Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

São Paulo tem desafio duplo no Morumbi

Além de encarar o Figueirense, tricolor tenta evitar que empolgação da torcida contagie elenco

Quando entrar no Morumbi neste domingo às 17 horas (de Brasília), o São Paulo terá um adversário talvez mais perigoso que o próprio Figueirense. É a empolgação da massa tricolor, que vai mais uma vez lotar o estádio para ajudar o Sampa a ficar a apenas três vitórias do hexacampeonato.

Até o momento, mais de 50 mil torcedores já adquiriram ingressos e a expectativa é que o Tricolor quebre seu recorde de público no Brasileiro (54 mil presentes, no duelo contra o Inter). São esperados entre 55 e 60 mil são-paulinos no Morumbi.

Apesar da confiança da torcida, que está esperando goleada e show no duelo, os jogadores se preparam para uma partida dura e lembram que o Figueira já conseguiu empates contra Palmeiras e Grêmio fora de casa. Na vice-lanterna da competição, com 35 pontos, os catarinenses devem apostar na fórmula “retranca+contra-ataque” para neutralizar as ações do líder.

Foi justamente contra times que vêm fechados na defesa que o Sampa mais sofreu para conseguir suas vitórias em casa. Alerta contra o ‘oba-oba’, o técnico Muricy Ramalho sabe das dificuldades que o time enfrentará e já pediu paciência à torcida e aos jogadores.

O grande retorno será o meia Hugo, que cumpriu suspensão contra a Portuguesa. Borges, autor dos três gols são-paulinos no clássico do último domingo, está confirmado no ataque. A baixa fica por conta do zagueiro André Dias, que cumpre suspensão. O coringa Zé Luis seria o possível substituto, mas no treino da última quinta-feira, o volante levou uma pancada no joelho direito e não treinou na sexta. Se não tiver condições, o zagueiro Anderson entra em campo no lugar de André Dias. Jancarlos ainda pode aparecer se o Sampa resolver atuar no 4-4-2.

Penúltimo colocado no Brasileiro, o Figueirense não poderia encontrar adversário pior na luta para escapar da degola. E para piorar, o técnico Mário Sérgio precisará fazer algumas mudanças importantes na equipe. O time precisará também quebrar o tabu de nunca ter vencido o São Paulo no Morumbi.

Como Alex Bruno está impedido de jogar por pertencer ao São Paulo e Bruno Perone está suspenso, o treinador deverá improvisar o volante Gomes na zaga e escalar Rafael Lima para completar o setor. Já o meia Marquinho, suspenso, deve ser substituído por Ramón.

A novidade fica por conta do volante Roger, contratado ao Guarani em agosto, que ainda não havia tido uma oportunidade entre os titulares. Na frente, mudança total: saem Tadeu e Bruno Santos e entram Lima e Rafael Coelho. Apesar de estar numa situação bem diferente em relação ao São Paulo, o meia Cleiton Xavier promete que o time irá atacar e não ficará na retranca.

– Respeitamos o São Paulo, mas precisamos atacar para vencer. Temos uma motivação a mais por se tratar do líder, e sabemos da repercussão que terá se vencermos. O Brasil todo estará de olho nesta partida – avisou Cleiton Xavier.
FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X FIGUEIRENSE

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 16/11/2005 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Altemir Hausman (Fifa-RS) e José Javel Silveira (RS)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Anderson (Zé Luis), Rodrigo e Miranda; Joilson, Jean, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Borges e Dagoberto Técnico: Muricy Ramalho.

FIGUEIRENSE: Wilson, Gomes, Asprilla, Rafael Lima; Diogo, Magal, Roger, Cleiton Xavier e Marquinho; Lima e Rafael Coelho. Técnico Mário Sérgio.

novembro 15, 2008 Posted by | Figueirense, São Paulo | , , , , , | 1 Comentário

De olho na liderança, Grêmio recebe Coritiba

Estádio Olímpico deve receber casa cheia novamente neste domingo

Vice-líder com 63 pontos, o Grêmio caminha no fio da navalha, como o líder São Paulo, que tem dois pontos a mais. Nenhum dos dois pode tropeçar. Se o Tricolor paulista quer lotar o Morumbi contra o Figueirense, são esperados mais de 45 mil gremistas no Olímpico para incentivar o time contra o Coritiba.

– Precisamos deles para atear fogo no jogo, pois pretendemos dar sufoco até a vitória estar garantida – frisou Tcheco, o capitão do time.

Nos treinos fechados, foi isso mesmo o que o técnico Celso Roth ensaiou: uma forte marcação por pressão, como aquela que o time utilizou com tanto sucesso no primeiro turno.

A vitória sobre o Palmeiras – a primeira fora de casa em meio ao decepcionante desempenho no segundo turno – deixou de novo o título ao alcance das mãos. O desempenho agradou imensamente a Roth. A ponto de ele manter a equipe daquela partida.

A única mudança será o retorno do melhor zagueiro do elenco, o líbero Réver, que cumpriu suspensão. Sai Jean, que ficaria no time, no lugar de Amaral, se não tivesse sido expulso.

Na verdade, a única posição em que o técnico tinha dúvida era a ala-direita. Ali, ele utilizava o titular Paulo Sérgio ou o reserva Felipe Mattioni. Só escalou Souza ali contra o Verdão por impedimento dos outros dois. Mas a bela atuação do ex-são-paulino no Palestra Itália levou Roth a mudar de idéia.

Na zaga, o volante Amaral continuará improvisado como stopper pela direita e, o júnior Héverton, 20 anos, será mantido como stopper da esquerda. Isso porque Léo não se recuperou de contusão no tornozelo direito, Thiego sofreu lesão muscular nesta semana e Pereira, embora recuperado de distensão, carece de melhor preparo físico.

O trio central de meio-campo é o do Grêmio dos melhores momentos: Rafael Carioca, William Magrão e Tcheco. Os dois volantes imprimem o ritmo forte, desarmando e saindo para o apoio, e o capitão se encarrega de distribuir o jogo.

Reinaldo e Marcel comporão a dupla de ataque – a 11ª formação utilizada por Roth no setor neste Brasileiro.

– Mudaram os jogadores mas a formatação tática foi mantida. Não saímos do 3-5-2. E essa coerência tem nos ajudado – afirmou o técnico.

Depois de um ciclo considerado vitorioso, com o titulo paranaense e a boa campanha no Brasileirão, no ano seguinte após voltar da Série B, o coritiba já começa a fazer a contagem regressiva para o fim do Campeonato e também para a saída de Dorival Júnior, que anunciou na última quinta-feira que não irá renovar com o clube.

Porém, o treinador ressaltou que, mesmo com sua saída já definida, o seu objetivo é recuperar o Coxa, que nas duas últimas rodadas somou apenas um ponto. Mesmo enfrentando o vice-líder, que ainda sonha com o título, o técnico coxa-branca disse que a equipe não irá se intimidar longe de casa.

– Vamos encarar uma equipe que briga diretamente pelo titulo e vamos enfrentar uma pressão muit grande no Olimpico, mas nada disso nos intimida. o Coririba já fez grandes partidas no Brasileiro e irá buscar a recuperação nessa partida. Apesar da minha saída, vamos buscar colocar o Coritiba na melhor posição possível – declarou o treinador.

