Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Cruzeiro recebe o Social e busca a liderança da competição

Atuando em casa, Raposa conta com o apoio da torcida

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agê
ncia/VIPCOMM

Aniversariante da semana, Wagner será o camisa 10 da equipe celeste no jogo de domingo

Foram três jogos em 2009 e três vitórias. Para manter o retrospecto e o bom início de ano, o Cruzeiro convoca a torcida para ajudar a superar o Social, às 17h de domingo, no Mineirão. A vitória pode valer a liderança do Campeonato Mineiro. O Premiere transmite a partida para todo o Brasil, enquanto a Globo Minas mostra para o estado.

Para alcançar o primeiro lugar da competição ao fim desta segunda rodada, o Cruzeiro precisa vencer o Social (que empatou na estreia com o Tupi) e passar o Rio Branco e o Democrata no saldo de gols – atualmente o time de Andradas tem + 2, e o de Governador Valadares tem o mesmo + 1 da Raposa.

– Acho que a dedicação e o empenho dos atletas têm sido importante para que a gente tenha um bom ambiente, uma sintonia. Espero que o torcedor compareça, nos ajude, precisamos desse apoio. Que seja o 12º jogador, incentivando este grupo, que está em busca de vencer na carreira – convocou o técnico Adilson Batista, em entrevista ao site oficial do clube.

A torcida celeste realmente terá alguns motivos a mais para comparecer ao Mineirão. Além de estar 100% em 2009, esta será a primeira partida do clube no estádio neste ano. E o volante Ramires, que corria risco de não jogar por conta de um corte sofrido no jogo contra o Uberlândia, está confirmado.

– O bom é que esse encontro já é domingo, a gente vai estar em contato com a torcida mais uma vez, já que estamos desde o ano passado sem atuar aqui. Esperamos o apoio para vencer mais uma partida e ir em busca dos objetivos. Contamos com eles para nos apoiar, e a gente fazer um bom jogo – prometeu.

Social repete o time

O Social que vai encarar o time de Adilson Batista será o mesmo que empatou com o Tupi. Embora o técnico Wantuil Rodrigues tenha testado Fábio Pacífico e Andrezinho nos lugares de Marcinho e Nei Bala, respectivamente, durante a semana, a equipe vai ser a mesma. Principalmente após o treinador receber a informação de que Marcinho não sente mais dores no joelho.

CRUZEIRO SOCIAL
Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Leonardo Silva e Fernandinho; Marquinhos Paraná, Henrique, Ramires e Wagner; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista. Nivaldo, Filhão, Eleílson, Tiago Emílio, Dykson; Rodrigo Paulista, Marcinho, Rolete, William; Isac e Nei Bala.
Técnico: Adilson Batista. Técnico: Wantuil Rodrigues.
Estádio: Mineirão. Data: 01/02/2009. Árbitro: Alício Pena Júnior. Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Janette Mara Arcanjo.
Transmissão: O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país, e a Globo Minas transmite para o estado de Minas Gerais.

Primeira fase – segunda rodada (horários de Brasília)

Sábado, 31/01

16h – Tupi x Atlético

Domingo, 01/02
11h – Ituiutaba x Rio Branco
16h – Guarani x Uberaba
17h – Cruzeiro x Social
19h10m – Villa Nova x Democrata GV

janeiro 31, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , | Deixe um comentário

Fluminense vence a primeira no Carioca

Tricolor supera problemas da arbitragem e o Resende no Maracanã

ROBERTO ASSAF

Mesmo lesado pela arbitragem, o Fluminense obteve uma vitória providencial, 3 a 0 sobre o Resende, graças notadamente às substituições promovidas por Renê Simões no segundo tempo, quando um novo empate por 0 a 0 já teimava em permanecer no placar.

O Tricolor, pois, está vivo na Taça Guanabara. O técnico do Resende prometeu que ia jogar para a frente, mas não o fez, tentando, no máximo, o toque de bola para gastar o tempo, ou esporadicamente o contra-ataque.

O Fluminense foi para cima um tanto desordenado, mas mesmo assim criou duas ou três chances, sendo porém prejudicado por uma sequência de erros da arbitragem, que começou aos 24 minutos.

Breno fez falta clara em Roger, a um passo da área, ignorada por Luiz Antônio Silva dos Santos, e Fabinho, que foi reclamar, recebeu amarelo. O juiz limitou-se a marcar escanteio. Na cobrança, Edcarlos cabeceou e Fabiano cortou com o braço direito, em pênalti claro também não assinalado.

