Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Bosco e Borges participam de treino e devem enfrentar o Guarani

Goleiro só não entrou contra a Portuguesa porque sentiu dores musculares

Ampliar Foto Paula Pereira Ab/GLOBOESPORTE.COM Paula Pereira Ab/GLOBOESPORTE.COM

Bosco volta a treinar e deve ser titular quarta

O São Paulo deverá ter o reforço de dois jogadores para o duelo com o Guarani, nesta quarta-feira, em Campinas. Bosco e Borges, que não foram para o jogo contra a Portuguesa , no último domingo, no Canindé, treinaram normalmente nesta segunda-feira, mostrando que estão prontos para entrar na equipe, se for a vontade do técnico Muricy Ramalho.

O treinador, aliás, observou o desempenho dos dois, que participaram de um recreativo em campo reduzido, no CT da Barra Funda, para os atletas que não atuaram 90 minutos ou não jogaram no Canindé. Bosco não concentrou com o grupo por causa de dores na panturrilha. Rogério Ceni se machucou durante o jogo contra a Lusa, e Denis fez a estreia pelo Tricolor. Ceni segue fora diante do Bugre, e com isso Bosco deve ser confirmado como titular.

Borges estava relacionado para a partida do último domingo e faria dupla com Washington, mas sofreu uma indisposição estomacal e foi cortado. Dagoberto, que havia sido liberado da concentração, voltou e foi para o banco, entrando no decorrer da partida.

janeiro 26, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ingressos à venda para Corinthians x Botafogo-SP

Jogo pela terceira rodada do Campeonato Paulista será quarta às 22h

LANCEPRESS!

Já estão à venda os ingressos para a partida entre Corinthians e Botafogo-SP, nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu, em São Paulo. A venda começou nesta segunda (confira abaixo horários, locais e preços) .

No jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista, o Timão chega embalado por ter conquistado a sua primeira vitória na competição: o 1 a 0 contra o Bragantino, domingo, em Bragança Paulista (SP). O Alvinegro soma quatro pontos e ocupa a oitava colocação na tabela. Já o Botafogo, que empatou por 2 a 2 com o Guaratinguetá, fora de casa, no domingo, soma um ponto e é o 14º da tabela.

Confira os postos de venda:

– Parque São Jorge (11h às 17h)
– Pacaembu (11h às 17h)
– Canindé (11h às 17h)
– Estádio Bruno José Daniel (sábado, das 10h às 16h)
– Ginásio do Ibirapuera – Rua Manoel da Nóbrega, s/nº (11h às 17h)
– Pitta Sports (Rua Silva Bueno, 1.156 – Ipiranga) – sábado, das 9h às 13h30
– Ginásio de Esportes José Corrêa – Avenida Guilherme P. Guglielmo, 1000 – Barueri (11h às 17h)

Preços por setor:

Arquibancada Portão Principal
R$ 20

Arquibancada Amarela (Portão 3)
R$ 20

Tobogã
R$ 20

Arquibancada Portão 21 (Setor Família)
R$ 20

Cadeira Especial Laranja
R$ 70

Numerada descoberta
R$ 100

Setor VIP
R$ 150

janeiro 26, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ingressos à venda para Fogão contra Macaé

Bilhetes podem ser comprados em General Severiano, Caio Martins, Marechal Hermes, Engenhão ou Citibank Hall

LANCEPRESS!

Os ingressos para o jogo contra o Macaé, na próxima quinta-feira, às 18h45m, no Engenhão, pela segunda rodada da Taça Guanabara já estão sendo disponibilizados para a torcida do Botafogo.

A partida marcará o reencontro dos jogadores alvinegros com a torcida no Engenhão. O Botafogo até disputou o jogo-treino contra o Olaria em seu estádio, mas foi com os portões fechados para o público.