Em relação ao time que empatou em 0 a 0 com o Náutico, Dorival irá fazer duas alterações. No meio campo, o armador João Henrique perdeu espaço para o volante Leandro Donizete. Dessa forma, a equipe irá jogar de uma forma mais defensiva. Já no ataque, apesar de Keirrison não marcar gols a seis rodadas, Ariel é quem deixará o time titular, dando lugar a Hugo.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO X CORITIBA

Local: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data e hora: 15 de novembro de 2008, às 19h10 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Hilton Moutinho Rodrigues (RJ)

GRÊMIO: Victor; Amaral, Réver e Héverton; Souza, Rafael Carioca, William Magrão, Tcheco e Hélder; Reinaldo e Marcel. Técnico: Celso Roth.

CORITIBA: Vanderlei; Maurício, Rodrigo Mancha e Felipe; Marcos Tamandaré, Alê, Leandro Donizete, Marlos e Ricardinho; Keirrison e Hugo. Técnico: Dorival Júnior.

novembro 15, 2008 Posted by | Coritiba, Grêmio | , , , , , | Deixe um comentário

Fla e Palmeiras fazem o jogo do ano no Maracanã

As duas equipes ainda sonham com o título e disputam diretamente uma vaga na Libertadores do ano que vem

Flamengo e Palmeiras se enfrentam neste domingo, no Maracanã, às 17h, no jogo que pode ser considerado o mais importante das duas equipes neste Campeonato Brasileiro. Separados por apenas um ponto na classificação (60 do Rubro-Negro contra 61 do Alviverde), os clubes não pensam em outro resultado sem ser a vitória já que ambos ainda sonham com o título e com uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem.

Flamengo e Palmeiras não podem mesmo é dar chance ao azar. Pelo lado rubro-negro, apesar da vitória no último domingo sobre o Botafogo (1 a 0), a equipe não tem feito boas atuações. Por isso, a torcida anda desconfiada com o time. Já no Alviverde, após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, no Palestra Itália, a equipe despencou para a quarta colocação na tabela do Brasileiro e precisa correr contra o tempo para manter vivo o sonho do pentacampeonato.

O técnico do Flamengo Caio Júnior tem problemas para esta partida. O lateral-esquerdo Juan ainda se recupera de uma pancada na face posterior da perna direita e é dúvida para o clássico. O jogador chegou a treinar nesta semana mas sua escalação ainda não foi garantida pelos médicos do clube. Com isso, Luizinho deve ser o provável titular. Jaílton foi outro jogador que deu susto na comissão técnica mas não deve ser problema para o treinador.

A mudança da equipe fica no ataque. Obina volta de suspensão e foi confirmado no setor ofensivo ao lado de Marcelinho Paraíba. Com isso, Maxi volta para o banco de reservas. No meio-de-campo, Sambueza, titular na última partida, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. O volante Kleberson foi escolhido para o seu lugar.

No Palmeiras, o técnico Vanderlei Luxemburgo montou um time diferente do apresentado contra o Grêmio, domingo passado. Mais defensivo, o time voltará a atuar no 3-5-2 graças ao retorno de Roque Junior, recuperado de uma lesão na coxa esquerda. Diego Souza e Kléber, liberados, também estarão à disposição de Luxa para a “decisão”.

A surpresa fica por conta da ala direita do Verdão. Descontente com o futebol apresentado por Elder Granja, o técnico sacou o titular e improvisou Fabinho Capixaba no coletivo de quinta-feira. Já no sábado, foi a vez de Sandro Silva, que cumpria suspensão automática contra o tricolor gaúcho, entrar na lateral direita.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO X PALMEIRAS

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 16/11/2008 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva(Fifa-RS)
Auxiliares: Milton Otaviano dos Santos (Fifa-RS) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)

FLAMENGO: Bruno, Jaílton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Aírton, Ibson, Kleberson e Luizinho (Juan); Marcelinho Paraíba e Obina. Técnico: Caio Júnior.

PALMEIRAS: Marcos; Gustavo, Roque Júnior e Martinez; Elder Granja (SAndro Silva), Pierre, Jumar, Diego Souza e Leandro; Kléber e Alex Mineiro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

novembro 15, 2008 Posted by | Flamengo, Palmeiras | , , , , | 1 Comentário

Santos recebe o Inter, em decisão na Vila

Uma vitória contra o Colorado, deixa o Peixe mais longe do U4 e tranquilo no restante do Campeonato Brasileiro de 2008

O meio campista Molina fala em todas entrevistas coletivas que cada jogo no Santos para ele é uma decisão. Neste domingo, às 19h20, contra o Internacional, na Vila Belmiro, o time alvinegro pode ter sua última final no Campeonato Brasileiro. Isto porque uma vitória deixaria o Santos com pouquíssimas chances de voltar ao U4 (zona do rebaixamento) do Brasileirão.

Para receber os reservas do Inter, o técnico Márcio Fernandes, que não vê sua equipe vencer a três partidas, terá três desfalques certos e uma dúvida. Fábio Costa e Rodrigo Souto não jogam por estarem suspensos. Fabiano Eller, titular da zaga, está lesionado e só volta a treinar com bola no fim do mês de novembro.

O último desfalque pode ser o zagueiro Domingos. Nesta quinta-feira, no jogo-treino contra os juniores, Domingos deu um carrinho no adversário e acabou levando a pior. Se não puder jogar, Fabão será seu substituto, fazendo dupla de zaga com Adaílton.

No lugar de Fábio Costa entra o goleiro Douglas, que vinha bem quando o atual titular estava lesionado. Já para a posição de Rodrigo Souto, Márcio Fernandes, que fez mistério durante a semana, deve escolher Pará, ao invés de Michael, que não vem sendo aproveitado.

Envolvido com a Copa Sul-Americana, o Internacional utilizará um time quase que totalmente reserva na Vila Belmiro. Como já fez na rodada passada, quando goleou o Ipatinga por 4 a 0 no Beira-Rio, o Colorado deverá ter apenas o goleiro Lauro de titular.

Dessa vez, a preservação da equipe principal é mais do que justificável. O retorno do México – onde ela venceu o Chivas, quarta-feira, pela semifinal da competição – aconteceu apenas no final da tarde da sexta-feira. Além do desgaste, há o temor de perder titulares para o jogo da volta contra o Chivas, quarta-feira. E, afinal, faltando quatro rodadas para o encerramento do Brasileiro, o Inter não aspira a mais nada. Sexto colocado, com 51 pontos, dista dez pontos do G-4.

O técnico Tite recorre a atletas calejados para formar a defesa, inclusive ao colombiano Orozco, “ressuscitado” já contra o Ipatinga, e que mereceu fartos elogios do chefe. Mas a partida servirá, principalmente, para dar experiência a jovens em cujo futuro ele aposta. São os casos de Taison, Guto, o atacante reserva Walter e, sobretudo, o volante Sandro, considerado a versão melhorada de Edinho, a quem sucederá a partir de janeiro.

Sem contar Lauro, vários dos escalados para este domingo já foram titulares do Internacional. A começar pela linha de quatro defensiva – Ângelo, Orozco, Danny Morais e Gustavo Nery. No meio-campo, Taison é uma espécie de reserva de luxo. Assim como o ex-corintiano Rosinei. E, na frente, se ainda não recuperou a melhor forma, o repatriado Daniel Carvalho pode produzir alguns lances de brilho.

Além disso, o banco terá dois reservas de peso: o goleiro Clemer e o ateral-direito Bustos, da seleção colombiana.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X INTERNACIONAL

DATAL: 16/11/08 – 19h10 (de Brasília)
ESTÁDIO: Vila Belmiro, Santos (SP)
ÁRBITRO: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
ASSISTENTES: José Amilton Pontarolo (PR) e José Carlos Dias Passos (PR)

SANTOS: Douglas, Wendel, Adailton (Domingos), Fabao, Kleber, Roberto Brum, Bida e Pará; Cuevas e Kleber Pereira.

INTERNACIONAL: Lauro; Ângelo, Orozco, Danny Morais e Gustavo Nery; Maycon, Sandro, Taison e Rosinei; Guto e Daniel Carvalho. Técnico: Tite.

novembro 15, 2008 Posted by | Internacional, Santos | , , , , , , | 2 Comentários

Goiás x Botafogo: duelo pela Sul-Americana

Sem grandes pretensões no Brasileiro, times se enfrentam em Itumbiara

Dois times que tiveram belas arrancadas no Brasileiro, Goiás e Botafogo perderam o embalo. Hoje, sem chances de Libertadores nem de rebaixamento, esperam apenas se garantir na Sul-Americana-2009. Este é o pensamento que norteia as equipes no duelo deste domingo, às 17h, em Itumbiara.

Do lado do Botafogo, a tentativa é de encontrar motivação, mesmo com salários atrasados e perda de objetivos na temporada. Quem tem motivos para se empenhar é Renato Silva, que completará sua centésima partida pelo clube.

– A maior importância são os cem jogos e não onde vai ser. Se pudesse escolher, sem dúvidas seria no Engenhão, com a nossa torcida. Mesmo assim, até que vai ser legal jogar em Goiás e contra o Hélio dos Anjos, os dois que me revelaram – disse o zagueiro.

O time terá como desfalques Castillo, Alessandro, Thiaguinho e Wellington Paulista, além de Carlos Alberto, que se desligou do clube e entrou na Justiça. Sem laterais, Túlio jogará na direita.

O Goiás tentará aproveitar a fragilidade do Botafogo para, com a vitória, garantir uma vaga na Sul-Americana de 2009. Para a partida desse domingo, o técnico Hélio dos Anjos terá o retorno de três titulares: o lateral-direito Vítor, que cumpriu suspensão na rodada passada, além de Júlio César e Romerito, já recuperados de contusões.

O volante Fernando, irmão de Carlos Alberto, jogador que deixou o Botafogo esta semana, voltaria ao time titular, mas pode nem ser relacionado por não estar totalmente recuperado de lesão.

O jogo acontecerá em Itumbiara, pois o Goiás perdeu mando de campo pela invasão de um torcedor no Serra Dourada na derrota para o Vasco, dia 22 de outubro. Jogando no Estádio Juscelino Kubitschek, o Esmeraldino fará a estréia do seu terceiro uniforme.
FICHA TÉCNICA:
GOIÁS X BOTAFOGO

Estádio: Juscelino Kubitschek, Itumbiara (GO)
Data – Hora: 16/11/2008 – 17h
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (Fifa/SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Evandro Luis Silveira (SP)

GOIÁS: Harlei, Henrique, Ernando e Rafael Marques; Vítor, Fahel, Ramalho, Romerito, Paulo Baier e Júlio César (Thiago Feltri); Iarley. Técnico: Hélio dos Anjos.

BOTAFOGO: Renan, Túlio, Renato Silva, Andre Luis e Triguinho; Leandro Guerreiro, Diguinho, Lucas Silva e Lucio Flavio; Jorge Henrique e Fábio. Técnico: Ney Franco.

novembro 15, 2008 Posted by | Botafogo, Goiás | , , , | 3 Comentários

Atlético-PR x Vitória: bola aérea pode decidir

Equipes se enfrentam com objetivos opostos, neste domingo, na Arena

Pela primeira vez desde que assumiu o comando do Atlético-PR, o técnico Geninho poderá repetir a escalação. E isso acontecerá contra o Vitória, neste domingo, às 19h20 (de Brasília), na Arena da Baixada, quando o treinador usará o mesmo time que venceu o Figueirense na rodada passada.

Sabendo que o confronto contra o clube baiano será fundamental para a sequência do Furacão no campeonato, Geninho quer o time focado durante os 90 minutos para que, nas próximas três rodadas, precise apenas de mais três pontos para garantir a permanência na Série A. Mesmo com o Vitória sem brigar por nada, ele não espera facilidades.

– Claro que todas as partidas são importantes, mas essa será decisiva para nosso futuro no campeonato e para não entrarmos em desespero. Os três pontos farão com que precisemos de apenas três pontos em três jogos. Isso tira um pouco a pressão e facilita o trabalho. Mas não será uma partida fácil – afirmou.

Um dos principais nomes da recuperação rubro-negra é o atacante Rafael Moura, que nos últimos três jogos marcou três gols. Fundamental nas jogadas de bola parada, que vem sendo a grande arma do Atlético, o jogador destacou o forte treinamento e também elogiou o armador Netinho.

– Estamos conseguindo jogadas de bolas paradas porque treinamos muito. Ficamos 30 minutos sempre treinando e temos que destacar a qualidade do Netinho. Na temporada, ele já tem 16 assistências e vem sendo decisivo nas jogadas. Fico feliz em ajudar, mas tenho que dividir isso com todo o grupo – disse.

Com seis desfalques e algumas dúvidas, o técnico Vágner Mancini quebrou a cabeça para definir a equipe que enfrenta o Furacão. Os suspensos são o goleiro Viáfara, os zagueiros Leonardo Silva e Anderson Martins, o lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro e os meio-campistas Vanderson e Marquinhos.

Cinco substitutos já estão relativamente confirmados para a partida. No gol, Gléguer deve entrar no lugar de Viáfara; na lateral, Daniel substitui Marcelo Cordeiro; Wallace entra no meio-de-campo no lugar de Vanderson e, na frente, Robert na vaga de Marquinhos.

Já a dupla de zaga, que substituirá Leonardo Silva e Anderson Martins, ainda é dúvida. Para a vaga de Leonardo, Mancini deverá convocar o experiente Marcelo Batatais. Já o substituto de Anderson ainda é incerto. Thiago Gomes, o preferido para a posição, andou se queixando de dores musculares na coxa direita durante a semana e, inclusive, foi poupado de alguns treinos. No sábado, ele saberá se poderá jogar ou não. Caso ele seja barrado pelo departamento médico, o jovem Victor Ramos assumirá a posição.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X VITÓRIA

Estádio: Kyocera Arena, Curitiba (PR)
Data/hora: 16/11/2008 – 19h10 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Marcio Eustáquio S. Santiago (MG) e Flávio Gilberto Kanitz (GO)

ATLÉTICO-PR: Galatto, Antônio Carlos, Chico e Rhodolfo; Zé Antônio, Valencia, Alan Bahia, Ferreira e Netinho; Rafael Moura e Júlio César. Técnico: Geninho.

VITÓRIA: Gléguer, Marco Aurélio, Marcelo Batatais, Thiago Gomes (Victor Ramos) e Daniel; Wallace, Renan, Jackson e Leandro Domingues; Guilherme e Robert. Técnico: Vágner Mancini.

novembro 15, 2008 Posted by | Atlético-PR, Vitória | , , , | Deixe um comentário

Flu reage e bate a Lusa de virada no Maracanã

Técnico René Simões faz brilhantes substituições e garante a vitória do Tricolor carioca no segundo tempo da partida.

