Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Contrato com Mota está assinado

Clube rubro-negro espera apenas grupo de investidores pagar rescisão de contrato do atacante com time coreano

Ampliar Foto Agência/AFP Agência/AFP

Mota, em ação pelo Seognam Ilhwa. Rescisão do contrato pode sair ainda neste domingo.

A novela Zé Roberto terminou com final feliz. E o acordo com o atacante Mota segue pelo mesmo caminho. Neste sábado, o Flamengo confirmou que já tem um contrato assinado com o jogador para esta temporada.

No entanto, ainda falta a rescisão com o Seognam Ilhwa, da Coréia do Sul. Essa parte cabe a um grupo de investidores que pagará US$ 1 milhão (R$ 2,3 milhões) pelo fim do compromisso vigente. A negociação será concluída, a princípio, neste domingo.

– Não vamos falar sobre valores porque na negociação com o Zé Roberto, os números vazaram e nos atrapalharam. Só posso dizer que há um documento assinado pelo Mota e outro por esse grupo de investidores de Natal garantindo o empréstimo por um ano com o Flamengo – afirmou o diretor de futebol Plínio Serpa Pinto.

Com a contratação de Mota, o Flamengo encerra o ciclo de contratações para o início desta temporada. Antes, o clube acertou a chegada de Douglas, Willians, Everton Silva e Zé Roberto.

janeiro 17, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , | Deixe um comentário

Ronaldo desfila, comenta, e estreantes brilham na goleada do Timão

Fênomeno assiste ao primeiro tempo e faz comentários para a TV Globo. Equipe vence o Estudiantes

por 5 a 1 no Pacaembu

No dia em Ronaldo pisou pela primeira vez no gramado do Pacaembu com a camisa alvinegra, o Corinthians mostrou por que promete brigar por todos os títulos em 2009. Com uma atuação convincente e animadora diante do atual vice-campeão da Copa Sul-Americana, o Timão goleou o Estudiantes por 5 a 1, em amistoso disputado na tarde deste sábado, no Pacaembu. Além dos gols de Jorge Henrique, a Fiel pôde ver também boas apresentações de Souza e Túlio, outros dois que fizeram o primeiro jogo pela equipe. Ronaldo foi apresentado oficialmente com o elenco no gramado e assistiu ao primeiro tempo da cabine de transmissão da Rede Globo.

O teste foi o último do Alvinegro antes da estreia no Campeonato Paulista, marcada para quinta-feira, dia 22 de janeiro, contra o Barueri, também no Pacaembu. Até lá, a delegação seguirá realizando a pré-temporada na cidade de Itu. O retorno para o interior de São Paulo está marcado para domingo à noite.

Quando a bola rolou, a Fiel e os jogadores foram surpreendidos com um verdadeiro temporal que caiu sobre o Pacaembu. Tanto que, logo aos cinco minutos, o árbitro Rodrigo Bragheto optou por paralisar a partida até que a chuva diminuísse. Depois de três minutos de espera nos bancos de reservas, os atletas puderam voltam à disputa.

Após alguns momentos de instabilidade pela falta de entrosamento e pela forte marcação argentina, o Timão engrenou. Com toques rápidos, passou a envolver os adversários e a encontrar espaços nas proximidades da área. A primeira chance veio aos 14 minutos, com Túlio chutando de fora da área para boa defesa de Andújar.

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Jorge Henrique festeja um de seus gols

Com Túlio marcando forte pelo lado direito, Elias ganhou liberdade para atacar com Alessandro e se transformou em uma ótima opção. E foi exatamente pela direita que o Corinthians criou as principais oportunidades. Aos 22, após boa troca de passes, Elias cruzou, André Santos apareceu na área de surpresa, mas desviou para fora.

Cinco minutos mais tarde, outra vez pela direita. Elias recebeu bom passe de Alessandro na área e bateu for cima, com perigo. Aos 30, Alessandro avançou fácil sem marcação e cruzou rasteiro. A bola cruzou toda a área e passou em frente a Souza, que não se esticou e perdeu grande chance.

Após muito insistir, o Corinthians finalmente marcou, aos 31. Souza invadiu a área, driblou o goleiro, mas ficou sem ângulo para chutar. Assim, teve de servir Jorge Henrique que, livre na pequena área, apenas empurrou para as redes de perna direita para delírio da torcida.

Sem saída para o ataque, o Estudiantes foi presa fácil para o Alvinegro. Aos 34, após cobrança de falta pela direita, Jorge Henrique desviou de cabeça para trás e Andújar salvou. O segundo gol, contudo, não demorou a sair. Aos 41, Cellay furou feio, Jorge Henrique avançou e tocou com categoria na saída do goleiro, marcado o segundo dele.

No segundo tempo, o Corinthians continuou em ritmo acelerado, aproveitando a lentidão da defesa argentina. Logo no primeiro minuto, André Santos foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Na pequena área, Souza desviou, mas Andúja operou um milagre com os pés, evitando o terceiro gol.

O goleiro argentino voltou a trabalhar, aos 12. Souza recebeu passe em profundidade e dividiu com Andúja. O rebote ficou com Douglas, que bateu bonito por cobertura, mas a bola bateu na parte de cima da rede. Aos 14, em contra-ataque, outra vez Douglas. Ele recebeu pela esquerda e bateu cruzado para o camisa 1 espalmar.

Mesmo sem oferecer perigo, o Estudiantes marcou em falha da defesa corintiana, aos 24. Após cobrança de falta para a área, Felipe recebeu, mas sem afastar o perigo. Carrasco ficou com a sobra na área, dominou e tocou no canto esquerdo: 2 a 1. No minuto seguinte, o Corinthians fez o terceiro. Souza recebeu passe na área e bateu forte no canto direito.

O Timão ainda encontrou tempo para fazer o quarto gol. Aos 33, William desviou de cabeça uma cobrança de falta e fechou a goleada. Antes do apito final, aos 42, Eduardo Ramos viu Otacílio Neto livre na área e tocou. O atacante dominou e, na saída do goleiro, tocou rasteiro, fechando a goleada.

Ficha técnica:

CORINTHIANS 5 x 1 ESTUDIANTES
Felipe, Alessandro, Chicão, William (Jean) e André Santos (Saci); Cristian, Túlio (Fabinho), Elias (Diogo) e Douglas (Eduardo Ramos); Jorge Henrique (Octacílio Neto) e Souza. Andújar, Alayes (Frederico Fernández), Desábato e Cellay; Angeleri (Rojo), Sánchez, Galván (Nuñez), Fernandez (Salgueiro), Benítez (Huerta) e Perez; Calderón (Carrasco).
Técnico: Mano Menezes. Técnico: Leonardo Astrada.
Gols: Jorge Henrique, aos 31, e aos 40 do primeiro tempo; Carrasco, aos 23, Souza, aos 24, e William, aos 33, Octácílio Neto, aos 41 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Andúja, Sánchez, Desábato, Fernandez (EST); Cristian, Souza, Túlio (COR)
Cartão vermelho: Sánchez
Estádio: Pacaembu. Data: 17/01/2009. Árbitro: Rodrigo Bragheto. Auxiliares: Giovani Canzian e Matheus Camolesi.
Renda: R$ 290.344,50 Público pagante: 13.956

janeiro 17, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro dá banho de água fria no Galo

Clube celeste vence por 4 a 2 o arquirrival e vai para a final do Torneio de Verão

Adilson Batista e Leão comandaram o primeiro clássico de 2009 Adilson Batista e Leão comandaram o primeiro clássico de 2009Adilson Batista e Leão comandaram o primeiro clássico de 2009 (Crédito: André Brant)

LANCEPRESS!
No primeiro clássico mineiro de 2009, o Cruzeiro bateu o arquirrival Atlético, por 4 a 2, no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, em duelo válido pelo Torneio de Verão. O rival do Cruzeiro na final da competição será decidida entre Peñarol e Nacional na outra semifinal.

O sábado em Montevidéu tinha um sol tão forte que era um dia mais propício para praia do que para futebol. Mas o clássico mineiro mudou um pouco o cronograma da data, fazendo com que o local de mais interese para Cruzeiro e Atlético fosse o Centenário e não o Rio da Prata, famoso por receber os banhistas da capital uruguaia, tal qual uma praia brasileira. E quem nadou de braçada no dia quente foi o Cruzeiro. O Galo bem que tentou jogar um balde de água fria para conter o calor do rival, mas não deu.

A Raposa tomou conta da areia, ou melhor, do gramado, e conseguiu abrir o placar com Jonathan, aos 17 do primeiro tempo, já dando dicas de quem era o dono da praia. Mas o Alvinegro conseguiu igualar e mostrar que também poderia se sair bem no programa da tarde de sábado. Tudo isso graças a Thiago Heleno, que confundiu de esporte e pôs a mão na bola. Diego Tardelli bateu o pênalti e explicou que também tinha condições de aproveitar o dia ensolarado.

A partir daí então, Cruzeiro tomou conta provisioramente do ambiente. Ainda no primeiro tempo, Welton puxou Thiago Ribeiro e Jorge Larrionda marcou um pênalti para a Raposa. Fernandinho bateu e fez o segundo. E o terceiro não demorou a sair. Jonathan e Ramires correram como se estivessem num calçadão e foram livres até o gol. O volante aproveitou a jogada e fez o dele.

No intervalo, vários personagens não aguentaram o calor do sábado uruguaio e saíram do passeio em Montevidéu. Diego Tardelli não foi um deles. O atacante mostrou que queria curtir o fim de semana e fez mais um gol. Ele aproveitou cruzamento de Thiago Feltri e empurrou, querendo deixar a impressão de que o Galo gostaria de aproveitar um pouco mais o verão uruguaio.

O quarto gol serviu para dar um banho de água frio na equipe atleticana. Ramires recebeu bom lançamento de Marquinhos Paraná e rolou para Soares apenas empurrar a bola para acabar com a tarde do Galo.

No 4 a 2 terminou o confronto quente entre Cruzeiro e Atlético. Melhor para a Raposa, que poderá aproveitar com mais calma o domingo do Uruguaio, quem sabe com um passeio até a praiana Punta Del Leste. Mas o Galo não desiste nunca e terá de tomar um bom banho gelado para já trabalhar pensando na próxima quarta-feira.

ATLÉTICO 2 X 4 CRUZEIRO

Cruzeiro
Fábio; Jonathan (Jancarlos), Leo Fortunato, Thiago Heleno (Leonardo Silva) e Fernandinho; Henrique, Ramires, Marquinhos Paraná e Wagner (Camilo); Thiago Ribeiro (Soares) e Wellington Paulista (Alessandro)
Técnico:Adilson Batista

Atlético-MG
Juninho; Marcos (Tchô), Leandro Almeida e Welton Felipe; Carlos Alberto, Renan (Sheslon), Rafael Miranda (Márcio Araújo), Júnior (Lopes) e Thiago Feltri (Raphael Aguiar); Éder Luís e Diego Tardelli
Técnico: Emerson Leão

Data: 17/1/2009
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai)
Árbitro: Jorge Larrionda (URU)
Auxiliares: Walter Rial e Marcelo Gadea (URU)
Cartões amarelos: Sheslon, Carlos Alberto (Atlético); Fernandinho (Cruzeiro)
Gols: Renan (contra), aos 17min, Diego Tardelli, aos 37min, Fernandinho, aos 39min, Ramires, aos 46min do primeiro tempo; Diego Tardelli, aos 23min, Soares, aos 44min do segundo tempo

janeiro 17, 2009 Posted by | Atlético-MG, Cruzeiro | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Garotada do Flu entra no segundo tempo e dá a vitória contra o Coritiba

ricolor começa bem a temporada 2009 e derrota o Coxa em amistoso pelo centenário do clube

Ampliar Foto Agência/Photocâmera Agência/Photocâmera

Leandro Amaral só jogou o primeiro tempo

Com um gol do jovem Tartá, o Fluminense derrotou o Coritiba por 1 a 0 em amistoso realizado na tarde deste sábado, no estádio Couto Pereira, na capital paranaense. A partida foi válida pelas comemorações do centenário do Coxa, e a diretoria do clube preparou uma grande festa para a torcida.

Antes de a partida começar, o elenco do Coritiba foi apresentado e os jogadores entraram um a um no gramado com o nome sendo chamado pelo sistema de som. Depois disso, o atacante Keirrison, grande ídolo da torcida e que foi negociado com o Palmeiras nesta temporada, deu o pontapé inicial do amistoso. Coincidência, ou não, durante a apresentação do elenco do Coxa para 2009, ninguém estava com a camisa 9, número usado por Keirrison.

Quando a bola rolou, o que se viu dentro de campo foi muita vontade por parte das duas equipes, mas a falta de entrosamento era flagrante. Pelo Fluminense, os destaques do primeiro tempo foram o zagueiro Edcarlos, que mostrou muita segurança ai substituir Thiago Silva, o volante Jailton, que foi incansável no meio-de-campo desarmando os adversários e tocando a bola com qualidade na saída para o ataque, e o atacante Leandro Amaral, que se movimentou bem e arriscou bons chutes de longa distância.

No Coxa, destaques para Carlinhos Paraíba, Rodrigo Mancha e Pedro Ken, este último voltando a disputar uma partida depois de nove meses por causa de uma lesão no joelho direito.

A melhor chance do primeiro tempo foi do Fluminense. Aos 36 minutos, Roger fez boa tabela com Leandro Domingues. O atacante ajeitou para o meia, que escolheu o canto e chutou rasteiro, mas a bola passou perto da trave esquerda do goleiro Vanderlei.

Como já estava programado, o Fluminense voltou com oito alterações para o segundo tempo. Apenas o goleiro Fernando Henrique, o zagueiro Edcarlos e o lateral esquerdo Leandro permaneceram em campo.

O segundo tempo foi praticamente todo do Fluminense. As substituições deixaram o time de René Simões mais leve e a garotada deu trabalho para o setor defensivo do Coritiba. Os atacante Alan e Tartá, além do meia Marquinho, trocavam passes rápidos e envolventes. Até que aos 37 minutos não teve jeito.

Alan recebeu a bola no meio-de-campo e tocou no meio da defesa para encontrar Tartá. Ele teve a calma para ajeitar o corpo e chutar no canto esquerdo do goleiro Édson Bastos. Depois do gol, os poucos, mas barulhentos, torcedores tricolores cantaram ‘parabéns pra você’ fazendo alusão ao centenário do adversário.

Ficha técnica:

CORITIBA 0 x 1 FLUMINENSE
Vanderlei (Edson Bastos), Cleiton (Renatinho), Felipe (Lucas) e Rodrigo Mancha (Dirceu)Pedro Ken (Dinelson), Rodrigo Pontes (Leandro Donizete), Carlinhos Paraíba (Douglas Silva), Vicente (Guaru) e Márcio Gabriel (Rodrigo Hefner); Marlos (Adriano) e Marcos Aurélio (Ariel). Fernando Henrique (Ricardo Berna), Wellington Monteiro (Mariano), Luiz Alberto (Cássio), Edcarlos (Sandro) e Leandro (João Paulo); Jailton (Fabinho), Diguinho (Fernando), Leandro Domingues (Leandro Bomfim) e Conca (Marquinho); Leandro Amaral (Alan) e Roger (Tartá).
Técnico: Ivo Wortmann Técnico: René Simões
Gols: Tartá aos 37 minutos do segundo tempo.
Estádio: Couto Pereira. Data: 17/01/2009. Árbitro: José Ricardo Bigaski Stolle.

Auxiliares: Aparecido Donizete Santana e José Amilton Pontarolo

Público pagante: 6.111 Público presente: 7.920 Renda: R$ 63.620,00

janeiro 17, 2009 Posted by | Coritiba, Fluminense | , , , , , | Deixe um comentário

Coritiba e Fluminense apresentam seus elencos em amistoso no Couto

Partida deste sábado é em homenagem ao centenário do clube paranaense

Ampliar Foto Divulgação/Site Oficial do Coritiba Divulgação/Site Oficial do Coritiba

Ivo Wortmann comanda o Coritiba

Os times do Coritiba e do Fluminense se enfrentam neste sábado, às 16h20m, no estádio Couto Pereira, na primeira partida oficial das duas equipes em 2009. Os clubes apresentam seus elencos para a temporada e dam início às comemorações do centenário do Coxa. Os dois técnicos, Ivo Wortmann e René Simões têm trabalhado junto com seus jogadores há alguns dias em busca de um melhor preparo físico e mais entrosamento em campo.

Keirrison dá “até logo”
Negociado com o Palmeiras nesta sexta-feira, o ex-atacante do Coxa Keirrison não estará em campo para jogar, mas sim para dar um último adeus à torcida que o acolheu em pouco tempo, a base de muitos gols e diversas atuações inesquecíveis. O K-9 quer tratar a despedida como um “até logo”, porém os 11 jogadores que entrarem em campo diante do Tricolor carioca pensam apenas em vencer a iniciar com o pé direito o ano em que o Coxa faz 100 anos de vida.

Para o amistoso, Ivo Wortmann não poderá contar com o zagueiro Pereira e com o meia João Henrique. Ambos estão machucados e, assim como Keirrison, irão apenas assistir à partida. Das arquibancadas, o torcedor verá várias caras novas, como o lateral-direito Márcio Gabriel, o lateral-esquerdo Vicente e o atacante Marcos Aurélio, e também poderá matar as saudades do futebol aplicado do meia Pedro Ken, que retorna após um longo período de recuperação, por conta de uma grave lesão no joelho.

Neste primeiro teste, a tendência é que a vaga de Keirrison seja ocupada por Marlos, deixando a briga entre os atacantes Hugo e Ariel Nahuelpan pela vaga de titular neste ano para o decorrer da partida. A venda de ingressos foi considerada muito boa durante toda a semana, e assim como em 2008, o Couto Pereira estará colorido de verde e branco neste ensaio inicial.

Ampliar Foto Agência/Photocâmera Agência/Photocâmera

Luiz Alberto quer a vitória em Curitiba

Flu em busca de mais confiança
Um dos líderes do time tricolor dentro e fora de campo, o zagueiro Luiz Alberto não acredita que os seus companheiros entrarão em campo pensando em estragar a festa do adversário.

– Não tem essa história de querer colocar água no chope do Coritiba só porque eles estarão comemorando o centenário deles. Vamos entrar em campo em busca da vitória para começar o Campeonato Carioca com a confiança lá em cima. Se contra o Coritiba vai ser amistoso, no próximo domingo valerá três pontos – afirmou o capitão tricolor.

O técnico René Simões vai aproveitar o amistoso deste sábado para fazer os últimos ajustes no time antes da estréia no Campeonato Carioca, contra o Cabofriense, no próximo domingo, em Cabo Frio.

– Quero dar o máximo de conjunto para o time que eu escolhi para começar o amistoso e, muito provavelmente, o Carioca. Vamos ver quanto tempo eles vão conseguir ficar em campo. Pelo menos 45 minutos eles jogarão juntos – disse o treinador.

*Com informações da Gazeta do Povo

CORITIBA FLUMINENSE
Vanderlei; Márcio Gabriel, Cleiton, Felipe e Douglas Silva (Guaru); Rodrigo Mancha, Rodrigo Pontes (Leandro Donizete), Pedro Ken e Carlinhos Paraíba; Marlos e Marcos Aurélio Fernando Henrique, Wellington Monteiro, Luiz Alberto, Edcarlos e Leandro; Jailton, Diguinho, Leandro Domingues e Conca; Leandro Amaral e Roger
Técnico: Ivo Wortmann Técnico: René Simões.
Estádio: Couto Pereira. Data: 17/01/2009. Árbitro: José Ricardo Bigaski Stolle. Auxiliares: Aparecido Donizete Santana e José Amilton Pontarolo
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 16h (de Brasília).

janeiro 17, 2009 Posted by | Coritiba, Fluminense | , , | Deixe um comentário

Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentam num clássico histórico no Uruguai

Equipes jogam por uma vaga na final do Torneio Verão de 2009

Ampliar Foto Montagem/Montagem Montagem/Montagem

Diego Tardelli e Wellington Paulista: atacante são as novidades no clássico deste sábado

O maior clássico de Minas Gerais promete ter mais um emocionante capítulo na tarde do próximo sábado, às 16h20m. Porém, essa partida será histórica. Pela primeira vez, Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentarão fora do território nacional. Os dois participam do Torneio Verão, no Uruguai, e a decisão, por uma vaga na final, será feita no Estádio Centenário, palco da final da Copa do Mundo de 1930. Peñarol e Nacional jogam, às 19h, no mesmo lugar pela outra vaga.

O jogo só foi disputado fora de Belo Horizonte quatro vezes. Brasília recebeu a partida em 1960, enquanto Ipatinga, no Vale do Aço, foi palco do clássico em 1996, 2001 e 2005.

A Rede Globo Minas transmite a partida para o Estado de Minas Gerais. O Canal SporTV 2 passa para todo o Brasil.

O jogo abre a temporada 2009 para as duas equipes mineiras e está sendo encarado como um fator extremamente importante para os eternos rivais.

Galo renovado para 2009

O Atlético-MG vem de um ano decepcionante principalmente por não ter conquistado nada na temporada que comemorava o centenário do clube. A diretoria trouxe de volta o técnico Emerson Leão e ainda alguns jogadores que chegaram para ocupar as vagas de titulares: Diego Tardelli, Renan e o lateral Júnior, que vai jogar como apoiador. O primeiro é a maior esperança de gols do time na partida. Tardelli, saiu desapontado do Flamengo e quer mostrar que ainda pode render em um grande clube do Brasil.

A zaga permanece com o experiente Marcos que terá ao seu lado o jovem Leandro Almeida e Welton. No último treino antes do jogo, os reservas foram melhores saíram na frente (gol de Lopes), mas os titulares empataram com Junior.

Raposa se mostra mais forte em 2009

O Cruzeiro começa a temporada com um grupo mais forte do que o ano passado. A Raposa conseguiu segurar seus principais jogadores e ainda contratou alguns que se destacaram em 2008. Esse é o caso do atacante Wellington Paulista, que veio do Botafogo.

Além dele, Sorín também reforçará o time esse ano. O argentino está em Montevideo, mas não participará da primeira partida no Torneio verão. Ele ainda se recupera de uma lesão no joelho e deve ter condições para o jogo de quarta-feira.

Edilson Batista não mudou muito o esquema da equipe que conquistou o Campeonato Mineiro do ano passado e uma vaga na Libertadores da América. Fábio, Ramires e Wagner continuam sendo a espinha-dorsal do time. Guilherme também tem vaga cativa nesse grupo, mas ficou em Belo Horizonte em tratamento.

ATLÉTICO CRUZEIRO
Juninho; Marcos, Leandro Almeida e Welton; Carlos Alberto, Rafael Miranda, Renan, Thiago Feltri e Júnior; Diego Tardelli e Éder Luís. Fábio; Jonathan, Leo Fortunato, Thiago Heleno e Fernandinho; Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner; Wellington Paulista e Thiago Ribeiro.
Técnico: Emerson Leão. Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Centenário, Uruguai. Data: 17/01/2008. Árbitro: Jorge Larrionda (Fifa-URU). Auxiliares: Walter Rial (Fifa-URU) e Marcelo Gadea (Fifa-URU).
Transmissão: A Rede Globo Minas transmite ao vivo para o Estado de Minas, e o SporTV 2 para todo o Brasil.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 16h20m (de Brasília).

janeiro 17, 2009 Posted by | Atlético-MG, Cruzeiro | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário