Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Agora do mesmo lado, Danilo comemora bom momento de Keirrison

Zagueiro palmeirense, que enfrentou atacante em clássicos no Paraná, afirma que já esqueceu as ‘coisas ruins’ de K9

Ampliar Foto Assessoria e Imprensa do Palmeiras/Divulgação Assessoria e Imprensa do Palmeiras/Divulgação

Keirrison (foto) já tirou o sono de Danilo nas disputas do Campeonato Paranaense

Hoje, Danilo comemora cada gol marcado por Keirrison pelo Palmeiras com entusiasmo. Mas há pouco tempo atrás, um encontro com o atacante era sinônimo de problema para o defensor. Ex-rivais nos clássicos entre Atlético-PR e Coritiba, o zagueiro sofreu com o faro de matador de K9. Mas agora no mesmo time, ele afirma ter esquecido todo o sofrimento que o atacante já o fez passar, como na final do Campeonato Paranaense de 2008.

– Perdemos o primeiro jogo no Couto Pereira e ele fez os dois gols. Depois, vencemos na Arena por 2 a 1, mas eles acabaram ficando com o título. Minha melhor lembrança dele é agora no Palmeiras. As coisas ruins que ele fez comigo eu já esqueci. Ainda bem que estamos jogando juntos – disse Danilo, aos risos.

No Campeonato Paulista, Keirrison lidera a artilharia da competição com 12 gols marcados em apenas dez jogos –tem média de 1,2 gol por partida. Apesar de já ter enfrentado o K9 em diversas oportunidades no futebol paranaense, Danilo afirma que não encontrou uma maneira de parar o camisa 9 do Alviverde.

– Não sei falar e, se soubesse, também não ia entregar. Ele é finalizador. Espero que ele continue assim e vá para a seleção. Tem bom posicionamento, é inteligente, principalmente dentro da área.

março 18, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Dorival relembra passagem com Cuca nos tempos de Palmeiras e Juventude

Treinador vascaíno revela que comprava alimentos ao lado do atual comandante rubro-negro e distribuíam nas ruas de São Paulo

Ampliar Foto Cezar Loureiro/O Globo Cezar Loureiro/O Globo

Dorival relembra passagem com Cuca

Os técnicos Dorival Júnior e Cuca, comandantes de Vasco e Flamengo, respectivamente, já defenderam as mesmas cores nos tempos em que atuavam como atletas profissionais. Hoje, em lados opostos, os dois relembram os velhos tempos no bate-papo com amigos e com a imprensa. Nesta quarta-feira, o treinador cruzmaltino falou de sua amizade com o rival e revelou uma prática comum nos tempos que jogaram no Palmeiras, em 92, e no Juventude, em 95.

Segundo Dorival, os dois costumavam comprar alimentos e utilizar o carro de Cuca para rodar as ruas de São Paulo.

– O Cuca sempre voltado para ajudar as pessoas. A gente costumava fazer isso nos tempos de Palmeiras. O Cuca tinha uma Saveiro e a gente entregava alimentos para algumas instituições. O engraçado é que a gente ia no supermercado para comprar os alimentos e chegava no momento de pagar com vários carrinhos. Chamávamos o gerente e pedíamos um desconto. Com o dinheiro que sobrava, a gente voltava e comprava mais. Fizemos muitas viagens. Não sei se o Cuca vai lembrar disso – relembrou Dorival.

Desde que chegou ao Vasco e Cuca ao Flamengo, Dorival ainda não conseguiu falar com o amigo. O treinador vascaíno brincou ao falar das tentativas de ter um contato com o comandante rubro-negro.

– Já tentei falar com ele algumas vezes, mandei recados, mas não consegui um contato ainda. Depois do clássico, vou tentar jantar com ele. O problema é que ele é pão-duro e sempre que eu convido, eu costumo pagar. Mas nessa semana não posso convidá-lo, somos inimigos (risos) – brincou o treinador vascaíno.

março 18, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Neymar já tira o sono dos corintianos

Com apenas três partidas (só uma como titular), jovem atacante santista aumenta a atenção dos marcadores do Timão para o clássico de domingo

Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM

Túlio quer atenção com os três atacantes do Santos, mas em especial com Neymar (centro)

Neymar ainda está no começo de sua carreira como profissional do Santos, mas já desperta medo nos adversários. No Corinthians, por exemplo, a ordem é ter atenção ao jovem, de 17 anos, que fez três partidas até aqui no Paulistão – saiu do banco de reservas contra Oeste e Paulista e foi titular no jogo contra o Mogi Mirim, na última rodada.

– O Neymar entra nos jogos e não se intimida. É recém formado nas categorias de base, mas encara os adversários como se estivesse lá ainda – comentou Túlio.

O volante corintiano ainda não sabe se vai começar o clássico como titular, já que Elias se recupera bem de lesão muscular e deve voltar no domingo. Mesmo assim, o camisa 8 do Timão faz um alerta sobre a marcação em cima do atacante santista. A orientação de Túlio é para não dar espaços para a rapidez do rival.

– Com sua velocidade e rapidez, o Neymar leva um perigo maior. Todos os jogadores rápidos merecem ter um homem na sobra. Se ficar no mano a mano, com certeza ele amarela seu marcador. Mas temos de tomar cuidado também com o Roni e não dar espaço ao Kleber Pereira – acrescentou o volante alvinegro. 

Para evitar euforia em cima do garoto Neymar, o Peixe tem blindado o jogador, evitando que ele dê muitas entrevistas e contendo o assédio de todos os lados. Tudo para que o atacante não fique apenas como promessa, embora alguns, como o corintiano Túlio, já considerem o jogador uma realidade do futebol brasileiro.

– Não é à toa que o Neymar é uma grande promessa para o futuro. Na verdade ele já é uma realidade que vem entrando muito bem nos jogos do Santos – finalizou Túlio.

O técnico Vagner Mancini ainda não confirmou a equipe titular do Santos para o clássico, assim como Mano Menezes não esboçou o Corinthians. Mas especula-se, no entanto, que Neymar será novamente titular do ataque santista.

window.google_render_ad();

março 18, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Kléber Pereira completará 100 jogos pelo Santos na partida contra o Rio Branco-AC

Artilheiro usará camisa com o número comemorativo no pega desta quarta, válido pela Copa do Brasil

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Atacante é a principal referência ofensiva da equipe

De volta ao time do Santos após quatro jogos afastado por lesão, o artilheiro Kléber Pereira completa nesta quarta-feira, contra o Rio Branco-AC, pela Copa do Brasil , seu 100º jogo com a camisa santista. Em homenagem à marca, o artilheiro usará uma camisa com o número 100. O jogo começa às 21h50m (horário de Brasília), na Vila Belmiro e o GLOBOESPORTE.COM acopanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos.

Na partida de ida, o atacante marcou os gols que garantiram a vitória santista por 2 a 1. Com o resultado, o Alvinegro Praiano avança na competição em caso de empate ou derrota por 1 a 0. Uma vitória por 2 a 1 do Rio Branco leva a partida para os pênaltis.

Em 99 jogos, Kléber Pereira marcou 64 gols, média de 0,64 gol por jogo. Neste ano, o atacante o matador já marcou oito gols – dois em amistoso contra a Portuguesa Santista, quatro pelo Paulistão e dois pela Copa do Brasil.

Do atual elenco santista, apenas quatro atletas já completaram mais de 100 jogos com a camisa do Peixe. Domingos (166), Fábio Costa (327), Léo (286) e Rodrigo Souto (127).

março 18, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Após quase estrear por 2 vezes, Eduardo Costa torce por chance nesta quarta

Volante tricolor ressalta que está recuperado fisicamente de tendinite

Ampliar Foto Gaspar Nóbrega/VIPCOMM Gaspar Nóbrega/VIPCOMM

Eduardo Costa, por enquanto, só tem treinado

Eduardo Costa chegou ao São Paulo no início do ano com força, mas uma tendinite impediu o volante de começar a jogar com os demais companheiros. Ele precisou fazer um trabalho especial de recuperação e fortalecimento. Embora liberado para entrar em campo ele ainda não conseguiu estrear com a camisa do Tricolor. Curiosamente, nas duas partidas em que ficou no banco, não entrou por detalhes.

Contra o Mogi Mirim, o técnico Muricy Ramalho adiantou que o volante entraria no decorrer da partida e jogaria cerca de 15 minutos, para adquirir ritmo de jogo. Só que o São Paulo perdeu por 2 a 0 e o treinador não conseguiu testar o jogador. Contra o Mirassol ele não foi relacionado. E diante do Marília, no último domingo, chegou a aquecer para entrar quando Arouca sofreu uma pancada, mas este se recuperou, e o jogo acabou logo depois.

Agora, Eduardo Costa torce por uns minutinhos contra o Defensor, nesta quarta-feira, no Centenário. E, se acontecer, será uma estreia em dose dupla, pois o atleta nunca disputou a Libertadores.

– Tomara que a estreia seja logo neste jogo. Já tive outras estreias por outros clubes, mas é algo sempre especial, e será em uma competição que nunca disputei – ressaltou o volante, que está tranquilo por uma possível oportunidade, mas animado.

Fisicamente já está tudo certo com Eduardo Costa, que ainda não tinha experimentado a reserva por tanto tempo. Recuperado, ele está ciente de que ficou para trás por causa da tendinite e tenta recuperar o tempo que não jogou.

– Esta é uma situação nova para mim, sempre fui acostumado a ser titular por onde passei, mas tive este problema, precisei me recuperar e agora vou lutar para buscar meu espaço aos poucos. Estou bem fisicamente, só preciso de ritmo de jogo – completou o jogador.

março 18, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Washington deseja pontos no presente por vantagem na fase de mata-mata

Atacante lembra que com o Fluminense decidiu cada etapa em casa

Ampliar Foto Wander Roberto/VIPCOMM Wander Roberto/VIPCOMM

Washington afirma que jogar a segunda partida em casa dá mais tranquilidade ao time

Com quatro pontos, o São Paulo tenta conseguir mais três nesta quarta-feira, contra o Defensor, em Montevidéu, pela fase de grupos da Libertadores. Não só para assumir a liderança isolada do Grupo 4 e ficar perto da classificação, mas também para figurar entre os times de melhor campanha da competição, o que acarreta em uma vantagem na fase de mata-mata: a melhor equipe decide a classificação em cada etapa no próprio estádio. Washington teve essa experiência com o Fluminense, que foi o melhor no ano passado na primeira fase e depois jogou todas as segundas partidas no Maracanã, chegando à final.

– A liderança geral tem muita importância porque dá tranquilidade nos jogos de volta. É ótimo somar pontos, ficar em primeiro na fase inicial para sempre poder decidir em casa. Vivi isso no ano passado com o Fluminense e chegamos à decisão da Libertadores desse jeito – lembrou o atacante. O Fluminense acabou perdendo a final para a LDU (EQU) nos pênaltis, no Maracanã.

O técnico Muricy Ramalho também sabe que ser um dos primeiros na classificação geral da primeira fase pode ser uma grande vantagem para o São Paulo, que mandaria os jogos de volta no Morumbi, mas o comandante primeiro pensa na vaga na próxima fase.

– Claro que o ideal seria fazer o maior número de pontos para ter facilidade na fase final, mas o que queremos aqui é classificar primeiro – completou o treinador.

março 18, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Tite conta os dias para a volta de D’Alessandro ao Colorado

Técnico escala Danilo Silva na lateral e Bolívar na zaga durante treino

Ampliar Foto Agência/Vip.com Agência/Vip.com

D’Alessandro: fora do time

O técnico do Internacional, Tite, espera poder voltar a ter o meia D’Alessandro a sua disposição em menos de 15 dias. Este é o período no qual o argentino terá de ficar em repouso e realizando fisioterapia, após ele ter sofrido um estiramento muscular na coxa esquerda. Após o treino da tarde desta quarta, o treinador exaltou a importância do jogador.

– Sabemos da importância do D’Alessandro, e eu quero contar com ele em menos de 15 dias – disse o treinador.

Durante o trabalho, Tite comandou um treino tático de ataque contra defesa. De um lado, estava a equipe titular, com uma mudança: Danilo Silva atuou na lateral direita, enquanto Bolívar ficou na zaga, pelo lado esquerdo. Do outro lado, o técnico usou um time formado por atletas das categorias de base.

– Usamos os juvenis para trazer a garotada um pouco mais para o nosso convívio – justificou.

O time principal foi o seguinte: Lauro; Danilo Silva, Índio, Bolívar e Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazu e Andrezinho; Taison e Alecsandro. Ao longo do trabalho, Giuliano entrou no meio-campo. E foi elogiado.

março 18, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , | Deixe um comentário

Danilo Silva minimiza improviso na lateral colorada e afirma: ‘o importante é jogar’

Para o zagueiro, o que vale é entrar em campo diante do Novo Hamburgo

Ampliar Foto Richard Souza/GLOBOESPORTE.COM Richard Souza/GLOBOESPORTE.COM

Improvisado na lateral, o zagueiro Danilo Silva não se incomoda: ‘o importante é jogar’

Deslocado para a lateral-direita do Inter no treino da tarde desta quarta-feira, Danilo Silva não se mostrou nem um pouco incomodado por atuar fora de sua posição. Após o trabalho, o zagueiro deixou claro que pretende entrar em campo neste sábado, diante do Novo Hamburgo, seja qual for a sua função.
– Eu sou zagueiro de origem, mas o importante é jogar. Se precisar de zagueiro ou se precisar de lateral, estou aí à disposição – disse o jogador.

Durante o treino, Tite colocou os seguintes jogadores em campo: Lauro; Danilo Silva, Índio, Bolívar e Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazu e Andrezinho; Taison e Alecsandro. Danilo chegou a deixar o time titular para a entrada de Arilton, mas retornou à lateral direita no final do trabalho.

window.google_render_ad();

março 18, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com time reserva, Grêmio empata com a Ulbra

Tricolor faz péssimo primeiro tempo e só atua melhor após a entrada do argentino Maxi López e de Douglas Costa

Grêmio peca no primeiro tempo, sofre o gol, mas empata e resultado satisfazGrêmio peca no primeiro tempo, sofre o gol, mas empata e resultado satisfaz (Crédito: Ricardo Rimoli)

LANCEPRESS!

Com a cabeça no jogo pela Libertadores esta semana, o Grêmio escalou um time reserva para encarar a Ulbra e apenas empatou por 1 a 1, neste domingo, no Complexo Esportivo Ulbra.

A dupla de ataque formada por Herrera e Reinaldo não rendeu o esperado e os jogadores gremistas não se encontraram em campo no primeiro tempo. Somente após a entrada de Maxi López e Douglas Costa o time de Celso Roth dominou a partida.

Em um momento de desatenção, o Grêmio foi surpreendido com um gol no primeiro minuto da partida. Mesmo com três zagueiros e após uma tentativa de linha de impedimento equivocada do Tricolor, um cruzamento de Lê, pela esquerda, chegou nos pés de Tatá, que abriu o placar. Se os atacantes do Grêmio não ameaçavam o goleiro André, o mesmo não se podia dizer dos homens de frente da Ulbra.

Depois de sair na frente, o time de Canoas adotou a postura de se fechar na defesa e usar os contra-ataques, que se tornavam perigosos a cada jogada. Tatá e Lê infernizavam a defesa tricolor, enquanto Herrera, que reclamou de um possível pênalti sofrido aos 13 minutos, e Reinaldo se destacam por faltas desnecessárias e por um cartão amarelo recebido por cada.

Longe de fazer uma boa primeira etapa, o Grêmio viu a Ulbra jogando de forma praticamente perfeita. Apenas aos 47 minutos, o goleiro da Ulbra, André, trabalhou. Reinaldo pela esquerda cruzou bem para Herrera, que perdeu o tempo da jogada, mas o camisa 1 saiu bem e Makelelê não alcançou a bola no rebote.

No intervalo, Celso Roth trocou Reinaldo por Maxi López e Orteman pelo jovem Douglas Costa e culpou a falta de entrosamento dos reservas pelo placar adverso. As mudanças surtiram efeito e o Grêmio foi outra equipe nos 45 minutos finais apesar de aparentar cansaço perto do fim.

Douglas entrou bem e, aos cinco minutos, recebeu lançamento da direita, limpou o lance e tentou bater cruzado, colocado. Mas a bola passou ao lado do gol. Bem melhor, o Grêmio chegou ao empate com Makelelê. Mas méritos para a jogada de Maxi López, que fez a parede, o giro e um ótimo cruzamento.

Depois do empate, o Grêmio ainda teve algumas chances de empate, mas os jogadores pareceram cansados, talvez por não atuarem juntos, e a Ulbra se mostrou conformada com o empate. O placar pareceu bom para os dois lados e assim ficou: 1 a 1 no Complexo Esportivo Ulbra.

if (!(dominioparceiro)){OAS_AD(‘x10’);}
if (!(dominioparceiro)){OAS_AD(‘x11’);}

blog Divino comenta o futebol gaúcho

março 18, 2009 Posted by | Grêmio | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fluminense x Bangu: confronto de invictos na Taça Rio

Tricolor busca a quinta vitória seguida na temporada pela primeira vez. Alvirrubro sonha com os três pontos para manter a liderança do Grupo B

Ampliar Foto Agência/Photocâmera Agência/Photocâmera

Fred treina e confirma sua escalação contra o Bangu

Quando Fluminense e Bangu pisarem no gramado do Engenhão, neste sábado, às 18h30m, pela quarta rodada da Taça Rio, a invencibilidade dos dois times no segundo turno estará em jogo. O Tricolor tem 100% de aproveitamento, com três vitórias em três jogos, já o Alvirrubro tem duas vitórias e um empate. Ambos os clubes seguem firme na luta pela classificação para as semifinais da competição. O Flu é líder do Grupo A, e o Bangu é vice do B, atrás do Fla apenas pelo saldo de gols.

O Fluminense ainda busca uma marca inédita na temporada: a quinta vitória seguida. Mas em 2009, quem está a mais tempo sem perder é o Bangu. A última derrota aconteceu no dia 8 de fevereiro, na goleada de 4 a 1, para o Botafogo. Já o Tricolor perdeu pela última vez também para o Alvinegro, no dia 25 de fevereiro, 1 a 0, no Maracanã, pela semifinal da Taça Guanabara.

Todos esses números do Bangu deixam o técnico Carlos Alberto Parreira preocupado para o confronto deste sábado.

– Tenho a certeza de que o Bangu vai fazer de tudo para complicar a nossa vida nesta partida. Eles estão há cinco jogos sem perder e têm um time muito competitivo. Marcão é o líder deles e conhece como ninguém o Fluminense. Estava falando com uma pessoa ligada ao Bangu esta semana e ela me disse que eles seriam os franco-atiradores nesta partida. Que vão jogar em cima dos nossos erros. Quem tem a responsabilidade de vencer é a gente.

Ampliar Foto Alex Carvalho/Photocâmera Alex Carvalho/Photocâmera

Ricardo Berna (à dir.) assume a vaga de Fernando Henrique, suspenso pelo TJD-RJ

Sem poder contar com o goleiro Fernando Henrique e o lateral-esquerdo Leandro, suspensos por dois jogos pelo TJD-RJ, Parreira deverá começar a partida com Ricardo Berna no gol e o jovem João Paulo na lateral. Além deles, outras duas mudanças poderão acontecer, com Cássio entrando na defesa e Maurício no meio, nas vagas de Edcarlos e Romeu, respectivamente.

– Vou esperar até a hora do almoço de sábado para escolher os titulares. Não gosto de mexer muito no time e fazendo tudo isso seriam cinco modificações, se contarmos a entrada do Jailton também. O importante é tentar manter uma forma de jogar mesmo trocando as peças, sem mexer na estrutura – disse o treinador.

Bangu mantém os pés no chão, mas sonha com os três pontos

Líder no Grupo B da Taça Rio, com sete pontos, ao lado do Flamengo, o Bangu está confiante para a partida contra o Fluminense. O técnico Mazolinha acredita que não será um confronto de grandes mistérios. Ele confirmou o time depois do treino de quinta-feira, com o zagueiro Edinho entre os titulares. Edinho cumpriu suspensão automática contra o Americano e volta ao time.

Outro que estará em campo é o volante Marcão. Jogador mais experiente do elenco banguense, ele prevê um duelo difícil no Engenhão.

– Vai ser um jogo complicado. O ataque deles está muito forte. Temos conversado bastante para ver se conseguimos anular as peças-chave do adversário e conseguimos impor nossa pegada e ritmo – explicou.

BANGU FLUMINENSE
Diogo Silva; Uilliam, Abílio, Edinho e Rodrigo Melo; Marcão, André Oliveira, Douglas Silva e Tiano; Somália e Bruno Luiz.. Ricardo Berna; Mariano, Luiz Alberto, Edcarlos (Cássio) e João Paulo; Jailton, Maurício (Romeu), Conca e Thiago Neves; Fred e Everton Santos.
Técnico: Mazolinha. Técnico: C.A. Parreira
Estádio: Engenhão. Data: 21/03/2009. Horário: 18h30m. Árbitro: João Batista de Arruda. Auxiliares: Jackson Lourenço dos Santos e Fábio Torres de Souza
Transmissão: O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 18h30m (de Brasília).

março 18, 2009 Posted by | Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Benfica volta atenções para Bruno e só espera a ‘janela abrir’

Clube português observa o goleiro do Flamengo e projeta proposta para o meio do ano, caso se classifique para a Liga dos Campeões

Ampliar Foto Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

Bruno está na mira do Benfica; Juan também interessaria a clube espanhol

A polêmica com Andrade fez Bruno dar o recado: “A janela vai abrir, e se eu for o problema, vou embora”. As palavras do goleiro refletiram em Portugal e, à espera de uma brecha, o Benfica observa o goleiro louco para levá-lo para a terrinha no meio do ano.

Apontado como possível destino do camisa 1 no imbróglio da renovação de contrato em 2007, o clube português projeta fazer uma proposta ao Flamengo para contar com o jogador no início da próxima temporada européia. Nas mãos dos irregulares “guarda-redes” Quim e Moreira, o Benfica, no entanto, não pensa pagar nem perto dos R$ 20 milhões (cerca de €7 milhões da multa contratual do goleiro. A intenção é fazer uma proposta de, no máximo, R$ 15 milhões, valor que seria bem-vindo aos combalidos cofres rubro-negros.

Um empecilho seria a não classificação para a Liga dos Campeões. O Benfica é o terceiro colocado no Campeonato Português – apenas os dois primeiros garantem a vaga – e um fracasso mudaria os planos do clube de Lisboa, que já gastou mais de R$ 180 milhões em reforços apenas nas últimas duas temporadas.

Segundo a Rádio Renascença, de Portugal, a possibilidade do goleiro adquirir passaporte português, por ser neto de uma portuguesa, e a disponibilidade em se naturalizar por aquele país, como revelou ao GLOBOESPORTE.COM, viabilizariam o negócio.

Bruno tem contrato com o Flamengo até o fim de 2012 e já afirmou algumas vezes que só deixa a Gávea para se transferir para um grande clube europeu.

– O Bruno é um grande goleiro e é normal que chame a atenção de outros clubes. Ele está muito feliz no Flamengo, mas é o sonho de qualquer jogador atuar por um grande clube da Europa. Se realmente aparecer uma proposta concreta, vamos sentar e analisar com carinho – explica seu empresário, Eduardo Uram.

Espanhóis de olho em Juan
O mercado de especulações envolvendo jogadores rubro-negros inclui também Juan. De acordo com o jornal espanhol “Sport”, o Espanyol, de Barcelona, está interessado no lateral-esquerdo. A multa rescisória do jogador, que tem contrato até o fim de 2010, é de R$ 18 milhões, e o Flamengo detém 50% de seus direitos.

março 18, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Wellington Paulista busca o primeiro gol na Taça Libertadores da América

Atacante disputa a competição continental pela primeira vez na carreira

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Wellington Paulista treina finalizações

Ele não nega que a concorrência no Cruzeiro é pesada. Ao lado de Kléber, Thiago Ribeiro e Soares, Wellington Paulista forma um dos ataques mais fortes do Brasil. Em Minas Gerais, não tem para ninguém. O time celeste tem 23 gols no Estadual, e Wellington é um dos artilheiros do time ao lado de Ramires e Thiago Ribeiro, todos com quatro. Mas falta alguma coisa…

Nesta quarta-feira, o assunto é Libertadores. Ele estará no campo do Mineirão, na partida contra o Universitario de Sucre, da Bolívia, mas isso não basta. O jogador, que disputa a competição continental pela primeira vez na carreira, não vê a hora de fazer o primeiro gol.

– Eu sempre quis disputar a Libertadores. Agora chegou a oportunidade e quero fazer por merecer. Quero jogar, marcar os gols e ajudar o time a conquistar o título. Será importante para o grupo todo. Eu não gosto de prometer gols. Já era assim quando joga Continue lendo

março 18, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Depois de títulos com Palmeiras e Paraná, Gustavo espera vencer no Cruzeiro

Zagueiro foi campeão estadual nos dois últimos clubes em que passou

Divulgação/Site Oficial do Cruzeiro

Gustavo durante um treinamento do Cruzeiro

O zagueiro Gustavo não vê a hora de jogar pela primeira vez uma Libertadores da América. Recém contratado junto ao Palmeiras, ele se diz muito contente no Cruzeiro e espera repetir as mesmas atuações feitas nas duas últimas equipes aonde conquistou títulos: Paulista no ano passado e Paranaense, em 2006, pelo Paraná.

– Primeiramente eu fiquei muito feliz com os elogios que venho recebendo da imprensa e isso só aumenta a minha responsabilidade. Fui muito bem no Palmeiras e cheguei aqui para somar e buscar novas conquistas. O reconhecimento do torcedor palmeirense é grande e vejo isso em vários lugares. Hoje, quero fazer o torcedor cruzeirense feliz e sei que tenho condições para isso. O grupo é muito forte e o clube tem uma estrutura muito boa– afirmou por telefone de Belo Horizonte.

Gustavo, que assinou contrato até o dia 31 de dezembro, não acha ruim o rodízio feito pelo técnico Adilson Batista no time cruzeirense. O zagueiro lembra que na equipe paulista, Luxemburgo usava dois times em competições diferentes.

– No Palmeiras aconteceu isso. A gente estava num momento decisivo no Paulistão e outro grupo disputava a Sul-Americana. Quando você tem um elenco de qualidade é válido sim. O jogador que nem sempre esta sendo convocado pode fazer a diferença numa final. Todos têm que estar preparados para jogar e sinto isso no Cruzeiro – comenta.

março 18, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Jorge Henrique e Elias têm retorno aos treinos confirmado para esta quinta-feira

Atacante e volante estão recuperados de problemas musculares e podem trabalhar normalmente para estarem aptos no clássico de domingo

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Jorge Henrique se machucou no empate sem gols com o Santo André, no último domingo

O técnico Mano Menezes poderá contar com dois reforços no treinamento do Corinthians nesta quinta-feira, às 15h30m, no Parque Ecológico do Tietê: Elias e Jorge Henrique. Os dois estavam no departamento médico tratando de problemas musculares e podem ser liberados para o clássico de domingo, contra o Santos.

Jorge Henrique se machucou durante o empate por 0 a 0 com o Santo André, no último domingo, e desde então está em tratamento intensivo no Parque São Jorge. Já Elias saiu durante a vitória por 2 a 1 sobre o São Caetano, na quarta-feira, e foi desfalque diante do Ramalhão – seria de qualquer maneira por estar suspenso.

Por ter ficado menos tempo em tratamento, o atacante corintiano deve trabalhar num ritmo mais forte nesta quinta-feira, enquanto o volante, parado há uma semana, voltará de maneira mais tranquila. De acordo com o desempenho de ambos é que Mano Menezes vai definir se eles têm condições ou não de voltar a jogar.

Também nesta quinta-feira o departamento médico do Corinthians fará uma avaliação em Chicão. No trabalho desta quarta, o zagueiro sentiu torção no tornozelo direito e deixou a atividade matutina mais cedo. Poupado do treino vespertino, já que o local está inchado, ele é dúvida para o clássico contra o Santos.

Quem já está vetado para essa partida é o argentino Escudero. O camisa 2 do Timão está com um problema muscular no adutor da coxa direita. Fabinho, poupado dos dois treinamentos desta quarta-feira por conta de dores na panturrilha direita, é outro que será reavaliado para saber se tem condições de voltar a treinar.

março 18, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians x Santos: restam pouco mais de 4 mil ingressos para o duelo alvinegro

Venda continua nesta quinta, das 11h às 17h, em sete pontos de venda

Ampliar Foto Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

Desde segunda-feira, a movimentação é intensa nas bilheterias do Parque São Jorge

A venda de ingressos para o clássico de domingo, às 16h, entre Corinthians e Santos, no estádio do Pacaembu, pela 15ª rodada do Paulistão continua intensa. Nesta quarta-feira, as bilheterias fecharam com 30.300 bilhetes comercializados.

Portanto, das 34.500 entradas colocadas à disposição do torcedor restam apenas 4.200. Como os ingressos dos setores mais populares estão esgotados desde terça-feira, quem quiser assistir ao jogo terá de investir mais.

Ainda restam lugares para: cadeira especial laranja (R$ 70 inteira/R$ 35 meia), numerada descoberta (R$ 100 inteira/R$ 50 meia) e Área Vip Corinthians (R$ 150 inteira/R$ 75 meia). Arquibancadas e tobogã já não têm mais entradas.

A comercialização da carga restante continua nesta quinta-feira, das 11h às 17h, nos seguintes pontos de venda: Pacaembu, Canindé, Parque São Jorge, Bruno José Daniel (Santo André), Ginásio do Ibirapuera, Ginásio José Corrêa (Barueri) e Pitta Sports (Rua Silva Bueno, 1.156, no Ipiranga).

março 18, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Aniversariantes marcam e Bota vence o Caxias

Emerson, Victor Simões e Reinaldo balançam a rede e são homenageados pela torcida no Engenhão

Aniversariante, Victor Simões fez o seu e é um dos artilheiros do EstadualAniversariante, Victor Simões fez o seu e é um dos artilheiros do Estadual (Crédito: Paulo Sérgio)

Disposto a não ficar distante da classificação para as semifinais da Taça Rio, o Botafogo fez valer o mando de campo e, apesar da disposição do Duque de Caxias, goleou: 4 a 0. Aniversariantes, Emerson, Victor Simões e Reinaldo balançam a rede e são homenageados pela torcida. Maicosuel também deixou o seu.

Veja os gols da vitória do Botafogo

No começo da partida, o Duque de Caxias demonstrou uma boa aplicação tática e não deixou os meias Maicosuel e Batista armarem as jogadas. O camisa 10, inclusive, precisou voltar até antes do meio-de-campo para tentar aparecer mais no jogo.

A equipe do Botafogo só incomodou a defesa do Caxias quando passou a jogar pelos lados do campo. Porém, em um dos raros momentos que o Tricolor da baixada descuidou da marcação no primeiro tempo, Thiaguinho descolou um belo lançamento para Maicosuel que passou pelo goleiro e abriu o placar.

Com o gol, os botafoguenses diminuiram o ritmo e o Duque de Caxias assustou Renan em duas oportunidades com Eduardo Telles batendo falta. Mas o primeiro tempo terminou mesmo em 1 a 0.

Na segunda etapa, o Botafogo voltou sem Maicosuel. Com dores no tornozelo esquerdo, o camisa 10 deu lugar a Lucas silva. Porém, a mudança da equipe pôde ser vista também na postura mais ofensiva. Tanto que logo aos três minutos, Emerson, que fez aniversário no último sábado, fez, de cabeça, seu primeiro gol com a camisa alvinegra.

O Duque de Caxias sentiu o gol e passou apenas a se defender para não sofrer uma goleade. Mas sem muito resultado. Tanto que aos 10 minutos, Reinaldo foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. O camisa 7 deixou a cobrança para Victor Simões que fez seu 9º gol no Estadual. A torcida fez questão de homenagear o artilheiro com ‘parabéns para você’, lembrando que ele comemora 28 anos nesta segunda.

Alguns minutos depois, Reinaldo sofre outro pênalti, mas dessa vez, se encarregou da cobrança. e não decepcionou: 4 a 0 para o Botafogo. Foi o primeiro gol do atacante no Engenhão. A torcida também não esqueceu do aniversário do camisa 7, que completou 30 anos no última dia 14, e cantou parabéns mais uma vez.

No finalzinho do jogo, Victor Simões teve chance de fazer mais um e se isolar na artilharia. Alessandro chutou cruzado, o camisa 9 chegou de carrinho mas a bola passou por cima do gol. Fim de jogo: 4 a 0 para o Botafogo.

Ficha técnica:

BOTAFOGO X DUQUE DE CAXIAS

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 20/3/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Auxiliares: Marcelo Braz Mariano (RJ) e Lilian Fernandes Bruno (RJ)
Renda/público: R$ 61.278.50 / 3.494 pagantes
Cartões amarelos: Victor Simões (BOT); Cadu, Anderson, Giovani, Henrique (DCA)
Cartões vermelhos: Henrique (DCA)
Gols: Maicosuel, 18/1ºT (1-0), Emerson, 3/2ºT (2-0), Victor Simões, 10/2ºT (3-0) e Reinaldo, 18/2ºT (4-0)

BOTAFOGO: Renan, Emerson, Juninho (Alex Lopes) e Leandro Guerreiro; Alessandro, Fahel, Batista, Maicosuel (Lucas Silva) e Thiaguinho (Gabriel); Reinaldo e Victor Simões – Técnico: Ney Franco

DUQUE DE CAXIAS: Borges, Douglas Silva, Henrique, Eduardo Teles e Alan; Cadu, Pingo (Léo Oliveira), Geovani e Juninho; Anderson e Deni (Dudu) -Técnico: Carlos César.

março 18, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Galo vence e é o novo líder do Mineiro

Com gols de Júnior e Chiquinhs, Alvinegro assume a ponta

Atlético-MG teve de lutar para conseguir a vitóriaAtlético-MG teve de lutar para conseguir a vitória (Crédito: Gil Leonardi)

LANCEPRESS!

O Atlético-MG venceu o Villa Nova por 2 a 1, no Mineirão, e é o novo líder do Campeonato Mineiro. Com esse resultado, o Villa continua ameaçado pelo rebaixamento.

No primeiro tempo, o domínio o jogo se intercalou e ambas as equipes tiveram chances de marcar. Aos 13 minutos, o zagueiro Leandro Almeida subiu mais que a zaga adversária e cabeceou na trave esquerda de Nicolas, causando a euforia da torcida presente no Mineirão. Apenas três minutos depois foi a vez de Rômulo aproveitar a falha de Welton Felipe e assustar o goleiro Juninho com um chute por cima do gol do Galo.

Aos 26, novamente Rômulo teve a chance de marcar. Marlon tocou para Wander que rolou para Rômulo dentro da area. O atacante do Villa dominou e chutou, mas Welton Felipe conseguiu boa interceptação, salvando o Galo.

O Atlético-MG retomou o dominio da partida e abriu o placar com o lateral Júnior aos 38 minutos. Apos boa triangulação entre Werley, Éder Luis e Júnior, o lateral atleticano tentou cruzar, mas acabou mandando por cima do goleiro Nicolas, marcando um bonito gol.

A segunda etapa serviu para o Galo manter o resultado positivo e arriscar avanços para ampliar o marcador. Porém, em contra-ataque rapido o Leão do Bonfim empatou aos 31 minutos. Everton foi lancado, contou com a falha de marcação do zagueiro Welton Felipe, e chutou colocado para marcar o gol do Villa. O Atlético-MG nao se abalou com o gol e continuou a dominar a partida, mesmo com algumas chances de gol do Villa.

A insistência foi recompensada aos 40 minutos. O meia Chiquinho cobrou falta pela direita, bola desviou no zagueiro Leandro Amaro enganando o goleiro Nicolas.

Na proxima rodada, o Villa enfrenta o Social e faz a partida que definirá quem caira para o Modulo 2. O Atletico-MG pegara o Ituiutaba, na Fazendinha, para permanecer na ponto do Estadual.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 X 1 VILLA NOVA

Data/hora: 22/03/2009, às 16h
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Auxiliares: Helbert Costa andrade e Janete Mara Arcanjo
Renda/Público: R$385.980 / 38.108 pagantes
Cartões amarelos: Welton Felipe, Leandro Almeida e Diego Tardelli
Cartões vermelhos: Nenhum
GOLS: Júnior 38’/1ºT (1-0); Everton 31’/2ºT (1-1); Chiquinho 41’/2ºT (2-1)

ATLÉTICO-MG: Juninho, Werley (Yuri), Leandro Almeida, Welton Felipe e Júnior; Júnior Carioca, Márcio Araújo, Carlos Alberto e Renan Oliveira (Trípodi, intervalo); Éder Luis (Chiquinho)e Diego Tardelli. Técnico: Emerson Leão.

VILLA NOVA: Nicolas, Alex, Rodrigão, Leandro Amaro e Luiz Cláudio; Leandro Paraná, Luis Ricardo, Wander e Everton; Rômulo (Maia, intervalo) e Marlon. Técnico: Humberto Ramos.

março 18, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário