Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Verdão pretende finalizar a contratação de Luiz Adriano ainda esta semana

A diretoria do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, acena com a possibilidade de emprestar o atacante até o final da temporada

Agência/AP

Luiz Adriano segue na mira do Verdão

A diretoria do Palmeiras continua correndo atrás de reforços para a disputa da Libertadores. Apesar de ter 100% de aproveitamento na temporada de 2009, com cinco vitórias no Campeonato Paulista e outras duas na fase inicial da competição sul-americana, o clube ainda sonha com a possibilidade contar com mais um atacante com presença dentro da grande área.

A bola da vez continua sendo o atacante Luiz Adriano, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. A diretoria do clube ucraniano já aceita emprestar o jogador até o final da temporada e a negociação deve ser definida ainda esta semana.

Entre o Palmeiras e Luiz Adriano, que iniciou a carreira no Internacional, o acordo financeiro já foi resolvido. Falta apenas o Shakhtar Donetsk definir se pretende ceder o jogador gratuitamente, pela valorização que ele pode ter na Libertadores, ou se exigirá uma determinada quantia para liberar o atacante.

Caso seja concretizada, a contratação de Luiz Adriano será a último neste primeiro semestre. O volante chileno Maldonado, que também fazia parte dos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo, não foi liberado pelo Fenerbahçe, da Turquia, e não vai retornar ao futebol brasileiro.

fevereiro 11, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , | Deixe um comentário

Muricy: ‘Vamos 100% para os três jogos’

Treinador cogita voltar ao 3-5-2 e mais do que nunca prioriza a parte física

Ampliar Foto Agência/Diário de São Paulo Agência/Diário de São Paulo

Muricy pode voltar ao 3-5-2 sem Hernanes

O técnico Muricy Ramalho já está de olho na estreia do São Paulo na Libertadores, na quarta-feira da próxima semana, contra o Independiente (COL), no Morumbi. Mas quer ver um time forte fisicamente em campo não só no jogo desta quinta, contra a Ponte Preta, como no clássico diante do Corinthians, neste domingo, ambos pelo Paulistão . Por isso vai escalar a equipe para cada partida de acordo com a parte física.

– Não adianta jogar bem quinta e ir mais ou menos no domingo e na quarta. Vamos 100% para os três jogos. Tenho um dia a mais para preparar o time contra a Ponte e um a menos para o clássico, que tem o lado psicológico também. Quarta já é Libertadores. O calendário é apertado e um atleta pode estourar contra o Independiente. Por isso vou olhar com carinho e fazer o melhor para o time – explicou o comandante.

Por conta da maratona de jogos e pela ausência de Hernanes contra a Ponte Preta (o jogador cumpre suspensão), o treinador estuda a possibilidade de voltar ao 3-5-2. Nos dois últimos jogos, ele armou o time no 4-4-2.

– Adiantamos o Hernanes porque o time estava muito separado, e aproveitamos as características do jogador, que desequilibra, bate bem na bola. Agora a gente vai observar, tem o Arouca, outros jogadores… Ou podemos voltar ao esquema anterior. Mas o mais importante é a parte física – acrescentou.

fevereiro 11, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Timão estranha escolha de juiz e insinua reaproximação do São Paulo e a FPF

Mário Gobbi diz que Tricolor foi ajudado no último jogo e teme que Cléber Abade possa prejudicar o Alvinegro no jogo anterior ao clássico

Ampliar Foto Carlos Augusto Ferrari/GLOBOESPORTE.COM Carlos Augusto Ferrari/GLOBOESPORTE.COM

Mário Gobbi Filho em entrevista no Timão

O Corinthians enfrenta o Mogi Mirim, nesta quarta-feira, mas a cabeça da diretoria já está no São Paulo. Como forma de pressionar, o diretor de futebol Mário Gobbi Filho criticou a escolha do árbitro Cléber Wellington Abade para apitar o duelo diante do Sapão temendo que o Timão possa perder algum jogador para o clássico de domingo, no Morumbi, também pelo Campeonato Paulista.

A bronca tem um motivo claro: em 2008, Abade era o quarto árbitro na segunda partida frente ao Botafogo, pelas semifinais da Copa do Brasil, no Morumbi. No final do primeiro tempo, ele comunicou ao juiz Evandro Rogério Roman que o técnico Mano Menezes havia invadido o campo antes do apito, o que acabou acarretando na expulsão do treinador e em muita revolta por parte dos corintianos.

– O Corinthians vê com muita preocupação a escolha do Abade. Estranhamente, na véspera de um clássico, ele volta a apitar um jogo do Corinthians. Ele foi o único árbitro que o Mano teve problema até hoje. Essa escolha não caiu bem – justificou.

Gobbi, aliás, diz que o São Paulo foi favorecido pela arbitragem na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, domingo passado, em Ribeirão Preto, depois que um gol da equipe da casa foi anulado. Para o dirigente, isso pode significar que a Federação Paulista de Futebol esteja querendo fazer as pazes com o clube depois do rompimento pela confusão no caso Wagner Tardelli, no fim do Brasileirão de 2008.

– O São Paulo brigou, e não sei se a Federação quer se aproximar novamente. O São Paulo foi ajudado no jogo passado com a anulação de um gol legítimo do adversário. Nós estamos preocupados. Queremos que o Abade tenha uma atuação imparcial e não pense no clássico – acrescentou.

A grande preocupação do Corinthians é com os cartões amarelos. Cinco jogadores estão pendurados: Lulinha, Túlio, André Santos, Otacílio Neto e Elias. Mano Menezes, inclusive, cogita até poupar alguns deles para evitar problemas.

fevereiro 11, 2009 Posted by | Corinthians, São Paulo | , , , , , , , | Deixe um comentário