O Fluminense recebeu a Portuguesa na noite deste sábado, no Maracanã, em uma partida decisiva para as duas equipes. O Tricolor carioca mostrou poder de reação e após levar um gol no primeiro tempo, bateu a Lusa por 3 a 1, em uma vitória importantíssima na caminhada para se manter na elite do futebol nacional.

O Fluminense começou dominando o jogo. Mostrando muita garra e habilidade, o argentino Conca foi caçado pelo time da Portuguesa já no início: com seis minutos do primeiro tempo, a Lusa já havia feito seis faltas e contava com dois cartões amarelos.

Aos poucos a Portuguesa tentou se encontrar dentro de campo e não demorou muito para conseguir. Aos 23 minutos, em jogada individual, Edno entrou em velocidade e invadiu a área. Ainda teve tempo de cortar para a esquerda e tocar com categoria para abrir o placar com um golaço no Maracanã.

O gol da Lusa preocupou o técnico René Simões e fez com que ele pedisse para o time adiantar a marcação. A orientação surtiu efeito e o Fluminense voltou a criar boas chances de gol. Mas as oportunidades não viraram realidade e a Portuguesa levou a vantagem para os vestiários.

O Fluminense acordou para o segundo tempo. Com duas alterações – Tartá no lugar de Eduardo Ratinho e Maicon no lugar de Everton Santos – a reação tricolor veio aos seis minutos. Justificando bem a mexida que René Simões fez no time, Maicon se livrou da marcação na direita e cruzou para Washington, que só precisou tocar para o fundo da rede e deixar tudo igual no Maracanã.

Pelo desânimo com o gol do empate ou intimidada diante da torcida que começou a empurrar o Fluminense, o fato é que a Portuguesa não conseguia mais criar boas jogadas. O Tricolor por sua vez, aproveitava o recuo da Lusa e fazia pressão. Para estragar de vez a festa do time paulista que começou na frente, o zagueiro Halisson recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Daí para a frente a festa passou a ser mesmo dos torcedores do Fluminense. Aos 28 minutos, novamente comprovando a inteligência de René Simões, veio o gol da virada tricolor. Após um chute de Maicon, o goleiro Gottardi espalmou e deixou o garoto Tartá livre para balançar a rede da Lusa.

Para coroar a vitória do Tricolor carioca – mérito do técnico René Simões – Romeu fez o terceiro. Com este resultado, o Fluminense comemora o salto para a 13ª posição somando 40 pontos. Já a Portuguesa amarga mais uma derrota e permanece em situação complicada na zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 3 X 1 PORTUGUESA

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 15/11/2008 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Antônio Hora Filho/SE(ESPECIAL)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Ailton Frias da Silva (SE)

Renda/público: não divulgado.

Cartões amarelos: Rai, Aderaldo, Halisson (POR)
Cartões vermelhos: Halisson, 26’/2ºT (POR)

GOLS: Edno, 23’/1ºT (0-1); Washington, 6’/2ºT (1-1); Tartá, 28’/2ºT (2-1); Romeu, 39’/2ºT (3-1)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Eduardo Ratinho (Tartá, intervalo), Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar; Wellington Monteiro, Fabinho, Arouca (Romeu, 37’/2ºT) e Conca; Everton Santos (Maicon, intervalo) e Washington. Técnico: René Simões.

PORTUGUESA: Gottardi, Patrício, Halisson, Aderaldo e Athirson (Wilton Goiano, 29’/2ºT); Rai (Vaguinho, 36’/2ºT), Erick, Preto e Fellype Gabriel (Dias, 15’/2ºT); Jonas e Edno. Técnico: Estevam Soares.

novembro 15, 2008 Posted by | Fluminense, Portuguesa | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro é goleado pelo Náutico em Recife

Timbu faz 5 a 2 na Raposa e ainda segue vivo na luta contra o rebaixamento.

Em jogo movimentado, no estádio dos Aflitos, o Náutico goleou o Cruzeiro por 5 a 2, na tarde deste sábado, que praticamente diz adeus ao título de Campeão Brasileiro 2008.

A Raposa entrou com uma novidade no ataque: Camilo ganhou a vaga de Thiago Ribeiro, que começou a partida no banco de reservas.

Logo no início da partida o Náutico partiu para cima da equipe celeste. Em uma falha na saída de bola cruzeirense, Gilmar recebeu o lançamento livre e chutou com força no canto do gol de Fábio.

A Raposa não desanimou e empatou com Wagner, após belo lançamento de Henrique. O Cruzeiro pouco curtiu o empate. Gilmar foi derrubado na área por Henrique e o juiz Sérgio da Silva Carvalho marca pênalti, que Felipe bate e marca.

O resultado seguiu até o intervalo. Na volta para o segundo tempo o Timbu, mais uma vez, surpreendeu logo no início. Outro gol de Felipe, desta vez tocando na saída de Fábio.

A Raposa mudou a forma de jogar e melhorou na partida. Depois de muito pressionar, Guilherme, de pênalti, descontou para os mineiros, que seguiram na pressão. Mas aos 39 Everaldo deu o golpe de misericórdia, 4 a 2. Ainda aos 43 houve tempo para mais um de Gilmar.

Com a derrota a Raposa praticamente diz adeus ao título e o Náutico segue na briga para escapar da degola.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 5 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data/hora: 15/11/2008, às 18h30
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Nilson Alves Carrijo (DF)

Renda e público:
Gols: Gilmar 5’/1ºT (1-0), Wagner 18’/1ºT (1-1), Felipe 23’/1ºT (2-1), Felipe 3’/2ºT (3-1), Guilherme 31’/2ºT (3-2), Everaldo 39’/2ºT (4-2), Gilmar 43’/2ºT (5-2)
Cartões amarelos: Derley, Alessandro, Ruy (NAU) e Ramires, Wagner (CRU)

NÁUTICO: Eduardo, Adriano, Vágner e Titi; Ruy, Hamilton, Derley, William (Geraldo, 29’/2ºT) e Alessandro (Everaldo, 37’/2ºT); Felipe e Gilmar.

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Leo Fortunato (Thiago Martinelli, intervalo) e Fernandinho; Marquinhos Paraná, Henrique, Ramires e Wagner; Camilo (Thiago Ribeiro, intervalo) e Guilherme. Técnico: Adilson Batista

novembro 15, 2008 Posted by | Cruzeiro, Náutico | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Timão se vinga do Vila Nova e aumenta marca

Com 3 a 1 no Pacaembu, Corinthians derrota algoz no primeiro turno e já está há 20 jogos sem perder.

O Corinthians conseguiu dois feitos neste sábado à tarde, no Pacaembu, em São Paulo. Bateu o Vila Nova por 3 a 1, se vingou do time goiano, que ao lado do Bahia, foi a única equipe a bater o Timão na Segundona, e também aumentou para 20 jogos a sua invencibilidade – 19 pela Série B e um em amistoso. O clube paulista não perde, justamente, desde o revés por 2 a 1 para o Vila, no dia 9 de agosto, em Goiânia.

Mais líder do que nunca, o Timão que teve dois gols de Herrera e um de Alessandro, obteve a sua 24ª vitória em 36 jogos na Segundona e chegou aos 82 pontos. No próximo sábado, o Alvinegro volta ao Pacaembu no próximo sábado para receber o troféu de campeão da Série B e realizar a sua última partida em casa na competição, contra o Avaí, também já garantido no Campeonato Brasileiro da Série A em 2009.

O Vila Nova, que começou a rodada em quinto lugar, com 55 pontos, poderá terminar a rodada na oitava posição.

Como fez em todas as suas partidas na Série B, o Corinthians partiu para cima logo no início e criou boas oportunidades de gol nos primeiros dez minutos. Chegando com velocidade, Douglas articulou lances que pararam em erros de conclusão de Herrera.

O Vila Nova tocava bem a bola e tentava se dar nos contra-ataques, sempre procurando Túlio Maravilha, eterno perigo na área adversária. Ele teve uma boa oportunidade de marcar logo aos 7 minutos. Osmar desceu pela esquerda e lançou para Túlio que, dentro da área, girou e chutou com força para balançar a rede pelo lado de fora.

Aos 15 minutos de partida, o Timão teve a sua primeira grande chance. Morais lançou bola perfeita para Douglas que rolou para André Santos, na entrada da área. O lateral mandou uma bomba na trave esquerda de Max. Depois, no rebote, tentou de cabeça mas goleiro agarrou a bola.

Em ritmo lento e debaixo de forte sol, o Corinthians buscava com tranqüilidade o gol. Contou com a sorte e viu o Vila perder dois titulares em menos de 30 minutos de jogos: o ala Marcel e o meia Alex Oliveira, ambos com lesões musculares. Eles foram substítuidos por Fernandinho e Amaral, respectivamente. Os reservas não conseguiram manter a pegada e o time goiano caiu de produção, demonstrando pouca inspiração no ataque.

Apenas aos 36, a Fiel ficou perto de comemorar. Herrera fez jogada individual pela direita, driblou dois marcadores e concluiu com perigo, à esquerda do gol de Max. No lance seguinte, foi a vez de André Santos cair pela esquerda e chutar forte. A bola acertou a rede pelo lado de fora.

No intervalo, Mano Menezes sacou Lulinha e colocou em seu lugar o atacante Bebeto. O Timão voltou animado e quase marcou logo aos 2 minutos. Elias lançou para Herrera, que foi interceptado pelo goleiro Max. No rebote, Elias cruza na área, Bebeto tenta marcar, mas o zagueiro salva e a bola sobra para Douglas, que chutou por cima do gol.

O gol corintiano era questão de tempo e aconteceu aos 7 minutos. Morais rolou para Bebeto, que superou a marcação e cruzou na medida para Herrera se antecipar à zaga goiana e mandar para o fundo da rede de Max. Foi o 11º gol do atacante argentino no campeonato.

Muito querido pela torcida alvinegra, Herrera acordou no jogo e criou mais duas oportunidades até os 15 minutos. Chegou livre nos dois momentos e chutou à direita do gol do Vila Nova.

Dono do jogo, o portenho fez mais um, aos 32 minutos. Douglas deu um lindo passe para Herrera que, lentamente, driblou o goleiro e balançou as redes de Max. Foi o 12º dele na Série B.

Pouco depois, aos 35 minutos, o Timão transformou a vitória tranqüila em goleada. Alessandro marcou, após receber de Morais e cair pela direita, invadir a área e chutar no ângulo direito de Max.

Pouco depois, Cristian puxou Amaral na área e o juiz marcou penâlti. Aos 38, Pedro Júnior bateu no canto esquerdo de Felipe, que caiu para o lado direito, e descontou para o Vila Nova.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 3 X 1 VILA NOVA

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 15/11/2008 – 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (Fifa – RJ)
Auxiliares: Katiuscia Mayer Mendoça (Fifa – ES) e Márcia Bezerra Caetano (RO)

Público e renda: 24.339 pagantes/R$ 468.961,00
Cartões amarelos: Carlinhos (VIL);
GOLS: Herrera, 7’/2ºT (1-0); Herrera, 32’/2ºT (2-0); Alessandro, 35’/2ºT (3-0); Pedro Júnior, 38’/2ºT (3-1)

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Diego, William e André Santos; Cristian, Elias (39’/2ºT – Perdigão), Lulinha (Intervalo – Bebeto) e Douglas; Morais e Herrera (39’/2ºT – Careca). Técnico: Mano Menezes.

VILA NOVA: Max, Valença, Luis Carlos e Carlinhos; Osmar, Heleno, Alisson, Alex Oliveira (26’/1ºT – Amaral) e Marcel (13’/1ºT – Fernandinho); Pedro Júnior e Túlio Maravilha (26’/2ºT – Bruno Batata). Técnico: Givanildo de Oliveira.

novembro 15, 2008 Posted by | Corinthians, Vila Nova | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ipatinga vence Sport, mas continua na lanterna

Porém, Tigre continua vivo no Brasileiro. Leão permanece em 12º

O Ipatinga ainda respira no Campeonato Brasileiro. A vitória sobre o Sport por 3 a 0 neste sábado, no Ipatingão, não tirou a equipe mineira da lanterna, mas deu uma sobrevida. O Tigre chega aos 34 pontos e encosta nos concorrentes ao rebaixamento. Já o Sport permanece na 12ª colocação.

O Ipatinga entrou em campo com o peso da obrigação de vencer e o Sport procurando honrar seus últimos compromissos, já que está classificado para a Libertadores do ano que vem. Nos primeiros dez minutos do primeiro tempo, muita cautela de ambas as partes. No primeiro lance de perigo, o atacante Ferreira recebeu na pequena área, girou e acertou o ângulo de Magrão, colocando os mineiros em vantagem.

O gol fez o Ipatinga jogar mais atrás, oferecendo campo ao Sport, que passou a gostar do jogo e arriscar alguns chutes de fora da área. O time mineiro afrouxou a marcação e passou apenas a cercar o adversário em sua defesa. Com isso, o goleiro Fernando teve de se desdobrar para manter a vantagem parcial do Ipatinga.

No segundo tempo, a chuva castigou o gramado do Ipatingão. Precisando da vitória, Nelsinho Baptista voltou com três atacantes. A pressão dos pernambucanos continuou. E desta vez, a arma foi alçar as bolas na área. Fumagalli perdeu ótimas chances. Além disso, os homens de frente do Leão esbarravam em Fernando, personagem do jogo e o melhor em campo.

Pelo lado do Ipatinga poucos contra-ataques. Muito limitado tecnicamente, coube ao Tigre segurar o ímpeto dos pernambucanos, através da forte marcação e dos erros do Sport. Leo Oliveira ainda perderia um gol feito e a trave salvaria o Leão.

Porém, o time vistante, não apresentou o ritmo dos primeiros minutos, então, através de uma cobrança de falta, Gian ampliou para os anfitriões. E Ferreira completou a festa, cobrando bem pênalti.

FICHA TÉCNICA

IPATINGA 3 X 0 SPORT

Local: Ipatingão, em Ipatinga (MG)
Data/hora: 15/11/2008, às 18h30
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Eremilson Xavier Macedo (DF) e Evandro Gomes Ferreira (DF)
Renda e público: Não divulgados
Cartão Amarelo: Augusto Recife, Silvio (IPA); Dutra, Cesar, Magrão (SPT)
Cartão Vermelho: Não houve
Gols: Ferreira, 11’/1ºT (1-0); Gian, 39’/2ºT (2-0); Ferreira, 48’/2ºT (3-0)

IPATINGA: Fernando, Márcio Gabriel(Afonso, 45º/2ºT), Sílvio, Gian e Baroni; Júlio, Augusto Recife, Leandro Salino e Luiz Fernando (Luciano Mandi, Itervalo); Pablo (Leo Oliveira, 27’/2ºT) e Ferreira. Técnico: Enderson Moreira.

SPORT: Magrão, Igor, César e Durval; Sidny (Wilson, Intervalo), Fábio Gomes, Júnior Maranhão (Kássio, 17’/2ºT), Fumagalli e Dutra; Roger e Enílton (Joelson, Intervalo) Técnico: Nelsinho Baptista.

novembro 15, 2008 Posted by | Sport | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Futuro presidente do Grêmio nega acerto com Renato

Duda Kroeff prefere dar apoio a Celso Roth e sonha com a Libertadores

O futuro presidente do Grêmio, Duda Kroeff, eleito em outubro, afirmou que a contratação do treinador Renato Gaúcho, do Vasco, ainda não está definida. Renato tem sido cogitado pelo atual presidente como treinador do Tricolor Gaúcho para a próxima temporada. Duda, no entanto, prefere dar apoio ao técnico Celso Roth.

– Isso depende do departamento de futebol. Claro que a última palavra é do atual presidente, mas isso vai ser tratado na hora certa. Ainda temos quatro jogos pela frente. Posso te assegurar que eu gosto do trabalho do Celso Roth e essas conversas sobre o Renato não tem o menor fundamento – garantiu o dirigente, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Sobre a atual situação do time, o futuro presidente sonha com a vaga na Libertadores para 2009.

– Teria a oportunidade de realizar um sonho e também o sonho de todos os gremistas, que é de conquistar o tri da Libertadores. Se eu pegar o Grêmio na Libertadores, e sei que vou pegar, vou fazer das tripas coração para conquistar o título – prometeu Duda Kroeff.

novembro 15, 2008 Posted by | Grêmio | , , , | 1 Comentário

Grêmio: Casa cheia e time escalado

Volta de Réver e a força da torcida são destaques para domingo

A empolgação gremista está de volta. A arrancada do primeiro turno , quando a equipe atropelou seus adversários, pode ser retomada agora, na reta final. A torcida voltou a acreditar na chance de título com cem por cento de aproveitamento nos últimos. Tante que não existem mais ingressos à venda para o jogo de amanhã, 19h10min, contra o Coritiba no Estádio Olímpico.

Com o apoio de 45 mil torcedores, o diretor de futebol André Krieger promete que o Olímpico vai ferver.

– Espero que seja um caldeirão. O torcedor comprou os ingressos, atendeu o pedido do clube.O espetáculo proprociona todo tipo de emoção. Tá tudo pronto. O momento que nós passamos é muito bom e foi concebido por todos, principalmente pelo torcedor.E fica o convite para que todos venham ao Olímpico comemorar os três pontos – convocou o dirigente gremista.

Se fora do campo tem muita agitação, Celso Roth prefere a calmaria e mexe o menos possível. A equipe só terá a volta de Réver, que cumpriu suspensão, no lugar que foi de Jean, expulso diante do Palmeiras. Time escalado e no banco mais uma vez a ausência de Perea. O ex-titular por causa de uma tendinite ficou em tratamento e perdeu a vaga no time e até na reserva por enquanto. Celso convocou para a concentração os seguintes reservas: Marcelo Grohe, Felipe Mattioni, Wágner, Orteman, Adílson, Douglas Costa,André Luís e Richard Morales.

if (!(dominioparceiro)){OAS_AD(‘x10’);}
if (!(dominioparceiro)){OAS_AD(‘x11’);}

novembro 15, 2008 Posted by | Grêmio | , , , | Deixe um comentário

Geninho comemora semana tranqüila

Porém, treinador não quer jogadores relaxados diante do Vitória, no domingo

A vitória por 2 a 0 sobre o Figueirense, no último sábado, mudou completamente o ambiente no Atlético-PR. Ofato de a equipe ter conquistado 10, dos últimos 12 pontos disputados, e ter saído da zona do rebaixamento, fez com que a semana de preparação para o jogo contra o Vitória, nesse domingo, às 19h10min, na Arena, fosse muito mais tranqüila.

Porém, o técnico Geninho não quer que os jogadores relaxem nessa reta final de Campeonato Brasileiro. Segundo ele, um triunfo sobre os baianos deixará o Furacão em uma situação ainda mais confortável.

– Tivemos uma semana tranqüila, pelo fato de que olhamos a tabela e estamos fora da zona do rebaixamento, fizemos um bom jogo contra o Figueirense. Tudo isso deixa o ambiente mais tranqüilo para trabalhar e nos prepararmos. E vencendo o Vitória, teremos ainda mais tranqüilidade para os últimos jogos. Por isso estamos encarando como uma decisão – declarou o treinador.

O Atlético está em 14º lugar na tabela, com 38 pontos, um a mais que o Náutico, o primeiro da zona do rebaixamento.

novembro 15, 2008 Posted by | Atlético-PR | , , | Deixe um comentário

Inter evita clima de euforia na Sul-Americana

Depois da vitória sobre o Chivas, no México, equipe controla a euforia

O Internacional retornou do México com uma grande vantagem sobre o Chivas, ao ganhar de 2 a 0 do adversário, na disputa por uma vaga na final da Copa Sul-Americana. Mesmo assim, os jogadores fazem questão de destacar que não festejam com antecedência e que a ordem do técnico é de manter o foco para garantir a classificação nesta quarta-feira, no Beira-Rio.

– Temos que manter a tranqüilidade, a humildade e os pés no chão. No futebol existem surpresas. O Flamengo venceu no México, perdeu de três e ficou sem a classificação. Sabemos que conseguimos uma boa vantagem. Vamos jogar em casa, com o estádio lotado. Demos um passo grande para a final – afirmou o lateral Marcão.

No jogo de volta, o Inter pode até perder por um gol de diferença. Mas Bolívar afirma que o time ainda precisa jogar muito para chegar à final.

– A gente sabe que a empolgação é do torcedor. É importante, mas temos que deixar isso fora de campo. Nada está definido ainda. Temos mais uma batalha na quarta-feira – afirmou o zagueiro Bolívar.

Os titulares do Internacional treinam neste sábado no Beira-Rio e folgam no domingo. Os reservas seguem para Santos para o jogo deste domingo pelo Campeonato Brasileiro. O goleiro Lauro deverá ser o único do time principal escalado para jogar na Vila Belmiro, contra o Santos, neste domingo, pela 35ª rodada do Brasileirão.

novembro 15, 2008 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Tite evita comentar seu futuro no Internacional

Treinador não mencionou o valor da Sul-Americana para permanência

O nome de Tite continua sendo a maior aposta para o cargo de treinador do Inter em 2009. A vitória de 4 a 1 no Gre-Nal e a eliminação do Boca Juniors valorizaram o técnico, que não quer vincular a sua permanência no comando colorado com a conquista da Copa Sul-Americana.

– Eu sempre respeito as opiniões – afirmou Tite, que não se mostra disposto a procurar a direção do Inter para falar da sua renovação de contrato.

– Isso é da direção. A direção é o clube e os grandes clubes escolhem seus técnicos – declarou Tite.

novembro 15, 2008 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vágner Mancini próximo de acertar com o Botafogo

Ney teria pedido um valor alto ao clube; Dorival e Cuca são cogitados

A diretoria do Botafogo e Ney Franco dizem querer a renovação, mas os cartolas alvinegros já têm outra opção. Trata-se de Vágner Mancini, treinador do Vitória. Segundo fonte ligada ao clube de General Severiano, ele está praticamente certo, restando apenas alguns detalhes.

O principal motivo para Ney não acertar seria o alto valor pedido. Porém, o clube nega e diz que ainda não definiu seu orçamento. O treinador até é visto como uma boa alternativa pela diretoria, mas deve ficar como opção.

Outros nomes que agradam são o de Cuca e o de Dorival Júnior. De férias no Rio de Janeiro, o ex-treinador alvinegro, no entanto, negou que esteja acertando com o clube. Já Dorival, que não ficará no Coritiba, também interessa pelo perfil jovem e de sucesso nos clubes em que trabalhou.

novembro 15, 2008 Posted by | Botafogo | , , | Deixe um comentário

Túlio assegura sua permanência em 2009

Volante diz que identificação com o clube pesa e manda diretoria se preocupar com os jogadores sem contrato

Se muitos pensam em deixar General Severiano, Túlio revela seu amor pelo Botafogo e não quer sair, alheio à enorme crise prevista para o ano que vem.

– A identificação com o clube sempre pesou para mim. E com o Botafogo minha relação é de muito carinho. O tempo provou isso. Foi assim quando voltei para cá com propostas melhores e também quando não quis sair no fim do ano passado. Amor à camisa faz grande diferença – explicou Túlio, que, ao contrário de outros titulares, ainda está sob contrato e somente deixaria o Alvinegro caso aceitasse outra proposta.

O volante entende que a diretoria já tem outros problemas para solucionar e ele não quer ser mais um na agenda dos dirigentes:

– Ninguém da diretoria falou sobre redução salarial, o que sei leio através da imprensa. Por enquanto, como tenho contrato, não muda nada. O Botafogo tem é de correr atrás e se preocupar com o pessoal sem contrato, como Renato Silva, Andre Luis e Lucio Flavio.

novembro 15, 2008 Posted by | Botafogo | , , | Deixe um comentário

Sampa: pelo menos 50 mil no Morumbi

Expectativa é de quebra de recorde de público no duelo contra o Figueirense.

No mínimo 50.474 pessoas estarão no Morumbi neste domingo para a partida entre São Paulo e Figueirense. Esta foi a carga de ingressos vendidos até o fechamento das bilheterias neste sábado.

Os ingressos serão vendidos até o início da partida, mas apenas no Morumbi. O maior público do Tricolor no Brasileirão foi diante do Internacional, na última partida em casa, quando 54.160 pessoas estiveram presentes. A tendência é que o recorde seja quebrado, já que a procura ainda deve ser grande por ingressos do duelo.

Em 2008, 61.704 foi o maior público do Tricolor no Morumbi. Foi nas quartas-de-final da Libertadores quando o Sampa venceu o Fluminense por 1 a 0.

O time carioca é o próximo – e último – adversário do São Paulo em casa no ano. Para este confronto, 33.928 ingressos já foram vendidos antecipadamente.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , | Deixe um comentário

Joilson comemora seqüência após contusão

Lateral-direito tem se beneficiado de desfalques e segue na equipe

Depois de se recuperar de um entorse no tornozelo esquerdo, Joilson voltaria como opção de banco para Muricy Ramalho. Mas o lateral-direito tem contado com a sorte.

Diante da Portuguesa, com Hugo suspenso, foi aberta uma vaga para o camisa 12. Neste domingo, contra o Figueirense, André Dias, também suspenso, deu nova oportunidade ao jogador.

Como Muricy ainda não anunciou a formação que vai a campo, Joilson não sabe como vai atuar. Pode ser ala ou então jogar no meio-de-campo, um pouco mais avançado e com liberdade. Apesar da dúvida, o que importa é jogar.

– Não tenho preferência por jogar com dois ou três zagueiros, quero apenas entrar e ajudar o São Paulo em campo – analisou o jogador.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , | Deixe um comentário

Ibson quer a vitória de presente para o clube

Rubro-Negro faz 113 anos e tem ‘decisão’ contra o Palmeiras no domingo

Um dos mais identificados com o Flamengo do elenco atual, o volante Ibson, na Gávea desde os 9 anos, espera que o presente de aniversário do clube, que completa 113 anos neste sábado, venha no domingo com uma vitória contra o Palmeiras.

– Não só o Flamengo, como nós e principalmente a torcida, todos queremos uma vitória de presente para continuar na luta pelo título e pela vaga na Copa Libertadores – declarou Ibson.

Nos profissionais do Flamengo desde 2004, com uma passagem pelo Porto-POR, Ibson já realizou 150 partidas com a camisa rubro-negra e marcou 28 gols.

novembro 15, 2008 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla comemora 113 anos e rubro-negros se saem bem no quiz

Fábio Luciano, Juan e Caio Júnior mostram que sabem tudo de Flamengo

O Flamengo festeja neste sábado seus 113 anos e o LANCENET! aproveitou a data para testar os conhecimentos sobre a história rubro-negra de jogadores e técnico do elenco atual do clube. Fábio Luciano, Juan e Caio Júnior também podem ganhar felicitações, pois foram precisos em todas as respostas do questionário e ganharam nota 10 no desafio.

O atacante Josiel e os volantes Jaílton e Kleberson tiveram desempenho abaixo dos companheiros citados acima e acertaram 60% das questões. Pode-se dizer que foram aprovados depois de passarem pela recuperação.

Para a sorte de todos os “testados”, nenhum deles escorregou na pergunta mais fácil. Todos sabem que o maior artilheiro da história do clube é Zico (509 gols).

Um dos jogadores mais identificados com a torcida do Flamengo do time atual, o capitão Fábio Luciano, que foi infalível nas suas respostas, fez uma homenagem ao clube e falou da dádiva que é representar a nação rubro-negra.

– Gostaria de parabenizar o clube pela história que tem, pela grandeza dentro e fora do campo. Espero que o Fla consiga muitos títulos para engrandecer ainda mais a sua história. Me enobrece muito ter jogado pelo Flamengo. Todos sonham com isso e tenho de aproveitar este privilégio – admitiu.

O técnico Caio Júnior felicitou os torcedores e prometeu buscar novas conquistas para o Flamengo para que estes êxitos se transformem numa nova geração de rubro-negros.

– Parabenizo a todos os rubro-negros pelo aniversário do clube. Vamos tentar ser campeões para renovar cada vez mais a torcida, pois a maior parte é da era do Zico. Temos que acrescentar novos títulos – disse Caio Júnior, que garantiu ser bom em jogo de perguntas e respostas quando o assunto é futebol:

– Outro dia estava respondendo a um questionário sobre Copa do Mundo e acertei quase todas.

novembro 15, 2008 Posted by | Flamengo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla x Palmeiras: quase 100 gols em Brasileiros

Tita, Edmundo e Zico têm história no clássico pela competição nacional

Apesar de nunca terem ido juntos a uma final de Campeonato Brasileiro, Flamengo x Palmeiras é um clássico de muita histíoria na competição. Até agora foram 40 confrontos e o Verdão tem vantagem de vitórias (15 a 12). Ao todo, foram 98 gols no confronto. Faltam, dois para a marca centenária, que pode sair neste domingo, no Maracanã.

Com cinco gols, o ex-rubro-negro Tita é o maior artilheiro do confronto por este torneio. Zico, também pelo Flamengo, vem logo atrás com um a menos. Edmundo e Jorge Mendonça são os principais goleadores do Verdão contra o Fla em Brasileiros, cada um marcou três vezes. Mesmo número de Adílio, só que pelo clube carioca.

Dos elencos atuais de Flamengo e Palmeiras, que travarão mais um duelo neste domingo, apenas três jogadores já balançaram redes neste confronto em Brasileiros. Em 2004, o meia Ibson fez um gol na importante vitória rubro-negra no Palestra Itália (2 a 1), que praticamente livrou o Flamengo do rebaixamento.

No Brasileiro do ano passado, o zagueiro Gustavo fez um dos gols da vitória alviverde por 2 a 1, na casa do Verdão. No primeiro turno deste ano, também em São Paulo, Sandro Silva fez o único gol do jogo e deu o triunfo ao Palmeiras.

Confira a lista dos que marcaram em Fla x Palmeiras em Brasileiros:

5 gols: Tita (Fla)
4 gols: Zico (Fla)
3 gols: Adílio (Fla); Edmundo (Pal) e Jorge Mendonça (Pal)
2 gols: Baroninho (Pal); Carlos Henrique (1 pelo Fla e 1 pelo Pal); Cléo (Pal); Fedato (Pal); Jorginho Putinatti (Pal); Leivinha (Pal); Oséas (Pal); Romário (Fla); Sávio (Fla)
1 gol: Aílton (Fla); Athirson (Fla); Baiano (Pal); Baltazar (Fla); Barbosa (Pal); Batista (Pal); Bebeto (Fla); Betinho (Pal); Caio (Fla); Caio (Pal); Careca (Pal); Carlos Alberto Seixas (Pal); César Sampaio (Pal, a favor do Fla); Chiquinho (Fla); Claiton (Fla); Dario Pereyra (Pal); De Rosis (Pal); Djalminha (Pal); Florentín (Pal); Gaúcho (Fla); Gottardo (Fla); Gustavo (Pal); Hélio (Pal); Ibson (Fla); Itamar (Pal); Juan – zagueiro (Fla); Juan – zagueiro (Fla, favor do Pal); Julinho (Fla); Liédson (Fla); Luisinho (Fla); Luís Pereira (Pal); Magrão (Pal); Marcinho (Pal); Marques (Pal); Mauro (Pal); Maxwell (Pal, a favor do Fla); Mococa (Pal); Müller (Pal); Nando (Fla); Nenê (Pal); Nilson (Pal); Nunes (Fla); Odair (Pal); Obina (Fla); Osmar (Pal); Paulo Baier (Pal); Paulo Sérgio (Fla); Pedrinho (Pal); Peralta (Fla); Ramírez (Fla); Renato Augusto (Fla); Renato Gaúcho (Fla); Rogério (Fla); Roma (Fla); Ronaldo (Pal); Samarone (Fla); Sandro Silva (Pal); Tadeu (Fla); Thiago Gomes (Pal); Toninho Baiano (Fla); Vinícius Pacheco (Fla); Zé Mário (Pal)

novembro 15, 2008 Posted by | Flamengo, Palmeiras | , , , , | 2 Comentários

BRASIL X PORTUGAL AO VIVO – 19/11 – 21:50 hs

PARA ASSITIR EM TELA INTEIRA,CLIQUE NA IMAGEM “TRANSMISSÃO AO VIVO”


Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

novembro 15, 2008 Posted by | Seleção brasileira. | , , , , , , , , , , | 4 Comentários

Muricy revela a sua terapia: lavar louça

Em entrevista ao jornal ‘O Globo’, treinador do São Paulo diz que adoraria receber um convite para dirigir a seleção brasileira.

No dia-a-dia, Muricy Ramalho acumula estresse ao comandar os jogadores do São Paulo, pensar em estratégias, estudar os rivais… Para relaxar, o técnico recorre à sua terapia particular e peculiar: lavar louça.

– Outro dia, uma moça nova que trabalha lá em casa não entendeu nada quando pedi para deixar a louça que eu lavaria. É uma terapia. Vou pensando, desestressando (sic), me desligando. Gosto do barulho da água – diz o técnico, em entrevista ao jornal “O Globo”.

Muricy, que se acha organizado na cozinha, acrescenta que também gosta de preparar pratos, mas sem receitas complicadas. Um de seus prazeres é preparar churrasco e assar pizza no seu sítio, no interior de São Paulo.

O treinador está a caminho de se tornar o primeiro a ser tricampeão por uma mesma equipe. Na década de 70, Rubens Minelli foi campeão por Internacional (1975 e 76) e São Paulo (1977). O prestígio faz o são-paulino sonhar com a seleção brasileira. E já tem a resposta na língua para o caso de ser convidado.

– Não gosto de cobiçar o que é de outro, mas é óbvio que vou adorar se o convite surgir. Quem não aceitaria uma convocação para representar o país? Quem não gostaria de poder escolher os melhores? Tem vezes que olho no meu banco e não tenho quem colocar em campo. Peço para contratar o Chiquinho, e vem o Luizinho. O desgaste numa seleção é outro – explica.

‘Luxemburgo trabalha para voltar à seleção’

Ele acrescenta, no entanto, que não tem obsessão pelo cargo e cita isso como uma diferença que o separa do palmeirense Vanderlei Luxemburgo.

– O Luxemburgo já disse que é melhor do que eu. Também acho. Ele tem mais experiência. Mas, no confronto direto, nunca perco para ele. Ele trabalha para voltar à seleção, é um aficionado. Eu não sou.

Ampliar Foto arte/GLOBOESPORTE.COM arte/GLOBOESPORTE.COM

O treinador são-paulino na versão atual e na época de ‘música barulhenta’

Ao falar do passado, Muricy lembra a época em que usava tamanco, deixava o cabelo comprido e ouvia “música barulhenta”. E recorda os episódios com o técnico argentino e linha-dura José Poy.

–  Ele não gostava do cabelo comprido. Falava que, se eu não cortasse, não precisava treinar no dia seguinte. Eu respondia que não voltaria e não voltava mesmo! Passava uma semana, e eles me buscavam em casa – diverte-se o são-paulino, para em seguida concluir: – O futebol era mais alegre. Não era lucrativo como hoje, com o peso e a responsabilidade atuais.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , , , , | Deixe um comentário

Isago veio para amadurecer Thiago Silva

Zagueiro garante que chegada do filho vai mudar muita coisa em sua vida

A vida de Thiago Silva vem passando por grandes reviravoltas nos últimos tempos. Além do nascimento de seu filho Isago na última quarta-feira, o zagueiro também se despede do Fluminense no fim do ano para atuar pela Internazionale-ITA.

A mudança para a Itália vai causar muitas mudanças na vida da família do jogador. No entanto, Thiago Silva acredita que o mais novo membro vai ajudar nessa fase.

– O nascimento do Isago muda muita coisa em minha vida. Acredito que vou amadurecer mais rápido, agora. Terei de ficar sozinho por um mês. Sei que será complicado, mas temos que conseguir passar por cima de tudo – afirmou Thiago Silva ao canal SporTV.

novembro 15, 2008 Posted by | Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários