Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Atlético-MG vira para cima do Democrata e mantém a vice-liderança do Mineiro

Tardelli marca dois gols nos minutos finais e chega a dez no Estadual

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Éder Luís (à dir.) comemora o gol de empate do Galo em Governador Valadares

Foi sofrido, mas o Atlético-MG manteve a vice-liderança do Campeonato Mineiro. O time acabou com a invencibilidade do Democrata no Mamudão ao vencer por 3 a 1, de virada, neste domingo. Mais uma vez, foi a dupla Éder Luís e Diego Tardelli que garantiu os três pontos. O primeiro empatou o jogo, e o segundo marcou duas vezes, chegando a dez gols e disparando na artilharia.

O resultado levou o Galo a 17 pontos, dois a menos do que o líder Cruzeiro, que enfrenta o Tupi às 19h10m. O Democrata, com 13, caiu para a quarta colocação, ultrapassado pelo Ituiutaba.

Confira a classificação e a tabela de jogos do Mineiro

Na próxima rodada, o Atlético joga no sábado contra o Guarani, fora de casa, às 16h. No mesmo dia, mas às 11h, o Democrata encara o Uberaba, também fora de casa.

Ouça os gols da partida pela Rádio Globo

O Atlético foi para o intervalo com um empate por 1 a 1. E tem de agradecer por isso – aos jogadores do Democrata pela falta de pontaria, ao goleiro Juninho, que fez uma boa defesa, e ao árbitro Joel Tolentino Damata Júnior, que deixou de dar um pênalti claro aos donos da casa. Na segunda etapa, explorou o cansaço do adversário, tocou mais a bola e foi superior, virando o jogo.

Democrata encurrala o Galo

Com exceção dos minutos finais, em que o Galo enfim chegou ao ataque, o primeiro tempo foi de domínio do Democrata. Mais acostumado ao forte calor em Governador Valadares, o time impôs um ritmo forte no começo do jogo e envolveu os atleticanos, que abusaram das faltas.

As melhores chances aconteceram pelo lado esquerdo da defesa, onde Júnior sofreu com Allan, e pelo meio da zaga. As chances se sucediam. Hugo apenas raspou de cabeça na bola, na entrada da pequena área; Fabiano tabelou com Thiago Pereira e, cara a cara com Juninho, concluiu para fora; Allan deu chapéu em Welton Felipe, mas pegou mal na bola e chutou para longe.

O árbitro parou o jogo por três minutos, aos 26, para dar um descanso aos jogadores. Não foi o suficiente para o Atlético se organizar. Aos 31, aconteceu o lance mais incrível do primeiro tempo: Allan driblou Welton Felipe – mais uma vez – e sofreu falta grotesca. O árbitro ignorou. Três minutos depois, o mesmo Allan fez 1 a 0 ao desviar de cabeça uma cobrança de escanteio, acabando com uma invencibilidade de três partidas do goleiro Juninho.

A situação estava tão complicada para os visitantes, que até o habilidoso Diego Tardelli pisou na bola e foi ao chão, ao tentar um drible. Nos minutos finais, entretanto, o Atlético acordou e chegou ao empate na primeira bola ao gol. Foi preciso que os três atacantes concluíssem.

Após jogada pela esquerda de Carlos Alberto, Diego Tardelli chutou em cima da zaga, Kléber bateu na trave e Éder Luís não perdoou, mandando para a rede. Aos 48, Éder Luís poderia ter virado o jogo, mas, sozinho na área, cabeceou para fora.

Atlético se impõe na segunda etapa

Para o segundo tempo, Emerson Leão trocou o atacante Kléber, que mais uma teve atuação apagada, por Chiquinho, repetindo a alteração que havia feito contra o Uberlândia. Logo no primeiro minuto, o Atlético teve boa chance, mas Tardelli bateu mal na bola, permitindo a defesa de Alex.

Aos dez, o Democrata também teve uma boa oportunidade. Thiago Pereira recebeu cruzamento da esquerda, mas concluiu de canela. E a partir daí o time da casa parou de assustar o goleiro Juninho. O Atlético passou a tocar mais a bola, controlando a partida. O Democrata, cansado, já não marcava em cima.

Percebendo o melhor momento do Galo, Emerson Leão tornou o time mais ofensivo ao colocar Pedro Paulo no lugar de Márcio Araújo. Aos 30 minutos, Júnior levou perigo com um chute de fora da área.

O Atlético chegou à virada aos 38 minutos. Éder Luís chutou mal, dentro da área, e a bola sobrou para o oportunista Tardelli concluir. Nos acréscimos, aos 48, novamente o atacante balançou a rede, aproveitando cruzamento de Carlos Alberto, um dos destaques da partida.

Ficha técnica:

DEMOCRATA 1 x 3 ATLÉTICO-MG
Alex, Geilson, Riso, Weldes (Fernando) e Fabiano; Leandro Leite, Zé Maria, Sandro Manoel e Hugo; Thiago Pereira (Márcio) e Allan (Saulo). Juninho, Marcos Rocha (Werley), Leandro Almeida, Welton Felipe e Júnior; Renan, Márcio Araújo (Pedro Paulo), Carlos Alberto e Éder Luís; Kléber (Chiquinho) e Diego Tardelli.
Técnico: Moacir Júnior. Técnico: Emerson Leão.
Gols: Alan, aos 34, e Éder Luís, aos 40 minutos do primeiro tempo; Diego Tardelli, aos 38 e aos 48 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Leandro Leite, Sandro Manoel (Democrata); Diego Tardelli, Welton Felipe (Atlético).
Estádio: Mamudão. Data: 08/03/2009. Árbitro: Joel Tolentino Damata Júnior. Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Jair Albano Féli

março 8, 2009 - Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s