Daí o Resende saiu em velocidade. Leandro derrubou Bruno Meneghel, mas Fabinho, que aparou o atacante quando a falta já havia sido marcada, acabou expulso.

O panorama, porém, permaneceu, com o Fluminense atacando, com problemas para superar o bloqueio adversário. Foi o Resende, no entanto, que perdeu a melhor chance: Léo, livre na pequena área, se enrolou e permitiu que a zaga impedisse o gol. Veio o segundo tempo e o quadro não mudou.

A exceção foi o rodízio de faltas providenciada pelo Resende, e punida enfim pelo juiz aos 20 minutos, com a expulsão de Bruno Leite, após entrada violenta em Jaílton.

Com Tartá e Maicon em campo, abertos pelas pontas, o Fluminense ganhou mais vida e chegou à vitória, com gols de Luis Alberto, do próprio Maicon e de Leandro Bonfim. Daí em diante, bastou administrar.

janeiro 31, 2009 Posted by | Fluminense | , , , , , | Deixe um comentário

Sampa pega Ramalhão de olho na liderança

Tricolor pode ser líder se bater o Santo André em casa e o Palmeiras tropeçar contra a Ponte em Campinas

LANCEPRESS!

Depois da importante vitória diante do Guarani em Campinas, o São Paulo já mira a liderança do Campeonato Paulista no duelo contra o Santo André. Se vencer a partida contra o Ramalhão neste sábado, às 17h, no Morumbi, e o rival Palmeiras não ganhar da Ponte Preta fora de casa, o Tricolor pode chegar à liderança da competição.

Aos poucos a equipe titular vai ganhando forma em 2009. A grande dúvida para a partida é a escalação do goleiro Rogério Ceni, que se recupera de lesão na coxa direita e decidirá se enfrenta a equipe do ABC ou não.

Quem está fora é o volante Zé Luis, que não está 100% recuperado fisicamente após voltar de uma artroscopia no joelho, e sequer foi relacionado para o duelo. No rodízio do ataque, agora será a vez de Dagoberto atuar ao lado do artilheiro Washington. Borges fica como opção para o banco.

O hexacampeão brasileiro tenta sua primeira vitória no Morumbi na competição. Na única partida que disputou em seu estádio, o São Paulo empatou em 1 a 1 com o Ituano em sua estreia no estadual. Ciente da evolução física do grupo desde então, o técnico Muricy Ramalho aposta na força do conjunto para garantir mais três pontos para o Tricolor.

O Santo André quer aproveitar o ânimo após sua primeira vitória no Paulistão (1 a 0 contra a Ponte Preta, no Bruno José Daniel) e espera conquistar pelo menos um empate no Morumbi. Mais uma vez o técnico Sérgio Guedes aposta na experiência do volante Fernando e na precisão dos lançamentos do meia Marcelinho Carioca para conquistar um bom resultado contra o Tricolor. Dininho e Dirceu, contundidos, são as baixas certas no Ramalhão.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X SANTO ANDRÉ

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 1/2/2009 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Cleber Wellington Abade
Auxiliares : Carlos Augusto Nogueira Junior e Nilson de Souza Monção
SÃO PAULO: Rogério Ceni (Bosco), Renato Silva, André Dias e Miranda; Wagner Diniz, Jean, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Dagoberto e Washington. Técnico: Muricy Ramalho

SANTO ANDRÉ: Neneca, Alexandre, Cesinha, Marcel e Ricardo Conceição; Fernando, Chiquinho, Marcelinho Carioca e Élvis; Clodoaldo e Jonathan (Osny). Técnico: Sérgio Guedes

janeiro 31, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos pode ter Bolaños contra o Ituano

Equatoriano aguarda seu nome aparecer no BID. Eller é a novidade em Itu

LANCEPRESS!

Com Fabiano Eller e talvez Bolaños, o Santos tenta esquecer o empate em casa contra o Mirassol e se manter na ponta do Campeonato Brasileiro. O desafio desta vez é contra o instável Ituano neste domingo, em Itu. O time do interior só fez um gol e somou um ponto.

O Santos conta com o retorno do xerife Fabiano Eller. O camisa 6 está recuperado de uma lesão na coxa direita, e faz sua primeira exibição na temporada. Seu parceiro deve ser Adaílton, já que Domingos segue sem condições, após sofrer um profundo corte na canela no último domingo. O zagueiro correu em volta do campo, mas é dúvida.

A equipe encara a partida como uma oportunidade de recuperar os pontos perdidos contra o Mirassol na Vila Belmiro.

– É assim. Vamos por as coisas na balança. Não ganhamos o duelo em casa, e agora vamos buscar três pontos fora – destaca Márcio Fernandes.

O treinador ganhou mais uma opção ofensiva. Bolaños foi regularizado, mas deve começar o jogo no banco de reservas. Madson, Lucio Flavio e Roni foram os titulares nas três primeiras partidas. Kléber Pereira é intocável.

O Ituano iniciou o Campeonato Paulista sonhando terminar entre os três times que terão vaga na primeira edição da Série D do Campeonato Brasileiro. Três rodadas depois, o maior objetivo da equipe é sair da zona de rebaixamento, onde está com apenas um ponto ganho.

A crise fez o técnico Vinícius Eutrópio comandar treino até a véspera do jogo e prepara mudanças na formação. O esquema com três volantes deve ser desfeito, para a entrada de mais um meia.

Um dos maiores problemas da equipe está no ataque. O time marcou apenas um gol na competição e ainda assim contra (Miranda, do São Paulo, fez). Mas embora não tenham conseguido balançar a rede dos adversários, o ataque não chega a estar pessimista.

– Temos conversado bastante e sabemos que as vitórias virão. É preciso ter calma para que as coisas aconteçam – diz Ricardo Xavier.

FICHA TÉCNICA
ITUANO X SANTOS

Estádio: Novelli Júnior, Itu (SP)
Data/hora: 01/02/09, às 19h10
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Assistentes: Maria Eliza Barbosa (SP) e João Bourgalber Chaves (SP)

ITUANO: Alexandre Favaro, Henrique, Anderson, Tiago Bernardi e Murilo Ceará; Xaves, Serginho, Carlos Eduardo e Muriqui; Alex Afonso e Ricardo Xavier. Técnico: Vinícius Eutrópio.

SANTOS: Fábio Costa; Luizinho, Adaílton, Fabiano Eller e Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Madson e Lucio Flavio; Roni e Kléber Pereira. Técnico: Márcio Fernandes.

janeiro 31, 2009 Posted by | Santos | , , , , , | Deixe um comentário

Palmeiras enfrenta Ponte com time reserva

Titulares embarcam para a Bolívia para próximo jogo da Libertadores, enquanto suplentes defendem a a liderança

LANCEPRESS!

O técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu dar aos titulares mais tempo de preparação para o jogo contra o Real Potosí (BOL) na próxima semana, pela Libertadores, e usará apenas dois titulares na partida contra a Ponte Preta, pela quarta rodada do Paulista, neste domingo, às 17h, em Campinas.

A exceção dos zagueiros Maurício Ramos e Danilo e de Marcos (machucado), os jogadores que iniciaram a partida da última quinta-feira contra o Real Potosí, já estão na Bolívia. A proposta é que o time principal tenha uma adaptação melhor à altitude de 3.970m de Potosí.

Apesar de não ter ido viajar com o resto do time, Marcos não joga contra a Ponte. Ele sentiu dores no adutor da coxa direita e fica fora dos próximos dois jogos. Em seu lugar deve jogar Deola. Bruno, o primeiro substituto, foi escalado para o jogo na Bolívia.

Na Ponte Preta, a novidade é a confirmação da contratação do atacante Márcio Mixirica. Na última quinta-feira, ele realizou exames médicos no Moises Lucarelli e pode jogar domingo.

Já a situação do meia Fabiano Gadelha, do Marília, que também era pretendido pela diretoria, ficou mais complicada. A diretoria do MAC não quer vender o jogador e está dificultando as negociações. É provável que o meia vá para a Ponte somente para o Brasileiro da Série B.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X PALMEIRAS

Estádio: Moisés Lucareli, Campinas (SP)
Data/hora: 01/02/2009 17:00h
Arbitro: Wilson Luiz Seneme
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Everson Luiz Luquesi Soares

PONTE PRETA: Aranha; Nego, Marinho, Gum e Rodrigo Ninja; Deda, Willian, André e Leandrinho; Gustavo Savóia e Danilo Neco. Técnico Sérgio Soares.

PALMEIRAS: Deola; Mauricio Ramos, Jéci e Danilo; Wendel, Jumar, Sandro Silva, Evandro e Jefferson; Lenny e Max. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

janeiro 31, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter x Sapucaiense fazem um duelo inédito

Taison está confirmado no ataque ao lado de Nilmar pelo técnico Tite

LANCEPRESS!

Internacional e Sapucaiense se enfrentarão pela primeira vez na história. O jogo acontece neste domingo, às 19h10, em Porto Alegre, pela quarta rodada do Gauchão. Enquanto o Colorado defende a liderança do Grupo 1, o time de Sapucaia do Sul pisa pela primeira vez no Beira-Rio tentando surpreender.

Mas a missão para o time do interior será complicada, pois o técnico Tite terá a volta de quatro titulares importantes. O zagueiro Índio e o volante Guiñazú, liberados pelo departamento médico, retornam, assim como os meias Alex e D’Alessandro, que cumpriram suspensão.

A dúvida de Tite era a escalação de Taison. O xodó da torcida ganhará nova oportunidade, mas, para isso, o treinador precisará alterar a formação do meio-de-campo, tirando o volante Maycon e prendendo mais Magrão e Guiñazú na marcação.

Alex, que joga avançado ao lado de Nilmar, também pode mudar de posição, mas mesmo assim defende a escalação do garoto Taison.

– Dá para ser testado, como foi contra o Santa Cruz. Precisa-se de tempo para amadurecer esta formação diferente. É possível desde que dê resultado. O resultado só vai aparecer com a oportunidade e a prática – afirmou.

O time do Sapucaiense faz a segunda temporada na primeira divisão. Depois de perder na estréia para o Juventude, a equipe se recuperou na quinta-feira derrotando o Inter-SM, de virada, por 2 a 1. Para esse jogo, Douglas e Lacerda, que cumpriram suspensão, estão de volta.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL X SAPUCAIENSE

Data/Hora: 01/02/09 às 19h10
Local: Estádio Beira-Rio – Porto Alegre (RS)
Árbitro: Márcio Coruja
Auxiliares: José Eduardo Calza e Marcelo Oliveira e Silva

Sapucaiense: Leonardo Magna, Cirilo, Dias e Lacerda; Gian, Eloir, Douglas, Evandro , Alex Goiano e Castiano; Adão. Técnico: Benhur Pereira.

Internacional: Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro e Marcão; Guiñazu, Magrão, D´Alessandro e Alex; Taison e Nilmar. Técnico: Tite

janeiro 31, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , | Deixe um comentário

Novo Hamburgo recebe o Grêmio em casa nova

Equipe do Vale dos Sinos nunca jogou contra o Tricolor no novo estádio

LANCEPRESS!

O Grêmio visita a nova caso do Novo Hamburgo, neste domingo, pela primeira vez desde a inauguração do Estádio do Vale. Jogando pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho, o Grêmio busca a segunda vitória.

O Tricolor tem um jogo a menos pelo fato de ter folgado no meio dessa semana, pois tinha duelo previsto contra o Brasil, de Pelotas. No entanto, o time xavante teve sua estréia adiada após o acidente com a delegação, dia 16 de janeiro, quando três profissionais faleceram.

Com a ausência do atacante Alex Mineiro, que sente dores na coxa, o técnico Celso Roth trabalha dois esquemas. Caso escolha alterar a formação que iniciou o Gauchão, optando pelo 3-6-1, Diogo entra no lugar do desfalque. Do contrário, Reinaldo entra no ataque para formar dupla com Jonas.

Já o Novo Hamburgo, que contabiliza um empate, uma vitória e uma derrota, busca a regularidade dentro de seu estádio. O time do Vale dos Sinos não deve ter nenhuma surpresa ou alteração em relação aos jogos passados. Assim, o técnico Gilmar Iser deve manter a mesma equipe.

O Grêmio tenta encaminhar a classificação. Para isso, a idéia dos tricolores é bater o Novo Hamburgo e conseguir também os três pontos no Gre-nal do próximo final de semana.

FICHA TÉCNICA

NOVO HAMBURGO X GRÊMIO
Local: Estádio do Vale – Novo Hamburgo (RS)
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Altemir Hausmann e Cristiano Arlei Hennig

Novo Hamburgo: Flávio, Sandro Blum, Paulo César e Luis Henrique; Eder, Willian Feijó, Geninho, Maicon Sapucaia e João Paulo; Jandson e Giancarlo. Técnico: Gilmar Iser.

Grêmio: Victor, Léo, Réver e Rafael Marques; Ruy, Diogo (Reinaldo), William Magrão, Tcheco, Souza e Fábio Santos; Jonas. Técnico Celso Roth.

janeiro 31, 2009 Posted by | Grêmio | , , , , , | Deixe um comentário

Eficiente, Fla enfrenta o Volta Redonda

Eficiente, Fla enfrenta o Volta Redonda

Rubro-Negro ainda não jogou bem no ano e volta a utilizar o 4-4-2

LANCEPRESS!

Dois jogos, duas vitórias apertadas com problemas de arbitragem e com os mesmos defeitos do ano passado. Com esta sombra o Flamengo enfrenta o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira, neste domingo, pela terceira rodada da Taça Guanabara. O time ainda não convenceu, mas tem conseguido os resultados e os jogadores pedem mais paciência à torcida.

A dificuldade que o time vem enfrentando para vencer é esperada por Ronaldo Angelim contra o Volta Redonda. Para o zagueiro, o Flamengo ainda não encontrou uma forma eficaz de furar as retrancas adversárias, mas pelo menos está conseguindo sair com as vitórias.

– Não acredito que vai ter um jogo fácil. Os adversários têm jogado com 11 atrás da bola. O Flamengo vai ter de arrumar uma forma de jogar. Uma movimentação boa para furar esses bloqueios. O Cuca deve estar vendo isso e tenho certeza de que ele vai arrumar uma forma – analisou Ronaldo Angelim, autor do gol da vitória sobre o Bangu.

Sem poder contar contar com Juan para a partida, Cuca mudará o esquema. O lateral saiu do jogo contra o Bangu com dores na perna direita e dará lugar a Egídio. Além disso o treinador vai voltar a usar o 4-4-2, com Marcelinho Paraíba no meio-de-campo e Everton no ataque. Kleberson perde a vaga de titular e Aírton será adiantado para jogar como volante ao lado de Willians.

Sem vitória no Estadual, o Volta Redonda precisa de um resultado positivo sobre o Flamengo para continuar sonhando com a classificação à semifinal da Taça Guanabara. O clube entra em campo com o objetivo de manter o bom retrospecto contra os grandes jogando em casa. Desde 2005, o Volta Redonda fez seis jogos no Raulino de Oliveira, com cinco vitórias (Flamengo, duas vezes, Botafogo, Fluminense e Vasco) e apenas uma derrota para o Fluminense.

Expulso no empate em 1 a 1 com a Cabofriense, o técnico Aílton não vai poder comandar o time dentro de campo. Além disso, ele não terá dois titulares. Fernando e Fernandão, que foram emprestados pelo Flamengo, não podem enfrentar o Rubro-Negro em função de uma cláusula no contrato.

FICHA TÉCNICA:
VOLTA REDONDA x FLAMENGO

Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data/Hora: 1/2/2009 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Lenilton Rodrigues Gomes Júnior (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)

VOLTA REDONDA: Edinho, Julio Cézar, Júnior Baiano, Dedé e Wanderson; Bruno Barra, Fabrício Carvalho, Arlindo (Ricardo Luiz) e Allan; Laércio e Zambi (Jessé). Técnico: Aílton.

FLAMENGO: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Egídio; Aírton, Willians, Ibson e Marcelinho Paraíba; Everton e Obina. Técnico: Cuca.

janeiro 31, 2009 Posted by | Flamengo | , , , | Deixe um comentário

Botafogo enfrenta o Mesquita em busca da liderança

Alvinegro espera manter os 100% para conquistar a classificação antecipada para as semifinais.

LANCEPRESS!

O Botafogo enfrenta o Mesquita, domingo, às 19h10, em Los Larios, em busca do primeiro lugar no Grupo B do Carioca. O clube divide a liderança com o Flamengo, ambos com seis pontos.

O treinador do Botafogo, Ney Franco, espera manter os 100% de aproveitamento para conquistar a vaga antecipada para as semifinais do Estadual.

– Na terceira ou quarta rodada já se define quem entra. Com essas duas vitórias e, se conseguirmos mantes os 100% no próximo jogo, contra o Mesquita, temos chances de nos classificarmos com até duas rodadas de antecedência. A equipe está se ajustando para o campeonato e para a temporada – explicou o treinador alvinegro.

Pelos lados do Mesquita, que atualmente ocupa a terceira posição, com sete pontos, o técnico Rubens Filho sabe das dificuldades que será enfrentar o Botafogo, mas vai em busca dos três pontos.

– Estou confiante de chegar e realizar uma boa partida. Teremos dificuldades, o Botafogo é uma boa equipe, mas o Mesquita tentará ao máximo segurar o ataque deles – disse Rubens Filho.

FICHA TÉCNICA:
Mesquita X Botafogo

Estádio: Los Larios, Duque de Caxias (RJ)
Data/hora: 01/02/2009 – 19h10
Àrbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Ricardo Mauricio Ferreira de Almeida (RJ) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)

Mesquita: Alonso; Maricá, Vinicius, João Filipe e Nil; Haroldo, Fabricio, Argeu e Alan Kardec; Renanzinho e Alex Braz. Técncio: Rubens Filho

Botafogo: Renan; Emerson, Juninho e Leandro Guerreiro; Alessandro, Léo Silva, Lucas Silva, Maicosuel e Eduardo; Diego (Reinaldo) e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

janeiro 31, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG complica partida fácil e fica no empate com o Tupi

Diego Tardelli abre 2 a 0 para o Galo, que perde muitos gols e cede o empate em Juiz de Fora. Time continua sem vencer no Mineiro

O Atlético-MG teve a partida nas mãos. Foi superior ao Tupi e chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas perdeu várias chances claras e permitiu a igualdade por 2 a 2, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora. Diego Tardelli marcou os gols dos visitantes neste sábado, e Daniel e Ademílson deixaram tudo igual para os donos da casa. Foi o segundo empate do time, que na estreia no Campeonato Mineiro havia ficado no 0 a 0 com o América.

Confira a classificação e a tabela de jogos do Campeonato Mineiro

O resultado deixa o Atlético estacionado na sexta colocação, junto com o Tupi, com dois pontos. O líder é o América, que já jogou no meio da semana e tem quatro. Na próxima rodada, o Galo visita o Social às 16h de sábado. No dia seguinte, às 19h10m, o Tupi encara o Guarani, também fora de casa.

Atlético faz 2 a 0 em 15 minutos

Apesar de um susto inicial, numa conclusão de Márcio Carioca aos cinco minutos, o Atlético-MG foi o dono do primeiro tempo. Trocou passes no meio-campo, manteve a posse de bola e chegou com facilidade à área adversária. Com 15 minutos de jogo, já ganhava por 2 a 0.

O primeiro gol saiu em cobrança de falta de Júnior em direção à área. A bola foi desviada por Lopes e caiu no pé de Diego Tardelli. Sozinho e de frente para o gol, ele só precisou escolher o canto e bater com tranquilidade para abrir o placar.

Ouça os gols do jogo pela Rádio Globo

As laterais do Tupi eram corredores a serem explorados pelo Atlético. Tanto é que o segundo gol teve participação do zagueiro Welton Felipe. Ele avançou pela direita, recebeu passe de Sheslon e cruzou na medida para Tardelli marcar. A situação estava tão crítica para os donos da casa, que o técnico José Carlos Amaral resolveu trocar os dois laterais ainda na primeira etapa.

Juninho falha no gol do Tupi

O problema é que pelo meio também estava fácil para os atleticanos. Diego Tardelli e Lopes tiveram oportunidades claras, sozinhos na área, mas chutaram com displicência em cima do goleiro Alan Faria. Aos 45 minutos, veio o castigo. O goleiro Juninho não saiu do chão para interceptar a cobrança de escanteio, e Daniel desviou para a rede, diminuindo a vantagem do adversário.

– O time está jogando bem e entrando com facilidade na defesa deles, mas precisa marcar. Está faltando um pouco de concentração – disse Diego Tardelli na saída para o intervalo.

Mais chances perdidas

E o Atlético continou entrando com facilidade na defesa do Tupi no segundo tempo. Não seria exagero se saíssem outros dois gols antes de 15 minutos. A primeira boa chance veio com Carlos Alberto, que recebeu passe de Márcio Araújo e chutou forte. Alan Faria fez boa defesa, espalmando para escanteio.

Depois, Tardelli esteve próximo de mais um gol. Recebeu passe vindo da linha de fundo e, dentro da área, pegou mal na bola. O chute saiu rasteiro e fraco, mas acertou a trave.

A história também se repetiu pelo lado do Tupi, que não precisou chegar muitas vezes ao ataque para fazer o gol. Aos 24 minutos, Michel cruzou da esquerda para Ademilson, livre da marcação de Carlos Alberto, fazer 2 a 2.

Nos últimos dez minutos de partida, foi o Tupi que esteve mais próximo do gol. Aos 35, Juninho fez difícil defesa e garantiu o empate.

Ficha técnica:

TUPI 2 x 2 ATLÉTICO-MG
Alan Faria, Jaiminho (Douglas Rafael), Reginaldo, Rodrigão e Beto (Michel); Bruno Ramos, Daniel, Marcel (Róbson) e Hugo; Ademilson e Márcio Carioca. Juninho, Sheslon, Leandro Almeida, Welton Felipe e Júnior; Renan, Carlos Alberto, Márcio Araújo (Júnior Carioca) e Lopes (Tchô); Éder Luis (Rafael Aguiar) e Diego Tardelli.
Técnico: José Carlos Amaral. Técnico: Emerson Leão.
Gols: Diego Tardelli, aos nove e aos 15 minutos, e Daniel, aos 45 minutos do primeiro tempo; Ademilson, aos 24 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Douglas Rafael (Tupi), Carlos Alberto, Leandro Almeida, Renan (Atlético)
Estádio: Mário Helênio. Data: 31/01/2009. Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro. Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago e Jair Albano Félix (SP).

Primeira fase – segunda rodada (horários de Brasília)

Sábado, 31/01

Tupi 2 x 2 Atlético

Domingo, 01/02
11h – Ituiutaba x Rio Branco
16h – Guarani x Uberaba
17h – Cruzeiro x Social
19h10m – Villa Nova x Democrata GV

janeiro 31, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians bate Oeste e lidera o Paulistão

Cheio de desfalques, ataque alternativo do Timão consegue ser eficaz. Souza, de pênalti, desencanta no Pacaembu

Corintianos comemoram um dos golsCorintianos comemoram um dos gols (Crédito: Ari Ferreira)
O Corinthians assumiu a liderança do Campeonato Paulista ao vencer o Oeste por 4 a 1 neste sábado, no Pacaembu. Mesmo sem vários titulares, o Timão começou discreto, mas melhorou no segundo tempo e conseguiu mais um resultado positivo.

A quantidade de desfalques dava a expectativa de um jogo nervoso ao Corinthians, o que não aconteceu graças ao zagueiro adversário. Isso porque logo no primeiro ataque Adriano desviou mal cruzamento e mandou para a própria rede, abrindo o placar a favor do Timão.

Mas a ausência de Douglas, Morais, Jorge Henrique e companhia fez do Corinthians um time prevísivel e sem muito brilhantismo. Mesmo assim, dominou as ações no começo e poderia ter ampliado se Souza comprovasse seu estigma de matador e aproveitasse a chance na pequena área, sem marcação, para marcar.

O técnico Mano Menezes ganhou mais uma dor de cabeça com a lesão de Cristian, substituído por Fabinho. O Oeste, apático na partida, não conseguiu assustar o gol de Felipe na primeira etapa.

O segundo tempo começou elétrico, totalmente oposto ao primeiro. Logo aos seis minutos, Otacílio Neto subiu na área para desviar cruzamento e aumentar a vantagem. Só que três minutos depois, Chicão cometeu pênalti que Dias converteu para o Oeste.

Quando o rival pretendia assustar, Chicão reviveu seu lado artilheiro e, de falta, bateu por cima da barreira para fazer o terceiro do Corinthians e dele no campeonato.

A partir daí o Timão passou a apresentar melhor futebol e chegou mais ao gol adversário, o que rendeu até contra-ataques ao Oeste, mesmo com vantagem no placar.

Mas ainda faltava Souza desencantar, o que aconteceu em cobrança de pênalti sofrido por Lulinha, aos 44 minutos.

Como o líder Palmeiras joga só no domingo, a liderança do Paulistão neste sábado é do Corinthians.
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 4 X 1 OESTE

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 31/01/2009, às 17h (Brasília)
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra
Assistentes: Luiz Antonio Corrêa e Rogério Gomes da Silva

Gols: Adriano (contra), 1’/1ºT (1-0), Otacílio Neto, 6’/2ºT (2-0), Dias, 9’/2ºT (2-1), Chicão, 14’/2ºT (3-1) e Souza, aos 44’/2ºT (4-1)
Cartões amarelos: Otacílio Neto, Chicão (Corinthians); Leandro Mello (Oeste)
Cartões vermelhos: Dias (Oeste)

CORINTHIANS: Felipe, Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian (Fabinho, 18’/1ºT), Elias, Eduardo Ramos (Túlio, 29’/2ºT) e Diogo (Lulinha, 34’/2ºT); Otacílio Neto e Souza. Técnico: Mano Menezes

OESTE: Gottardi; Dedé, Dezinho, Adriano e Ademar; Leandro Mello, Gleidson (Luciano Mandi, 24’/1ºT), Dias e Bruninho (Mazinho, 17’/2ºT); Caique (Wellington, 25’/2ºT) e Mirandinha. Técnico: Roberto Fonseca

janeiro 31, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , | Deixe um comentário

Vasco vence Duque de Caxias em São Januário

Carlos Alberto marca duas vezes; Cruzmaltino já é o segundo no Grupo A

Carlos Alberto, de costas, marcou duas vezes na vitória do Vasco. Com o terceiro amarelo, ele não enfrenta o Resende na quarta-feiraCarlos Alberto, de costas, marcou duas vezes na vitória do Vasco. Com o terceiro amarelo, ele não enfrenta o Resende na quarta-feira (Crédito: Ricardo Cassiano)

LANCEPRESS!

Sob um calor de 40° no Rio de Janeiro ao menos no primeiro tempo, Vasco e Duque de Caxias esquentaram São Januário pela terceira rodada do Campeonato Carioca. E o Cruzmaltino fez novamente o Caldeirão ferver ao seu favor: venceu por 3 a 1, com show dos camisas 9 – Carlos Alberto marcou duas vezes e o atacante Edivaldo, uma.

Com o resultado, a equipe vascaína ganhou a segunda partida consecutiva na competição, chegou a seis pontos no Grupo A da Taça Guanabara e passou a ocupar o segundo lugar. Enquanto isso, o time da Baixada Fluminense segue sem vencer na competição – duas derrotas e um empate.

Buscando o primeiro triunfo em casa após estrear no Carioca perdendo para o Americano em seu estádio, o Vasco, apesar do calor, foi para cima, explorando a velocidade de seus jogadores de frente e contou também com os erros da defesa do Duque de Caxias para abrir vantagem.

Logo aos cinco minutos, Carlos Alberto dividiu com a defesa na entrada da área adversária e, após falha do volante Silva, Alex Teixeira recebeu em condição legal na grande área e cruzou rasteiro. O zagueiro Henrique, pressionado por Carlos Alberto, acabou empurrando contra o próprio gol. A arbitragem deu o gol para o vascaíno.

Em um lance esporádico, o Duque de Caxias empatou. Aos 11 minutos, o atacante Dudu disparou pela esquerda do ataque e cruzou rasteiro. Para retribuir a gentileza do volante adversário, Amaral furou na grande área e Edivaldo, livre, apenas tocou para a rede vascaína.

Mantendo a intensidade da partida, Alex Teixeira puxou rápido contra-ataque pela direita aos 15 minutos e lançou. O zagueiro Henrique tentou cortar de carrinho, porém a bola sobrou para Rodrigo Pimpão. O atacante invadiu a área e acabou derrubado pelo goleiro Borges. No minuto seguinte, Carlos Alberto marcou, de pênalti, seu segundo gol no jogo.

Com a queda da temperatura no fim da tarde carioca, o ritmo da partida também diminuiu. No segundo tempo, poucas emoções. Porém, o Vasco ainda encontrou tempo para marcar o terceiro. Aos 22 minutos, Paulo Sérgio cobrou falta na grande área e Nilton fez de cabeça, como já acontecera no jogo contra o Tigres.

Na quarta rodada do Grupo A da Taça Guanabara, o Vasco enfrenta, na próxima quarta-feira, às 22h, em Volta Redonda (RJ), o Resende. Já o Duque de Caxias, no dia seguinte, às 18h45, recebe o Fluminense no Estádio Los Larios, em Xerém (RJ).

FICHA TÉCNICA:
VASCO 3 X 1 DUQUE DE CAXIAS

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 31/1/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Nilton Feitosa do Nascimento (RJ)
Auxiliares: Vinicius da Vitória Nascimento (RJ) e Marcelo da Silva Cardoso (RJ)
Renda e público: R$ 118.405,00 e 6.144pagantes

Cartões amarelos: Jéferson, Nilton e Carlos Alberto (VAS); Borges, Douglas Silva, Eduardo Teles e Alan (DUQ)

GOLS: Carlos Alberto, 5’/1ºT (1-0), Edivaldo, 11’/1ºT (1-1), Carlos Alberto, 16’/1ºT (2-1) e Nilton, 22’/2ºT (3-1)

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Nilton (Mateus, 26’/2ºT), Jéferson e Alex Teixeira (Faioli, 15’/2ºT); Carlos Alberto e Rodrigo Pimpão (Élton, 23’/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

DUQUE DE CAXIAS: Borges, Douglas Silva (Jhon, 25’/2ºT), Henrique, Eduardo Teles e Alan; Léo Oliveira, Silva, Renatinho e Juninho (Cadu, intervalo); Dudu (Zé Carlos, 23’/2ºT) e Edivaldo. Técnico: Toninho Barroso (interino).

janeiro 31, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , | Deixe um comentário