Os postos de venda antecipada, General Severiano, Caio Martins, Marechal Hermes, Engenhão e Citibank Hall, funcionarão das 10h às 18h

PREÇOS:

Setor Sul: R$ 25 (inteira) e R$ 12 (meia)

Setor Norte: R$ 25 (inteira) e R$ 12 (meia)

Setor Leste: R$ 25 (inteira) e R$ 12 (meia)

janeiro 26, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fábio não descarta ida para o exterior

Goleiro, no entanto, afirma que pretende permanecer na Raposa

Ampliar Foto Rejane Araújo/VIPCOMM Rejane Araújo/VIPCOMM

Fábio tem contrato até dezembro

Apesar de ressaltar o desejo de permanecer no Cruzeiro, o goleiro Fábio não descarta a possibilidade de se transferir para o exterior até o dia 31, quando fecha a janela. Informações dão conta de que clubes ingleses estariam interessados no camisa 1 celeste.
– Tenho contrato até dezembro, mas tem uma cláusula que favorece as equipes do exterior. Meu interesse é ficar, estou muito feliz aqui, por isso estamos tentando chegar a um acordo com o Cruzeiro – afirmou Fábio à Rádio Itatiaia.
Segundo o próprio jogador, a multa rescisória de seu contrato, que termina em dezembro, é de “apenas” 1,3 milhões de euros (cerca de R$ 3,9 milhões).

janeiro 26, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Edmílson se apresenta ao Verdão esbanjando confiança: ‘Vim para ser líder’

Pentacampeão mundial retorna ao futebol brasileiro após oito anos e diz que será referência para a garotada alviverde

Globo/GLOBOESPORTE.COM

Edmílson pode ser inscrito com a camisa 1

Apresentado nesta segunda-feira como reforço palmeirense, o
zagueiro Edmílson, pentacampeão mundial com a seleção brasileira
em 2002, avisa que chega ao Verdão para liderar
a equipe. Essa era mesmo a intenção do técnico Vanderlei
Luxemburgo quando indicou a contratação do jogador, que estava
no Villarreal, da Espanha. Para Luxa, Edmílson vem para ser uma
referência, um exemplo para os garotos.

– Venho para ser um líder mesmo. Por onde passei
assumi esse papel. Adquiri uma ótima experiência jogando durante
oito anos e meio na Europa e, por isso, serei uma referência
para os mais jovens, conforme o Vanderlei quer – afirma o jogador.

Edmílson vem sendo considerado tão importante para o clube para
Luxemburgo, que existe até a chance dele ser inscrito com a
camisa 1, que ainda não tem dono (o goleiro Marcos usa a 12). Em
sua apresentação, o zagueiro vestiu uma camisa sem número. A
definição sai nesta tarde, quando sua inscrição será confirmada
pela CBF.

O reforço palmeirense assinou contrato por dois anos e nem pensa
em parar de jogar. Pelo contrário, ele ainda planeja voltar à
seleção brasileira e quer jogar bem no Palmeiras para convencer
novamente o técnico Dunga.

– Primeiro, quero conquistar títulos com o Palmeiras. A seleção
será consequência. Mas é claro que eu penso em vestir a camisa
da seleção brasileira, sim. Dunga e Jorginho me conhecem bem. Se
eu estiver jogando bem aqui, acredito que terei chances –
acredita.

A diretoria do Verdão já encaminhou a documentação
de Edmílson para a CBF. Até o fim da tarde desta segunda-feira,
o nome do jogador deverá ser publicado pelo Boletim Informativo
Diário (BID) do órgão. A expectativa é que Edmílson possa atuar
no jogo de volta da primeira fase da Taça
Libertadores, contra o Real Potosí, da Bolívia, no dia 5 de
fevereiro.

Edmílson diz que está em forma, pronto para jogar,
e assegura que ainda tem muito futebol para mostrar.

– Voltei para o Brasil porque estou me sentindo em condições de
jogar em alto nível. Tenho uma imagem e uma história a zelar. Se
fosse para passar vergonha, eu nem voltaria – diz.


janeiro 26, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em dia de Washington, São Paulo supera a Portuguesa mesmo sem boa atuação

Coração Valente brilha em sua estreia no Tricolor, marcando duas vezes no Canindé. Terceiro reserva, Denis mostra personalidade ao substituir Ceni

Não foi uma grande exibição do São Paulo, mas foi uma vitória com a marca do Coração Valente. No início da noite deste domingo, o Tricolor Paulista derrotou a Portuguesa por 2 a 0 no Canindé, com dois gols de Washington, que fez a sua estreia com a camisa são-paulina – mesmo que o primeiro gol não tenha sido do camisa 9, mas sim contra do zagueiro Ediglê – e deu uma agradável dor de cabeça ao técnico Muricy Ramalho . A Lusa, mesmo tendo sido melhor em grande parte do jogo, amargou a segunda derrota consecutiva, a primeira sob o comando de Mário Sérgio.

Com o resultado, o Tricolor chegou a quatro pontos na competição, e o seu próximo compromisso será na quarta-feira, às 22h, quando enfrenta o Guarani no estádio Brinco de Ouro da Princesa. Já a Lusa, que continua sem pontuar e fazer gols, volta a jogar em casa em busca dos primeiros pontos. Na quinta, recebe o Bragantino, às 22h.

O São Paulo, que promovia as estreias de Washington e Junior Cesar, entrou em campo com um problema de última hora. Indisposto, Borges foi vetado pelo departamento médico, e Hugo entrou no ataque – longe do que pretendia Muricy no rodízio que começou a promover na equipe. Mas não deu tempo de os torcedores repararem na troca, assim como o Coração Valente nem precisou tocar na bola para provar que tem estrela. Com um minuto de jogo, Hernanes cobrou escanteio da esquerda, e Ediglê, em disputa com o atacante, fez contra. O árbitro Paulo Cesar de Oliveira, no entanto, confirmou o gol para o camisa 9.

Em um primeiro momento, a Portuguesa parecia não ter assimilado o golpe, e Hugo quase ampliou aos nove. Fábio defendeu com segurança. Mas foi por pouco tempo. A Lusa logo tomou o controle da partida, passando a criar várias chances de gol. Aos 15, Marco Antonio deixou Hernanes para trás e obrigou Rogério Ceni a espalmar para fora. Um minuto depois, após cobrança de escanteio, Ediglê, livre na área, mandou por cima do gol.

Os donos da casa jogavam melhor, e o Tricolor contava com a sorte. Aos 30, faltou pouco para o hexacampeão brasileiro sofrer o empate. Athirson tabelou com Edno e recebeu na área, mas na disputa com Miranda foi o zagueiro são-paulino quem chutou contra o próprio gol. Ceni defendeu parcialmente, e no rebote Fabrício Carvalho cabeceou no travessão. Na sequência do lance, o mesmo Fabrício Carvalho ficou com a bola, mas na hora da conclusão Renato Silva entrou de carrinho para salvar (assista ao vídeo ao lado).

A equipe de Muricy Ramalho, tentando tocar a bola para controlar o jogo, encontrava dificuldades para encaixar um contra-ataque, e a Lusa continuava pecando nas conclusões. Athirson e Fellype Gabriel pararam nas mãos de Rogério Ceni aos 32 e 33, respectivamente. Fabrício Carvalho ainda perdeu a última chance da primeira etapa, aos 40. Ednou cruzou da esquerda, e ele cabeceou para fora.

Lusa volta pressionando, mas Washington mostra faro de goleador

O segundo tempo começou como terminou o primeiro, com a Portuguesa em cima do São Paulo, mas a sorte não sorria para o time agora comandado por Mário Sérgio. No primeiro minuto, Rai arriscou de longe e acertou a trave esquerda de Rogério Ceni. Apesar do predomínio dos anfitriões, os dois times erravam muitos passes, principalmente lançamentos mais longos buscando os atacantes – do lado tricolor, Washington, e do lado da Lusa, Fabrício Carvalho.

Aos oito, Hugo chutou forte e rasteiro de fora da área, e Fábio se esticou todo para fazer grande defesa. O São Paulo voltou a ameaçar aos 15, quando Miranda dominou em boas condições na área, mas pegou mal e isolou a bola. Aos 21, a história do jogo começaria a ser definida. Depois de defender chute de Fabrício Carvalho, Rogério Ceni sentiu uma lesão muscular na parte posterior da coxa direita ao repor a bola. Em seu lugar entrou Denis, contratado à Ponte Preta na última quarta e apresentado na quinta-feira.

Reserva na Macaca, ele chegou ao Morumbi para ser o terceiro goleiro, mas estava no banco porque Bosco, o substituto imediato do capitão tricolor, se recupera de dores na panturrilha. Para reforçar a marcação, Muricy tirou Hugo e lançou Richarlyson. Foi o suficiente para o Tricolor ganhar nova vida. Aos 31, Washington deixou Richarlyson cara a cara com Fábio, mas o volante chutou em cima do goleiro. Foi apenas um ensaio. Para valer, o Coração Valente mostrou que gol é com ele mesmo. Dois minutos depois, Zé Luís cruzou da direita, e o camisa 9, sem marcação, cabeceou com força para fazer 2 a 0.

Desmotivada, a Portuguesa passou a observar o adversário tocar a bola e administrar o resultado, mas ainda assim teve oportunidade de diminuir. Aos 42, a zaga são-paulina deu mole, Rogério entrou sozinho na área e chutou para a boa intervenção de Denis – três minutos antes, o mesmo Rogério já obrigara o goleiro a defesa providencial, espalmando a escanteio. E Denis mostrou que está preparado para entrar em campo sempre que for preciso. No último lance da partida, aos 49, ainda fez excelente defesa em cobrança de falta de César Prates.

PORTUGUESA 0 x 2 SÃO PAULO
Fábio, César Prates, Bruno Rodrigo, Ediglê e Athirson; Erik, Rai, Marco Antonio (Rogério) e Fellype Gabriel (Guigov); Héverton (Fabrício Carvalho) e Edno Rogério Ceni (Denis), André Dias, Renato Silva e Miranda; Zé Luís, Jean, Hernanes, Arouca (Dagoberto) e Junior Cesar; Hugo (Richarlyson) e Washington
Técnico: Mário Sérgio Técnico: Muricy Ramalho
Gols: Washington, a um minuto do primeiro tempo; Washington, aos 33 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Ediglê e Rai (Portuguesa); André Dias e Hugo (São Paulo)
Estádio: Canindé Data: 25/01/2009 Público: 7.562 pagantes Renda: R$ 176.900 Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira Auxiliares: Maria Eliza Correia Barbosa e João Bourgalber Nobre Chaves

janeiro 26, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Lulinha desencanta depois de 11 meses, e Corinthians ganha a primeira no Paulistão

O meia, que não fazia um gol desde fevereiro do ano passado, balançou a rede e garantiu os três pontos no 1 a 0 sobre o Bragantino no interior

Ainda longe de empolgar, o Corinthians conseguiu a sua primeira vitória neste Campeonato Paulista neste domingo (25). Jogando para o gasto, o Timão fez 1 a 0 no Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedi (novo nome do Marcelo Stéfani), em Bragança Paulista. Lulinha, que não balançava a rede desde fevereiro do ano passado, foi o responsável pelo resultado com um gol no início do segundo tempo. 

Com três mudanças em relação ao primeiro jogo – o empate em 2 a 2 com o Barueri –, o Corinthians que enfrentou o Bragantino também não animou. Machucados, Douglas e Jorge Henrique deram lugar para Wellington Saci e Otacílio Neto. Pouco antes da partida, o técnico Mano Menezes ainda sacou Túlio para a entrada de Lulinha.

O Timão até que começou melhor. Saci e Otacílio, as caras novas da equipe, eram os que mais ameaçavam. Aos 7 minutos, o atacante completou um cruzamento de cabeça e assustou a defesa do Bragantino. Já o meia arriscava chutes de longa distância, levando perigo. Os donos da casa pareciam só assistir. Sem inspiração e sem qualidade, o Braga não exigiu muito da marcação corintiana.

O caminho estava livre para o Timão atacar. Otacílio teve chance, mas perdeu; Souza teve o gol na sua frente, mas errou… Tudo parecia encaminhado para mais um empate.

LULINHA, QUASE UM ANO DEPOIS

Ampliar Foto Agência/Agência Estado Agência/Agência Estado

Lulinha é abraçado pelos companheiros no gol

No segundo tempo, logo no começo uma cena que o torcedor corintiano já estava desacostumado. Aos 2 minutos, Otacílio Neto tocou de calcanhar para Alessandro, que rolou para Lulinha completar e acertar o alvo. O meia, rotulado por muitos de eterna promessa, não balançava as redes desde 17 de fevereiro do ano passado. Foi só o quarto gol dele em 73 partidas com a camisa corintiana. O curioso é que a sua última vez tinha sido justamente contra o mesmo Bragantino, no empate de 1 a 1, no Morumbi, pelo estadual.

Após o gol, as chances continuaram. Como o Braga não ia para cima, só o Corinthians jogava. Era tarde para golear, mas a bola insistia em não entrar mais. Otacílio Neto continuou como boa opção, Souza arriscou uma bicicleta, mas ficaram todos no quase.

Mano fez três trocas – Lulinha por Túlio, Wellington Saci por Eduardo Ramos e Otacílio por Diogo , só que o ritmo do jogo foi o mesmo até o fim: o Bragantino assistindo e o Corinthians, ainda criando pouco, e errando o alvo. Do outro lado, Paulinho Kobayashi (aquele!) entrou como esperança, mas seus 39 anos não deixaram ajudar muito.

Com a vitória, o Timão foi a quatro pontos e o Bragantino ficou nos três. Na próxima rodada, o Corinthians receberá o Botafogo, na quarta-feira, e o Braga visitará a Portuguesa, quinta.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 0 x 1 CORINTHIANS
Gilvan; Cris, César Gaúcho e Adriano; Somália (Ânderson), Moradei, Danilo Bueno (Alan), Valdir Papel (Paulinho Kobayashi) e Pará; Malaquias e Nunes Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias, Lulinha (Túlio) e Wellington Saci (Eduardo Ramos); Otacilio Neto (Diogo) e Souza
Técnico: Marcelo Veiga Técnico: Mano Menezes
Gols: Lulinha, aos 2 minutos do segundo tempo
Público: 7.777 pagantes / Renda: R$ 240.360
Cartões amarelos: Cris, Pará, Malaquias e Danilo Bueno (B); André Santos, Otacílio Neto, William, Lulinha e Túlio (C).
Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Data: 25/01/2009. Árbitro: Wilson Luiz Seneme. Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Everson Luiz Luquesi Soares.

janeiro 26, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Arbitragem ajuda, e Flamengo vence o Friburguense no Maracanã

Juan garante a vitória no segundo tempo logo após o árbitro Leonardo Garcia anular um gol legal do time da região serrana

Em uma partida com a arbitragem bastante confusa, o Flamengo estreou no Campeonato Carioca vencendo o Friburguense por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã. O gol foi marcado por Juan. O time da Serra teve um gol mal anulado pelo árbitro Leonardo Garcia. Victor Hugo estava atrás de três rubro-negros quando partiu para empurrar a bola para a rede, mas o juiz assinalou impedimento. No fim, após anunciar quatro minutos de acréscimos, Garcia cumpriu apenas dois.

Com o resultado, o Flamengo está em quarto lugar no Grupo B com três pontos. O time está empatado com Mesquita, Macaé e Botafogo, mas perde nos critérios de desempate. Na segunda rodada, o Flamengo enfrenta o Bangu, na próxima quinta-feira, às 16h30min, em Volta Redonda. Já o Friburguense joga em casa, no mesmo dia e horário, contra o Mesquita.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO E OS RESULTADOS DA PRIMEIRA RODADA

O jogo começou no Maracanã com os termômetros marcando 32 graus. O gramado estava longe das melhores condições. Por isso, as duas equipes erravam muitos passes. No início da partida, as chances só surgiam nos lances de bola parada.

OUÇA A NARRAÇÃO DO GOL DO FLA PELA RÁDIO GLOBO

Aos dez minutos, uma oportunidade de ouro para o Friburguense. Ronaldo Angelim fez falta em Thiago praticamente na linha da grande área. Cassiano bateu forte, mas no meio do gol. Bruno defendeu firme. Dois minutos depois, foi a vez de o Flamengo ter uma chance idêntica. Falta na entrada da área do Friburguense. Leo Moura cobrou na barreira.

O jogo melhorou após os 20 minutos. E o Friburguense quase abriu o placar. Em jogada rápida pela esquerda, Victor Hugo se livrou da marcação de Willians e chutou forte. O goleiro Bruno espalmou para o meio da área. Na sobra, Crispin bateu de primeira e tinha tudo para marcar o gol. Mas o zagueiro Fábio Luciano conseguiu tocar na bola, que foi para escanteio.

O jogo esquentou. O Flamengo respondeu em seguida. Cruzamento para a área e Obina cabeceou com perigo. O goleiro Adriano espalmou para escanteio. Na cobrança, Marcelinho Paraíba colocou a bola na cabeça de Ibson, que tocou para fora com perigo.

Aos 35 minutos, Obina perdeu a melhor chance do Flamengo no primeiro tempo. Após uma confusão na área, a bola sobrou nos pés do atacante perto da pequena área. Ele escolheu o canto e só colocou. Mas o goleiro Adriano se esticou todo e espalmou para escanteio, mostrando estar com o reflexo em dia apesar dos 40 anos de idade.

No último minuto, Kleberson fez boa jogada e soltou a bomba da entrada da área. O goleiro Adriano voltou a fazer uma defesa difícil e espalmou para escanteio. E o primeiro tempo terminou com o Flamengo mostrando muitos problemas na cobertura dos laterais e na criação de jogadas.

Arbitragem prejudica o Friburguense

Para o segundo tempo, Cuca resolveu mudar o ataque. O técnico tirou Marcelinho Paraíba e colocou Everton. Mas o Flamengo não melhorou e seguiu insistindo nos cruzamentos para a área.

Aos dois minutos, contra-ataque do Friburguense. Thiago chutou de fora da área, o goleiro Bruno espalmou para o meio e, na sobra, Victor Hugo tocou para o fundo da rede. Seria gol do Friburguense, se o auxiliar Luiz Antonio Muniz de Oliveira não tivesse levantado a bandeira de forma imperdoável. O árbitro Leonardo Garcia seguiu a orientação equivocada e anulou o gol. Na hora do chute, Victor Hugo estava atrás de três jogadores rubro-negros. Os atletas do Friburguense reclamaram, mas não adiantou.

Para completar o desespero do time da serra, o Flamengo abriu o placar em seguida. Após uma rápida jogada, Everton errou o chute, mas Ibson evitou a saída da bola e cruzou novamente para a área. Obina dominou no peito e chutou. Everton dividiu com o goleiro Adriano, e a bola sobrou limpa para Juan tocar para o gol. Lance difícil, mas Everton estava na mesma linha do zagueiro. Gol legal. Mérito para a auxiliar.

Após abrir o placar, o Flamengo diminuiu o ritmo. Obina ainda teve duas oportunidades de marcar, mas errou a pontaria. O Friburguense tentava pressionar, mas não conseguiu furar o bloqueio rubro-negro.

Aos 35 minutos, Ibson quase fez o segundo gol. O meia recebeu na entrada da área e chutou rasteiro. Mas a bola foi para fora. E até no fim da partida a arbitragem se enrolou. Leonardo Garcia indicou quatro minutos de acréscimos. Mas só levou o jogo até os 47 minutos.

Ficha técnica:

FLAMENGO 1 x 0 FRIBURGUENSE
Bruno, Leo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan (Toró); Airton, Willians, Kleberson (Fierro) e Ibson, Marcelinho Paraíba (Everton) e Obina Adriano, Crispin, Cadão, Wallace e Gilson; Sérgio Gomes, Elan, Cassiano, Victor Hugo; Alex (Hércules) e Thiago.
Técnico: Cuca. Técnico: Cleimar Rocha.
Gol: Juan aos 13 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Gilson, Alex (Friburguense); Ronaldo Angelim, Leo Moura, Willians (Flamengo)
Estádio: Maracanã.

Data: 25/01/2009.

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro.

Auxiliares: Luiz Antonio Muniz de Oliveira e Lilian da Silva Fernandes.

Público: 34.132 pagantes

janeiro 26, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário