Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Fla esquece ‘crise’ e derrota o Duque de Caxias

Rubro-Negro vence por 4 a 2 e assume a liderança do Grupo B, na Taça Rio

Josiel comemora o segundo gol do Fla e exibe uma mensagemJosiel comemora o segundo gol do Fla e exibe uma mensagem (Crédito: Gilvan de Souza)

O Flamengo enfrentou o Duque de Caxias nesta quarta-feira no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e chegou a seu segundo triunfo em duas rodadas da Taça Rio ao vencer por 4 a 2. Com o resultado, o Rubro-Negro amenizou o mal-estar instalado na Gávea durante a semana por conta da discussão entre Bruno e Andrade, alcançou os seis pontos e a liderança do Grupo B. O Caxias segue sem pontuar neste turno e está na lanterna do Grupo A.

O próximo compromisso do Flamengo é no sábado contra o Tigres do Brasil, no Maracanã. No mesmo dia, o Duque de Caxias enfrenta o Friburguense no Marrentão.

Apesar de ser teoricamente o visitante, o Flamengo fez questão de impor o seu ritmo e marcou a saída de bola do adversário desde o início. No entanto, mesmo com o domínio territorial rubro-negro, quem assustou primeiro foi o Caxias num bom chute de Alberoni.

Com boa posse de bola, o Flamengo criou sua primeira grande chance aos dez minutos. Juan deixou Josiel livre na área, mas o atacante não caprichou na finalização e mandou por cima da meta.

Não demorou para o gol sair, mas ele veio de bola parada após falta sofrida por Ibson. A torcida solicitou e o goleiro Bruno se apresentou para a cobrança. No entanto, ela foi efetuada por Juan, e com perfeição, no ângulo direito do goleiro Borges, que deu um passo para o lado e quando tentou voltar já era tarde.

Sem encontrar resistência do adversário, o Flamengo foi cozinhando o jogo até conseguir ampliar o marcador. E o lance foi bonito: Leonardo Moura lançou Zé Roberto pela direita, o camisa 10 foi ao fundo e cruzou para Josiel, meio sem jeito, conferir seu quinto gol no Campeonato Carioca. Com esta vantagem de dois gols o Flamengo foi para o vestiário.

Sem deixar a peteca cair, o Flamengo voltou com tudo para a etapa complementar e logo aos três minutos fez o seu terceiro gol. Zé Roberto deu bonito passe para Leonardo Moura, que invadiu a área e tocou com tranquilidade na saída do goleiro.

Com a vitória praticamente garantida, o time de Cuca seguiu martelando e chegou ao quarto gol novamente com Leonardo Moura. Desta vez, o camisa 2 caprichou na cobrança de falta e demonstrou que este fundamento já não é um problema tão grande quanto já fora na Gávea.

Um dos destaques da partida com duas assistências, Zé Roberto teve grande oportunidade de aumentar a goleada, mas o goleiro Borges fez boa defesa em chute de fora da área do meia-atacante.

Quando tudo parecia a favor do Flamengo, o técnico Cuca perdeu o volante Ibson, expulso por acúmulo de cartões amarelos. Ele não poderá enfrentar o Tigres e só voltará ao time no outro domingo, no clássico contra o Vasco.

Com um homem a mais, o Duque de Caxias por pouco não conseguiu o seu gol. Zé Carlos fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Edivaldo finalizar raspando o gol de Bruno.

Minutos depois, Fábio Luciano segurou Eduardo Telles na área e o juiz marcou pênalti. Edivaldo cobrou com extrema categoria, deslocando o goleiro Bruno. Edivaldo ainda marcou mais um, mas não evitou o triunfo rubro-negro na Cidade do Aço.

FICHA TÉCNICA:
DUQUE DE CAXIAS 2 X 4 FLAMENGO

Estádio: Raulino de Oliveira , Volta Redonda (RJ)
Data/hora: 11/03/2009 – 21h50 (de Brasília)

Renda/público: R$ 27.650 / 2.133 pagantes

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ)
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)

Cartões amarelos: Welinton, Ibson, Toró, Fábio Luciano, Zé Roberto (FLA); Eduardo Telles, Cadu, Renatinho, Alberoni (DCA)
Cartões vermelhos: Ibson, 28’/2ºT (FLA)

GOLS: Juan, 19’/1ºT (0-1); Josiel, 36’/1ºT (0-2); Leonardo Moura, 3’/2ºT (0-3); Leonardo Moura, 11’/2ºT (0-4); Edivaldo, 36’/2ºT (1-4); Edivaldo, 39’/2ºT (2-4).

DUQUE DE CAXIAS: Borges, Arílson (Fábio Valle, intervalo), Henrique, Eduardo Telles e Alan; Léo Oliveira, Alberoni, Cadu (Juninho, 14’/2ºT) e Renatinho; Deni (Zé Carlos, 30’/2ºT) e Edivaldo. Técnico: Marcelo Buarque.

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva (Toró, 31’/2ºT), Fábio Luciano, Welinton e Juan; Aírton, Willians (Kleberson, 25’/2ºT), Leonardo Moura e Ibson; Zé Roberto e Josiel (Paulo Sérgio, 14’/2ºT). Técnico: Cuca.

março 11, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Parreira estreia vencendo no Maracanã

Fluminense bate o Volta Redonda por 2 a 1 com gols de Thiago Neves e Conca

Jogadores comemoram gol do FluminenseJogadores comemoram gol do Fluminense (Crédito: Júlio César Guimarães)

Nas duas estreias anteriores do técnico Carlos Alberto Parreira no comando (1984 e 1999) o Fluminense venceu. Nesta quarta-feira o Tricolor não fez diferente e bateu o Volta Redonda por 2 a 1 no Maracanã. Os gols foram marcados pelos apoiadores Thiago Neves e Conca. Júnior Baiano descontou para o time da Cidade do Aço.

O jogo começou bastante movimentado. O Fluminense demonstrava um “estilo Parreira”, valorizando bastante a posse de bola e trocando muitos passes, e o Volta Redonda explorava o contra-ataque e a velocidade de Fernando e Robinho.

Mesmo sem ser brilhante, o Tricolor chegou ao gol após cobrança de falta de Thiago Neves que enganou o goleiro Edinho. O placar favorável traduzia o maior volume de jogo da equipe das Laranjeiras.

Porém, nem após sofrer o tento o time da Cidade do Aço se abateu. Pelo contrário, pois, apesar de ter pouca posse de bola, a equipe do técnico Aílton criava as melhores oportunidades, acertando, inclusive, a trave do goleiro Fernando Henrique.

De tanto oferecer perigo, o time de Volta Redonda chegou ao gol após cobrança de escanteio em que o veterano Júnior Baiano escorou de cabeça. Luiz Alberto falhou na marcação.

No segundo tempo o Fluminense voltou melhor e não demorou muito para desempatar. Conca aproveitou rebote e colocou no fundo da rede. O argentino, até então, errava muitos passes e jogava mal.

O Volta Redonda, pelo contrário, mostrou-se desorganizado e o gol sofrido só expôs ainda mais o time do interior. Não fosse um capricho a mais no passe final e conclusões a gol melhores, o Tricolor poderia ampliar. Entretanto, isso não aconteceu e o resultado acabou se mantendo até o fim. Parreira, com isso, manteve seu histórico de sempre vencer em estreias pelo Fluminense.
FLUMINENSE 2 X 1 VOLTA REDONDA

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 11/2/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)
Auxiliares: Marcos Antonio Bastos Júnior (RJ) e Michel Correia (RJ)
Renda/público: R$ 91.442 / 8.001pagantes
Cartões amarelos: Edcarlos (FLU); Arlindo, Andrézinho (VOL)
Cartões vermelhos: Não houve.
GOLS: Thiago Neves, 20’/1ºT (1-0); Júnior Baiano, 26’/2ºT (1-1); Conca, 12/2ºT (2-1)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Mariano, Edcarlos, Luiz Alberto e João Paulo; Fabinho, Romeu (Diguinho, 35/2ºT), Marquinho (Maicon, 15’/2ºT), Conca (Leandro Bomfim, 26’/2ºT) e Thiago Neves; Everton Santos. Técnico: Carlos Alberto Parreira.

VOLTA REDONDA: Edinho, Dedé, Júnior Baiano e Arlindo (Preto Casagrande, 23’/2ºT); Julio César, Fabrício Carvalho, Paulinho, Fernando e Andrézinho (Fábio Bala, 33’/2ºT); Róbson Luiz (Caio, 22’/2ºT) e Robinho. Técnico: Aílton Ferraz.

março 11, 2009 Posted by | Fluminense | , , | Deixe um comentário

Jogos no Pacaembu causam polêmica, e Mancini proíbe elenco de debater assunto

Membros de uniformizada não gostaram de ouvir Eller dizer que prefere jogar na Vila. Treinador quer colocar pedra sobre assunto

Ampliar Foto Agência/Agencia Estado Agência/Agencia Estado

Mancini encerra debate sobre jogos na Vila Belmiro ou no Pacaembu

Mandar alguns de seus jogos no Pacaembu tem trazido retorno financeiro para o Santos. Afinal, a média de público do Peixe no estádio paulistano supera os 18 mil torcedores. Na Vila Belmiro, dificilmente passa de 9 mil o número de torcedores por jogo. No entanto, esse assunto já tem causado polêmica. Na última segunda-feira, o zagueiro Fabiano Eller falou que preferia jogar na Vila Belmiro, pois o estádio alvinegro intimida os adversários.

Isso acabou desagradando membros da maior facção uniformizada do Peixe, cuja sede é na capital. Eles estiveram no CT Rei Pelé na última terça-feira à tarde e cobraram Eller.

Nesta quarta, o técnico Vagner Mancini revelou que não é só Eller quem pensa assim. Essa opinião é compartilhada por quase todos os jogadores. Afinal, eles moram em Santos. Saem dos jogos na Vila e chegam rapidamente em casa. Além disso, os atletas consideram o gramado do estádio alvinegro bem melhor que o do Pacaembu. No entanto, o treinador não quer mais que seus atletas debatam o assunto publicamente.

– Vamos colocar uma pedra em cima desse assunto, porque isso já causou uma polêmica desnecessária, envolvendo até a nossa torcida. Nós vamos jogar onde for determinado pela direção. Se mandarem a gente jogar no Maracanã, a gente vai lá e joga – comentou o técnico.

O meia Madson entrou na sala de coletivas, logo após o treinador, e já foi logo avisando.

– Se for para falar de estádio, nem adianta me perguntar. Estou fora dessa – afirmou, cumprindo as ordens do chefe.

No próximo domingo, o Santos recebe o Mogi Mirim no Pacaembu, às 19h10m.

window.google_render_ad();

março 11, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Elton treina e está confirmado no clássico

Atacante participa de trabalho tático e enfrenta o Botafogo

Ampliar Foto Marcelo Sadio/Site Oficial do Vasco da Gama Marcelo Sadio/Site Oficial do Vasco da Gama

Elton está escalado e joga contra o Bota

Elton voltou a treinar com bola nesta quarta-feira pela manhã no Vasco Barra e está confirmado no clássico contra o Botafogo, nesta quinta, no Maracanã. O atacante foi poupado dos primeiros dois treinos da semana por causa de um problema no joelho esquerdo. Com isso, o time está escalado para a partida. O Vasco entra em campo com Tiago; Paulo Sérgio, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Jéferson e Carlos Alberto; Alex Teixeira e Elton.

Com quatro gols na temporada, Elton é o artilheiro do Vasco na temporada ao lado de Carlos Alberto. Mas o atacante só virou titular no meio da Taça Guanabara. Faioli, que seria o substituto de Elton, vai ficar como uma das opções no banco de reservas.

O dia, porém, não foi de boas notícias para o técnico Dorival Júnior. O lateral-direito Fágner foi vetado pelo departamento médico e está fora da partida. Após a boa atuação contra o Friburguense, em que deu um passe para gol de Carlos Alberto, o jogador ficaria como opção no banco.

março 11, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Após analisar o Vasco, Fahel decreta: ‘Vai ser nosso desafio mais difícil’

Volante do Botafogo diz que rival tem um time muito arrumado e que só com muita pegada o Glorioso vai conquistar a vitória

Ampliar Foto Carlos Mota/Globo Esporte Carlos Mota/Globo Esporte

Volante Fahel elogiou muito o time do Vasco

O Botafogo já encarou uma decisão de turno contra o Resende, clássicos contra Flamengo e Fluminense, mas ninguém causou tanta preocupação em General Severiano quanto o Vasco. Pelo menos é o que garante o volante Fahel. Após assistir ainda na concentração ao jogo do time da Colina contra o Friburguense, no último fim de semana, o volante não teve dúvidas e decretou:

– Vai ser nosso desafio mais difícil. Eles têm um time muito equilibrado, com um meio-campo de muita velocidade, e precisamos manter a pegada para sairmos com a vitória.

Sendo assim, dedicação total se faz necessária, e o alvinegro garante que o jogo por si só já o faz entrar em campo com a motivação dobrada.

– Clássico incentiva mais o jogador. Claro que a gente mantém a seriedade contra todo mundo, mas um jogo como esse empolga mais.

Botafogo e Vasco se enfrentam na próxima quinta-feira, às 19h30m, no Maracanã, pela

março 11, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Thiago Neves lembra: ‘Fred não vai ganhar os jogos sozinho’

Apoiador não considera o Tricolor favorito para conquistar a Taça Rio com as chegadas do atacante e do técnico Carlos Alberto Parreira

Agência/Photocâmera Agência/Photocâmera

Thiago Neves não Flu como favorito na Taça Rio

O Fluminense faz a sua segunda partida na Taça Rio, nesta quarta-feira, contra o Volta Redonda, no Maracanã, em busca de mais uma vitória na competição. Para este confronto o time já terá o comando de Carlos Alberto Parreira no banco de reservas, mas o atacante Fred ainda vai esperar a próxima rodada para fazer a sua estreia, contra o Macaé, domingo, também no Maracanã.

A primeira partida de Fred com a camisa tricolor é muito esperada pela torcida, mas o meia Thiago Neves faz um alerta e diz que o novo atacante não vai ganhar todos os jogos sozinho. Ele acredita que o Fluminense não seja favorito para a conquista da Taça Rio.

– O Fluminense não é o favorito para conquistar a Taça Rio. O clube contratou Fred e Parreira, mas Fred não vai ganhar os jogos sozinho. Ele é um excelente jogador, mas o time precisa de todos dentro de campo rendendo bem. Além disso, têm os outros grandes na briga também. Vamos quietinhos, respeitando a todos, para conseguir a Taça Rio – disse Thiago Neves.

O apoiador ainda falou sobre o seu novo posicionamento dentro de campo. Thiago Neves ficará mais avançado e jogará ao lado de Everton Santos.

– Vai ser o mesmo posicionamento do jogo passado. Vou ficar mais no ataque. Eu me senti bem contra o Mesquita, mas ainda com um pouco de dificuldades na movimentação. Estou bem livre e solto, voltando pouco para marcar. Não me canso tanto na marcação e posso criar mais jogadas. Mas o que precisar eu vou fazer para ajudar o time, seja como meia ou como atacante – afirmou.

março 11, 2009 Posted by | Fluminense | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Michele Fernandes Costa BBB9 na Playboy

01

CLIQUE NA FOTO E VEJA O ENSAIO COMPLETO

março 11, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , | Deixe um comentário

Ranking da Fifa: Espanha segue na ponta, e Brasil mantém o quinto lugar

Portugal ultrapassa a Turquia e volta a figurar entre as dez primeiras

Das agências de notícias Zurique

Ampliar Foto Agência/Reuters Agência/Reuters

A Espanha segue na ponta da ranking

Espanha, atual campeã europeia, segue liderando o ranking de seleções da Fifa, pelo nono mês consecutivo e com 300 pontos de vantagem sobre a Alemanha, segunda colocada. O Brasil mantém o quinto lugar, seguido pela Argentina.

A Fifa divulgou nesta quarta-feira sua classificação mensal, acrescentando o resultado de 52 partidas, sendo dez pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, 41 amistosas e outra de classificação para a Copa da Ásia.

A vitória da Espanha sobre a Inglaterra, por 2 a 0, em fevereiro consolida a liderança da equipe treinada por Vicente del Bosque no ranking, em que Portugal rouba o lugar da Turquia entre as dez primeiras colocadas. O Brasil, apesar de vencer a Itália, também por 2 a 0, continuou atrás da própria Azzurra, quarta colocada.

Confira os 10 primeiros colocados

1º Espanha – 1.666 Pontos

2º Alemanha – 1.366

3º Holanda – 1.317

4º Itália – 1.284

5º Brasil – 1.260

6º Argentina – 1.219

7º Croácia – 1.169

8º Rússia – 1.128

9º Inglaterra – 1.083

1º. Portugal – 1.025

março 11, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Internacional, Juventude, Náutico, Outros Esportes, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Carlos Alberto: ‘Quando parei de brigar com a vida as coisas melhoraram’

Meia diz que nova fase está ligada a uma mudança no comportamento. E agradece ao Botafogo, rival desta quinta, por ter iniciado a transformação

Ampliar Foto Cezar Loureiro/AGÊNCIA O GLOBO Cezar Loureiro/AGÊNCIA O GLOBO

Carlos Alberto se diverte durante o treino

Carlos Alberto é quase uma unanimidade no Vasco. O meia virou o líder que a diretoria esperava e o jogador que chama a responsabilidade em campo. Querido pelos companheiros, admirado por Dorival Júnior, o camisa 19 vai também aos pouco superando a desconfiança dos críticos.

Ao ser contratado pelo Vasco, Carlos Alberto não foi visto como um jogador capaz de conduzir o clube ao sucesso. Mas o passado de problemas parece estar ficando para trás.

– Desde o momento que eu parei de brigar com a vida, as coisas ficaram melhores para mim. Sempre tive o meu jeito de brincar, de ser amigo, de ajudar os mais novos assim como eu fui ajudado também. São essas coisas que a gente vai guardando. Isso que é legal. É dessa maneira que você precisa se sentir no futebol.

O início da mudança da carreira de Carlos Alberto surgiu, justamente, no Botafogo. O jogador deixou de ter uma imagem de “bad boy“, que não combinava com a sua personalidade, e passou a ser visto como um líder. Apesar da saída durante o Campeonato Brasileiro do ano passado por falta de pagamento, o meia garante que guarda muito mais boas lembranças e um sentimento de gratidão do que mágoas. E elas, se existem, são apenas para a antiga diretoria comandada pelo ex-presidente Bebeto de Freitas.

– Tenho muitos amigos no Botafogo. Apesar de não estar mais lá nós continuamos nos encontrando. A torcida do Botafogo sempre me respeitou. Meu único problema foi mesmo com quem administrava o clube, e isso já foi para outra esfera (o meia entrou na Justiça para receber salários atrasados). Mas tenho uma gratidão pelo Botafogo porque foi um clube que me recebeu bem em um momento que precisava na minha recuperação. Estive bem lá, fiz gols. Tive coisas muito positivas no Botafogo. O clube me deu carinho quando mais precisei, assim como o Vasco está me dando agora – disse Carlos Alberto.

Aos 24 anos, Carlos Alberto viveu momentos difíceis na carreira. Após surgir como grande promessa, ser campeão do mundo pelo Porto e do Campeonato Brasileiro pelo Corinthians, além da Copa do Brasil pelo Fluminense, o meia foi a contratação mais cara da história do Werder Bremen. Mas não se adaptou à Alemanha.

Após ficar em segundo plano no clube, veio tentar a sorte no São Paulo, onde também não rendeu o esperado. O jogador, então, ficou em uma encruzilhada. E a saída foi tentar a sorte no Botafogo, um clube que resolveu apostar novamente no seu futebol. Após dar a volta por cima, Carlos Alberto não esconde uma certa decepção com o São Paulo.

– O São Paulo foi importante para mim também. Mas fora de campo. Tive um problema de saúde. Estava com um problema de tireóide (glândula que controla o metabolismo do corpo). E ouvia uns caras falar umas besteiras porque eu não jogava. Mas tudo era um processo. Eu precisava recuperar a minha saúde para depois voltar a jogar. Mas tem uns ignorantes aí que, mesmo você mostrando as coisas como são, não entendiam. Aí vim para o Botafogo já em um momento que eu precisava jogar. E o clube me recebeu de uma maneira maravilhosa – disse.

Ney Franco e Dorival Júnior ganharam elogios do meia. Os dois treinadores passaram a ser muito respeitados por Carlos Alberto.

– Os melhores momentos na minha carreira foram quando tive pessoas ao meu lado que me cobraram muito. O Ney Franco é um treinador que não cuida só do jogador dentro de campo. Ele ajuda também na parte psicológica. Ele me apoiou muito. Estou tendo isso aqui agora com o Dorival. E o meu crescimento como jogador e homem é muito grande. Só tenho a agradecer.

Líder e grande estrela do Vasco na temporada, Carlos Alberto conseguiu dar esperança aos torcedores. E junto com o time luta pela afirmação. Para isso, nada melhor do que vencer o campeão da Taça Guanabara, a equipe que é apontada pela maioria como a melhor até agora do Campeonato Carioca.

– A gente não está em busca de provar, mas de mostrar que tem um time competitivo. É lógico que, se não vencer, para o futebol não adianta nada. Mas será um jogo difícil. O Botafogo tem excelentes jogadores. O Maicosuel, que está em grande fase, tem o Reinaldo, o Victor Simões, o Fahel, que é um volante que sai muito para o jogo, o Thiaguinho, o Alessandro, o Juninho, o Renan, que vive uma grande fase. Enfim, é um time muito bom. Vamos ter muita dificuldade. Mas um clássico é com 50% para cada lado, e o que diferencia é a vontade de cada um em campo. Qualidades os dois time têm para jogar.

março 11, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , | Deixe um comentário

Duelo noturno aumenta chances de Ronaldo ser titular no Timão

Mano Menezes vai considerar horário da partida no momento de decidir a escalação do Fenômeno como titular, ou não, diante do São Caetano

Ampliar Foto Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM

Mano Menezes não descarta iniciar a próxima partida com Ronaldo de titular

O técnico Mano Menezes não confirmou Ronaldo como titular do Corinthians na partida desta quarta-feira, contra o São Caetano, no estádio do Pacaembu, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista. Mas também não afirmou que ele começa o duelo no banco de reservas. Apesar do mistério, o Fenômeno já tem condições de atuar por 45 minutos ou mais, e o fato de a partida ser às 21h50m pode definir sua entrada desde o início.
– Dentro do processo evolutivo, ele já tem condições de atuar 45 minutos, mas ainda não decidi se vamos iniciar com o Ronaldo ou se vamos continuar com o mesmo expediente dos dois jogos anteriores – falou o comandante do Timão, que colocou o craque por 27 minutos em Itumbiara e por 31 no clássico contra o Palmeiras.

Embora não queira dar certeza sobre qual será a postura em relação ao atacante para esta quarta-feira, o discurso de Mano Menezes contém alguns indícios de que Ronaldo pode começar como titular. Sem o forte sol de Presidente Prudente e com os termômetros longe dos 40 graus, aumentam as chances do craque ser titular.
– A questão de começar ou não jogando tem a ver com a estratégia que você pensa utilizar. No domingo passado, seria uma estratégia muito ruim iniciar com o Ronaldo por conta do calor. Já um jogo à noite pode criar uma situação que vou levar em consideração, assim como a parte técnica – acrescentou Mano.

março 11, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Zico critica Bruno e a diretoria do Fla ao defender Andrade

Maior ídolo rubro-negro afirma que clube não pode punir goleiro porque não paga salários em dia

Ampliar Foto Agência/Reuters Agência/Reuters

Zico fez a defesa do antigo companheiro

A ofensa do goleiro Bruno ao auxiliar-técnico Andrade no treino recreativo desta terça-feira na Gávea teve repercussão do outro lado do mundo. Zico, o maior ídolo da história do Flamengo e atual treinador do CSKA Moscou, saiu em defesa do antigo companheiro e aproveitou para bater firme na diretoria do clube rubro-negro em entrevista ao jornal “O Globo”.

– O que o Andrade não ganhou? Ele é campeão do mundo, o maior vencedor de Brasileiros (cinco, o mesmo número de Zinho). E ele nem é treinador. Como pode dizer que ele não ganhou nada? É assim: quem não paga, não tem como punir – disse Zico, referindo-se aos dois meses de salários atrasados com os jogadores de futebol do clube.

No treino recreativo realizado na manhã de terça-feira, Bruno reclamou muito de Andrade, que apitava a pelada e reagiu:

– Está reclamando de quê? Você não é nada.

Bruno então devolveu:

– Você como jogador ganhou tudo. Como treinador, nunca ganhou (sic) nada.

Além dos cinco títulos brasileiros, quatro pelo Flamengo (1980, 82, 83 e 87) e um pelo Vasco (1989), Andrade foi titular absoluto do maior time da história do clube rubro-negro, que conquistou os títulos da Taça Libertadores da América e o Mundial interclubes, ambos em 1981. Ainda foi campeão carioca em 1979, 1979 (especial), 1981 e 1986. Como treinador, só dirigiu o Flamengo interinamente.

março 11, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário