem medo.

– Claro que é um pouco diferente porque vou jogar o momento mais importante do São Paulo e substituir um ídolo. Não esperava que fosse dessa forma e por tanto tempo, mas são coisas do futebol. Antes eram apenas algumas partidas, agora é um momento especial. Espero dar conta do recado mais uma vez. Tenho a mesma responsabilidade de cada atleta que entrar em campo nesta semifinal – ressaltou o novo titular.

Entrar no lugar de um ídolo é uma missão e tanto, mas o próprio camisa 1 tem confiança de que Bosco é o nome certo para cuidar do gol tricolor. Logo após sofrer a fratura, Ceni foi operado, na última segunda-feira. Ainda do hospital, ligou para a Colômbia só para dar uma força a Bosco, que entrou em campo contra o Independiente, pela Libertadores. O capitão quer agora que as atenções estejam voltadas para o novo dono do gol são-paulino.

– No futebol, a gente tem de ser prático. Ninguém é insubstituível, ainda mais em um clube como o São Paulo. Quis dar esta entrevista antes desta semifinal para dar satisfações ao torcedor, e assim fazer com que depois disso todos se voltem para quem estará em campo, para que o Bosco tenha o seu espaço. Liguei para ele um dia antes do jogo da Colômbia. Ele lamentou o que aconteceu comigo. Espero que as perguntas agora sejam dirigidas a ele porque é um jogador que tem capacidade e experiência, e estou torcendo muito por ele – explicou Ceni.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Juninho ‘intima’ a torcida do Fogão a dividir o Maracanã

Zagueiro lembra que apoio fez diferença contra o Americano, quinta-feira

Juninho está ansioso pela final da Taça Rio

Juninho está ansioso pela final da Taça Rio (Crédito: Júlio Cesar Guimarães)

Identificado com o Botafogo, Juninho espera contar com o apoio irrestrito dos alvinegros no domingo, dia da final da Taça Rio, no Maracanã. Sob a garantia de um efeito suspensivo, o zagueiro se livrou do gancho e já imagina a disputa de gritos no estádio. Por isso, deixou seu apelo.

– É importante que o torcedor do Botafogo saiba a diferença que faz. Contra o Americano, provou isso, empurrando o time nos 15 minutos finais, quando as forças estava no fim. Por isso, os intimo a comparecer. Dá uma motivação a mais saber que os ingressos já se esgotaram e que termos casa lotada – disse o capitão, que levantará a taça em caso de vitória, uma vez que o time dirigido por Ney Franco levou o primeiro turno também.

Em 2007, Juninho ergueu a mesma Taça Rio, mas foi derrotado na decisão do Estadual. No ano anterior, Scheidt era o capitão. Acostumado aos momentos que antecedem grandes jogos, ele contou qual é a sensação de dentro do vestiário.

– Dá para escutar tudo o que se grita, a atmosfera é diferente. Quando a gente sai da concentração, já cruza pelas torcidas e observa – disse.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Tradição no Engenhão, segredo fecha preparação para final

Ney deu treino tático, de jogadas ensaiadas e pênaltis. No fim, rachão para relaxar

Ney Franco orienta seu grupo como parte da preparação para a decisão

Ney Franco orienta seu grupo como parte da preparação para a decisão

Aquela que poderá ser a última atividade do Botafogo visando à uma partida deste Campeonato Carioca foi secreta, para não perder o costume. Desde o primeiro clássico da temporada, contra o próprio Flamengo, pela Taça Guanabara, Ney Franco fecha a primeira parte de seu treinamento da véspera, sempre no Engenhão.

Desta vez, uma movimentação tática, seguida da prática de algumas jogadas ensaiadas e das cobranças de pênaltis, disputa que tirou o clube da Copa do Brasil, para o Americano, deram o tom na ensolarada manhã de sábado. O grupo reagiu muito bem, sobretudo após a notícia das confirmações de Alessandro e Juninho no time, liberados pelo TJD-RJ.

Às 10h30, os jornalistas tiveram acesso ao campo principal do estádio, quando já tinha início o recreativo, em que o time liderado pelo lateral empatou em 2 a 2 com o comandado por Reinaldo e Victor Simões. Segundo Alessandro, em tom de brincadeira, houve uma certa ajudinha do árbitro para a equipe adversária.

– Vocês (jornalistas) viram a descontração no treino. O grupo está muito fechado, apesar do baque da eliminação, que já deixamos para trás. A alegria vai contagiar a todos nessa busca pelo título – afirmou Juninho.

Para fechar, Juninho, Maicosuel e Túlio Souza praticaram cobranças de falta. Com bom aproveitamento, os dois meias acertaram a maioria no gol defendido por Milton Raphael. Em seguida, o camisa 10 ainda bateu mais alguns pênaltis – sem paradinha, agora – e teve excelente média.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em duelo recheado de tensão, Tricolor e Timão vão em busca de vaga na decisão

Os dois lados passaram a semana trocando farpas, o que garante um jogo eletrizante a partir das 16 horas, no estádio do Morumbi

Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM

Muricy faz duelo particular com Mano

Personagens que podem brilhar no Morumbi não faltam; Washington, Ronaldo, Borges, Chicão… E comandantes com espírito vencendor também não. Os amigos Muricy Ramalho e Mano Menezes não jantam mais juntos, como no tempo em que eram vizinhos em Porto Alegre. Apenas um será vitorioso neste domingo, com a vaga para a final do Paulistão nas mãos. São Paulo ou Corinthians ? A resposta começa a ser desenhada a partir das 16h, com promessa de um grande clássico. A TV Globo, o Sportv e o Premiere transmitem a partida e o  GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.
O Timão venceu a primeira partida das semifinais por 2 a 1 com direito a um gol de Cristian no finalzinho. Agora, tem a vantagem de jogar por um empate para chegar à final. Ao São Paulo, só a vitória interessa. A vantagem do Tricolor, conseguida por ter terminado a primeira fase em segundo lugar, é decidir em casa.

Sem o ídolo Ceni, Bosco assume a responsabilidade

Ampliar Foto Luiz Pires/VIPCOMM Luiz Pires/VIPCOMM

Ceni se machucou no treino da última segunda

Muricy Ramalho não costuma revelar a escalação antes das partidas, principalmente em jogos decisivos. Mas muitas peças não são segredo, como as do ataque, formado por Borges e Washington. Durante a semana, o treinador poupou quase todos os titulares, que não viajaram à Colombia para enfrentar o Independiente, pela Libertadores.

O que o treinador não contava era chegar ao jogo deste domingo com tantos desfalques. Arouca e Zé Luis estão no departamento médico e criam um problema para o treinador pelo lado direito, pois ambos vinham sendo improvisados no setor. Mas a principal ausência é a de Rogério Ceni, que fraturou o tornozelo esquerdo e ficará no estaleiro por até seis meses. Bosco sabe que agora é diferente, pois vai ficar por muito tempo no gol tricolor. E está pronto para tudo, mas sem querer ser destaque como o ídolo.

– Estou preparado para a responsabilidade, e este é o momento decisivo. Não tenho a pretensão de ser o ator principal, e sim ser parte do elenco que vai ganhar títulos para o clube. Espero corresponder com um grande trabalho – ressaltou Bosco, que já atuou contra o Independiente, no primeiro jogo sem Ceni.

André Dias, expulso na primeira partida contra o Corinthians, também não joga neste domingo. Muricy deverá escalar o time com no esquema 4-4-2, com duas linhas de quatro. Em relação ao último jogo, a novidade seria a entrada de Richarlyson na vaga de Arouca.

Ampliar Foto Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM

Ronaldo tem presença garantida no ataque, ao lado de Jorge Henrique e Dentinho

Mano põe time no ataque

No Corinthians, as conversas tiveram uma importância muito grande nesta semana, já que o Timão atuará na casa do rival e com 95% do estádio contra. O técnico Mano Menezes já deixou claro que seu time não pode ficar assistindo o rival atuar. É preciso agredir e buscar o gol.

– O São Paulo terá uma postura diferente da que teve no primeiro jogo. Por isso, precisaremos ter inteligência. Não podemos ficar o tempo todo na defesa. Temos de agredir e saber que temos uma vantagem, mas que ela não define nada. Poderá ser usada em determinado momento da partida.

Em relação ao time, até para não ficar retrancado na defesa, Mano Menezes repetirá a escalação da última partida, com três atacantes: Jorge Henrique, Dentinho e Ronaldo. No meio-campo, o volante Cristian, que fez gestos obscenos em direção aos torcedores rivais no último domingo, tem presença garantida, já que o TJD ainda não decidiu se oferecerá ou não a denúncia contra o atleta.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Ficha técnica:

SÃO PAULO CORINTHIANS
Bosco, Renato Silva, Rodrigo, Mirande a Richarlyson; Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Borges e Washington. Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho.
Técnico: M. Ramalho. Técnico: Mano Menezes.
Estádio: Morumbi, São Paulo. Data: 19/04/2009. Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho. Auxiliares: Vicente Romano Neto e Giovani César Canzian.
Transmissão: A TV Globo e o Sportv exibem a partida ao vivo para São Paulo. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 16h (de Brasília).

abril 18, 2009 Posted by | Corinthians, São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ídolo alvinegro, Maicosuel foi contratação virtual do Flamengo

Meia, que foi envolvido em negociação confusa e acabou defendendo o Cruzeiro, chegou a falar como jogador rubro-negro no fim de 2006

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Esperança do Botafogo na final, Maicosuel por pouco não esteve do outro lado

A torcida que hoje o idolatra por pouco não o teve como adversário. Um dos principais nomes do Botafogo na temporada, Maicosuel ficou muito perto de defender o Flamengo em 2007, numa negociação que acabou não dando certo. Agora, ele é uma das maiores preocupações do Rubro-Negro no clássico deste domingo, pela final da Taça Rio.

No fim de 2006, Maicosuel buscou na Justiça a sua desvinculação do Paraná Clube. Indicado pelo Ney Franco, então treinador rubro-negro, o meia esteve próximo de um acordo e chegou até a falar como jogador do Flamengo. No entanto, o Cruzeiro, que também entrou na disputa, acabou levando o jogador.

Flamengo e Cruzeiro costuraram um acordo, segundo o qual Maicosuel defenderia o clube mineiro em 2007, e, ao final daquela temporada, jogaria pelo Rubro-Negro, o que nunca aconteceu. Algum tempo depois, o meia rescindiu com o Cruzeiro e foi contratado pelo Palmeiras em 2008.

– Faríamos uma composição financeira com o Cruzeiro para contratá-lo em conjunto. Ele ficaria um ano lá e depois viria para cá. Mas não conseguimos dinheiro. É um belíssimo jogador – elogiou Kleber Leite, vice de futebol do Flamengo.

Maicosuel também recorda o episódio no qual se viu envolvido:

– Lembro que o acordo era para que eu jogasse pelo Flamengo em 2008, mas depois o Cruzeiro perdeu o interesse em me liberar, eu também não queria sair. Então, o negócio melou

Quem comemora é Ney Franco, que, na segunda tentativa, conseguiu ter Maicosuel, a quem considera um dos jogadores mais importantes do elenco alvinegro.

– Lembro que indiquei o Maicosuel ao Flamengo em 2007, mas houve uma confusão e ele não veio. Quando pensei em reforços para o Botafogo em 2009, ele foi um dos primeiros nomes que me vieram à cabeça. Queria muito que viesse, tanto que fui que fiz o primeiro contato com seus


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians treina jogadas de bola parada, maior arma do São Paulo

Mano Menezes repetiu lance em que o Timão sofreu o gol do zagueiro Miranda, na partida de domingo passado, no Pacaembu

Ampliar Foto Marcos Riboli/GLOBOESPORTE.COM Marcos Riboli/GLOBOESPORTE.COM

Mano usa armas do rival para surpeender

Mano Menezes testou nesta manhã de sábado um antídoto contra o veneno mais perigoso do time do São Paulo para o clássico deste domingo, às
16h, no Morumbi, pelas semifinais do Campeonato Paulista. Depois de alertar a arbitragem e reclamar publicamente da postura do rival em lances deste tipo, o treinador do Corinthians submeteu seus atletas a um trabalho para combater as jogadas de bola parada do Tricolor.

No início da atividade, Mano reproduziu exatamente o lance em que o São Paulo abriu o placar do duelo do último domingo, no Pacaembu. Pelo lado esquerdo da defesa, Bruno Bertucci representou Jorge Wagner, com levantamentos para a pequena área. Souza fez as vezes de Washington com marcação de William, enquanto Diego representou Miranda, seguido por Chicão.

Cristian, Alessandro e Dentinho completaram os defensores na área. O último, aliás, ficou como uma arma para os contra-ataques caso o Alvinegro recupere a bola. Elias, outro que sai em velocidade da defesa para o ataque, se posicionou na intermediária como ponto de referência para a ida ao setor ofensivo.

Em seguida, Mano Menezes passou a executar as jogadas em escanteios por ambos os lados. Assim, Elias foi para dentro da área, e Douglas permaneceu fora dela para puxar os contra-ataques.

Depois deste treinamento, os jogadores do Corinthians participaram de um animado recreativo. A escalação só será divulgada minutos antes do início da partida. A delegação está concentrada em um hotel na região de Higienópolis.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vice-campeonato da Copa do Brasil será tema de conversa de Mano com o grupo

Após ter vencido a primeira partida, time jogou com o regulamento embaixo do braço no Recife e acabou perdendo o título

Ampliar Foto Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM

Treinador deixou claro que seu time vai sair para o jogo no Morumbi

A perda da Copa do Brasil de 2008 para o Sport será relembrada pelo técnico do Corinthians , Mano Menezes, na sua preleção antes do decisivo clássico contra o São Paulo , que acontecerá na tarde deste domingo, no estádio do Morumbi. Por ter vencido o primeiro duelo por 2 a 1, no Pacaembu, a equipe alvinegra entrará em campo com a vantagem do empate.

Na ocasião, o Timão venceu a primeira partida, disputada no estádio do Morumbi, por 3 a 1. Com isso, poderia até perder por 1 a 0 na volta, no Recife, que seria campeão. Mas a equipe foi extremamente defensiva, jogou com o regulamento embaixo do braço e acabou perdendo por 2 a 0, ficando com o vice-campeonato. Por isso, a ordem é sair para o jogo no Morumbi.

Mano Menezes elogia o ataque rival. E deixa claro que, para sair classificado do Morumbi, o Corinthians precisará pelo menos marcar um gol.

– É muito difícil o São Paulo não marcar gol em casa. Por isso, acredito na necessidade de marcarmos também.

Por isso mesmo, o treinador deverá repetir a escalação da primeira partida, com três atacantes em campo: Dentinho, Jorge Henrique e Ronaldo. Jogar com a vantagem do empate será circunstância da partida.

– Saber que o regulamento lhe favorece é bom, mas isso tem que ser usado em determinado momento do jogo. O importante é saber usar. Não podemos entrar desde o princípio no segundo jogo querendo administrar o empate. Isso é perigoso, pois se toma um gol muda tudo. Independente da formação, o importante é que eu quero um time seguro em campo – concluiu.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca não aceita palestrar para árbitros e chama presidente do TJD de mentiroso

Treinador do Flamengo diz que se pena alternativa não for mudada, ele não ficará no banco na final contra o Botafogo

Ampliar Foto Fernando Maia/Globo Fernando Maia/Globo

Cuca pode voltar a ter problemas com o Tribunal

A presença de Cuca no banco de reservas na final da Taça Rio contra o Botafogo, domingo, no Maracanã, ainda é incerta. Neste sábado, após o último treino do Flamengo na Gávea, o técnico diz que não aceita dar três palestras para árbitros como determinou o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), Antônio Vanderler de Lima, para liberar o treinador dos 15 dias restantes da pena. Além das palestras, Cuca vai precisar pagar 100 cestas básicas para instituições de caridade. Algo que o treinador diz não ter problema.

Cuca entrou em contato com o advogado do clube Michel Assef Filho para cuidar do caso. Se precisar dar as três palestras como determinou o Tribunal, o treinador já decidiu que não vai ficar no banco de reservas no domingo contra o Botafogo e cumprir o resto da pena.

– A lei diz claramente que passados 50% da punição, ela pode virar ações sociais. Agora me fazer dar palestra para árbitro é um absurdo. Gostaria de saber se houve outro treinador dando palestra para árbitros. Vou falar o que para os árbitros? Não sei dar palestra – disse Cuca deixando claro que não aceita a decisão.

– Já comuniquei o doutor Michel. Se falar que tenho que dar palestra, prefiro não ir para o banco. Não tenho que falar tática de futebol para árbitro. Isso é errado. Se tiver que ficar fora 30 dias é a minha pena e eu cumpro. Tudo bem. Agora não vem me pedir para dar palestra para árbitro. Eu não vou. Isso também é demais – continuou o treinador.

Treinador chama presidente do Tribunal de mentiroso

Cuca também não poupou críticas ao presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), Antônio Vanderler de Lima.

– O doutor Vanderler foi quem prometeu que me daria o efeito suspensivo no dia seguinte. E eu não minto. Mas fui lá e cumpri os 15 dias. Mentiu – disse.

Por causa da declaração, Cuca pode voltar a ter problemas com o Tribunal. O presidente do Flamengo, Marcio Braga, foi suspenso por 1.440 dias por ter criticado o Tribunal. Em março, o dirigente foi julgado em três artigos e pegou pena máxima em todos, totalizando quase quatro anos. O indiciamento no TJD-RJ ocorreu depois que Marcio Braga classificou como “brutalidade” a perda de pontos do Vasco no tapetão durante a Taça Guanabara.

Além disso, o treinador corre o risco de ser novamente suspenso pelo Tribunal. Cuca apareceu no vestiário do Flamengo durante a partida contra o Fluminense, o que teoricamente não poderia ter acontecido por estar suspenso. Ele foi denunciado pelo TJD.


abril 18, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca tenta primeiro título expressivo da carreira

Técnico quer afastar fama de destemperado, criada na época de Botafogo

Cuca vai atrás de primeira conquista pelo Fla. Pelo clube, ele perdeu a mesma Taça Rio para o Fluminense

Cuca vai atrás de primeira conquista pelo Fla. Pelo clube, ele perdeu a mesma Taça Rio para o Fluminense (Crédito: Julio Cesar Guimarães)

Personagens frequentes nas decisões recentes do Campeonato Carioca, Cuca e Ney Franco estão cotados como dois dos principais treinadores do futebol brasileiro na atualidade. Curiosamente, os comandantes de Flamengo e Botafogo têm personalidades completamente distintas. A única semelhança aparente é a vontade de ser campeão carioca de 2009.

Ainda em busca do primeiro título de expressão da carreira – só conquistou a Taça Rio –, Cuca tem a fama de não saber lidar com os momentos decisivos muito por conta de suas superstições. Ele garante que suas manias de nada influenciam em seu comportamento à beira do campo e que não tem rituais às vésperas de partidas importantes.

– Não muda nada. Procuro me distrair vendo filme e durmo cedo, por volta das 22h30. Acordo por volta das 8h e vou à missa. Evito ficar pensando no jogo, porque senão eu não durmo. Tenho a semana toda para pensar na tática, no esquema – frisou.

O capitão Fábio Luciano, que fará sua despedida do futebol em caso de derrota neste domingo, elogiou o jeito destemido que Cuca mostra diante de seus desafios. O zagueiro pondera que a fama de não vencer não tem inteira justiça, já que muitos outros treinadores têm ficado pelo caminho em fases bem menos derradeiras.

– Cuca tem uma motivação grande e sentimos ele confiante. Ele procura passar isso também para o grupo. Ele tem de ficar feliz pela carreira dele. Vai ser campeão quando encontrar a equipe pronta para isso. É melhor ele chegar às finais do que não chegar – indagou.

Já o volante Willians, que disputa sua primeira final com a camisa rubro-negra e deve fazer marcação individual em Maicosuel, admite que Cuca está uma pilha nesta semana decisiva da Taça Rio.

– Não vou falar que ele está tranquilo porque não está. É uma final. Nós treinamos, mas o pensamento está todo no jogo de domingo. Ele tem conversado com os jogadores e esperamos fazer o nosso melhor dentro de campo – enfatizou.


abril 18, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ibson era o gandula famoso de Reinaldo no Flamengo

Atacante, agora no Botafogo, diz que sempre ouviu falar do colega nas divisões de base do Rubro-Negro

Ampliar Foto Fernando Maia/AGÊNCIA O GLOBO Fernando Maia/AGÊNCIA O GLOBO

Reinaldo diz torcer por Ibson, menos na decisão da Taça Rio neste domingo

Ainda bem que Reinaldo não teve reação parecida com a de Thiago Neves quando estava nos juniores do Flamengo. Se o atacante arremessasse a bola na direção do gandula poderia acertar simplesmente Ibson. O volante rubro-negro revelou ao GLOBOESPORTE.COM que quando estava no time infantil disputava a oportunidade de ser o “pegador” de bolas da equipe sub-20.

– Eu gandulava os jogos dos juniores. Só tinha craque naquele time. Reinaldo, Athirson, Julio César…. queria ver os caras de perto. Era maravilhoso poder ser gandula porque só assim via jogadores que me inspiravam – contou o camisa 7 do Flamengo.

Aos 30 anos, Reinaldo trocou de lado e defende o Botafogo neste domingo, na final da Taça Rio. Mas ele lembra bem do menino Ibson, promessa das divisões de base do Flamengo no fim da década de 90.

– Quando eu estava me profissionalizando, o Ibson estava no infantil. Sempre foi visto como um garoto promissor, algo comparado ao Julio César na minha geração. Todos no Flamengo sabiam que ele vingaria – elogiou.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

‘Aqui ninguém treme’, avisa Bruno

Goleiro lembra trajetória vitoriosa do elenco do Fla nos últimos anos

Ampliar Foto Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

Bruno durante o treinamento na Gávea

Decepções existem, derrotas acontecem. Mas não ouse dizer que o time do Flamengo “pipoca” em decisões. O goleiro Bruno apressa-se e corre para defender o grupo. Principalmente quando o assunto é Campeonato Carioca. Bicampeão da competição, o Rubro-Negro está às vésperas de mais uma final. Desta vez da Taça Rio, contra o Botafogo. Nos últimos anos, nos momentos decisivos, as vitórias se acumularam.

– O Flamengo teve anos complicados em 2004 e 2005. Mas investiu pesado para montar este grupo, que não é barato, e desde então passou a chegar sempre.

A tranquilidade de decidir e vencer será posta à prova novamente neste domingo. Mas ao contrário do que afirmou o presidente do Fluminense, Roberto Horcades, na semana passada, Bruno faz um alerta.

– Aqui ninguém treme. Tem time que o jogador nem dorme direito na véspera e você vê dentro de campo que o cara está tenso. Outro jogador acostumado aos momentos importantes, Ibson sabe que é difícil controlar a ansiedade natural. – Quando vejo o estádio lotado dá aquele arrepio, um friozinho na barriga. Mas nosso time é acostumado a esse tipo de partida


abril 18, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Mancini vê Peixe em vantagem física, mas crê em Verdão forte e motivado

Para santista, rival irá superar desgaste sofrido durante jogo contra o Sport com garra e técnica. Por isso, quer sua equipe alerta

Ampliar Foto Agência/Agencia Estado Agência/Agencia Estado

Mancini comemora semana de treinos, mas diz que isso não da favoritismo ao Peixe

O técnico Vagner Mancini, do Santos, reconhece que sua equipe entra em campo neste sábado, para enfrentar o Palmeiras, pela semifinal do Paulistão, com a vantagem de ter tido uma semana sem jogos para se preparar – o Verdão, na última quarta-feira, teve um confronto muito duro com o Sport, pela Taça Libertadores.

Verdão e Peixe jogam neste sábado, às 18h10m (horário de Brasília), no Palestra Itália, por uma vaga nas finais do estadual. Como venceu o jogo de ida, sábado passado, na Vila Belmiro, por 2 a 1, o Santos joga por um empate. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos. O SporTV transmite ao vivo.

– A importância de você ter cinco dias de trabalho é enorme. Além de recuperar o atleta do primeiro jogo, é preciso ter tempo para trabalhar algo diferente para surpreender. O Palmeiras jogou quarta e até quinta vivia o clima do jogo. Eles perderam esse tempo – comenta.

No entanto, o treinador santista lembra que o Palmeiras tem um elenco forte, está bem preparado fisicamente, e vai jogar em casa. Por isso, não é possível apontar favorito.

– O Palmeiras tem um elenco qualificado e um treinador muito experiente. Eles já mostraram que suportam bem as duas competições, estão preparados para isso. Uma equipe desgastada se supera na vontade, na técnica. Por isso, será uma disputa muito equilibrada.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Diego Souza se diz pronto para enfrentar marcação santistas

Destaque dos últimos jogos do Palmeiras, meia aponta seu físico como aliado na busca por espaço em clássico do Paulistão

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Diego espera marcação cerrada dos santistas no clássico

Principal nome dos últimos jogos do Palmeiras, o meia Diego Souza afirma estar preparado para a marcação dos volantes santistas. Apesar de viver uma verdadeira maratona de jogos com o alviverde por conta das disputas do Paulistão e da Taça Libertadores, o atleta acredita que na partida deste sábado, às 18h10m, no Palestra Itália, ele terá no físico um aliado para se desvencilhar de Roberto Brum ou Germano.

– Estou vivendo um bom momento e preparado. A marcação vai existir e tem de estar bem fisicamente. Tenho me sentido bem nos jogos para superar essas barreiras – comentou o camisa 7 alviverde.

Derrotado na primeira partida por 2 a 1, realizada no último sábado, na Vila Belmiro, o Palmeiras precisa de uma vitória simples para avançar à final do Campeonato Paulista.

– O momento nosso é bom porque a gente está decidindo jogos e isso só acontece com elenco de qualidade. Temos totais condições de dar volta por cima. E contamos com o apoio da torcida.

abril 18, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , | Deixe um comentário

Últimos campeões fazem semifinal

Palmeiras e Santos venceram os últimos três estaduais

Keirrison e Neymar podem decidir o duelo deste sábado

Keirrison e Neymar podem decidir o duelo deste sábado

LANCEPRESS!

Palmeiras e Santos venceram os três últimos campeonatos paulista. Em 2006 e 2007, deu Santos. Em 2008, Verdão. No banco, o mesmo técnico: Vanderlei Luxemburgo. Porém, neste sábado, às 18h10, no Palestra Itália, um dos dois ficará pelo caminho. O confronto decidirá uma das vagas na final da Paulistão.

No Palmeiras, o discurso é de superação. Após perder por 2×1 na Vila Belmiro, a equipe alviverde precisa da vitória para continuar na disputa pelo bi-campeonato paulista.

O Verdão vem de um empate contra o Sport, pela Libertadores, no Palestra Itália, na última quarta-feira. O resultado complicou as pretensões do time na competição sul-americana. Além do tropeço, a equipe ainda perdeu Edmílson, no mínimo, pelos próximos três meses.

Além de não poder contar com o zagueiro, Vanderlei Luxemburgo terá mais quatro desfalques. Seu camisa 10, Cleiton Xavier, recebeu o terceiro cartão amarelo na partida de ida, na Vila Belmiro e está fora do clássico. Sandro Silva e Marquinhos também estão suspensos. Já Willians, se recuperando de uma lesão no púbis, deve ficar pelo menos mais uma semana fora.

Entretanto, o Palmeiras conta com a força de sua torcida para a sequência de decisões que começou na última quarta-feira, contra o Sport. O fator campo pode ser preponderante já que, pelo Campeonato Paulista, o Verdão não perde para o Peixe há 40 anos jogando em sua casa. A última derrota foi em 1969.

No entanto, o tabu pode não valer de nada, mesmo se for mantido. Isto porque o Santos, para se garantir na final, não precisa vencer, um empate já basta. Mas, mesmo com o regulamento a seu favor, Vagner Mancini não pretende abdicar do esquema ofensivo, com Paulo Henrique, Madson e Neymar na armação das jogadas, além do artilheiro Kléber Pereira de referência na frente.

A única baixa para o jogo decisivo no Alvinegro é o volante Rodrigo Souto. O camisa 8 já estava suspenso para a partida e, para piorar, sofreu um estiramento muscular na coxa direita e está fora das finais, caso o Santos se classifique. O jogador já havia jogado a primeira partida das semifinais no sacrifício e deve desfalcar a equipe por cerca de 20 dias. Germano deve ser o substituto.

Em compensação, Mancini terá o retorno de Fabiano Eller à zaga. O jogador ficou fora do duelo na Vila por suspensão e volta a fazer dupla com Fabão. A única dúvida do Peixe está na lateral direita. O titular Luizinho volta de suspensão, mas Pará foi bem na primeira partida e pode permanecer.

Se vencer, o Santos reedita 2000, quando as equipes se enfrentaram pela última vez em uma semifinal de Paulistão. Na ocasião, a equipe santista, comandada por Giba, eliminou o rival com um gol aos 44 minutos do segundo tempo, marcado por Dodô.
FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SANTOS

Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data/hora: 18/04/2009 – 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes
Auxiliares: Vicente Roman Neto e Giovani Cesar Canzian

PALMEIRAS: Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Marcão; Fabinho Capixaba, Pierre, Jumar, Diego Souza e Armero; Lenny (Ortigoza) e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS: Fábio Costa; Pará (Luizinho), Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Germano, Roberto Brum, Paulo Henrique e Madson; Neymar e Kléber Pereira. Técnico: Vagner Mancini

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Palmeiras, Santos | , , , , , , , , , | Deixe um comentário